Página 1 dos resultados de 1488 itens digitais encontrados em 0.054 segundos

Fatores associados à qualidade de vida de jovens com diabetes mellitus do tipo 1; Factors associated to the quality of life of adolescents with type 1 diabetes mellitus; Factores asociados a la calidad de vida de jóvenes con diabetes mellitus tipo 1

NOVATO, Tatiana de Sá; GROSSI, Sonia Aurora Alves
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
126.08%
O objetivo deste estudo foi realizar a revisão bibliográfica acerca dos fatores que podem influenciar a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QV) dos adolescentes com diabetes mellitus tipo 1, por meio da estratégia de PICO. As bases de dados utilizadas foram PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge e EMBASE. O maior levantamento dos artigos foi possível com a combinação de descritores padronizados e não padronizados. Apesar da QV ser um construto específico de avaliação dos aspectos relacionados às repercussões da saúde, doença e tratamento, os fatores sócio-demográficos, psicossociais e relacionados à família parecem influenciar de forma significativa na QV.; The objective of this study was to perform a literature review of the factors that may influence the Health Related Quality of Life (HRQL) of adolescents with type 1 diabetes mellitus using the PICO strategy. PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge and EMBASE were the databases used. A larger survey of articles was possible by combining standardized and non-standardized descriptors. Though HRQL is a specific construct used to evaluate aspects related to the repercussions of health, illness, and treatment, it appears that sociodemographic, psychosocial, and family-related aspects have a significant effect on HRQL.; El objetivo de este estudio fue realizar la revisión bibliográfica acerca de los factores que puedan influenciar la Calidad de Vida Relacionada a la Salud (QV) de adolescentes con diabetes mellitus tipo 1...

Análise Integrativa de Perfis Transcricionais de Pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 1, Tipo 2 e Gestacional, Comparando-os com Manifestações Demográficas, Clínicas, Laboratoriais, Fisiopatológicas e Terapêuticas; Integrative Analysis of Transcriptional Profiles in Type 1, Type 2 and Gestational Diabetes Mellitus, Compared with Demographic, Clinical, Laboratory, Physiopathology and Therapeutic Manifestations.

Evangelista, Adriane Feijó
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
126.13%
O diabetes mellitus tipo 1 (DM1) tem etiologia autoimune, enquanto o diabetes mellitus tipo 2 (DM2) e o diabetes mellitus gestacional (DMG) são considerados como distúrbios metabólicos. Neste trabalho, foi realizada análise do transcriptoma das células mononucleares do sangue periférico (do inglês, peripheral mononuclear blood cells - PBMCs), obtidas de pacientes com DM1, DM2 e DMG, realizando análises por module maps a fim de comparar características patogênicas e aspectos gerais do tratamento com anotações disponíveis de genes modulados, tais como: a) análises disponíveis a partir de estudos de associação em larga escala (do inglês genome-wide association studies GWAS); b) genes associados ao diabetes em estudos clássicos de ligação disponíveis em bancos de dados públicos; c) perfis de expressão de células imunológicas fornecidos pelo grupo ImmGen (Immunological Project). Foram feitos microarrays do transcriptoma total da plataforma Agilent (Whole genome onecolor Agilent 4x44k) para 56 pacientes (19 DM1, 20 DM2 e 17 DMG). Para a compreensão dos resultados foram aplicados filtros não-informativos e as listas de genes diferencialmente expressos foram obtidas por análise de partição e análise estatística não-paramétrica (rank products)...

Qualidade de vida e ajustamento psicossocial de pacientes com diabetes mellitus tipo 1 submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas: um estudo de acompanhamento; Quality of life and psychosocial adjustment of patients with type 1 diabetes mellitus who underwent hematopoietic stem cell transplantation: A follow-up study.

