Página 1 dos resultados de 50 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Construção de um material educativo na orientação do deficiente auditivo idoso; Construction of an educational material in the orientation of the hearing impaired elderly

Campos, Karis de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.3%
Introdução: O envelhecimento da população é um fenômeno que tem ocorrido mundialmente, inclusive no Brasil, caracterizado por alterações físicas, cognitivas e sensoriais. Nesse contexto é possível verificar alterações sensoriais importantes como a deficiência auditiva, onde o uso do Aparelho de Amplificação Sonora individual (AASI) tem como proposta minimizar os efeitos da deficiência auditiva propiciando o maior aproveitamento da audição residual. No entanto, a dificuldade de manipulação do AASI é um dos fatores que fazem com que o indivíduo deficiente auditivo protele ou abandone o uso. Iniciativas utilizando Teleducação tem tido êxito na orientação de indivíduos na área da saúde, incluindo a Fonoaudiologia. Portanto, é necessário o desenvolvimento de projetos que auxiliem o deficiente auditivo idoso no processo de adaptação do AASI. Objetivo: avaliar o DVD Conhecendo e Aprendendo sobre o meu Aparelho Auditivo (Vol. 1) no processo de adaptação do AASI. Metodologia: A metodologia foi dividida em 2 etapas de desenvolvimento. Na primeira etapa o projeto foi dividido em duas fases, senda uma de avaliação e outra a reestruturação do material didatico. Na primeira fase o DVD foi, primeiramente, avaliado por 22 fonoaudiólogos e por 25 idosos usuários de AASI. Na segunda fase...

A produção da anormalidade surda nos discursos da educação especial

Lunardi, Marcia Lise
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
A presente tese, A Produção da Anormalidade Surda nos Discursos da Educação Especial, insere-se no terreno das discussões que pretendem examinar as relações entre normalidade/anormalidade e poder/saber. Tendo como foco principal a Política Nacional de Educação Especial (PNEE), ela aponta para as formas como um dispositivo pedagógico torna possível a produção de um aparato de verdades que, ao dizer coisas sobre os sujeitos deficientes e ao definir modelos para conduzir a ação pedagógica a eles dirigida, operam na constituição de subjetividades anormais. Tal empreendimento analítico foi constituído a partir de um conjunto de ferramentas extraídas do campo dos Estudos Culturais, principalmente aqueles que estão próximos a uma perspectiva pós-estruturalista; entre elas, destaco as noções foucaultianas de poder disciplinar, biopoder e normalização. Tais ferramentas possibilitaram-me operar sobre as formas como os discursos instituídos pelas práticas da Educação Especial colocam em funcionamento estratégias de normalização para os sujeitos surdos. Mostrei, por meio da análise desses discursos, como os surdos são constituídos como sujeitos patológicos e como se incide sobre eles uma terapêutica que é capaz de acionar mecanismos de correção...

Cenário armado, objetos situados : o ensino da geografia na educação de surdos

Silva, Claudionir Borges da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
A pesquisa teve por objetivo apresentar atividades didáticas envolvendo a Língua Brasileira de Sinais com o intuito de estabelecer uma relação de mútuo reforço entre o ensino de Geografia e a utilização da leitura e escrita da língua portuguesa a partir da inclusão de alunos surdos em uma escola de Ensino de Jovens e Adultos. Na primeira parte da dissertação foi analisado o histórico das propostas pedagógicas para educação de surdos e os conflitos gerados pela disputa de saber e poder. A segunda parte, apresenta a abordagem do espaço na perspectiva geográfica e pedagógica em busca de elementos que propiciem partir da potencialidade visual dos surdos e a espacialidade da língua de sinais como instrumentos do processo de ensino-aprendizagem. A terceira parte, resgata a reflexão sobre a educação de surdos e análise das atividades didáticas desenvolvidas.

Tecnologias de governamento na formação profissional dos surdos

Klein, Madalena
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
Esta tese focaliza a educação profissional a partir dos programas de formação profissional para surdos desenvolvidos em diferentes tempos e espaços educacionais, tanto em escolas como nos movimentos surdos. Esses programas atendem a uma determinada racionalidade que governa a conduta daqueles sujeitos para as quais as ações são diretamente pensadas, mas também constituem subjetividades entre os diferentes atores que se envolvem na elaboração, realização, avaliação desses programas. Essa racionalidade política vem engendrando um conjunto de procedimentos, de saberes e de poderes considerados desejáveis e úteis para a conformação de sujeitos que saibam dirigir suas condutas. Para realizar a análise dos programas de formação profissional, inspirei-me em algumas ferramentas analíticas utilizadas por Michel Foucault e outros autores que, inscrevendo-se em uma perspectiva pós-estruturalista, analisam o funcionamento da racionalidade política na Modernidade. Argumento que a formação de trabalhadores se constitui em um dispositivo de governamento que responde às necessidades e exigências de um sistema econômico, social, político e cultural que se preocupa com o risco do desemprego e da exclusão social de indivíduos identificados em grupos específicos e neste estudo...

