Página 1 dos resultados de 51 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Intera????es s??lido-l??quido e sua import??ncia no desenvolvimento de formas farmac??uticas s??lidas orais de libera????o imediata

Nascimento, Alessandra Micherla Rodrigues do
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.71%
Muitos fen??menos relevantes para a ??rea farmac??utica se iniciam na superf??cie. As intera????es interfaciais s??lido-l??quido s??o de especial interesse e foco deste trabalho, pois tem implica????o direta na dissolu????o do f??rmaco e em sua solubilidade. A molhabilidade da part??cula ?? um pr??-requisito para estes processos e pode afetar diretamente a qualidade biofarmac??utica do medicamento. O conhecimento das intera????es de superf??cie pode ajudar no entendimento dos eventos mediados nas intera????es e racionalizar o desenvolvimento de formula????es farmac??uticas. Esta monoia prop??e a realiza????o de uma revis??o bibliogr??fica com enfoque na identifica????o dos principais estudos de intera????es s??lido-l??quido e no desenvolvimento de formas farmac??uticas orais de libera????o imediata. Os resultados mostram a exist??ncia de um n??mero limitado de metodologias para avalia????o da molhabilidade de p??s farmac??uticos e destacou alguns m??todos, tais como: de Stevens, de ascens??o capilar (Washburn) e a medida direta do ??ngulo de contato e m??todos associados. Este ??ltimo mostrou-se ser o mais vantajoso para f??rmacos pouco sol??veis em ??gua, pois al??m de ser um m??todo instrumental depende somente do contato dos dois meios (superf??cie s??lida e meio dispersante). O tema molhabilidade n??o ?? muito difundido no Brasil e poucos s??o os trabalhos cient??ficos publicados em territ??rio nacional para a ??rea farmac??utica. O fato ?? que muito se preocupa com a dissolu????o do f??rmaco ou de seu produto formulado...

Ensaios f??sicos dos excipientes e avalia????o das farmacopeias

Silva, Delaman Campos da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.12%
Excipientes s??o subst??ncias com finalidade espec??fica adicionadas ??s formula????es. Estes agentes podem atuar como diluentes, agentes deslizantes, lubrificantes, aglutinantes, desintegrantes entre outros, na forma farmac??utica. Devido a sua import??ncia, devem ser submetidos a ensaios de controle de qualidade, preconizados em comp??ndios oficiais, e atender as especifica????es, para que sejam inseridos em uma forma farmac??utica. Dentre os ensaios preconizados para a garantia da qualidade dos produtos farmac??uticos est??o os ensaios f??sicos, qu??micos e biol??gicos. Os ensaios f??sicos, qu??micos e biol??gicos fornecem subs??dios para a combina????o do f??rmaco e de excipientes farmac??uticos na fabrica????o da formula????o. A funcionalidade dos excipientes e dos insumos ativos pode interferir em diversos par??metros, tais como: compressibilidade, fluidez, uniformidade de conte??do (UC), lubrifica????o (escoamento e enchimento da matriz, eje????o dos comprimidos, prepara????o de c??psulas), mistura, dureza, friabilidade, velocidade de desagrega????o, estabilidade do ativo, revestimento, dissolu????o e biodisponibilidade. Atrav??s das caracter??sticas dessas subst??ncias ?? possivel avaliar a exist??ncia de alguma incompatibilidade entre elas...

Dissolu????o de comprimidos: estudo comparativo de apresenta????es gen??ricas contendo diazepam

