Página 1 dos resultados de 842 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Fatores de risco e proteção no processo de adaptação de criança à separação/divórcio dos pais em litígio judicial

Bonoto, Andréia Chagas Pereira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 157 p. | tabs
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2013; A vivência da separação/divórcio ocorre de forma diferenciada em cada família, tendo maior ou menor impacto nas pessoas envolvidas dependendo de fatores econômicos, sociais, culturais, religiosos, além das redes de apoio que podem se estabelecer ou não. O presente estudo tem como objetivo caracterizar os fatores de risco e proteção no processo de adaptação de crianças a separação/divórcio dos pais em litígio judicial. Esta pesquisa é de natureza descritiva, com fonte documental e abordagem qualitativa. Foram utilizados laudos psicológicos como fonte de dados, como forma de aproveitar um documento com informações sobre as famílias que vivem a situação de litígio judicial, podendo gerar conhecimento científico através de dados já coletados. A amostra de documentos foi composta por 76 laudos psicológicos, datados no ano de 2011, provenientes de processos judiciais de nove Varas de Família do Poder Judiciário do Estado Santa Catarina. Os dados obtidos nos documentos foram organizados a partir de categorias elaboradas com base na revisão da literatura especializada. Verificou-se que homens e mulheres...

O divórcio em Portugal durante o Estado Novo

Cid, Nuno
Fonte: Coimbra Editora Publicador: Coimbra Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O instituto do divórcio, introduzido em Portugal logo na sequência da instauração da República (1910), permaneceu inalterado não obstante a queda da “1.ª República” (1926), a subsequente instauração do Estado Novo e as proclamações da Constituição de 1933 em matéria de família e casamento. Não tiveram sucesso iniciativas diversas no sentido de abolir divórcio ou modificar profundamente o seu regime jurídico. A incidência estatística de divórcios manteve-se, porém, relativamente baixa. Em virtude da Concordada firmada em Maio de 1940 entre a República Portuguesa e a Santa Sé, complementada por legislação nacional, foi reposto o reconhecimento de efeitos civis aos casamentos canonicamente celebrados e ficou vedada a possibilidade de divórcio aos que celebrassem casamento canónico, tudo a partir 1 de Agosto de 1940. O Código Civil de 1966 dificultou a dissolução por divórcio dos casamentos não abrangidos pela proibição. Goraram-se iniciativas empreendidas em 1971 e 1972 no sentido da revisão da Concordata. Entre 1941 e 1974 a incidência estatística dos casamentos católicos foi sempre superior a 80%, chegando a atingir mais de 90%, e a percentagem de divórcios nunca atingiu os 2%.

As vozes dos pais sobre o dia-a-dia dos filhos após o divórcio

Schwingel, Marta; Carvalho, Carolina
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
O estudo centra-se na criança, na família e na relação de parentalidade numa situação de divórcio. O objectivo foi compreender como a parentalidade é vivida pelos pais após o divórcio. Na escolha dos participantes privilegiou-se: ser separado/divorciado, ter pelo menos um filho em idade de creche/ jardim-de-infância antes e após a separação/divórcio e residir no distrito de Santarém. Aos seis ex-casais seleccionados colocaram-se questões acerca da relação de parentalidade e do dia-a-dia da criança. Optouse por uma investigação qualitativa. o instrumento de recolha de dados foi a entrevista, questionando-se individualmente os participantes. Os resultados revelaram que os pais se preocupam com: as consequências psicológicos do divórcio nos filhos; a flexibilidade e a organização da rotina diária das crianças mesmo quando não partilhadas por ambos. a parentalidade é vista como a satisfação das necessidades básicas da criança, nomeadamente, as de afecto, confiança e segurança, bem como uma educação com valores e regras. os pais revelaram ser difícil cuidar e educar do filho num divórcio, afirmando que esse desafio é facilitado quando ambos estão juntos.

