Página 1 dos resultados de 1263 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Discurso de divulgação científica e efeito-leitor: o apagamento de si e de leituras possíveis; Popular Science Discourse and Reading-Effect: withdrawing itself and possible readings

Marangoni, Elaine
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
O Discurso de Divulgação Científica sobre a saúde pública que circula em revistas como a Scientific American atinge um público amplo, que inclui leitores especialistas (cientistas, profissionais de saúde) e não especialistas (que denominamos como leigos). Em detrimento do Discurso Científico, um novo discurso desliza para produzir sentidos que se incorporam e se regulam através de um olhar de autoridade, que é o dos meios de comunicação. Para esta pesquisa, selecionamos um tema sobre a saúde, que afeta a população mundial, a obesidade, discursivizada pela revista Scientific American. A revista pretende, de forma didática, transmitir uma informação, criando para o leitor a ilusão de democratização dos saberes produzidos no meio científico. A simplificação de termos, a repetição de palavras, o silêncio, a heterogeneidade são marcas linguísti cas que buscamos analisar no discurso de divulgação científica, entendido, aqui, como jornalismo científico. Como resultado, podemos dizer que a responsabilidade educacional nos aspectos que tangem à ciência tem dividido espaço com outra esfera, a mídia, que recorta o que lhe interessa de um contexto maior, a ciência, e enxerta em páginas diagramadas e repletas de figuras coloridas que chamam a atenção de crianças...

O amor mórbido como moléstia do espírito : gênero, ciência e a construção da diferença sexual no discurso médico no Rio Grande do Sul do início do século XX a partir da definição do normal e do patológico na tese Da intoxicação pelo Amor (1908) de Leopoldo Pires Porto

Cadore, Nathália Boni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Este trabalho investiga, partindo de uma visão construcionista acerca do gênero, do sexo e da sexualidade, bem como das críticas feministas à epistemologia científica, as definições de normal e de patológico no processo de medicalização da afetividade e da sexualidade presentes na tese Da intoxicação pelo amor (1908), de Leopoldo Pires Porto (1885 – 1935). Tais definições possibilitaram um estudo a respeito do controle de casamentos no pensamento higienista e de como se desenvolveram alguns dos mecanismos do discurso científico da medicina no final do século XIX e início do século XX para naturalizar a diferença sexual. Através da análise dessa forma de discurso científico de perspectiva masculina, foi possível estabelecer as maneiras diferenciadas como a ciência do século XIX relacionou a doença mental nos sexos feminino e masculino, e assim foi formulada uma interpretação que aponta elementos discursivos presentes na construção do diagnóstico do “amor mórbido” de Pires Porto como mecanismos de produção e de naturalização da diferença entre os sexos.

A Biblioteca pública no discurso científico : positividades ao longo da década : (2001-2010)

Rodriguez, Adalberto Diehl
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.24%
O presente estudo aborda o discurso científico sobre Biblioteca Pública no Brasil, entre os anos de 2001 e 2010, através de uma análise de como o conjunto de enunciados da prática discursiva sobre Biblioteca Pública na comunicação científica revela suas positividades. Desenvolve tal análise a partir do referencial dado por Foucault, privilegiando a fase arqueológica de seu pensamento. Elege como objetivos específicos do estudo a identidade do espaço discursivo da Biblioteca Pública na comunicação científica, a indicação do seu sistema de formação, a caracterização das rupturas e do descontínuo em sua representação e a apresentação dos fenômenos de ordem e encadeamento em seu espaço. Relaciona cada um dos objetivos a indicadores bibliométricos para a mensuração das características presentes no corpus da pesquisa, a saber, as 745 referências bibliográficas dos artigos publicados em periódicos de Biblioteconomia e Ciência da Informação ao longo da última década. Recupera os artigos de periódicos a partir de uma busca na Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI); organiza as referências bibliográficas dos artigos em uma planilha eletrônica Excel; identifica os temas das referências através de consulta às bases Emerald...

