Página 1 dos resultados de 2511 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

Adolescentes em risco social : a expressão dos processos de identificação no método de Rorschach; Teenagers at social risk : the expression of the identification process in the Rorschach method.

Soldatelli, Maria Isabel dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
Tendo em vista a importância da família para o adolescente, especialmente das figuras parentais, este estudo buscou compreender o processo de identificação de adolescentes em risco social, participantes de um programa de promoção social de Organização não governamental - ONG. A escolha dos sujeitos se deu através de critérios de inclusão que seguiram as referências existentes na literatura acerca das situações de risco social. O grupo de sujeitos é composto de dez adolescentes com idade entre 15 e 18 anos de idade, cinco do sexo feminino e cinco do sexo masculino. Foram utilizadas entrevistas e o Método de Rorschach como instrumentos de investigação psicológica. Utilizamos entrevistas semi-dirigidas com os adolescentes e seus pais ou responsáveis, e entrevistas livres com os educadores e coordenadores da ONG. A análise dos dados, quantitativa e qualitativa, seguiu as referências teóricas do sistema francês do Rorschach. Os resultados evidenciam uma defasagem entre os grupos de gênero no que se refere aos processos de identificação: enquanto a maioria dos adolescentes do sexo masculino apresenta falhas no processo de individuação, com uma imaturidade em seu desenvolvimento afetivo e sexual, as adolescentes demonstram ter consolidado o processo de identificação primária...

Emoções morais e gratidão : uma nova perspectiva sobre o desenvolvimento de jovens que vivem em situação de risco pessoal e social

Paludo, Simone dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.08%
O presente estudo visou a investigar a influência dos diferentes contextos na expressão das emoções morais e da gratidão na vida cotidiana de adolescentes que vivem em situação de risco. O Estudo I avaliou os relatos de episódios emocionais sobre alegria, nojo, pena, desprezo, culpa, vergonha e raiva indicados como significativos na vida de 33 adolescentes em situação de rua e 27 adolescentes que vivem em situação de pobreza com suas famílias e mantém contato estável com a escola, da cidade de Porto Alegre, com idades entre 11 e 16 anos e de ambos os sexos. A análise dos episódios emocionais apontou um total de 639 relatos envolvendo as sete emoções investigadas e não verificou diferença significativa quanto à média de relatos citados pelos grupos, revelando que o risco não impediu o desenvolvimento de aspectos positivos. Os resultados indicaram que à medida que aumentou a freqüência e a intensidade do risco e da adversidade e diminuiu a presença estável de responsáveis na trajetória dos adolescentes diferentes temáticas afetivas e morais foram apresentadas. Os dados mostraram que a percepção de prejuízo e a falta de cuidado orientaram as avaliações morais. O Estudo II visou a investigação da disposição para experenciar gratidão de 856 adolescentes...

Concepções de adolescentes sobre a escola: do risco à proteção

Camargo, Luciene dos Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 161 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
55.96%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação - FCT; A presente Dissertação de Mestrado se insere na Linha de Pesquisa “Processos Formativos, Diferença e Valores, que tem se preocupado em realizar estudos interdisciplinares sobre processos formativos históricos, culturais, sócio-educativos e psicológicos implicados na produção de práticas educativas, e de forma particular, em uma vertente comprometida com aspectos da sexualidade infanto-juvenil, desenvolvimento humano e situação de risco pessoal e social, inclusão/exclusão social e escolar nos processos educativos ligada aos estudos realizados no LDH – Laboratório de Desenvolvimento Humano da FCT/UNESP. A pesquisa tem como objeto de estudo as percepções de adolescentes estudantes de escolas públicas de Presidente Prudente, com idade entre 14 e 18 anos, acerca de escola em que estudam. Considerando os poucos estudos que relacionem a construção de mecanismos de resiliência em adolescentes com processos escolares, acredita-se que olhar para a perspectiva do próprio sujeito em questão se faz necessário para compreender a forma como este sujeito tem atribuído sentidos a estes processos e os impactos causados por eles em sua constituição subjetiva. Estudos como este podem contribuir para a reflexão sobre a forma como a escola tem agido na vida dos adolescentes...

