Página 1 dos resultados de 377 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Efeito do balanço cátion-aniônico em conjunto com diferentes proporcões de volumoso e concentrado na degradabilidade ruminal; Effects of dietary cation-anion balance (DCAB) associated with different rates of roughage:concentrate ratios in ruminal degradability

Meirelles, Rodrigo Lemos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
67.24%
Os efeitos do balanço cátion-aniônico da dieta (BCAD) na degradabilidade ruminal da MS e PB do farelo de soja, degradabilidade ruminal da MS e amido do fubá de milho, foram estudados em dois experimentos com diferentes proporções de volumoso:concentrado (experimento 1 - 60:40; experimento 2 - 40:60), em 12 bezerros Holandeses (peso médio de 91,55kg e de 117,62kg respectivamente), portadores de cânulas ruminais, realizados no Campus Administrativo de Pirassununga/SP, na FZEA/USP. Os períodos experimentais foram de 35 dias, sendo 14 dias de adaptação dos animais às gaiolas e às dietas e 21 dias de colheita de dados, com 15 dias de descanso. O delineamento foi o inteiramente casualizado, com três tratamentos e quatro repetições em ambos os experimentos. Para a manipulação do BCAD, foram adicionados sulfato de amônio e bicarbonato de sódio, obtendo-se os seguintes tratamentos no experimento 1: -123, +218 e +341 mEq/kg MS; e no experimento 2: -127, +207 e +397 mEq/kg MS. Utilizou-se silagem de milho como fonte de volumoso. Os níveis de BCAD influenciaram as degradabilidades ruminais da MS e PB do farelo de soja com a proporção de volumoso:concentrado de 60:40 (P<0,10). As degradabilidades ruminais da MS e amido do fubá de milho com a proporção volumoso:concentrado de 60:40...

Efeitos de fontes nitrogenadas com distintas degradabilidades sobre o aproveitamento da fibra, do nitrogênio e do amido em rações para bovinos

Souza, Míriam Silvânia de; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Rossi Júnior, Paulo; Malheiros, Euclides Braga
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2139-2148
POR
Relevância na Pesquisa
47.43%
O objetivo do experimento foi avaliar os efeitos da utilização do farelo de soja ou da glutenose sobre a degradabilidade ruminal in situ dos constituintes de dietas compostas por feno, milho e as fontes nitrogenadas fornecidas para bovinos adultos com 650 kg de peso. A glutenose foi considerada fonte nitrogenada de baixa degradabilidade e o farelo de soja, de média degradabilidade ruminal. As degradabilidades potenciais obtidas para o nitrogênio foram 39,7 e 90,3% e as degradabilidades efetivas 35,7 e 62,9%, respectivamente, para glutenose e farelo de soja. Utilizou-se a fibra mordente para determinar a taxa de passagem das dietas e obtiveram-se 6,6%/h para dietas com farelo de soja e 2,4%/h para dietas com glutenose. Não houve diferença na degradabilidade potencial da matéria seca do feno, nas frações A, B, C e na taxa de degradação, mas a degradabilidade efetiva da matéria seca foi inferior para as dietas com farelo de soja (29,3 vs 40,6%). Os demais ingredientes, à exceção do milho, apresentaram acentuadas diferenças entre as dietas nas variáveis de degradabilidade, na taxa de degradação e na degradabilidade efetiva do nitrogênio, com inferioridade na dieta com glutenose. O milho diferiu apenas quanto à degradabilidade efetiva do nitrogênio...

Fermentação e Degradabilidade Ruminal em Bovinos Alimentados com Resíduos de Mandioca e Cana-de-Açúcar ensilados com Polpa Cítrica Peletizada