Marques, Letícia Aparecida da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
126.09%
O transplante de células-tronco hematopoéticas tem surgido como alternativa ao tratamento de doenças autoimunes como artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistêmico, esclerose múltipla e diabetes mellitus tipo 1. No diabetes mellitus tipo 1, uma síndrome de etiologia múltipla, o transplante de células-tronco hematopoéticas, na sua modalidade autóloga, tem sido utilizado como alternativa ao tratamento convencional (insulinoterapia), já que este retarda, mas não elimina as consequências da doença como disfunção e falência de vários órgãos, especialmente rins, olhos, nervos, coração e vasos sanguíneos. Apesar disso, o transplante é um procedimento altamente invasivo que acarreta repercussões intensas na qualidade de vida desses pacientes exigindo dos mesmos uma readaptação à essas repercussões. O presente estudo teve por objetivo avaliar a qualidade de vida e o ajustamento psicossocial de participantes com diabetes mellitus tipo 1. Participaram do estudo 22 pacientes que foram submetidos consecutivamente ao transplante de células-tronco hematopoéticas na Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, no período de 2006 a 2008. Os instrumentos aplicados para a coleta de dados: Questionário Genérico de Avaliação de Qualidade de Vida Medical Outcomes Study 36 Item Short-Form Health Survey (SF-36)...

Associação do polimorfismo INS-VNTR com a susceptibilidade ao diabetes mellitus tipo 1, tipo 2 e gestacional na população urbana brasileira; Association of the INS-VNTR polymorphism with susceptibility to type 1, type 2 and gestational diabetes mellitus in the urban brazilian population

Pelá, Flávia Porto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
126.15%
O diabetes mellitus (DM) é definido como doença metabólica, caracterizado pela hiperglicemia, causada pela disfunção da secreção de insulina, atividade da insulina ou ambas. É classificado em quatro classes clínicas i) diabetes mellitus tipo 1 (DM1), ii) diabetes mellitus tipo 2 (DM2), iii) diabetes mellitus gestacional (DMG), iv) outros tipos específicos. Dentre os genes conhecidos por influenciarem o mecanismo de produção e liberação de insulina no organismo humano, o gene da insulina (INS) é o mais bem caracterizado nas classes clínicas do DM. A região promotora do gene INS tem sido alvo de estudo em diversas amostras populacionais do mundo, devido a sua capacidade de modular os níveis de expressão de insulina no timo e no pâncreas, de acordo, com a classe alélica que compõe o genótipo do indivíduo. Localizada a 596pb acima do sítio de transcrição do gene da insulina, é estruturada em alelos minissatélites distribuídos in tandem (ACAGGGGTGTGGGG). O alelo classe I (30 - 60 repetições) tem sido associado com predisposição ao DM1, enquanto o alelo classe III (120 - 170 repetições) tem efeito de proteção ao DM1, no entanto, esse alelo tem apresentado correlação ao DM2, à obesidade em crianças e jovens e...

Adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: fatores associados com a qualidade de vida relacionada à saúde e autoestima; Adolescents with type 1 diabetes mellitus: factors associated with health-related quality of life and self-esteem

Silva, Andréa Cristina Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
126.09%
O diabetes mellitus tipo 1 é uma doença crônica, complexa, de difícil controle e tratamento doloroso. As dificuldades referentes ao diabetes são mais evidentes na adolescência, período de transição da dependência parental para uma vida mais autônoma, permeada por alterações físicas, nas relações com a família, amigos e sociedade, as quais podem repercutir na adesão ao tratamento e no controle metabólico. Identificar os fatores que interferem na qualidade de vida dos adolescentes permite intervenção adequada da equipe de saúde visando o controle adequado da doença. O objetivo geral desse estudo foi avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde e autoestima de adolescentes com diabetes mellitus tipo 1. Estudo quantitativo, transversal, realizado de março a novembro de 2013. A amostra foi composta por 83 adolescentes, com idade entre 10 e 18 anos, matriculados no Programa de Educação em Diabetes em São Luís-MA, que responderam a três instrumentos: o Instrumento de Qualidade de Vida para Jovens com Diabetes (IQVJD) composto pelos domínios Satisfação, Impacto e Preocupações; a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAR) e um formulário de dados sociodemográficos, clinicolaboratoriais e de tratamento. Os dados foram analisados por estatística descritiva e regressão logística univariada e multivariada por meio do Oddsratio (OR)...

