Página 1 dos resultados de 25673 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Os futuros professores do 2.º ciclo e a estocástica: dificuldades sentidas e o ensino do tema

Barros, Paula Maria
Fonte: Associação de Professores de Matemática Publicador: Associação de Professores de Matemática
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.66%
A estatística e as probabilidades têm adquirido visibilidade nos currículos escolares desde os níveis mais elementares. Deste modo, considerando a necessidade de formar estudantes habilitados a raciocinar estocasticamente, torna-se necessário reflectir sobre a formação que possuem os futuros professores que vão ensinar essas temáticas. O presente estudo surgiu na senda desta preocupação e teve como objectivos orientadores: (a) Identificar dificuldades e processos de raciocínio de futuros professores em aspectos elementares ligados aos conteúdos de estatística e probabilidades; (b) Identificar dificuldades de futuros professores no planeamento e execução de aulas sobre o tema; (c) Descobrir os factores subjacentes às opções que os futuros professores adoptam na sua prática lectiva; (d) Compreender de que forma as dificuldades sentidas influenciam a sua prática e (e) Averiguar se a prática induz uma reflexão sobre as dificuldades e provoca mudanças de raciocínio. O estudo desenvolveu-se em duas fases, cada uma com uma metodologia diferenciada. Na primeira fase, em que se seguiu uma metodologia essencialmente quantitativa, uma turma de 37 alunos do 4º ano do curso de Professores de Ensino Básico, variante Matemática e Ciências da Natureza...

Avaliação das dificuldades dos cuidadores informais de idosos dependentes

Lemos, Jacinta Almeida
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
O cuidado informal ao idoso dependente, ocorre no domicílio do cuidador ou idoso dependente, este cuidador pode ser familiar, amigo ou vizinho, mas é uma pessoa que faz parte da sua rede social de apoio informal e que assumiu a responsabilidade do cuidado de forma voluntária ou por imposição. A prestação do cuidado requer organização e esforço contínuo tanto do idoso como do cuidador. O cuidador ao assumir a responsabilidade do cuidado muitas vezes depara-se com dificuldades e situações constrangedoras que lhe provocam algum desconforto e mal-estar. Este projeto de intervenção social teve como finalidade avaliar as dificuldades dos cuidadores informais de idosos dependentes residentes nas freguesias de Rebordãos e Nogueira do distrito de Bragança; identificar quais as áreas onde os cuidadores informais apresentam maiores dificuldades; contribuir para a melhoria da prestação do cuidado e avaliar a efetividade da intervenção estabelecida junto dos cuidadores. Para tal desenhou-se um estudo quasi-experimental com delineamentos intragrupos recorrendo à metodologia quantitativa. Começou-se por se estabelecer o diagnóstico das dificuldades percecionadas pelos cuidadores utilizando o Índice das Dificuldades do cuidador. Desenhou-se posteriormente um programa de intervenção com a realização de seis secções informativas ao longo de outras tantas semanas. Finalmente fez-se nova aplicação do índice das dificuldades comparando os resultados com os obtidos na fase de diagnóstico. Os resultados obtidos evidenciam que os cuidadores apresentam dificuldade em lidar com a dependência do idoso...

Dificuldades de aprendizagem e percepção de capacidades e dificuldades comportamentais-emocionais, pelos professores, de crianças do ensino primário do Município de Lubango

Kamulombo, Francisco Muhongo
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
A presente investigação tem como principal objetivo analisar a percepção dos professores acerca das dificuldades de aprendizagem das crianças do Lubango, com base num levantamento efetuado através da Escala de Identificação de Dificuldades de Aprendizagem (EIDA). Constitui outro objetivo deste trabalho, examinar a relação entre as dificuldades de aprendizagem, identificadas pelos professores, e as dimensões de funcionamento comportamental e emocional das crianças, igualmente informadas pelos professores, com base no questionário Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ-POR). As perceções dos professores sobre as dificuldades de aprendizagem dos seus educandos são sempre muito diferenciadas e imprescindíveis para se delinearem estratégias que sirvam de orientação para a superação dos obstáculos à aprendizagem e, em última análise, ao sucesso escolar. Neste estudo foi constituída uma amostra de noventa crianças (54,4% do sexo masculino e 45,6% do sexo feminino), com idades compreendidas entre os 9 e os 11 anos, frequentando o ensino primário, no Colégio 1,2,3, no município do Lubango. Participaram ainda no estudo três professoras que informaram acerca das Dificuldades de Aprendizagem e dos Problemas Comportamentais e Emocionais dos seus educandos. O estudo realizado...

