Página 1 dos resultados de 1370 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

O impacto do desmatamento no ciclo hidrológico: um estudo de caso para a rodovia Cuiabá-Santarém; The impact of the ongoing deforestation on the hydrological cycle: a case study of the Cuiabá-Santarém highway

Rosolem, Rafael
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.5%
Este trabalho buscou quantificar alguns impactos no ciclo hidrológico, especialmente o padrão de precipitação, decorrentes do desmatamento regional nas proximidades da rodovia Cuiabá-Santarém (BR-163), por meio de um experimento numérico de simulação da atmosfera com o modelo RAMS (Regional Atmospheric Modeling System), na versão brasileira (Brazilian RAMS – BRAMS), com alta resolução (célula de 16x16 km). Foi utilizado um cenário de desmatamento, provido por modelos empíricos de desmatamento, para o ano de 2026, numa situação sem governância, com um tempo de simulação de 40 dias entre 20 de Outubro a 30 de Novembro. Os dados de forçamento na fronteira utilizaram a reanálise do NCEP para o ano de 2002. Houve uma redução média de 7% do padrão de chuva na região após o desmatamento, na área perturbada, e não houve efeitos substanciais nas regiões além da fronteira de desmatamento como um todo. Porém, a distribuição heterogênea do uso da terra induziu à formação de uma célula térmica, sobre a região desmatada, que resultou em uma certa variabilidade espacial da chuva próxima ao setor de desmatamento. Uma célula térmica induziu o levantamento de massa (por convergência) aproximadamente acima da região desmatada...

O desmatamento desigual na Amazônia brasileira: sua evolução, suas causas e conseqüências sobre o bem-estar; The unequal deforestation in the Amazonian Region: its evolution, causes and consequences on the welfare

Prates, Rodolfo Coelho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.54%
A presente tese analisa o desmatamento na Amazônia brasileira, evidenciando que o mesmo é desigual entre os estados e procura discutir, por meio da análise interpretativa e econométrica, as causas desse desmatamento desigual, bem como avaliar os impactos sobre o bem-estar se o desmatamento for reduzido. A tese está organizada na forma de três artigos, seguindo modelo não tradicional autorizado pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz". O primeiro artigo, intitulado o Processo de Desenvolvimento da Amazônia e o seu Desmatamento, analisa - com base na revisão da literatura existente e por meio da análise de dados secundários, e realizando uma análise histórica desde a colonização portuguesa - as etapas de desenvolvimento da região amazônica e sua associação com a prática do desmatamento, destacando as políticas públicas que fomentaram o desenvolvimento da região e o atual avanço de sistemas produtivos, orientados pelo estímulo econômico. Demonstra-se que o desenvolvimento da Amazônia, citados como as principais causas do desmatamento e estimulados em boa parte por políticas econômicas, é um processo desuniforme no tempo e no espaço, gerando o desmatamento desigual entre os estados que compõem essa região e dentro de cada estado. O segundo artigo...

Impactos econômicos da limitação do desmatamento no Brasil; Economic impacts of limiting deforestation in Brazil

Cabral, Caroline de Souza Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
O fenômeno de aquecimento do planeta, conhecido como "Efeito Estufa", é um dos fenômenos de degradação ambiental mais alarmante. Países que mais emitem os gases de efeito estufa (GEEs) têm, portanto, sofrido forte pressão internacional para que reduzam tais emissões. No caso do Brasil, grande atenção é voltada à questão do desmatamento, um dos maiores responsáveis pelas emissões de dióxido de carbono. Com isso, o país se comprometeu a reduzir suas emissões entre 36,1% e 38,9% em relação às emissões projetadas para 2020. Para conseguir isso, foi promulgada a Lei nº 12.187, que regula que uma das medidas a serem tomadas é a redução de 80% do desmatamento na Amazônia Legal e de 40% do desmatamento no Cerrado. Assim como o aquecimento global, a produção de alimentos também é um dos maiores desafios do mundo moderno. Mais uma vez, Brasil tem um papel fundamental nesta questão, organizações como a OCDE e a FAO afirmam que o Brasil é o país com maior potencial de aumentar a produção agrícola. Ademais, a importância da produção de alimentos para o Brasil é reforçada pelo fato de que o agronegócio é um setor fundamental da economia brasileira tanto em termos de geração de renda quanto para promoção de divisas. Uma questão importante é como a agropecuária brasileira será impactada diante da redução no desmatamento da Amazônia e do Cerrado. Uma hipótese é que frear o desmatamento resultaria em redução significante na produção agropecuária...

