Página 1 dos resultados de 237 itens digitais encontrados em 0.142 segundos

A formação do setor energético de Mato Grosso do Sul: uma análise à luz da teoria do desenvolvimento de Celso Furtado; The formation of the energy sector of Mato Grosso do Sul: a review in light of Development Theory of Celso Furtado

Rech, Helvio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
55.69%
Este trabalho parte da constatação de que, na história de Mato Grosso do Sul, sempre esteve presente a disputa, tão frequente no Brasil, entre os projetos de desenvolvimento de longo prazo e os interesses imediatistas do núcleo governante. Esta análise é conduzida nesta tese pelos os conceitos estruturais de desenvolvimento e subdesenvolvimento, dentro de um quadro teórico preciso, à luz das teorias macro-econômicas de Celso Furtado. Em seguida, o trabalho analisa como, em Mato Grosso do Sul, apesar da presença frequente do discurso do desenvolvimento, a força do imediatismo das elites suplantou as articulações que visassem um projeto de desenvolvimento sustentado e duradouro, capaz de melhorar as condições materiais e intelectuais da sociedade. Em particular no setor energético, que é o foco central desta tese, a contradição é marcante, principalmente em razão de que, sob vários aspectos, Mato Grosso do Sul abriga um dos mais importantes parques hidrelétricos do Brasil, sobretudo no Rio Paraná, compartilhado com São Paulo. Foi justamente a debilidade da visão de longo prazo que levou a que a implantação desse parque energético ocorresse à margem de seus governos.; This work starts from the observation that in the history of Mato Grosso do Sul...

A armadilha do subdesenvolvimento: uma discussão do período desenvolvimentista brasileiro sob a ótica da abordagem da complexidade; The trap of underdevelopment: a discussion of Brazilian developmentalist period from the perspective of complexity approach

Cardoso, Fernanda Graziella
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
45.89%
Essa tese apresenta como investigação norteadora porque o Brasil, mesmo tendo avançado em sua matriz industrial e alcançado altas taxas de crescimento no período 1930-1980, não conseguiu escapar da armadilha do subdesenvolvimento econômico. Para tentar vislumbrar alguns caminhos que potencialmente alargariam a discussão e compreensão do tema, recorre-se à perspectiva da Abordagem da Complexidade, combinada com a retomada das discussões teóricas promovidas por alguns dos autores conhecidos como pioneiros do desenvolvimento econômico. Desse modo, a novidade proposta por essa tese reside na perspectiva pela qual se discute o tema, e não ao tema propriamente dito, que foi e vem sendo amplamente discutido pela literatura. O objetivo é a realização de algumas discussões e ilações teóricas relativas à experiência brasileira no período, tendo sempre em mente a Abordagem da Complexidade e sua potencial contribuição para o alargamento do escopo de compreensão do tema.; This thesis presents as main question why Brazil, even having developed its industrial park and having achieved high rates of growth between 1930 and 1980, was unable to escape from the trap of economic underdevelopment. In order to list some ways that could potentially enrich the thinking and the understanding of the question...

Dependencia e subdesenvolvimento : a transnacionalização do capital e a crise do desenvolvimento nacional em Celso Furtado; Dependency and underdevelpment : the transnationalization of capital and the crisis of national development in Celso Furtado

João Paulo de Toledo Camargo Hadler
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
45.94%
Nosso objetivo é reconstituir o pensamento de Celso Furtado acerca dos impasses do desenvolvimento nacional que se explicitam com a ascensão das corporações transnacionais no cenário mundial, de maneira a repor e aprofundar as relações de mútua determinação entre dependência e subdesenvolvimento, limitando a capacidade dos países periféricos de escapar às sobredeterminações do capitalismo mundial. Procuramos mostrar de que maneira, para Furtado, o processo de transnacionalização do capital vai corroendo cada um dos pressupostos do desenvolvimento ancorado no espaço econômico nacional, sobretudo nos marcos do subdesenvolvimento, à medida que se constitui um padrão de acumulação norteado pela modernização dos padrões de consumo e baseado na superexploração do trabalho periférico, funcionais tanto às empresas estrangeiras quanto às classes dominantes locais. É nossa intenção, ainda, colocar em evidência o verdadeiro impasse a que chega Furtado para dar uma resposta aos dilemas do capitalismo dependente, conforme o processo de transnacionalização do capital segue solapando cada uma das premissas históricas do desenvolvimento autocentrado sob a retomada da supremacia do capital sobre a sociedade. Por fim...