Mulheres, divórcio e mudança social - divórcio: tendências actuais

Torres, Anália Cardoso
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/1987 POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
As mudanças ocorridas nos últimos quinze anos em Portugal no que respeita ao estatuto das mulheres, a sua inserção no mercado de trabalho e as alterações legislativas, sobretudo relevantes no pós-25 de Abril - a consagração plena da igualdade de direitos -, reproduziram-se nas relações familiares. Por outro lado, o 25 de Abril produziu ainda um conjunto substancial de mudanças no direito da família, de que o divórcio para os casados catolicamente e o surgimento da figura jurídica do mútuo consentimento são exemplos. No terreno das práticas sociais assiste-se a uma mudança de práticas e representações que se configuram de forma diferenciada. O objectivo deste artigo é o de dar conta, num primeiro momento, da forma objectiva do impacte destas mudanças publicitadas pela primeira vez num conjunto de dados sobre o divórcio em Portugal. Através de vários trabalhos realizados neste âmbito e sobretudo de um estudo de caso sobre mulheres divorciadas na área urbana de Lisboa, estabelecem-se hipóteses explicativas e procuram-se novas pistas de pesquisa, a aprofundar num próximo artigo.; Changes related to woman"s status, concerning legislation and her integration in the labour market, have occurred in the last fifteen years in Portugal - especially after the revolution of the 25th April where she gained equal rights...

Validação do inventário feminino de vivências do processo de separação e divórcio (IFVPSD)

Pereira, Maria da Graça; Machado, José Cunha; Pinto, Henrique
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O divórcio contribuiu para uma mudança da estrutura familiar estando associado a um declínio da qualidade da relação conjugal com implicações a nível pessoal, interpessoal e social e tem vindo a aumentar nos últimos anos. Participaram 165 mulheres separadas ou divorciadas, com pelo menos um filho do casamento, com idades entre os 24 e os 55 anos que responderam ao inventário feminino de vivências do processo de separação ou divórcio (IFVPSD). A análise factorial revelou cinco dimensões: disfuncionalidade conjugal, conflito, emocionalidade, apoio social e adaptação. A disfuncionalidade remete para a crise conjugal e conflitualidade durante o casamento; o conflito centra-se no relacionamento com o ex-cônjuge; a emocionalidade foca-se nos sentimentos vivenciados no processo de separação; o apoio social centra-se no papel de familiares e amigos durante o processo de separação e, finalmente, a dimensão da adaptação remete-nos para a adaptação ao processo de separação. A consistência interna das cinco dimensões aponta para alfas entre .72 e .82 que explicam 49.25% da variância total. O inventário feminino de vivências do processo de separação ou divórcio reúne as condições necessárias para ser utilizado como instrumento de rastreio para identificar mulheres com dificuldades no processo de adaptação ao divórcio.; ABSTRACT: The divorce has contributed to a change in family structure associated to a decline in the quality of the marital relationship with implications for personal...

Ajustamento da criança à separação ou divórcio dos pais

Raposo,Hélder Silva; Figueiredo,Barbara Fernandes de Carvalho; Lamela,Diogo Jorge Pereira do Vale; Nunes-Costa,Rui Alexandre; Castro,Maria Conceição; Prego,Joana
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
OBJETIVO: O presente artigo procura relacionar e analisar evidências empíricas e teóricas sobre o impacto e os fatores associados ao impacto da separação ou divórcio dos pais no ajustamento da criança. MÉTODO: Realizou-se uma revisão agregativa da literatura, recorrendo às palavras-chave "divorce adjustment", "child divorce" e "divorce impact", nas bases de dados JSTOR, PsycInfo, SciELO e Medline e em livros da especialidade. RESULTADOS: Respostas adaptativas e desadaptativas da criança são descritas, assim como potenciais resultados positivos. São principalmente discutidos os fatores mediadores e moderadores frequentemente referenciados na literatura no impacto da separação ou divórcio dos pais no ajustamento da criança. Entre esses estão: características da criança, problemas financeiros, sintomatologia psicopatológica dos pais, qualidade das práticas parentais e conflito interparental. CONCLUSÃO: Com base nas evidências empíricas e perspectivando o divórcio como uma transição desenvolvimental, levantamos a hipótese de que os problemas de ajustamento apresentados pelas crianças com pais divorciados possam ser mais bem explicados por outros fatores do que pelo divórcio/separação per se. Finalmente assumimos uma inovação conceptual de que essa transição familiar pode significar uma oportunidade de crescimento e de promoção desenvolvimental.