Amazônia Legal e o estado de Mato Grosso: dois ensaios sobre o processo de convergência espacial para o desmatamento

Teixeira, Rudolph Fabiano Alves Pedroza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 142 f. : il., mapas, gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Economia - FCLAR; Com o crescimento econômico das nações e a ampliação dos setores primário, secundário e terciário, questões sobre o processo de degradação ambiental passaram a receber cada vez mais atenção da sociedade. Uma das questões mais relevantes diz respeito ao desmatamento de biomas que contêm vasta biodiversidade animal, vegetal e mineral. A Amazônia Legal brasileira, a área “verde” mais importante do planeta, vem sofrendo um forte processo desmatamento desde a década de 1970, principalmente pela rápida expansão da agricultura, da pecuária e da extração madeireira. Entretanto, independentemente dos fatores responsáveis pelo desmatamento, um processo que aqui foi investigado é a convergência do desmatamento. Ou seja, buscou-se verificar se localidades com elevadas taxas de desmatamento em um período inicial estão convergindo ao longo do tempo para níveis similares ao de localidades com menor grau de desmatamento. Para tanto, foi feita uma análise sobre o processo de desmatamento não só da Amazônia Legal brasileira, como também do estado de Mato Grosso. Isso se justifica pelo fato desse estado possuir mais de um terço dos municípios com os maiores valores de “desmatamento acumulado” no Brasil...

Expansão da fronteira agropecuária e a dinâmica do desmatamento florestal na Amazônia Paraense; Expansion of agricultural frontier and the dynamics of deforestation forest in the Amazon of state Pará

André Cutrim Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
A presente Tese de Doutorado se propõe a investigar e discutir teoricamente os principais fatores responsáveis pela dinâmica do desmatamento florestal na Amazônia paraense, numa perspectiva de abordagem realizada por intermédio da Nova Economia Institucional. A hipótese básica desta Tese é de que a expansão da fronteira agropecuária é o elemento condutor do fenômeno do desmatamento florestal na Amazônia paraense, sendo que esse avanço da fronteira agropecuária carrega, também, outros fatores que estão ligadas diretamente ao avanço do progresso econômico capitalista, tais como: crescimento econômico (PIB), construção de estradas, incremento do rebanho bovino, estrutura fundiária concentrada, especulação sobre o preço da terra, crédito rural, Instituições, mecanismos de governança, entre outros. No entanto, a principal atividade causadora de desmatamento florestal na Amazônia paraense é a pecuária de corte em regime extensivo. Nesse contexto, a econometria espacial será uma ferramenta de extrema importância para mensurar, a partir dos resultados obtidos no modelo econométrico espacial, os efeitos que o desmatamento florestal vem provocando na Amazônia paraense, bem como a especificidade de cada um...

Uso de técnicas de análise multivariada para a predição de desmatamento na Amazônia : o modelo "AMAZON-PD"

Damião, Darcton Policarpo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2007.; Dono da maior floresta tropical do mundo, o Brasil tem envidado grandes esforços, conduzidos em setores diversos da sociedade, dirigidos para mitigar os efeitos do desmatamento na Amazônia. Esta tese propõe um estudo de predição de desmatamento na Amazônia, por meio de técnicas de análise multivariada, mais especificamente um modelo de regressão logística. Dadas as características da região, o uso de dados de sensoriamento remoto de média resolução, organizados e modelados em sistemas de informação geográfica, constitui uma prática cada vez mais consagrada. Neste caso, buscou-se levantar as relações espaço-temporais existentes entre variáveis biofísicas identificadas em uma única cena Landsat, localizada no município de São Félix do Xingu, Sul do Pará, observada em seis datas espaçadas de 1985 a 2004. Assim, o modelo de Análise Multivariada Aplicada a Zoneamento para Predição de Desmatamento (AMAZON-PD) foi formulado, testado e validado. Para tanto, na etapa de pré-processamento, os dados foram divididos em quatro classes – floresta, não-floresta, hidrografia e desmatamento – tomando-se por base os procedimentos metodológicos desenvolvidos pelo INPE para o PRODES DIGITAL. Em seguida...