Silveira, Roselene Nunes da; Berchielli, Telma Teresinha; Freitas, Djalma de; Salman, Ana Karina Dias; Andrade, Pedro de; Pires, Alexandre Vaz; Fernandes, Juliano José de Resende
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 793-801
POR
Relevância na Pesquisa
57.14%
O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar a degradabilidade ruminal da matéria seca (MS), fibra em detergente neutro (FDN) e amido, além de pH, amônia e ácidos graxos voláteis ruminais, em bovinos alimentados com silagens de milho (SMi), de raspa de mandioca com polpa cítrica (SRp), de casca de mandioca com polpa cítrica (SCc) e de cana-de-açúcar com polpa cítrica (SCn). Foram utilizados quatro novilhos, mestiços, castrados, canulados no rúmen e duodeno, em quatro períodos experimentais, com 11 dias de adaptação à dieta e oito dias de coleta. O delineamento experimental foi o quadrado latino 4x4. Foram adotados oito horários para a incubação das silagens: 3, 6, 12, 24, 48, 72, 96 e 120 horas. A SRp apresentou maior degradação efetiva (Kp 5%) da MS e da FDN (48,44 e 45,78%, respectivamente), quando comparada com a SMi (45,50 e 23,75%), a SCc (43,87 e 24,20%) e a SCn (40,76 e 25,78%). Para todos os tratamentos, o pH e a concentração de N-NH3 ruminal foram adequados para o crescimento dos microrganismos ruminais. Os valores de AGV para os tratamentos de SMi, SRp e SCc foram semelhantes entre si e superiores aos do tratamento com SCn.; The objective of this work was to evaluate the dry matter (DM)...

Degradabilidade ruminal das silagens de capim-napier produzidas com diferentes níveis de farelo de "batata diversa"

Rezende,Valério Mendes; Paiva,Paulo César de Aguiar; Barcelos,Adauto Ferreira; Teixeira,Júlio César; Nogueira,Denismar Alves
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
57.01%
Com o propósito de minimizar os custos com a alimentação, tem-se buscado a utilização dos resíduos viáveis à nutrição animal. "Batata diversa" é o nome atribuído ao tubérculo impróprio para o consumo humano, pois não alcança padrões de comercialização tanto em tamanho quanto em qualidade. A determinação das frações degradáveis ou não no rúmen é de fundamental importância no balanceamento de rações para bovinos. Sendo assim, a técnica de degradabilidade in situ tem sido utilizada para determinar o desaparecimento de nutrientes no rúmen em função do tempo. Dessa forma, objetivou-se produzir e estimar a degradabilidade in situ das diferentes frações da silagem de capim-napier produzida com diferentes níveis do farelo de "batata diversa". O experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras. Para a ensilagem, foram utilizados silos experimentais de PVC, adaptados com válvula tipo Bünsen, com capacidade para aproximadamente 3 kg cada. Os tratamentos constituíram-se dos níveis 0%, 5%, 10%, 15% e 20% de inclusão do farelo de "batata diversa" ao capim-napier. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições. Este estudo mostrou que a adição de 15% e 20% do farelo de "batata diversa" ao ensilar o capim-napier proporcionou melhores resultados que caracterizam uma boa silagem e maiores valores de degradabilidade ruminal in situ da MS...

Avaliação da degradabilidade ruminal in situ da palha de arroz fermentada por Trichoderma viride, Rhizopus stolonifer e Pycnoporus sanguineus

Endres,Eliane; Thomas,Robert W. S. P.; Prates,Ênio Rosa
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
56.97%
O melhoramento nutricional da palha de arroz fermentada por Trichoderma viride, Rhizopus stolonifer e Pycnoporus sanguineus foi avaliado por intermédio da degradação ruminal in situ. A fermentação da palha com T. viride e água por duas semanas aumentou a taxa de degradação ruminal em, aproximadamente, 31,5 e 264%, respectivamente, quando comparada com controle e água e com fermentação da palha por uma semana. Houve, também, redução no tempo de degradação efetiva da matéria seca da palha de arroz no trato digestivo do animal. O tratamento com R. stolonifer e água mostrou aumento de 17,95 e 7,90% da fração potencialmente digestível da matéria seca da palha, respectivamente, quando comparada com controle e fermentação por uma semana. O tratamento da palha de arrroz com P. sanguineus e água mostrou redução de 6,66 e 33,64% na degradação ruminal efetiva da matéria seca da palha após fermentação por uma e duas semanas, respectivamente.