As transições familiares do divórcio ao recasamento no contexto brasileiro

Cano,Débora Staub; Gabarra,Leticia Macedo; Moré,Carmen Ocampo; Crepaldi,Maria Aparecida
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
Este artigo tem como objetivo fazer considerações teórico-metodológicas sobre o tema do divórcio e do recasamento, apresentando as metodologias utilizadas em pesquisas nesta área e identificando novas possibilidades de estudos e intervenções. Para tanto, descrevem-se o panorama do divórcio no Brasil e as pesquisas encontradas nesta área, examinando os fatores relacionados com o processo de separação, o impacto associado a essa transição nas famílias, assim como o período de pós-divórcio e de recasamento. Considera-se que existem lacunas a ser preenchidas com novos estudos, de modo que se sugere a realização de pesquisas envolvendo o processo de divórcio e recasamento nos diferentes momentos do ciclo vital da família, bem como sobre a fratria dos filhos de casais divorciados, sobre as variadas configurações familiares e sobre a rede de apoio a essas famílias.

Adaptação ao divórcio e relações coparentais: contributos da teoria da vinculação

Lamela,Diogo; Figueiredo,Bárbara; Bastos,Alice
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Neste artigo propõe-se uma contribuição da teoria da vinculação na compreensão dos processos de adaptação dos adultos ao seu divórcio e como a desvinculação ao ex-cônjuge interfere na coparentalidade pós-divórcio. Este artigo formula duas hipóteses teóricas. A primeira hipótese afirma que o divórcio, enquanto processo relacional, deve ser lido como um momento de perda que germina reacções psicológicas similares às experienciadas pelos viúvos, tal como descreve Bowlby no modelo de perda da figura de vinculação, estando dependente dos estilos de vinculação dos adultos. A segunda hipótese sustenta que a coparentalidade pós-divórcio é predita pelos estilos de vinculação e pela qualidade da reorganização da vinculação dos pais. Finalmente, uma integração teórica é apresentada, operacionalizada numa proposta de investigação futura neste domínio.

Os efeitos jurídicos do divórcio direto e do divórcio conversão na jurisprudência do STJ

Andrighi, Fátima Nancy
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Palestra Formato: 229844 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Palestra proferida no Congresso de Direito de Família e Sucessões, Hotel Glória – Rio de Janeiro, 16/09/2005.; Analisa os efeitos jurídicos do divórcio direto e do divórcio conversão na jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em conjunto com as novas disposições do Código Civil de 2002. Observa que, embora o novo Código Civil já esteja em vigor há dois anos, ainda não tem sido aplicado em grande parte dos julgados do STJ, em decorrência da irretroatividade da Nova Lei Civil em face das relações jurídicas praticadas na vigência do Código de 1916. Apresenta, primeiramente, breve conceituação dos institutos – divórcio e suas modalidades: direto e conversão, com ênfase na legislação. E em seguida, trata dos precedentes jurisprudenciais do STJ.

Separações conjugais e divórcio

Cahali, Yussef Said
Fonte: Revista dos Tribunais Publicador: Revista dos Tribunais
Tipo: Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Divulgação dos SUMÁRIOS das obras recentemente incorporadas ao acervo da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva do STJ. Em respeito à lei de Direitos Autorais, não disponibilizamos a obra na íntegra. 347.627.2(81) C132d 12.ed. STJ00088747; Título até a 11a. edição: Divórcio e Separação.; Na capa: Atualizada com a Lei 12.398, de 28.03.2011 (Lei do direito de visita dos avós).; Dados complementares de edição retirados da capa e da página de rosto.

Aplicación de los elementos y principios de la responsabilidad civil a los procesos contenciosos de divorcio en Colombia

Gallón Guerrero, Susana
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Tipo: bachelorThesis; Trabajo de Grado Pregrado Formato: Pdf
Relevância na Pesquisa
37.54%
En Colombia existen dos tipos de divorcio. El divorcio remedio y el divorcio sanción. En el primero la disolución del vínculo se decreta con fundamento en causales de tipo objetivo, en las que no es necesario probar la conducta culposa de ninguno de los cónyuges. El divorcio sanción se declara con fundamento en causales de tipo subjetivo y la disolución del vínculo o la cesación de sus efectos se produce por la conducta culposa de uno o ambos cónyuges. La legislación nacional prevé algunas sanciones a cargo del cónyuge culpable, pero su naturaleza jurídica no corresponde estrictamente al concepto de indemnización de perjuicios sufridos por el cónyuge inocente por los hechos constitutivos del divorcio. En consecuencia, el propósito de este artículo es analizar si los elementos y principios esenciales de la responsabilidad civil en Colombia podrían ser aplicados a los procesos de divorcio tipo sanción.

