Página 1 dos resultados de 2570 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Conselho escolar: uma perspectiva de construção da democratização da escola pública

Delfino, Delma Maria Oliveira Dias
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
As reformas educacionais implantadas nas últimas décadas no Brasil elegem a gestão democrática como um dos princípios básicos da educação em defesa da descentralização da educação. A forte influência do processo de globalização torna estas reformas unificadas. O presente estudo objetiva analisar o Conselho Escolar como instrumento da gestão democrática em duas escolas públicas do município de Cajazeiras -PB-BR. De acordo com evidências, o Estado Brasileiro institucionalizou este colegiado, que se tornou deslocado de uma política mais ampla de democratização da escola, ressaltando mais sua face burocrática. Na tentativa de compreender como se materializou este proces so de democratização é que surgiu a motivação para a realização deste trabalho, que tem como principais referências: Paulo Freire (1987, 1992, 1993), Vitor Paro (1986, 1996, 2001), Heloísa Lück (2006), Moacir Gadotti (1997), Boaventura Santos (1998, 1999, 2007), Licínio Lima (2002, 2006), entre outros. A investigação foi realizada através de uma amostra intencional, incluindo 12 membros da comunidade escolar. Na construção do material empírico e análise de dados foram utilizadas técnicas documentais, entrevistas não diretivas...

Políticas culturais nos açores (1976-2008) : os museus da administração regional e o seu papel na democratização do acesso à cultura

Costa, Miguel Duarte Rosa
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
O objetivo desta dissertação procurou perceber como as políticas culturais do Governo Regional dos Açores, através do investimento realizado em equipamentos culturais, influenciou a democratização do acesso à cultura na região, no período entre 1976 e 2008. Com vista a esse objetivo, foram analisados os programas de governos aprovados, seguido do levantamento de dados financeiros relativos a despesa e investimento no setor cultural na região. Foram ainda recolhidos os dados existentes sobre os visitantes dos equipamentos escolhidos, mais especificamente, os museus sob a tutela da administração pública regional, o objeto para este estudo de caso. Após a organização de todos esses dados, foram analisados e construídas hipóteses de comparação entre eles, de modo a resumir a evolução e tendência desses valores. Com vista a perceber os desenvolvimentos no período analisado, procedeu-se à recolha mais completa possível de toda a legislação criada para o setor a nível regional, tornando possível analisar essa consolidação. Após a análise de todos os dados recolhidos e trabalhados, verifica-se que a promoção de medidas com vista a uma maior democratização cultural nos Açores passa por vários fatores: um forte investimento financeiro nos equipamentos em questão (como obras e apetrechamento técnico); o desenvolvimento de legislação estruturante; uma postura de descentralização cultural; contratação de pessoal especializado e formação do pessoal existente; e a criação de uma rede regional de museus. Todas essas ações demonstram o trabalho da administração regional...

O processo de democratização e a política externa mexicana de direitos humanos: uma análise ao longo de duas décadas (1988-2006); The democratization process and the mexican external politics of human rights: an analyses trhough two decades (1988-2006)

Bernardi, Bruno Boti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.04%
Este trabalho analisa as relações entre a política externa de direitos humanos do México durante os governos Salinas, Zedillo e Fox (1988-2006) e o processo de democratização que avançava nesse mesmo período no país, explorando o impacto da transição política sobre as mudanças que ocorreram na política externa mexicana de direitos humanos. Nossa hipótese é a de que o impacto do processo de democratização na política externa de direitos humanos do México tem dois momentos e lógicas distintos. O primeiro momento pode ser descrito pela literatura do modelo bumerangue-espiral com considerações teóricas da perspectiva de oportunidades política e corresponde aos governos Salinas e Zedillo. Já o segundo momento, equivalente ao governo Fox, pode ser explicado pela tese do lock-in. Durante os governos Salinas e Zedillo, a consolidação do processo de democratização do país, em marcha pelo menos desde a reforma eleitoral de 1977, criou uma estrutura de oportunidades políticas mais favorável que contribuiu para a emergência e proliferação de ONGs mexicanas de direitos humanos. Essas ONGs locais se uniriam, depois, à rede transnacional de ativismo em direitos humanos para pressionarem o governo mexicano em temas de direitos humanos ao longo da década de 1990. Os governos mexicanos...

