Página 1 dos resultados de 40 itens digitais encontrados em 0.145 segundos

Os pressupostos materialistas da crítica à razão cognitiva na Dialética do Esclarecimento; The materialistic assumptions of the critique to cognitive reason in Dialectic of Enlightenment

Pissardo, Carlos Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.1%
Esta dissertação de mestrado tem por objetivo central fazer um estudo dos pressupostos materialistas da crítica à razão cognitiva na Dialética do Esclarecimento, de Theodor W. Adorno e Max Horkheimer. Nossa hipótese primeira é a de que, nesse trabalho, o caráter materialista da crítica à razão advenha, fundamentalmente, da confluência tensa de duas tradições teóricas maiores, a saber, daquilo que chamamos de tradição sociológico-materialista, por um lado, e da tradição psicanalítica freudiana, por outro. Por isso, a maior parte de nossos esforços voltou-se para o estudo dessas tradições. Por meio dele, pretendemos analisar o que se pode entender por materialismo no interior da experiência intelectual frankfurtiana e como nela crítica da sociedade é crítica do conhecimento, e vice-versa.; The main aim of this dissertation is to study the materialistic assumptions of the critique to cognitive reason in Dialectic of Enlightenment, from Theodor W. Adorno and Max Horkheimer. Our first hypothesis is that the materialistic character of the critique of reason in this work arises fundamentally from the confluence of two major theoretical traditions, namely, what we have called materialist-sociological tradition...

As possibilidades de reflexão na indústria cultural; The possibilities of reflection in the cultural industry

Monti, Manuela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.02%
Este trabalho parte da seguinte pergunta: É possível reflexão na indústria cultural? Hoje, a amplitude da utilização deste conceito atingiu proporções que, concentrando-se de um lado naqueles que nele veem um sentido mais positivista, como um sistema que seria integrador, e, em contrapartida, naqueles que, considerados pessimistas, concebem o sistema totalitário da indústria cultural como sinônimo do final dos tempos, mais se afundam nos dualismos que impedem a reflexão, acabando por ignorar quaisquer possibilidades de ambiguidades na sociedade e no próprio sistema. Na contramão disto e a fim de responder tal questão, este trabalho objetiva apresentar e discutir as contradições do conceito de indústria cultural, por meio dos textos dos autores frankfurtianos que o criaram, especialmente Theodor W. Adorno e Max Horkheimer, de modo a desmistificar e diminuir as distâncias dos abismos dualistas a que os estudos sobre este sistema têm sido tratados. Norteada pelos princípios da Teoria Crítica da Sociedade, esta pesquisa espera mostrar que, ao contrário do que comumente é compreendido a respeito do estudo desse conceito, este também possui as suas contradições, não podendo ser reduzido a definições que se estabelecem em blocos opostos. Se...

Max Stirner como crítico da modernidade: entre dialética do esclarecimento e crítica radical da razão; Max Stirner as a critique of modernity: between dialectic of enlightenment and radical critique of reason

Otenio, Erinson Cardoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.26%
Este trabalho teve por propósito abordar a filosofia de Max Stirner sob a perspectiva de que em seus textos os elementos delineadores do discurso filosófico moderno, dialética do esclarecimento e crítica radical da razão, convergem em uma crítica peculiar da modernidade em seu todo. Pode-se dizer que se, por um lado, tal crítica se encontra em continuidade com a filosofia jovem hegeliana, por outro, apresenta-se enquanto uma espécie de culminação antitética da mesma, colocando-se assim como que ao lado da tradição da crítica radical da razão que remonta a Nietzsche. Segundo essa nossa proposta interpretativa, aí se esboçaria um discurso filosófico da modernidade cuja peculiaridade seria de ora se assemelhar a uma, ora a outra forma de crítica que é feita à racionalidade centrada no sujeito. A análise dos textos de Stirner que então aqui se propõe visa mostrar como tal discurso se constitui e como o filósofo tem a intenção de levá-lo a um ponto culminante de onde não pode prosseguir seu rumo sem negar seus pressupostos. Isso demonstraria que a filosofia stirneriana não participa do discurso filosófico da modernidade como uma tentativa fracassada de sair dele, senão que o afirmaria enquanto momento necessário capaz de nos colocar diante de um novo limiar histórico. A crítica da modernidade que Stirner realiza quer assim...