Sexualidade dos adolescentes e VIH/SIDA : conhecer para educar

Lopes, João Carlos Fernandes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
A ONUSIDA elege, como aposta fundamental para conter a propagação do VIH/SIDA, a mobilização dos jovens no sentido de adoptarem comportamentos seguros que deverão manter ao longo da vida. Neste contexto, a escola surge como o palco privilegiado para desenvolver acções tendentes à prevenção do VIH/SIDA, uma vez que é o espaço onde os adolescentes passam a maioria do seu tempo. Para que os programas vejam aumentada a sua potencial eficácia, devem ser o mais específicos possível, pelo que o seu desenho deverá fundar-se no conhecimento da realidade dos sujeitos a que se destinam. Tendo presente este postulado, o nosso estudo, de natureza descritiva e exploratória, assumiu os seguintes objectivos: aceder a um conhecimento aproximado dos conhecimentos, atitudes e comportamentos dos adolescentes face à sexualidade; identificar condicionantes que podem aumentar o risco de aquisição do VIH nos adolescentes; contribuir para a construção de programas de prevenção do VIH/SIDA mais dirigidos e específicos; e contribuir para a promoção da saúde sexual dos adolescentes. A análise dos resultados indica que, globalmente, os inquiridos possuem boa informação sobre conhecimentos médicos/científicos e sobre comportamentos de risco e de protecção...

Empowerment dos adolescentes numa sexualidade saudável e responsavel

Apolinário, Ana
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Relatório de Estagio apresentado para a obtenção do grau de Mestre na especialidade de Enfermagem Comunitaria; O relatório que se apresenta, descreve o estágio realizado, no âmbito do curso de Mestrado de Enfermagem de Saúde Comunitária, na opção da realização de um estágio profissional, cujo título é o empowerment dos adolescentes numa sexualidade saudável e responsável, A sua estrutura pretende dar visibilidade à intervenção de enfermagem comunitária desenvolvida na unidade de cuidados na comunidade de Coruche para a aquisição de competências de enfermeira especialista em enfermagem comunitária e de saúde pública. Descreve as oportunidades de aprendizagem, que favoreceram o desenvolvimento de competências no âmbito do planeamento em saúde, através da implementação de um projeto de intervenção de saúde comunitária num grupo de adolescentes que frequentavam o ensino profissional na escola profissional de Coruche. Prioriza a área da educação sexual como um determinante em saúde, desenvolve a promoção do empowerment dos adolescentes para uma sexualidade saudável e responsável, através de intervenções de enfermagem, utilizando metodologias dinâmicas centradas no adolescente e no grupo. O enquadramento teórico e metodológico utilizado teve por base o modelo ecológico de Bronfenbrenner...

Desenvolvimento sócio-moral : raciocínio dos adolescentes sobre o consumo de substâncias ilícitas

Santos, Dória Livramento Pinto Neves dos
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica da Saúde e da Doença, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010; Objectivos: O objectivo deste estudo é investigar o raciocínio sócio-moral dos jovens adolescentes sobre o consumo de substâncias ilícitas. Pretende-se compreender as significações dos jovens adolescentes sobre este tema e conhecer quais as mudanças de desenvolvimento, ao nível do raciocínio sócio-moral, sobre o consumo de drogas. Metodologia: Foi utilizado o método da entrevista individual semi-estruturada. Este método permite ter acesso aos argumentos espontâneos dos jovens elicitados por meio da entrevista clínica. A amostra é constituída por 31 jovens adolescentes (16 do sexo masculino e 15 do sexo feminino) estudantes do ensino público regular. Os jovens têm idades compreendidas entre os 13 e os 19 anos. Resultados: Os resultados mostram que as principais significações dos jovens sobre os motivos para o consumo de substâncias ilícitas se relacionam com a influência dos pares, quer na forma de pressão dos mesmos, quer através da necessidade de afirmação no grupo de amigos. A análise desenvolvimentista permite-nos verificar que as significações dos jovens são classificadas sobretudo no nível 2 e no nível 3 de desenvolvimento. Estes dados estão de acordo com o conhecimento de que o estádio 3 é o mais comum durante a adolescência (Kohlberg...

