Página 1 dos resultados de 3123 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Efeitos do processamento da alfafa e da adição de óleo de soja sobre a digestibilidade total da dieta de equinos; Effects of alfalfa processing and addition of soybean oil on the total diet digestibility of foals

GOBESSO, Alexandre Augusto de Oliveira; LORENZO, Celso Luiz Fernandes; PREZOTTO, Lígia Dias; RENNÓ, Francisco Palma
Fonte: Viçosa Publicador: Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.14%
Avaliou-se o efeito do processamento do feno de alfafa (Medicago sativa L.) e da adição de óleo de soja em dietas sobre a digestibilidade total de matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido em eqüinos. Utilizaram-se quatro potros machos, sem raça definida, com aproximadamente 14 meses de idade e 197,25 kg, em delineamento quadrado latino (4 × 4) e em arranjo fatorial (2 × 2), composto de duas formas de fenação da alfafa (em cubos ou em ramas) e da adição ou não de óleo de soja em dietas contendo concentrado comercial na forma de péletes. A digestibilidade dos nutrientes foi determinada pelo método de coleta total de fezes durante três dias. A adição de óleo de soja refinado aumentou a digestibilidade total de matéria seca, matéria orgânica, extrato de etéreo e fibra em detergente neutro. A fenação da alfafa em cubos aumentou a digestibilidade total da proteína bruta, fibra em detergente neutro e da fibra em detergente ácido. A adição de óleo de soja nas dietas avaliadas foi um modo prático e seguro de aumentar a densidade calórica sem reduzir a digestibilidade dos macronutrientes orgânicos. O processamento da alfafa na forma de cubos melhorou a digestibilidade total da proteína bruta...

Substituição do farelo de soja por uréia ou amiréia em dietas de bovinos de corte: I. digestibilidade dos nutrientes, balanço de nitrogênio, parâmetros ruminais e sanguíneos; II. desempenho e III. avaliação de indicadores de digestibilidade.; Replacement of soybean meal by urea or starea in beef cattle diet: I. igestibility, nitrogen balance, ruminal and blood parameters; II. performance and III. evaluation of digestibility markers.

Oliveira Junior, Reinaldo Cunha de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
Com o objetivo de avaliar a substituição de uma fonte de proteína verdadeira (farelo de soja; dieta deficiente em PDR), por uréia ou amiréia (A-150S - fonte de nitrogênio não protéico de suposta liberação gradativa de nitrogênio; dietas adequadas em PDR), foram realizados três experimentos. Experimento I: Seis machos da raça Nelore, não castrados, com peso médio inicial de 420 kg, foram utilizados em quadrado latino 3x3 duplicado, avaliando-se: a digestibilidade, o balanço de nitrogênio, parâmetros ruminais e sanguíneos (capítulo 3); a estimativa da digestibilidade no trato gastrintestinal utilizando indicadores externo e internos comparados com colheita total de fezes (capítulo 6). O volumoso utilizado foi o BIN (20% da MS). A digestibilidade da MS, MO, CNF, EE, PB e o NDT não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. A digestibilidade da FDA e FDN foram superiores (P<0,05) nos tratamentos uréia e amiréia. Não houve efeito de tratamento e da interação tratamento x horários (P>0,05) nos valores de pH, AGV total, acetato, propionato, butirato e relação acetato:propionato do fluido ruminal. A concentração de nitrogênio amoniacal no fluido ruminal foi superior (P<0,05) no tratamento com uréia, comparado ao tratamento com farelo de soja...

