Página 1 dos resultados de 153 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Revisão da literatura acadêmica brasileira sobre a gestão de operações em desastres naturais com ênfase em logística humanitária

Bertazzo, Tabata Rejane; Brito Junior, Irineu de; Leiras, Adriana; Yoshizaki, Hugo Tsugunobu Yoshida
Fonte: Rio de Janeiro Publicador: Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Desastres têm sido cada vez mais frequentes no mundo, atingindo populações residentes de áreas urbanas e rurais e provocando danos de ordem material e imaterial. A gestão de operações em desastres e, em especial, a logística humanitária são fundamentais para minimizar o sofrimento das vítimas afetadas em todas as fases dos desastres. O presente artigo busca identificar as contribuições acadêmicas nacionais sobre gestão de desastres e logística de operações humanitárias, através de uma revisão da literatura brasileira e de uma comparação com os resultados obtidos na revisão da literatura internacional realizada por Peres et al. (2012), com o intuito de identificar os desafios e oportunidades de pesquisas; Disasters have been frequent in the world, hitting urban and rural populations and causing both material and immaterial damages. Disaster operations management and, in particular, humanitarian logistics are crucial to minimize victim suffering in all phases of disasters. This paper aims to identify the national academic contributions on disaster management and humanitarian logistics operations by reviewing the Brazilian literature and by comparing its results with those obtained in an international literature review conducted by Peres et al. (2012). The goal is to identify challenges and research opportunities

Metodologia para tomadas de decisão no âmbito de riscos sócio-ambientais em áreas urbanas: desmoronamentos e enchentes em assentamentos precários na bacia do Córrego Cabuçu de Baixo - SP.; Methodology for decision taken in the field of socio-environmental risks at urban areas: landslides and flooding in poor settlements on drainage basin of Cabuçu river -SP - Brazil.

Marino, Tiago Badre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.3%
De acordo com levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT, os acidentes graves relacionados com deslizamentos atingem de forma recorrente um número relativamente pequeno dos 5.563 municípios brasileiros, girando em torno de 150 os que tiveram vítimas fatais nos últimos 17 anos. Os municípios mais vulneráveis localizam-se nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco, Alagoas, Bahia e Espírito Santo, localidades, na maioria dos casos, habitadas por pessoas de baixa renda, tornando-se, por conseguinte, expostas a catástrofes ambientais constantes (inundações devido ao assoreamento dos rios e erosão dos solos, os incêndios causados por instalações elétricas problemáticas, deslizamentos de terras, causadas por encostas irregulares e descalçamentos, entre outros). A Bacia Hidrográfica do Córrego Cabuçu de Baixo é um típico exemplo do que aconteceu em muitas cidades brasileiras. É uma bacia em acelerado processo de urbanização, mas ainda em condições para o controle, se bem administrada pelos seus gestores. Este trabalho objetiva a criação de mapeamentos que retratem avaliação positiva das condições ambientais (que pode ser chamado de "potencial") ou negativa (genericamente chamados de "risco" ambiental). Estes mapeamentos...

Refugiados ambientais: em busca de reconhecimento pelo direito internacional; Environmental refugees: in search of recognition by international law

Ramos, Érika Pires
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.48%
A presente tese tem como pano de fundo a crescente preocupação com os impactos das alterações no meio ambiente global e objetiva a análise da dimensão humana dessas mudanças, que emergem do cenário de insegurança, riscos e incertezas acentuado com o recente debate internacional sobre mudanças climáticas. A ocorrência cada vez mais frequente de desastres ambientais e a progressiva degradação de recursos ambientais essenciais, comprometendo gravemente a vida e a segurança de indivíduos, grupos e comunidades inteiras em todo o mundo, a ponto de inviabilizar a sobrevivência em seus locais de origem, ensejam novas situações jurídicas que precisam ser reguladas pelo Direito Internacional. Nesse contexto, dois pontos centrais conduzem o presente estudo: a emergência de uma nova categoria de pessoas na ordem internacional e a ausência de proteção jurídica pelos instrumentos internacionais vigentes. As dificuldades em torno do consenso sobre uma definição jurídica e a natureza do regime de proteção, tomando-se como base as normas vigentes de Direito Internacional dos Refugiados, de Direito Internacional dos Direitos Humanos e do Direito Internacional do Meio Ambiente, deixam à mostra as limitações do Direito Internacional Público atual para conferir um tratamento adequado à complexidade do problema em questão. Nesse sentido...