Amazônia em crise : o avanço do desmatamento nos grandes jornais do Brasil

Carvalho, Clarissa Presotti Guimarães
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2009.; O presente estudo avalia a cobertura do desmatamento da Amazônia brasileira feita pelos jornais de circulação nacional do País. Para tanto, foram selecionadas matérias de três jornais impressos (Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e O Globo), especificamente em três períodos de divulgação das taxas de desmatamento: 2005, 2007 e 2008. Por meio da análise de conteúdo, foi realizada uma avaliação quantitativa considerando os seguintes aspectos: o universo de notícias veiculadas, as fontes de informação consultadas, os grupos de atores citados, os temas considerados, os focos principais e as causas do desmatamento abordadas. Observou-se uma oscilação no número de matérias entre os períodos analisados e uma diferenciação da cobertura dos jornais pesquisados. Em 2008, houve uma intensificação da cobertura pela imprensa, respondendo cerca de 60% do universo de matérias analisadas. A concentração da discussão aconteceu principalmente na Folha de São Paulo e no Estado de São Paulo, responsáveis por mais de 80% da amostra no período de 2008. As fontes de informação governamentais prevalecem amplamente nos textos pesquisados...

Os principais fatores do desmatamento na Amazônia (2002-2007) : uma análise econométrica e espacial

Santos, Renato Prado dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2010.; A presente dissertação identificou os fatores que guardam maior correlação estatística com as taxas anuais de desmatamento na Amazônia Legal, no período compreendido entre os anos de 2002 e 2007, os processos de territorialização, desterritorialização e reterritorialização (TDR) passíveis de identificação com os dados utilizados e a descrição analítica das políticas públicas de controle e combate ao desmatamento. Partindo primeiramente da definição inequívoca de uma região geográfica para a análise e do conceito do desmatamento a ser empregado, a identificação dos fatores começou por um conjunto de variáveis independentes encontradas na revisão bibliográfica, que foram priorizadas por meio de análises econométricas. A identificação dos processos de TDR foi alcançada pela espacialização em Sistema de Informações Geográfica (SIG) das variáveis de maior correlação com as taxas de desmatamento. Os resultados mais pertinentes da análise econométrica indicam que a pecuária continua a ser um forte elemento explicativo do desmatamento para toda a Amazônia Legal, seguido muito de perto pelos fatores populacionais e com maior distanciamento pela área plantada de soja. A análise espacial em SIG demonstrou que a expansão da fronteira amazônica está em plena marcha...

Determinantes do desmatamento na Amazônia brasileira

Vasconcelos, Pedro Guilherme de Andrade
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2015.; A Amazônia, maior bioma de floresta úmida do mundo, contém quase 50% da biodiversidade conhecida do planeta e o maior manancial de água doce, que corresponde aproximadamente a um quinto das reservas mundiais. Entretanto, o uso sustentável deste bioma está ameaçado por vários fatores, e o desmatamento é seu principal problema. Este trabalho aborda o desmatamento da floresta amazônica brasileira, em especial busca os determinantes deste processo, utilizando-se para essa finalidade séries de dados temporais do desmatamento e de diversos fatores socioeconômicos, compreendendo o período de 1990 a 2012. A metodologia utilizada submeteu os dados obtidos à análise estatística de correlação seguida da aplicação da análise multivariada discriminante com o método stepwise. Os resultados obtidos apontaram que em ordem de importância as variáveis determinantes do desmatamento são: Bovinos, Malha Viária, População, Extração da Madeira e Área de Lavoura. Por fim, a partir das discussões foram relacionados alguns mecanismos com potencial para combater o desmatamento. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The Amazon rainforest is the largest biome in the world...

