Página 1 dos resultados de 38 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Construção de um sistema de indicadores da qualidade das águas superfíciais numa bacia hidrográfica

Oliveira, Rita Emília Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/11/2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.07%
Tese mestrado em engenharia municipal; A Directiva Quadro da Água estabelece uma plataforma comum para a gestão integrada e sustentável das águas naturais. Isto implica a necessidade das entidades gestoras se equiparem com instrumentos de análise para suporte à decisão. A bacia hidrográfica, unidade primordial de planeamento e gestão, está normalmente submetida a inúmeras pressões e alterações ambientais resultantes principalmente das actividades humanas. À escala de uma bacia hidrográfica existe a necessidade de se estabelecerem metodologias que permitam a monitorização sistemática da qualidade da água para a posterior caracterização do seu estado, através de uma análise correcta dos dados recolhidos, para que as actuais e futuras pressões possam ser identificadas, compreendidas, evitadas e minimizadas. A avaliação da interacção pressão-estado-impacto numa bacia hidrográfica pode ser facilitada com a ajuda de indicadores ambientais que, actualmente, estão na base de um dos possíveis métodos de análise, tratamento e informação, de modo a tornar os dados de cariz científico facilmente perceptíveis e utilizáveis pelos diversos públicos. O presente trabalho descreve a metodologia desenvolvida na implementação de um sistema de indicadores de qualidade de águas superficiais na Bacia Hidrográfica do Rio Ave. Esta ferramenta baseou-se no modelo conceptual de Pressão-Estado-Resposta e pode ser aplicada na avaliação de três tipos de variáveis de qualidade: biológica...

Nitratos nas águas de Esposende : uma avaliação integrada baseada em indicadores de sustentabilidade

Leite, Carla Raquel Basto
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/01/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.06%
Tese de Mestrado Tecnologias do Ambiente; Em Esposende, a agricultura tem vindo a desenvolver-se significativamente e a um ritmo acelerado. No entanto, este desenvolvimento encontra-se associado a inadequadas práticas agrícolas realçando o carácter insustentável da agricultura actual. Considerando que o concelho de Esposende está incluído numa Zona Vulnerável (ZV1), achou-se pertinente desenvolver este trabalho nas freguesias cuja economia está dependente do sector agrícola, tendo como principais objectivos a identificação e a quantificação das fontes de poluição difusa associadas à actividade agrícola no domínio dos recursos hídricos, a utilização de indicadores de sustentabilidade e de uma proposta de uma estratégia de desenvolvimento local. A metodologia seguida para atingir os objectivos pretendidos deste trabalho permitiu verificar as principais fontes de poluição das águas superficiais e subterrâneas com nitratos de origem agrícola, a legislação aplicável, a caracterização da estrutura produtiva e a selecção de indicadores: de Pressão (concentração de nitratos nas águas superficiais e subterrâneas e na água potável) e de Estado (consumo de fertilizantes, uso do solo, encabeçamento pecuário...

Caracterização das principais afluências de águas interiores à zona costeira do concelho de Matosinhos

Rodrigues, Hugo M. R.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
Dissertação de mestrado em Engenharia Municipal.; A Lei da Água (Lei n.º 58/2005 de 29 de Dezembro) assegura a transposição da Directiva n.º 2000/60/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de Outubro de 2000 (Directiva Quadro da Água), constitui um instrumento de actuação extremamente ambicioso no domínio da água. A directiva introduz o conceito de região hidrográfica que acrescenta à bacia hidrográfica uma faixa costeira com uma extensão de uma milha para além da linha de base costeira. Desta forma, o conhecimento dos principais processos físicos, químicos e biológicos das regiões costeiras, apresenta-se com uma importância acrescida para um correcto planeamento e gestão dos recursos hídricos. Este trabalho tem como principais objectivos a caracterização e estudo das principais afluências de águas interiores à zona costeira do concelho de Matosinhos e a avaliação do impacto das suas descargas na qualidade das águas balneares. Foi criado um Sistema de Informação que inclui temas relacionados com as diversas linhas de água e praias de Matosinhos. Efectuaram-se vários levantamentos no campo que incluíram a medição dos caudais e a recolha de amostras para análise da qualidade da água. Procedeu-se a uma análise da informação de modo a identificar as linhas de água que mais contribuem para a poluição das águas balneares. Criou-se um modelo hidrodinâmico e de qualidade da água da zona costeira adjacente ao concelho de Matosinhos que permitiu avaliar as plumas resultantes de cada um das descargas. A extensão das plumas de coliformes totais e fecais resultantes das descargas apresenta...