Silva, Jana??na Alves da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.61%
O medicamento gen??rico se tornou uma realidade para o povo brasileiro a partir da implanta????o e regulamenta????o da Lei 9.787 de 10 de fevereiro de 1999. O Minist??rio da Sa??de passou a exigir das ind??strias a apresenta????o de provas de realiza????o de ensaios de equival??ncia e bioequival??ncia farmac??uticas com o medicamento de refer??ncia. Para atender essas exig??ncias as ind??strias passaram a realizar estudos de biodisponibilidade e bioequival??ncia.Como as formas farmac??uticas s??lidas de uso oral s??o as que apresentam maiores problemas quando se trata de biodisponibilidade, estudos de dissolu????o se tornaram necess??rios para o desenvolvimento de novas formula????es; tais estudos tem por finalidade assegurar a uniformidade da qualidade e o desempenho do medicamento lote a lote ou ap??s determinadas altera????es da formula????o, uma vez que a resposta farmacol??gica depende da dose administrada, da velocidade e da extens??o com que ele se libera de sua matriz.Os benzodiazep??nicos representam uma das classes de f??rmacos mais prescritas e utilizadas em todo o mundo.O diazepam ?? um representante desta classe, um f??rmaco de a????o longa, com tempo de meia vida superior a 24 horas, que sofre absor????o completa, mas pode n??o atingir as concentra????es ideais no meio biol??gico se n??o forem aplicadas as tecnologias de fabrica????o adequadas durante seu processamento industrial. Nos ensaios de dissolu????o realizados este fator foi evidenciado...

Balan?o h?drico do Bota-fora BF4 da Mina de Ur?nio Osamu Utsumi, como subs?dio para projetos de remedia??o de drenagem ?cida

Fagundes, J?nio Ren? Toledo; Leite, Adilson do Lago; Mello, Carlos Eduardo Ferraz de; Gomes, Romero C?sar
Fonte: Universidade Federal de Ouro Preto Publicador: Universidade Federal de Ouro Preto
Tipo: Artigo publicado em periodico
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.12%
A drenagem ?cida de mina (DAM) constitui um dos grandes problemas ambientais associados ?s atividades mineradoras. Ela se caracteriza basicamente pela eleva??o da acidez no meio e, consequentemente, pela dissolu??o de metais pesados associados ?s matrizes rochosas. O impacto direto da DAM se reflete na degrada??o da qualidade dos corpos h?dricos, com suas conhecidas consequ?ncias. Inserido na avalia??o da gera??o da DAM, o presente trabalho tem como objetivo principal a obten??o do balan?o h?drico na regi?o do bota-fora BF4, um dos maiores respons?veis pela forma??o da DAM na mina de ur?nio Osamu Utsumi, propriedade das Ind?strias Nucleares do Brasil (INB), situada em Caldas MG. A utiliza??o desta ?ferramenta? hidrol?gica serviu como medida preliminar, na tentativa da determina??o dos principais contribuintes h?dricos e na melhoria do entendimento do fluxo aquoso para a gera??o de DAM, no local. Para o balan?o, dados meteorol?gicos fornecidos pela INB e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) foram utilizados e tamb?m vaz?es h?dricas monitoras pela INB. Considerando-se as hip?teses adotadas, os resultados indicam a precipita??o como o principal contribuinte para o volume de DAM gerado na base do BF4, norteando assim poss?veis medidas de remedia??o.

Seletividade na flota??o de min?rios ferr?feros dolom?ticos

Costa, Jesrael Luciano
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.11%
Este trabalho teve como objetivo determinar as melhores condi??es de flota??o seletiva na separa??o entre minerais portadores de ferro e silicato em presen?a de carbonatos, em especial de dolomita. Para tanto foram feitos ensaios de microflota??o em c?lula de Fuerstenau, usando para isso amostras de hematita, quartzo e dolomita. Os seguintes coletores foram estudados: oleato de s?dio, ?ter-monoamina e ?leo de baba?u saponificado. Tanino, dextrina e silicato de s?dio foram usados como depressores. Estudou-se o comportamento das amostras minerais em intera??o com os devidos reagentes e com ?ons oriundos da dissolu??o pr?via de carbonatos. A justificativa para este trabalho, insere-se no contexto atual da forte demanda por min?rios de ferro, sendo que alguns dos jazimentos conhecidos n?o s?o lavrados, at? o presente, por serem contaminados por minerais carbon?ticos. Espera-se, com este estudo, subsidiar o desenvolvimento de rotas de processo para min?rios ferr?feros carbonatados, respeitados os requisitos t?cnicos e econ?micos para a implementa??o de empreendimento industrial, visando o seu aproveitamento. ____________________________________________________________________________________________________; ABSTRACT: This work studied the best conditions for selective flotation in the iron-bearing minerals...

Estudo da biolixivia??o e da lixivia??o qu?mica de um concentrado sulfetado de zinco.