Eventos ambientais adversos no RS : diretrizes para a estruturação da vigilância em saúde nos desastres naturais e acidentes com produtos perigosos

Heidrich, Rosanne Lipp João
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.61%
A partir do histórico da aproximação das ações entre as áreas de meio ambiente e saúde, com vistas aos efeitos adversos decorrentes dos desastres naturais e acidentes com produtos perigosos, verificou-se a necessidade de estruturação da prevenção em saúde pública Este trabalho enfoca os principais elementos conceituais, no âmbito da vigilância ambiental em saúde, os quais subsidiam a estruturação deste serviço público. São elaboradas diretrizes e proposições para a implantação do serviço em nível estadual, assim como são indicadas as atribuições do núcleo de eventos ambientais adversos na vigilância ambiental em saúde.Buscando aplicar o princípio da integralidade das ações intersetoriais em saúde, verifica-se a importância da ação conjunta em todas as etapas de atendimento aos desastres ambientais e à saúde humana.; Based on historical joint actions of the environmental and health assistance services, concerning the adverse effects of natural disasters and accidents with dangerous products, it was herewith found a building need of the public health prevention. The focus of this work goes trough the conceptual issues, within the competence of the environmental vigilance on health, which are the basis for building up this public service. Main issues and propositions are elaborated to create this service at a state level...

Riscos e desastres ambientais causados por inundações em áreas urbanas: um estudo da paisagem sob a visão sistêmica

Silva, João Paulo Rodrigues Pacheco da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 76 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.35%
For a long time, humankind has lived together with flooding, and lately, those events have grown enormously, in particular, in the urban areas from lots of Brazilian cities. The flooding has been causing uncountable disadvantages to population and to the cities. The present paper aimed to study, through a bibliographic review, the risks and natural disasters caused by those events. Trying to approach their causes and effects under a systemic view it emphasized the landscape point.; Há muito tempo o Homem convive com inundações, e ultimamente, estas têm aumentado dramaticamente em particular nas áreas urbanas de muitas cidades brasileiras, causando inúmeros prejuízos às populações e as áreas atingidas. O presente trabalho objetivou através de uma revisão bibliográfica sobre o assunto, estudar os riscos e desastres ambientais causados por tais eventos. Procurando abordar suas causas e efeitos sob uma visão sistêmica, enfatizando a questão da paisagem.

Vulnerabilidade socioambiental a desastres na bacia hidrográfica do Rio Itacorubi, Florianópolis, SC

Silva, Raquel Carvalho da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 162 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico, Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Florianópolis, 2010; A freqüência e conseqüências de desastres naturais em ambientes urbanos podem ser influenciadas por fatores sociais, econômicos e ambientais que aumentam a vulnerabilidade da sociedade, enfraquecendo a sua capacidade de prevenção à desastres e recuperação após desastres. A identificação espacial da vulnerabilidade socioambiental na Bacia Hidrográfica de Itacorubi, Florianópolis/SC, foi objeto de pesquisa acadêmica realizada durante 2009 e 2010 na Universidade Federal de Santa Catarina. Através da utilização de indicadores sociais, histórico de desastres e ferramentas de geoprocessamento, verificou-se que deslizamentos ocorrem com maior freqüência em áreas onde coexistem vulnerabilidade social e ambiental, e que as inundações ocorrem com maior frequência em áreas onde a vulnerabilidade ambiental é o fator mais importante.; The frequency and consequences of natural hazards in urban environments may be influenced by social, economic and environmental factors that increase the vulnerability of society, weakening its capacity for disaster prevention and disaster recovery. The spatial identification of socio-environmental vulnerability in the Basin of Itacorubi...