Degradabilidade ruminal da cama de frango e do feno de capim coast-cross e avaliação de modelos matemáticos para estimativa da taxa de passagem de partículas

Oliveira,Ronaldo Lopes; Pereira,José Carlos; Silva,Paulo Roberto de Carvalho e; Vieira,Ricardo Augusto Mendonça
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
57.14%
O experimento foi realizado para avaliar a cinética de degradação ruminal da matéria seca (MS), proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) e os diferentes modelos para estimativa da taxa de passagem, em novilhos recebendo dietas com 15,0% de cama de frango, associada a dois níveis de suplemento à base de flora ruminal liofilizada de bovinos adultos (0 e 10 g/animal•dia). Quatro novilhos fistulados no rúmen e abomaso foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado. A taxa de passagem foi determinada por intermédio da técnica do cromo complexado à parede celular do feno de coast-cross, como indicador, e a degradabilidade, por intermédio da técnica do saco de náilon. Os modelos matemáticos foram avaliados por meio do estudo dos desvios padronizados e do número de corridas de sinal. A ingestão diária de 10 g do suplemento, por animal, não influiu na taxa de passagem das partículas e na degradabilidade ruminal. A cinética de passagem apresentou comportamento tempo-dependente. O modelo Dhanoa mostrou-se mais eficiente na determinação dos parâmetros relativos à taxa de passagem.

Solubilidade e degradabilidade ruminal do amido de diferentes alimentos

Zeoula,Lucia Maria; Martins,Adriana de Souza; Prado,Ivanor Nunes do; Alcalde,Claudete Regina; Branco,Antonio Ferriani; Santos,Geraldo Tadeu dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
56.85%
A solubilidade do amido em solução tampão de bicarbonato-fosfato (AMST) e a degradação ruminal do amido de alguns alimentos pela técnica in situ, usando três vacas Holandesa, foram determinadas neste estudo. Os alimentos foram moídos em peneira com crivo de 2 mm para os concentrados e 5 mm para os volumosos e incubados em sacos de náilon (53 micra). Os teores de amido de milho, sorgo, raspa de mandioca, farelo de trigo, triticale, silagem de milho, silagem de sorgo, farelo de soja, farelo de algodão e da polpa cítrica foram, respectivamente, 79,3; 83,4; 91,4; 49,1; 65,9; 31,6; 16,1; 5,5; 5,5; e 8,4% e os teores de AMST, 13,4; 10,7; 14,0; 0,7; 20,8; 18,1; 27,0; 18,4; 68,1; e 63,3%. A degradação efetiva (DE) do amido foi corrigida (DEc) para as perdas de pequenas partículas que ocorrem no processo de lavagem dos sacos, usando os valores AMST. O milho, o sorgo, a raspa de mandioca, o farelo de trigo e o triticale apresentaram valores de DE do amido de 57,8; 67,5; 79,1; 98,8; e 98,4% e DEc, de 55,0; 39,5; 62,7; 90,3; e 91,9% respectivamente. Os valores observados para a DE e DEc diferiram apenas para o sorgo e a raspa de mandioca.

Cinética de degradação ruminal do bagaço de cevada submetido a diferentes temperaturas de secagem

Pereira,José Carlos; González,Javier; Oliveira,Ronaldo Lopes; Queiroz,Augusto César de
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
56.92%
O objetivo deste experimento foi avaliar os efeitos de diferentes temperaturas de secagem do bagaço de cevada sobre a composição química e a degradabilidade ruminal da matéria seca e da proteína bruta. As amostras do bagaço de cevada foram secas em estufa a temperatura médias de 50,2 (BC50), 100,5 (BC100), 134,1 (BC135) e 173,7ºC (BC174), e um tratamento controle, cuja amostra foi seca a frio, pelo processo de liofilização (BCL). As cinéticas de degradação ruminal foram estimadas pela técnica in situ, com amostras em sacos de náilon incubadas no rúmen de carneiros. O aquecimento influenciou a fração fibrosa, sendo observado aumento nos teores de fibra em detergente neutro (FDN), lignina em detergente ácido (LDA) e proteína bruta associada à FDN (PBFDN) e à fibra em detergente ácido (PBFDA). A degradação efetiva da matéria seca e da proteína bruta diminuiu com o aumento da temperatura de secagem. As equações de predição mostraram que as frações de nitrogênio ligadas à FDN e FDA foram os principais fatores para explicar a degradação efetiva da matéria seca e da proteína bruta.