Desempenho, incremento de energia e digestibilidade de nutrientes em rações de frangos de corte contendo enzimas exógenas; Performance, energy increment and digestibility of nutrients in broiler chickens diets containing exogenous enzymes

Rizzoli, Paula Wick
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Essa pesquisa avaliou o efeito da suplementação de dois complexos enzimáticos sobre o desempenho, incremento de energia e digestibilidade da matéria seca (MS), proteína (PB), aminoácidos (AAs) e extrato etéreo (EE) por 3 metodologias (coleta total de fezes, coleta com indicador e coleta ileal) em rações de frangos. No ensaio de desempenho foram utilizados 2.592 pintos machos distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com sete tratamentos (1: controle positivo; 2: controle negativo 1 (CN 1) decrescido de 2% de energia metabolizável aparente (EMA), AA e PB na fase de 1 a 21 dias e de 2,5% na fase de 22-42 dias; 3: controle negativo 2 (CN 2) decrescido de 4% de EMA, AA e PB na fase de 1 a 21 dias e de 5% na fase de 22-42 dias; 4: CN 1 mais 400 g do complexo A (α-amilase e β-glucanase); 5: CN 1 mais 500 g do complexo B (α-amilase, β-glucanase e xilanase); 6: CN 2 mais 400 g do complexo A; 7: CN 2 mais 500 g do complexo B), sendo o tratamento 1 com 6 repetições e os outros com 7, totalizando 48 parcelas experimentais com 54 aves cada. Foi adotado um programa alimentar com 2 fases: de 1 a 21 dias e de 22 a 42 dias. As características de desempenho avaliadas foram: consumo de ração, ganho de peso...

Desenvolvimento de um sistema de recirculação para estudos sobre digestibilidade em condições de alto desempenho para camarões marinhos: avaliação de ingredientes protéicos alternativos à farinha de peixe em diferentes níveis de inclus; Development of a recirculated system for digestibility studies in high performance conditions for marine shrimp: evaluation of alternative protein sources to fish meal in different dietary inclusion levels for Litopenaeus vannamei juveniles

Carvalho, Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Esta tese enfocou a validação de um sistema de recirculação para estudos de digestibilidade de camarões marinhos e a determinação dos coeficientes de digestibilidade de ingredientes protéicos em diferentes níveis de inclusão para a elaboração de dietas para camarões marinhos. O sistema de recirculação compreendeu o projeto de um tanque para estudos de digestibilidade com camarões e entre os diferentes sistemas avaliados, o Guelph-L foi o mais eficiente porque combinou uma alta eficiência de remoção de sólidos com um melhor perfil de velocidade da água e menor distância percorrida pelas partículas de fezes ou alimento não consumido. Os ensaios de digestibilidade com os seis ingredientes protéicos: farinha de peixe (FPX), concentrado protéico de soja (CPS), farinha de vísceras de frango (FVI), glúten de milho (GLM), farinha de carne e ossos (FCO) e farinha de penas hidrolisadas (PEN) incluídos na dieta referência nos níveis de 10, 20 e 30% mostraram que a digestibilidade aparente dos ingredientes foi significativamente influenciada pelo seu nível de inclusão nas dietas teste e esta influência foi mais intensa nos ingredientes glúten de milho e farinha de vísceras de frango, que apresentaram maiores desbalanços de aminoácidos. Os ingredientes que apresentaram os maiores coeficientes de digestibilidade aparente para a matéria-seca...

Evidências da interação entre proteínas e taninos de feijão comum (Phaseolus vulgaris, L.) e seus efeitos na digestibilidade protéica; Evidence of proteins-tannins interaction in common bean (Phaseolus vulgaris L.) and their effects on protein digestibility