Acumulação socialista em Cuba : a herança da plantation na reforma agrária - 1959 a 1970; Socialist accumulation in Cuba : tje legacy of plantation in the agrarian reform - 1959-1970

Joana Salem Vasconcelos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.98%
A presente dissertação analisa a trajetória de transformações da estrutura agrária desencadeada pela revolução cubana em 1959, até a emblemática safra açucareira de 1970, quando toda sociedade se lançou no esforço de produção de 10 milhões de toneladas métricas de açúcar. Sustentamos que a revolução cubana promoveu um combate histórico contra o subdesenvolvimento, e as condições de sua reprodução: a plantation modernizada, a segregação social e a dependência externa. Em contraponto a essas condições, o igualitarismo e a soberania nacional foram erigidos como finalidades da revolução, articuladas ao projeto socialista de desenvolvimento. As reformas agrárias de 17 de maio de 1959 e de 10 de outubro de 1963 constituíram os motores das transformações revolucionárias. A estrutura agrária foi modificada essencialmente em três dimensões: o regime de propriedades, o regime de cultivos e o regime de trabalho. Nestas dimensões, os debates sobre a transição ao socialismo se entrelaçaram às polêmicas sobre as vias de superação do subdesenvolvimento. Reconstituímos as controvérsias sobre as novas formas econômicas da estrutura agrária e seus sujeitos sociais; analisamos as tensões entre a diversificação e a monocultura canavieira; discutimos as escolhas a respeito da estratégia de desenvolvimento baseada na agricultura; explicamos os condicionantes da permanência da especialização açucareira e suas relações com a nova inserção internacional de Cuba no bloco soviético. Ao final...

Dependência e superexploração : os limites das reflexões de Fernando Henrique Cardoso e Ruy Mauro Marini sobre a problemática do desenvolvimento dependente; Dependency and super-exploitation : the limits of Fernando Henrique Cardoso and Ruy Mauro Marini reflections on the problem of dependent development

João Paulo de Toledo Camargo Hadler
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
55.69%
O objetivo da tese é avaliar em que medida a controvérsia entre Ruy Mauro Marini e Fernando Henrique Cardoso permite avançar na compreensão dos problemas do desenvolvimento em sociedades nacionais de origem colonial e posição periférica. Fernando Henrique Cardoso transforma a situação de dependência em fator positivo para o desenvolvimento das forças produtivas. Além disso, desvincula o desenvolvimento capitalista dependente da necessidade de reproduzir um regime de segregação social e formas particularmente extorsivas de exploração da força de trabalho. Dependência e segregação social deixam de serem problemas, do ponto de vista do desenvolvimento econômico. Assim, Cardoso nega a necessidade das revoluções democrática e nacional, isto é, a necessidade histórica de ruptura da dupla articulação - a situação de dependência e o regime de segregação social - como condição para que aquelas sociedades assumam o controle do próprio destino. Ruy Mauro Marini encontra a explicação para a necessidade de reprodução da dupla articulação nas próprias leis imanentes do modo de produção capitalista, em seu desenvolvimento desigual e contraditório em escala mundial. A perenidade de nossa situação de dependência e de um padrão de segregação social é entendida como problemas vinculados à própria lógica do capital...

A questão salarial revisitada : exército industrial de reserva e heterogeneidade estrutural; The wage question revisited : industrial reserve army and structural heterogeneity

Gustavo José Danieli Zullo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.62%
O objetivo desta dissertação consiste em evidenciar que a economia brasileira está estruturalmente baseada em um baixo padrão de remuneração. Inicialmente amparados pela discussão sobre a marginalidade social, quando no primeiro capítulo fazemos um breve balanço do debate travado nos anos 1970 sobre suas origens econômicas, buscamos sintetizar as diferentes posições sobre os efeitos que a dominação do capital monopolista exerceu sobre o mercado de trabalho. Desse debate surgem duas concepções distintas e que, consequentemente, redundam em metodologias diferentes para quantificar a heterogeneidade que é própria de economias dependentes e de origem colonial, como a brasileira. A primeira dessas, que examinamos analiticamente no segundo capítulo, distingue as formas de trabalho em duas categorias: formal e informal. Sobre essa abordagem, antes de salientarmos de forma direta as deficiências inerentes a tal classificação, destacamos que alguns de seus pressupostos não estavam balizados pela formação econômico-social do país. Pensada dentro de um arcabouço teórico que julgava que o desenvolvimento capitalista brasileiro seria suficiente para homogeneizar as estruturas econômicas e sociais, essa concepção subestima a dependência como uma força que delimita as potencialidades nacionais. Por outro lado...