Dificuldades de leitura e na matemática : um estudo dos processos cognitivos em alunos da 3ª a 6ª série do ensino fundamental

Corso, Luciana Vellinho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.64%
A co-ocorrência entre as dificuldades na leitura e na matemática é freqüente indicando que processos cognitivos comuns subjacentes a tais dificuldades possam estar deficitários. Este estudo procurou compreender e identificar as relações entre as dificuldades na leitura e na matemática em 79 alunos brasileiros do 3º ao 6º ano do Ensino Fundamental. Os alunos foram divididos em quatro grupos: com dificuldades na leitura (DL), com dificuldades na matemática (DM), com dificuldades nas duas áreas (DLM) e sem dificuldades (controle). Avaliamos o perfil cognitivo dos grupos por meio de tarefas que envolveram: processamento fonológico (memória fonológica de dígitos, frases e relatos, consciência fonológica e velocidade de processamento), senso numérico, memória de trabalho (componente executivo central), e estratégias de contagem e de recuperação da memória. O grupo de alunos com dificuldades na leitura e na matemática evidenciou problemas que abrangem o processamento fonológico, o senso numérico e o componente executivo central da memória de trabalho. Tal resultado sugere que todas estas habilidades desempenham um importante papel no aprendizado eficiente da leitura e da matemática. Os alunos com DL apresentaram baixo desempenho nas tarefas de consciência fonológica e velocidade de processamento de letras...

Dificuldades de aprendizagem : compreender o fenómeno a partir de sete estudos de caso

Martins, Ana Paula Loução
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (ramo de conhecimento em Educação Especial); Este trabalho tem por finalidade contribuir para a sistematização e o aprofundamento do conhecimento que existe em Portugal sobre o campo das dificuldades de aprendizagem. Estudei as transformações educativas observadas ao longo do tempo, a terminologia, as definições, os critérios de identificação, o apoio a prestar aos alunos, as perspectivas internacionais que predominam e os desafios que se apresentam ao campo. Influenciada pelo paradigma naturalista, tal como defendido por Lincoln e Guba, desenvolvi uma investigação básica que assentou nas realidades percepcionadas de sete profissionais doutorados que leccionam, investigam, fazem clínica e escrevem sobre dificuldades de aprendizagem. Os dados foram recolhidos através de entrevistas parcialmente estruturadas, de resposta aberta, e de análise de documentos. O conhecimento adquirido é sintetizado, primeiro, sob a forma de sete estudos de caso, nos quais apresento factualmente as perspectivas individuais dos participantes, utilizando o mais possível a sua voz. Depois sob a forma de cruzamento dessas perspectivas, traço as diferenças e as similaridades entre os participantes e interpreto e discuto...

Avaliação do reconhecimento de palavras em alunos com dificuldades de aprendizagem da leitura

Almeida, Sílvia Lopes
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
A leitura é uma atividade complexa que se desenvolve tendo por base a linguagem oral. Se, numa primeira fase, as crianças aprendem a ler, posteriormente a leitura é uma ferramenta imprescindível para a aquisição de conhecimentos. O objetivo da leitura é a compreensão, a extração do sentido daquilo que é lido. Para que a compreensão ocorra é crucial que o reconhecimento de palavras seja automático. A avaliação do desempenho a nível da leitura deverá incluir a avaliação do reconhecimento de palavras. No entanto, em Portugal não existia uma prova validada que permitisse esta avaliação. Esta dissertação pretende contribuir para a validação do Teste de Leitura de Palavras (TLP) que visa colmatar esta lacuna O presente estudo tem como objetivos: (1) o desempenho de alunos com e sem dificuldades na aprendizagem da leitura no TLP considerando os resultados globais e as caraterísticas psicolinguísticas das palavras; 2) verificar se o TLP permite diferenciar os alunos com e sem dificuldades de aprendizagem da leitura; (3) verificar se existem diferenças nos padrões de erros de leitura dos alunos com e sem dificuldades de leitura. A versão do TLP utilizada neste estudo é constituída por 142 palavras...