Valor nutritivo de rações compostas de fontes de amido e de nitrogênio com alta e baixa degradabilidade ruminal

Zeoula,Lúcia Maria; Prado,Ivanor Nunes do; Cecato,Ulysses; Branco,Antonio Ferriani; Damasceno,Júlio Cesar; Watanabe,Marcio Munemori; Fridrich,Daniele; Biliero,Conrado Luís
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
57.46%
O objetivo deste estudo foi avaliar o consumo, o coeficiente de digestibilidade aparente (CDA), o balanço de nitrogênio, o pH e a concentração de nitrogênio amoniacal no líquido ruminal de ovinos. Os animais foram alimentados com rações compostas de concentrados com diferentes degradabilidade ruminal das frações amido e nitrogênio das seguintes fontes: amido (AM) de alta (triticale) e baixa (milho) degradabilidade ruminal combinada com fontes de nitrogênio (N) de alta (farelo de canola + uréia) e baixa (farelo de algodão + farinha de carne e ossos) degradabilidade ruminal. Dezesseis carneiros Suffok castrados com peso médio de 37 kg PV foram usados para estimar os CDA por intermédio do método de coleta total de fezes e urina. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com arranjo fatorial 2 x 2, com quatro repetições por tratamento. Na avaliação do pH e nitrogênio amoniacal, o delineamento usado foi de parcelas subdivididas, sendo os tratamentos considerados como parcelas e os tempos de amostragem como subparcelas. Maiores consumos de matéria seca (MS), proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) foram observados nos animais alimentados com as rações que continham fontes de N de baixa degradabilidade ruminal. Maiores CDA da MS...

Fermentação e Degradabilidade Ruminal em Bovinos Alimentados com Resíduos de Mandioca e Cana-de-Açúcar ensilados com Polpa Cítrica Peletizada

Silveira,Roselene Nunes da; Berchielli,Telma Teresinha; Freitas,Djalma de; Salman,Ana Karina Dias; Andrade,Pedro de; Pires,Alexandre Vaz; Fernandes,Juliano José de Resende
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.98%
O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar a degradabilidade ruminal da matéria seca (MS), fibra em detergente neutro (FDN) e amido, além de pH, amônia e ácidos graxos voláteis ruminais, em bovinos alimentados com silagens de milho (SMi), de raspa de mandioca com polpa cítrica (SRp), de casca de mandioca com polpa cítrica (SCc) e de cana-de-açúcar com polpa cítrica (SCn). Foram utilizados quatro novilhos, mestiços, castrados, canulados no rúmen e duodeno, em quatro períodos experimentais, com 11 dias de adaptação à dieta e oito dias de coleta. O delineamento experimental foi o quadrado latino 4x4. Foram adotados oito horários para a incubação das silagens: 3, 6, 12, 24, 48, 72, 96 e 120 horas. A SRp apresentou maior degradação efetiva (Kp 5%) da MS e da FDN (48,44 e 45,78%, respectivamente), quando comparada com a SMi (45,50 e 23,75%), a SCc (43,87 e 24,20%) e a SCn (40,76 e 25,78%). Para todos os tratamentos, o pH e a concentração de N-NH3 ruminal foram adequados para o crescimento dos microrganismos ruminais. Os valores de AGV para os tratamentos de SMi, SRp e SCc foram semelhantes entre si e superiores aos do tratamento com SCn.

Degradabilidade ruminal in situ do bagaço de cana-de-açúcar in natura em caprinos e ovinos nativos do Nordeste brasileiro.

GOMES, G. M. F.; VASCONCELOS, A. M. de; SALLES, H. O.; EGITO, A. S. do; CARNEIRO, J. da C.; BOMFIM, M. A. D.; LANDIM, A. V.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 47., 2010, Salvador. Empreendedorismo e progresso científicos na zootecnia brasileira de vanguarda: anais. Salvador: SBZ, 2010. 4 p. 1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 47., 2010, Salvador. Empreendedorismo e progresso científicos na zootecnia brasileira de vanguarda: anais. Salvador: SBZ, 2010. 4 p. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
57.07%
O objetivo neste trabalho foi avaliar a degradabilidade ruminal da matéria seca (MS) e da fibra detergente neutro (FDN) do bagaço de cana-de-açúcar in natura em caprinos e ovinos naturalizados do Brasil. Foram utilizados três caprinos da raça Moxotó e três Ovinos da raça Morada Nova, submetidos à fistulação ruminal. Foi pesado 3 g do bagaço de cana moído em peneira de 5 mm e, posteriormente, colocado em sacos de náilon medindo 5x13cm. Os tempos de incubação dos sacos foram de: 0, 6, 24 e 96 horas. Após incubação, os resíduos dos sacos foram analisados quanto ao conteúdo de matéria seca e fibra detergente neutro. Embora o potencial de degradação da MS tenha sido superior para os caprinos (48,48%) versus os ovinos (35,41%), observou-se uma menor taxa de degradação da MS pelos caprinos (0,7%/h) em relação aos ovinos (3,3%/h). Essa compensação na utilização da MS do bagaço pelos ovinos explica o fato dos parâmetros de degradabilidade da FDN terem sido semelhantes entre as espécies.; 2010

Efeito da fonte de proteína de baixa degradabilidade ruminal sobre o perfil da caseína do leite de cabra.