Por uma Estética da imanência; For an Aesthetics of Immanence

Xavier, Henrique Piccinato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.78%
A partir da ideia de uma imanência materialista, a tese procura esboçar um sistema estético que se contraponha aos sistemas estéticos românticos e idealistas (principalmente confrontando-­se com noções provenientes do platonismo e do idea-­ lismo alemão e, também, com algumas noções de M. Heidegger). No percurso da tese são centrais as discussões sobre a possibilidade de se pensar por imagens e so-­ bre as implicações filosóficas, políticas, ideológicas e históricas da necessidade de se embaralhar ciência com poesia. O trabalho, pensado a partir de Ulysses de James Joyce, procura compreender o que as concepções de história, filosofia e política po-­ dem aprender com a experiência da literatura e para isso, a tese analisa principalmente as obras de Homero, Platão, G. Vico, Th. Adorno e B. Espinosa; além desses autores, há uma presença forte das obras de K. Marx e S. Beckett. O trabalho se desdobra a partir do capítulo doze de Ulysses, em que Leopold Bloom se confronta com o cidadão. Este confronto, em um pub de Dublin, é a uma espécie de me-­ tempsicose anacrônica do confronto ente Odisseu e Polifemo na caverna homérica. A tese analisa cinco reencarnações históricas deste confronto cavernoso...

Indústria cultural em Theodor Adorno: das primeiras análises sobre a mercantilização da cultura nos anos 1930 à formulação do conceito em 1947; Culture industry in Theodor Adorno: from the first analyzes on culture commodification in the 1930s to the formulation of the concept in 1947

Rodrigues, Maysa Ciarlariello Cunha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.27%
Este trabalho tem por objetivo investigar as análises de Theodor Adorno sobre a mercantilização da cultura a partir da década de 1930, com o intuito de compreender como o conceito de indústria cultural foi sendo esboçado na obra do autor antes de ganhar sua formulação mais conhecida em Dialética do Esclarecimento, escrita em parceira com Max Horkheimer, publicada em 1944 em versão prelimitar e em 1947, na formatação definitiva. Intenciona-se demonstrar que indústria cultural decorre de um programa de pesquisa e reflexão anterior à Dialética do Esclarecimento, voltado para a compreensão da articulação de aspectos econômicos com o âmbito psicológico e cultural que são sintetizados de forma singular no conceito. As reflexões de Adorno, por sua vez, representam uma apropriação particular de influências marxistas, freudianas e weberianas, bem como leituras de Walter Benjamin e de Max Horkheimer.; This study aimed to investigate the analysis of Theodor Adorno on the commodification of culture starting from the 1930s, in order to understand how the concept of culture industry was being sketched in the author's work before obtaining its best known formulation as published in Dialectic of Enlightenment, written in partnership with Max Horkheimer...

The Problem of Nature in Contemporary Social Theory

Rutherford, Paul
Fonte: Universidade Nacional da Austrália Publicador: Universidade Nacional da Austrália
Tipo: Thesis (PhD); Doctor of Philosophy (PhD)
EN
Relevância na Pesquisa
55.78%
This work examines the ways in which the relationship between society and nature is problematic for social theory. The Frankfurt School’s notion of the dialectic of enlightenment is considered, as are the attempts by Jurgen Habermas to defend an ‘emancipatory’ theory of modernity against this. The marginalising effect Habermas’ defence of reason has had on the place of nature in his critical social theory is examined, as is the work of theorists such as Ulrich Beck and Klaus Eder. For these latter authors, unlike Habermas, the social relation to nature is at the centre of contemporary society, giving rise to new forms of modernisation and politics. ¶ Michel Foucault’s work on biopolitics and governmentality is examined against the background of his philosophical debate with Habermas on power and rationality. The growth of scientific ecology is shown to have both problematised the social relation to nature and provided the political technology for new forms of regulatory intervention in the management of the population and resources. These new forms of intervention constitute a form of ecological governmentality along the lines discussed by Foucault and others in relation to the human sciences. ¶ ...; yes