Uma contribuição à crítica da discussão da pobreza no Brasil (2003-2013) : qualidade do emprego e do salário; A contribution to the critique of the discussion of poverty in Brazil (2003-2013) : quality of the employment and of the wage

Jaime Ernesto Winter Hughes Leon
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
55.57%
A pobreza é um fenômeno multidimensional do capitalismo discutido sob diversos pontos de vista. Rejeita-se a caracterização deste problema como pura insuficiência de renda. Nesta dissertação, ela é vista como derivada da luta de classes e expressa num intenso desequilíbrio na relação de forças entre o "capital" e o "trabalho" (além disso, no Brasil, é gerada pela especificidade do processo de formação da sociedade brasileira), o qual determina o padrão tradicional de vida da massa trabalhadora. Em particular, é entendido que, no Brasil, além de influenciada pelo processo acumulativo, esta falta de equilíbrio solapa o nível de vida dos trabalhadores, uma vez que suas raízes remontam aos resquícios de seu passado colonial, quando as condições de vida do escravo eram subhumanas. Atualmente, discute-se se houve um ponto de inflexão definitivo nos fatores que determinam a pobreza no mercado de trabalho, a partir de 2003. Escolheu-se uma determinada perspectiva a fim de se alcançar o objetivo do trabalho: elaborar uma contribuição à crítica da reflexão da pobreza desde uma análise empírica sobre a qualidade dos empregos e salários. A hipótese que permeia esta dissertação formula a ideia de que as mudanças no mercado de trabalho fazem parte de uma nova rodada...

Contribuição ao debate crítico sobre o papel das commodities primárias no desenvolvimento latino-americano (2003-2013); Contribution to the critical debate about the role of primary commodities in Latin America development (2003-2013)

Tatiana Ferreira Henriques
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
45.84%
A presente dissertação tem como objetivo estudar o significado do ciclo recente (2003-2013) de expansão de preços das commodities primárias para a América Latina e Caribe, no que diz respeito à inserção comercial externa, tendo em vista os marcos teóricos do (sub)desenvolvimento. Para isso, de um lado, são resgatadas algumas das principais contribuições do pensamento crítico originário latino-americano, especialmente de Raúl Prebisch e Celso Furtado; e, de outro lado, são apontados elementos concretos para qualificar o debate teórico recente acerca da centralidade dos recursos naturais ao desenvolvimento da região: a visão atual da CEPAL sintetizada no paradigma do cambio estructural frente às críticas do reforço da dependência primário-exportadora e do subdesenvolvimento. As evidências empíricas foram obtidas a partir de dados de comércio (SIGCI - CEPAL e UN Comtrade) da região com o mundo e com os seus principais parceiros: Estados Unidos, União Europeia, Mercosul, Japão e, com destaque, a China. De forma generalizada, o que se notou nas economias latino-americanas foi um reforço da especialização exportadora em torno de (algumas poucas) commodities primárias e um rápido incremento da importação de manufaturados de maior intensidade tecnológica. E...

Trabalho e padrão de desenvolvimento : uma reflexão sobre a reconfiguração do mercado de trabalho brasileiro; Labor and development pattern : a reflection about the reconfiguration of the Brazilian labor market

Tiago Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.85%
O estudo ora apresentado pretende colocar em discussão o significado do processo atual de reconfiguração do mercado de trabalho brasileiro, iniciado em 2004, destacando seus principais elementos, determinantes e obstáculos. De modo mais específico, as reflexões presentes nesta tese de doutorado têm como objetivos: a) analisar de que forma a adoção de um novo padrão de desenvolvimento condicionou a dinâmica do mercado de trabalho brasileiro e a sua nova configuração; b) ponderar acerca dos limites intrínsecos à estratégia de crescimento neoliberal na tarefa de superar os traços persistentes de subdesenvolvimento do mercado de trabalho brasileiro; c) e, finalmente, examinar se a reconfiguração em curso representa uma tendência à superação dos problemas estruturais deste mercado de trabalho. Assim sendo, defende-se que, muito embora o excedente de mão de obra, a informalidade, os baixos salários, a alta rotatividade e a desigualdade de rendimentos continuem sendo problemas crônicos, os determinantes estruturais da organização e funcionamento do mercado de trabalho se alteraram decisivamente no capitalismo contemporâneo. Além do mais, a nova divisão internacional do trabalho, as tendências de polarização e precarização do mercado de trabalho e de flexibilização das relações de emprego na Europa alteraram os termos do debate sobre a estruturação do mercado de trabalho e o padrão de emprego desejado...