Bem-estar psicológico e recursos contextuais e pessoais em adolescentes de uma escola particular portuguesa

Carvalho, Nuno Alexandre da Camera Archer de, 1977-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.11%
Dissertação de mestrado, Educação (Área de especialização em Formação Pessoal e Social), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2015; Enquadramento: A escola é um contexto privilegiado para a promoção do desenvolvimento positivo dos adolescentes. Duas linhas de investigação têm investido numa abordagem compreensiva do desenvolvimento. A primeira, no âmbito da psicologia positiva, dos modelos de bem-estar e da eudaimonia, enfatiza a multidimensionalidade do bem-estar e é conhecida como bem-estar psicológico. A segunda, no âmbito das teorias sistémicas do desenvolvimento e do Positive Youth Development, identifica um conjunto de forças do contexto (recursos externos) e do próprio adolescente (recursos internos), conhecidos como recursos de desenvolvimento pessoal ou “developmental assets”. Objetivos: Aprofundar a investigação teórica e empírica do bem-estar psicológico e dos recursos de desenvolvimento, externos e internos, permitindo um maior conhecimento dos alunos e melhor compreensão do potencial da escola no desenvolvimento dos adolescentes. Método: A amostra incluiu 201 alunos do 6º, 9º e 11º ano de uma escola particular de Lisboa; como instrumentos de avaliação, foi utilizada a escala “EBEP-Adolescentes” (Fernandes...

Saúde e adolescência : hábitos e comportamentos dos adolescentes que frequentam clínica privada no concelho do Barreiro

Maia, Ana Cristina Sequeira Bento
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
55.97%
Dissertação de Mestrado em Ciências da Saúde na especialidade Educação para a Saúde; Sabendo-se que muitos comportamentos nocivos para a saúde são adquiridos na adolescência, colocou-se a questão de saber qual a opinião que os adolescentes têm da sua saúde, assim retratando-se os hábitos e os comportamentos de uma população de indivíduos jovens residentes na margem sul do Tejo, mais precisamente na cidade do Barreiro abrangendo as freguesias: Verderena, Alto do Seixalinho, Quinta da Lomba, Palhais, St. António da Charneca, Cabeço Verde, Baixa da Banheira, Alhos Vedros e Moita, estes jovens frequentam clínica privada no concelho do Barreiro (UMB – Urgência Médica do Barreiro) onde decorreu o estudo. Para a elaboração deste trabalho usou-se um questionário à semelhança do adaptado de um estudo realizado em 2002 pela equipa do Projecto Aventura Social e Saúde, H.B.S.C. – Health Behavior of School Aged-Children. O presente estudo traduz-se pelo desenvolvimento biopsicossocial, dos adolescentes, delimitado pela faixa etária (12 -19) anos, onde se faz uma abordagem da influência que o meio (grupo, família) se repercute nos jovens, uma vez que é durante o processo da adolescência que estes estão mais vulneráveis às influências externas; esse padrão de influência pode traduzir: Sentimentos de frustração e alteração da imagem corporal...

Caracterização do desenvolvimento motor de lactentes de mães adolescentes

Oliveira,Andiara Schmidt; Chiquetti,Eloá Maria dos Santos; Santos,Heloisa dos
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.06%
Este estudo objetivou caracterizar o desenvolvimento motor e as oportunidades ambientais de lactentes de mães adolescentes, bem como comparar o desenvolvimento motor dos lactentes que moram com as avós com o desenvolvimento dos que moram apenas com os pais. Participaram do estudo 17 lactentes de mães adolescentes. Os instrumentos utilizados foram um questionário contendo informações sobre o lactente e a mãe, o Affordance in the Home Environment for Motor Development - Infant Scale (AHEMD-IS) e a Escala Motora Infantil de Alberta (Alberta Infant Motor Scale - AIMS). Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, pelo testes de Pearson e U de Mann-Whitney, considerando-se estatisticamente significativos valores de p<0,05. Os resultados mostraram que a maioria dos lactentes filhos de mães adolescentes (58,82%) apresentou um desenvolvimento motor normal, sendo que, na comparação entre os grupos, observou-se diferença significativa de desempenho motor das crianças que moram com avós. Em relação às oportunidades ambientais analisadas por meio do AHEMD-IS, todas as residências apresentaram baixa oportunidade para o desenvolvimento motor. Em conclusão, apesar de a maioria das crianças apresentarem normalidade no desenvolvimento motor...