Vernunft- und Metaphysikkritik bei Adorno und Nietzsche; Critic of Reason and Metaphysics by Adorno and Nietzsche

Maras, Konstadinos
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
55.78%
Metaphysik- und Vernunftkritik sind die Hauptgedankenlinien in der Philosophie Adornos und Nietzsches. Adornos Kritik in der Dialektik der Aufklärung setzt sich mit der Vernunft als instrumenteller Rationalität auseinander und weist nach, wie Vernunft, auf bloßes Mittel zur Selbstbehauptung reduziert, sich selbst aushebt. Auf ebenso radikale Weise geht Nietzsche gegen eine Vernunft vor, die sich und den Subjekten ‚objektive’ Wahrheiten vorgaukeln will. Sowohl bei Adorno als auch bei Nietzsche erweist sich die genealogische Methode als Vernunftkritik im Vollzug. Als Metaphysikkritiker nehmen Adorno und Nietzsche bestimmte Tendenzen metaphysischen Denkens ins Visier und entwickeln Modelle einer Reflexion, die ohne auf die Strukturen eines verselbständigten Denkens zurückzufallen, Potentiale philosophischer Transzendenz bereit hält. Die Arbeit weist zuerst in Adornos Werk die maßgebliche Kritikpräsenz Nietzsches nach, um dann ihre Denkmodelle von Vernunft- und Metaphysikkritik gegenüber zu stellen. Es zeigt sich, dass Nietzsches vernunft- und metaphysikkritisches Denken philosophischer Reflexion Perspektiven offen hält, die in Adornos Denken des utopischen Überschusses seiner Kritikauffassung wegen die Form von Aporien annehmen müssen.; The critic of metaphysics and reason forms the main line of thought in the philosophy of Adorno and Nietzsche. The critic of Adorno in the Dialectic of Enlightenment analyses reason as instrumental rationality and demonstrates that reason negates itself...

A música do diabo : aspectos musicais no Fausto de Thomas Mann; The music of the devil : musical aspects in Thomas Mann's Faustus

Alexandre Mauro Bragion
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.79%
A presente tese toma como corpus de análise o romance alemão Doutor Fausto, escrito por Thomas Mann entre os anos de 1943 a 1947. Objetivando reconhecer e apontar nele possíveis influências e aspectos pertencentes diretamente ao universo composicional da música erudita, este texto - pautando-se no processo metodológico de comparação entre a literatura e a música apresentado por Steven Paul Scher e Solange Ribeiro de Oliveira - relaciona o referido romance de Mann com a musicografia do compositor austríaco Arnold Schönberg; e propõe, a partir de tais relações, uma leitura de Doutor Fausto à luz das ideias e teorias expostas pelo filósofo Theodor W. Adorno em seus livros Filosofia da Nova Música e Dialética do Esclarecimento.; The present thesis takes as corpus the analyze of the german novel Doktor Faustus written by Thomas Mann between 1943 and 1947. Aimed to recognize and point out in it possible influences and aspects arising directly from the erudite music compositional universe - and based on the methodological process to compare literature to music presented by Steven Paul Scher e Solange Ribeiro de Oliveira - this work relates Mann's novel with the musicography of the Austrian composer Arnold Schönberg; it also proposes...

Th. W. Adorno e os potenciais de resistência no capitalismo tardio industrial; Th. W. Adorno and te potentials of resistance in the industrial late capitalism

Adriano Márcio Januário
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.02%
A Dialética do Esclarecimento, livro escrito por Max Horkheimer e Th. W. Adorno, publicado em 1947, possui um diagnóstico de tempo presente no qual os autores apontam um bloqueio estrutural à ação transformadora. Esse bloqueio seria de tal ordem que cada indivíduo que compõe a sociedade estaria determinado de antemão mediante a estrutura e o "aparato" dominante. Com isso, caberia apenas aos indivíduos a autoconservação por meio da adaptação à situação social como é dada, produzindo assim conformismo com relação a essa situação social. Embora Th. W. Adorno seja conhecido por esse diagnóstico de tempo presente da década de 1940 - o que faz com que grande parte da bibliografia sobre seu pensamento se oriente por esse diagnóstico - um dos objetivos principais dessa dissertação é apresentar seus limites. Mais precisamente, esse diagnóstico da década de 1940 não pode ser estendido para toda obra de Adorno, principalmente ao se tomar como referência os escritos da década de 1960. Adorno produziu ao longo da década de 1960 um diagnóstico de tempo presente que, embora estejam presentes alguns elementos do diagnóstico da década de 1940, ele difere principalmente com relação à dominação social tal como essa se apresenta. No diagnóstico década de 1960 há potenciais de resistência ao capitalismo tardio industrial. Esses potenciais permitem compreender uma nova relação entre os indivíduos e a sociedade dominada por essa forma de capitalismo...