O discurso sobre leitura na esfera escolar e sua relação com o discurso científico

Cardoso, Rosana; Mendonça, Marina Célia
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 129-148
POR
Relevância na Pesquisa
56.24%
In this paper, the discourse about reading skills uttered by teachers and students is analyzed. The analyses are supported by the Bakhtin’s studies concerning the discourse that necessarily consider the meaning affected by the sphere of the activity in which the enunciation occurs. The concrete utterance, in this perspective, has its identity in relation to the social values that constitute the conscience of the author and in the ideologies that materialize in the discourse, which is always marked by the constitutive relation between the other person and me. The results indicate the following conclusions: the common sense discourse about reading appears in the answers of the analyzed teachers, which consider their students like bad readers, these professionals also do not recognize the technology as a source of reading for their students. Thus, reading that interests the students is not acceptable in school. The symbolic violence practiced by school appears at the moment that the teacher does not consider the student’s language and the readings that interest them; it also appears when the teacher prevents their students to have new readings; moreover, reading is always unique as it is neither new, nor unrepeatable, so it the plurality of meanings is impossible.; Neste trabalho...

Explicações reducionistas no discurso científico sobre o transtorno de déficit de atenção com hiperatividade desde 1950

Brzozowski, Fabíola Stolf
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 283 p.| il., tab.
POR
Relevância na Pesquisa
46.36%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, entro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2013; O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) se tornou um transtorno psiquiátrico bastante difundido, inclusive fora dos muros acadêmicos e clínicos. Muitas das informações veiculadas nesses ambientes provêm do discurso científico, conhecimento que possui bastante crédito perante a sociedade. De maneira geral, esse discurso descreve o TDAH como uma condição psiquiátrica altamente prevalente na população em geral, de origem genética, que produz alguma alteração cerebral, responsável pelos comportamentos considerados característicos do transtorno, tratável com medicamentos estimulantes. Para entender a configuração atual do discurso científico em torno do TDAH, é necessário analisar como a definição do transtorno e seus tratamentos foram mudando ao longo do tempo. Dessa forma, nosso objetivo é analisar o discurso científico do TDAH e seus tratamentos (principalmente o metilfenidato), desde a década de 1950, a partir de dois periódicos (The American Journal of Psychiatry e Pediatrics) e das diferentes edições do DSM (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders). Descrevemos alguns conceitos de explicações reducionistas e como esses conceitos aparecem no discurso neurocientífico atualmente para...

Iatrogenia e exclusão social: a loucura como objeto do discurso científico no Brasil

Vechi,Luís Gustavo
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.38%
Este trabalho apresenta um retrospecto histórico sobre o discurso científico a respeito da loucura no Brasil, com destaque para a evolução das noções de doença mental e de iatrogenia. O discurso manicomial, eminentemente psiquiátrico, introduziu o gerenciamento científico da loucura, a partir do final do século XIX. De meados do século XX ao final da década de 80, o discurso da saúde mental, organizado pela Psiquiatria e por outras disciplinas, como a Psicanálise, a Sociologia e a Antropologia, sob a perspectiva biopsicossocial de compreensão do homem, representou uma nova tentativa de validar o gerenciamento científico da loucura. A partir do final da década de 80, foi introduzido o discurso da desinstitucionalização que, em vez de propor uma nova validação do discurso científico no gerenciamento da loucura, indicou a necessidade de sua (des)construção: uma radical operação epistemológica de modificação de suas concepções, como a de doença mental.

Do científico ao jornalístico: análise comparativa de discursos sobre saúde

Cunha,Rodrigo Bastos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.38%
Jornalistas, cientistas e analistas do discurso concordam que há uma transformação da linguagem especializada do discurso científico para a linguagem não especializada no processo de divulgação científica para o público leigo. Consideram essa transformação como recodificação, reformulação, formulação de um novo discurso ou, no caso específico do jornalismo científico, textualização jornalística do discurso científico. Com o apoio da linha francesa da Análise do Discurso, o presente trabalho faz uma análise comparativa de dois discursos jornalísticos envolvendo questões de saúde pública, da seção de notícias da revista ComCiência, em relação aos respectivos discursos científicos que serviram de fonte para elaboração das notícias.

