Página 1 dos resultados de 227 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Padrão facial na dentadura decídua: estudo epidemiológico; Facial pattern in the deciduous dentition: epidemiologic study

SILVA FILHO, Omar Gabriel da; HERKRATH, Fernando José; QUEIROZ, Ana Paula Corrêa de; AIELLO, Carlos Alberto
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.26%
INTRODUÇÃO: é possível definir a morfologia facial e o padrão de crescimento em idade precoce, a partir da dentadura decídua completa. OBJETIVOS: frente à escassez de trabalhos na literatura pertinente ao assunto, a presente pesquisa explora o diagnóstico epidemiológico da face no estágio de dentadura decídua. METODOLOGIA: a amostra foi composta por 2.009 crianças de etnia brasileira, de ambos os gêneros, entre 3 e 6 anos de idade, no período de dentadura decídua completa, de 20 pré-escolas do município de Bauru/SP. RESULTADOS E CONCLUSÕES: baseando-se nos resultados obtidos no levantamento epidemiológico, foi encontrado - na análise em norma lateral - predomínio de crianças Padrão I (63,22%) em relação ao Padrão II (33,10%) e Padrão III (3,68%), não havendo diferenças estatisticamente significativas quanto ao gênero. Na análise em norma frontal, houve predomínio do tipo mesofacial (64,56%) em relação ao dolicofacial (21,90%) e braquifacial (13,54%), sendo que a proporção do tipo braquifacial nas meninas foi significativamente superior em relação aos meninos. Na distribuição dos tipos faciais frontais dentro dos padrões faciais sagitais ficou evidenciada uma manifestação mais freqüente do tipo dolicofacial dentro dos Padrões II e III...

Correlação entre padrão facial e relação sagital entre os arcos dentários no estágio de dentadura decídua: considerações epidemiológicas; Correlation between facial pattern and sagittal relationship between dental arches in deciduous dentition: epidemiological considerations

SILVA FILHO, Omar Gabriel da; QUEIROZ, Ana Paula Corrêa de; HERKRATH, Fernando José; SILVA, Guilherme Ferreira Bibiano
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.26%
OBJETIVO: A inter-relação oclusão e morfologia facial é fundamental para o diagnóstico e planejamento em ortodontia, bem como para determinação do prognóstico de tratamento. De um modo geral, a relação sagital entre os arcos dentários (Classe) tende a refletir o comportamento sagital do esqueleto facial (Padrão). O presente trabalho avalia a correlação entre as características morfológicas sagitais da face (Padrão) e da oclusão (Classe) no estágio de dentadura decídua. METODOLOGIA: A amostra foi composta por 2009 crianças, entre 03 e 06 anos de idade, no período de dentadura decídua completa, de 20 pré-escolas do Município de Bauru - SP. Os resultados demonstraram uma correlação estreita entre o Padrão facial e a Classe. No Padrão I predominou a Classe I (62,99%), seguida pela Classe II (35,82%) e Classe III (1,18%). No Padrão II, a Classe II foi predominante (81,35%) acompanhada de uma incidência baixa de Classe I (18,64%). No Padrão III, a Classe III estava presente em 50% das crianças, seguida pela Classe I, em 48,64%, e Classe II, em 1,35%. RESULTADOS: A expectativa se comprovou. Há uma tendência da Classe acompanhar o Padrão, desde o estágio de dentadura decídua. Isso foi mais explícito no Padrão II. Os resultados também esclarecem que a oclusão guarda alguma independência em relação ao Padrão. CONCLUSÃO: A maior heterogeneidade na distribuição das Classes ficou para os Padrões I e III. No Padrão II...

Estabilidade a longo prazo do tratamento da mordida aberta, com extrações, na dentadura permanente

Beltrão, Rejane Targino Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
A realização deste trabalho teve como objetivo avaliar cefalometricamente a estabilidade da mordida aberta após cinco anos de tratamento, bem como a correlação deste resultado com possíveis alterações esqueléticas e dentárias. Para tanto, foram utilizadas 93 telerradiografias de 31 pacientes, constituindo um único grupo tratado, avaliado em três fases, inicial (T1), final (T2) e no mínimo, cinco anos pós-tratamento (T3). Todos os pacientes apresentaram inicialmente uma mordida aberta anterior maior que 1mm, quando medidos em modelos de estudo, com má oclusão de Classe I e II, em fase de dentadura permanente e que foram tratados ortodonticamente com aparelhos fixos, pela técnica "edgewise", com extrações. Estes pacientes foram selecionados do arquivo da Disciplina de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru - USP e ao serem comparados inicialmente com o grupo controle, apresentaram: planos palatino e mandibular divergentes; ramo mandibular diminuído; altura facial ântero-inferior aumentada; padrão de crescimento acentuadamente vertical; incisivos superiores e inferiores acentuadamente protruídos e apenas os superiores acentuadamente inclinados para vestibular. Todos os resultados foram submetidos à análise estatística...