Desenvolvimento de um sistema de indicadores de qualidade de águas superficiais numa bacia hidrográfica

Oliveira, R. E. S.; Lima, M. M. C. L.; Vieira, J. M. Pereira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.2%
A Directiva-Quadro da Água estabelece uma plataforma comum para a gestão integrada e sustentável das águas naturais. Isto implica a necessidade das entidades gestoras se equiparem com instrumentos de análise para suporte à decisão. A avaliação da interacção pressão-estado-resposta pode ser facilitada com a ajuda de ferramentas de indicadores ambientais. Estes indicadores são parâmetros ou valores derivados que descrevem ou dão informação sobre um fenómeno natural e podem revestir-se de grande utilidade para a avaliação da qualidade da água. O presente trabalho descreve a metodologia desenvolvida na implementação de um sistema de indicadores de qualidade de águas superficiais na bacia hidrográfica do rio Ave. Esta ferramenta baseia-se no modelo conceptual de Pressão-Estado-Resposta e pode ser aplicada na avaliação de três tipos de variáveis de qualidade: biológica, química e hidromorfológica. Caracterizou-se um subconjunto do sistema de indicadores de estado. Para o estabelecimento dos indicadores, foram utilizados dados da Rede Nacional de Qualidade da Água relativos ao ano de 2002. Após normalização, aplicando operadores algébricos, o sistema de indicadores de estado foi avaliado e utilizado na análise de conformidade dos dados obtidos em monitorização extensiva com objectivos de qualidade da água especificados em instrumentos legais.

Sistemas de indicadores para a caracterização da qualidade de águas superficiais : um caso de estudo; A system of indicators for surface water quality assessment : a case of study

Casado, Ana Maria de Almeida
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 03/06/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.04%
Dissertação de Mestrado em Engenharia Municipal; A Directiva Quadro da Água (DQA) iniciou uma nova era na política europeia da água, estendendo a protecção a todas as águas naturais. Tenta-se, com isso, conseguir o seu bom estado, utilizando o princípio da gestão baseada em bacias hidrográficas, estabelecendo a necessidade de introduzir preços da água para o seu uso sustentável e uma aproximação combinada para o controlo da poluição. O armazenamento de água em albufeiras permite que se atinja um equilíbrio mais estável ao longo do ano entre a água existente e as necessidades de consumo da mesma, diminuindo a dependência do regime natural da água, tanto em caso de escassez, como de grandes excessos. Uma importante e essencial reserva de água em Portugal é a albufeira de Alqueva, que serve muitas vezes como meio receptor de efluentes domésticos e industriais e ainda das escorrências dos solos agrícolas e florestais existentes na respectiva bacia hidrográfica. A excessiva afluência de nutrientes, de material sólido e de matéria orgânica conduz à deterioração da qualidade da água, causando uma acumulação excessiva de nutrientes, em particular azoto e fósforo, elementos essenciais para a ocorrência de eutrofização. A necessidade de estabelecer uma metodologia para a caracterização da qualidade das águas superficiais sujeitas a eutrofização...

Rede de monitorização da contaminação por nitratos em aquíferos no Parque de Doñana

Oliveira, Mauro Jorge Pereira de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.08%
O Parque Nacional de Doñana representa um espaço natural único em toda a Europa, devido às suas dimensões e localização geográfica, perto dos ambientes bioclimáticos africanos, albergando uma biodiversidade única. Porém, alguns dos seus valores naturais encontram-se em risco como consequência de certas actividades, nomeadamente a agricultura. Com a implementação da normativa europeia Quadro da Água (Directiva 2000/60/CE de 12 de Outubro de 2000), foram establecidas metas e normas com o intuito “conservar e melhorar o ambiente aquático na Comunidade”. Este objectivo diz respeito, antes de mais, à qualidade das águas de superfície e subterrâneas e dos ecossistemas terrestres associados a essas massas de águas. Os países da UE vêem-se, por isso, obrigados a respeitar as regras e normas impostas para poderem conservar os estatutos de qualificação dos seus ecossistemas associados a massas de águas. Portanto, ao abrigo da normativa Quadro da Água têm-se realizado inúmeros projectos, num dos quais está inserido este trabalho. O objectivo principal foi estabelecer uma rede de monitorização para o controlo da contaminação agrícola por Nitratos num sector do aquífero de Doñana junto ao Parque Nacional. Uma vez que já eram conhecidas as principais causas que colocam em risco a área envolvente do Parque Nacional de Doñana...

