Página 1 dos resultados de 1126 itens digitais encontrados em 0.025 segundos

A influência do nível socioeconómico na leitura

Silva, Joana Cristina Pinto da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.04%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Terapêutica da Fala; A Leitura é um processo cognitivo complexo que resulta da interacção entre o pensamento e a linguagem, e que se caracteriza pelo seu dinamismo em que influem factores de etiologia diversa. Sabemos que um bom domínio das habilidades de literacia se prevê determinante no desenvolvimento pessoal e social sustentável do sujeito. Desenvolveu-se este estudo empírico, com o objectivo de analisar as proficiências de leitura e investigar até que ponto a aprendizagem e desenvolvimento desta competência sofre a influência do meio socioeconómico e cultural da família em que a criança se encontra inserida. Neste sentido, foram avaliadas 38 crianças de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 9 e os 11 anos de idade. Todas se encontravam a frequentar o 4º ano de escolaridade do ensino básico em duas escolas do conselho de Gondomar, sendo uma pertencente ao sector público e outra ao sector privado de ensino. Para aferir as competências de leitura foi aplicado o Teste de Idade de Leitura (T.I.L), de Sucena e Castro (2010). O estatuto socioeconómico e cultural familiar dos alunos intervenientes no estudo foi analisado através do preenchimento de um questionário socioeconómico que foi previamente entregue aos responsáveis das crianças. Os resultados obtidos permitiram-nos concluir que existe uma correlação positiva...

Estratégias de ensino-aprendizagem para a superação de dificuldades na leitura e na escrita nas séries iniciais do ensino fundamental

Silva, Zélia Damião e Silva
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Este estudo apresenta o resultado de uma pesquisa sobre as dificuldades de aprendizagem na leitura e escrita dos discentes nas séries iniciais do ensino fundamental. A finalidade era a superação dessas dificuldades, numa perspectiva construtivista, partindo da cultura e dos saberes dos educandos. O estudo foi realizado numa escola, em turmas heterogêneas, tendo com instrumentos metodológicos notas de campo da observação de aula de leitura e escrita, e ainda inquéritos por entrevista a professores. Através dos dados obtidos na pesquisa de campo, averiguamos que as principais dificuldades que os discentes apresentam para ler e escrever, são decorrentes de vários fatores, nomeadamente a falta de acompanhamento individualizado tanto por parte da família como também da própria escola, bem como a falta de uma metodologia adequada de alguns dos docentes, recursos inadequados, assim como a responsabilidade da família em manter os discentes na escola. Através da triangulação das entrevistas com a observação das aulas dos docentes, constatamos a importância da diversificação de estratégias e atividades, e a abertura às intervenções dos discentes. Em conclusão, comprovamos a importância da formação docente. Em turmas heterogêneas...

Dificuldades de leitura e na matemática : um estudo dos processos cognitivos em alunos da 3ª a 6ª série do ensino fundamental

Corso, Luciana Vellinho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.3%
A co-ocorrência entre as dificuldades na leitura e na matemática é freqüente indicando que processos cognitivos comuns subjacentes a tais dificuldades possam estar deficitários. Este estudo procurou compreender e identificar as relações entre as dificuldades na leitura e na matemática em 79 alunos brasileiros do 3º ao 6º ano do Ensino Fundamental. Os alunos foram divididos em quatro grupos: com dificuldades na leitura (DL), com dificuldades na matemática (DM), com dificuldades nas duas áreas (DLM) e sem dificuldades (controle). Avaliamos o perfil cognitivo dos grupos por meio de tarefas que envolveram: processamento fonológico (memória fonológica de dígitos, frases e relatos, consciência fonológica e velocidade de processamento), senso numérico, memória de trabalho (componente executivo central), e estratégias de contagem e de recuperação da memória. O grupo de alunos com dificuldades na leitura e na matemática evidenciou problemas que abrangem o processamento fonológico, o senso numérico e o componente executivo central da memória de trabalho. Tal resultado sugere que todas estas habilidades desempenham um importante papel no aprendizado eficiente da leitura e da matemática. Os alunos com DL apresentaram baixo desempenho nas tarefas de consciência fonológica e velocidade de processamento de letras...