Pina, Pablo dos Santos
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A biolixivia??o ? uma tecnologia j? consolidada na ind?stria m?nero-metal?rgica e ? aplicada com sucesso no tratamento de min?rios refrat?rios de ouro e na recupera??o de cobre contido em min?rios marginais e rejeitos. Entretanto, os processos biotecnol?gicos possuem uma cin?tica mais lenta, quando comparados a processos qu?micos tradicionalmente empregados no processamento de sulfetos met?licos (lixivia??o direta e lixivia??o sob press?o). A biolixivia??o pode ser associada aos processos de lixivia??o direta (LD) e lixivia??o sob press?o (LSP) reduzindo o consumo de oxig?nio e aumentando a capacidade de produ??o dos reatores. Neste trabalho, foram estudadas: a biolixivia??o, em presen?a de microrganismos mes?filos e acid?filos (Acidithiobacillus sp.), e a lixivia??o qu?mica de um concentrado sulfetado de zinco. Durante os ensaios de biolixivia??o foram avaliados os efeitos do pH (entre 1,50 e 2,50), da concentra??o de ?on ferroso (entre 0 e 5g/L) e da concentra??o de ?on f?rrico (entre 0 e 5g/L) tanto sobre o percentual de extra??o de zinco quanto sobre a velocidade de crescimento do microrganismo. A concentra??o de ?on ferroso em solu??o...

O Jap?o na Amaz?nia: condicionantes para a fixa??o e mobilidade dos imigrantes japoneses (1929-2009)

MUTO, Reiko
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.12%
Investiga a inser??o dos imigrantes japoneses na Regi?o Norte e as condicionantes que levaram a consolida??o (fixa??o) das col?nias agr?colas no estado do Par? e a dissolu??o (mobilidade) das col?nias agr?colas de outros estados, tendo como foco da an?lise comparativa as col?nias de Tom?-A?u (Par?) e do Amap?, a primeira considerada um caso de sucesso, enquanto que a segunda, o inverso. Para discuss?o foram abordadas as principais correntes te?ricas das migra??es, o panorama das migra??es internacionais, a participa??o do Brasil e do Jap?o no contexto das grandes migra??es internacionais e no contexto nacional. No ?mbito local, discute algumas quest?es relacionadas ?s negocia??es entre o governo e as empresas promotoras das imigra??es dirigidas que ocorreram nos estados do Amazonas, Par? e Amap?, as pol?ticas p?blicas adotadas para fixa??o dos imigrantes antes e ap?s a Segunda Guerra Mundial, os percal?os das diferentes col?nias japonesas que foram instaladas nos estados da Regi?o Norte. A pesquisa fundamenta-se no referencial bibliogr?fico e nas entrevistas realizadas com os imigrantes. A partir da an?lise dos dados, conclui-se que o modelo de migra??o planejada, assentada em locais previamente selecionados pelos representantes japoneses no atual munic?pio de Tom?-A?u no in?cio da migra??o (1929) e os sucessivos investimentos das empresas japonesas...

Proveni?ncia de arenitos albianos (Grupo Itapecuru), borda leste da bacia de S?o Lu?s-Graja?, Maranh?o, usando an?lise de minerais pesados e qu?mica mineral

MENDES, Anderson Concei??o; TRUCKENBRODT, Werner
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Dep?sitos albianos da bacia de S?o Lu?s-Graja?, antigamente conhecidos apenas em subsuperf?cie como ?Unidade Indiferenciada? do Grupo Itapecuru, foram recentemente encontrados ao longo do rio Itapecuru, na parte leste desta bacia. S?o argilitos avermelhados, esverdeados a cinzas, arenitos estratificados e maci?os e subordinadamente calc?rios, interpretados como dep?sitos de delta progradante para ENE/E e ESE e conectado a uma plataforma restrita. Para determinar a proveni?ncia de arenitos albianos, foram coletadas 18 amostras para estudos de minerais pesados (fra??o 0,062-0,125 mm) usando-se microsc?pio petrogr?fico convencional e microsc?pio eletr?nico de varredura. Os arenitos foram classificados como quartzo-arenito moderadamente a bem selecionado, cimentado por dolomita, cujos principais minerais pesados s?o zirc?o (4-70%), granada (12-74%), turmalina (3-20%), estaurolita (1-9%), rutilo (1-8%) e barita (0-55%), enquanto cianita, anat?sio (autig?nico), anfib?lio (hornblenda), andaluzita, sillimanita, espin?lio e ilmenita ocorrem raramente. A maioria dos gr?os ? irregular angulosa, mas gr?os bem arredondados, particularmente de turmalina e zirc?o, tamb?m est?o presentes. Texturas superficiais incluem fraturas conchoidais, marcas de percuss?o em V e pequenos buracos...