Azanha e a democratização do acesso ao ensino: 1967-1970; Azanha and the democratization of the access to education: 1967-1970

Cury, Ariam José Ferreira de Castilho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.04%
Este trabalho visa compreender a concepção de democratização do acesso ao ensino em José Mário Pires Azanha a partir dos vínculos entre ação política e elaboração conceitual. Em uma época marcada pela crença de que a escola pública é, sob todos os aspectos, um fracasso, um exame da obra teórica e do percurso político de Azanha pode se mostrar relevante para pensar e fomentar políticas públicas capazes de dar um significado à escolarização pública. Seus mais de 50 anos como professor e administrador público, sua atuação política e grande parte de sua obra foram dedicadas à defesa de uma concepção específica de democratização do ensino, e seus exercícios teóricos sobre o tema baseiam-se nas medidas que levou a cabo em sua passagem pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo durante a administração Ulhôa Cintra (1967-1970). Ao estudar a noção de democratização do ensino veiculada por Azanha e sua implantação, este trabalho lança luz sobre a delicada questão das políticas educacionais durante a ditadura militar brasileira (1964-1985). Mesmo num contexto de crescente cerceamento das liberdades políticas, o Estado adotou políticas visando democratizar o direito social à educação. Esta pesquisa procura matizar o papel dos inúmeros atores envolvidos nesse complexo cenário...

Orçamento participativo de Porto Alegre e a democratização do Estado : a configuração específica do caso de Porto Alegre (1989-2004)

Beras, Cesar André Luiz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
O estudo visa à análise configuracional do Orçamento Participativo de Porto Alegre (OPPA) de 1989 a 2004. Enfoca a possibilidade, ou não, de experiências de participação popular na co-gestão dos recursos orçamentários do Município democratizar as relações entre o Poder Público Local (Estado) e a comunidade (Sociedade Civil), possibilitando um equilíbrio de poder mais horizontal entre os participantes e gerando novos hábitos de participação popular. Parte-se de um referencial teórico constituído de três dimensões analíticas: (1) a produção de uma nova configuração no processo de institucionalização da participação popular na gestão dos recursos orçamentários municipais, que se fundamentam na proposta de análise configuracional de Elias e no conceito de Institucionalização de Berger e Luckmann. (2) Os processos de participação popular da co-gestão de instituições públicas no Brasil e seus limites para a cidadania, com base em Oliveira, Buarque de Holanda, Murilo de Carvalho e outros autores nacionais. (3) As possibilidades da configuração de novos hábitos democráticos, que refletem-se sobre os modelos normativos de Democracia e as motivações para a participação em processos de democratização do Estado...

A municipalização do ensino no município de Altamira/PA e suas implicações para a democratização educacional

Gutierres, Dalva Valente Guimarães
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Este estudo analisa a municipalização do ensino no município de Altamira-Pa e suas implicações para a democratização educacional de 1996 a 2006. A concepção de democratização utilizada no trabalho baseou-se em Ellen Meiksins Wood para quem a democracia supõe a indissociabilidade entre o econômico e o político, sob pena de configurarse apenas como democracia formal. A democratização da educação foi analisada em sua materialidade antes e depois da municipalização do ensino em Altamira, a partir dos seguintes eixos: acesso à educação e à apropriação do conhecimento, financiamento da educação municipal, valorização dos trabalhadores em educação e gestão educacional. O estudo constou de análise documental e pesquisa de campo in loco onde foram desenvolvidas entrevistas semiestruturadas com gestores educacionais, professores, sindicato de professores e conselheiros educacionais. O estudo demonstrou que a municipalização do ensino em Altamira, ocorrido em 1998, afetou a democratização da educação provocando avanços e recuos à materialidade das ações educacionais. O acesso ao conhecimento foi ampliado, mas a distorção idade-série continua e, em 2006, representava 33,2% no ensino fundamental. Houve aumento das receitas educacionais de 95...