Fitoplâncton do estuário do Mondego segundo a diretiva-quadro da água

Luís, Cátia Sofia da Conceição
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.1%
O fitoplâncton é composto por organismos unicelulares com capacidade fotossintética que vivem em suspensão na coluna de água e que podem ser solitários ou coloniais, estes organismos são considerados um importante componente dos estuários que são um dos mais produtivos sistemas marinhos do mundo. A presente dissertação considera a implementação da Directiva Quadro da Água (DQA) para as águas costeiras e de transição em Portugal, com referência específica ao fitoplâncton como elemento de qualidade biológica nas águas de transição do estuário do Mondego. Assim, este trabalho teve como objectivos: contribuir para a informação sobre a comunidade fitoplanctónica do Mondego que é bastante limitada; contribuir para a avaliação do fitoplâncton como elemento de qualidade biológica, segundo a DQA nas águas de transição do rio Mondego e avaliar as potenciais fontes de incerteza na variação dos parâmetros físico-químicos e biológicos em condições oligohalinas, mesohalinas e polihalinas. As amostragens foram realizadas em Setembro de 2009, durante a baixa-mar, abrangendo três zonas do estuário do Mondego (oligohalina, mesohalina e polihalina). Determinaramse as concentrações de clorofila a por espectrofotometria e as abundâncias microfitoplanctónicas (organismos superiores a 20 μm). No presente estudo...

Projecto Groundscene: biodiversidade de lagoas costeiras e respectivas bacias hidrográficas como ecossistemas dependentes de águas subterrâneas

Chainho, P; Félix, PM; Correia, MJ; Fernandes, CM; Costa, JL; Chaves, ML; Stigter, T; Hugman, R; Salvador, N; Costa, L; Domingos, I; Castro, J; Cruz, T; Costa, A; Monteiro, JP; Chambel, A; Nunes, L; Silva, A; Pinto, JR; Vidal, AM; Pinheiro, I; Costa, MJ;
Fonte: Corbã Editora e Artes Gráficas Ltda., Rio de Janeiro Publicador: Corbã Editora e Artes Gráficas Ltda., Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.06%
Na União Europeia a Directiva Quadro da Água requer a avaliação do estado ecológico de todas as águas interiores (dulciaquícolas e de transição) e costeiras, incluindo os ecossistemas aquáticos superficiais cujo estado ecológico poderá estar dependente do estado das águas subterrâneas (AS). O estado ecológico em lagoas costeiras dependentes de AS depende das interacções AS - água doce superficial - água salgada, pelo que a sobre-exploração das AS pode ter impactos significativos na sua biodiversidade. O principal objectivo do projecto GROUNDSCENE é avaliar as respostas ecológicas face a uma redução da recarga das AS e a um aumento da extracção de água, num cenário de alterações climáticas. Este projecto foi desenvolvido nas Lagoas de Melides e de Santo André (Sudoeste de Portugal), escolhidas como casos de estudo porque ambas recebem AS do sistema aquífero de Sines. Recebem ainda água salgada durante um período curto de abertura ao mar. Este projecto integrou dados históricos de descritores biológicos (macroinvertebrados e peixes) e físico-químicos, referentes às últimas quatro décadas, que foram comparados com os dados recolhidos na actualidade recorrendo às técnicas mais adequadas para cada tipo de habitat. A recolha de dados privilegiou os ecótonos AS-ribeira-lagoa...