Aspectos socioeconômicos e ambientais das inundações no Brasil no período de 2003 a 2006

Cunha, Maria Inez Resende
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.58%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2007.; O presente trabalho apresenta inicialmente a conceituação relacionada à gestão de riscos, desastres e avaliação das suas conseqüências, sob a ótica dos desastres como resultado do desenvolvimento não-sustentável. Apresenta também um breve histórico da defesa civil e da evolução da avaliação de desastres no Brasil até os dias atuais, citando exemplos de alguns países. A abordagem do tema enfatiza os aspectos socioeconômicos e ambientais relacionados às conseqüências das inundações no país. Analisaram-se as perdas provocadas pelas inundações bruscas, graduais e alagamentos, com reconhecimento pelo Governo Federal de situação de emergência ou estado de calamidade pública, nos anos de 2003 a 2006. A análise vai além dos números, não se restringindo aos valores econômicos apurados com o processamento dos relatórios de avaliação de danos. Com esses resultados, se revela a importância das medidas preventivas para o enfrentamento das inundações recorrentes que cada ano atingem mais pessoas. Conclui-se pela necessidade de políticas públicas para a redução de desastres, as quais viabilizem um desenvolvimento duradouro e responsável. Apresentam-se também...

Refugiados ambientais : mudanças climáticas, migrações internacionais e governança global

Claro, Carolina de Abreu Batista
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.37%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2012.; As migrações humanas motivadas por situações de estresse socioambiental não são novidade na história humana, mas, devido à degradação ambiental e à mudança e variabilidade climáticas, elas têm aumentado onsideravelmente nas últimas décadas. A dissertação tem por objetivo relacionar a vulnerabilidade socioambiental às mudanças do clima, tendo por consequência o fluxo mundial de refugiados ambientais. A preocupação é com os refugiados ambientais enquanto migrantes internacionais e não como deslocados internos, uma vez que os imigrantes terão, somadas às dificuldades já enfrentadas pela migração ambientalmente forçada, a dificuldade de serem admitidos e de permanecerem em outros países, além de obstáculos relacionados à língua, cultura e acesso ao mercado de trabalho. Especial atenção é dada à vulnerabilidade socioambiental das ilhas e das regiões costeiras que são afetadas pelas enchentes, especialmente nos casos de Bangladesh e das Ilhas Maldivas, que hoje produzem fluxos consideráveis de deslocados internos, mas, num futuro próximo...

Viver em áreas de risco: tensões entre gestão de desastres ambientais e os sentidos de risco no cotidiano

Spink,Mary Jane Paris
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Este artigo aborda a gestão dos riscos de desastres ambientais na ótica de pessoas em situações de vulnerabilidade. Tem por base as etapas iniciais da pesquisa Viver em área de risco, desenvolvida com o apoio do CNPq. As informações derivam de múltiplas fontes: atividades de uma organização local (Sociedade Santos Mártires); conversas informais com moradores e lideranças comunitárias da região; histórico das legislações sobre a defesa civil brasileira; matérias de jornais sobre desastres na região e extensa revisão bibliográfica sobre o tema. Apoiada em vertentes críticas das teorias sociais de risco, o objetivo é entender os processos por meio dos quais os atores dão sentido aos riscos. São abordados três tópicos: a descrição do território, com foco no conceito de vulnerabilidade socioambiental; a rede complexa de atores que performam risco naquele território; a gestão dos riscos por parte de pessoas com foco na vida cotidiana da comunidade. Os resultados preliminares sugerem que para entender a gestão dos riscos, na perspectiva das pessoas em situação de vulnerabilidade...

Desastres ambientais, a gestão territorial e os municípios brasileiros

Stringuini, Millos Augusto
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.35%
Discorre sobre a adoção pelo Brasil da chamada Gestão Territorial Integrada para o melhor manejo e proteção do meio ambiente. Aponta a necessidade de foco nos municípios brasileiros como forma eficaz de gestão dos recursos naturais e de prevenção de desastres ambientais.