Políticas públicas educacionais e democratização do acesso à escola média nas décadas de 1980 e 1990 no Brasil

Lima, Aparecido Lopes de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 162 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Educação - FFC; O presente estudo tem por objetivo principal investigar o processo de democratização do acesso à escola média nas décadas de 1980 e 1990, no Brasil. Esse processo de democratização da escola é analisado como um fenômeno perpassado por contradições expressas por diferenciação social entre os alunos de acordo com a origem social. Considera-se que a conceituação de democracia é múltipla de acordo com a concepção de educação, de estado e de sociedade. Sendo assim, realizou-se uma abordagem das concepções de democracia relacionadas à educação e ao processo de democratização da escola, a saber, as concepções de democracia liberal, neoliberal e socialista marxiana, e analisou-se as implicações sócio-econômicas e culturais do período enfocado. Situa-se o objeto deste estudo sob o impulso da democratização político-formal pelo qual passou a sociedade brasileira e das mudanças no cenário político-econômico e cultural internacional nas duas últimas décadas do século XX, em que a educação básica adquire caráter de centralidade para impulsionar o desenvolvimento. A partir de princípios legais estabelecidos na Constituição Federal de 1988...

Educação e lutas sociais no Brasil pós-ditadura: da democratização à ausência de alternativas

Minto, Lalo Watanabe
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 242-262
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Analisam-se os fundamentos do processo de democratização da sociedade brasileira e seus impactos no campo da educação. Pressupõe-se que: a) democracia não é um conjunto dado de valores; b) as sociedades capitalistas são estruturalmente desiguais, incompatíveis com qualquer noção substantiva de igualdade; c) o Estado não é o lócus da realização do interesse geral; d) os conflitos de classes formam o terreno histórico no qual se objetivam as possibilidades democráticas. Com base nisso, afirma-se que tanto nas relações sociais em geral, como na educação, efetivou-se um processo de democratização no Brasil pósDitadura, fruto dos conflitos sociais que encaminharam a sociedade brasileira a conquistas favoráveis às classes trabalhadoras. Processo este que foi contraditório: de um lado, estavam as forças populares, para as quais democratização implicava conquista de direitos e participação nos processos decisórios; de outro lado, as forças que desejavam preservar a ordem vigente, ainda que tivessem de acatar mudanças na sua configuração (de Ditadura para um regime de direito). Nas conclusões argumentamos que, com a chamada redemocratização, houve certa abertura para uma democracia mais substantiva, capaz de dar vazão aos conflitos sociais. Abertura que logo se reverteu com o neoliberalismo...

Democratização do acesso à educação superior pública no Distrito Federal - Universidade de Brasília/Faculdade UnB Planaltina

Melo, Lívia Veleda de Sousa e
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2009.; O presente estudo se refere a um dos temas centrais no campo da educação superior no país: a expansão e democratização do acesso aos cursos superiores. A partir do Programa de Expansão das Universidades Brasileiras, iniciado em 2003, buscou-se avaliar a estratégia de democratização do acesso à Universidade de Brasília (UnB), por intermédio da Faculdade UnB Planaltina (FUP). Com esse objetivo, realizamos uma pesquisa de caráter qualitativo e quantitativo, visando atender especificamente três aspectos: investigar a dinâmica de implantação da FUP; identificar as estratégias de democratização do acesso utilizadas no processo de implantação e a repercussão na inclusão social à UnB. Para a construção dos dados, utilizamos análise documental, entrevistas semi-estruturadas e questionários fechados. Os dados coletados foram tratados na perspectiva de análise de conteúdo, realizando a triangulação dos mesmos. Durante a implantação da FUP houve diversas mudanças de administração na Universidade de Brasília e, como não havia um projeto consolidado como diretriz, esse fato permitiu inúmeras modificações na implantação...

Construção histórica da noção de democratização do ensino. O contributo do pensamento pedagógico português

Pintassilgo, Joaquim
Fonte: Centro de Investigação em Educação Publicador: Centro de Investigação em Educação
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Vamos procurar neste texto reflectir sobre a noção de democratização do ensino, tendo como ponto de partida o seu percurso histórico ao nível da produção pedagógica portuguesa. Quer o conceito quer algumas das características que dele fazem parte têm raízes mais ou menos longínquas que importa perscrutar. Além disso, o próprio conceito de democracia transporta significados múltiplos, daí decorrendo a sua ambiguidade quando utilizado em contextos educativos e de que são exemplo expressões diferentes como “educação democrática”, “educação para a democracia”, “democratização do ensino” e “escola democrática”. A democracia caracteriza-se, também, pelo seu dinamismo, devendo, por isso, a sua definição ter em conta as diferentes dimensões que ela foi incorporando em temporalidades diversas. Esta redescoberta do sentido plural que pode ser assumido pela democratização do ensino não tem intuitos meramente arqueológicos. Continua a ser importante repensar a democratização do ensino, inscrevendo-a, simultaneamente, nos nossos ideais educativos. Se uma parte importante da sua herança é um dado incontornável, os novos tempos, até porque diferentes, encarregaram-se de desvelar novas ambiguidades e limitações insuspeitadas.