Huber, Karina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
O feijão constitui-se em um dos alimentos básicos da população brasileira e proporciona vários benefícios à saúde. No entanto, possui fatores antinutricionais que impedem parte do aproveitamento de alguns de seus nutrientes, destacando-se dentre esses fatores os polifenóis. Estes podem complexar com proteínas, diminuindo a sua digestibilidade e seu aproveitamento pelo organismo. Assim, esta pesquisa teve por objetivo avaliar o potencial antioxidante de feijão comum (Phaseolus vulgaris, L.) e, após a complexação de suas proteínas e polifenóis, avaliar os efeitos dos tratamentos dados e dessa ligação na digestibilidade protéica. Foi utilizado duas cultivares de feijão comum de duas diferentes cores, preto (Xamego) e marrom (BRS9435-Cometa), e uma linhagem de coloração branca (G2358). Os grãos foram analisados na forma crua e cozidos em autoclave, macerados ou não. Foram realizadas análises de: teor de taninos, fenólicos totais, atividade antioxidante, eletroforese, digestibilidade protéica in vitro, e ácidos fenólicos e flavonóides por CLAE. Nas análises dos grãos íntegros, a cultivar BRS9435-Cometa crua apresentou a maior atividade antioxidante e, apesar da maceração e da cocção terem reduzido teor de taninos...

Efeito da digestibilidade da fibra da cana de açúcar e do nível de concentrado sobre o desempenho de tourinhos nelore em terminação; Effects of sugarcane fiber digestibility and concentrate level on performance of finishing Nellore bulls

Mesquita, Bruno de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
A baixa digestibilidade da fibra da cana de açúcar é um dos principais fatores limitantes do desempenho animal. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos da digestibilidade da fibra do colmo da cana de açúcar e do nível de concentrado sobre consumo, crescimento, características de carcaça e desempenho econômico de tourinhos Nelore em terminação. Foram utilizados quarenta e oito tourinhos Nelore (319 ± 9,2 kg de PV), distribuídos em 4 tratamentos em arranjo fatorial 2x2 seguindo delineamento de blocos ao acaso. Os tratamentos utilizados foram: cana de açúcar genótipo IAC2480 (maior digestibilidade do FDN do colmo) ou genótipo SP1049 (menor digestibilidade da FDN do colmo), fornecidas a 20 ou 40% do total de MS (quatro baias para cada tratamento). As dietas foram formuladas para prover ganhos diários de 1,2 kg/d (40% de cana de açúcar) ou 1,4 kg/d (20% de cana de açúcar), e continha cana de açúcar cortada fresca como única fonte de forragem. A cana de açúcar IAC2480 possuía 39,4% de FDN com 33,7% de digestibilidade da FDN e a cana de açúcar SP1049 possuía 42,1% de FDN com 29,6% de digestibilidade da FDN. Os bovinos foram alimentados ad libitumcom sobra de 10% em cada baia. O consumo de matéria seca foi determinado diariamente...

Digestibilidade da proteína e proteína solúvel de coprodutos de trigo para suínos em crescimento

Franceschina, Carolina Schell
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
Uma das vantagens da utilização dos coprodutos do trigo é a redução dos custos de produção, mas esse uso é limitado pela escassez de informações nutricionais acerca desses ingredientes e pelos seus elevados teores de fibra. O objetivo deste trabalho foi, inicialmente, avaliar a composição química de cinco coprodutos de trigo e, por fim, avaliar a digestibilidade dos nutrientes de diferentes coprodutos de trigo na dieta de suínos em crescimento, com ênfase no conteúdo de nitrogênio, e verificar se a proteína verdadeira solúvel do ingrediente pode ser um indicador de proteína digestível em suínos. Inicialmente, foi realizada a análise bromatológica completa, de energia bruta e a determinação da proteína verdadeira solúvel de cinco coprodutos de trigo (grãos de trigo, gérmen de trigo, farinheta de trigo, farelo de trigo fino e farelo de trigo grosso). Na segunda etapa, foi feita a análise de digestibilidade de cinco coprodutos de trigo (farinheta de trigo, farelo de trigo grosso, farelo de trigo fino, farinha de trigo e gérmen de trigo), adicionados às dietas suínos em crescimento, através do método de substituição no qual se substituiu 27% da dieta padrão, à base de milho e soja, pelo ingrediente teste. Foram feitas as análises bromatológicas nos ingredientes...