Proposta de directiva do conselho que estabelece o quadro de acção para a política da água da União Europeia : síntese dos principais aspectos

Henriques, António Gonçalves
Fonte: Instituto da Defesa Nacional Publicador: Instituto da Defesa Nacional
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1998 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
A Proposta de Directiva do Conselho que estabelece o Quadro de Acção para a Política da Água da União Europeia, é um instrumento de importância primordial para assegurar as utilizações de água em boas condições de quantidade e de qualidade, pelas gerações actuais e pelas gerações futuras da União Europeia. A Proposta de Directiva-Quadro da Água tem por objectivo estabelecer um quadro comum para a protecção das águas interiores, de superfície e subterrâneas, e dos estuários e águas costeiras da União Europeia, visando: - prevenir a degradação da qualidade das águas e proteger os ecossistemas aquáticos e os ecossistemas terrestres deles directamente dependentes, no que respeita às respectivas necessidades de água; - promover a utilização sustentável da água, de forma equilibrada e equitativa, por forma a assegurar a provisão de água nas quantidades e com a qualidade necessária para satisfazer o consumo humano e as necessidades das outras actividades sócio-económicas, com base na protecção a longo prazo das águas; - contribuir para mitigar os efeitos das cheias e das secas. A Proposta de Directiva-Quadro da Água tem ainda por objectivo proteger as águas marinhas, de acordo com a legislação comunitária e a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. A estratégia adoptada na Proposta de Directiva-Quadro é fundamentada nos princípios ambientais estabelecidos no Tratado...

Avanços e desafios da governança da água na Europa no contexto da aplicação da directiva quadro da água

Schmidt, Luísa, 1955-; Ferreira, José Gomes, 1965-
Fonte: APRH / APESB / ABES Publicador: APRH / APESB / ABES
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.2%
Nas vésperas da avaliação da Directiva Quadro da Água (DQA), traçamos uma panorâmica sobre a sua aplicação à escala europeia, evidenciando as principais alterações que dela derivaram. Trata-se de uma directiva de ampla abrangência que forneceu as bases para estabelecer um quadro de acção comunitária para a protecção das águas superficiais, de transição, costeiras e subterrâneas, alargada à conservação da natureza, e capaz de promover uma nova cultura da água fazendo uso de critérios e procedimentos comuns na gestão partilhada de bacias. Com base nas avaliações e reflexões parcelares pretendemos aprofundar este tema, focando-nos essencialmente na governança da água na União Europeia, usando como enquadramento teórico abordagens que equacionam a temática da governança e participação cívica em contextos de descentralização das políticas (bottom-up), por analogia às tradicionais formas de governar (top-down). Por um lado, recorremos aos dados oficiais, com vista a obter um quadro comparativo entre países; por outro lado, a análises que identificam os avanços e impasses, as forças e fragilidades da aplicação da DQA, bem como os desafios que se colocam num futuro próximo. Centramo-nos em particular no caso português...

Environmental conditions that constrain invertebrate communities and the performance of benthic indices to assess ecological status in mediterranean streams

Fernandes, Carla Alexandra Mirra
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 12/04/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
46.09%
Dissertação de Mestrado em Gestão e Conservação da Natureza.; Com a publicação da Directiva Quadro da Água em 2000, Portugal assumiu, assim como os restantes Estados Membros da Comunidade Europeia, o compromisso de alcançar o bom estado ecológico das suas massas de água superficiais até 2015. Contudo, para tal é necessário primeiramente averiguar o estado actual destas mesmas massas de água. Tendo por base as metodologias propostas para os rios do Sul de Portugal, procedeu-se ao estudo das comunidades de macroinvertebrados bentónicos existentes em 13 locais nas bacias hidrográficas de Santo André e Melides. Verificou-se que, tal como em outras ribeiras mediterrânicas, os insectos são o grupo predominante, com uma elevada densidade de taxa generalistas. A forma como os macroinvertebrados bentónicos respondem a diferentes variáveis ambientais permitiu averiguar que a concentração de oxigénio dissolvido, a granulometria e a concentração de matéria orgânica são factores estruturantes destas comunidades, sendo fundamentais para a posterior avaliação do estado ecológico das ribeiras. O Índice Português de Invertebrados do Sul (IPtIs) proposto para a avaliação do estado ecológico da maioria dos rios do sul de Portugal foi aplicado aos locais em estudo. Os resultados deste índice sugerem que destes treze locais apenas três se encontram num estado ecológico considerado bom ou excelente. Para uma avaliação ecológica integrada e abrangente aplicaram-se também índices de qualidade do habitat fluvial (IHF) e da galeria ripícola (QBR). Uma vez que a criação do índice IPtIs é relativamente recente...

