Página 1 dos resultados de 56 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A corrente subterrânea da Escola Frankfurt: teoria social e teoria estética em Theodor Adorno; The undercurrent of the Frankfurt School: social theory and aesthetic theory of Theodor Adorno

Ipar, Ezequiel Eduardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
No presente trabalho tentamos reconstruir os principais lineamentos da teoria estética e da teoria da sociedade de Theodor Adorno. Com tal propósito, partimos de uma revisão critica da interpretação canônica efetuada tanto por Jürgen Habermas como por Axel Honneth do potencial explicativo contido em obras clássicas da primeira geração da Escola de Frankfurt. O objetivo central deste confronto procura demonstrar que o conceito de cultura de Adorno y Horkheimer tem um potencial explicativo e critico que nem Habermas, nem Honneth souberam destacar. Para reexaminar esse potencial teórico subterrâneo resulta imprescindível referir-se as duas grandes obras da maturidade de Adorno, a Teoria estética e a Dialética negativa. Realizamos-nos esse trabalho procurando explicitar um conceito de cultura alternativo ao de Habermas e Honneth, para tentar logo extrair conclusões referidas à lógica interna das ciências sociais.; The object of this thesis is to reconstruct the basic lines of Adorno's aesthetic and social theory. We discuss Jürgen Habermas and Axel Honneths canonic interpretation about the theoretic potential of the classic works of the first generation of the Frankfurt School. The central aim of this confrontation is to demonstrate that the concept of culture developed by Adorno and Horkheimer has a theoretic potential that had not been perceived by Habermas and Honneth. In order to reevaluate this potential it is necessary to discuss the last Adornos works...

Educar & formar para o mercado : pronúncias desde os fundamentos da dialética negativa de quem hoje sistematiza e gerencia o Curso de Administração em duas universidades públicas gaúchas

Bucco, Larissa Brandelli
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Esta dissertação surge da inquietação do pesquisador frente a um mundo que se deteriora lentamente. A partir desse contexto, os problemas analisados situam-se no campo da Educação. Em termos de realidade concreta, o estudo se realiza no Ensino Superior, na área de Administração, mais precisamente no campo dos Estudos Organizacionais, fulcro de onde se interroga, em última instância, a formação do Administrador. O exercício de leituras sobre as condições, as características e o contexto da educação na realidade brasileira e a opção de trabalhar com universidades conduziram à escolha de um método de análise hábil o bastante para tirar da opacidade aquilo a que este trabalho visa. Assim, do ponto de vista teórico e metodológico, lança-se mão de um processo analítico embasado nos princípios básicos da Dialética Negativa de Theodor Adorno. Tem-se então como objetivo geral do estudo o intento de cernir a visão de educação presente nos contextos em estudo, dando relevância aos elementos que, no entendimento de quem sistematiza e gerencia o currículo, conformam o ensino nos cursos de graduação em Administração em duas universidades públicas gaúchas. Os resultados da análise mostram que, de um modo geral...

Dialética da diferença

Bueno, Sinésio Ferraz
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 325-331
POR
Relevância na Pesquisa
36.43%
The present article aims to discuss the theme of dialectical difference according to the concepts of critical theory. At first, the issue of the difference will be thinking about their negative reception that the production of stereotypes and prejudices on ethnicity, race and gender. In a second step, the subject will be treated on its positive reception, very common among social movements and leftist academic. In a third step, both types receive the difference will be problematized from the thought of Theodor Adorno in his Negative Dialectics as possible from mediation between universality and particularity empirical conceptual.; O presente artigo tem por objetivo problematizar dialeticamente o tema da diferença de acordo com os conceitos da teoria crítica. Em um primeiro momento, o tema da diferença será pensado em sua recepção negativa referida à produção de estereótipos e preconceitos de natureza étnica, racial e de gênero. Em um segundo momento, o tema será tratado em sua recepção positiva, muito comum entre movimentos sociais de esquerda e meios acadêmicos. Em um terceiro momento, ambos os tipos de recepção da diferença serão problematizados a partir do pensamento de Theodor Adorno, em sua Dialética negativa...