Questões De Dialogismo O Discurso Científico, O Eu E Os Outros

Gois Cavalcanti Rodrigues, Siane; Virgínia Leal, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.11%
Este trabalho tem como objetivo analisar, ancorado no dialogismo bakhtiniano, enunciados de três gêneros discursivos acadêmicos (monografias de graduação e de especialização, dissertações de mestrado e teses de doutorado), situando-os na enunciação. Os objetivos específicos são: 1) analisar o papel que os autorespesquisadores assumem em seu próprio texto, na sua relação com a alteridade e 2) descortinar a função que eu o eu atribui ao outro no processo de edificação do seu dizer. Busca-se compreender como ambos se relacionam no espaço discursivo, e a maneira através da qual, no processo de apreensão das diversas vozes sociais, se opera o efeito autoria. Para tanto, considerando o dialogismo enquanto princípio constitutivo da linguagem e dos sujeitos, analisamos, através de uma perspectiva enunciativo-discursiva, a materialização dessas presenças no fio discursivo. Verificamos que a emersão do sujeito-autor se dá principalmente graças à natureza irrepetível do processo de apreender, internalizar e materializar lingüisticamente as regras da comunidade acadêmica e à unicidade de sua localização espacial no mundo; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Discurso científico e construção coletiva do saber : a dimensão interativa da atividade acadêmico-científica

Maria Alencar da Silva, Rosane; Weber, Silke (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.16%
Inserida nas reflexões contemporâneas da Teoria Social, relativas à questão da construção do conhecimento científico e dos questionamentos quanto à idéia de objetividade científica nas ciências sociais, a tese tem por objetivo descrever e analisar os métodos e estratégias utilizadas na construção coletiva do conhecimento acadêmicocientífico. O corpus com que trabalhamos é constituído de 12 seminários de pesquisa, realizados em programas de pós-graduação de universidades brasileiras. Esses seminários são organizados em três fases: abertura, exposição e debate. Os participantes apresentam uma composição variada de graus de expertise em relação aos temas abordados. A transcrição dos dados videografados teve por base a seqüencialidade e temporalidade da interação e a organização da própria atividade. A análise realizada revela uma mentalidade analítica particular desenvolvida pela Análise Conversacional de origem etnometodológica. Nessa análise focalizamos: a) a forma como os participantes se inserem na atividade durante as aberturas; b) a seleção e o tratamento dado às categorias pessoais durante a atividade e; c) a trajetória discursiva dos objetos do saber durante os debates. Tal análise revelou (a) a abertura dos seminários caracterizada por processos de auto-categorização e hetero-categorização dos participantes; (b) as categorias pessoais...

O olhar que distorce o tempo e o espaço: mitocrítica do discurso científico na teoria da relatividade; The look that distorts time and space: mythcriticism of scientific

Silva, Samuel de Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
In this research, we observed how the scientific discourse, in this case the theory of relativity, was established as a persuasive discourse that posits not only truths about the workings of the cosmos, but states, above all, to himself as "the discourse of truth ". We demonstrate that the structure of persuasive discourse corresponds to the structure of mythic discourse and, therefore, the scientific discourse of Relativity Theory consists of a myth that structure. In this research, we reread the fundamental concepts of the theory of relativity, namely the concepts of time and space, and how the exaltation of the figure of the observer puts it, in the sphere of natural science, philosophical questions that mirror the human anguish. Thus, the scientific discourse of the Theory of Relativit y is guided by the same motivational guidelines of the mythic discourse. We postulate that science, as the myth, are speeches own of the curious mindset developed by mankind seeking to satisfy their need for knowledge, creating methodologies and epistemologies able to produce them. Thus, both the mythical and the scientific discourse are answers to this mentality own of homo sapiens and therefore...