Democratização, qualidade e crise da educação superior: faces da exclusão e limites da inclusão

Dias Sobrinho,José
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.04%
O artigo trata de aspectos da "democratização" na educação superior brasileira. Discute contradições entre concepções de educação como bem público-social e como mercadoria, relacionando-as com as políticas públicas desse nível de ensino. Tematiza as noções de qualidade e de pertinência social. Afirma que as políticas públicas de democratização da educação superior devem ir muito além das ações focadas no aumento de matrículas e de inclusão social. A democratização requer melhorar e ampliar a educação fundamental, de modo a elevar a quantidade e a qualidade de concluintes no ensino médio; ampliar e melhorar continuamente a formação de professores e a infraestrutura de todo o sistema educativo; assegurar boas condições de permanência do estudante nos cursos; ampliar a participação do Estado no provimento da educação. Em conclusão: transformações radicais na educação superior, especialmente a sua expansão com qualidade e equidade, não se separam de mudanças estruturais e sustentáveis da sociedade.

Educação superior: bem público, equidade e democratização

Dias Sobrinho,José
Fonte: Universidade de Sorocaba Publicador: Universidade de Sorocaba
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
A educação é um bem público, imprescindível e insubstituível, direito de todos e dever do Estado. É dever do Estado criar e oferecer condições efetivas para que isto se realize com a amplitude, a qualidade e a sustentabilidade necessárias e adequadas. Sendo bem público, a educação deve ser de qualidade. Esta é a base da discussão sobre democratização e políticas afirmativas. Por sua vez, a democratização e as políticas afirmativas da educação superior, como partes de um movimento muito mais amplo, impõem discutir um conceito de qualidade social, vinculado à pertinência, em contraposição a conceitos cientificistas e definições comprometidas com o mercado. Uma instituição educativa tem compromisso com o fortalecimento da democracia e deve ela mesma exercitar em seu cotidiano os conteúdos e formas da vida democrática. Não são muito precisos os limites do público e do privado, nem há consensos firmados sobre suas consequências na educação superior. Por isso é necessário discuti-los. De modo especial, importa examinar os limites e impactos da inclusão na educação superior de grupos tradicionalmente excluídos, em razão das escassas possibilidades de escolha de cursos de alto valor social e econômico...

Democratização da ciência: uma política pública necessária para o desenvolvimento sustentável.

PEREIRA, F. do A.; BELTRAO, S. L. L.
Fonte: IN: ENCONTRO DA REDE DE ESTUDOS RURAIS, 2., 2007, Rio de Janeiro. Tecendo o intercâmbio: o desafio do conhecimento sobre o mundo rural: anais. Rio de Janeiro: FEAGRI, 2007. Publicador: IN: ENCONTRO DA REDE DE ESTUDOS RURAIS, 2., 2007, Rio de Janeiro. Tecendo o intercâmbio: o desafio do conhecimento sobre o mundo rural: anais. Rio de Janeiro: FEAGRI, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.04%
A velocidade com que o conhecimento é gerado transforma rapidamente as sociedades. Nesse contexto, a informação é de fundamental importância para a geração de novos conhecimentos e desenvolvimento da sociedade, e passa a ser o principal requisito na busca de padrões mais sustentáveis de desenvolvimento. Aqueles que não têm acesso à informação e, conseqüentemente ao conhecimento, são excluídos do processo de desenvolvimento social, econômico e tecnológico. Essa distribuição injusta das oportunidades é o ponto de partida da nossa discussão, pois dela decorrem os processos de disseminação da informação e de democratização do acesso ao conhecimento, os quais caracterizamos como política pública necessária ao desenvolvimento sustentável das comunidades rurais, gerados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), uma empresa pública do Governo Federal do Brasil. O presente artigo apresentará uma análise da experiência de implantação de Minibibliotecas Escolares no Semi-Árido Brasileiro, atualmente com 440 escolas participantes e disponibiliza também os resultados de uma pesquisa de avaliação realizada com as escolas participantes do projeto, bem como com as instituições, emissoras de rádio comunitárias e comerciais. que transmitem o Programa de Rádio Prosa Rural. A pesquisa foi feita com base na remessa de um questionádio...