Conhecimentos dos profissionais da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1 na criança

Bernardo, Bruno José Varandas Ramos
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
126.16%
Enquadramento: A falta de capacitação que existe em muitas comunidades escolares para lidar com a criança com diabetes mellitus, enquanto esta se encontra sob a sua responsabilidade no ambiente escolar, gera dificuldades e insegurança. São necessários instrumentos válidos que permitam obter informação sobre os conhecimentos dos educadores sobre a criança com diabetes mellitus tipo 1 na escola, no sentido de planear intervenções educativas mais dirigidas. Objetivos: Avaliar os conhecimentos da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1 na criança e validar um questionário de avaliação de conhecimentos da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1. Métodos: O estudo delineado insere-se no tipo de investigação não experimental e descritiva, desenvolvido numa amostra não probabilística por conveniência, constituída por 382 indivíduos, com uma média de idades de 43,05 anos (± 8,675), pertencentes a uma comunidade educativa de Escolas Básicas e Secundárias da região centro do país. Foi aplicada a Escala de Conhecimentos Sobre Diabetes Mellitus Tipo 1 na Criança (Francisco, Silva, Bernardo & Martins, 2007), a qual foi ainda sujeita a um estudo psicométrico, que englobou dois a consistência interna e a análise fatorial. Resultados: dos participantes...

Papel da vitamina D na susceptibilidade para a diabetes mellitus tipo 1

Oliveira, Nuno Miguel Pimenta de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
126.1%
A diabetes mellitus tipo 1 é uma doença crónica auto-imune, caracterizada pela destruição selectiva das células nos ilhéus pancreáticos, resultando numa perda lenta e progressiva da secreção de insulina e para a qual contribuem factores ambientais e factores de predisposição genética. Vários estudos epidemiológicos e experimentais sugerem que a vitamina D tem um efeito protector contra o desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 1, através da modulação da resposta do sistema imunitário, assim como um efeito protector contra o desenvolvimento de vários tipos de cancros, outras doenças auto-imunes, doenças cardiovasculares ou mesmo da diabetes mellitus tipo 2. O papel desta vitamina na manutenção da homeostase do cálcio e fósforo é reconhecido há décadas. Porém, a recente descoberta da existência de receptores de vitamina D em vários tecidos, assim como a capacidade destes para transformar 25(OH)D no metabolito mais activo, 1,25(OH)2D3 parece guiar esta molécula para um futuro promissor. Este trabalho visa discutir o efeito protector da vitamina D contra o desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 1, salientando as consequências da deficiência de vitamina D e a contribuição da sua suplementação para a prevenção desta patologia...

Os distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1

Pereira, Inês Sofia Soares
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
126.18%
Introdução: A diabetes mellitus tipo 1 e os distúrbios alimentares são doenças frequentes na adolescência. Em ambas as condições, os pacientes dão uma grande importância ao peso corporal e à dieta. Assim, estima-se que os pacientes com diabetes mellitus tipo 1 tenham uma grande vulnerabilidade para o desenvolvimento de distúrbios alimentares (incluindo a diabulimia, um comportamento compensatório particular), que podem ter repercussões significativas na sua qualidade de vida. Os objectivos deste trabalho são: determinar os sinais e os sintomas de alerta, a prevalência e as repercussões clínicas dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1; determinar a prevalência e as repercussões clínicas da diabulimia na diabetes mellitus tipo 1; e avaliar a eficácia do tratamento e da prevenção dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1. Metodologia: Pesquisa de artigos científicos com estudos nesta área e selecção da bibliografia mais relevante, utilizando a base de dados electrónica PubMed. Resultados: Existem vários sinais e sintomas que podem alertar para o desenvolvimento de distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Em 30 estudos, envolvendo um total de 3832 pacientes...