As políticas habitacionais no subdesenvolvimento : os casos do Brasil, Colômbia, México e Venezuela (1980/2013); Housing polices in underdeveloped countries : Brazilian, Colombian, Mexican and Venezuelian cases (1980/2013)

Beatriz Tamaso Mioto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
55.57%
A produção de moradias constitui-se numa importante atividade para a acumulação capitalista e num dos focos de conflito ao redor da apropriação do espaço. Isso exigiu, historicamente, a regulação estatal por diversos meios, entre eles, as políticas habitacionais. Ainda que seja algo presente em todas as formações sociais, a maneira pela qual se dá a produção e a regulação do setor nos diferentes espaços depende fundamentalmente do padrão de acumulação em curso. Diante desse pressuposto metodológico, o objetivo do trabalho é, à luz da teoria crítica do subdesenvolvimento, analisar as atuais características e limites das políticas habitacionais no continente latino-americano. Diante da variedade de experiências em curso, a discussão será centrada nas políticas do Brasil, Colômbia, México e Venezuela enquanto modelos paradigmáticos da produção da cidade. Constata-se que, apesar das similitudes nos mecanismos institucionais, as principais diferenças entre os programas são: a relação dos esquemas de subsídios e financiamentos; a política fundiária e a relação do Estado com as frações de capital que determinam, em maior ou menor medida, o padrão das políticas dos países. Nesse sentido, a política venezuelana diverge das demais...

Florestan Fernandes : imperialismo e luta de classes na era do capital monopolista; Florestan Fernandes : imperialism and class struggle in the era of monopoly capital

Mariana Conti Takahashi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
55.89%
Esta pesquisa tem como objetivo analisar a questão do imperialismo na produção teórica de Florestan Fernandes no período que 1966-1975. Inserido no debate nacional das décadas de 50 e 60 sobre as condições, possibilidades e limitações para a superação do subdesenvolvimento no Brasil, Florestan Fernandes desenvolve uma crítica ao padrão de modernização próprio ao capitalismo dependente. Para ele, a dominação externa imperialista, que articula interesses econômicos e políticos entre as burguesias externas e internas, é um fator determinante para o tipo de ordem social burguesa que se monta na periferia: iníqua, autocrática e dependente. Assim, Florestan recusa a possibilidade do desenvolvimento capitalista independente e democrático como via possível de superação do subdesenvolvimento para os países dependentes da América Latina e passa a refletir sobre a emancipação dos pobres e oprimidos como um processo de revolução necessariamente anticapitalista e antiburguês.; This research work aims to analyze the issue associated to the imperialism as referred in the theoretical production of Florestan Fernandes in the period of 1966 to 1975. Florestan Fernandes presents a critique inserted on the national debate on the conditions...

Geography and Development

Henderson, J. Vernon; Shalizi, Zmarak; Venables, Anthony J.
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Policy Research Working Paper; Publications & Research
ENGLISH; EN_US
Relevância na Pesquisa
55.86%
The most striking fact about the economic geography of the world is the uneven spatial distribution of economic activity, including the coexistence of economic development and underdevelopment. High-income regions are almost entirely concentrated in a few temperate zones, half of the world's GDP is produced by 15 percent of the world's population, and 54 percent of the world's GDP is produced by countries occupying just 10 percent of the world's land area. The poorest half of the world's population produces only 14 percent of the world's GDP, and 17 of the poorest 20 nations are in tropical Africa. The unevenness is also manifest within countries and within metropolitan concentrations of activity. Why are these spatial differences in land rents and wages not bid away by firms and individuals in search of low-cost or high-income locations? Why does economic activity cluster in centers of activity? And what are the consequences of remoteness from existing centers? The authors argue that understanding these issues is central for understanding many aspects of economic development and underdevelopment at the international...

El subdesarrollo como vulnerabilidad

Camacho, Luis
Fonte: Centre de recherche en éthique de l'UdeM (CRÉUM) Publicador: Centre de recherche en éthique de l'UdeM (CRÉUM)
Tipo: Artigo de Revista Científica
ES
Relevância na Pesquisa
46.04%
Although there are several models that seek to understand development, few authors try to characterize underdevelopment under an all-encompassing concept. This is why the notion of vulnerability, as exposed by Goulet in The Cruel Choice (1971), continues to be useful in the analysis of underdevelopment. Firstly, it aids us to understand underdevelopment, but also to see the relationship between development and underdevelopment. In particular, it is important to analyze Goulet's idea of vulnerability of those who have power as a necessary condition for the development of both the powerless and the powerful.