O discurso da democratização da comunicação : memórias, lutas e efeitos de sentido; The discourse of democratization of communication : memories, struggles and sense effects

Azevedo, Júlio Arantes
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Our research is about Discourse Analysis and investigates the effects sense about democracy, produced around the claim for democratization of communication, according to the documents produced by National Forum of Democratization of Communication, a foundation that holds up almost all of the social movements and syndicates of employees and foundations of students who are linked to that claim. The social communications are, nowadays, for sure, in the center of attentions of various researches on the human sciences area. One way or another, the various sciences are faced with this field, either in the constitution of objects of research and developing theories of the functioning of contemporary society, either by instrumentation that the media provide. A scientific development of our object would only be possible, as we conceive, after the raid on two distinct strands of research, serving as the basis for this work: Discourse Analysis and the Political Economy of Communication. The first for being constituted of a critical theory of the language relating language, history and ideology. The second, for providing essential elements for the comprehension of the historical development of media in Brazil in the shape of Cultural Industry...

As relações entre o público e o privado no processo de expansão do ensino superior no Brasil: democratização ou mercantilização?

Santos, Joseneide Souza Pessoa dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
The present study analyzes the expansion of Brazilian superior education, investigating how the public and the private sectors are inserted in this process, taking as analysis dimensions the philanthropic actions, the democratization and the mercantilism. The study had for general objective to analyze the dynamics of the expansion of superior education in Brazil, investigating how it configures the overlap between the public and the private in this process. More specifically was tried: a) to understand the process of participation of the non-state public, state and private sectors with lucrative goals in the expansion of superior education; b) to analyze the limits between the democratization and mercantilism in the process of expansion of superior education; c) to analyze the mechanisms that express the privatization in the process of expansion of superior education; d) to investigate, in a program of the government, how is materialized the overlap between the public and the private, in the expansion of superior education. In the development of the study, was adopted as theoretician and methodological way a historical and critical perspective, because is considered it allows to understand the mediations between the inquiry subject and the historical context in which it is developed...

A MUNICIPALIZAÇÃO E A INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO EM GOIATUBA-GO (1997-2004): avanços e retrocessos do processo de democratização da educação básica pública; The Municipalization and the Institutionalization of the Municipal Educational Sytem in Goiatuba-GO (1997-2004): progress and regress in the process of democratization of public education.

BUZAIM, Railda Soares
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
This study is situated within the research field The State and Educational Policy which is part of the Post-Graduate Program in Education of the Faculty of Education/UFG. The study analyzes the outcome of the decentralisation policies in the field of education, implanted in the country since the 1990s. It specifically investigates the process of decentralization of teaching in Goiatuba-GO, considering the profound changes in the educational reality which occurred in Goiatuba in the period between 1997 and 2004. The study sought to find out if these changes contributed to the establishment of indicators of democratization in the educational administration of the municipality analyzed. The study is constituted as a case study of the city of Goiatuba-Go. The following procedures were used to execute this research study: a) a bibliographic survey and study; b) a document research focusing on the national, state and municipal education legislation; c) the undertaking of semi-structured interviews with the principal actors of the process analyzed, that is, the mayors of the city, the municipal secretaries of education and their advisors; and d) the application of questionnaires with the school directors and pedagogic coordinators who lived through the period analyzed. The central categories of the investigation are: decentralization...

Políticas de acesso à educação superior: flexibilização e democratização do ingresso na universidade

Souza, Joiciane Aparecida de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Esta pesquisa insere-se no campo das Políticas Públicas em Educação, possuindo como temática central as relações existentes entre as políticas de democratização do acesso, o processo de diversificação e de diferenciação das instituições de Educação Superior e as estratégias para flexibilização dos processos seletivos no Brasil, os quais tiveram início no governo Fernando Henrique Cardoso, seguindo recomendações de organismos internacionais, tendo como objetivo viabilizar o ingresso e o direito à Educação Superior reivindicado pela sociedade. O objetivo geral desta pesquisa foi analisar a possibilidade de democratização do acesso de discentes após essas mudanças nas políticas de acesso à Educação Superior, por meio da análise de dados recentes da Educação Superior brasileira, de entrevistas com os representantes das Comissões que organizam os processos seletivos das Universidades Federais de Minas Gerais e da análise do perfil dos alunos ingressantes à graduação na Universidade Federal de Uberlândia - UFU, no período de 2000 a 2006. Assim sendo, este estudo caracterizou-se como uma pesquisa de campo e documental, de abordagem quantitativa-qualitativa e de caráter analítico-crítico, utilizando-se da análise de conteúdo como técnica de tratamento de dados. Os indicadores educacionais comprovaram que o processo de diversificação e de diferenciação das Instituições de Educação Superior contribuíram com o crescimento desordenado de instituições não universitárias...