Existem estratégias para “alunos problemas” na escrita e na leitura?

Neto, Elisabete Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
A leitura é um processo de compreensão abrangente que envolve aspectos sensoriais, emocionais, intelectuais, fisiológicos, neurológicos, bem como culturais, econômicos e políticos. Para que a criança adquira os símbolos gráficos, ela precisa ter uma perfeita integridade sensorial e também a capacidade de integrar experiências não verbais, isto é, diferenciar um símbolo do outro, atribuir-lhe significado e retê-lo. Ao adquirir a linguagem auditiva, a criança vai diferenciar, por exemplo, o símbolo „casa‟ de outros símbolos que ouve e vai associar essa unidade auditiva ao objeto, assim torna-se capaz de recordá-lo ao falar com outras pessoas no futuro. Quando a criança não consegue reter e integrar na sua experiência o que ouve e vê, pode-se esperar que ela venha a manifestar dificuldades na leitura. As dificuldades de aprendizagem estão presentes no discurso de diversos professores alfabetizadores quando alguma criança não avança na aprendizagem da leitura e da escrita. Apesar disso os aportes teóricos existentes sobre o que elas são, pertencem a áreas tais como Psicologia, Psicopedagogia e mesmo Medicina, tomando essas dificuldades de maneira restrita a esses campos, quando nos falta uma fundamentação que as trate segundo uma perspectiva pedagógica...

Dificuldades de aprendizagem específicas centradas na leitura e práticas eficazes de intervenção

Martins, Maria Conceição Pacheco Sampaio
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/02/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Dificuldades de Aprendizagem Específicas); Este estudo tem por finalidade uma investigação que permita a implementação de práticas eficazes com estratégias devidamente fundamentadas. O que se propõe é olhar sobre os resultados práticos da investigação nas Dificuldades de Aprendizagem Específicas quando aplicados em tempo oportuno, revelando porventura parâmetros excelentes na sua objectividade. A amostra é constituída por quatro alunos sujeitos a uma retenção e com um Plano de Acompanhamento ao abrigo do Despacho Normativo nº50/2005, de 20 de Outubro. Inicialmente foram avaliados em termos educativos com a Escala de Comportamento Escolar, de Correia (1983), e a aplicação da Avaliação Informal da Pragmática adaptada e traduzida por Santos (2007) de Delmar Learning (2004). Para a intervenção apliquei uma estratégia do PALS adaptada por Linan-Thomson e Vaughn (2007) (citados por Martins, 2008): Ler com um par. Esta aplicação produz ganhos a nível da leitura (Martins, 2008). Dois alunos sofreram intervenção especializada ao nível do desenvolvimento da consciência fonológica, leitura de palavras com casos de leitura...

Português L2 / L1: compreensão na leitura

Gonçalves, Carolina; Sousa, Otília de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Este texto resulta de um estudo que pretendia avaliar comparativamente a compreensão na leitura de alunos de ascendência africana e de alunos lusos, em final de escolaridade obrigatória, em Portugal. Para recolha e análise dos dados, aplicouse um teste de língua a um universo de 170 alunos, metade de ascendência africana e metade de ascendência lusa a frequentar escolas da periferia de Lisboa. Os resultados parecem sugerir que ambas as populações têm dificuldades ao nível desta competência. Dos resultados pode inferir-se que as condições socioeconómicas parecem ser mais importantes do que a condição linguística, no que diz respeito ao desenvolvimento da compreensão leitora.; Abstract: This paper examines the reading comprehension skills of 170 9thgrade Portuguese students. Half of these students are of African descent and the other half come from Portuguese families. All are from low-income families and attending the final year of compulsory education at Portuguese schools on the outskirts of Lisbon. Applying a part of the PISA 2000 test, results showed that the groups were not significantly different and that all subjects featured low levels of reading comprehension. From the results, it can be inferred that socioeconomic background is the most important issue regarding reading comprehension.