Características da dentadura mista em crianças brasileiras ; Characteristics of the mixed dentition in Brazilian children

Zanetti, Graciela de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
26.17%
Na época correspondente à fase de dentadura mista, ocorrem grandes alterações nos arcos dentais. Observa -se que é uma fase de intenso crescimento da criança, na qual alguns desvios da normalidade podem se instalar. Sendo papel do Odontopediatra diagnosticar e tratar sempre que possível, as alterações morfológicas e funcionais desta fase de desenvolvimento da dentição. O presente trabalho teve por finalidade, através de exame clínico de uma amostra aleatória de 495 crianças na faixa etária de 7 a 9 anos de idade, residentes na cidade de Londrina – PR, avaliar as características mais freqüentes observadas na fase de dentadura mista cujas variações são extremas devido ao período crítico e repleto de mudanças que se encontra esta fase. Os resultados evidenciaram: presença de mordida aberta, mordida cruzada anterior, mordida cruzada posterior, apinhamento anterior inferior e superior, presença de hábitos e freqüência dos padrões faciais. Através de tabelas e gráficos os resultados foram elaborados ilustrando-se assim a percentagem de prevalência destas características encontradas.Com isto pode-se concluir que inúmeras alterações acontecem nesta fase que não é estática, mas sim dinâmica.; At the time that it corresponds to the period of mixed dentition...

Candidose associada ao uso de prótese total superior: avaliação demográfica, clínica e microscópica; Candidosis associated with the use of maxillary complete denture: demographic, clinical and microscopic evaluation

Pereira, Erika Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.26%
A estomatite por dentadura representa um processo inflamatório na mucosa oral em contato com a resina acrílica da prótese total ou parcial removível, sendo sua etiologia multifatorial, associada com fatores locais e sistêmicos, incluindo a presença de Candida albicans. O presente trabalho teve como objetivo a realização de uma análise demográfica, clínica e microscópica da candidose, associada ao uso da prótese total superior, nas formas atrófica, hiperplásica papilar e associada à hiperplasia fibrosa inflamatória. Para este fim, as amostras dos arquivos do laboratório de Anatomia Patológica do Departamento de Estomatologia - Área de Patologia - da Faculdade de Odontologia de Bauru, da Universidade de São Paulo, foram avaliadas microscopicamente, por meio das colorações de Hematoxilina e Eosina, Grocott de prata e Periodic Acid Schiffer (PAS), em comparação à mucosa normal de palato, oriunda de pacientes não usuários de prótese total ou removível superior. Foram resgatadas todas as informações contidas nas fichas clínicas correspondentes às amostras. As amostras de candidose bucal, independente do grupo, foram provenientes principalmente de indivíduos idosos, com médias variando de 51 a 60 anos, do gênero feminino e raça branca. Em alguns casos...

Avaliação do posicionamento de caninos superiores permanentes na fase da dentadura mista em relação à largura do arco dentário e ao espaço na região anterior; Evaluation of the maxillary canines position in mixed-dentition and width and anterior space relationship

Suga, Selma Sano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
Este estudo avaliou o posicionamento de caninos superiores permanentes em relação à largura do arco dentário superior e ao espaço na região anterior em pacientes na fase da dentadura mista. Foram analisados radiografias panorâmicas e modelos de estudo pré-tratamento de pacientes sem caninos deslocados (n = 68; 34 do gênero masculino; 34 do gênero feminino). A amostra foi dividida em idade e gênero. A largura do arco dentário e o espaço na região anterior entre os incisivos permanentes foram medidos. A posição e a inclinação do canino na radiografia panorâmica foram avaliadas em relação à linha mediana. Os resultados deste estudo mostram que não houve diferenças no posicionamento dos caninos permanentes em relação às variáveis analisadas. A média da angulação do canino superior em relação à linha mediana foi 6,2o e 10o para o gênero feminino e 9,2o e 11o para o masculino, respectivamente para o lado direito e esquerdo.; This study investigated the correlation between maxillary dental arch width, anterior space and the position of canines in patients during the mixed-dentition stage. Pretreatment Panoramic radiographs and dental casts were evaluated of randomly selected patients in the mixed dentition without maxillary canines displaced (n = 68; male...

Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue; Candida albicans and denture stomatitis: evaluation of the presence of yeast in the lesion, upper denture and blood

Oliveira, Carine Ervolino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.26%
Existem poucos estudos a respeito da presença de constituintes fúngicos na circulação sanguínea de indivíduos com estomatite por dentadura (ED) (AHMAD et al., 2002), considerada uma forma localizada de candidose; o que poderia caracterizar o poder de invasão sistêmica do fungo nesta condição local, bem como um prévio reconhecimento desses antígenos por células presentes na circulação sanguínea do hospedeiro, o que poderia explicar aspectos específicos da resposta imune localizada e sistêmica. Assim sendo, este trabalho teve por objetivo avaliar a presença do fungo Candida albicans (C. albicans) no palato, na superfície interna das próteses totais superiores e no sangue de pacientes com ED, em dois momentos distintos. A população de estudo foi composta por indivíduos usuários de prótese total superior (PTS), com e sem estomatite por dentadura, avaliados e selecionados nas clínicas de graduação e pós-graduação da Disciplina de Prótese, do Departamento de Prótese, da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo (FOB USP). Indivíduos não usuários de próteses removíveis constituíram o grupo controle. Assim o trabalho foi constituído por três grupos, cada um com 14 pacientes. As lesões de estomatite por dentadura foram diagnosticadas clinicamente e por meio de confirmação microbiológica em CHROMAgar Candida...

Efeitos dentoesqueléticos produzidos pelo aparelho de Herbst na dentadura mista

Almeida, Marcio Rodrigues de; Henriques, José Fernando Castanha; Almeida, Renato Rodrigues de; Ursi, Weber; Almeida-Pedrin, Renata Rodrigues de; McNamara Jr., James A.
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 21-34
POR
Relevância na Pesquisa
26.17%
OBJETIVO: o objetivo desta pesquisa clínica prospectiva foi avaliar as alterações cefalométricas dentárias e esqueléticas produzidas pelo aparelho de Herbst em jovens com má oclusão de Classe II, 1ª divisão durante a dentadura mista. METODOLOGIA: trinta jovens (15 do gênero masculino e 15 do feminino) com idade média inicial de 9 anos e 10 meses foram tratados com o aparelho de Herbst por um período de 12 meses. Para a comparação dos grupos utilizou-se uma amostra controle de 30 jovens (15 do gênero masculino e 15 do feminino) Classe II, 1ª divisão, com idade média inicial de 9 anos e 8 meses, que foram mantidos sem tratamento durante 12 meses. Para cada jovem foram utilizadas duas telerradiografias em norma lateral, obtidas ao início e no final do período de acompanhamento. Utilizou-se um método convencional de avaliação cefalométrica e o método proposto por Pancherz. RESULTADOS E CONCLUSÕES: os resultados deste estudo demonstraram que os efeitos do aparelho de Herbst produzidos na dentadura mista foram primariamente de natureza dentoalveolar. Os incisivos inferiores foram inclinados para vestibular e os superiores foram retruídos; também houve uma extrusão significante dos molares inferiores, enquanto os superiores sofreram restrição de desenvolvimento no sentido vertical. Não houve diferença significante de restrição do crescimento anterior da maxila entre os dois grupos. No sentido vertical da face...