Ativa??o esperm?tica e criopreserva??o do s?men de macaco-prego (Cebus apella) em diluidores ? base de ?gua de coco in natura e TES-TRIS

OLIVEIRA, Karol Guimar?es
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.13%
A esp?cie Cebus apella (macaco-prego) ? amplamente utilizada como modelo experimental na pesquisa biom?dica. Entretanto, s?o escassos os estudos dedicados a avaliar o s?men desses animais, que ? composto por uma fra??o l?quida e uma coagulada de dif?cil manipula??o e alta concentra??o de espermatoz?ides im?veis. Portanto, objetivou-se I) avaliar o efeito de duas concentra??es de cafe?na (6 e 10 mM/mL) dilu?das em TES-TRIS e ?gua de coco in natura (ACIN) na ativa??o de espermatoz?ides de C. apella e II) testar um protocolo de criopreserva??o do s?men comparando dois diluidores (TES-TRIS e ACIN) acrescidos de gema de ovo e glicerol. O s?men de seis animais mantidos no Centro Nacional de Primatas foi coletado por eletroejacula??o, dilu?do na fra??o-A de TES-TRIS ou ACIN, e incubado a 35?C at? dissolu??o do co?gulo seminal. O tempo de liquefa??o foi comparado. Posteriormente foi mensurado volume, concentra??o, morfologia esperm?tica e percentual de espermatoz?ides vivos. No experimento I as amostras foram dilu?das em TES-TRIS ou ACIN acrescidos de 6 e 10 mM de cafe?na ap?s o t?rmino da motilidade durante a liquefa??o e mantidas a 35?C. Motilidade e vigor foram avaliados por 5 h. Para o experimento II, ap?s liquefa??o, o s?men foi dilu?do na fra??o-B (fra??o-A + gema de ovo e glicerol) dos diluidores...

Investiga??o da reatividade e da cin?tica de dissolu??o do metacaulim em ?cido sulf?rico

LIMA, Paula Elissa Antonio de; ANG?LICA, R?mulo Sim?es; SCHELLER, Thomas; NEVES, Roberto de Freitas
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.61%
Um estudo da reatividade e da cin?tica de dissolu??o do metacaulim foi desenvolvido para o caulim de cobertura de papel oriundo da regi?o do Rio Capim, Par?. O caulim foi calcinado a 600, 700, 800, 900 e 1000 ?C por 2 h para obten??o do metacaulim e posteriormente lixiviado com ?cido sulf?rico em temperaturas constantes dentro do intervalo 50-95 ?C ? 3 ?C. Nas lixivia??es foram usadas quantidades de ?cido sulf?rico correspondentes a 10% acima do valor estequiom?trico em rela??o ao alum?nio presente no material. Foram coletadas amostras, com intervalos pr?-determinados a cada 15 min at? tempo total de 3 h, as quais foram submetidas ? an?lise de teor de alum?nio pelo m?todo titrim?trico com EDTA. Os resultados mostraram que a reatividade do caulim calcinado diminuiu com o aumento da temperatura de calcina??o e que a cin?tica de dissolu??o do alum?nio do metacaulim obtido por calcina??o a 700 ?C seguiu os m?todos de rea??o homog?nea utilizados: m?todo integral, m?todo das meia-vidas e m?todo das velocidades iniciais. Uma energia de ativa??o de 96,25 kJ/mol foi encontrada bem como rea??o de lixivia??o de primeira ordem em rela??o ao alum?nio do metacaulim e de primeira ordem em rela??o ? concentra??o ?cida. Pesquisas realizadas anteriormente...