Efeito de sementes oleaginosas inteiras e óleo de soja sobre a digestibilidade in vitro e os padrões ruminais de bezerros holandeses

Villaça, Márcia; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Kronka, Sérgio do Nascimento
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 654-659
POR
Relevância na Pesquisa
37.14%
Este trabalho foi realizado para comparar os efeitos da adição de sementes inteiras de soja e algodão e de óleo de soja sobre os padrões ruminais e a digestibilidade in vitro, em bezerros Holandeses fistulados. Dois bezerros fistulados no rúmen foram alimentados com dieta basal com 2,5% de extrato etéreo (EE), o qual foi comparado com dietas com 5,0% de EE, em que as sementes de soja e algodão inteira ou o óleo de soja foram fontes de EE adicional. A adição de sementes de soja e de algodão resultou em decréscimo na digestibilidade in vitro da matéria seca e da fibra em detergente neutro (FDN), porém não houve alterações na digestibilidade in vitro da fibra em detergente ácido (FDA) em relação à dieta controle. A adição de semente algodão provocou decréscimo na digestibilidade in vitro da proteína bruta em comparação à dieta controle. A concentração de ácido propiônico nas dietas com adição de óleo de soja foi 16% mais elevada que a proporcionada pelas demais dietas. O uso de óleo de soja pareceu ser a mais adequada em relação à digestibilidade da matéria seca, FDA e FDN e à manutenção de pH, quando comparado a outros tipos de adição lipídica, porém menos eficiente que a semente de soja em relação à digestibilidade in vitro da proteína bruta. O número de protozoários apresentou grande variação entre dietas...

Efeito da enzima transglutaminase na digestibilidade e antigenicidade da beta-lactoglobulina; Effect of the transglutaminase enzyme in the digestibility and antigenicity of the beta-lactoglobulim

Michele Augusto Fernandes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
A ß-Lactoglubulina (ß-Lg) é uma das proteínas mais antigênicas presente no leite bovino. Tratamentos físicos, químicos ou enzimáticos podem alterar a antigenicidade desta proteína. Em trabalho anterior, verificou-se que o potencial antigênico da ß-Lg é reduzido quando polimerizada pela enzima transglutaminase (TG) na presença de cisteína (Cys). No entanto, o efeito da polimerização sobre o valor nutricional da ß-Lg ainda não é conhecido. O presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito da reação de polimerização catalisada pela TG na digestibilidade in vitro e atividade antigênica da ß-Lg antes e após a ação das enzimas gastrintestinais. A ß-Lg polimerizada pela TG (0, 10 ou 25 U g-1), após tratamento térmico ou na presença de agentes redutores Cys (0, 0,1 e 0,25 mol L- 1) ou ditiotreitol (DTT 0,02 mol -1), foi avaliada quanto à digestibilidade in vitro, utilizando as enzimas pepsina e pancreatina. As amostras, antes e após a digestão in vitro, foram caracterizadas pelos métodos SDS-PAGE, SDSPAGE/ tricina e cromatografia líquida de alta eficiência de fase reversa (CLAE-FR). Posteriormente, as amostras foram avaliadas quanto à antigenicidade, exceto aquelas na presença de DTT, por meio do método de Imunoblote...

Consumo voluntário, digestibilidade aparente e cinética digestiva de três forrageiras em ovinos; Voluntary intake, apparent digestibility and digesta kinetics of three protein-level forages fed to sheep