Contributos para a protecção dos recursos hídricos subterrâneos numa área agrícola com características semi-áridas em Portugal

Leitão, Teresa E.; Laranjeira, Isabel; Paralta, Eduardo; Cunha, Maria da Conceição
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
Neste artigo apresenta-se uma breve síntese do projecto "Metodologias para um melhor planeamento e gestão do uso do solo agrícola atendendo à vulnerabilidade dos aquíferos à poluição difusa", em curso em Portugal entre Maio de 2005/2008, coordenado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil, com a participação do Instituto de Ciências Agrárias e Mediterrânicas, do Instituto do Mar e do Instituto Superior Técnico. O objecto deste projecto enquadra-se nos propósitos mais vastos da Directiva-Quadro da Água (DQA) e da Directiva das Águas Subterrâneas, de alcançar o Bom estado das águas subterrâneas (definido na DQA) até 2015, através de um conjunto de actuações destinadas à protecção das massas de água e à redução gradual da poluição em massas de água já poluídas. Estes objectivos só serão alcançados através de medidas de gestão integrada e sustentável dos recursos hídricos ao nível da bacia hidrográfica, onde as opções de uso e ocupação do solo tenham em consideração se os seus efeitos são compatíveis com os padrões de qualidade impostos para as características das águas subterrâneas de jusante. Nesse contexto, o objectivo global do projecto é estimular a utilização futura de culturas associadas a práticas agrícolas mais sustentáveis que possam contribuir para diminuir o risco de degradação da qualidade das águas subterrâneas atendendo...

Utilização de isótopos de azoto na avaliação e caracterização do impacte da agricultura na qualidade da água subterrânea : resultados preliminares do Sistema Aquífero dos Gabros de Beja

Paralta, Eduardo; Fernandes, Rosa M.; Carreira, Paula M.; Ribeiro, Luís F.
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.05%
Apresentam-se os resultados preliminares da utilização de isótopos de azoto na avaliação e caracterização do impacte da agricultura na qualidade da água subterrânea no âmbito das preocupações com a extensão da contaminação difusa no Sistema Aquífero dos Gabros de Beja e recente publicação da Zona Vulnerável de Beja (Portaria 1100/2004 de 3 Setembro). Os trabalhos de investigação são financiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (POCTI/AGG/47223/2002) e decorrem na região de Beja (2004-2007). Os isótopos estáveis de azoto (ratio 15N/14N) podem ser usados na identificação das origens da contaminação difusa das águas subterrâneas, dado que nas áreas agrícolas as duas principais causas de nitrato na água subterrânea são a fertilização e a pecuária, que apresentam diferente assinatura isotópica de d15N. A contribuição relativa das duas principais origens de poluição das águas subterrâneas e superficiais podem ser medidas por balanço de massa. A análise conjunta dos isótopos d18O e d15N do ião nitrato constitui um processo válido na identificação das fontes da poluição. Os resultados preliminares obtidos não são conclusivos relativamente à origem agrícola do N-NO3 na água subterrânea. Será necessário realizar trabalhos adicionais em situação de ano hidrológico normal. Pretende-se com o projecto adquirir conhecimentos científicos inovadores no sentido de apoiar as decisões políticas relacionadas com o desenvolvimento sustentável e a preservação dos recursos hídricos em regiões afectadas por contaminação agrícola difusa e contribuir para a aplicação da legislação nacional e directivas comunitárias no domínio das Zonas Vulneráveis e da Directiva Quadro da Água.

Avaliação da vulnerabilidade do Sistema Aquífero dos Gabros de Beja e análise crítica das redes de monitorização no contexto da Directiva Quadro da Água

Paralta, Eduardo; Francés, Alain; Ribeiro, Luís F.
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.2%
A situação de poluição persistente por nitratos de origem agrícola do Sistema Aquífero dos Gabros de Beja (350 km2) foi recentemente reconhecida na Portaria nº 1100/2004 de 3 de Setembro, relativa às Zonas Vulneráveis (Zona Vulnerável nº 6). Pela sua extensão, importância para abastecimento público e inclusão no Plano de Rega do Alentejo no âmbito do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva merecem especial atenção os aspectos relacionados com o mapeamento espacial da vulnerabilidade (intrínseca) e do risco de poluição associado às novas técnicas agrícolas. A abordagem da vulnerabilidade aquífera utiliza índices empíricos e semi-empíricos consagrados na bibliografia (DRASTIC, GOD, AVI e outros) e critérios litológicos (EPPNA) para definir a vulnerabilidade intrínseca, apresentando uma perspectiva comparada dos vários métodos e sugerindo variáveis determinantes, no contexto hidrogeológico e agro-climático específico dos Gabros de Beja. No âmbito da Directiva Quadro da Água e da sua congénere para as Águas Subterrâneas que se aguarda para breve, os Estados-Membros da CE e as respectivas entidades regionais responsáveis pela utilização dos recursos hídricos e pelo ordenamento do território devem assegurar a protecção...