Causas do desmatamento no Brasil e seu ordenamento no contexto mundial

Arraes,Ronaldo de Albuquerque e; Mariano,Francisca Zilania; Simonassi,Andrei Gomes
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
Este trabalho busca prover algumas respostas a questões persistentes nas agendas de pesquisadores do meio ambiente sobre o desmatamento no Brasil, notadamente na região amazônica, cuja taxa de devastação florestal recente ultrapassa uma área de 20.000 km² por ano. Objetiva-se testar a eficácia da ação de órgãos públicos fiscalizadores, bem como os efeitos de fatores socioeconômicos sobre as causas do desmatamento. Inicialmente, comparam-se as taxas de desmatamento acumuladas em 749 municípios da Amazônia Legal com as taxas de desmatamento de 130 países ao longo do período 1988-2002. Ipeadata, IBGE e Inpe forneceram as informações sobre as características político-socioeconômicas e ambientais dos municípios. A partir de três níveis ordenados de desmatamento com observações mundiais fornecidas pelo World Development Indicators - WDI (2006) do Banco Mundial, referentes à ordenação dos graus de desenvolvimento dos países, a aplicação de um modelo de escolha discreta multinomial ordenado permitiu extrair as seguintes conclusões: a presença de um órgão ambiental oficial em cada município é eficaz na redução do desmatamento, tornando os níveis de desmatamento equiparados aos níveis dos países desenvolvidos. Aumento do nível educacional...

Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia

Rivero,Sérgio; Almeida,Oriana; Ávila,Saulo; Oliveira,Wesley
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
Na Amazônia Brasileira a principal atividade responsável pelo desmatamento é a pecuária. Esse trabalho analisa a evolução das causas imediatas do desmatamento da Amazônia, utilizando-se de regressões lineares com dados em painel. O modelo avalia a contribuição dos principais usos do solo na região ao desmatamento, de 2000 a 2006. Dados do PRODES de desmatamento, o número de cabeças bovinas de 782 municípios da Amazônia e área plantada de culturas perenes e temporárias foram utilizados para essa análise. O resultado mostrou que o desmatamento é fortemente correlacionado com a pecuária. A soja também aparece positivamente correlacionada com o desmatamento. Esta tendência é reforçada pelo crescimento nacional e internacional da demanda de carne. Políticas públicas eficazes para a redução do desmatamento devem, portanto, agir nas causas subjacentes da expansão da pecuária reduzindo a força dos processos que produzem a sua expansão na fronteira do desmatamento.

Desmatamento na bacia do Alto Paraguai no Brasil.

SILVA, J. dos S. V. da; ABDON, M. de M.; MORAES, J. A. de.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE GEOTECNOLOGIAS NO PANTANAL, 3., 2010, Cáceres, MT. Anais... Campinas: Embrapa Informática Agropecuária; São José dos Campos: INPE, 2010. Publicador: In: SIMPÓSIO DE GEOTECNOLOGIAS NO PANTANAL, 3., 2010, Cáceres, MT. Anais... Campinas: Embrapa Informática Agropecuária; São José dos Campos: INPE, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 458-467.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.46%
O objetivo deste trabalho é analisar o desmatamento do Pantanal e seu entorno no Brasil nos últimos 30 anos. Para isso foram recuperados dados sobre desmatamento de cinco épocas distintas entre 1976 e 2008 em diferentes recortes. Tais mapeamentos originaram-se de diversas fontes, porém as imagens de satélite foram a base da interpretação. Utilizando SIGs, estes mapeamentos foram convertidos em cinco mapas contínuos de áreas desmatadas da bacia do Alto Paraguai no Brasil (BAP). São apresentadas áreas desmatadas em cada uma das épocas em diversos limites: BAP (planície e planalto), BAP (MT e MS), BAP (biomas: Pantanal, Cerrado e Amazônia). Quando se considera o Pantanal como a planície de inundação, o desmatamento no período passou de 635 km2 para 16.798 km2, com um aumento de 26,5 vezes; considerando o Pantanal como Bioma, o desmatamento passou de 971 km2 para 22.959 km2, com um aumento de 23,6 vezes; na bacia o desmatamento passou de 11.417 km2 para 148.200 km2, com um aumento de 13,0 vezes. No entanto, apesar dos mais altos aumentos de desmatamento ocorrerem na planície do Pantanal, esta possui a menor proporção de desmatamento em relação a sua área, com 12,14%, seguida pelo Bioma do Pantanal com 15,19% e pela bacia com 40...