Qualidade do sono, higiene do sono, crenças disfuncionais sobre o sono, e temperamento em adolescentes : estudo exploratório com adolescentes entre os 13 e os 19 anos

Gomes, Monalisa Pina
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
55.99%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015; O sono desempenha um papel importante no desenvolvimento físico e emocional dos adolescentes (Del Ciampo, 2012). As perturbações de sono na adolescência são um problema com uma prevalência significativa (Mindell & Owens, 2010). As suas consequências interferem no bem-estar e no desenvolvimento saudável desta população (Hamilton, 2009). É atualmente reconhecida a pertinência do estudo dos determinantes do sono na adolescência. Esta investigação teve como primeiro objetivo descrever o padrão de sono, avaliar a perceção de qualidade do sono, a higiene do sono, as crenças disfuncionais em relação ao sono, e a relação entre o temperamento e o sono, numa amostra comunitária de adolescentes portugueses. Foram ainda consideradas como variáveis independentes o controlo parental da hora de deitar e a perceção de problemas de sono. Num segundo objetivo foi considerado o estudo das associações entre as variáveis. Como terceiro objetivo pretendeu-se avaliar a contribuição das variáveis para a qualidade do sono. Foram utilizadas as versões portuguesas de 4 questionários: a escala de Autoavaliação da Qualidade do Sono na Adolescência - AQSA...

Relação entre coping, bem-estar psicológico e satisfação com a vida, numa população de adolescentes

Dias, Maria Catarino
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
55.95%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; O principal objetivo deste estudo passa por compreender de que forma o nível de desenvolvimento na adolescência influencia a utilização de determinadas estratégias de coping, bem como averiguar qual o papel do género na utilização das mesmas. Pretende-se, ainda, compreender de que forma as estratégias de coping se relacionam com o bem-estar psicológico e com a satisfação com a vida, bem como analisar de que forma estas últimas variáveis se relacionam entre si. Objetivo desta investigação é, também, analisar as qualidades psicométricas dos instrumentos de avaliação utilizados. Para tal, foi utilizada uma amostra de 445 adolescentes, dos quais 204 pertenciam ao género feminino e 241 ao género masculino, com idades compreendidas entre os 10 e os 18 anos, que responderam a três instrumentos de avaliação: o Child Perceived Coping Questionnaire (CVCQ), a Escala de Bem-Estar Psicológico (ESBE) e a Escala de Satisfação com a Vida (ESV). Os resultados demonstram que, tal como em estudos anteriores, a EBEPA e a ESV apresentam-se como ferramentas úteis para o estudo do bem-estar psicológico e da satisfação com a vida...

Estudo dos Hábitos de Risco dos Adolescentes

Bento, Carmen; Lopes, José Carlos; Milheiro, Conceição
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.96%
A adolescência é um período do desenvolvimento humano caracterizado pelo gosto especial pelo desconhecido e pelo desejo de se exceder a si próprio levando por vezes a estilos de vida perigosos.Objectivos: Conhecer os hábitos de risco dos adolescentes de duas escolas de Coimbra.Caracterização do estudo: Transversal e descritivo.Material e métodos: Aplicação de um questionário aos adolescentes com idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos, de duas escolas de Coimbra (Básica e Secundária). As variáveis estudadas foram; idade, sexo, hábitos alimentares e desvios mais frequentes, hábitos alcoólicos, tabágicos, drogas ilícitas e sexualidade.Resultados: A amostra é constituída por 277 adolescentes. Foram excluídos 13 adolescentes por terem idade superior a 19 anos. 20% dos adolescentes inquiridos fazem 3 refeições. 1% dos inquiridos ingerem carne ou peixe uma vez por semana, 5% ingerem fruta menos que uma vez por semana e 11% ingerem leite raramente. 5,5% dos inquiridos ingerem refeições rápidas diariamente. 1/3 da população inquirida considera-se gorda ou muito gorda; e 5% destes adolescentes fazem dieta constantemente e os mais novos provocam mais frequentemente o vómito. A experiência em álcool, tabaco e drogas ilícitas é proporcional à idade dos adolescentes. A actividade sexual é mais frequente nos adolescentes mais velhos sendo o preservativo o método contraceptivo mais usado. Ocorreu gravidez em 5% do casos.Conclusões: A maior parte dos adolescentes inquiridos possuem hábitos alimentares adequados. Quanto aos comportamentos de risco...