Bueno, Ives Cláudio da Silva; Vitti, Dorinha Miriam Silber Schmidt; Abdalla, Adibe Luiz; Louvandini, Helder
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o consumo voluntário, a digestibilidade aparente e a cinética digestiva de três forragens, com teores protéicos distintos, em ovinos. Utilizaram-se seis ovinos da raça Santa Inês (PV = 40 ± 5,7 kg), machos adultos, castrados e providos de cânulas ruminais. Optou-se pelo uso de fenos de alfafa (ALF), de braquiária (BRA) e de capim Tifton-85 (TIF) pelos seus teores de proteína bruta (PB), respectivamente, 191, 29 e 75 g kg-1 MS. Alocaram-se os tratamentos e os animais em delineamento de dois quadrados latinos (três tratamentos, três períodos e seis animais). As dietas consistiam exclusivamente de ALF, BRA ou TIF e mistura mineral, oferecida separadamente. O ensaio de consumo voluntário foi realizado em baias individuais e os de digestibilidade e cinética digestiva, em gaiolas de metabolismo. Determinou- se a digestibilidade aparente por coleta total de fezes. Estimou-se a cinética digestiva mediante o uso de Co-EDTA e fibra Cr-mordantada como marcadores das fases líquida e sólida, respectivamente. Compararam-se as médias por teste de Tukey. O consumo voluntário de MS do tratamento ALF foi maior (P < 0,05) que os tratamentos BRA e TIF, o que refletiu a forte relação entre consumo e teor de proteína na dieta. Os coeficientes de digestibilidade aparente da MS e da MO também foram superiores (P < 0...

Modificações na técnica de digestibilidade in vitro para avaliar forragens de baixa qualidade

Antonio,Simone de David; Gonçalves,Maria Beatriz Fernandez; Sanchez,Luis Maria Bonnecarrère; Backes,Alfredo Acosta; Silva,Lisiane Furtado da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Dois experimentos foram desenvolvidos no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), para estudar modificações na técnica de digestibiüdade in vitro para avaliar forragens de baixa qualidade. O experimento I consistiu na determinação dos coeficientes de digestibilidade in vivo da matéria orgânica (MO), envolvendo 10 fenos de gramíneas tropicais e 2 palhas provenientes da colheita de grãos. No experimento II, determinaram-se os coeficientes de digestibilidade in vitro através da técnica proposta por TILLEY and TERRY (1963), tratamento M1- 48 horas de incubação com inóculo ruminal (fermentação microbiana) + 48 horas de incubação com pepsina (fermentação enzimática) e estudaram-se modificações sobre esta, denominadas: M2- prolongação no período de incubação (de 48h para 96h), com renovação do inóculo ruminal, após 48h de incubação, (adição de novo inóculo sobre a fase sólida das amostras, após centrifugação e desprezada a fase líquida); M3- 96h de incubação com inóculo ruminal, com reinoculação, após 48h de incubação, (adição de novo inóculo sobre as amostras, sem a centrifugação e retirada da fase líquida); M4- 96h de incubação com inóculo ruminal diluído...

Digestibilidade e desempenho de alevinos de tilápia do nilo (Oreochromis Niloticus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de silagem ácida de pescado

Oliveira,Marinez Moraes de; Pimenta,Maria Emília de Sousa Gomes; Pimenta,Carlos José; Camargo,Antonio Cleber da Silva; Fiorini,João Evangelista; Logato,Priscila Vieira Rosa
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Os experimentos foram conduzidos para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia bruta da silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) para alevinos de tilápia nilótica e o desempenho dos alevinos recebendo níveis crescentes (0, 10, 20, 30, 40 %) da silagem ácida em substituição à farinha de peixe na ração. Na digestibilidade foram utilizados 200 alevinos revertidos sexualmente, com peso médio de 2,0 g e acondicionados em aquários de 40 litros. A coleta de fezes foi feita durante 7 dias seguintes e a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparente e energia metabolizável aparente foi feita por metodologia indireta, tendo sido utilizado 1% de Cr2O3 como indicador incorporado à ração. No desempenho, foram utilizados 2000 alevinos revertidos sexualmente com peso médio de 0,45 g, acondicionados em "hapas" de 1m², dispostos em um viveiro escavado. As variáveis analisadas foram: ganho de peso final (GPF), consumo de ração total (CRT), conversão alimentar aparente (CAA), acréscimo em altura (AA) e em comprimento (AC). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 4 repetições. Os valores de digestibilidade encontrados foram: coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca...

Silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápias para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw,1802): Digestibilidade e desempenho

Oliveira,Marinez Moraes de; Pimenta,Maria Emília de Sousa Gomes; Camargo,Antônio Cleber da Silva; Pimenta,Carlos José; Logato,Priscila Vieira Rosa
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
Os experimentos foram realizados para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia bruta da silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) e o desempenho dos girinos recebendo níveis crescentes (0, 15, 30%) da silagem ácida em substituição à farinha de peixe na ração. Na digestibilidade foram utlizados 200 girinos, medindo em média 7 cm e peso médio de 3 g, acondicionados em aquários de 40 litros. A coleta de fezes foi feita em 7 dias e a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparentes e energia digestível aparente foi feita por metodologia indireta, tendo sido utilizado 1,0% de Cr2O3 como indicador incorporado à ração. No desempenho foram utilizados 240 girinos, com peso médio de 2,5 g acondicionados em aquários de 40 litros. As variáveis analisadas foram: ganho de peso final (GPF); consumo de ração total (CRT); e conversão alimentar aparente (CAA). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 3 tratamentos e 16 repetições. Os valores de digestibilidade encontrados foram: coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca 95,48; coeficiente de digestibilidade aparente da proteína bruta 95...

Proteínas do feijão preto sem casca: digestibilidade em animais convencionais e isentos de germes (germ-free)

PEREIRA,Conceição Angelina dos Santos; COSTA,Neuza Maria Brunoro
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
O feijão (Phaseolus vulgaris, L. ) é uma leguminosa de grande importância para a dieta da população brasileira. No entanto, um de seus maiores problemas é representado pelo baixo valor nutricional de suas proteínas, decorrente, por um lado, da sua baixa digestibilidade e, de outro, do teor e biodisponibilidade reduzidos de aminoácidos sulfurados. Com o objetivo de avaliar a digestibilidade das proteínas albumina e globulina do feijão preto sem casca, foram realizados ensaios biológicos com camundongos isentos de germes e convencionais e com ratos (Wistar), recém-desmamados, com idade de 21 a 25 dias. Avaliou-se ainda o Escore Químico Corrigido pela Digestibilidade da Proteína. A digestibilidade verdadeira no experimento com camundongos isentos de germes foi de 90,21 e 90,00%, no teste com camundongos convencionais foi de 85,53 e 86,73%, e no experimento com ratos foi de 82,62 e 68,53%, para albumina e globulina, respectivamente. O Escore Químico Corrigido pela Digestibilidade da Proteína foi de 61,00% para a albumina e 51,00% para a globulina. A digestibilidade determinada em animais isentos de germes foi superior aos valores encontrados em animais convencionais, sugerindo que a flora intestinal esteja contribuindo para elevar o teor de nitrogênio nas fezes dos animais convencionais...

Digestibilidade ileal de aminoácidos de alimentos utilizados em dietas pré-iniciais para leitões, determinada pelo método do sacrifício

Apolônio,Lourdes Romão; Donzele,Juarez Lopes; Oliveira,Rita Flávia Miranda de; Silva,Francisco Carlos de Oliveira; Souza,André Viana Coelho de; Lopes,Darci Clementino; Freitas,Letícia da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este estudo foi realizado com o objetivo de determinar a digestibilidade ileal, aparente e verdadeira, dos aminoácidos de alimentos, como: leite em pó, soro de leite, soja micronizada, soja extrusada e plasma suíno, comumente utilizados na formulação de dietas pré-iniciais para leitões, pela técnica do sacrifício. Foram utilizados 96 leitões mestiços com 40 dias de idade, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos, oito repetições e dois animais por unidade experimental. As dietas foram formuladas para fornecer 7% de PB para o soro de leite e 13% para os demais alimentos, sendo o alimento avaliado a única fonte de proteína. Foi utilizada uma dieta isenta de proteína para determinação da perda endógena de aminoácidos. Os animais foram abatidos sete horas após a ingestão das dietas experimentais, sendo a digesta ileal coletada para formação de uma amostra composta de digesta de oito animais, obtendo-se duas amostras por tratamento. Os maiores valores de digestibilidade verdadeira dos aminoácidos essenciais foram obtidos no soro de leite, leite em pó e soja extrusada, sendo os menores coeficientes de digestibilidade verdadeira encontrados na soja micronizada. A treonina foi o aminoácido essencial que apresentou menor coeficiente de digestibilidade verdadeira em todos os alimentos avaliados. A metionina foi o aminoácido que apresentou maior coeficiente de digestibilidade verdadeira no soro de leite...