QUAL DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR?

Dubet,François
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
Esse artigo, resultante de uma conferência, discute traços do processo de democratização do ensino superior. Procura distinguir analiticamente várias dimensões da democratização, baseadas, por sua vez, em concepções diferentes da justiça: igualdade de oportunidades, meritocracia, utilidades e equidade dos procedimentos. Cada sociedade constrói modelos de democratização desse ensino. A massificação do ensino superior desempenhou papel democrático objetivo, favorável aos grupos sociais antes excluídos. Mas massificação não equivale à democratização. Todas as categorias sociais não se beneficiam da mesma forma da massificação. A democratização do acesso ao ensino superior não depende apenas das famílias. Depende também da estrutura geral do sistema educativo. A meritocracia acadêmica constrói uma hierarquia de competências que é também social, com forte impacto reprodutivo. As desigualdades de utilidade das diferentes formações têm impacto sobre o conjunto das desigualdades sociais. Os sistemas educativos implementam distintos procedimentos de seleção, de concessão de gratuidades, bolsas e auxílios, que podem ser considerados como mais ou menos equitativos segundo as normas de justiça que mobilizam.

Religião e tendências de democratização na África lusófona

Bernardo, Luís António Pais, 1984-; Sanches, Edalina Rodrigues, 1980-
Fonte: . CEsA - Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina; CSG - Investigação em Ciências Sociais e Gestão; Instituto Superior de Economia e Gestão / Universidade de Lisboa Publicador: . CEsA - Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina; CSG - Investigação em Ciências Sociais e Gestão; Instituto Superior de Economia e Gestão / Universidade de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
O presente capítulo parte do conceito de twin tolerations, seminalmente proposto por Alfred Stepan (2000) para discutir as relações entre religião e democratização no contexto dos países da chamada “África lusófona”. Este conceito é relevante; em primeiro lugar porque chama a atenção para a necessidade de existir um espaço vital, de tolerância mútua, entre as autoridades políticas e os líderes/grupos religiosos, nos regimes democráticos; em segundo lugar porque permite compreender que cenários religiosos são mais favoráveis à democratização; e em terceiro lugar porque recupera a ideia de que vários padrões de secularismo podem ser compatíveis com os projectos de modernidade. Este capítulo começa por analisar a relação entre Estado e religião, traçando um panorama geral dos estudos feitos nesta área e apresentando alguns dados empíricos do Religion and State Project, para identificar tendências globais e regionais. Depois, desenvolve uma análise mais específica acerca dos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Para além da ligação linguística e da herança colonial, este conjunto de países pode ser particularizado por uma relação de aparente tolerância entre a esfera política e a religiosa. Aqui...

EDUCAÇÃO E LUTAS SOCIAIS NO BRASIL PÓS-DITADURA: DA DEMOCRATIZAÇÃO À AUSÊNCIA DE ALTERNATIVAS

Minto, Lalo Watanabe
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Analisam-se os fundamentos do processo de democratização da sociedade brasileira e seus impactos no campo da educação. Pressupõe-se que: a) democracia não é um conjunto dado de valores; b) as sociedades capitalistas são estruturalmente desiguais, incompatíveis com qualquer noção substantiva de igualdade; c) o Estado não é o lócus da realização do interesse geral; d) os conflitos de classes formam o terreno histórico no qual se objetivam as possibilidades democráticas. Com base nisso, afirma-se que tanto nas relações sociais em geral, como na educação, efetivou-se um processo de democratização no Brasil pós-Ditadura, fruto dos conflitos sociais que encaminharam a sociedade brasileira a conquistas favoráveis às classes trabalhadoras. Processo este que foi contraditório: de um lado, estavam as forças populares, para as quais democratização implicava conquista de direitos e participação nos processos decisórios; de outro lado, as forças que desejavam preservar a ordem vigente, ainda que tivessem de acatar mudanças na sua configuração (de Ditadura para um regime de direito). Nas conclusões argumentamos que, com a chamada redemocratização, houve certa abertura para uma democracia mais substantiva...