A experiência de adolescentes portadores de diabetes Mellitus Tipo 1: seus significados e sentido

Cavalcanti, Tatiana Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.11%
Worldwide, the diabetes mellitus is considered a serious problem of public health; it also involves high costs for its treatment and its complications. Even though the onset of diabetes mellitus type 1 is on 5% to 10% of the diabetic population, it is the most aggressive type of anifestation; furthermore, it is the commonest chronic disease in childhood and adolescence. Such data show the importance of understanding the development of this disease from the moment the individual perceives it, according to their experience, observing the complexity of the phenomenon thoroughly. This study aimed to comprehend the experience of the adolescent with onset of diabetes mellitus type 1 in order to learn how these young individuals perceive and reason their place in the world when they experience this illness. The methodological strategy was based on qualitative research of phenomenological inspiration. We applied the main ideas of heideggerian ontology and some concepts of existential phenomenological psychology to guide our reflexive path. The participants were 10 young individuals (06 female and 04 male), ages between 15 and 18, under treatment in the city of Recife, Pernambuco. The methodological resource was the narrative, which allowed us access to the adolescents experience. The comprehension of the reports was based on the heideggerian hermeneutics...

Concentrações plasmáticas de zinco e cobre em crianças e adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1

Rosa, Vanessa Cristina Schroder
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
A relação entre os elementos traço, como o zinco e o cobre, com vários processos metabólicos é bem conhecida. A manutenção das concentrações séricas desses metais é essencial não só para a atividade enzimática, mas também para o balanço do estresse oxidativo, que está presente no diabetes mellitus tipo 1. O zinco está envolvido diretamente tanto na síntese como no armazenamento e na secreção da insulina. A concentração plasmática de cobre mantém estreita relação com as complicações do diabetes mellitus tipo 1. O presente estudo avaliou a associação entre as concentrações plasmáticas de zinco e cobre com parâmetros clínicos e laboratoriais em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Entre o mês de setembro de 2012 a julho de 2013, 28 pacientes, de ambos os gêneros, média de idade de 11,8 anos, foram incluídos no estudo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética local e o termo de consentimento livre e esclarecido foi obtido. A concentração plasmática de zinco e cobre foi determinada por espectrometria de absorção atômica (PerkinElmer Analyst® ). A hemoglobina glicada e o perfil lipídico também foram avaliados. Em 75% e 68% dos pacientes, os níveis de zinco e cobre...

Adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1: construindo sentidos sobre adolescência, corpo, saúde e diabetes

Silva, Teresa Cristina Martins
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
126.14%
A temática adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1 tem sido de interesse para muitos estudos. Em geral, as investigações são inspiradas nos modelos biomédicos e biopsicossoais de compreensão do processo saúde-doença, que têm enfoque na ótica do médico ou dos serviços de saúde. Nesse sentido, a perspectiva construcionista social oferece uma alternativa ao privilegiar a perspectiva do paciente, legitimando-a. Inspirada na proposta construcionista, este trabalho tem o objetivo de descrever os repertórios interpretativos usados por adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1 em situação de entrevista sobre os aspectos relacionados ao Diabetes Mellitus e Adolescência. O referencial teórico-metodológico foi pautado na metodologia qualitativa e nos pressupostos do construcionismo social. Os participantes foram 14 adolescentes, com idades entre 12 e 18 anos, sendo 7 do sexo feminino e 7 do sexo masculino, todos com diagnóstico de Diabetes Mellitus Tipo 1, há pelo menos 1 ano, e usuários do Centro Municipal de Atenção ao Diabético da cidade de Uberlândia – MG. Os adolescentes participaram de uma entrevista semi-estruturada que abordou os seguintes temas: adolescência, corpo, saúde e diabetes. A análise dos dados foi inspirada na proposta da abordagem das Práticas Discursivas e Produção de Sentidos que consistiu na leitura exaustiva das entrevistas transcritas...