Vivências dos adolescentes com doença hemato-oncológica na fase diagnóstica: Estudo de cariz fenomenológico

Figueira, Sónia Maria de Matos
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.04%
Este trabalho teve como objetivo compreender as vivências dos adolescentes com doença hemato-oncológica na fase diagnóstica. Tratou-se de uma investigação empírica de tipo qualitativo, de cariz fenomenológico interpretativo, seguindo o método processual de Giorgi (1958). Foram entrevistados nove adolescentes, dos 15 aos 18 anos, com doença hemato-oncológica, em tratamento na unidade de oncologia pediátrica de um hospital especializado da zona centro de Portugal. Dos dados emergiram três temas centrais relativos ao fenómeno em estudo: antecipando uma doença grave; confrontando-se com a notícia do diagnóstico e entrando na doença como contingência existencial. Os adolescentes sentem que vivenciam a doença oncológica de forma particular, devido à fase de desenvolvimento em que se encontram. Eles percebem o diagnóstico como ameaçador às suas expectativas, planos e sonhos, confrontando-se com a ameaça de finitude como contingência pessoal. A doença é sempre compartilhada com os pais, embora a presença destes nem sempre seja percebida como desejável. Foram identificadas, ainda, por via indutiva, vivências relacionais significativas associadas ao cuidar nessa fase, relativas aos profissionais de saúde, amigos...

Maus-tratos, resiliência e desenvolvimento moral: uma investigação ecológico-cognitiva com adolescentes institucionalizados.

Santos, Patrícia Maria Correia dos
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.08%
No presente estudo, visamos investigar a configuração das interações entre maus-tratos, processo de resiliência e desenvolvimento do juízo moral em adolescentes colocados em Lares de Infância e Juventude, na sequência de uma Medida de Acolhimento Institucional de acordo com a Lei n.º 147 de 1 de setembro de 1999 (alínea f). O objetivo principal do presente estudo consiste em analisar o modo como os processos de resiliência e o desenvolvimento do juízo moral de adolescentes acolhidos em Lares de Infância e Juventude são afetados pela vivência passada de maus-tratos intrafamiliares e pela experiência de institucionalização. Pretendemos igualmente identificar outros fatores de risco e fatores de proteção e elucidar o seu impacto sobre o nível de resiliência e o desenvolvimento cognitivo-moral dos sujeitos. No estudo empírico, utilizou-se uma metodologia mista, incluindo instrumentos de recolha e análise de dados quantitativos e qualitativos, a fim de possibilitar a articulação entre a construção subjetiva de sentido (a autointerpretação das vivências) e a comparação de resultados mensuráveis de processos sociocognitivos. A amostra inclui, no estudo quantitativo, um grupo de adolescentes institucionalizados (N=30) e um grupo de comparação constituído por adolescentes não institucionalizados (N=32)...

Parentalidade positiva e a prevenção de condutas de risco em adolescentes; o papel do criminólogo