Concepções de dificuldades de aprendizagem no corpo docente de uma escola de 1º ciclo

Gil, Cristina Pinto Coelho
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A forma como os professores perspectivam as dificuldades de aprendizagem pode influenciar de forma determinante o modo como avaliam, reagem e actuam nessas situações. No âmbito do estudo das concepções pessoais de professores, o principal objectivo do presente trabalho foi a identificação e a descrição das concepções pessoais sobre dificuldades de aprendizagem do corpo docente de uma Escola EB1/JI do Concelho de Almada, constituído por 14 professores. Para a recolha de dados foi utilizado o questionário “Perspectivas Pessoais dos Professores sobre Dificuldades de Aprendizagem”, de formato digital e de preenchimento online (Google Docs). A análise dos dados foi feita com base em classificações já pré-existentes de concepções de aprendizagem (Marton, Dall’Alba & Beaty, 1993), concepções de dificuldade de aprendizagem (Gonçalves, 2002) e classificações de dificuldade de aprendizagem (Cruz, 1999). Os resultados vieram demonstrar que num pequeno grupo de professores de uma mesma escola é possível observar uma grande variabilidade ao nível das concepções...

Metodologias específicas de intervenção psicomotora nas dificuldades de aprendizagem da matemática. Estudo do impacto de metodologias específicas de intervenção psicomotora em crianças do 2º ano do 1º ciclo do ensino básico com dificuldades de aprendizagem na matemática

Rodrigues, Gizelda Ariana
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.64%
Mestrado em Reabilitação Psicomotora; Metodologias específicas de Intervenção Psicomotora nas Dificuldades de Aprendizagem na Matemática : O presente artigo tem como objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre relação entre as Dificuldades de Aprendizagem na matemática e a Psicomotricidade. Primeiramente será desenvolvido o conceito de Psicomotricidade, abordando sua definição, seguindo-se uma breve caracterização dos fatores psicomotores e da intervenção psicomotora, com especial enfoque à intervenção no contexto educativo. Posteriormente irão ser explorados os conceitos de dificuldades de aprendizagens e dificuldades de aprendizagem na matemática, bem como as suas características comuns e será igualmente abordado o diagnóstico das dificuldades de aprendizagem na matemática. Para finalizar, focar-se-á no contributo da intervenção psicomotora nas dificuldades de aprendizagem, particularmente, no domínio da aprendizagem na matemática.; RESUMO - Estudo do impacto de metodologias específicas de Intervenção Psicomotora nas Dificuldades de Aprendizagem na Matemática : O objetivo central deste artigo é analisar o impacto da intervenção Psicomotora em crianças com Dificuldades de Aprendizagem na Matemática (DAM). A amostra foi constituída por 16 crianças com DAM...

Avaliação otoneurológica em crianças com queixa de dificuldades escolares: pesquisa da função vestibular

Franco,Eloisa Sartori; Panhoca,Ivone
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.61%
Segundo a literatura, a disfunção vestibular infantil pode afetar consideravelmente a habilidade de comunicação e o desempenho escolar. OBJETIVO: Estudar a função vestibular em crianças com dificuldades escolares e suas queixas vestibulares. ESTUDO DE CASO: Estudo Clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODOS: Foram estudadas 50 crianças entre 7 e 12 anos, que freqüentavam escolas públicas de Piracicaba durante os anos de 2004 e 2005. Os procedimentos foram: anamnese; exame otorrinolaringológico; exame audiológico e avaliação vestibular. RESULTADOS: Das crianças avaliadas, 62,0% não relataram dificuldades escolares e 38,0% referiram ter dificuldades. A queixa geral mais comum foi de tontura (36,0%), e o sintoma mais comum no ambiente escolar foi de cefaléia (50,0%). Encontramos 74,2% de exame vestibular normal nas crianças sem dificuldades escolares e 31,6% de normalidade nas crianças com dificuldades. Encontramos alterações vestibulares de origem periférica irritativa tanto unilateral como bilateral, num total de 68,4% para as crianças com dificuldades escolares e um total de 25,8% para crianças sem dificuldades escolares. CONCLUSÃO: A queixa de atordoamento, o sintoma de náuseas e as dificuldades em ler e copiar apresentaram uma relação estatisticamente significante. Todas as alterações vestibulares encontradas foram de origem periférica irritativa. Os dados revelaram uma relação estatisticamente significante.