Avaliação das mudanças tegumentares naturais e induzidas pelo aparelho de Herbst, em indivíduos com má oclusão classe II, divisão 1, na fase da dentadura mista

Landázuri, Denise Rocha Goes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 125 f. : il. color + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
26.17%
Pós-graduação em Ciências Odontológicas - FOAR; O objetivo desse estudo cefalométrico prospectivo foi avaliar a influência do tratamento precoce com o aparelho Herbst, associado ao Trainer for Kids (T4K), utilizado como contenção, nas alterações do perfil facial. Uma amostra de 44 indivíduos, na fase da dentadura mista e com má oclusão Classe II divisão 1 foi dividida em 2 grupos: grupo tratado com o aparelho Herbst (n=22; média de idade inicial 8,9 anos) e grupo controle, acompanhado sem tratamento, (n=22; média de idade inicial 8,7 anos). Os grupos foram pareados quanto ao gênero e às idades ósseas e cronológicas. Para cada paciente do grupo tratado foram realizadas telerradiografias laterais denominadas: T1- inicial, T2- após 7 meses de tratamento e T3- 1 ano após a remoção do aparelho Herbst. No grupo controle, as radiografias foram tomadas anualmente, sendo convertidas em meses para efeitos de comparação. A análise estatística foi realizada por meio do teste t de Student (p<0,05). Os resultados mostraram que o aparelho Herbst promoveu redução significante da convexidade do perfil facial tegumentar e esquelético, aumento significante do ângulo mentolabial, além da projeção anterior e significante do lábio inferior e pogônio tegumentar. Após a fase de contenção com o T4K...

Análise da Dentadura Mista: Conceitos e Estágio Atual.

Peruzzo, Tatiana
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 22 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.26%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.; OBJETIVO: Revisar conceitos pré-estabelecidos para análise da dentadura mista segundo os métodos de Moyers, Huckaba e Lima e compara-las com a análise através da utilização de tomografias computadorizadas, bem como revisar na literatura a confiabilidade de digitalizações de modelos. CONCLUSÃO: Digitalização de modelos é uma alternativa válida para armazenamento de dados na ortodontia e avaliação do espaço avaliado. O Método de Moyers mostrou-se o método menos confiável dentre os métodos revisados. A análise utilizando Tomografia de feixe cônico mostrou-se muito eficiente e mais próxima ao valore real do espaço requerido pelos dentes permanentes. Huckaba e Lima se mostraram equivalentes, porém mais atenção deve ser dada para casos clínicos que apresentam apinhamento dental.

Padrão de normalidade facial e oclusal de crianças na fase da dentadura mista: um estudo fotográfico, de modelos e radiográfico

Jesuino, Flávia Aline Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
26.17%
Tese (doutorado)—Programa Multiinstitucional de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, convênio UNB/UFG/UFMG, 2009.; Este estudo buscou caracterizar o padrão de normalidade facial e oclusal de crianças leucodermas brasileiras da cidade de Goiânia - Goiás, por meio de análises morfológicas. Utilizou-se uma amostra de 100 crianças leucodermas, com idade média de 8,9 anos, com harmonia facial, oclusão normal, sem tratamento ortodôntico prévio ou durante a pesquisa, no período intertransitório da dentadura mista. Foram executadas fotografias, modelos de estudo, radiografia cefalométrica lateral e radiografia panorâmica. Os resultados da análise facial e do sorriso mostraram a predominância do tipo facial braquifacial (55%), proporção entre os terços médio e inferior (1:1,04) e exposição completa de incisivos e espaços negros no sorriso. A análise subjetiva do sorriso mostrou agradabilidade aceitável (73%). Na análise de modelos 58% dos molares estavam em Classe I e 42% em relação de topo. Os valores médios para distância intercaninos superior foi 32,92 mm e inferior 25,96 mm; distância intermolares superior foi 34,91mm e inferior 32,34 mm; trespasse horizontal 2,67 mm e vertical 3,02 mm; diastemas na arcada superior 1...

Oclusão normal na dentadura mista: reconhecimento das características oclusais por alunos de graduação

Miguel,José Augusto Mendes; Brunharo,Ione Portela; Esperão,Priscila Tayah Garcia
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.26%
O propósito deste artigo foi avaliar o grau de conhecimento sobre o desenvolvimento normal da oclusão durante a fase da dentadura mista. A amostra foi composta de 138 alunos do último período de graduação de dez Faculdades de Odontologia do Estado do Rio de Janeiro, que foram avaliados por meio de questionários com perguntas fechadas. Foram apresentados aos alunos fotografias e modelos de estudo de um paciente Classe I de Angle na fase do " patinho feio" (oclusão normal). Constatou-se que há certa facilidade por parte dos estudantes em diagnosticar a Classe I de Angle (n=120 ou 87,6%), assim como a presença de trespasse horizontal aumentado (n=109 ou 79,6%) e a existência de diastemas (n=112 ou 81,7%). Em relação à sobremordida, observou-se que 40 (28,9%) alunos identificaram um aumento da mesma, e apenas um número muito reduzido da amostra considerou estas características compatíveis com a fase da dentadura mista. Apenas 10,1% entenderam que não havia necessidade de tratamento ortodôntico, já que a oclusão era totalmente compatível com a fase de desenvolvimento. Os resultados mostraram que uma grande parte dos alunos termina o curso de graduação com dificuldades em identificar as características normais do desenvolvimento...