Papéis conjugais e parentais na situação de divórcio destrutivo com filhos pequenos

Juras, Mariana Martins
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2009.; O divórcio é um fenômeno crescente em nossa sociedade e, da mesma forma, existe um aumento de ex-cônjuges que buscam a Justiça para resolver seus conflitos familiares. O divórcio destrutivo refere-se a uma dinâmica familiar violenta após o divórcio, em que prevalecem sentimentos agressivos entre os ex-cônjuges, incluindo terceiros no conflito. O presente trabalho aborda a questão dos papéis parentais e conjugais no divórcio destrutivo em que há filhos pequenos e insere-se no contexto jurídico durante a realização do estudo psicossocial de famílias em processos de disputa de guarda e regulamentação de visitas, especificamente no Serviço de Atendimento a Famílias com Ação Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. A fundamentação teórica reporta-se à Teoria Familiar Sistêmica, além de buscar aspectos do Direito Crítico para complementar o arcabouço teórico deste estudo. Participaram da pesquisa três famílias divorciadas que entraram na Justiça buscando a regularização judicial da guarda e visita dos filhos, todos eles com menos de 12 anos idade. A pesquisa-ação consistiu o método de pesquisa utilizado...

Juicios de nulidad, separación y divorcio en el proyecto de ley de matrimonio civil

Martínez Albornoz, María Paz
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.5%
Memoria (licenciado en ciencias jurídicas y sociales); No autorizada por el autor para ser publicada a texto completo; Los objetivos que con mi memoria de prueba me propongo son el estudiar y analizar en que consiste el Proyecto de Ley de Matrimonio Civil, en lo relativo a los procedimientos de nulidad de matrimonio, separación legal de los cónyuges y divorcio. Además estudiaré y analizaré las indicaciones que se han realizado al Proyecto de Ley de Matrimonio Civil. La primera de ellas es la que realizó el Ejecutivo, analizaré en que consiste esta indicación, estudiando los Procedimientos de nulidad de matrimonio, separación legal de los cónyuges y divorcio. La segunda indicación al Proyecto de Ley de Matrimonio Civil la realizaron los Honorables Senadores Sergio Diez y Andrés Chadwick, estudiaré los procedimientos de nulidad de matrimonio y de separación legal de los cónyuges. Esta indicación no admite el divorcio, por lo cual no estudiaré tal procedimiento. La tercera indicación al Proyecto de Ley de Matrimonio Civil la realizaron los Honorables Senadores Juan Hamilton y Andrés Zaldívar. Admiten el divorcio vincular, pero restringiéndolo a casos excepcionales vinculadas a conductas graves, asumidas por uno de los cónyuges en perjuicio del otro cónyuge y o de los hijos; rechazando el divorcio vincular por voluntad unilateral de uno de los cónyuges. Proponen como causal de divorcio la existencia de un grupo familiar estable con a lo menos un hijo...

La problemática del divorcio y en especial de su tipología

Matta Aylwin, Manuel Antonio
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.57%
Memoria (licenciado en ciencias jurídicas y sociales); No autorizada por el autor para ser publicada a texto completo; De este modo, sin dejar de lado el ineludible aspecto axiológico que presenta la temática del divorcio, en este trabajo nos proponemos abordarla, principalmente, desde una óptica de la técnica jurídica, estudiando así, entre otras cuestiones, las diversas causales de divorcio y la tipología a que ellas dan lugar, haciendo énfasis en aquellas que generan mayor controversia en la doctrina: nos referimos a las tipologías de divorcio causado e incausado, divorcio sanción y divorcio remedio y, finalmente, divorcio por mutuo consentimiento y divorcio por voluntad unilateral. Para dar cumplimiento cabal a la tarea que nos proponemos, en el presente trabajo, tendrá un papel preponderante el estudio de la legislación comparada, la cual nos proporcionará distintas miradas respecto del divorcio y la forma de abordarlo y, lo que es más importante, distintas experiencias sobre la misma materia