Adorno, racionalidade objetiva e educação

Konzen, José Oto
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.48%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação; O presente trabalho ocupa-se com a interpretação filosófica dos fenômenos sociais relacionados ao totalitarismo europeu da primeira metade do século XX e com o processo de integração e indiferenciação dos indivíduos no capitalismo tardio, tomando por referência básica as reflexões teóricas da Dialética do Esclarecimento (especialmente o seu capítulo primeiro), de Max Horkheimer e Theodor Adorno, e da Dialética Negativa, de Theodor Adorno. Partindo do paradoxo sócio-histórico em que os indivíduos experimentam uma impotência crescente em meio à potencialização das possibilidades objetivas de liberdade - do que se origina o desejo destrutivo -, o trabalho busca compor uma interpretação histórica do seu vir-a-ser, analisando criticamente as diversas manifestações do esclarecimento, expressas nas formas do mito, da filosofia e da ciência, a fim de evidenciar a dialética que lhe é inerente. Num segundo momento, ocupa-se com a explicitação da contraposição adorniana em relação à dialética evidenciada nas análises anteriores, objetivando tornar o esclarecimento crítico em relação a si mesmo. A partir dessas investigações...

Theodor W. Adorno

Fleck, Amaro de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.25%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2015.; A presente tese apresenta a teoria crítica tardia de Theodor W. Adorno por meio da análise dos diversos elementos que a compõe: sua dimensão política; seu público-alvo; seu objeto de crítica; suas críticas ao capitalismo, à racionalidade predominante na modernidade, à dominação da natureza e à vida danificada; seu projeto de emancipação e sua justificação normativa. Argumenta-se que, ao contrário do que defende a interpretação predominante, não houve uma substituição do objeto da crítica ao longo do percurso teórico do pensador frankfurtiano, da economia política à razão instrumental ou à dominação da natureza, mas sim uma complementação: de forma que a crítica ao capitalismo seguia sendo necessária, mas já não era mais suficiente como análise dos obstáculos que impedem a emancipação. O trabalho visa tanto expor o procedimento teórico crítico adorniano, a dialética negativa, como também questionar o diagnóstico de época e as tendências sociais observadas pelo autor frankfurtiano, e, na medida em que obtiver sucesso nessa dupla empreitada...

Em defesa de Adorno: a propósito das críticas endereçadas por Giorgio Agamben à dialética adorniana

Chiarello,Maurício
Fonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG Publicador: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
Pensador dos mais instigantes da atualidade, Giorgio Agamben explora, em boa parte de seus ensaios filosóficos, a significação excepcional que apresenta Auschwitz para a compreensão de nossa modernidade esclarecida, significação esta que Adorno foi um dos primeiros a acusar. Sob o pano de fundo dessa convergência temática existente entre os dois pensadores, empreende-se aqui uma apreciação das críticas que Agamben endereça à filosofia de Adorno. Seria justo recriminar a dialética negativa adorniana por não ter sido capaz de se libertar do pendor idealista da dialética hegeliana? Seria justo censurá-la por ter sucumbido a uma espécie de estetização do messianismo, como sentencia Agamben? Essas questões são respondidas em defesa de Adorno.

Materialismo e primado do objeto em Adorno

MAAR,Wolfgang Leo
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.25%
Este artigo investiga a "Tese" do primado do objeto na obra de Theodor W. Adorno, central ao seu materialismo não dogmático e relativamente pouco estudada. O primado do objeto será apresentado em seus elementos constitutivos, como crítica ao modo essencialmente idealista da dialética que perpassa o conjunto da obra de Adorno, em especial nos textos e discussões que precederam a publicação da Dialektik der Aufklãrung, para se explicitar no período de elaboração da Negative Dialektik. A "Tese" desenvolve momentos apresentados por Lukács, Benjamin e Horkheimer, particularmente quanto ao nexo entre razão e experiência e se fundamenta especialmente no trajeto Kant - Hegel, como crítica ao idealismo, incorporando de modo estruturante as perspectivas de Marx e de Nietzsche. Ao romper a pretensa "simetria" entre sujeito e objeto, a "Tese" do primado do objeto revela como é insustentável a alegação habermasiana do Discurso filosófico da modernidade segundo a qual Adorno e Horkheimer incidiriam num ceticismo total frente à razão e à sua totalização ideológica. Ao contrário: estes autores, ao articularem de um modo original substância material histórica e argumentação teórica, contribuíram de modo fundamental para examinar o problema da reificação mediante sua relação à objetividade - como o não-idêntico - no âmbito da razão.

A filosofia e a música na formação de Adorno

Pucci,Bruno
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.25%
Este ensaio se propõe a rastrear, no transcurso de sua vida e de seus escritos, a seguinte asserção de Adorno: "Estudei filosofia e música. Em vez de me decidir por uma, sempre tive a impressão de que perseguia a mesma coisa em ambas", e mostrar como a relação contínua e dialética entre música e filosofia foi fecunda em sua formação educacional e científica, bem como na constituição de seu original pensamento filosófico.