Os desastres ambientais a partir do olhar midi??tico

Teixeira, Dinair Velleda
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.43%
Este artigo busca elucidar como a m??dia narra e representa os imagin??rios de cat??strofes ambientais. Para tanto, toma-se como refer??ncia o resultado de pesquisa de disserta????o de mestrado2, que mostra o processo de constru????o do discurso do jornal Zero Hora (ZH) sobre as mudan??as clim??ticas e, com o objetivo de ampliar a reflex??o sobre essas constru????es, estende-se o estudo, atrav??s de uma an??lise formal e discursiva3, para os enunciados4 sobre esse tema, que foram manchete de capa das revistas ??poca e Veja. A an??lise mostra como as formas simb??licas5 s??o selecionadas e empregadas, assim como indica que tanto o discurso das revistas, como do Zero Hora, apoia-se nos mesmos valores not??cias, de sele????o e constru????o, onde alguns fatos s??o omitidos e outros real??ados, conforme os interesses que permeiam esses discursos. Aponta a rela????o existente entre essas representa????es midi??ticas e outros campos, sobretudo o da educa????o.; This article elucidate how the media tells and represents the imaginary of environmental disasters. For this, take as reference the results of dissertation research, which shows the construction process of the discourse of the newspaper Zero Hora (ZH) on climate change and, with the objective of broadening the debate on these constructions...

Percepção dos riscos e desastres ambientais dos anos de 2008 a 2011 em Jaraguá do Sul - SC

Silva, Felipe Amaro da
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.61%
O Município de Jaraguá do Sul vem sofrendo ao longo dos anos pelos constantes desastres ambientais, nesse estudo priorizaram-se os casos dos anos de 2008 e 2011. Para entender o processo traumático de um desastre buscou-se enfatizar a percepção da população de Jaraguá do Sul frente aos desastres, foram levantados dados com base na percepção e interpretação após um desastre ambiental, e suas diferentes percepções sobre o desastre. Após entendermos a percepção de uma população traumatizada, podemos compreender ao fundo o que é um desastre, juntamente com as teorias estudadas ao longo do tempo sobre essa questão, à percepção vem agregar valores a ciência. O Município localiza-se, em um vale da Serra do Mar que apresenta vulnerabilidade a processos naturais de desnudação que, dadas as condições climáticas, geológicas, geomorfológicas e de ocupação antrópica aumentam o risco de ocorrências de desastres naturais como inundações e movimentos de massa. O município de Jaraguá do Sul declarou situação de emergência em 20 de novembro de 2008 e, posteriormente, estado de calamidade pública, em 14 de dezembro do mesmo ano. Já no ano de 2011, precisamente no mês de janeiro e fevereiro o município entrou em estado de alerta...

Prevenção, preparação e mitigação do risco de desastres naturais : a experiência da Oikos em El Salvador

Alves, Andreia Filipa Pinho
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; Nas últimas décadas tem-se verificado um aumento considerável na frequência e intensidade de desastres naturais. A preocupação daí consequente reflectiu-se na intensificação, desde os anos 70, de reflexões académicas e publicações, resultantes de encontros e conferências, de âmbito nacional e internacional - como as conferências mundiais sobre prevenção de desastres. Nos anos 90, decretada a Década Internacional para a Prevenção de Desastres, deu-se uma transição de paradigma em relação aos desastres naturais: de uma cultura de reacção a uma cultura de prevenção. A cultura de prevenção, através da gestão de desastres, enfatiza a identificação de ameaças e vulnerabilidades, tendo ainda em consideração o nível de capacidade de resposta à redução do risco de desastres (RRD), para medir o impacto de um desastre. Neste quadro encontram-se inseridos programas de redução do risco de desastres a nível mundial, que obtêm financiamento através do programa de preparação de desastres, da Comissão Europeia, designado DIPECHO. A Oikos - Cooperação e Desenvolvimento, a partir de três DIPECHO implementados na micro-região sul, centro e norte de Auachapán (El Salvador)...

Prevenção, preparação e mitigação do risco de desastres : a experiência da Oikos em El Salvador

Alves, Andreia Pinho
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; Nas últimas décadas tem-se verificado um aumento considerável na frequência e intensidade de desastres naturais. A preocupação daí consequente reflectiu-se na intensificação, desde os anos 70, de reflexões académicas e publicações, resultantes de encontros e conferências, de âmbito nacional e internacional - como as conferências mundiais sobre prevenção de desastres. Nos anos 90, decretada a Década Internacional para a Prevenção de Desastres, deu-se uma transição de paradigma em relação aos desastres naturais: de uma cultura de reacção a uma cultura de prevenção. A cultura de prevenção, através da gestão de desastres, enfatiza a identificação de ameaças e vulnerabilidades, tendo ainda em consideração o nível de capacidade de resposta à redução do risco de desastres (RRD), para medir o impacto de um desastre. Neste quadro encontram-se inseridos programas de redução do risco de desastres a nível mundial, que obtêm financiamento através do programa de preparação de desastres, da Comissão Europeia, designado DIPECHO. A Oikos - Cooperação e Desenvolvimento, a partir de três DIPECHO implementados na micro-região sul, centro e norte de Auachapán (El Salvador)...