Efeitos dentoesqueléticos produzidos pelo aparelho de Herbst na dentadura mista

Almeida,Marcio Rodrigues de; Henriques,José Fernando Castanha; Almeida,Renato Rodrigues de; Ursi,Weber; Almeida-Pedrin,Renata Rodrigues de; McNamara Jr.,James A.
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
26.17%
OBJETIVO: o objetivo desta pesquisa clínica prospectiva foi avaliar as alterações cefalométricas dentárias e esqueléticas produzidas pelo aparelho de Herbst em jovens com má oclusão de Classe II, 1ª divisão durante a dentadura mista. METODOLOGIA: trinta jovens (15 do gênero masculino e 15 do feminino) com idade média inicial de 9 anos e 10 meses foram tratados com o aparelho de Herbst por um período de 12 meses. Para a comparação dos grupos utilizou-se uma amostra controle de 30 jovens (15 do gênero masculino e 15 do feminino) Classe II, 1ª divisão, com idade média inicial de 9 anos e 8 meses, que foram mantidos sem tratamento durante 12 meses. Para cada jovem foram utilizadas duas telerradiografias em norma lateral, obtidas ao início e no final do período de acompanhamento. Utilizou-se um método convencional de avaliação cefalométrica e o método proposto por Pancherz. RESULTADOS E CONCLUSÕES: os resultados deste estudo demonstraram que os efeitos do aparelho de Herbst produzidos na dentadura mista foram primariamente de natureza dentoalveolar. Os incisivos inferiores foram inclinados para vestibular e os superiores foram retruídos; também houve uma extrusão significante dos molares inferiores, enquanto os superiores sofreram restrição de desenvolvimento no sentido vertical. Não houve diferença significante de restrição do crescimento anterior da maxila entre os dois grupos. No sentido vertical da face...

Expansão rápida da maxila ancorada em implantes: uma nova proposta para expansão ortopédica na dentadura permanente

Garib,Daniela Gamba; Navarro,Ricardo de Lima; Francischone,Carlos Eduardo; Oltramari,Paula Vanessa Pedron
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
OBJETIVO: este trabalho apresenta um método para expansão ortopédica da maxila, na dentadura permanente, utilizando implantes como ancoragem. METODOLOGIA: detalharam-se os procedimentos cirúrgicos e laboratoriais da confecção de um expansor com ancoragem dento-óssea em crânio seco humano. Dois implantes de titânio foram colocados na região anterior do palato, e o parafuso Hyrax adaptado de modo que a expansão ancorou-se nos implantes e nos primeiros molares permanentes. RESULTADOS: o experimento laboratorial em crânio seco mostrou que o procedimento apresenta-se anatômica e operacionalmente viável. Os implantes suportaram a força gerada pela ativação do parafuso expansor, redundando na separação transversal das hemimaxilas. CONCLUSÕES: vislumbra-se que a expansão rápida da maxila ancorada em implantes (ERMAI) poderá potencializar a eficiência da expansão ortopédica, assim como reduzir o custo periodontal dos procedimentos convencionais de expansão. Futuros estudos clínicos são necessários para testar essas hipóteses.

Alterações dimensionais transversas do arco dentário com fissura labiopalatina, no estágio de dentadura decídua