O conceito de liberdade na dialética negativa de Theodor Adorno

Chaves,Juliana de Castro
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
Este artigo, de natureza teórica, discute algumas ideias de Theodor Adorno, da Teoria Crítica da Sociedade, vinculada à Escola de Frankfurt, acerca do que é liberdade. Esta discussão pretende oferecer subsídios para a psicologia social, já que o tema tem sido pouco debatido. Como procedimento desta pesquisa teórica, selecionou-se a obra Dialética negativa, de Theodor Adorno, por ela apresentar mais profundamente a problematização dessa temática. Adorno indica o quanto pode ser maléfica a delimitação da liberdade a partir de critérios individuais, metafísicos, materiais, ontológicos ou empíricos. Para ele, a liberdade é vivida pelo indivíduo, mas possui uma conexão estreita com a humanidade, uma vez que passa pela ética, pelo particular e pelo universal. Afinal, a liberdade é o princípio que deveria nortear as ações morais.

Totalidade e negatividade: a crítica de Adorno à dialética hegeliana

Repa,Luiz
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.36%
O artigo pretende explicitar, primeiramente, a crítica de Adorno à associação entre negatividade e totalidade em Hegel, para, em seguida, mostrar que, apesar dessa crítica, o próprio Adorno não dispensa um conceito de totalidade com função explicativa. Somente em um nível micrológico a crítica adorniana parece se justificar, na medida em que o conceito de totalidade é criticado como positivação da sociedade contemporânea. Dessa maneira, sua obra sobre a dialética negativa exercita dois usos distintos dos conceitos de negatividade e totalidade, os quais podem se combinar por meio de sua concepção de totalidade como ilusão socialmente necessária.

Reflexões epistemológicas para a pesquisa em administração: contribuições de Theodor W. Adorno

Faria,José Henrique de; Maranhão,Carolina Machado Saraiva de Albuquerque; Meneghetti,Francis Kanashiro
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.25%
O pensamento de Adorno passou a ser considerado nas pesquisas também na área de administração, especialmente nos assim chamados estudos organizacionais (Batista-dos-Santos, Alloufa, & Nepomuceno, 2010; Faria, 2004; Paes de Paula, 2008, 2012). O presente ensaio pretende contribuir para com as reflexões epistemológicas e suas implicações no uso da dialética como método de análise. A contribuição de Adorno para as pesquisas em administração se materializam em pelo menos 6 pontos: (a) combate à instituição dos sistemas totalitários de compreensão; (b) indicação de que, quando os pensamentos são elementos da práxis, estes passam a ter potencial concreto no mundo objetivo; (c) a primazia do objeto faz do sujeito um objeto qualitativamente distinto; (d) o objeto a ser estudado não é nada sem o sujeito que vai estudá-lo, pois, sem o sujeito, o momento do objeto não existe; (e) o sujeito pensa a realidade principalmente por concepções e por conceitos; (f) sendo a realidade estudada não plenamente cognoscível, aquilo que não se mostra somente pode ser conhecido por meio daquilo que se mostra, ou seja, o não conceito só pode ser conhecido por meio do conceito, pois a relação de mútua existência permite afirmar que existe uma totalidade em potência.

Dialética negativa e a tradição epistemológica nos estudos organizacionais

Faria,José Henrique de; Meneghetti,Francis Kanashiro
Fonte: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia Publicador: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.95%
A primazia do objeto é condição fundamental de compreensão da realidade para a dialética negativa proposta por Adorno. Este ensaio tem como objetivo principal apresentar a Dialética Negativa como método de refl exão, bem como suas eventuais contribuições para os Estudos Organizacionais. Para isto, será necessário verifi car como a Dialética Negativa se apresenta como um "atentado" contra a tradição; como o cognoscível é construído na relação objeto ↔ sujeito ↔ objeto pelo princípio da não identidade; como a aparência e a contradição são elementos de recusa a uma totalidade defi nitiva; como o conceito, enquanto elaboração do pensamento, e as categorias, enquanto modo de apreensão do real pelo pensamento, são elementos constitutivos da formação da realidade; e como se formam os sistemas totalitários. Com isto, será possível verifi car como a construção do entendimento ocorre por meio de construções afirmativas contrárias à Dialética Negativa, que se fi rma com base no princípio da não-identidade. Também será possível compreender como os chamados Estudos Organizacionais em geral se caracterizam por concepções epistemológicas que podem ser fontes inesgotáveis de análise sob a perspectiva da Dialética Negativa.