Formação cultural e ensino de filosofia : perspectivas a partir da teoria crítica de Theodor W. Adorno; Cultural formation and teaching philosophy : perspectives from critical theory of Theodor W. Adorno

Fernando Lopes de Aquino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
45.78%
Esta pesquisa se propõe a analisar a educação contemporânea a partir de dois pontos fundamentais: o primeiro envolve as considerações de Adorno ao desenvolvimento cultural da modernidade e o segundo, os desdobramentos dessas observações para a educação, particularmente, para o ensino de filosofia. O primeiro tópico contempla o modo como se processa a criação de um modelo cultural cujo principal objetivo é adaptar os indivíduos ao sistema econômico capitalista e à sua estrutura reificante, elemento que segundo Adorno se estende a experiências como as das Grandes Guerras Mundiais, expoente histórico nefasto, símbolo da barbárie e prerrogativa no que concerne a reflexão sobre a educação. Isso nos mostra que a crítica a adaptação cultural - termo usado para indicar a conformação das consciências ao sistema capitalista e que abarca tanto a instrumentalização da razão quanto a industrialização da cultura -, é algo extremamente importante, pois se configura como uma resistência ao retorno da barbárie. Assim, não se trata somente de analisar as considerações adornianas, mas expor e debater os pressupostos para uma educação que ainda sirva como um referencial de emancipação. A partir dessas observações tentaremos averiguar em que medida Adorno preserva uma concepção dialética de educação e como isso se processa em sua função de "resistência". Especificamente...

Dialectic of Enlightenment and the Proposal of a "Normative Horizon" of Reason [Spanish]; Dialéctica de la Ilustración y la propuesta de un "horizonte normativo" de la razón

Javier Roberto Suárez; Universidad del Norte
Fonte: Universidad del Norte Publicador: Universidad del Norte
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.24%
Horkheimerian’s critique of the Enlightenment, shows the process whereby the demystification of the world is triggered by way of an “an act of sovereignty” of reason. There the man lost for reason his possibility of self-criticism, causing it to be in instrumental reason. Since its inception, the Enlightenment, as myth, mutilated reason, over the pursuit of truth –theoretical truth and moral truth–, there was a renounce to sense. The dream of Enlightenment rationality was reduced to the 'instrumentalization'. This dialectic not only reveals the irreversible crisis of reason, but leaves in place, in the discussion of critical theory, the idea of the 'social pathology of reason', from which a “normative horizon” can be proposed, hinting at the scene of the ethical discussion the lack of rationality of societies.; La crítica horkheimeriana a la Ilustración muestra el proceso mediante el cual se desencadena la desmitificación del mundo por vía de un “acto de dominio” de la razón. Allí, el hombre perdió para la razón su posibilidad de autocrítica, haciendo que esta deviniera en razón instrumental. Desde sus comienzos, la Ilustración, en calidad de mito, mutiló la razón y, por encima de la búsqueda de la verdad verdad –teórica y verdad moral–...