Concepções de professores sobre a temática das chamadas dificuldades de aprendizagem

Oliveira,Jáima Pinheiro de; Santos,Sabrina Antunes dos; Aspilicueta,Patrícia; Cruz,Gilmar de Carvalho
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este estudo teve como objetivo identificar as concepções de professores, atuantes em anos e séries iniciais do Ensino Fundamental, sobre a temática das chamadas dificuldades de aprendizagem. Participaram da pesquisa dezesseis professores, com média de idade de quarenta e um anos. Destes, apenas um não possuía ensino superior. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, individualmente, nas próprias escolas, com o apoio de um roteiro, contendo questões sobre: aspectos do funcionamento das turmas das instituições nas quais os professores atuavam; como identificar um aluno com dificuldades de aprendizagem; causas das dificuldades de aprendizagem e como poderia auxiliar um escolar com dificuldades de aprendizagem. Cada entrevista durou em média 50 minutos. As entrevistas foram transcritas na íntegra e submetidas à análise temática. Em seguida, foram designadas quatro categorias: caracterização da proposta educacional das instituições; concepções sobre a identificação de um aluno com dificuldades de aprendizagem; concepções sobre as causas das dificuldades de aprendizagem e possibilidades de auxílio para os escolares com dificuldades de aprendizagem. Os resultados indicaram que os principais fatores relacionados à caracterização dos alunos com dificuldades de aprendizagem foram de origem cognitiva. Os dados apontaram também que esses profissionais tomaram como base...

Gestão em saúde: como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional

Santos, Jackeline Cristiane; Feitosa, Marcos Gilson Gomes (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
36.63%
O presente estudo tem como objeto de pesquisa as dificuldades encontradas por enfermeiros no exercício profissional de Gestão, e o problema estudado constitui-se dos entraves profissionais do enfermeiro no desempenho de suas funções gerenciais. O enfermeiro é o profissional responsável pela organização e gerenciamento da assistência de enfermagem. E não apenas pela administração de enfermagem, mas historicamente a administração dos serviços de saúde sempre esteve ligada ao enfermeiro. A problemática apresentada levou à construção do seguinte problema de pesquisa: Como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional de Gestão? Este estudo apresenta como objetivo geral identificar como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional de Gestão. Justifica-se pela necessidade de avaliação dos mecanismos de enfrentamento de dificuldades adotados por enfermeiros, possibilitando fazer relações com a formação de Administração em Enfermagem. O estudo é de abordagem qualitativa básica, exploratório, descritivo, bibliográfico e de campo. Como população do estudo tem-se dez enfermeiros com experiência em gestão nos mais diversos segmentos de atuação profissional da Enfermagem. Aqueles foram entrevistados por um instrumento de coleta de dados do tipo semi-estruturado...

As dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita e a prática diferenciada dos professores do 1.º CEB

Henriques, Maria da Conceição do Carmo Farinha Rodrigues
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor; Tendo presente que as dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita constituem um dos grandes entraves às aprendizagens e a um percurso escolar de sucesso e que se refletem na vida adulta, devendo a Escola e os seus professores estar atentos às necessidades dos alunos, às suas dificuldades e aos seus perfis de aprendizagem, neste estudo o problema centra-se em torno das dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita, mas põe, igualmente, em evidência a prática diferenciada dos professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB). Nos dias de hoje, os alunos com Dificuldades de Aprendizagem (DA) constituem um número crescente de alunos e torna-se fundamental que o problema seja considerado com preocupação, que se reflita sobre esta problemática e que se intervenha de forma adequada para se dar resposta às necessidades dos alunos e se efetivem aprendizagens bem-sucedidas. Pretendeu-se, assim, com este estudo analisar a relação existente entre as dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita...