Desenvolvimento de Procedimentos de Avaliação Funcional de Dificuldades na Aprendizagem da Leitura e da Escrita no Ensino Básico

Gonçalves, Maria Dulce Miguéns, 1961-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Outros
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
No âmbito de um conjunto de investigações sobre Avaliação Funcional de Dificuldades na Aprendizagem desenvolvidas nos últimos anos na Secção de Psicologia da Educação da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, a autora sugere alguns procedimentos para o estudo de relações entre dificuldades na aprendizagem da leitura e dificuldades na aprendizagem da composição escrita. A avaliação funcional requer a monitorização do modo como evolui a aprendizagem dos alunos, com base numa multiplicidade de indicadores sensíveis a mudanças, mesmo quando estas ainda são pouco significativas. No apoio psicopedagógico individual ou em procedimentos RTI (Response to Intervention), no contexto da turma, da escola ou do gabinete de apoio, psicólogos e professores, terapeutas e educadores necessitam de instrumentos para uma aplicação repetida, com escalas amplas que permitam distinguir entre uma enorme diversidade de desempenhos, que permitam acompanhar o modo como esses desempenhos evoluem, semana após semana, mês após mês, individualmente ou em grupo. Além disso, estes instrumentos devem possibilitar aplicações com diferentes graus de precisão e complexidade, em função dos objectivos, do grau de especialização e da disponibilidade dos participantes. Isto é...

Avaliação da fluência da leitura oral e dificuldades na aprendizagem: aplicações clínicas e educacionais

Gonçalves, Maria Dulce Miguéns, 1961-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 25/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Investigação de Dificuldades para a Evolução na Aprendizagem; Nesta comunicação a autora sintetiza um conjunto de trabalhos desenvolvidos nos últimos cinco anos na FPUL, numa análise comparada de procedimentos e de resultados de Avaliação da Fluência da Leitura Oral em alunos do Ensino Básico. A Avaliação da Fluência da Leitura Oral tem sido desde há décadas utilizada internacionalmente para a detecção precoce, monitorização e intervenção em dificuldades na aprendizagem da Leitura, individualmente ou em turma. No entanto, Portugal continua a não dispor de procedimentos de avaliação para utilização regular e repetida, nem de normas para uma avaliação aferida. Sintetizam-se os resultados até agora obtidos em sucessivos estudos para o desenvolvimento e validação de procedimentos de avaliação com base no currículo, em turmas de diferentes escolas na região da Grande Lisboa e no Alentejo. Os resultados obtidos permitem distinguir entre diferentes tipos de “maus leitores”, sugerem critérios de avaliação e de diagnóstico e diferentes formas de intervenção clínica e educacional. Analisam-se perspectivas futuras para esta linha de investigação, aplicações clínicas em alunos com dificuldades específicas de leitura e aplicações educacionais para a promoção da leitura em contexto educacional...

As ferramentas da Web 2.0 em apoio às dificuldades específicas de leitura e escrita : uma proposta de formação de professores do 2º e 3º ciclos do ensino básico

Gomes, António José Silva, 1974-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.26%
Trabalho de projeto, Educação (Área de especialização em Educação e Tecnologias Digitais), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2014; Ler e escrever são das competências cognitivas mais valorizadas e importantes que o sujeito pode adquirir. Mesmo sendo um processo complexo, grande parte das crianças consegue adquirir estas competências com facilidade. No entanto, há uma minoria que apresenta dificuldades específicas no domínio da literacia, mesmo possuindo uma inteligência normal e apresentando mestria noutras tarefas. A dislexia pode, igualmente, enquadrar-se no âmbito destas dificuldades, sendo habitualmente detetada em crianças que, ao iniciarem a escolaridade, manifestam uma dificuldade inesperada na aprendizagem da leitura e da escrita. Na sociedade contemporânea, desenvolvem-se novos eixos de construção da cultura, novas formas de comunicação e novas linguagens. Neste contexto, as práticas educativas distinguem-se pela introdução de novas tecnologias, que polarizam novas soluções de aprendizagem, de transferência da informação e de construção do conhecimento. Representam, assim, um desafio para a educação no vetor da inovação e da criatividade, mas também na precaução e na preparação para um ‘surfar’ seguro e potenciador de qualidade. Nos últimos anos desenvolveram-se diversos estudos com objetivo de compreender os processos cognitivos envolvidos na aquisição do processo de leitura e da linguagem escrita. A consciência fonológica e o conhecimento das letras têm sido apontados como os dois fatores mais influentes no processo de desenvolvimento desta competência. O âmbito da nossa investigação centra-se na importância da aquisição de conhecimentos a nível da pedagogia diferenciada em contexto de sala de aula por parte dos professores...