Do capitalismo monopolista ao processo civilizatório: a crítica da dominação nos debates no Instituto de Pesquisa Social no início da década de 40 e na elaboração da Dialética do esclarecimento; From monopoly capitalism to the process of civilization: the critique of domination in the debates at the Institute of Social Research in the beginning of the 1940s and in the elaboration of the Dialectic of Enlightenment

Regatieri, Ricardo Pagliuso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.37%
A presente tese trata de discussões que ocorreram no âmbito do Instituto de Pesquisa Social em seu exílio nos Estados Unidos na primeira metade da década de 1940. O trabalho segue a constituição da crítica do capitalismo monopolista de Horkheimer e Adorno a partir de um debate sobre o nacional-socialismo organizado pelo Instituto na Universidade de Columbia em 1941, do qual tomaram parte Friedrich Pollock, Franz Neumann, Otto Kirchheimer, Arcadius R. L. Gurland e Herbert Marcuse. Nesse percurso, a abordagem da sociedade monopolista do capitalismo tardio por Horkheimer e Adorno se alia a uma crítica do processo civilizatório. A confluência da crítica do presente histórico com a crítica da civilização vai encontrar seu ápice na Dialética do Esclarecimento, livro em coautoria concluído em 1944. Encarando o livro como uma resposta ao debate de Columbia, a tese reconstrói este último e, na sequência, procura estabelecer mediações entre ele e a produção de Horkheimer e Adorno até a Dialética do Esclarecimento, analisando as transformações que se operaram e as novas determinações que ganharam lugar na trajetória intelectual dos dois autores nesse período.; This dissertation deals with discussions that took place at the Institute of Social Research during its exile in the United States in the first half of the 1940\'s. By approaching a debate on National Socialism organized by the Institute at Columbia University in 1941 attended by Friedrich Pollock...

La mala conciencia del éxito : apuntes sobre la Viena moderna y la estética de Theodor W. Adorno

Santana, Sandra
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2007 SPA
Relevância na Pesquisa
45.79%
El presente artículo pretende examinar cómo algunas de las premisas establecidas en la Dialéctica de la ilustración, y desarrolladas por Theodor W. Adorno en su posterior teoría estética, hunden sus raíces en el panorama cultural del fin de siècle vienés. Se mostrará cómo la ruptura entre el arte de vanguardia y el gusto del público, convertido en consumidor, había sido ya expresada por el escritor satírico Karl Kraus, así como por el arquitecto Adolf Loos y los compositores de la Segunda Escuela de Viena. La paradoja que reside en la realización de un arte dirigido a un público que debe rechazarlo y la consecuente «mala conciencia» ante el éxito del artista moderno, quiere ser el núcleo argumental de este artículo.; This paper tries to analyse how some ideas presented in Dialectic of Enlightenment and later developed in Theodor W. Adorno’s aesthetic theory find their roots in the cultural atmosphere of the viennese fin de siècle. The conflicts between avant-garde art and the tastes of the general audience (conceived as a mass of consumers) had been already pointed out by the satiric writer Karl Kraus, the architect Adolf Loos and the composers of the Second Viennese School. The paper explores the paradoxical aspect of an artistic production created for an audience that should reject it...

Sublimidad estética y ascetismo burgués: A propósito de la “Analytik des Erhabenen”; Sublimidad estética y ascetismo burgués: A propósito de la “Analytik des Erhabenen”; Sublimidad estética y ascetismo burgués: A propósito de la “Analytik des Erhabenen”

Vedda, Miguel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2004 POR
Relevância na Pesquisa
45.78%
O artigo examina a desproporção da analítica do sublime no âmbito da crítica do julgamento como analogia à impossibilidade de conciliar teoria e prática moral / natureza e razão. Com isso, delineia-se novamente a ponte entre a primeira e a segunda críticas, as quais devem ser mediadas pela terceira: o sublime corresponde à violência velada nos processos sociais. A posição de Kant é trabalhada contra o pano de fundo de Shaftesbury e Burke e, assim, a tônica recai sobre a orientação do filósofo de Königsberg em relação a idéias racionais ahistóricas. Seu conceito de sublime (assim como sua ética) posiciona- se, portanto, na tradição do ascetismo protestante assim como do capitalista-burguês. Tanto o observador da natureza e arte sublimes como aquele que segue o imperativo moral devem igualmente preterir o que é material e a satisfação direta dos anseios em favor de uma satisfação maior, intelectual. Do mesmo modo, a ausência de forma e medidas do sublime encontra seu paralelo na „infinidade negativa“ do capital e na „segunda natureza“ tecnológica.; This paper investigates the disproportion of the Analytics of the Sublime in context of the Critique of Judgement, as an analogy to the impossibility of reconciling moral theory and practice...