Participação do IGM na caracterização hidrogeológica e implementação das redes de monitorização do bloco de rega de Canhestros, sistema de rega de Alqueva

Paralta, Eduardo; Francés, Alain; Costa, Augusto
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2003 POR
Relevância na Pesquisa
36.13%
A EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas de Alqueva promoveu a concepção e implementação do programa de avaliação do estado qualitativo e quantitativo das águas subterrâneas do Bloco de Rega de Canhestros (Ferreira do Alentejo), que teve início em Junho de 2001, sob a responsabilidade do Instituto Geológico e Mineiro (IGM). As exigências agro-ambientais do actual quadro comunitário de apoio à agricultura (PAC) e a necessidade de cumprimento da legislação nacional e das directivas comunitárias no domínio da Água (i.e. Directiva Quadro da Água), determinam que os Estados-Membros da CE realizem estudos hidrogeológicos e assegurem a protecção, melhoria e reposição do bom estado químico das águas subterrâneas, prevenindo a sua poluição. Neste contexto, o IGM está a proceder à caracterização hidroquímica sazonal da água subterrânea, avaliação da vulnerabilidade aquífera, avaliação do impacte das actividades humanas e agrícolas, elaboração de modelos numéricos de fluxo e dispersão de contaminantes e selecção da rede de monitorização operacional a incluir no futuro plano de gestão e protecção das águas subterrâneas do perímetro de rega. Trata-se de um projecto de monitorização exemplar ao nível dos empreendimentos hidroagrícolas de grande dimensão em Portugal.

13 anos de monitorização da descarga do emissário submarino da Guia: integração na DQA

Santos, C.; Catarino, Justina; Barreiros, Maria Alexandra; Trancoso, Maria Ascensão; Marques, Eugénia; Garcia, Carla; Neves, Ramiro; Carvalho, Vânia; Lopes, Catarina
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
O Programa das Nações Unidas para o Ambiente define monitorização como “o processo de observação repetitivo com fins definidos, de um ou mais elementos do ambiente, de acordo com um planeamento prévio no espaço e no tempo, utilizando metodologias comparáveis para caracterização ambiental e colheita de dados”. A Directiva Quadro da Água (DQA), o instrumento orientador na União Europeia para gestão das águas superficiais interiores, águas de transição, águas costeiras e águas subterrâneas, suporta este conceito propondo, no entanto, três níveis para os programas de monitorização: (1) monitorização de vigilância orientada para a evolução a longo prazo; (2) operacional, orientada para zonas em risco de não atingir os objectivos de qualidade requeridos pela DQA; (3) de investigação orientada para a compreensão e quantificação dos processos responsáveis por excessos que levam ao incumprimento da DQA. Embora sejam os Estados-Membros quem devam adoptar estas medidas e cumprir os seus objectivos, o comportamento pró-activo de algumas empresas contribui significativamente para o cumprimento das exigências da DQA. A SANEST, Saneamento da Costa do Estoril, empresa gestora do Sistema de Saneamento da Costa do Estoril implementou um programa de monitorização da descarga do emissário submarino da Guia. Este programa deu continuidade ao iniciado em 1993...

Étude pluridisciplinaire de la stratégie pilote du bassin versant de Ribeira do Poço das Patas : stratégie