Avaliação da fluência na leitura em crianças com e sem necessidades educativas especiais : validação de uma prova de fluência na leitura para o 2º ano do 1º C.E.B.

Ferreira, Rui Daniel Silvestre
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
76.03%
Dissertação de mestrado em Educação Especial; A leitura é uma aprendizagem básica e uma das ferramentas imprescindíveis ao desenvolvimento do ser humano, condicionando inevitavelmente o sucesso da aprendizagem. As dificuldades na leitura impõem constrangimentos que se reflectem ao longo da vida diminuindo perspectivas futuras. Ao fazer avaliações atempadas do desenvolvimento das competências da leitura é possível identificar problemáticas e intervir com sucesso. O propósito desta investigação foi criar um instrumento que permitisse avaliar a fluência de leitura (precisão, prosódia, velocidade) no final do 2º ano de escolaridade, porque supostamente, a partir deste momento os alunos adquirem uma leitura fluente. Assim, seleccionados três textos incluídos no Plano Nacional de Leitura realizámos dois estudos. O primeiro estudo com objectivo de escolher o texto com melhores qualidades psicométricas (índice de dificuldade, poder discriminativo, fidelidade, validade externa) e o segundo com finalidade de comparar a fluência de leitura dos alunos com e sem Necessidades Educativas Especiais. Escolhido o que apresentava as melhores qualidades psicométricas, verificámos pela comparação de resultados que este nos permitia diferenciar alunos com e sem NEE em alguns aspectos que caracterizam a fluência na leitura: precisão (substituições...

Uma abordagem cognitiva às dificuldades na leitura : avaliação e intervenção.

Cruz, Vítor Manuel Lourenço da
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
86.26%
Doutoramento em Motricidade Humana na especialidade de Educação Especial e Reabilitação; Esta investigação é um estudo longitudinal de dois anos que se foca na identificação precoce, na reeducação e na prevenção das dificuldades na aprendizagem da leitura. O Estudo I foca-se na predição dos níveis de leitura no final do 1º ano do 1º C.E.B., tendo por base medidas de processamento visual, de processamento fonológico e de processamento cognitivo realizadas no início do referido ano. Tendo por base o estudo das correlações, da análise factorial e da regressão, os resultados indicam que os processos importantes para definir os níveis iniciais da leitura são de diversa ordem e estão associados à sensibilidade fonológica, ao domínio do princípio alfabético, ao processamento sucessivo e à atenção. O Estudo II foca-se na avaliação dos efeitos a curto e a médio termo da reeducação das dificuldades na leitura. Uma amostra de quarenta e cinco crianças foi dividida em três grupos homogéneos, cada um dos quais foi apoiado com um programa de reeducação distinto. Os três programas de reeducação utilizados foram o Programa de Reeducação do PASS (PREP) original, uma versão informatizada do PREP e uma Abordagem Baseada no Significado (ABS). Os resultados obtidos com base na estatística paramétrica e não paramétrica parecem indicar que o programa PREP produz ganhos maiores e mais rápidos. Finalmente...

Dificuldades na aquisição e aperfeiçoamento da leitura e da escrita: o papel da consciência fonológica e da consciência sintálica

Guimarães,Sandra Regina Kirchner
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
56.22%
Esta tese teve como objetivo central investigar a relação entre o nível das habilidades mclalinguísticas (consciência fonológica e consciência sintática) dos sujeitos e o seu desempenho na leitura e na escrita de palavras isoladas. Participaram da pesquisa três grupos de sujeitos que frequentam escolas públicas no município de Curitiba: 20 crianças com dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita, cursando a 3." e 4." séries (grupo 1); 20 crianças da 1.* série, com o mesmo nível de leitura e escrita dos sujeitos do grupo I (grupo 2) e 20 crianças da 3." e 4." séries, com a mesma idade cronológica dos sujeitos do grupo 1 (grupo 3). A pesquisa foi baseada em cinco tipos de provas experimentais: leitura e escrita de palavras reais e inventadas, tarefas de avaliação da consciência fonológica, tarefas de aval iação da consciência sintytica, tarefa de facilitação contextual na leitura e medidas de controle. Foi verificado que todos os sujeitos, incluindo os do grupo 1, tinham desenvolvido a compreensão do princípio alfabético e que os procedimentos adotados para a leitura e a escrita de palavras isoladas não diferiam entre os grupos. Espera-va-se que o grupo 1 apresentasse escores inferiores nas tarefas que avaliavam a consciência fonológica e a consciência sintática...