The dialectics of blindness; A dialética do ofuscamento

Bonassa, Elvis Cesar
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/1997 POR
Relevância na Pesquisa
56.03%
The text seeks to show that one of the essential elements of the concept of enlightenment employed by Adorno and Horkheimer's Dialectic of Enlightenment is the work,form of relationship between man and nature that developed historically as a process of domination. This authors would suppose from his analysis the Marxist critique. but adding to it a Kantian dimension: the question of subjectivity. More specifically according to the article below, the order of subjectivity replaced by control or by authoritarianism, plunging society into a state of glare. In this situation any theory of revolution that has as a premise the emergence of a revolutionary subject is condemned beforehand.; O texto procura mostrar que um dos elementos essenciais do conceito de “esclarecimento” empregado por Adorno e Horkheimer na Dialética do esclarecimento é o trabalho, forma de relação entre o homem e a natureza que se desenvolveu historicamente como um processo de dominação. Os autores teriam como pressuposto de sua análise a crítica marxista, mas acrescentando a ela uma dimensão kantiana: a questão da subjetividade. Mais especificamente, de acordo com o artigo a seguir, o fim da subjetividade, substituída pelo controle ou pelo autoritarismo...

Uma nova antropologia. Unidade crítica e arranjo interdisciplinar na Dialética do Esclarecimento; A new anthropology. Critical unity and interdisciplinary arrangement in the Dialectic of Enlightenment

Nobre, Marcos; Marin, Inara Luisa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
86.19%
Entre muitos outros elementos, o diagnóstico de tempo que subjaz à Dialética do esclarecimento apontava para uma perda da centralidade da Economia Política no arranjo interdisciplinar da Teoria Crítica, o que exigiu uma renovação do próprio conceito de crítica. Sob esse aspecto, a principal consequência foi a emergência de uma antropologia peculiar – entendida como transformação de elementos psicanalíticos em termos de teoria social –, colocada na base de uma nova concepção de interdisciplinaridade. Em um único artigo, não é certamente possível reconstruir esse modelo crítico, mesmo em suas linhas mais gerais, mas é pelo menos possível delinear alguns de seus elementos principais e suas relações tanto com o novo arranjo interdisciplinar e com uma nova concepção de crítica.  ; Among many other elements, the diagnosis of time underlying the Dialectic of Enlightenment pointed to the lost of centrality of political economy in the interdisciplinary arrangement of Critical Theory, implying also the need for a new basis for critique itself. Under this aspect the main consequence was the emergence of a peculiar anthropology – understood in terms of a transformation of psychoanalytical elements into a social theory – that was put on the basis of a new conception of interdisciplinarity. In a single paper it is certainly not possible to reconstruct this new critical model even in its most general features...

Sacrifice and annihilation of subject: notes on Adorno´s sociology of music; Sacrifício e liquidação do sujeito: notas sobre a sociologia da música de Adorno

Waizbort, Leopoldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1990 POR
Relevância na Pesquisa
55.78%
Este artigo busca retrabalhar alguns aspectos da crítica músico-sociológica de Theodor W. Adorno. Tem por base alguns parágrafos da Filosofia da nova música, em que Adorno analisa A Sagração da Primavera, de Igor Stravinsky. Aceita a premissa de que a Filosofia da nova música é um excurso da Dialética do Esclarecimento, e vai aos textos na procura de suas relações internas; daí o papel central da análise e da crítica do tema do sacríficio na Sagração. Trata-se, então, de averiguar na música de Stravinsky o sacríficio e suas múltiplas manifestações. Ao mesmo tempo, quer mostrar como esse sacríficio e suas múltiplas manifestações. Ao mesmo tempo, quer mostrar como esse sacríficio alinha-se à idéia de liquidação do sujeito, recorrente na obra de Adorno. Por fim, aponta algumas premissas fundamentais da crítica de Adorno, procurando relacioná-la à obra músico-sociológica de Max Weber.; This article aims to rebuild some aspects of Th. W. Adorno´s musical-sociological critique. The author starts from some paragraphs of Philosophy of Modern Music, where Adorno analyses Igor Stravinsky´s The Rite of Spring. He takes for sure the premise that says Philosophy of Modern Music is quite a divagation through Dialectic of Enlightenment...