Faraj,Juliana de Oliveira Romanelli Abi; André,Marcia
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.26%
OBJETIVO: avaliar as alterações dimensionais do arco dentário maxilar de crianças portadoras de fissuras labiopalatinas, na fase de dentadura decídua completa, através de um estudo comparativo. METODOLOGIA: foram estudadas as distâncias entre caninos e entre molares em 64 crianças fissuradas, formando o grupo de estudo, e 20 crianças sem deformidades, formando o grupo controle, na faixa etária entre 3 e 6 anos. O grupo de estudo incluiu 23 crianças com fissura transforame incisivo unilateral completa, 14 com fissura transforame incisivo bilateral completa, 15 com fissura pré-forame incisivo e 12 com fissura pós-forame incisivo. Após a obtenção de modelos em gesso, foram demarcados os pontos necessários para que as mensurações pudessem ser realizadas. As medidas foram executadas duas vezes pelo mesmo examinador em oportunidades diferentes, utilizando um paquímetro digital (Mitutoyo), sendo registrada a média aritmética. Os resultados obtidos foram submetidos à análise estatística (Teste F Anova no procedimento Tukey-Kramer). CONCLUSÕES: as fissuras transforame incisivo, unilaterais ou bilaterais, por romperem totalmente a maxila, foram as que apresentaram alterações da distância entre caninos, comprometendo significantemente sua dimensão transversal anterior...

Correlação entre padrão facial e relação sagital entre os arcos dentários no estágio de dentadura decídua: considerações epidemiológicas

Silva Filho,Omar Gabriel da; Queiroz,Ana Paula Corrêa de; Herkrath,Fernando José; Silva,Guilherme Ferreira Bibiano
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.26%
OBJETIVO: A inter-relação oclusão e morfologia facial é fundamental para o diagnóstico e planejamento em ortodontia, bem como para determinação do prognóstico de tratamento. De um modo geral, a relação sagital entre os arcos dentários (Classe) tende a refletir o comportamento sagital do esqueleto facial (Padrão). O presente trabalho avalia a correlação entre as características morfológicas sagitais da face (Padrão) e da oclusão (Classe) no estágio de dentadura decídua. METODOLOGIA: A amostra foi composta por 2009 crianças, entre 03 e 06 anos de idade, no período de dentadura decídua completa, de 20 pré-escolas do Município de Bauru - SP. Os resultados demonstraram uma correlação estreita entre o Padrão facial e a Classe. No Padrão I predominou a Classe I (62,99%), seguida pela Classe II (35,82%) e Classe III (1,18%). No Padrão II, a Classe II foi predominante (81,35%) acompanhada de uma incidência baixa de Classe I (18,64%). No Padrão III, a Classe III estava presente em 50% das crianças, seguida pela Classe I, em 48,64%, e Classe II, em 1,35%. RESULTADOS: A expectativa se comprovou. Há uma tendência da Classe acompanhar o Padrão, desde o estágio de dentadura decídua. Isso foi mais explícito no Padrão II. Os resultados também esclarecem que a oclusão guarda alguma independência em relação ao Padrão. CONCLUSÃO: A maior heterogeneidade na distribuição das Classes ficou para os Padrões I e III. No Padrão II...

Padrão facial na dentadura decídua: estudo epidemiológico

Silva Filho,Omar Gabriel da; Herkrath,Fernando José; Queiroz,Ana Paula Corrêa de; Aiello,Carlos Alberto
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.26%
INTRODUÇÃO: é possível definir a morfologia facial e o padrão de crescimento em idade precoce, a partir da dentadura decídua completa. OBJETIVOS: frente à escassez de trabalhos na literatura pertinente ao assunto, a presente pesquisa explora o diagnóstico epidemiológico da face no estágio de dentadura decídua. METODOLOGIA: a amostra foi composta por 2.009 crianças de etnia brasileira, de ambos os gêneros, entre 3 e 6 anos de idade, no período de dentadura decídua completa, de 20 pré-escolas do município de Bauru/SP. RESULTADOS E CONCLUSÕES: baseando-se nos resultados obtidos no levantamento epidemiológico, foi encontrado - na análise em norma lateral - predomínio de crianças Padrão I (63,22%) em relação ao Padrão II (33,10%) e Padrão III (3,68%), não havendo diferenças estatisticamente significativas quanto ao gênero. Na análise em norma frontal, houve predomínio do tipo mesofacial (64,56%) em relação ao dolicofacial (21,90%) e braquifacial (13,54%), sendo que a proporção do tipo braquifacial nas meninas foi significativamente superior em relação aos meninos. Na distribuição dos tipos faciais frontais dentro dos padrões faciais sagitais ficou evidenciada uma manifestação mais freqüente do tipo dolicofacial dentro dos Padrões II e III...