Ler e compreender : a fluência da leitura

Santos, Anabela Afonso dos
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.25%
A leitura é, sem dúvida, uma das tarefas mais difíceis que cada criança irá realizar na sua vida académica. A forma como cada uma desempenhar esta tarefa vai, indiscutivelmente, influenciar a forma como lida com o mundo. Assim, a criança com dificuldades na leitura irá criar constrangimentos visíveis ao longo da vida, que irão diminuir as suas perspetivas futuras. A presente investigação teve vários objetivos como: 1) explorar a aplicabilidade e utilidade de vários procedimentos, usando a avaliação com base no currículo ABC, que depois foi corroborada usando a literatura correspondente; 2) elaborar um instrumento de trabalho que permitisse avaliar a fluência da leitura (velocidade, correção e compreensão) no final do 2.º e 4.º anos e 3) identificar dificuldades de leitura dos alunos. Com base nestes objetivos, pretendeu-se ainda verificar as principais variáveis em estudo: a velocidade na leitura VL (palavras corretamente lidas por minuto PC), a correção na leitura CL (percentagem de palavras corretamente lidas) e a tipificação dos erros. Assim, ao realizar esta avaliação, o professor identificará mais facilmente as dificuldades dos alunos para os ajudar a superar. Foi ainda aplicado um questionário ao professor...

Dificuldades de aprendizagem na leitura e na escrita: o contributo de jogos eletrónicos na motivação e na aprendizagem

Nogueira, Joana Maria Duarte
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.27%
Projeto de Intervenção apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Educação Especial, Especialização em Problemas de Aprendizagem e Comportamento; A dislexia carateriza-se por habilidades alteradas dos processos de leitura (fluência, compreensão e leitura correta de palavras). Além destas pode envolver ainda dificuldades no reconhecimento de palavras escritas, na descodificação, na adequação e habilidades ortográficas, podendo ainda manifestar-se no raciocínio matemático (APA, 2013, citado por Asorey & Fernández, 2013). Por sua vez, segundo vários autores a falta de interesse, de motivação e de curiosidade para o estudo constituem características da criança disléxica (Torres & Fernández, 2001; Pinto, 2012). A intervenção com estas crianças exige o uso de várias estratégias, reforços e formas de as motivar, bem como correções imediatas para que não mantenham erros (Coelho, 2013; Ribeiro & Baptista, 2006). Ao longo do tempo, têm vindo a ser criados inúmeros métodos de intervenção para a criança com dislexia. Atualmente a utilização das tecnologias no campo educativo pode ter um papel decisivo na intervenção junto de crianças com estas dificuldades (Bazian...

Leitura vs auto-conceito de alunos com dificuldades de aprendizagem específicas (DAE)

Esteves, Maria de Lurdes Moura
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.28%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Dificuldades de Aprendizagem Específicas); Esta investigação teve como principal objectivo implementar um programa de intervenção na área da leitura, que potencializasse o desenvolvimento das competências em leitura e promovesse o auto-conceito dos alunos que nele participassem. O Programa de Intervenção nas Dificuldades de Leitura (PIDL), adaptado de Linan-Thomson & Vaughn (2007) e PALS, foi desenvolvido em cinco escolas de primeiro Ciclo, com base na leitura da obra “O Aquário” de João Pedro Mésseder. Os 30 alunos, do terceiro ano de escolaridade, envolvidos no estudo, foram identificados com um perfil de dificuldades na leitura, sendo mais tarde subdivididos em dois grupos (Grupo Experimental e Grupo de Controlo). Os alunos do Grupo Experimental desenvolveram um programa de estimulação da leitura, três vezes por semana, durante dois meses. A recolha de dados fundamentou-se na aplicação de dois instrumentos: Escala de Auto-conceito “Piers-Harris 2 – Piers - Harris Self-Concept Scale” (Piers & Herzberg, 2002) e Teste de Avaliação das Competências em Leitura - Escala de Comportamento Escolar. Porto: Porto Editora (Correia...