Estudos isot?picos (Pb, O, H, S) em zonas alteradas e mineralizadas do dep?sito cupro-aur?fero Visconde, Prov?ncia Mineral de Caraj?s

SILVA, Antonia Railine da Costa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
O dep?sito cupro-aur?fero Visconde est? localizado na Prov?ncia Mineral de Caraj?s, a cerca de 15 km a leste do dep?sito cong?nere de classe mundial Sossego. Encontra-se em uma zona de cisalhamento de dire??o WNW-ESE, que marca o contato das rochas metavulcanossedimentares da Bacia Caraj?s com o embasamento. Nessa zona ocorrem outros dep?sitos hidrotermais cupro-aur?feros com caracter?sticas similares (Alvo 118, Cristalino, Jatob?, Bacaba, Bacuri, Castanha), que t?m sido enquadrados na classe IOCG (Iron Oxide Copper-Gold), embora muitas d?vidas ainda existam quanto a sua g?nese, principalmente no que diz respeito ? idade da mineraliza??o e fontes dos fluidos, ligantes e metais. O dep?sito Visconde est? hospedado em rochas arqueanas variavelmente cisalhadas e alteradas hidrotermalmente, as principais sendo metavulc?nicas f?lsicas (2968 ? 15 Ma), o Granito Serra Dourada (2860 ? 22 Ma) e gabros/dioritos. Elas registram diversos tipos de altera??o hidrotermal com forte controle estrutural, destacando-se as altera??es s?dica (albita + escapolita) e s?dico-c?lcica (albita + actinolita ? turmalina ? quartzo ? magnetita ? escapolita), mais precoces, que promoveram a substitui??o ub?qua de minerais prim?rios das rochas e a dissemina??o de calcopirita...

Paleoambiente e diag?nese da forma??o Itaituba, carbon?fero da bacia do Amazonas, com base em testemunho de sondagem, regi?o de Uruar?, Par?

SILVA, Pedro Augusto Santos da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.13%
A Forma??o Itaituba de idade carbon?fera representa a sedimenta??o carbon?tica de dep?sitos transgressivos do Grupo Tapaj?s da Bacia do Amazonas. A sucess?o Itaituba ? interpretada como dep?sitos de plan?cie de mar? mista, constitu?dos de calc?rios fossil?feros, dolomitos finos, arenitos finos a grossos e subordinadamente siltitos avermelhados, evaporitos e folhelhos negros. A an?lise de f?cies e microf?cies do testemunho de sondagem da regi?o de Uruar?, Estado do Par?, permitiu individualizar dezenove f?cies agrupadas em cinco associa??es: plan?cie de mar? (AF1), canal de mar? (AF2), laguna (AF3), barra biocl?stica (AF4) e plataforma externa (AF5). AF1 ? composta por arenito fino com rip-up clasts e gretas de contra??o, marga com gr?os de quartzo e feldspato, dolomudstone laminado com gr?os terr?genos e dolomito fino silicificado, com intercala??o de argilito com gr?os de quartzo disseminados, dolomitizado e localmente com s?lica microcristalina. AF2 consiste em arenito m?dio a grosso com estratifica??o cruzada acanalada, recoberta por filmes pel?ticos nos foresets, arenito muito fino a fino com acamamento wavy, siltito laminado com falhas sinsedimentares e acamamento convoluto. AF3 ? constitu?da de siltito vermelho maci?o, mudstone com f?sseis...

Quartzo e zirc?o como marcadores da evolu??o magm?tico-hidrotermal do Granito Ant?nio Vicente, Su?te Intrusiva Velho Guilherme, Prov?ncia Caraj?s