Corvo, Jéssica Carolina Delgado
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
55.99%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de licenciada em Criminologia; A parentalidade positiva integra o conjunto de funções atribuídas aos pais para educarem os filhos baseadas no melhor interesse da criança e no desenvolvimento de um relacionamento positivo. Os pais procuram, acima de tudo, proporcionar o melhor para os seus filhos, no entanto, por diversos fatores, transformações e diversas fontes de tensão que a sociedade vai exigindo, estes por vezes acabam por se centrar mais propriamente nas necessidades da própria sociedade do que nas dos seus próprios filhos. A ausência de uma parentalidade positiva é, portanto, reconhecida como uma das principais causas do desenvolvimento de condutas de risco nos adolescentes. O objetivo deste estudo é conhecer melhor o fenómeno da parentalidade positiva e a sua relação com o desenvolvimento de condutas de risco em adolescentes, apostando em estratégias de intervenção, de modo a realizar uma prevenção mais eficaz. Para tal procedeu-se à elaboração de uma revisão bibliográfica, propondo-se a realização de um estudo recorrendo a um inquérito por questionário junto de três grupos de pais que integram um programa de competências parentais promovido pela Associação de Solidariedade Social Mouta Azenha Nova. O papel do Criminólogo é fundamental neste fenómeno...

A proteção integral dos adolescentes internautas

Silva, Rosane Leal da
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.03%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito.; Este trabalho se propõe a analisar o sistema de proteção integral vigente no Brasil diante dos novos desafios que são apresentados pela crescente interação de adolescentes no espaço virtual - ciberespaço, que tornam insuficientes as respostas tradicionalmente empregadas pelas instituições - família, sociedade civil e Estado - encarregadas de sua proteção. O desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicação, em especial a Internet, permitiu o ingresso dos adolescentes na sociedade informacional e estes atores, na condição de nativos digitais, se valem dos recursos tecnológicos para livremente acessar informações, bens culturais, desfrutar de entretenimento e manter comunicação com pessoas dos mais variados lugares. Ao lado das inúmeras vantagens que a utilização das tecnologias oportuniza aos adolescentes, também se descortinam sérios riscos, muitas vezes provocados pela própria forma de atuação desses atores sociais. Dentre os inúmeros riscos, destaca-se a possibilidade de fragilização das relações sociais em razão da prioridade conferida à quantidade de contatos...

Empowerment dos adolescentes na alimentação saudavel

Simões, Eva
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.96%
Relatório de Estágio apresentado para a obtenção do grau de Mestre na Especialidade de Enfermagem Comunitária; O presente relatório insere-se no Curso de Mestrado de Enfermagem de Saúde Comunitária, na opção estágio de natureza profissional objeto de relatório final. Pretende o mesmo, dar visibilidade à intervenção de enfermagem comunitária desenvolvida e às estratégias mobilizadas durante o estágio na Unidade de Cuidados na Comunidade de Coruche para aquisição de competências de enfermeira especialista em enfermagem comunitária e de saúde pública. Dando cumprimento às etapas do processo de planeamento em saúde, foi desenvolvido um projeto de intervenção de enfermagem comunitária num grupo de adolescentes do 12ºano da Escola Secundária de Coruche para promover o seu empowerment na alimentação saudável, utilizando como estratégias principais a educação pelos pares e a criação de ambientes favorecedores de escolhas alimentares saudáveis. No sentido de enquadrar a prática clínica de enfermagem na evidência mais atual, e porque o percurso formativo se suporta na via indutiva, procurou-se, pela metodologia científica da revisão sistemática da literatura, procurar a melhor evidência para permitir...

Estudo dos estilos de vida dos adolescentes e a perceção da influência do marketing social