PEREIRA, L. P. da S.; BOMFIM, M. A. D.; RODRIGUS, M. T.; EGITO, A. S. do; MAGALHÃES, A. C. M. de; GOMES, G. M. F.; OLIVEIRA, S. Z. R. de.
Fonte: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ, 8., 2007, Sobral. Anais dos resumos. Sobral: Universidade Estadual Vale do Acaraú, 2007. p. 33. Publicador: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ, 8., 2007, Sobral. Anais dos resumos. Sobral: Universidade Estadual Vale do Acaraú, 2007. p. 33.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.95%
Avaliou-se o efeito de fontes de proetínas de baixa degradabilidade ruminal sobre o perfil de caseínas no leite de cabras. O experimento foi conduzido na Embrapa Caprinos, sobral, Ceará.; 2007

Degradabilidade ruminal da matéria seca de resíduos agroindustriais em Porto Velho, Rondônia.

SANTOS, M. G. R. dos; SALMAN, A. K.; SANTOS, L. O.; TOWNSEND, C. R.
Fonte: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 23. Publicador: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO À PESQUISA DA EMBRAPA RONDÔNIA, 2., 2011, Porto Velho. Anais... Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011. 70p. (Embrapa Rondônia. Documentos, 146). p. 23.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.87%
Buscou-se determinar a degradabilidade da matéria in situ dos resíduos da extração do óleo de castanha-do-brasil (farinha de castanha), da extração da semente de pupunha (farinha de pupunha) e da extração da manteiga de cupuaçu (farelo de cupuaçu).; 2011

Degradabilidade ruminal da matéria seca e da fração protéica da silagem de milho, do farelo de soja e do sorgo grão, em bovinos da Raça Nelore: comparação com os dados obtidos pelo CNCPS.

ROSSI JÚNIOR, P.; SILVA, A. G. da; WANDERLEY, R. da C.; BOSE, M. L. V.; BOIN, C.
Fonte: Revista brasileira zootecnia, v.26, n.3, p.599-607, 1997. Publicador: Revista brasileira zootecnia, v.26, n.3, p.599-607, 1997.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.05%
Foi empregrada a técnica dos sacos de nilon de degradação in situ, para comparar os dados obtidos pelo CNCPS, a degradabilidade ruminal da matéria seca e da fração proteíca do milho, do farelo de soja e do sorgo grão, em 4 animais fistulados no rumen da raça Nelore.; 1997

Degradabilidade ruminal das silagens de capim-napier produzidas com diferentes níveis de farelo de "batata diversa"

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
57.01%
Com o propósito de minimizar os custos com a alimentação, tem-se buscado a utilização dos resíduos viáveis à nutrição animal. "Batata diversa" é o nome atribuído ao tubérculo impróprio para o consumo humano, pois não alcança padrões de comercialização tanto em tamanho quanto em qualidade. A determinação das frações degradáveis ou não no rúmen é de fundamental importância no balanceamento de rações para bovinos. Sendo assim, a técnica de degradabilidade in situ tem sido utilizada para determinar o desaparecimento de nutrientes no rúmen em função do tempo. Dessa forma, objetivou-se produzir e estimar a degradabilidade in situ das diferentes frações da silagem de capim-napier produzida com diferentes níveis do farelo de "batata diversa". O experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras. Para a ensilagem, foram utilizados silos experimentais de PVC, adaptados com válvula tipo Bünsen, com capacidade para aproximadamente 3 kg cada. Os tratamentos constituíram-se dos níveis 0%, 5%, 10%, 15% e 20% de inclusão do farelo de "batata diversa" ao capim-napier. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições. Este estudo mostrou que a adição de 15% e 20% do farelo de "batata diversa" ao ensilar o capim-napier proporcionou melhores resultados que caracterizam uma boa silagem e maiores valores de degradabilidade ruminal in situ da MS...