O olhar que distorce o tempo e o espaço: Mitocrítica do discurso científico na Teoria da Relatividade; The look that distorts time and space: Mythcriticism of scientific discourse in the Theory of Relativity

Silva, Samuel de Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
In this research, we observed how the scientific discourse, in this case the theory of relativity, was established as a persuasive discourse that posits not only truths about the workings of the cosmos, but states, above all, to himself as "the discourse of truth ". We demonstrate that the structure of persuasive discourse corresponds to the structure of mythic discourse and, therefore, the scientific discourse of Relativity Theory consists of a myth that structure. In this research, we reread the fundamental concepts of the theory of relativity, namely the concepts of time and space, and how the exaltation of the figure of the observer puts it, in the sphere of natural science, philosophical questions that mirror the human anguish. Thus, the scientific discourse of the Theory of Relativity is guided by the same motivational guidelines of the mythic discourse. We postulate that science, as the myth, are speeches own of the curious mindset developed by mankind seeking to satisfy their need for knowledge, creating methodologies and epistemologies able to produce them. Thus, both the mythical and the scientific discourse are answers to this mentality own of homo sapiens and therefore, have the function of providing satisfaction to such subject of the knowledge own of the human being. We demonstrate that the theory of relativity is philosophically about the themes of the time determinations about the man and the struggle of this man against time and death. And that the discourse of the theory of relativity has as structure deep the mythologem of the myth of Zeus...

Dobraduras e desdobramentos do engenho literário em Machado de Assis: a representação do anormal

Cardoso, Jucelén Moraes
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.44%
Este trabalho investiga os elementos que constituem Quincas Borba, de Machado de Assis, enquanto crítica ao cientificismo do século XIX, especialmente engendrada na persona de Rubião. Por que Rubião enlouqueceu? Como se deu a inserção do discurso científico na literatura a ponto de suscitar a crítica e qual a relação dessa crítica com a construção do anormal? São questões que introduzem o problema e o localizam na esfera de relação entre discurso científico e discurso literário. Nesse sentido, focalizamos a representação da anormalidade e sua relação com um discurso científico no sentido de identificar o aspecto (engenho) por trás da fábula, ao que Foucault chamaria de ficção. Nossa hipótese é de que a representação da anormalidade sugira o atravessamento de vozes e uma dupla face do texto na medida em que justapõe o discurso científico à loucura. Isso acaba inserindo o discurso literário em uma atopia, caracterizada pela representação da representação, o que não nos impede de relacionarmos literatura e sociedade. Nesse sentido, são imprescindíveis os estudos de Michel Foucault a respeito da construção discursiva da loucura e da anormalidade, construção que explica historicamente uma prática de normalização caracterizada pela captura do louco a partir da destituição do sujeito. O contexto de emersão da sociedade burguesa nos auxilia na medida em que revela as condições de produção da obra. Procuramos demonstrar como o discurso burguês de normalização se engendra no texto literário e quais as implicações desse engenho na configuração da persona do louco em Rubião. Nesse sentido...

Apropriação do discurso científico por professores de ciências e a transposição didática em sala de aula

Furquim, Mara Silvia Pereira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Este trabalho discute o modo de apropriação do discurso científico pelos professores de Ciências e a forma como fazem a transposição didática desse discurso em sala de aula. Para tanto foram investigadas quinze escolas e vinte e oito professores de Ciências da rede pública estadual da cidade de Araguari. Dos vinte e oito professores, três foram selecionados para serem entrevistados e para terem suas aulas observadas. A escola é um dos espaços formais do discurso científico e o professor permite e potencializa que esse discurso, escolarizado, aconteça. É ele que vai mediar os conteúdos apropriados pelos estudantes e por ele mesmo, vindos de múltiplas fontes, e fazer a transposição desse conhecimento, de forma didática, em suas aulas. Dessa forma, percebemos a importância do saber científico-cultural mobilizado pelo professor, como cidadão que é, para compor seu papel social. A proposta deste trabalho foi desenvolver uma investigação que proporcionasse uma análise de como os professores de Ciências das escolas da rede pública estadual de Araguari-MG se apropriam do discurso científico e como fazem a transposição didática desse discurso em sala de aula com seus alunos. Destacamos como problemáticas as seguintes questões: Qual o perfil profissional e social dos professores de Ciências? Em que processos formadores os professores constroem seus saberes e conhecimentos...