Do estruturalismo da Cepal à teoria da dependência: continuidades e rupturas no estudo do desenvolvimento periférico; From the ECLAC\'s structuralism to the dependency theory: continuities and ruptures in the study of peripheral development

Dias, Marcelo Francisco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
O presente trabalho busca contribuir na discussão do tema do desenvolvimento e subdesenvolvimento da América Latina, a partir de duas das mais importantes elaborações teóricas já feitas sobre o assunto, o estruturalismo da Cepal e a teoria da dependência. Busca-se fazer uma revisão crítica e sistemática sobre o surgimento, a evolução, e os desdobramentos analíticos e normativos dessas duas grandes escolas do pensamento latino-americano. Em especial, visa explorar as continuidades e rupturas teóricas e metodológicas, em primeiro lugar, entre as interpretações estruturalistas e as interpretações da escola da dependência, e em segundo lugar, entre as distintas vertentes desta última. Argumenta-se que, em ambos os casos, o padrão de continuidade é muito mais proeminente do que se supôs no debate inicial ou de que presume boa parte da literatura especializada, tanto em relação às virtudes, isto é, pensar o desenvolvimento periférico de acordo com suas especificidades histórico-estruturais, quanto, sobretudo, em relação às suas insuficiências, vale dizer, a determinação econômica dos fenômenos políticos e sociais.; This study aims to contribute to the discussion on the issue of the Latin America development and underdevelopment...

Obstáculos à inovação na indústria brasileira de software e serviços de TI; Obstacles to innovation in brazilian software and IT services industry

Rebeca Bulhões Bertoni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.67%
O objetivo fundamental desta dissertação é mostrar, a partir de uma radiografia da Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI (IBSS), os obstáculos que impedem que esta indústria se desenvolva. Pretende-se fornecer evidências que apontem para a incapacidade das empresas brasileiras de internalizarem o processo de inovação. Desse modo, o trabalho constata, por meio de análise empírica, a existência de obstáculos estruturais à introdução e difusão de progresso técnico. As políticas públicas recentes executadas para a IBSS demonstram desconhecimento a respeito de quais seriam as especificidades desta indústria no Brasil. Infere-se que a crença na possibilidade de convergência das trajetórias de desenvolvimento dos países por meio do processo de `catching-up¿ permanece presente nas políticas voltadas para a ciência, tecnologia & inovação no país. Ainda que as políticas públicas tenham estimulado a adoção de um modelo `terciário exportador¿, à imagem do indiano, a evolução do setor caminhou em direção a um processo de crescente `commoditização¿ voltado para o mercado interno. Neste processo, a flexibilização e precarização do trabalho tornaram-se estratégias fundamentais para a minimização dos custos de produção...

Desenvolvimento capitalista tardio e questão agrária : o estruturalismo de Prebisch e Furtado e o marxismo de Kautsky e Lenin; Late capitalism development and agrarian question : Prebisch and Furtado's structuralism and Kautsky and Lenin's marxism

Carlos Henrique Goulart Árabe
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.66%
Esta tese analisa a chamada questão agrária sob o ponto de vista de teorias do desenvolvimento capitalista tardio. As duas teorias tomadas como referência são o estruturalismo latino-americano, que tem sua origem na Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), e o marxismo clássico, que se desenvolve no período imediatamente seguinte ao desaparecimento de Marx e Engels, entre o final do século XIX e a primeira década do século XX. A questão agrária é analisada em cada teoria. E cada enfoque é analisado na sua evolução histórica. O conceito de época histórica é considerado importante para uma compreensão mais ampla dos marcos teóricos presentes em cada elaboração. Ambas teorias são objeto de uma análise comparativa através de temas que atravessam cada enfoque. Dentre eles, tem destaque a relação entre formas de propriedade, relações sociais de produção e progresso técnico. Também se destaca a relação entre a questão agrária e o Estado, entendido como expressão de relações políticas e econômicas de dominação de classes. A modernização capitalista é considerada como tendência econômica, cuja consolidação está condicionada à iniciativa do Estado. Os autores analisados são Raúl Prebisch...