Cinética da degradação ruminal da matéria seca da haste, da raiz, do feno da parte aérea e da silagem de raiz de mandioca (Manihot esculenta Crantz) tratada com uréia; Kinetic of dry matter ruminal degradation of stem, root, aerial part hay and ureatreated-cassava root silage (Manihot esculenta Crantz)

Figueiredo, Mauro Pereira de; Souza, Luciano Fernandes; Ferreira, Joel Queiroga
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
47.32%
O experimento foi conduzido na UESB, com o objetivo de se determinar a cinética da degradação ruminal da matéria seca, de alimentos obtidos da mandioca. Foram utilizadas duas vacas fistuladas no rúmen, incubando-se as amostras em sacolas de náilon por 2, 4, 8, 16, 24, 48, 72 e 96 horas, por quatro rodadas seqüenciais, dentro de um delineamento em blocos inteiramente cazualizados. Os alimentos testados foram a raiz (T1), a silagem de raízes tratada com 3% de uréia (T2), o feno da parte aérea da mandioca obtido aos 5 meses (T3) ou 14 meses após o plantio (T4) e as hastes de plantas de mandioca, colhidas aos 14 meses, plantadas em espaçamento contínuo (T5) ou de 0,6 metros entre plantas (T6). Os resultados dos percentuais de degradabilidade no rúmen (P), foram ajustados ao modelo matemático "P = a + b (1 - e-ct)". Os valores médios percentuais dos resultados encontrados foram comparados pelo teste de Student-Newman-Keuls, ao nível de 5% de probabilidade, como se segue para os tratamentos de 1 a 6, respectivamente: fração solúvel (74,8b; 80,9ª; 26,3c; 23,6d; 22,4d; 22,3d), degradabilidade efetiva (90,7b; 92,0ª; 65,4c; 62,4d; 41,8e; 40,9e), degradabilidade potencial (99,1ª; 99,4ª; 74,4b; 73,4b; 49,2c; 46,8d) e tempo de colonização em horas (0...

Silagem de milho ou cana-de-açúcar e o efeito da textura do grão de milho no desempenho de vacas holandesas

Corrêa, Clovis Eduardo Sidnei
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Zootecnia; UFLA; brasil; Departamento de Zootecnia Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Zootecnia; UFLA; brasil; Departamento de Zootecnia
Tipo: Dissertação
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
47.46%
Brazilian corn hybrids have primarily hard type endosperm of high vitreousness, while in other countries, as in the United States, dent type hybrids ofsoftendosperm prevails. Dentcornhas greater ruminal starch digestibility and smallerrate of decay in digestibility with advancing maturity than hard hybrids. In the fírst experiment it was tested the hypothesis that the use of soft cultivars may enlarge the ensilage period of corn. A hard texture hybrid (P3041) was ensiled at the half milk line stage ofgrowth (MD) and a dent hybrid (AG4051) at the black layerstage (MM). A third treatment tested the viability of sugarcane (CA) as a forage for high producing dairy cows. Nine lactating Holstein cows were allocated to a sequences ofthe three treatments in three 3x3 Latin squares with 21-day periods. The experimental diets contained 200 g offorage NDF per kg of dry matter. There was no detectable difTerence between corn hybrids in production (34.2 vs 34.6 kg/d) and composition ofmilk, dry matter intake (23.0 vs 23.2 kg/d) and total tract apparent digestibility of nutrients CP>0.37 for the contrast MM vs MD). Sugarcane decreased intake (21.5 kg/d) and milk production (31.9 kg/d) (P<0.05 for the contrast CA vs MM+MD). The lower sugarcane NDF digestibility compared with corn silage NDF (23.1 vs 42.1%...

Degradabilidade ruminal de grãos de milho de textura dura ou macia em três estádios de maturação; Ruminal degradability of hard or soft texture corn grain at three maturity stages