La producción del símbolo en el discurso científico: estudio de los textos sobre la estructura para la molécula de ADN

Estrada Zepeda, Nube
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
SPA
Relevância na Pesquisa
46.41%
[Resumen] En este trabajo reflexionamos sobre los procesos de producción de símbolos en el discurso científico, especialmente nuestro interés ha sido el de la «estructura de la molécula del ácido desoxirribonucleico (ADN)” por su importancia en la historia de la biología molecular. Queremos demostrar que en la comunicación de la ciencia ocurren procesos similares a los que tienen lugar en los ámbitos social, cultural y político, que resultan en símbolos que encierran una constelación de ideas o conceptos. A diferencia de los acercamientos en donde se tiende a considerar que los diferentes textos que conforman un mismo discurso o tema científico son independientes entre sí y que incluso se diferencian porque unos son más educativos y otros más especializados, sostenemos, basándonos en las ideas de C. S. Peirce, que los textos que forman parte de un discurso científico se relacionan entre sí como los interpretantes que se explican unos a otros. La relación entre los textos de un mismo discurso científico es tal, que solamente en su continuidad podemos rastrear el desarrollo que desemboca en la simbolización tanto verbal como visual del contenido. Por otro lado, teniendo presente las ideas de J. L. Lemke sobre la «multiplicación del significado” (multiplying meaning) en el discurso científico...

La representación de la clonación en la ficción cinematográfica. Una aproximación metodológica para un análisis del discurso científico en el cine

Gómez-Sánchez, Ana Isabel; Universidad de Murcia; Hellín-Ortuño, Pedro Antonio; Universidad de Murcia; San Nicolás-Romera, César; Universidad de Murcia
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
66.28%
En el presente artículo se ensaya una metodología de análisis del discurso científico en la ficción cinematográfica. Para experimentar con esta nueva herramienta heurística se han escogido siete películas en las que se enuncian discursos muy diferentes sobre la clonación, una técnica científica que ha sido objeto de controversia mediática y social por su relación con su variante humana. El objetivo es averiguar la representación de la clonación que se impone en cada discurso, así como conocer las estrategias que legitiman las diferentes visiones que sobre este tema científico se establecen en cada cinta. Imágenes siempre vinculadas a intereses concretos, y que en el texto audiovisual suelen posicionarse a través de los personajes, el género y la puesta en escena, y fuera de él, por medio de otras variables vinculadas a los contextos de producción y recepción de la película.

La producción textual del discurso científico

Del Río Lugo, Norma - Coord.
Fonte: México; México; Universidad Autónoma Metropolitana-Xochimilco Publicador: México; México; Universidad Autónoma Metropolitana-Xochimilco
Tipo: LIBRO
ES
Relevância na Pesquisa
56.11%
Se interesa por aclarar los obstáculos epistemológicos que hay que vencer en la construcción del conocimiento científico, así como conocer las restricciones y regulaciones discursivas a las que se enfrenta la difusión científica como cualquier otra práctica discursiva.

El discurso científico en la obra de Edgar Allan Poe

Ferrús, Joan
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em //2009 SPA
Relevância na Pesquisa
66.34%
El nacimiento de la ciencia ficción se produce a lo largo del siglo XIX gracias al paulatino asentamiento del discurso científico. Este permite que se desarrolle el novum, concepto acuñado por Suvin según el cual aquellos elementos ajenos a las expectativas de realidad que comparten lector y escritor son refrendados por el discurso científico y, por lo tanto, se nos aparecen como posibles. Aunque Edgar Allan Poe use motivos que posteriormente configurarán la ciencia ficción, sus recelos para con el discurso científico no nos permiten contemplarlo como un iniciador del género. En sus textos propone una síntesis entre Razón e Imaginación inspirado por Pascal y de forma recurrente satiriza la credulidad de aquellos que aceptan como verdadero cualquier suceso barnizado con un remedo de cientificidad.; The birth of science fiction takes place along the 19th century, following the progressive settlement of scientific discourse. This allows the development of the novum, a concept established by Suvin. According to this concept, those elements alien to the expectations of reality shared by writer and reader are validated by the scientific discourse, and therefore become plausible. Even though Edgar Allan Poe uses certain motives that will afterwards configure science fiction...