Vogado, Teresa
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.06%
O desenvolvimento saudável dos adolescentes é crucial para o bem-estar de qualquer sociedade. Muitos dos comportamentos que fazem parte dos estilos de vida dos adolescentes tais como (alimentação não equilibrada, ausência de atividade física, consumo de bebidas alcoólicas, tabaco e drogas ilícitas e comportamentos sexuais de risco) podem influenciar a sua saúde a curto, médio e longo prazo. Na área da saúde quando se pretende alterar comportamentos dos clientes direcionamo-nos para uma área particular do marketing, o marketing social. A sua influência é uma constante na nossa sociedade sem que o cidadão tenha isso consciencializado, ou seja o marketing social expressa-se no quotidiano de uma forma subtil e permanente. Podendo ser de grande utilidade para os profissionais de saúde na promoção de estilo estilos de vida saudáveis principalmente nos adolescentes, que devido ao seu crescimento e desenvolvimento físico, psíquico e social têm características peculiares. Os adolescentes estando muito mais suscetíveis a aderir à mudança de comportamentos e aos incentivos e ensinos provenientes do marketing social, hospitais, família, escolas, e sociedade. Como objetivos desta investigação destacam-se: identificar a existência de comportamentos de risco nos adolescentes que frequentam a consulta de adolescentes do Centro Hospitalar Médio Tejo – Unidade de Abrantes (CHMT-Abrantes) e analisar a perceção de campanhas de marketing social nos estilos de vida dos adolescentes. Os informantes chaves desta investigação foram os adolescentes dos 12 aos 18 anos que frequentam a consulta de adolescentes do Centro Hospitalar Médio Tejo-Abrantes. Constatou-se que a maioria dos adolescentes apresenta estilos de vida saudáveis e que um grupo menor assume ter comportamentos de risco. Foi exequível aferir que a maioria dos inquiridos tem uma perceção positiva dos anúncios de prevenção de comportamentos de risco. O marketing social revela-se uma abordagem essencial para a promoção de estilos de vida saudáveis e a médio longo prazo permite obter ganhos em saúde.

A dança interagindo no desenvolvimento da corporeidade dos adolescentes das escolas da rede pública do município de Sombrio

Rosa, Vanessa Silveira da
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.08%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Licenciatura no curso de Educação Física da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; A dança como atividade prática pedagógica tem grande valor no desenvolvimento do ser humano, pois possibilita a ele expressar-se, interagir, comunicar-se e entre outros fatores que fazem com que este se desenvolva em um todo. Este estudo trás como tema, a dança interagindo no desenvolvimento da corporeidade dos adolescentes das escolas da rede pública do município de Sombrio/SC, com o propósito de compreender a influência que a dança possui no desenvolvimento dos alunos, que benefícios ela proporciona em sua participação nas oficinas de dança e se estes alunos quando estão participando compreendem o seu verdadeiro sentido e valor. Abordamos como problema: qual a influência da dança no desenvolvimento da corporeidade dos adolescentes das séries finais do ensino fundamental que participam das oficinas de dança das escolas da rede pública do município de Sombrio? O objetivo geral do estudo é: Compreender a influência da dança no desenvolvimento da corporeidade dos adolescentes das séries finais do ensino fundamental que participam das oficinas de dança das escolas da rede pública do município de Sombrio. As interrogantes científicas deste trabalho são as seguintes: Como a dança proporciona a interação entre os alunos? Como os estudantes podem expressar seus sentimentos por meio da dança? A fundamentação teórica traz alguns autores como Piaget (1967)...

Desafios para reorganização do processo de trabalho e articulação de redes na atenção à saúde sexual e reprodutiva de adolescentes no Vale do São Francisco

Sampaio, Juliana; UFCG; Carneiro dos Santos, Roseléia; Ferreira da Silva, Anna Cléa
Fonte: Editora da UFPR Publicador: Editora da UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
A Atenção Básica da Saúde no Brasil é organizada, prioritariamente, pela Estratégia de Saúde da Família (ESF) e deve desenvolver ações democráticas e participativas nos espaços coletivos, dentre elas as direcionadas à atenção dos adolescentes. Partindo desta prerrogativa, o presente trabalho tem como objetivo tecer algumas reflexões sobre os desafios para a articulação de redes sociais na implantação de novas modalidades de cuidado à saúde sexual e reprodutiva de adolescentes. Para tanto, foi desempenhada uma pesquisaação (MORIN, 2004), com o suporte teórico do Construcionismo Social (SPINK; MEDRADO, 1999), na qual foram realizadas oficinas de trabalho com 72 profissionais de saúde objetivando o desenvolvimento de 128 rodas de conversas sobre sexualidade com cerca de 240 adolescentes, autorizados por seus pais ou responsáveis. Para construção das redes de cuidado, foram articuladas 7 escolas municipais, 1 escola militar, 1 CRAS, 1 ONG dirigida a jovens e 1 igreja católica. Os resultados indicam diversas dificuldades para o desenvolvimento de ações em saúde com adolescentes e sobre sexualidade. Tais dificuldades envolvem desde o perfil dos profissionais de saúde...