A importância do envolvimento parental no desenvolvimento de crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem

Matos, Jorge Manuel Gomes
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/01/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
As dificuldades de aprendizagem têm sido difíceis de definir, no entanto, hoje em dia, o conceito de dificuldades de aprendizagem é aplicado concretamente às crianças e jovens que apresentam “uma discrepância significativa entre aquilo que é esperado em função da idade e aquilo que efectivamente realizam em termos académicos” (Lopes, 2005). Este estudo tem por finalidade comparar as perspetivas dos encarregados de educação (EE) de alunos com dificuldades de aprendizagem (DA) e dos professores quanto às dificuldades de aprendizagem, à inclusão e ao envolvimento parental, tentando relacioná-los com o (in)sucesso escolar dos educandos. Os instrumentos utilizados foram inquéritos, em suporte papel, para os EE de alunos com necessidades educativas especiais e através de um questionário online para os professores, de forma a abranger um maior número de docentes. A amostra é constituída por 25 encarregados de educação de alunos com NEE do Agrupamento de escolas de Melgaço (n=25) e por 19 professores (n=19), sendo 10 professores deste agrupamento e os restantes de várias escolas do distrito de Braga. Após a análise e interpretação dos resultados, concluímos que muitas destas crianças e adolescentes vivem com o peso de terem sido catalogados e colocados na educação especial. Os professores defendem que: os apoios aos alunos com DA devem iniciar-se o mais cedo possível; o trabalho de pares facilita a tomada de consciência dos pontos fracos dos alunos e a necessidade de os melhorar; as dificuldades de leitura aparecerem geralmente associadas a dificuldades na escrita e vice-versa e o envolvimento dos EE na escola contribui para o sucesso educativo dos alunos com NEE. Quanto aos encarregados de educção...

Dificuldades e estratégias das mães no aleitamento materno entre 2ª e 6ª semana

Santos, Graça Maria Duarte dos; Franco, João José de Sousa
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
As políticas de saúde visam a promoção do aleitamento materno exclusivo até ao 6º mês de vida e a amamentação até aos 2 anos (OMS, 1994; MS, 2009), a qual é influenciada por múltiplos fatores (Almeida, 2004). Apesar das recomendações e informações acerca dos benefícios do aleitamento materno, muitas mulheres deixam de amamentar os seus filhos precocemente, por diversos problemas que ocorrem durante a amamentação. O PNS incentiva esta prática, estabelecendo-a como um critério de qualidade dos cuidados de saúde perinatais. Por seu lado a DGS refere que, aquando da alta hospitalar a maioria das puérperas e seus recém-nascidos têm como plano AM exclusivo, o que permite falar numa taxa de 90% de iniciação. No entanto, a taxa de AM exclusivo à alta, apresenta um acentuado declínio logo no primeiro mês de vida, passando a ser inferior a 50% aos três/quatro meses (MS, 2002). Alguns estudos sustentam que as primeiras duas semanas de amamentação podem ser uma fase muito difícil (OMS, 1994, Lothrop, 2000, Galvão, 2006, citados, por Cardoso, 2006). Sustentado por Galvão (2006), a maioria das mães quando tiveram de esclarecer dúvidas ou sentiram dificuldades na amamentação dos seus filhos recorreram ao Centro de Saúde da sua área. Enquanto enfermeira dos CSP e conselheira em amamentação...

O enfermeiro no exercício de supervisão em ensino clínico: dificuldades e expectativas