Pereira, Marcos Neves; Von Pinho, Renzo Garcia; Bruno, Ralph Guilherme da Silva; Calestine, Gabriela Arruda
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
47.33%
A predominância de endosperma vítreo em milho (Zea mays L.) flint de textura dura pode deprimir a digestão ruminal do amido comparativamente ao endosperma farináceo de milho dentado, reduzindo o conteúdo energético do grão. O objetivo deste experimento foi avaliar os efeitos da textura e do estádio de maturidade sobre a degradabilidade ruminal de grãos de milho. Dois híbridos dentados e dois duros foram colhidos nos estádios dentado inicial, metade da linha do leite e linha preta. A proporção de endosperma vítreo (vitreosidade) dos híbridos dentados foi 44,3% e a dos duros foi 67,0%. Ocorreu aumento linear na vitreosidade com o avançar da maturidade. Os híbridos duros no estádio dentado inicial foram mais vítreos que os dentados no estádio linha preta. O aumento na vitreosidade por dia de maturação foi maior nos híbridos duros. Os grãos foram incubados in situ no rúmen de 6 vacas. A degradação ruminal da matéria seca em 24 horas foi 63,3% nos grãos dentados e 52,4% nos duros. O resíduo após 72 horas de incubação de híbridos dentados e duros foram 7,6% e 15,6%, respectivamente. A degradabilidade ruminal dos híbridos foi similar nos estádios dentado inicial e metade da linha do leite. O efeito da textura sobre a degradabilidade ruminal foi acentuado no estádio linha preta (P < 0...

Estimativas de parâmetros genéticos da degradabilidade de grãos de milho diferindo em escore de identação; Assessment of genetic parameters of degradability in maize grains due to indentation scores

Davide, Livia Maria Chamma; Ramalho, Magno Antônio Patto; Figueiredo, Ulisses José de; Souza, João Cândido de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
57.27%
Cultivares de milho (Zea mays L.) com grãos do tipo dentado possuem maior porcentagem de amido e degradabilidade ruminal da matéria seca do que os com grãos do tipo duro. Estimaram-se parâmetros genéticos da degradabilidade de grãos de milho com diferentes texturas e verificou-se se ocorre associação entre o escore de identação dos grãos visualmente avaliados e a degradabilidade in situ da matéria seca (DISMS). Foram avaliadas progênies oriundas do cruzamento entre a variedade Cristal, de grãos duros, e a variedade Cunha de grãos dentados, previamente selecionadas para a dureza dos grãos. As progênies foram avaliadas com relação ao escore de identação por meio de uma escala visual de notas variando de 1 (duro) a 5 (mole). Para a avaliação da DISMS os grãos foram cortados ao meio, pesados 5 g colocados em saquinhos de tecido "failet" e incubados no rúmen, por 24 h, em três vacas portadoras de cânula ruminal. Há variabilidade genética para a DISMS, com herdabilidade de 46%, indicando ser possível o sucesso com a seleção. Não há associação entre o escore de identação e a porcentagem de DISMS. Assim, a avaliação visual nem sempre reflete a dureza per se dos grãos, pois o que se vê é o aspecto do pericarpo e não a constituição do endosperma.; Maize (Zea mays L.) cultivars with dent grains present higher starch and dry matter ruminal degradability than those with flint grains. This study aimed to assess genetic parameters of degradability in maize grains of different textures and to verify whether there is an association between grain indentation score and ruminal dry matter (RDM) degradability. The evaluated progenies were obtained from the cross between the varieties Cristal (flint) and Cunha (dent)...

In situ degradability of the sugar cane ensiled with urea and corn grain in different proportions; DEGRADABILIDADE IN SITU DE CANA-DE-AÇUCAR ENSILADA COM URÉIA E MILHO EM DIFERENTES PROPORÇÕES

Rossi Junior, P.; Universidade Federal do Paraná; Schogor, A. L. B.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2007 POR
Relevância na Pesquisa
47.31%
The present work was carried out at the Agronomy Institute of Parana (IAPAR), to evaluate in situ the ruminal degradability of dry matter (DM) of sugar cane silage (Saccharum officinarum). The treatments tested were: pure sugar cane silage (SC), sugar canesilage with 1% of urea (SCU) and sugar cane silage with 1% of urea and 2.5% of corn grain (SCUM). Tukey test was used to compare treatments means, significance level of 5%. The observed values for potential and effective degradability of the treatments were respectively: 52.07% and 38.23% for SC; 56.40%and 45.17% for SCU; and 61.93% and 49.95% for SCUM. The potential and effective degradability of DM was greater (P < 0.05) for sugar cane silage with 1% of urea and 2.5% of corn grain than for SC and SCU. Among the tested silages, the one which presented the best results was the SCUM, what may be due to the replacement of sugar cane for ingredients with high ruminal degradation.; O presente trabalho foi realizado no Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), com o objetivo de se avaliar a degradabilidade ruminal in situ da matéria seca (MS) da silagem de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum). Os tratamentos testados foram: silagem de cana pura (SC)...