The impact of new echocardiographic techniques to detect myocardial dysfunction in asymptomatic type 1 diabetes mellitus : insight myocardial deformation and three dimensional echocardiography; Impacto de nuevas técnicas ecocardiográficas para la detección de disfunción miocárdica en la diabetes mellitus tipo 1 asintomática : papel de la deformación miocárdica y la ecocardiografía tridimensional

Ruisanchez Villar, Cristina
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
126.1%
RESUMEN: Introducción y objetivos. El posible efecto deletéreo del control metabólico crónico y la microalbuminuria sobre el miocardio en la diabetes mellitus tipo 1 (DM1) es controvertido. El presente estudio evalúa la presencia de disfunción miocárdica subclínica en el diabético joven utilizando speckle tracking bidimensional (2D-ST) y ecocardiografía tridimensional, así como la influencia de la duración de la enfermedad, la hemoglobina glicosilada (HbA1C) media de 1 año y la microalbuminuria sobre parámetros sensibles de función cardíaca. Métodos y resultados. Comparamos 70 adultos jóvenes con diabetes tipo 1 con 81 voluntarios sanos. Utilizamos 2D-ST para medir la deformación o strain longitudinal global (SL) como marcador de función sistólica y el pico E de la tasa de deformación longitudinal o strain rate (E SR) para evaluar la función diastólica del VI. Tanto el SL (p<0,001) como la onda E SR (p<0,001) fueron significativamente inferiores en los diabéticos respecto al grupo de controles sanos. Encontramos una asociación estadísticamente significativa entre la HbA1c y el SL (p=0.01), y E SR longitudinal (p=0.001), siendo en el análisis de regresión multivariante el factor más fuertemente relacionado con ambos parámetros de función miocárdica sistólica (p=0.01) y diastólica (p=0.001). La duración de la diabetes así como la presencia de microalbuminuria no mostraron ser factores independientes asociados con el SL. Conclusión. Pacientes jóvenes con DM tipo 1 y FE normal presentan signos precoces de disfunción miocárdica utilizando 2D-ST. Un control metabólico pobre (HbA1c anual) parece influir negativamente sobre estos parámetros sensibles de función cardíaca.; ABSTRACT: Background: Echocardiography has contributed to reveal a distinct diabetic cardiomyopathy in type 1 Diabetes Mellitus; however detection of early stages is still an unmet clinical need. Our aim was to study the utility of novel sensitive echocardiographic techniques to detect subclinical myocardial dysfunction in asymptomatic type 1 diabetes mellitus and whether the metabolic status is of influence. Methods and results: 70 asymptomatic type 1 diabetes mellitus patients were compared with 81 healthy volunteers. All participants underwent a full conventional echocardiographic study. Left ventricular ejection fraction (LVEF) was evaluated on two-dimensional (2D) and 3-dimensional (3D) echocardiogram. We used 2D-speckle tracking to analyse LV global longitudinal myocardial strain (GLS) as a surrogate of LV systolic function...

Diabetes mellitus tipo 1: evidências da literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças; Type 1 diabetes mellitus: evidence from the literature for appropriate management in children’s perspective; Diabetes mellitus tipo 1: evidencias de la literatura para su adecuado manejo, en la perspectiva infantil