Esclarecimento e dialética negativa: sobre o além-do-conceito em Theodor Adorno

Perius, Oneide
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.25%
O colapso do sistema hegeliano, última realização grandiosa da razão movida pela vontade de sistema, recoloca para o século XX a questão não resolvida na história do pensamento, qual seja, o outro, que a filosofia pretendeu eliminar, retorna e exige que de alguma forma nos ocupemos dele. Esse outro, não-idêntico, apontará para o que Adorno denomina insuficiência do conceito. No entanto, quando Adorno fala da insuficiência do conceito não fala de uma filosofia não-conceitual. Tal postura conduziria inevitavelmente ao intuicionismo e, por fim, ao irracionalismo. Antes disso, sua teoria é a tentativa de fazer a própria filosofia tomar consciência de que o conceito, sendo instrumento para pensar é, por isso mesmo, outro daquilo que pensa. E mais, a permanência da própria atividade conceitual, do próprio pensamento, depende desta diferença. O pensamento depende, portanto, deste abismo entre a coisa e seu conceito.;

A Gestão Pública danificada: uma análise pelo pensamento organizacional crítico à luz da dialética negativa; The damaged public management: an analysis through critical organizational thinking lighted by negative dialectic

Zwick, Elisa
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Administração; UFLA; brasil; Departamento de Administração e Economia Publicador: Programa de Pós-Graduação em Administração; UFLA; brasil; Departamento de Administração e Economia
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 02/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
The aim of this thesis is to critically analyze the theoretical grounds that govern the Brazilian Public Management. Based on the negative dialectic method proposed by Adorno (2009), we argue that the historical and ideological processes that support the theoretical assumptions which guide the practices of the Brazilian Public Management are the source and expression of his damaged character, therefore requiring denaturalization. Our critical perspective, related to the Public Management, is based on an interdisciplinary approach. Moreover our analyses mediated by a critical organizational thinking, associated with the Critical Theory, and are sustained by a sociological critic of the public management. The intent of the second chapter is to establish the theoretical and methodological approach of this work. In this way we choose to begin its explanation with a critical bases research following the lead up to the negative dialectic as the method to criticize the Brazilian public management. The primordial elements in Adorno’s method - nonidentical, anti-system, semi-formation, object primacy, instrumental rationality, mimesis and expression, immanent critique - all of them fundamental for subsequent analysis are introduced and enlightened in the third chapter. At the end of this chapter the constellations that are important to this work are presented: colonialism...

Th. W. Adorno e os potenciais de resistência no capitalismo tardio industrial; Th. W. Adorno and te potentials of resistance in the industrial late capitalism

Adriano Márcio Januário
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.61%
A Dialética do Esclarecimento, livro escrito por Max Horkheimer e Th. W. Adorno, publicado em 1947, possui um diagnóstico de tempo presente no qual os autores apontam um bloqueio estrutural à ação transformadora. Esse bloqueio seria de tal ordem que cada indivíduo que compõe a sociedade estaria determinado de antemão mediante a estrutura e o "aparato" dominante. Com isso, caberia apenas aos indivíduos a autoconservação por meio da adaptação à situação social como é dada, produzindo assim conformismo com relação a essa situação social. Embora Th. W. Adorno seja conhecido por esse diagnóstico de tempo presente da década de 1940 - o que faz com que grande parte da bibliografia sobre seu pensamento se oriente por esse diagnóstico - um dos objetivos principais dessa dissertação é apresentar seus limites. Mais precisamente, esse diagnóstico da década de 1940 não pode ser estendido para toda obra de Adorno, principalmente ao se tomar como referência os escritos da década de 1960. Adorno produziu ao longo da década de 1960 um diagnóstico de tempo presente que, embora estejam presentes alguns elementos do diagnóstico da década de 1940, ele difere principalmente com relação à dominação social tal como essa se apresenta. No diagnóstico década de 1960 há potenciais de resistência ao capitalismo tardio industrial. Esses potenciais permitem compreender uma nova relação entre os indivíduos e a sociedade dominada por essa forma de capitalismo...

Ainda é preciso ser cético

Pereira, Oswaldo Porchat
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2001 POR
Relevância na Pesquisa
36.43%
Na sua primeira parte e utilizando a linguagem filosófica contemporânea, este artigo delineia as linhas básicas da filosofia cética, de acordo com o pirronismo antigo, tanto em sua face negativa, dialética e antidogmática, como em sua face positiva, enquanto filosofia da vida prática cotidiana. A segunda parte é consagrada a enfatizar a proximidade estreita do pirronismo com relação às tendências contemporâneas do pensamento filosófico e a tornar manifesto o interesse permanente de relembrar-se o ceticismo grego.