Identificação de alunos em risco de apresentarem dificuldades de aprendizagem específicas : um estudo quantitativo sobre a utilização da monitorização da fluência de leitura num contexto escolar

Mendonça, Rosa Filipa Ferreira de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Dificuldades de Aprendizagem Específicas); Este estudo teve como finalidade descrever o uso da monitorização com base no currículo (MBC) - leitura oral de textos (Deno, 1985), na identificação de alunos em risco de apresentarem Dificuldades de Aprendizagem Específicas (DAE) na leitura. Os participantes do estudo foram 146 alunos do 3º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico dum agrupamento de escolas do concelho de Braga, que foram monitorizados em dois momentos ao longo do ano letivo. Foram considerados alunos em risco, aqueles cujo resultado se encontrava abaixo ou no percentil 20, tal como proposto por Deno (2003). Os resultados permitiram concluir que: 1) As provas de MBC-leitura oral de textos mostraram ser provas económicas, fáceis e rápidas de aplicar, de cotar e bem aceites pelos professores e alunos; 2) Em média, a prestação dos alunos na primeira aplicação foi de 85,21 (DP = 28,41) palavras corretas por minuto (pcpm), na segunda aplicação foi de 97,46 (DP = 30,07) pcpm, a diferença entre as duas aplicações foi de 12,25 (DP=9,57) pcpm e o crescimento semanal foi de 0,49 (DP=0,38) pcpm; 3) De acordo com as normas para a fluência oral de Hasbrouck e Tindal (2006) metade dos alunos alcançou o objetivo para o final do 3º ano; 4) A taxa de crescimento semanal relativa ao número de palavras corretas por minuto (0...

Programa "Leitores do futuro" : automodelagem e leitura assistida na promoção da fluência na leitura oral

Agostinho, Ana Lúcia Correia
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012; A fluência na leitura oral constitui uma componente crítica da leitura proficiente, uma vez que contribui para a compreensão. Até ao 3.º ano, todos os alunos devem desenvolver competências de fluência, para que depois possam utilizar a leitura como ferramenta de aprendizagem. Torna-se, assim, imperativo identificar os alunos que apresentam dificuldades na leitura, de modo a adequar a resposta educativa às suas necessidades, prevenindo o desenvolvimento de futuras dificuldades e atitudes negativas face à leitura. O presente estudo envolve a conceção, implementação e avaliação de um programa de intervenção desenhado para promover a fluência na leitura de alunos do 2.º ano "em risco" de dificuldades na leitura, o programa "Leitores do Futuro". Este combina procedimentos de leitura assistida, para apoiar o desenvolvimento da fluência, e procedimentos de vídeo self-modeling (VSM), que permitem que estes alunos se observem a ler textos desafiantes com sucesso. Após a observação de uma turma de alunos do 2.º ano de um colégio privado na zona da Grande Lisboa (N= 25), identificaram-se três alunos em risco de dificuldade na leitura...

Impacto de um programa de treino fonológico em crianças do 2º ano de escolaridade com dificuldades na aprendizagem da leitura e da escrita