NASCIMENTO, Lucila Castanheira; AMARAL, Mariana Junco; SPARAPANI, Valéria de Cássia; FONSECA, Luciana Mara Monti; NUNES, Michelle Darezzo Rodrigues; DUPAS, Giselle
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
126.13%
O estudo objetivou identificar as evidências disponíveis, na literatura, que abordem, na perspectiva de crianças, os fatores relevantes para o adequado manejo do diabetes mellitus tipo 1. Realizou-se uma revisão integrativa, nas bases de dados PubMed, CINAHL, LILACS, CUIDEN e PsycINFO, com as palavras-chave diabetes mellitus tipo 1, criança, prevenção e controle, fatores desencadeantes, emergências, autocuidado, aprendizagem e educação em saúde, no período de 1998 a 2008. Dos artigos levantados, selecionaram-se 19, e sua análise permitiu a identificação das categorias: vivendo com o diabetes; autocuidado e perfil glicêmico; atuação da família, amigos e profissionais de saúde; e escola. As evidências apontam que a criança aprecia o apoio recebido por seus familiares os quais têm relação direta com o preparo para o autocuidado. Outros membros externos à sua rede também são valorizados. A escola é um espaço que merece atenção, bem como a experiência particular de cada criança e a educação em saúde.; The objective of this study was to identify the evidence available in the literature that address, for children's perspective, factors that are relevant for an appropriate management of type 1 diabetes mellitus. An integrative review was performed on the PubMed...

A vivência dos pais em relação à criança adolescente com diabetes mellitus tipo 1

Silva, Marina Sofia Macedo
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
Enquadramento: A Diabetes Mellitus Tipo 1 é uma doença crónica em expansão que afeta cada vez mais crianças e adolescentes, implicando mudanças nos hábitos de vida e maiores custos humanos, sociais e económicos. As suas repercussões são sentidas não só pelas crianças/adolescentes mas também pelos seus pais, havendo necessidade de prestar apoio ao papel parental. Objetivos: Perante esta problemática definimos como objetivos: identificar os sentimentos vivenciados pelos pais após o diagnóstico da Diabetes Mellitus Tipo I ao seu filho, compreender as experiências dos pais no cuidar de um filho diabético e refletir sobre a influência dos cuidados prestados pelos profissionais de saúde na aceitação e adaptação à diabetes por parte da criança/adolescente e sua família. Métodos: Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, exploratório-descritivo, fenomenológico. Utilizamos a entrevista semiestruturada e realizamos 14 entrevistas a pais de crianças ou adolescentes com diabetes, que são acompanhados na consulta externa do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. As entrevistas decorreram entre o dia 02 e 11 de Abril de 2014 e foram alvo de análise de conteúdo. Resultados: Emergiram dez categorias de análise: impacto da diabetes na família...

Os distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1

Pereira, Inês Sofia Soares
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
126.18%
Introdução: A diabetes mellitus tipo 1 e os distúrbios alimentares são doenças frequentes na adolescência. Em ambas as condições, os pacientes dão uma grande importância ao peso corporal e à dieta. Assim, estima-se que os pacientes com diabetes mellitus tipo 1 tenham uma grande vulnerabilidade para o desenvolvimento de distúrbios alimentares (incluindo a diabulimia, um comportamento compensatório particular), que podem ter repercussões significativas na sua qualidade de vida. Os objectivos deste trabalho são: determinar os sinais e os sintomas de alerta, a prevalência e as repercussões clínicas dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1; determinar a prevalência e as repercussões clínicas da diabulimia na diabetes mellitus tipo 1; e avaliar a eficácia do tratamento e da prevenção dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1. Metodologia: Pesquisa de artigos científicos com estudos nesta área e selecção da bibliografia mais relevante, utilizando a base de dados electrónica PubMed. Resultados: Existem vários sinais e sintomas que podem alertar para o desenvolvimento de distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Em 30 estudos, envolvendo um total de 3832 pacientes...