Refugiados ambientais: qual a identidade das pessoas atingidas por desastres ambientais no direito internacional?

Carneiro, Eliane Elias
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.57%
Nas últimas décadas, as atenções da comunidade internacional se voltaram para as questões relativas ao meio ambiente. Inicialmente a preocupação estava ligada à escassez de recursos naturais e o impacto que isso causaria no desenvolvimento das nações. Logo em seguida restou demonstrado que a ação predatória do homem sobre a natureza era a principal causadora de todas as alterações que estavam ocorrendo no meio ambiente e, mais que isso, as previsões científicas para o futuro revelaram dados alarmantes. Desde então, o desenvolvimento sustentável tornou-se um ideal a ser alcançado. A preservação do meio ambiente conquistou seu espaço nos debates da agenda internacional e o Direito Ambiental Internacional evoluiu como nunca visto antes. Mesmo com todos os instrumentos jurídicos que adotaram compromissos ambientais no plano internacional, os desastres ambientais continuaram acontecendo e em maior intensidade. Nesse contexto, uma nova categoria de pessoas refugiadas emergiu: os denominados “refugiados ambientais”. São vítimas de catástrofes ambientais naturais ou causadas pela ação humana que os obriga a abandonarem seus lares e até mesmo o próprio país em busca de melhores condições de vida ou apenas de sobrevivência. O presente estudo aborda essa nova categoria de pessoas e a ausência de uma tutela jurídica nos instrumentos internacionais capaz de ampará-las. Controvérsias em torno da terminologia adequada e críticas à falta de estatísticas oficiais são razões utilizadas por alguns Estados para dificultarem o reconhecimento de mais uma categoria de pessoas refugiadas. Questões econômicas...

Urbanização, meio ambiente e vulnerabilidade social

Jatobá, Sérgio Ulisses Silva
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim Regional, Urbano e Ambiental - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.46%
O artigo apresenta algumas reflexões introdutórias sobre a relação entre meio ambiente e urbanização e sobre como a degradação ambiental se associa à degradação social, criando situações de risco para populações instaladas em áreas precárias. Em contrapartida, se o ambiente urbano potencializa o risco de desastres ambientais, que afetam com mais intensidade os pobres, também criam oportunidades que melhoram a capacidade de resposta de indivíduos e grupos sociais a estes riscos. Risco e oportunidade, portanto, andam juntos nas cidades, definindo graus diferenciados de vulnerabilidade socioambiental em áreas urbanas.; p. 141-148

Distribuição de eventos, danos humanos e materiais relacionados com desastres hidrológicos no Brasil, 2010-2014

Minervino, Aline Costa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2015.; Introdução: Desastres causam uma grave perturbação envolvendo perdas humanas, materiais, econômicas e/ou ambientais. O presente estudo visa descrever a distribuição de desastres hidrológicos, seus danos humanos em 2010 e 2011 e danos materiais de 2010 a 2014. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo baseado em dados secundários. Para a primeira etapa deste estudo, os dados analisados foram retirados dos Formulários de Avaliação de Danos (AVADANs), e dizem respeito à desastres hidrológicos, do tipo inundações graduais e bruscas, em 2010 e 2011, segundo mês/estação do ano e estado/região de ocorrência, e danos humanos notificados (número de afetados e mortos). Devido aos números pequenos, apenas as taxas de letalidade para inundações bruscas foram estimadas. Na segunda etapa, foram analisados os dados relacionados à desastres hidrológicos do tipo inundação, enxurrada e alagamento, ocorridos no Brasil, de 2010 a 2014, segundo estado e ano de ocorrência e danos materiais notificados no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD) da Secretaria Nacional de Defesa Civil e no Emergency Events Database (EM-DAT) do Centre for Research on the Epidemiology of Disasters (CRED) da Universidade de Louvain...