Determinação do consumo, digestibilidade e frações protéicas e de carboidratos do feno de Tifton 85 em diferentes idades de corte

Gonçalves,Geane Dias; Santos,Geraldo Tadeu dos; Jobim,Clóves Cabreira; Damasceno,Júlio Cesar; Cecato,Ulysses; Branco,Antônio Ferriani
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Objetivou-se determinar o consumo de matéria seca (MS), a digestibilidade aparente da MS, matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) e a digestibilidade in vitro da MS (DIVMS) e, também, quantificar as frações de proteína e carboidratos do feno de Tifton 85, cortado aos 28, 42, 63 e 84 dias de crescimento. O delineamento experimental utilizado para a análise dos dados referentes ao consumo e digestibilidade aparente foi em Quadrado Latino 4 x 4 e, para o fator idade de corte, foi usada regressão. Houve decréscimo linear, à medida que se aumentou a idade de corte para o consumo de MS e para a digestibilidade aparente da MS, MO, PB e FDN. Os valores encontrados para a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) foram bastante próximos aos encontrados para digestibilidade aparente. Para as frações de proteína e carboidratos, observaram-se aumentos para a fração C, com o aumento na idade de corte, que variaram de 17,4 a 22,8 e de 10,9 a 14,3%, respectivamente. Da mesma forma, a fração B3 da proteína aumentou e a B2 apresentou pouca variação, com o aumento da idade de corte, enquanto as frações A e B1 dos carboidratos totais diminuíram. Os resultados referentes ao consumo de MS e digestibilidade da MS foram de 2...

Métodos de coleta de fezes e determinação dos coeficientes de digestibilidade da fração protéica e da energia de alimentos para o pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887)

Abimorad,Eduardo Gianini; Carneiro,Dalton José
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Para melhorar a alimentação do pacu (Piaracatus mesopotamicus), é necessário conhecer o nível de aproveitamento dos ingredientes utilizados em suas dietas. Neste trabalho, inicialmente, foram analisados quatro métodos de coleta de fezes, em função da precisão e da versatilidade (dissecação, extrusão, Guelph e Guelph modificado), e o tempo entre as coletas de fezes nos sistemas de Guelph, por intermédio do coeficiente de digestibilidade da proteína bruta de uma dieta-referência para o pacu. Não houve diferença entre os métodos de coleta de fezes; já os intervalos de tempo das coletas apresentaram diferenças, podendo interferir nos resultados de digestibilidade da proteína. Em uma segunda etapa, para determinação dos coeficientes de digestibilidade da proteína e da energia de cinco concentrados protéicos de origem animal, cinco de origem vegetal e quatro energéticos, foram utilizadas rações elaboradas com 69,5% de uma dieta-referência, 30% do ingrediente teste e 0,5% de Cr2O3, utilizando o método de extrusão manual para a coleta de fezes. Os valores de digestibilidade da proteína da maioria dos alimentos apresentaram-se altos e não variaram estatisticamente, de 93,89 a 75,73% para o farelo de trigo e a farinha de penas...