Aplicação de gabaritos na análise da dentadura decídua

Figueiredo,Marília Inez; Cruz,Roberval de Almeida
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.32%
INTRODUÇÃO: foram indicados, recentemente, gabaritos para analisar se a dentadura decídua encontra-se normal ou alterada. OBJETIVO: o presente estudo propôs aplicar os gabaritos desenvolvidos por Long em 59 modelos de dentaduras decíduas normais (grupo A) e 139 alteradas (grupo B), para avaliar sua eficiência clínica, à luz dos critérios clínicos conhecidos, que caracterizam uma oclusão normal e uma má oclusão. METODOLOGIA: o grupo A, com 118 modelos de estudo de pacientes com oclusão normal, foi estratificado em 42 modelos de arcos superiores e 36 inferiores tipo I de Baume, e 17 modelos superiores e 23 inferiores de arcos tipo II. O grupo B, com 278 modelos de estudo com más oclusões diversas, foi composto por 78 arcos superiores e 75 inferiores tipo I, e 61 arcos superiores e 64 inferiores do tipo II. Examinou-se um total de 396 modelos. RESULTADOS: os resultados do teste de Kappa entre as variáveis gabarito e critérios clínicos revelaram baixa concordância entre diagnóstico de normalidade e anormalidade da dentadura, independentemente do tipo de arco avaliado. Os gabaritos discordaram em 78% dos casos diagnosticados clinicamente como normais e em 20% dos diagnosticados com erros morfológicos. CONCLUSÃO: os gabaritos propostos não se aplicam à avaliação da dentadura decídua.

Força de mordida em crianças com mantenedor de espaço funcional na fase da dentadura mista inicial

Jacinto-Gonçalves,Suzane Rodrigues; Gavião,Maria Beatriz Duarte
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
OBJETIVO: verificar a influência do mantenedor de espaço funcional (MEF) na força muscular em crianças com perda prematura de molares decíduos na fase inicial da dentadura mista (5,5 a 6,5 anos de idade) com oclusão normal, considerando-se o padrão facial. MÉTODOS: a amostra foi constituída por dois grupos: Grupo MEF (n = 15), com perda precoce de pelo menos um molar decíduo; e Grupo Controle (n = 16). Determinou-se a força de mordida máxima (FM) com um tubo transmissor pressurizado, conectado a um circuito eletrônico analógico/digital antes (t0), um mês (t1) e 6 meses (t6) após a instalação do mantenedor. O padrão facial foi determinado pelo índice de Jarabak (FHR). Os dados foram analisados pela estatística descritiva, análise de variância para medidas repetidas, teste t e correlação de Pearson. RESULTADOS:a FM foi significativamente menor em t0 e t1 para o Grupo MEF em relação ao Controle. Em t6 não houve diferença. Os dois grupos apresentaram a FM significativamente maior em t6, em relação a t0, mas o percentual de variação para o Grupo MEF foi significativamente maior. Os valores de FHR não se correlacionaram com a FM, não ocorrendo diferença entre os tipos faciais intragrupos. Os dolicofaciais do Grupo MEF apresentaram a FM significativamente menor que os do Grupo Controle...

Deflexión transversa de materiales alternativos a base de polímeros para fabricación de base de dentadura

Serrano Hernández,L; Barceló Santana,FH; Santos Espinoza,A
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Odontología Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Odontología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 ES
Relevância na Pesquisa
36.32%
En la actualidad se están desarrollando técnicas alternativas para la fabricación en tiempos cortos de prótesis totales en relación con la utilización de diferentes materiales para la base de dentadura. El propósito de este estudio fue comparar la deflexión transversa entre materiales a base de polímeros, propuestos como una alternativa a los materiales comúnmente utilizados para realizar una prótesis total en forma convencional. Se probaron resina acrílica termocurable, resina acrílica autocurable, láminas de acetato calibre 60 y 80 recubiertas con resina acrílica autocurable, resina acrílica fluida y resina fotopolimerizable para base de dentadura. Se fabricaron diez muestras de 65 x 10 x 2.5 mm de cada material. Las muestras se colocaron en agua a 37°C por 50 horas, se midió la deflexión transversa y se analizaron los resultados por análisis de varianza (ANOVA) de una vía. Los resultados mostraron que hubo diferencia estadísticamente significativa entre los grupos. Las láminas de acetato recubiertas con acrílico autocurable pueden ser una alternativa para la rápida fabricación de bases de dentadura de uso temporal.