Papel da vitamina D na susceptibilidade para a diabetes mellitus tipo 1

Oliveira, Nuno Miguel Pimenta de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
126.1%
A diabetes mellitus tipo 1 é uma doença crónica auto-imune, caracterizada pela destruição selectiva das células nos ilhéus pancreáticos, resultando numa perda lenta e progressiva da secreção de insulina e para a qual contribuem factores ambientais e factores de predisposição genética. Vários estudos epidemiológicos e experimentais sugerem que a vitamina D tem um efeito protector contra o desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 1, através da modulação da resposta do sistema imunitário, assim como um efeito protector contra o desenvolvimento de vários tipos de cancros, outras doenças auto-imunes, doenças cardiovasculares ou mesmo da diabetes mellitus tipo 2. O papel desta vitamina na manutenção da homeostase do cálcio e fósforo é reconhecido há décadas. Porém, a recente descoberta da existência de receptores de vitamina D em vários tecidos, assim como a capacidade destes para transformar 25(OH)D no metabolito mais activo, 1,25(OH)2D3 parece guiar esta molécula para um futuro promissor. Este trabalho visa discutir o efeito protector da vitamina D contra o desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 1, salientando as consequências da deficiência de vitamina D e a contribuição da sua suplementação para a prevenção desta patologia...

Diabetes mellitus tipo 1: evidencias de la literatura para su adecuado manejo, en la perspectiva infantil; Diabetes mellitus tipo 1: evidências da literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças; Type 1 diabetes mellitus: evidence from the literature for appropriate management in children’s perspective

Nascimento, Lucila Castanheira; Amaral, Mariana Junco; Sparapani, Valéria de Cássia; Fonseca, Luciana Mara Monti; Nunes, Michelle Darezzo Rodrigues; Dupas, Giselle
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
126.14%
El estudio objetivó identificar las evidencias disponibles en la literatura que aborden, en la perspectiva infantil, los factores relevantes para el manejo adecuado de la diabetes mellitus tipo 1. Se realizó revisión integradora en bases de datos PubMed, CINAHL, LILACS, CUIDEN y PsycINFO, con los descriptores diabetes mellitus tipo 1, niño, prevención y control, factores desencadenantes, emergencias, autocuidado, aprendizaje y educación en salud, en período 1998 a 2008. Del total, se seleccionaron 19, su análisis permitió identificar las categorías: viviendo con la diabetes; autocuidado y perfil glucémico; actuación de la familia, amigos y profesionales de saludo; y escuela. Las evidencias determinan que el niño aprecia el apoyo recibido por sus familiares, los cuales tienen relación directa con la preparación para el autocuidado. Otros miembros externos a su red también son valorizados. La escuela merece atención, así como la experiencia particular de cada niño y la educación en salud.; O estudo objetivou identificar as evidências disponíveis, na literatura, que abordem, na perspectiva de crianças, os fatores relevantes para o adequado manejo do diabetes mellitus tipo 1. Realizou-se uma revisão integrativa...

Factors associated to the quality of life of adolescents with type 1 diabetes mellitus; Factores asociados a la calidad de vida de jóvenes con diabetes mellitus tipo 1; Fatores associados à qualidade de vida de jovens com diabetes mellitus do tipo 1

Novato, Tatiana de Sá; Grossi, Sonia Aurora Alves
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
126.1%
The objective of this study was to perform a literature review of the factors that may influence the Health Related Quality of Life (HRQL) of adolescents with type 1 diabetes mellitus using the PICO strategy. PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge and EMBASE were the databases used. A larger survey of articles was possible by combining standardized and non-standardized descriptors. Though HRQL is a specific construct used to evaluate aspects related to the repercussions of health, illness, and treatment, it appears that sociodemographic, psychosocial, and family-related aspects have a significant effect on HRQL.; El objetivo de este estudio fue realizar la revisión bibliográfica acerca de los factores que puedan influenciar la Calidad de Vida Relacionada a la Salud (QV) de adolescentes con diabetes mellitus tipo 1, mediante la estrategia de PICO. Se utilizaron las bases de datos PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge y EMBASE. La mayor captación de artículos se posibilitó combinando descriptores estandarizados y no estandarizados. A pesar de que la QV es un constructo específico de evaluación de aspectos relacionados a las repercusiones de salud, enfermedad y tratamiento, los factores socio-demográficos, psicosociales y relacionados a la familia parecen influir en ella de forma significativa.; O objetivo deste estudo foi realizar a revisão bibliográfica acerca dos fatores que podem influenciar a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QV) dos adolescentes com diabetes mellitus tipo 1...