LAMAR?O, Claudio Nery; ROCHA, Kellen Katucha Nogueira; MARQUES, Gisele Tavares; BORGES, R?gis Munhoz Kr?s
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Quatro tipos morfol?gico-texturais de quartzo, informalmente denominados Qz1, Qz2, Qz3 e Qz4, foram identificados nas diferentes f?cies do Granito Ant?nio Vicente, Prov?ncia Caraj?s, por meio de imagens de microscopia eletr?nica de varredura-catodoluminesc?ncia (MEV-CL). Nas rochas menos evolu?das, contendo anfib?lio e biotita, dominam cristais an?dricos a sub?dricos bem desenvolvidos, luminescentes e intensamente fraturados (Qz1). Fluidos hidrotermais que percolaram o granito transformaram o quartzo magm?tico (Qz1) em Qz2 e Qz3 por meio de processos de altera??o, dissolu??o e recristaliza??o, sendo essas transforma??es muito mais evidentes nas rochas sienogran?ticas intensamente alteradas. O Qz4 forma cristais m?dios a grossos, geralmente luminescentes e comparativamente pouco fraturados. Sua ocorr?ncia ? restrita ?s rochas sienogran?ticas fortemente hidrotermalizadas e aos corpos de greisens, sugerindo o in?cio do processo de greiseniza??o. Nos greisens, dominam cristais de quartzo eu?dricos m?dios a grossos, zonados concentricamente e com fei??es t?picas de origem hidrotermal (Qz5). Finos cristais de cassiterita zonada (? 100 ?m) s?o comuns e preenchem cavidades nos tipos Qz4 e Qz5. Zirc?es dominantemente an?dricos, corro?dos, com os mais elevados conte?dos de Hf e as mais baixas raz?es Zr/Hf...

Field and petrographic data of 1.90 to 1.88 Ga I- and A-type granitoids from the central region of the Amazonian Craton, NE Amazonas State, Brazil

VALERIO, Crist?v?o da Silva; MACAMBIRA, Moacir Jos? Buenano; SOUZA, Valmir da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.12%
O SW do munic?pio de Presidente Figueiredo, localizado no Estado do Amazonas, Nordeste do Cr?ton Amaz?nico Central, Brasil, hospeda granitoides do tipo I de idade entre 1890 a 1898 Ma (Terra Preta Granito, Su?te ?gua Branca), hornblenda-sienogranitos do tipo A (Sienogranito Canoas da Su?te Mapuera), rochas vulc?nicas ?cidas ? intermedi?rias (Grupo Iricoum?) e granitos rapakivi de idades entre 1883 a 1889 Ma (Granito S?o Gabriel da Su?te Mapuera), e rochas afins (quartzo-gabro-anortosito e diorito), al?m de quartzo-monzonito Castanhal, milonitos e hornfels. A f?cies quartzo-diorito do granito Terra Preta foi formada por processos de mistura entre um dique quartzo-gabro sinplut?nico e um granodiorito hornblenda. Gl?bulos parcialmente assimilados de sienogranitos hornblenda Canoas e seus contatos com o granodiorito hornblenda Terra Preta sugerem que o sienogranito Canoas ? um pouco mais jovem do que o Granito Terra Preta. Xen?litos do sienogranito Canoas no interior do Granito S?o Gabriel mostram que o granito ? mais jovem do que o sienogranito Canoas. Novas evid?ncias geol?gicas e petrogr?ficas avan?am na compreens?o petrol?gica destas rochas e sugerem que, al?m de cristaliza??o fracionada, assimila??o e mistura de magma, desempenharam um papel importante...

Escrever, pintar palavras, desenhar pensamento: escrita como experi??ncia de forma????o

SILVA, Fabr??cio Tavares Santos
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.44%
This research problematizes writing as an experience of formation. Jorge Larrosas s analyses in the field of education, about experience as that which happens to us, as that which destabilizes the subject in his/her references of the world, serve as the starting point for pursueing the hypothesis of a more poetical writing, able to constitute an experience of dissolution and, in this sense, an experience of transformation of the subject who writes. Thus, experience here figures as a category of analysis to think processes of formation that, through writing, may also be constituted from a certain dissolution of the borders which define or delimit the domains of knowledge. With that in mind, the essay is adopted as the method of composition of the research, for being a hybrid genre of writing which, located between literary and philosophical writing, is bound to produce not only other forms of writing, but also other forms of relation with reading in academic spaces. The empirical field of the research has been constituted based on a reflection about the experience of writing the theater play The Seasons in the City: a theatrical exercice in four movements. Such experience has greatly motivated the development of the study here presented.; Esta pesquisa tem por objetivo problematizar a escrita como experi??ncia de forma????o. Partindo de algumas an??lises de Jorge Larrosa...