Impacto do desmatamento da Caatinga sobre a comunidade microbiana do solo

Pereira, Vera Lúcia; Yano-Melo, Adriana Mayumi (Orientadora); Malosso, Elaine (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
A região semiárida do nordeste brasileiro é ocupada por uma vegetação de fisionomia variada, adaptada às condições de aridez, denominada caatinga. A Caatinga vem sendo gradativamente impactada pelo desmatamento e uso inadequado dos recursos naturais. Ainda são práticas comuns no preparo da terra para a agropecuária, o desmatamento e as queimadas, que contribuem para desequilibrar o clima, piorar a qualidade do solo e prejudicar a manutenção de populações presentes. Embora grande volume de trabalhos sobre monitoramento da qualidade do solo, envolvendo variados cenários ambientais e de manejo sejam relatados, pouca ênfase é dada à degradação dos solos em regiões secas. Considerando que a atuação dos micro-organismos do solo pode contribuir para a qualidade edáfica, objetivou-se comparar a atividade microbiana em solos sob caatinga nativa e após o desmatamento. Coletas de solo foram realizadas em área sob caatinga nativa (T0), e com 60 (T1), 106 (T2) e 160 (T3) dias de desmatamento, no município de Petrolina, Pernambuco. Avaliaram-se: atividade enzimática, carbono da biomassa microbiana, respiração microbiana, quociente metabólico, ergosterol no solo e estrutura da comunidade microbiana por DGGE. O carbono da biomassa microbiana (CBM) teve maiores valores em T3 e a fosfatase ácida foi significativamente maior em T0. Com o resultado da análise multivariada foram formados três grupos envolvendo os períodos amostrais. O primeiro foi formado pela caatinga nativa (T0)...

A distribuição de uma espécie incomum: a utilização de modelos baseados em nicho ecológico para predizer a distribuição futura do desmatamento na amazônia brasileira; The distribuition of uncommon species: the use of ecological niche models to predicte the future distribuition of deforestation in brazillian amazon

Souza, Rodrigo Antônio de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais (PRPG); Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
The Amazon forest is being cleared, burned, fragmented and over-exploited at unprecedented scales. As important as the punishment for environmental crimes, it is the prevention. This requires the identification of deforestation facilitators and deforestation mitigators, beyond the knowledge of where the combination of these factors makes it more likely the occurrence of deforestation. If there is a combination of conditions that increase the deforestation probability in a particular area, it is possible estimate potential areas of new deforestation using Ecological Niche Modeling (ENM). The main objective of this study is to test the efficiency of ENMs to define potential areas of deforestation in the Brazilian Amazon. In the last chapters, we raise the factors relevant to the current deforestation and that can be inputs for modeling. For this, we test the relationship between size of farms, government custody areas, agricultural technification and law enforcements with deforestation. In later chapters we use ENMs, first considering an area in western Brazilian Amazon and comparing with other models established in the literature. Subsequently, we consider the entire Brazilian Amazon and check the ENM efficiency along the deforestation frontier gradient of the municipalities. Potential areas created from the ENM...