Experiência individual e objetividade em Minima moralia; Individual experience and objectivity in Minima moralia

Musse, Ricardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
Written in the period between the drafting and final publication of Dialectic of Enlightenment, the 153 aphorisms of Adorno's Minima moralia can be described, like the work co-authored with Horkheimer, as an investigation into the causes that led humanity to sink "into a new kind of barbarism." However, in Minima moralia this question is examined from a highly singular perspective and methodology. Adorno proposes nothing less then the translation of individual and subjective experience into a universal and objective form of knowledge.; Escritos no período entre a redação e a publicação definitiva de Dialética do esclarecimento, os 153 aforismos de Minima moralia também podem ser descritos como uma investigação das causas que levaram a humanidade a se afundar "em uma nova espécie de barbárie". Essa questão, no entanto, em Minima moralia, é examinada a partir de uma metodologia e de uma perspectiva bastante peculiares. Adorno se propõe a nada menos que traduzir a experiência individual e subjetiva em uma forma de conhecimento objetiva e universal.

De Adorno & Horkheimer (Formation and work in dialectic of enlightenment by Adorno & Horkheimer); De Adorno & Horkheimer (Formation and work in dialectic of enlightenment by Adorno & Horkheimer)

ROGGERO, Rosemary
Fonte: Acta Semiótica et Lingvistica Publicador: Acta Semiótica et Lingvistica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 12/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.28%
This paper realizes a reflexive exercise about the individual formation by education and work, considering the concept of enlightenment [aufklarung] developed by Horkheimer & Adorno, based on negative dialectic. Two hipotesis are verified: 1) By Horkheimer & Adorno's thought, the bourgeois formation permeates the lord formation and the slave formation, and in this formation lives, at the same time, the moto of the imprisonment and the liberating spark; and 2) the bourgeois formation, according these authors, happen based on fear, that produces domination and violence.    ; Este artigo realiza um exerclcio reflexivo sobre a formação do individuo pela educação e pelo trabalho, considerando o conceito de esclarecimento desenvolvido por Horkheimer e Adorno, com base na dialética negativa. Duas hipóteses são verificadas: 1) no pensamento de Horkheimer e Adorno, a formação burguesa permeia tanto a formação do senhor quanto a do trabalhador e nela reside, ao mesmo tempo, o mote do aprisionamento e a fagulha libertadora; e 2) a formação burguesa, segundo esses autores, se da a partir do medo, que gera dominação e violência.

Narcissism and Conflicts in the Modernity: an Analysis from the Dialectic of Recognition of Hegel; Narcisismo e os Conflitos na Modernidade: uma Análise a partir da Dialética do Reconhecimento de Hegel

Sidinei Soares, Josemar
Fonte: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política Publicador: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 05/01/2016 POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
The modern life is a time of conflict, a fact represented by the huge number of lawsuits in the judiciary and the increasing number of crimes committed. The article investigates the contemporary crisis manifested in the increase of legal conflicts in the view of Hegel's dialectic of recognition. The goal is to demonstrate that the facts are just the phenomenology of a deeper crisis, which concerns the own bankrupt in the relations of alterity. The method used was the inductive through bibliography research. It was understood that a fundamental problem of the current crisis is the narcissistic selfishness of individuals that results in the inability to recognize the other and itself.; A vida moderna é uma época de conflitos, fato representado pelo enorme número de ações no Judiciário e o aumento do número de crimes cometidos. O artigo pretende investigar a crise contemporânea manifestada no aumento de conflitos jurídicos na ótica da dialética do reconhecimento de Hegel. O objetivo é demonstrar que os fatos concretos são apenas fenomenologia de uma crise mais profunda, que diz respeito à própria falência nas relações de alteridade. O método utilizado foi o indutivo por meio da pesquisa bibliográfica. Entendeu-se que um problema fundamental da crise atual é o egoísmo narcisista dos indivíduos que resulta na incapacidade de reconhecer o outro e a si mesmo.