Avalia????o da express??o da fibronectina e tenascina ap??s capeamento pulpar utilizando diferentes agentes hemost??ticos (modelo humano) e diferentes materiais capeadores (modelo animal); Tenascin and fibronectin expression in human pulp repair after capping with calcium hydroxide and homeostasis with different agents

Baldissera, Elaine de F??tima Zanchin
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de P??s-Gradua????o em Odontologia; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de P??s-Gradua????o em Odontologia; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.13%
Aim Based on the great importance of the extracellular matrix (EM) in tissue development and repair, the aim of this study was to investigate the expression of their major glycoproteins, tenascin (TN) and fibronectin(FN) in the human pulp repair. Methodology Using immunohistochemistry, the expression of TN and FN was analyzed in forty-two human teeth, which were taken from a previous study. TN and FN profiles were evaluated after 7, 30, and 90 days after pulp capping with calcium hydroxide, being used three different haemostatic agents (0.9% salin solution, 5.25% sodium hypoclorite and 2% chlorhexidine digluconate) before pulp capping. Results There was no difference in the expression of TN and FN among the distinct haemostatic agents being all the time intervals taken into consideration. Both glycoproteins were found in all the pulp tissue, accomplishing the collagen fiber, and they were absent in all the mineralized tissues. Within 7 days post-treatment, it was observed a slightly more pronounced immunostaining on the exposure pulp site. Within 30 days, TN and FN demonstrated a stronger expression around the dentin barrier. TN also showed focal staining inside the reparative dentin, which was in mineralization. Within 90 days...

C??maras setoriais no Governo do Estado do Par??

Rodrigues, Luis Carlos Freitas
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.12%
O artigo apresenta o in??cio da implanta????o das c??maras setoriais no Governo do Estado do Par??, introduzindo um novo desenho para a gest??o das pol??ticas p??blicas no estado. A pesquisa foi realizada por meio de an??lise documental junto a diversas inst??ncias do governo paraense, tendo sido o autor participante da implanta????o e da coordena????o da C??mara Setorial de Gest??o at?? 2007. Primeiramente, faz-se uma an??lise sobre os novos modelos de gest??o p??blica no Brasil e a dissolu????o dos antigos padr??es. Em seguida, apresenta-se a proposta de c??maras setoriais, seus m??todos e conceitos, partindo para avan??os e desafios impostos pela implementa????o do novo modelo, conclui-se com uma an??lise sobre o futuro do modelo na gest??o p??blica estadual, bem como a aproxima????o com ferramentas contempor??neas da administra????o, interagindo com as diversas ??reas do governo estadual.; El art??culo presenta el comienzo de la implantaci??n de las c??maras sectoriales en el Gobierno del Estado del Par??, introduciendo un nuevo modelo para la administraci??n de las pol??ticas p??blicas en el mencionado estado. La investigaci??n fue realizada mediante an??lisis documental en diversos organismos e instancias del gobierno...

Avalia??o da atividade antimicrobiana de plantas utilizadas na medicina popular da Amaz?nia

RIBEIRO, Christian Miranda
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.12%
O estudo de plantas medicinais possibilita a descoberta de novos compostos bioativos na procura de drogas promissoras. O aumento de infec??es e o aparecimento da resist?ncia microbiana refor?am essa pesquisa. O objetivo do trabalho foi avaliar a atividade antimicrobiana de extratos de seis esp?cies de plantas medicinais que ocorrem na Amaz?nia: Psidium guajava (goiabeira), Bryophyllum calycinum Salisb (pirarucu), Eleutherine plicata Herb (marupazinho), Uncaria guianensis (unha-de-gato), Arrabideae chica (pariri) e Mansoa alliacea (Lam.) A.H. Gentry (cip? d'alho) frente a cepas ATCC de bact?rias e fungos. A coleta e a identifica??o das plantas foram realizadas na EMBRAPA/CPATU e a an?lise fitoqu?mica no Laborat?rio de Fitoqu?mica da FACFAR/UFPA e CESUPA obedecendo ?s metodologias estabelecidas nestes laborat?rios. Os extratos etan?licos seco das folhas frescas das plantas e bulbo do marupazinho foram submetidos ? avalia??o da atividade antimicrobiana pelo m?todo de disco difus?o em ?gar e determina??o da Concentra??o Inibit?ria M?nima (CIM) atrav?s do m?todo de microdilui??o em placas e disco difus?o em ?gar. Os extratos foram utilizados em concentra??es de 500, 250, 125, 62,5 e 31,25 mg/mL utilizando como solvente o Dimetil-Sulf?xido (DMSO). O extrato de goiabeira teve atividade frente a S. aureus...