A Dialética Negativa da Moralidade e a Resolução Especulativa da Contradição da Consciência Moral Moderna

Müller, Marcos Lutz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/1996 POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Neste artigo, mostramos que a apresentação da constituição da consciência moral moderna, em Hegel, resultante da reformulação dialético-especulativa da autonomia moral kantiana, é essencialmente crítica e se condensa numa "dialética negativa".

A permanência da filosofia na obra adorniana. Um estudo sobre o significado da filosofia após a sua não realização; 5e permanence of Philosophy in Adorno’s Work. A Study over the meaning of philosophy after its non realization

Fleck, Amaro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
Ao longo de sua obra, Theodor W. Adorno questionou se a filosofia não teria se tornado obsoleta com o desenvolvimento científico e, caso a resposta fosse negativa, qual seria sua função no mundo contemporâneo, no qual as ciências particulares se apoderaram dos conteúdos que eram outrora os da filosofia. Neste artigo, a partir da análise dos textos “A atualidade da filosofia”, “Para que ainda a filosofia?” e do livro Dialética negativa, busco apresentar o projeto daquilo que Adorno considerou uma filosofia adequada aos nossos tempos, a saber, a teoria crítica da sociedade.; Many times in his work, Theodor W. Adorno has questioned if philosophy hadn’t become obsolete with the scientific development and, if the answer to that were negative, which function would it have in the contemporary world, where particular sciences have taken over the contents that were previously detained by philosophy. In this paper, I start with an analysis of the texts “The actuality of philosophy”, “Why still philosophy” and of the book Negative Dialectics to pinpoint what Adorno considered to be the adequate philosophy for our times, namely, the critical theory of society.

Dialética da autonomia dos equilíbrios nos conflitos entre pacientes e cirurgiões oncológicos; Dialéctica de la autonomía de los equilibrios en los conflictos entre pacientes y cirujanos oncológicos; Dialetics of balanced autonomy in disagreements between patients and oncological surgeons

Vasconcellos-Silva, Paulo Roberto; Nolasco, Paula Travassos de Lima
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.43%
OBJETIVO: Compreender diferentes lógicas de autonomia presentes nos conflitos entre prescrições cirúrgicas e expectativas de pacientes com diagnóstico de câncer. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo qualitativo, no qual foram realizadas 11 entrevistas semi-estruturadas com cirurgiões oncológicos especializados em tumores de cabeça e pescoço da cidade do Rio de Janeiro, RJ, entre 2000 e 2005. Os participantes foram selecionados por chain sampling e a interrupção do trabalho de campo obedeceu ao critério de saturação. Utilizando-se a técnica de análise de discurso, buscou-se identificar as premissas estruturantes do conceito de autonomia, que comporiam uma dialética discursiva no contexto dos pacientes que relutam em se submeter a cirurgias consideradas mutiladoras. ANÁLISE DOS RESULTADOS: Inicialmente, os cirurgiões exibiram assertivas padronizadas, centradas em conceitos deontológicos de autonomia. À medida que narravam suas experiências, foram observados auto-questionamentos que expunham contradições quanto ao conceito cotidiano de "ressecabilidade informada". Neste ponto os discursos padronizados se deixam permear por auto-questionamentos sobre a necessidade de um retorno ao equilíbrio existencial prejudicado pelo câncer. CONCLUSÕES: As narrativas expressaram demandas por uma "autonomia de equilíbrios" na forma de um semi-projeto não idealizável aprioristicamente...

Dialética, Linguagem e Genealogia: sobre o programa da Dialética Negativa de Adorno

de Lima, Erick Calheiros; Universidade de Brasília - UnB
Fonte: Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea Publicador: Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.69%
Gostaria aqui de formular o programa mais geral, contido na Dialética Negativa de Adorno, a partir de algumas perspectivas histórico-filosóficas. Na primeira parte, procuro desenvolver a ideiade que a crítica de Adorno a Hegel, compreendida como um novo enlace entre dialética e ontologia, beneficia-se da interpretação proposta por Adorno de temas da filosofia kantiana (1). Em seguida, procuro mostrar como Adorno conecta sua reformulação da dialética a uma compreensão de linguagem fortemente devedora de estratégias genealógicas de argumentação (2).