Transferencia de reglas sintáctico-semánticas aplicadas a la traducción del discurso científico-técnico escrito en inglés

Batista Ojeda,Judith T; Arrieta de Meza,Beatriz; Meza,Rafael
Fonte: Universidad del Zulia Publicador: Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 ES
Relevância na Pesquisa
66.28%
En este artículo se analiza la transferencia de reglas sintáctico-semánticas del español aplicadas por los estudiantes que aprenden inglés como lengua extranjera (LE) en la traducción de los elementos semántico-lexicales propios del discurso científico técnico escrito en inglés. Entre los basamentos teóricos que fundamentan dicho análisis se encuentran los aportes de Salazar (1998) sobre el proceso de transferencia de destrezas lectoras del español al inglés, y los de Martínez y Hurtado (2003) acerca de los componentes del discurso científico-técnico escrito en inglés, difíciles de traducir por los estudiantes que aprenden inglés como LE. Tanto la revisión documental realizada como la metodología descriptiva utilizada para el análisis de los datos arrojados por una muestra de 32 estudiantes de la Escuela de Petróleo de la Facultad de Ingeniería de la Universidad del Zulia, permitieron concluir que existe una tendencia generalizada de transferir una misma regla sintáctico-semántica para otorgar significado a ciertos elementos gramaticales, y que la falta de correspondencia sintáctica y semántica que existe entre el español y el inglés crea interferencia de comprensión lectora en estos aprendices.

Elementos Semántico-Lexicales Del Discurso Científico-Técnico Inglés Y Su Traducción

Batista Ojeda,Judith T; Arrieta de Meza,Beatriz; Meza Cepeda,Rafael D
Fonte: Universidad Central de Venezuela. Facultad de Humanidades Publicador: Universidad Central de Venezuela. Facultad de Humanidades
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 ES
Relevância na Pesquisa
66.31%
El presente trabajo se propone demostrar las dificultades de traducción manifestadas por los estudiantes involucrados en el campo de la ciencia y la tecnología cuando desarrollan la destreza receptiva-interpretativa en textos de su especialidad escritos en inglés. Estas dificultades son específicamente aquellas relacionadas con la traducción de los elementos semántico-lexicales propios del discurso científico-técnico referidos al vocabulario técnico, al sub-técnico y la cadena de modificadores del nombre. Para lograr el objetivo formulado se describieron y definieron los elementos mencionados bajo la óptica de analistas del discurso en general y del discurso científico-técnico en particular. La demostración de la dificultad fue corroborada por una muestra de 32 estudiantes. Los resultados arrojados fueron analizados en forma cualitativa-cuantitativa para establecer la relación teórico-práctica. Entre las principales conclusiones derivadas del presente estudio se encuentra la necesidad de enseñar a esta población técnicas de traducción que los ayuden a una mejor comprensión de la lectura.

Do científico ao jornalístico: análise comparativa de discursos sobre saúde

Cunha,Rodrigo Bastos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.38%
Jornalistas, cientistas e analistas do discurso concordam que há uma transformação da linguagem especializada do discurso científico para a linguagem não especializada no processo de divulgação científica para o público leigo. Consideram essa transformação como recodificação, reformulação, formulação de um novo discurso ou, no caso específico do jornalismo científico, textualização jornalística do discurso científico. Com o apoio da linha francesa da Análise do Discurso, o presente trabalho faz uma análise comparativa de dois discursos jornalísticos envolvendo questões de saúde pública, da seção de notícias da revista ComCiência, em relação aos respectivos discursos científicos que serviram de fonte para elaboração das notícias.