A influ?ncia do Arco do Desmatamento sobre o ciclo hidrol?gico da Amaz?nia

BELTR?O, Josivan da Cruz
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Este trabalho buscou quantificar algumas altera??es no ciclo hidrol?gico da Amaz?nia propiciadas pelo desmatamento da regi?o, principalmente devido ? faixa conhecida como "Arco do Desmatamento". Neste sentido, foram realizados experimentos num?ricos utilizando o modelo BRAMS (Brazilian Regional Atmospheric Modeling System) tendo o submodelo de vegeta??o din?mica GEMTM (General Energy and Mass Transport Model) a ele acoplado. Foram investigados os impactos causados pelo Arco do Desmatamento atual em rela??o ? floresta intacta, bem como as futuras modifica??es, causados pelo avan?o do desmatamento at? o ano de 2050. Como condi??es de contorno na superf?cie para o modelo BRAMS, foram usados cen?rios oriundos de modelos emp?ricos de desmatamento para os anos de 2002 e 2050. Os resultados mostraram que o avan?o do Arco do Desmatamento at? 2050 tem uma complexa rela??o com as vari?veis analisadas. Por exemplo, a precipita??o apresentou distribui??o espacial heterog?nea, com ?reas de anomalias positivas e negativas que se mostraram coerentes com as anomalias de outras vari?veis, como a evapotranspira??o e a diverg?ncia de umidade. Tamb?m foram encontradas algumas ?reas que evidenciaram as poss?veis influ?ncias dos grandes rios e topografia da regi?o sobre essa precipita??o. Os balan?os de radia??o e energia tamb?m foram afetados pelo desmatamento...

A ocorr?ncia de mal?ria em quatro munic?pios do estado do Par?, de 1988 a 2005, e sua rela??o com o desmatamento

PARENTE, Andressa Tavares; SOUZA, Everaldo Barreiros de; RIBEIRO, Jo?o Batista Miranda
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
O objetivo deste trabalho foi estudar a ocorr?ncia de mal?ria em quatro diferentes regi?es representativas do estado do Par?, buscando suas poss?veis rela??es com as taxas de desmatamento. Foi realizado um estudo retrospectivo, com dados secund?rios, no per?odo de 1988 a 2005, atrav?s de casos de mal?ria registrados em quatro munic?pios do Estado (Anaj?s, Itaituba, Santana do Araguaia e Viseu), como tamb?m das taxas de desmatamento fornecidas pelo PRODES-INPE. Aplicou-se a t?cnica dos Quantis para se estabelecer cinco categorias ou classes de incid?ncia da mal?ria para cada munic?pio, sendo gerado posteriormente um IPA representativo para o Estado. De 1988 at? 1994, as curvas de incid?ncia de mal?ria acompanham os n?meros de desmatamento. A partir de 1995, evidenciaram-se anos consecutivos com altos ?ndices de ocorr?ncia da doen?a logo ap?s os per?odos de altas taxas de desmatamento, como registrado nos anos de 1995, 2000 e 2004. Percebeu-se que ap?s a ?poca de intenso desmatamento, os casos de mal?ria variaram entre alto e muito alto no seu padr?o de incid?ncia, apontando que o desmatamento pode ser um fator de incremento na frequ?ncia e aumento no n?mero de pessoas infectadas no estado do Par?.; ABSTRACT: The purpose of this paper is to study occurrence of malaria in four different regions of the state of Par? and its possible relationships with deforestation rates. A retrospective study using secondary data from 1988 to 2005...

Pecu?ria e desmatamento: uma an?lise das principais causas diretas do desmatamento na Amaz?nia

RIVERO, S?rgio Luiz de Medeiros; ALMEIDA, Oriana Trindade de; SILVA, Saulo Cristiano ?vila da; OLIVEIRA, Wesley Pereira de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Na Amaz?nia Brasileira a principal atividade respons?vel pelo desmatamento ? a pecu?ria. Esse trabalho analisa a evolu??o das causas imediatas do desmatamento da Amaz?nia, utilizando-se de regress?es lineares com dados em painel. O modelo avalia a contribui??o dos principais usos do solo na regi?o ao desmatamento, de 2000 a 2006. Dados do PRODES de desmatamento, o n?mero de cabe?as bovinas de 782 munic?pios da Amaz?nia e ?rea plantada de culturas perenes e tempor?rias foram utilizados para essa an?lise. O resultado mostrou que o desmatamento ? fortemente correlacionado com a pecu?ria. A soja tamb?m aparece positivamente correlacionada com o desmatamento. Esta tend?ncia ? refor?ada pelo crescimento nacional e internacional da demanda de carne. Pol?ticas p?blicas eficazes para a redu??o do desmatamento devem, portanto, agir nas causas subjacentes da expans?o da pecu?ria reduzindo a for?a dos processos que produzem a sua expans?o na fronteira do desmatamento.; ABSTRACT: Cattle Ranching is the main causes of deforestation in the Brazilian Amazon region. This paper analyses the proximate causes of deforestation using linear regressions with panel data. The model evaluates the contribution of the main land uses for deforestation from 2000 to 2006. Deforestation data from INPE-PRODES...