Avaliação do uso de frações indigestíveis do alimento como indicadores internos de digestibilidade em ovinos

Kozloski,Gilberto Vilmar; Mesquita,Francisco Rondon; Alves,Tiago Pansard; Castagnino,Douglas de Souza; Stefanello,Cristiano Miguel; Sanchez,Luis Maria Bonnecarrère
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Avaliou-se o uso de matéria seca indigestível (MSi) e de fibra detergente neutro indigestível (FDNi) como indicadores internos de digestibilidade em ovinos. Utilizaram-se dados e amostras provenientes de seis ensaios independentes de digestibilidade com ovinos mantidos em gaiolas de metabolismo recebendo à vontade diversos tipos de volumoso e/ou concentrado. Os resíduos indigestíveis (MSi e FDNi) foram determinados após 144 horas de incubação in situ de amostras de alimentos e fezes. O grau de recuperação da MSi variou de 64,8 a 108,5% e o da FDNi, de 49,5 a 67,9%. Quando a relação entre a concentração dos indicadores nas fezes e nos alimentos não foi corrigida para a recuperação fecal, a maior parte das estimativas médias de digestibilidade da matéria orgânica dos experimentos foi inferior às médias obtidas in vivo. Quando a relação foi corrigida para a recuperação fecal, as estimativas médias de digestibilidade da matéria orgânica usando os dois indicadores foram similares às obtidas in vivo em todos os experimentos. Quando as estimativas individuais, corrigidas para recuperação fecal do indicador, foram relacionadas às observações in vivo por análise de regressão, o coeficiente de regressão linear foi similar a 1 usando a MSi...

Digestibilidade e desempenho de alevinos de tilápia do nilo (Oreochromis Niloticus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de silagem ácida de pescado

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Os experimentos foram conduzidos para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia bruta da silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) para alevinos de tilápia nilótica e o desempenho dos alevinos recebendo níveis crescentes (0, 10, 20, 30, 40 %) da silagem ácida em substituição à farinha de peixe na ração. Na digestibilidade foram utilizados 200 alevinos revertidos sexualmente, com peso médio de 2,0 g e acondicionados em aquários de 40 litros. A coleta de fezes foi feita durante 7 dias seguintes e a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparente e energia metabolizável aparente foi feita por metodologia indireta, tendo sido utilizado 1% de Cr2O3 como indicador incorporado à ração. No desempenho, foram utilizados 2000 alevinos revertidos sexualmente com peso médio de 0,45 g, acondicionados em "hapas" de 1m², dispostos em um viveiro escavado. As variáveis analisadas foram: ganho de peso final (GPF), consumo de ração total (CRT), conversão alimentar aparente (CAA), acréscimo em altura (AA) e em comprimento (AC). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 4 repetições. Os valores de digestibilidade encontrados foram: coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca...

Silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápias para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw,1802): Digestibilidade e desempenho

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
Os experimentos foram realizados para avaliar os coeficientes de digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia bruta da silagem ácida de resíduos da filetagem de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), para girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) e o desempenho dos girinos recebendo níveis crescentes (0, 15, 30%) da silagem ácida em substituição à farinha de peixe na ração. Na digestibilidade foram utlizados 200 girinos, medindo em média 7 cm e peso médio de 3 g, acondicionados em aquários de 40 litros. A coleta de fezes foi feita em 7 dias e a determinação dos coeficientes de digestibilidade aparentes e energia digestível aparente foi feita por metodologia indireta, tendo sido utilizado 1,0% de Cr2O3 como indicador incorporado à ração. No desempenho foram utilizados 240 girinos, com peso médio de 2,5 g acondicionados em aquários de 40 litros. As variáveis analisadas foram: ganho de peso final (GPF); consumo de ração total (CRT); e conversão alimentar aparente (CAA). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 3 tratamentos e 16 repetições. Os valores de digestibilidade encontrados foram: coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca 95,48; coeficiente de digestibilidade aparente da proteína bruta 95...