Subdesenvolvimento sustentável? Velhas e novas contradições na periferia do capitalismo

Ávila,Jorge Luís Teixeira; Monte-Mór,Roberto Luís de Melo
Fonte: Editora 34 Publicador: Editora 34
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
45.86%
This paper addresses the concept of sustainable development and, more particularly, its applicability in underdeveloped economies when analyzing reciprocal effects between economic organization and environmental issues. It also addresses the relationships between development and underdevelopment, from an ecological economics' approach, and its theoretical implications regarding the concept of sustainable development. We conclude that the specificities of Latin American economies, when compared to those economies of developed countries, also entail, beyond economical disparities, the existence of strong antagonisms from an environmental standpoint, which are recurrently ignored by most of the interpretations concerning sustainable development.

The origins of economic inequality between nations: An historical synthesis of Western theories on development and underdevelopment.

Ramirez-Faria, C.B
Fonte: London School of Economics and Political Science Thesis Publicador: London School of Economics and Political Science Thesis
Tipo: Thesis; NonPeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em //1990 EN
Relevância na Pesquisa
55.93%
This dissertation examines Western views on the relations between the West and the rest of the world in order to discover explanations for the origins of the economic inequalities between nations as manifested in the contemporary division between the developed and the underdeveloped countries. This research is focussed on three distinct chronological and intellectual phases: 1) "perception of differences" (from classical Antiquity to the 18th century); 2) Eurocentrism and the anti-imperialist reaction (19th century and up to World War II); and 3) capitalist "developmentalism" and the Marxist general theory of economic imperialism (after WWII), The first two phases trace the sources and the evolution of the concepts underlying the theories analysed in the third part, which is the principal and most extensive of the three. The third phase also includes an investigation of the most recent reactions within the developmentalist and the Marxist camps against, respectively, the so-called orthodoxy of development economics and dependency theory. It synthesizes contemporary research on the development of West European capitalism insofar as it sheds light on long-term influences on the appearance of underdevelopment. Aside from the systematic discussion and criticism of the theories themselves...

Satellite communications: the political determination of technological development, 1961-1975

Wasserman, Edward Jay
Fonte: London School of Economics and Political Science Thesis Publicador: London School of Economics and Political Science Thesis
Tipo: Thesis; NonPeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em /10/1979 EN
Relevância na Pesquisa
45.97%
The thesis sets forth a model relating political contention to technological development. The selective realisation of a technical potentiality is shown to have been determined by conflict and negotiation among shifting alliances of state and private-industrial entities, each attempting to impose its requirements upon an emergent technology and thereby to dictate the precise form and pace of technical development. The 'course of communications satellite development is examined during the technology's formative period from 1961 to 1975--as the product of struggles over technological control. Negotiation centered upon control, and contending modes of technical development were promoted and opposed on the basis of their perceived consequences upon the distribution of effective control over the technology. The initial mode of satellite development lasted from 1961 to 1971 and is characterised as pre-emptive underdevelopment; urgency and haste were combined with tight constraints on the qualitative breadth allowed to technological articulation. Pre-emptive underdevelopment derived from an uneasy political accommodation struck among constituencies dominant during this phases the U.S. government, American communications carrier industry and a Western European intergovernmental bloc. The reigning compromise was directed toward expediting satellite development sufficiently to forestall rival deployments without endangering existing and anticipated interests in both satellite and competitive technologies. Technical development beneath a minimum level risked undermining the regime of control by leaving open the possibility of rival satellite systems; but development beyond a maximum level would have harmed the outstanding industrial and political interests in whose defence control was sought...

The solidary economy and the socioeconomic development through microcredit; A economia solidária e o desenvolvimento socioeconômico por meio do microcrédito

Vasconcelos Fernandes, Fernanda
Fonte: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política Publicador: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
45.85%
The politics of Microcredit as means of externalization of the Solidary Economy, and consequently, as the institute foundation of socioeconomic development are elements critical to leveraging the integration of population in the scenario of the Capitalist System, from a standpoint of commitment to the humanization and development of a society justice and solidarity, according to Brazilian Federal Constitution of 1988. Law is a legitimizing pillar of microcredit, particularly in the expression of two of its most relevant aspects: the principle of solidarity and the right to economic development. Microcredit is configured as means of assuaging the economic and social underdevelopment, especially as a factor in valuing man work. Thus, it is not configured with ephemeral policies that aim only to silence the social catastrophes for a short time, without worrying about its real and intriguing origin. By demonstrating the interconnection between Law, Economics Solidarity, Socio-economic Development and Microcredit, it is synthesized the manner in which this entanglement is conceived and implemented, characterizing it as an extremely effective way to work in the scourge of underdevelopment, especially in respect to the embodiment of human dignity...