Carrageta, Maria do Céu Mestre
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Introdução: A formação inicial em Enfermagem caracteriza-se por períodos de ensino na escola e em instituições de saúde. Os enfermeiros dos contextos clínicos colaboram com as escolas no processo de supervisão das aprendizagens dos estudantes e tem-se verificado que demonstram algumas dificuldades no processo de supervisão e, em simultâneo, revelam algumas expectativas enquanto colaboradores nesse processo. Estudos evidenciam que as dificuldades dos enfermeiros relacionadas com o processo de supervisão são de diversa natureza (Simões, Alarcão, & Costa, 2008). Objetivos: No âmbito de um estudo decorrente de um processo de doutoramento e evidenciando alguns resultados parcelares, consideram-se como objetivos: identificar dificuldades dos enfermeiros tutores no processo de supervisão em ensino clínico e identificar as expectativas que revelam face à colaboração com a escola. Metodologia: Foi desenvolvido um estudo exploratório, descritivo, com abordagem mista, com triangulação de métodos e de fontes, mas com uma ostentação essencialmente indutiva. Foram participantes do estudo 176 enfermeiros tutores (participantes principais), 15 estudantes; 5 docentes; 11 enfermeiros chefes; 9 enfermeiros não-tutores (participantes complementares). Amostras não-probabilísticas ou intencionais com recurso a diferentes técnicas de amostragem. Instrumentos: questionário...

O enfermeiro no exercício de supervisão em ensino clínico: dificuldades e expectativas

Carrageta, Maria do Céu Mestre
Fonte: UICISA-E ESEnfC Publicador: UICISA-E ESEnfC
Tipo: Outros
Publicado em 21/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Introdução: A formação inicial em Enfermagem caracteriza-se por períodos de ensino na escola e em instituições de saúde. Os enfermeiros dos contextos clínicos colaboram com as escolas no processo de supervisão das aprendizagens dos estudantes e tem-se verificado que demonstram algumas dificuldades no processo de supervisão e, em simultâneo, revelam algumas expectativas enquanto colaboradores nesse processo. Estudos evidenciam que as dificuldades dos enfermeiros relacionadas com o processo de supervisão são de diversa natureza (Simões, Alarcão, & Costa, 2008). Objetivos: No âmbito de um estudo decorrente de um processo de doutoramento e evidenciando alguns resultados parcelares, consideram-se como objetivos: identificar dificuldades dos enfermeiros tutores no processo de supervisão em ensino clínico e identificar as expectativas que revelam face à colaboração com a escola. Metodologia: Foi desenvolvido um estudo exploratório, descritivo, com abordagem mista, com triangulação de métodos e de fontes, mas com uma ostentação essencialmente indutiva. Foram participantes do estudo 176 enfermeiros tutores (participantes principais), 15 estudantes; 5 docentes; 11 enfermeiros chefes; 9 enfermeiros não-tutores (participantes complementares). Amostras não-probabilísticas ou intencionais com recurso a diferentes técnicas de amostragem. Instrumentos: questionário...

Concepções de professores sobre a temática das chamadas dificuldades de aprendizagem

Oliveira, Jáima Pinheiro de; Santos, Sabrina Antunes Dos; Aspilicueta, Patrícia; Cruz, Gilmar De Carvalho
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 93-112
POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
This study aimed to identify the conceptions of learning difficulties of teachers working in the beginning years of elementary education. In order to analyze such conceptions from the perspective of inclusive education, the study was carried out in two schools in a city of the State of Paraná. Sixteen teachers (mean age of 41 years) participated in the study. Of these, only one had no higher education. Interviews were carried out individually in the teachers` schools. The interviews were conducted with the support of a topic outline including: aspects of classroom management of the classes in which teachers worked; how to identify students with learning disabilities; causes of learning difficulties; how the school can help a student with learning difficulties. Each interview lasted 50 minutes on average. They were transcribed in full and submitted to thematic analysis. Four categories of analysis were determined: characterization of educational institutions' proposal; conceptions on the identification of students with learning difficulties; conceptions about causes of learning difficulties; possibilities for assisting students with learning difficulties. The results indicated that the main factors reported by the participants on the characterization of pupils with learning difficulties were of the cognitive order. The data also showed that the teachers based their opinions on family aspects in order to focus on causes of learning difficulties; they attributed the largest parcel of responsibility for solving such situations to students' families. One of the main conclusions of this study allowed us to consider that the schools that were investigated reported a practice that doesn't meet the inclusive education assumptions...