FIRESIG - SISTEMA DE SUPORTE A TOMADA DE DECISÃO PARA O COMBATE A INCÊNDIOS NO PARANÁ

Deppe, Flavio; de Paula, Eduardo Vedor; Vosgerau, Jackson; Guetter, Alexandre
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.35%
O FIRESIG representa um sistema de suporte a tomada de decisão para o combate a incêndios no Estado do Paraná. O FIRESIG atende as demandas específicas de atividades de monitoramento, prevenção e combate a incêndios. Os usuários institucionais do FIRESIG se referem ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Paraná. O FIRESIG oferece ferramentas para: (i) entrada de dados de focos de calor, índice de vegetação e índice de risco de incêndio, (ii) espacialização, visualização e análise de focos de calor, (iii) identificação de recursos e infra-estrutura disponível para combate aos incêndios, (iv) atualização da base de dados dos recursos disponíveis para o combate aos incêndios, (v) determinação de melhores rotas de acesso aos incêndios. A utilização do FIRESIG reduz o tempo de resposta para o combate aos incêndios e auxilia a montagem de estratégias de combate. O FIRESIG é caracterizado como um sistema de suporte a tomada de decisão, robusto e de baixo custo para combate aos incêndios. Além do mais pode ser adaptado para ser utilizado em outros tipos de desastres ambientais. FIRESIG – DECISION SUPPORT SYSTEM FOR FIRE FIGHT IN PARANÁ Abstract The FIRESIG represents a decision support system for fire fight in the Paraná State. The FIRESIG meets specific demands for monitoring...

The nature’s risk: landscape and risk in the analysis of socioenvironmental disasters; A natureza do risco: paisagem e risco na análise dos desastres socioambientais

Silva Lopes, Alfredo Ricardo; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
The present paper discusses the use of the concept of risk to rethink the notion of landscape, and employs it to study the history of socioenvironmental disasters. In this way, a discussion is produced about the emergence of landscape concept arising from the plastic arts and appropriated by historical studies. The importance of landscape “de-sacralization” is supported by the understanding of a constant exchange between perception and representation in order to define Nature. The Environmental History, in its turn, also considers human interference is important to the landscape construction and transformation. There is a strong anthropic element in the disaster definition because normally the extreme climatic events are featured as disaster when they affect human populations. Due to these issues, the risk perception of new disasters change the environment understanding people have. The Risk Society notion from Ulrich Beck offers a fruitful ground to environmental disasters and uncertainty’s sense discussion in contemporaneous societies.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n30p52O presente artigo discute a utilização do conceito de risco para repensar a noção de paisagem, ao emprega-la pela história para o estudo dos desastres socioambientais. Neste caminho é produzida uma discussão sobre o surgimento do conceito de paisagem oriundo das artes plásticas e apropriado pelos estudos históricos. A importância de “dessacralizar” a paisagem é amparada no entendimento da constante permuta entre percepção e representação para definição da Natureza. A História Ambiental...

Viver em áreas de risco: tensões entre gestão de desastres ambientais e os sentidos de risco no cotidiano

Spink,Mary Jane Paris
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Este artigo aborda a gestão dos riscos de desastres ambientais na ótica de pessoas em situações de vulnerabilidade. Tem por base as etapas iniciais da pesquisa Viver em área de risco, desenvolvida com o apoio do CNPq. As informações derivam de múltiplas fontes: atividades de uma organização local (Sociedade Santos Mártires); conversas informais com moradores e lideranças comunitárias da região; histórico das legislações sobre a defesa civil brasileira; matérias de jornais sobre desastres na região e extensa revisão bibliográfica sobre o tema. Apoiada em vertentes críticas das teorias sociais de risco, o objetivo é entender os processos por meio dos quais os atores dão sentido aos riscos. São abordados três tópicos: a descrição do território, com foco no conceito de vulnerabilidade socioambiental; a rede complexa de atores que performam risco naquele território; a gestão dos riscos por parte de pessoas com foco na vida cotidiana da comunidade. Os resultados preliminares sugerem que para entender a gestão dos riscos, na perspectiva das pessoas em situação de vulnerabilidade...