Borges, Luísa; Pinto, Paulo; Pereira, Ana Paula Teixeira; Santos, Renata
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Relatório
Publicado em /07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.1%
WAT - Projecto Water and Territories; O projecto WAT resulta da necessidade de conseguir uma optimização na utilização sustentável do recurso água e da sua relação com o ordenamento do território. Com este projecto pretende-se estudar o uso racional e poupanças de água, estabelecer formas de gestão integrada e uso da água superficial e subterrânea e o intercâmbio de experiências entre os diferentes sócios e seus territórios para a elaboração de ferramentas de governação local. Na cidade do Porto a rega dos espaços verdes e a lavagem de ruas é feita com recurso ao abastecimento através da rede pública, o que origina um défice em situações de seca, pois o abastecimento é preferencialmente canalizado para consumo humano e industrial. Neste contexto, a situação actual da rega nos espaços verdes da Cidade do Porto é insustentável. A impermeabilização progressiva do solo foi resultando na secundarização dos recursos hídricos subterrâneos e superficiais, através do entubamento e alteração dos cursos naturais das linhas de água, cujos efeitos principais são a diminuição da taxa de infiltração das águas pluviais e o aumento do escoamento superficial. Por sua vez, a interligação entre infra-estruturas de redes de águas pluviais...

Avaliação da qualidade de processos e ferramentas de participação na gestão da água

Oliveira, Inês Ferreira de
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.1%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Gestão e Sistemas Ambientais; A água é um bem comum, indispensável à vida. A gestão das águas é uma questão central que pode ser definida como o conjunto de acções destinadas a regular o uso, o controlo e a protecção dos recursos hídricos tendo em consideração as necessidades presentes sem comprometer a possibilidade de que as gerações futuras satisfaçam as suas próprias necessidades. Neste sentido a gestão da água deve ser descentralizada, integrada e com participação da sociedade civil. A participação pública surge como uma forma de incluir todos os interessados no desenvolvimento sustentável dos recursos hídricos. No entanto as questões que envolvem uma gestão sustentável dos recursos hídricos são muitas e variadas o que torna o envolvimento dos cidadãos um assunto complexo. Neste sentido, foram desenvolvidos vários métodos de envolvimento das partes interessadas ao longo das últimas décadas. Um dos motores deste desenvolvimento foi o cumprimento da legislação que tem surgido e que reconhece a participação pública como um conceito essencial ao desenvolvimento sustentável. A Directiva Quadro da Água é um exemplo com o artigo 14º que pretende a “participação activa de todas as partes interessadas … na elaboração...

Fotocatálise solar para tratamento de águas de captação

Marques, Catarina Bordalo
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Química e Bioquímica; O problema da disponibilidade e qualidade da água é considerado frequentemente como a questão fundamental que dominará o século XXI. Os benefícios do custo de fornecer água potável, em termos do seu conteúdo químico e microbiano, são enormes quando comparados com os custos para a saúde humana associados com o fornecimento de água contaminada. Por esta razão, o objectivo deste trabalho consistiu em avaliar a eficiência da fotocatálise solar heterogénea na destruição de compostos tóxicos identificados como prioritários pela Directiva Quadro da Água (2000/60/CE), como o alacloro, a atrazina, o clorfenvinfos, o diurão, o isoproturão e o pentaclorofenol, e que existem em águas superficiais. A fotocatálise heterogénea é um processo avançado de oxidação que usa o efeito da radiação ultravioleta potenciando-o com o auxílio de um catalisador, dióxido de titânio, para produzir radicais hidroxilo de elevado poder oxidante. Trata-se no entanto de um processo oneroso em termos energéticos, cuja factura pode ser reduzida utilizando a radiação solar...

Avaliação económica da aplicação de uma política de preço da água no regadio da Lezíria do Tejo

Varela, João Luís Berroca de Sousa
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
A aplicação da Diretiva-Quadro da Água, numa tentativa de promover a utilização sustentável da água (nomeadamente através da tarifação da água que reflita o seu real custo), terá um impacto nas atividades económicas que delas dependem, em particular na agricultura. O presente estudo avalia os impactos socioeconómicos e ambientais da introdução de uma política de preço da água no regadio da Lezíria do Tejo. Para esse fim, desenvolveu-se um modelo de programação matemática (o MALTe), calibrado utilizando a técnica da Programação Matemática Positiva. A análise das soluções ótimas revelou um reajuste das áreas afetas às diferentes culturas, observando-se uma diminuição da área total de regadio. Constata-se, no entanto, que com prudência e bom senso na definição do regime económico-financeiro da política de preço da água, é possível combater o drama da escassez de água sem que os impactos comprometam o futuro da agricultura naquela região. /ABSTRACT - The full application of the Water Framework, working out the problem of the sustainable use of water (namely by charging the water in such a way that fully reflects its real costs), will have an impact in all water dependent economic activities...