Mata, Andreia Filipa Rodrigues da
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
86.21%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O presente estudo pretende verificar o efeito na aprendizagem da leitura de um Programa de Treino Fonológico, em crianças a frequentar o 2º ano de escolaridade formal, em situação de pares, com dificuldades de aprendizagem a nível da leitura e da escrita. Foi realizada uma investigação experimental com um total de 18 participantes, que foram divididos em dois grupos, um grupo experimental, que foi sujeito ao programa de treino fonológico, e um grupo de controlo. Foi controlada a idade e o nível de inteligência. Posteriormente foi realizado um pré-teste, seguido do programa de treino fonológico que teve a duração de 13 sessões e finalmente realizou-se o pós-teste. As crianças foram avaliadas no pré e pós-teste ao nível da consciência fonológica e da leitura. O programa de treino fonológico teve como objetivo levar as crianças a adquirir a capacidade de identificar fonemas iniciais em diversas palavras com suporte figurativo. Os resultados indicaram que o programa de treino fonológico foi eficaz, dado que a evolução na leitura foi maior no grupo sujeito ao programa, o que revela que este tipo de programas parece ser uma das estratégias que poderiam ser implementadas com crianças com dificuldades na leitura e escrita.; ABSTRACT: The present study investigated the effect of a Phonological Training Program on the ability to learn how to read Program of children with learning disabilities attending the second year of formal schooling...

As dificuldades na leitura e interpreta????o de textos nas s??ries iniciais do ensino fundamental em duas escolas p??blicas do Distrito Federal

Pordeus, Rita De Cassia Andrade; Pinheiro, Silvia Ant??nia Oliveira; Oliveira, Silvania Silveira de; Santos, Vandira Silva
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.18%
Essa pesquisa desenvolveu o tema ??????As Dificuldades de Leitura e Interpreta????o de Textos nas S??ries Iniciais do Ensino Fundamental em Duas Escolas P??blicas do Distrito Federal??????. Teve como objetivo geral identificar as causas da dificuldade de ler e interpretar textos, apresentadas pelos alunos de uma turma de 2?? e outra de 4?? s??rie das S??ries Iniciais do Ensino Fundamental de duas escolas p??blicas do Distrito Federal, para intervir na pr??tica pedag??gica a fim de buscar poss??veis solu????es para o problema, de forma consciente e respons??vel. Para tanto, foi utilizada a pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso etnogr??fico, tendo como cen??rio uma escola classe do Parano?? e outra de Samambaia e teve como participantes professores e alunos de 2?? e 4?? s??ries das escolas pesquisadas. Teve como resultado desta pesquisa que os alunos apresentam dificuldades de leitura e interpreta????o de textos no que se refere ?? compreens??o global, a identifica????o de elementos impl??citos e a atribui????o de sentido figurado as express??es de texto; os professores percebem as dificuldades apresentadas pelos alunos e buscam san??-las por meio de metodologias diversificadas em sala de aula, por??m n??o dominam t??cnicas eficazes que poderiam minimizar tais dificuldades. Para tanto...

Avaliação da fluência leitora : estudo exploratório de adaptação do Gray Oral Reading Tests 4, GORT 4, em crianças com e sem dificuldades na leitura do 3º ano do 1º CEB de um Agrupamento de Escolas de Leiria

Estrela, Joana Catarina Mónico
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.29%
A presente investigação subordina-se à temática da avaliação da Fluência na Leitura, que é considerada, atualmente, como uma competência ponte entre a descodificação e a compreensão (Esteves e Cruz, 2008). O estudo foi realizado com uma amostra de 51 crianças do Agrupamento de Escolas Caranguejeira-Santa Catarina da Serra divididas em dois grupos: grupo sem dificuldades na leitura e grupo com dificuldades na leitura. Estes grupos foram organizados com base no parecer dos professores titulares de turma e na aplicação da Prova de Avaliação da Fluência na Leitura (PAFL) (Esteves, 2012). O primeiro objetivo da investigação incidiu na tradução e adaptação do Gray Oral Reading Tests 4 (GORT 4) (Wiederholt e Bryant, 2001), e no estudo da sua validade, enquanto caraterística psicométrica. O segundo objetivo foi verificar se existem diferenças estatisticamente significativas entre grupos (com e sem dificuldades na leitura). Para a concretização do primeiro objetivo, recorreu-se ao estabelecimento de correlações entre as diferentes provas da PAFL e do GORT 4, tendo em conta as variáveis: tempo, palavras corretamente lidas, precisão leitora, velocidade leitora, expressividade e ritmo. O segundo objetivo foi estudado com recurso ao teste não paramétrico Mann Whitney. Os resultados deste estudo apontam para a existência de correlações fortes entre as diferentes provas aplicadas...