Dificuldades de aprendizagem na escrita nas s??ries iniciais

Ribeiro, Marley Antiste
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.61%
A escrita ?? usada pela sociedade como importante ve??culo de comunica????o e produ????o. Este trabalho tem como objetivo identificar as dificuldades de aprendizagem na escrita nas s??ries iniciais do ensino fundamental, foi realizado em uma institui????o p??blica da rede oficial do DF, mais especificamente, na regi??o administrativa do Recanto das Emas. A fundamenta????o te??rica ofereceu embasamento para a condu????o da pesquisa, conseguindo subs??dios que contribu??ram significativamente para a reflex??o sobre quest??es relativas ?? compreens??o das dificuldades de aprendizagem na escrita. Na metodologia da pesquisa utilizou-se fundamentos da pesquisa qualitativa e como instrumento de coleta de dados a entrevista semipadronizada, aplicada a quatro professoras da segunda s??rie do ensino fundamental. As categorias selecionadas para a pesquisa foram: a caracteriza????o dos participantes; o processo de aquisi????o da escrita; causas das dificuldades de aprendizagem; dificuldades de aprendizagem; o trabalho com o aluno; e medidas adotadas pela institui????o. Os principais resultados da pesquisa foram: todas as professoras encontraram dificuldades na condu????o do processo de aquisi????o da escrita com seus alunos; as participantes citaram as mesmas causas das dificuldades de aprendizagem???; tr??s professoras apresentaram a discrimina????o das formas das letras...

Dificuldades de aprendizagem na escrita nas s??ries iniciais

Ribeiro, Marley Antiste
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.61%
A escrita ?? usada pela sociedade como importante ve??culo de comunica????o e produ????o. Este trabalho tem como objetivo identificar as dificuldades de aprendizagem na escrita nas s??ries iniciais do ensino fundamental, foi realizado em uma institui????o p??blica da rede oficial do DF, mais especificamente, na regi??o administrativa do Recanto das Emas. A fundamenta????o te??rica ofereceu embasamento para a condu????o da pesquisa, conseguindo subs??dios que contribu??ram significativamente para a reflex??o sobre quest??es relativas ?? compreens??o das dificuldades de aprendizagem na escrita. Na metodologia da pesquisa utilizou-se fundamentos da pesquisa qualitativa e como instrumento de coleta de dados a entrevista semipadronizada, aplicada a quatro professoras da segunda s??rie do ensino fundamental. As categorias selecionadas para a pesquisa foram: a caracteriza????o dos participantes; o processo de aquisi????o da escrita; causas das dificuldades de aprendizagem; dificuldades de aprendizagem; o trabalho com o aluno; e medidas adotadas pela institui????o. Os principais resultados da pesquisa foram: todas as professoras encontraram dificuldades na condu????o do processo de aquisi????o da escrita com seus alunos; as participantes citaram as mesmas causas das dificuldades de aprendizagem???; tr??s professoras apresentaram a discrimina????o das formas das letras...

Desempenho motor e dificuldades de aprendizagem em escolares com idades entre 7 e 10 anos

Silva,J.; Beltrame,T.S.
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.63%
O objetivo geral deste estudo foi avaliar o desempenho motor de crianças com e sem indicativos de dificuldades de aprendizagem. Participaram do estudo 406 escolares com idades entre 7 e 10 anos, sendo 231 (56.9%) meninas e 175 (43.1%) meninos, estudantes de uma escola pública municipal de São José/SC/Brasil. O indicativo de dificuldades de aprendizagem foi verificado por meio do Teste de Desempenho Escolar (TDE), enquanto o desempenho motor e o indicativo de dificuldades motoras com a Bateria para a Avaliação do Movimento da Criança (MABC). Meninos sem dificuldades de aprendizagem tiveram melhor desempenho na maior parte das habilidades avaliadas, além de haver associação entre o indicativo de problemas motores com as dificuldades de aprendizagem em escrita, matemática e leitura. Por outro lado, estudantes do sexo feminino com e sem indicativo de dificuldades de aprendizagem não se diferenciaram quanto às habilidades motoras avaliadas, havendo somente associação entre o indicativo de dificuldades motoras e as dificuldades de leitura. Com base nas diferenças identificadas entre meninos e meninas, os resultados chamam a atenção sobre a necessidade de que pesquisas futuras nesta área considerem a variável sexo como um diferencial nessa relação.