La compensación económica en el divorcio por culpa

Grez Hidalgo, Pablo Salvador
Fonte: Universidad de Chile; CyberDocs Publicador: Universidad de Chile; CyberDocs
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.57%
No autorizada por el autor para ser publicada a texto completo; Memoria (licenciado en ciencias jurídicas y sociales); El sistema de causales de divorcio consagrado en la nueva ley es de naturaleza mixta. Por una parte, existen causales propias de un sistema de divorcio remedio, de carácter objetivo, con énfasis en la ruptura de la convivencia; y por otra, causales propias de un sistema de divorcio sanción, que entienden al divorcio como la consecuencia de una falta de conducta imputable a uno de los cónyuges. Nuestro estudio comenzará con un examen de las fuentes que inspiraron nuestra ley de matrimonio civil, la regulación matrimonial francesa y española. Nos detendremos en ambas legislaciones con el objeto de determinar si consagraron reglas especiales en materia de prestaciones compensatorias cuando el divorcio es decretado por culpa de uno de los cónyuges. Este estudio nos permitirá advertir que ambas regulaciones han evolucionado en el tiempo, y que la regulación contenida en el artículo 62 inciso 2° de la LMC presenta ciertas semejanzas con la regulación francesa (capítulo I). Revisados sus antecedentes, examinaremos tres problemas que plantea el artículo 62 inciso 2° de la LMC (capítulo III). En primer lugar...

A importância da mediação familiar como meio de concretização da responsabilidade parental nos casos de divórcio

Vieira, Flávia Fernandes
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.54%
Este trabalho versa sobre a importância da mediação familiar como meio de concretização da responsabilidade parental nos casos de divórcio. Primeiramente, aborda a evolução da família até os dias atuais, perpassando pelo regime do patriarcado até a família pós-moderna, pautada no eudemonismo, bem como a evolução histórica do divórcio até o nosso contexto atual. Posteriormente, assinaladas algumas considerações sobre os conflitos familiares e o evento da separação, capazes de ocasionar a desestrutura do ambiente familiar, analisa-se o divórcio destrutivo, caracterizado por uma dinâmica conflituosa e violenta pós-divórcio, marcada pela dificuldade de diferenciação dos papéis parentais dos conjugais. Mais tarde, em relação aos direitos e deveres dos pais em relação aos filhos, aponta-se o instituto do poder familiar, os princípios da solidariedade familiar, do melhor interesse da criança e da paternidade responsável e da convivência familiar, sempre conferindo enfoque na importância de se dissociar o término da relação conjugal da continuidade da relação parental, em virtude de atender os direitos dos filhos e o dever que os pais têm, diante destes. Trata-se de direitos e deveres assegurados pelo ordenamento jurídico pátrio...

A nova lei do divórcio: avanço social ou desvalorização da família?

Simões, Roberta Silva
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.5%
O presente trabalho tratará a respeito da Lei n.º 11.441/07, a chamada “nova Lei do divórcio”, abordando os aspectos históricos da evolução da família e seu conceito na evolução da sociedade brasileira além de apresentar a evolução do conceito de dissolução do vínculo conjugal no país bem como no direito comparado. A introdução do divórcio no Brasil se deu de forma lenta e gradual, gerando críticas e opiniões diferenciadas a respeito dos benefícios de sua introdução. Muitos pensavam que apresentar a possibilidade do divórcio causaria completa destruição da instituição familiar. Com o passar do tempo, diversas legislações trataram a respeito do divórcio e facilitaram sua obtenção, permitindo até mesmo a contração de novas núpcias. A nova lei do divórcio vem trazer a possibilidade de obtenção do divórcio, separação, partilhas e inventários através da via extrajudicial. A questão que resta é a seguinte: Essa facilitação trazida pela nova Lei representa um avanço ou uma afronta à instituição familiar?; The present paper is going to treat about the Law n.º 11441/07, the one called “The new divorce law”, approaching the historic aspects of the family evolution and its concept in the evolution of the Brazilian society besides presenting the evolution of the concept of dissolution of the conjugal bond in the country such as in the comparative jurisprudence. The introduction of the divorce in Brazil happened in a slow and gradual form...