Avaliação do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal: PPCDAm: 2007-2010; Evaluation of the Action Plan to Prevent and Control the Deforestation in the Brazilian Amazon: PPCDAm: 2007-2010

Maia, Heliandro; Hargrave, Jorge; Gómez, José Javier; Röper, Monika
Fonte: Seminário de Avaliação do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm) (2011 out. : Brasília, DF) Publicador: Seminário de Avaliação do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm) (2011 out. : Brasília, DF)
Tipo: Slides / Apresentações
PT-BR
Relevância na Pesquisa
47.27%
Trabalho apresentado no Seminário de Avaliação do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm) (2011 out. : Brasília, DF), traz a avaliação do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm), realizada conjuntamente por uma equipe composta de membros do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal) e da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, entre outubro de 2010 e julho de 2011, a convite do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e da Comissão Executiva do PPCDAm, coordenada pela Casa Civil da Presidência da República.; 45 p. : il.; This work presents an evaluation of the Action Plan for Prevention and Control of Deforestation in the Brazilian Legal Amazon (PPCDAm), jointly produced by a team composed of members of the Institute for Applied Economic Research (IPEA), the Economic Commission for Latin America and the Caribbean (ECLAC) and the German Development Cooperation by the Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, between November 2010 and July 2011, in response to an invitation by the Ministry of the Environment (MMA) and the Executive Committee of the PPCDAm...

O Desmatamento amazônico e o ciclo econômico no Brasil

Pereira, Rodrigo Mendes; Góes, Geraldo Sandoval
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim Regional, Urbano e Ambiental - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O artigo proporciona um conjunto de aspectos empíricos do desmatamento da floresta Amazônica. Eles partem do pressuposto de que há correlação entre o ciclo econômico e o desmatamento da floresta. Adotando um modelo de equilíbrio geral estocástico dinâmico que incorpora o desmatamento, o texto mostra que o desmatamento é um processo com flutuação cíclica, levemente pró-cíclico, mas com baixas correlações com as principais variáveis macroeconômicas; a exceção fica com a exportação, considerada positivamente correlacionada com o desmatamento. Os resultados apresentados demonstram que o desmatamento, ao entrar na função de produção da economia, também causa perda de bem-estar ao agente representativo. Os autores sugerem um caminho de pesquisa a ser seguido: melhor calibragem do modelo, com valores de parâmetros compatíveis com a economia brasileira, e simulações com choques tecnológicos e choques específicos do uso de produtos da floresta na produção de bens.; p. 61-67

Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia

Rivero, Sérgio; Almeida, Oriana; Ávila, Saulo; Oliveira, Wesley
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Na Amazônia Brasileira a principal atividade responsável pelo desmatamento é a pecuária. Esse trabalho analisa a evolução das causas imediatas do desmatamento da Amazônia, utilizando-se de regressões lineares com dados em painel. O modelo avalia a contribuição dos principais usos do solo na região ao desmatamento, de 2000 a 2006. Dados do PRODES de desmatamento, o número de cabeças bovinas de 782 municípios da Amazônia e área plantada de culturas perenes e temporárias foram utilizados para essa análise. O resultado mostrou que o desmatamento é fortemente correlacionado com a pecuária. A soja também aparece positivamente correlacionada com o desmatamento. Esta tendência é reforçada pelo crescimento nacional e internacional da demanda de carne. Políticas públicas eficazes para a redução do desmatamento devem, portanto, agir nas causas subjacentes da expansão da pecuária reduzindo a força dos processos que produzem a sua expansão na fronteira do desmatamento.