Avaliação de dois esquemas de monitorização domiciliar em pacientes com diabetes mellitus do tipo 1; Evaluación de dos esquemas de monitorización domiciliar en pacientes com diabetes mellitus tipo 1; Evaluation of two monitoring schemes in type 1 diabetes mellitus patients

Grossi, Sonia Aurora Alves; Cianciarullo, Tamara Iwanow; Della Manna, Thais
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2002 POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
O estudo teve por objetivo avaliar a efetividade de esquemas de monitorização domiciliar sangüíneo e urinário, na obtenção de adequado controle glicêmico, em pacientes com diabetes mellitus do tipo 1, em regime quinzenal de ajuste terapêutico; durante 6 meses de participação em grupos educativos. A amostra foi de 34 pacientes divididos em dois grupos. Os pacientes do grupo A realizaram monitorização domiciliar da glicemia capilar 1 vez ao dia e os do grupo B realizaram monitorização domiciliar da glicosúria 1 vez ao dia, conforme esquemas preconizados. Estes esquemas possibilitaram construção de perfis e de ajustes terapêuticos. Os resultados mostraram que o uso sistemático dos testes domiciliares sangúíneos e urinários da forma prescrita, não proporcionou melhora significante no controle metabólico em nenhum dos dois grupos. Entretanto, favoreceu o processo educativo e possibilitou reflexões sobre a necessidade de intensificação da monitorização glicêmica.; The goal of this study was to evaluate the effectiveness of two monitoring schemes(blood and urine) in the metabolic control of type l diabetic patients, in biweekly therapeutic adjustments, along 6 months of participation in the educational groups. A sample of 34 patients was divided in two groups. The interventions proposed to group A were daily blood glucose monitoring...

A criança com Diabetes Mellitus Tipo 1 e seus amigos: a influência dessa interação no manejo da doença; El niño con Diabetes Mellitus Tipo 1 y sus amigos: la influencia de esta interacción en el manejo de la enfermedad; Children with Type 1 Diabetes Mellitus and their friends: the influence of this interaction in the management of the disease

Sparapani, Valéria de Cássia; Borges, Ana Luiza Vilela; Dantas, Isa Ribeiro de Oliveira; Pan, Raquel; Nascimento, Lucila Castanheira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2012 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
126.12%
O apoio dos amigos constitui-se em um dos elementos essenciais no manejo do Diabetes Mellitus Tipo 1. Este estudo objetivou descrever a influência dos amigos na vida da criança com Diabetes Mellitus e suas repercussões no manejo da doença. Os dados empíricos foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, aliada à utilização de fantoches, com 19 crianças entre sete e 12 anos. A análise qualitativa dos depoimentos permitiu a apreensão do fenômeno por meio de duas perspectivas: a atitude dos amigos perante a criança, interferindo de forma positiva ou negativa no manejo da doença e a atitude da criança perante seus amigos. O conhecimento dos envolvidos e a interação entre a criança e seus amigos interferem no manejo da doença. Compreender as repercussões dessas interações contribui para o oferecimento de cuidado de enfermagem de qualidade a esse grupo.; El apoyo de los amigos constituye uno de los elementos esenciales en el manejo de la Diabetes Mellitus Tipo 1. Este estudio objetivó describir la influencia de los amigos en la vida del niño con Diabetes Mellitus y sus repercusiones en el manejo de la enfermedad. Los datos empíricos fueron recolectados por medio de entrevista semiestructurada, aliada a la utilización de muñecos...