Os institutos do divórcio e da separação pós-Emenda 66/10; Os institutos do divórcio e da separação pós-Emenda Constitucional n. 66, de 13 de julho de 2010

Oliveira, Ana Cláudia Muro Martinez de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.46%
O presente trabalho propicia um retrocesso histórico acerca da família, do casamento, da separação e do divórcio. Seu objetivo principal é analisar as alterações trazidas com a promulgação da Emenda Constitucional nº 66/10 em 13 de julho de 2010. O propósito precípuo dessas transformações é a simplificação do divórcio, visto que anteriormente a essas modificações havia duas formas de por termo ao casamento: a separação, que tão somente dissolvia com a sociedade conjugal, e o divórcio, que rompe com o vínculo matrimonial. Entretanto, para a concessão dos institutos era necessário o cumprimentos dos requisitos legais. Contudo, a partir da promulgação da EC 66/10, para que se alcance o divórcio não será mais necessário o cumprimento de qualquer lapso legal, assim, o casal que se casa hoje pode se divorciar amanhã.; This paper provides a historical retreat about family, marriage, separation and divorce.Its main objective is to analyze the changes introduced with the enactment of Constitutional Amendment nº 66/10 on 13 July 2010. The maid purpose of these transformations is the simplification of divorce, whereas previously these changes were two ways to terminate the marriage, separation, so that only the society dissolved marriage...

Desenvolvimento após o divórcio como estratégia de crescimento humano; Development after divorce as a strategy of human growth

Lamela, Diogo Jorge Pereira do Vale
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
O divórcio é um dos momentos mais estressantes na vida dos adultos. Após a dissolução conjugal, os ex-parceiros têm de enfrentar inúmeras mudanças e desafios. A literatura psicológica tem dado prioridade ao estudo das consequências negativas do divórcio nas trajetórias desenvolvimentais de todos os membros da família, através da pesquisa exaustiva de problemas de ajustamento que provariam que o divórcio é por si só um factor de desestabilização e risco psicopatológico. No entanto, atualmente, surgem linhas de investigação que se distanciam desta visão, para se focalizarem nas possibilidades de desenvolvimento positivo que podem germinar com a decisão de divórcio. Desta forma, a adaptação ao divórcio não é vista como um processo cumulativo de perdas mas, pelo contrário, como um potencial processo qualitativo caracterizado por novos objetivos de vida, melhoria de competências e maior maturidade afetiva e íntima. O presente artigo propõe uma conceptualização da adaptação ao divórcio como podendo ser medida através do resultado qualitativo de uma sequência de mudanças desenvolvimentais integradas, em que os níveis mais avançados de desenvolvimento, e de um certo modo também mais diferenciados...

O divórcio destrutivo na perspectiva de filhos com menos de 12 anos; El divorcio destructivo desde el punto de vista de los niños hasta 12 años de edad; Destructive divorce under the perspective of children of less than 12 years old

Juras, Mariana Martins; Costa, Liana Fortunato
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
O presente trabalho aborda o ponto de vista dos filhos pequenos na dinâmica do divórcio destrutivo e insere-se no contexto jurídico durante a realização do estudo psicossocial. Sujeitos: três famílias divorciadas com filhos menores de 12 anos de idade. Fundamentação teórica: Teoria Familiar Sistêmica. Método: pesquisa-ação. Instrumentos: entrevistas semiestruturadas, genograma familiar, visita domiciliar e desenho da família realizado pelas crianças. Os resultados evidenciaram que as crianças freqüentemente são incluídas no conflito e manifestam sentimentos de sofrimento e insatisfação com o conflito conjugal. Por outro lado, evidenciaram recursos importantes para o enfrentamento desse divórcio, como o fortalecimento da fratria.; Este artículo discute el punto de vista de los niños pequeños en la dinámica de divorcio destructivo y está dentro del marco jurídico durante el estudio psicosocial. Participantes: tres familias de divorciados con hijos menores de 12 años de edad. Teórica: Teoría Sistémica de la Familia. Método: investigación-acción. Instrumentos: entrevistas semi-estructuradas, genogramas familiares, visitas al domicilio y el diseño de la familia por los niños. Los resultados mostraron que los niños con frecuencia se incluyen en el conflicto y expresan sentimientos de malestar y descontento con el conflicto marital. Por otro lado...