Cin?tica de lixivia??o dos concentrados de zinco utilizados na Votorantim metais.

Souza, Adelson Dias de
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia de Materiais. Rede Tem?tica em Engenharia de Materiais, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s-Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.91%
A cin?tica de lixivia??o de concentrados de zinco (sulfetados e silicatados) foi estudada no presente trabalho. Primeramente, foram avaliados os efeitos de temperatura, concentra??es de ?on f?rrico e ?cido sulf?rico, velocidade de agita??o e tamanho de part?cula sobre a cin?tica de lixivia??o de um concentrado sulfetado em solu??es ?cidas de sulfato f?rrico. O processo de lixivia??o p?de ser separado em dois est?gios. Inicialmente, a cin?tica de dissolu??o do concentrado sulfetado era controlada por rea??o qu?mica na superf?cie das part?culas de sulfeto de zinco. Posteriormente, a cin?tica de dissolu??o era controlada pela difus?o do ?on f?rrico atrav?s da camada de enxofre elementar (camada de cinza) formada na superf?cie do s?lido. A energia de ativa??o da etapa controlada por rea??o qu?mica foi de 6,6kcal/mol (27,5kJ/mol) e o valor encontrado para o est?gio final, controlado por difus?o do reagente na camada de produto foi de 4,7kcal/mol (19,6kJ/mol). As ordens de rea??o com respeito ? concentra??o de ?on f?rrico e ?cido sulf?rico eram cerca de 0,50 e 1,00, respectivamente. As an?lises de MEV-EDS das part?culas de sulfeto ?in natura? e lixiviadas mostraram um progressivo aumento da espessura da camada de enxofre elementar sobre a superf?cie do s?lido. A forma??o desta camada de enxofre era uma evid?ncia adicional da mudan?a da etapa controladora do processo de dissolu??o do sulfeto com o progresso da rea??o. Tamb?m foi estudada a cin?tica de lixivia??o do concentrado calcinado de silicato de zinco...

Avalia??o do ?cido f?lico como potencial candidato ? bioisen??o

Bellavinha, Karime Rezende
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Farmac?uticas. CIPHARMA, Escola de Farm?cia, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Farmac?uticas. CIPHARMA, Escola de Farm?cia, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.91%
O ?cido f?lico ? indicado principalmente para o tratamento de anemia megalobl?stica e durante a gravidez na preven??o da malforma??o do tubo neural. Seu uso tamb?m pode ser eficaz em diminuir o risco para doen?as cardiovasculares, c?ncer de c?lon, doen?as neurol?gicas, como a dem?ncia e a doen?a de Alzheimer, al?m de hipertens?o. Devido a esta importante aplicabilidade, ele consta nas edi??es mais recentes da Rela??o Nacional de Medicamentos Essenciais e da Lista de Medicamentos Essenciais da Organiza??o Mundial de Sa?de. Assim, foi realizada uma an?lise de risco sobre a bioisen??o de formas farmac?uticas s?lidas de uso oral contendo ?cido f?lico, segundo o Sistema de Classifica??o Biofarmac?utica. Para tal, foi realizada a an?lise dos excipientes de alguns produtos comerciais e de dados de permeabilidade obtidos da literatura. Os resultados de solubilidade em equil?brio do f?rmaco e dissolu??o de comprimidos em meios biorelevantes (fluido g?strico simulado sem enzimas pH 1,2, tamp?o acetato pH 4,5 e tamp?o fosfato pH 6,8) foram obtidos experimentalmente. Inicialmente foi efetuada uma an?lise cr?tica dos adjuvantes farmacot?cnicos utilizados nos comprimidos contendo ?cido f?lico comercializados no Brasil, sendo que dentre dez produtos avaliados...