Mesmidade ouvinte & alteridade surda : invenções do outro surdo no Curso de Educação Especial da Universidade Federal de Santa Maria

Rampelotto, Elisane Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Esta tese, “Mesmidade Ouvinte & Alteridade Surda: invenções do outro surdo no Curso de Educação Especial da Universidade Federal de Santa Maria”, deseja problematizar algumas questões que estão engendradas nesse curso e que, de uma certa forma, estão produzindo o outro surdo. O objetivo da pesquisa é buscar e analisar, nas formas de se narrar e de narrar, como é inventado o outro surdo pelas professoras que formam professores para a educação desse outro. Minhas questões de investigação estão relacionadas ao processo de formação de professores de surdos da UFSM que, legitimados pelos discursos e saberes da universidade, são inventados e inventam uma outra forma de ser professor. Para análise, trago como material de investigação as narrativas das professoras que formam no Curso de Educação Especial de Santa Maria ‐ RS. Utilizo como instrumento a entrevista – documento que registra a experiência de ser professora de professores em formação, na área da educação de surdos. É possível perceber, com a análise dos fragmentos das narrativas, que todas as professoras falam da experiência que se faz, que se dá, que se oferece, mas elas não falam de si. Parece, então, que o problema da experiência na formação é só da experiência do próprio professor. Ela não diz nada a respeito da experiência do outro.

Aprendizagem de escrita de língua de sinais pelo sistema SignWriting : língua de sinais no papel e no computador; The learning process of sign language writing through the signwriting system : sign languages on paper and in the computer

Stumpf, Marianne Rossi
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Esta tese trata de como o sistema SignWriting pode servir de suporte a uma nova proposta pedagógica ao ensino da escrita de língua de sinais e letramento para crianças surdas usuárias da Língua Brasileira de Sinais - Libras e da Língua de Sinais Francesa - LSF. Escrever deve ser uma atividade significativa para a criança. No caso da criança surda, a escrita fundamenta-se em sua competência na língua de sinais, sem precisar da intermediação da língua oral. A criança surda, quando em um ambiente onde ela e seus colegas se comunicam em língua de sinais, efetivamente tenta escrever sinais, quando é incentivada a fazê-lo. Em nossos experimentos, usamos o sistema SignWriting para mostrar ás crianças surdas (e a seus pais e professores) como escrever textos em línguas de sinais de ambas as formas: manuscrita e impressa, usando o programa Sign Writer para editar textos em línguas de sinais. A base teórica que apóia a tese é a abordagem bilíngüe para a educação de surdos, a língua de sinais, a teoria de Piaget, e de Ferreiro quando trata das etapas da alfabetização em língua oral. Esta investigação possui um caráter exploratório, em que o delineamento metodológico é dado pela pesquisa-ação. O primeiro estudo apresenta um levantamento do processo de aquisição da escrita de sinais...

O ser e o estar sendo surdos : alteridade, diferença e identidade

Perlin, Gladis Teresinha Taschetto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.94%
Esta Tese escrita em língua de fronteira aproxima-se das referências imediatas do ser e do estar sendo surdos elucidando a epistemologia que introduz o seu conceito de diferença, conceito naturalmente firmado no interior, no chão onde reside o povo surdo. O textual do ser e do estar sendo surdos se desenvolve no embasamento de uma temporalidade diferente, no propósito das experiências, das trajetórias que acompanham o discurso utilizado. A perspectiva que o pós-colonialismo, o pós-estruturalismo e os estudos culturais oferecem para os estudos surdos nos meios que possibilitam a estabilidade como espaço para o encontro da alteridade, diferença e identidade se sobressaem como propositores de nova ordem. Ser surdo, naturalmente envolve um processo vital. O evento discursivo da diferença e da afirmação política do ser surdo introduz o resultado elucidativo da matriz produtiva que se constituem em produções políticas. A tese introduz a meta e aos reflexos que adentram questões de alteridade diferença e identidade. Introduz nos campos da experiência do ser e do estar sendo surdos, introduz inclusive nos campos do povo surdo, sua história, sua cultura. No momento perpassa os espaços cruciais da diminuição vivida nos terraplenos da educação...

Processo de apropriação da escrita da língua de sinais e escrita da língua portuguesa informática na educação de surdos

Loureiro, Cristiane de Barros Castilho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Ao tratarmos da Educação para Surdos, a presente dissertação insere-se no plano de discussão que envolve duas visões diferentes: uma clínica-orgânica e outra sócio cultural. Partindo destas visões, encaminhamos apontamentos da Proposta Educacional Bilíngüe postulando características que envolvem a alfabetização do Surdo, quando inserido em padrões próprios de sua cultura enfatizando a comunicação através da LIBRAS e da escrita de sua língua natural. Para tanto, buscamos embasamento em ambientes digitais concentrando nosso estudo no aprimoramento de um teclado padrão, transformando-o em suporte para a escrita dos sinais. Assim sendo, o objetivo desta dissertação volta-se para a observação de como se dá o processo de apropriação da escrita da língua de sinais e da língua portuguesa em atividades mediadas por ambientes digitais de aprendizagem. Mostramos que, a partir da abordagem de investigação qualitativa envolvendo três (3) estudos de casos, sujeitos surdos construíram páginas pessoais apropriando-se da escrita dos sinais utilizando o teclado especial na seleção dos símbolos, construindo sinais, frases e textos. Desenvolveram estratégias de escrita de acordo com a LIBRAS estruturando e organizando constituintes fonológicos...

Os olhares dos surdos : traduzindo as fronteiras da escola

Oliveira, Monica Duso de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Esta pesquisa está marcada pela fala dos surdos e comentários que faço sobre as mesmas, trazendo as representações que fazem sobre as Fronteiras da escola especial. Foi realizada na cidade de Caxias do Sul, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Helen Keller, trazendo depoimentos de surdos do Ensino Médio, Ensino Fundamental e instrutores surdos que trabalham na escola. A partir destes depoimentos, faço uma incursão teórica dentro da referida instituição, trazendo o cotidiano da mesma, a partir de como os alunos se vêem representados dentro dela e como esta faz a representação dos surdos e da surdez. Não trata-se de uma releitura de falas, mas sim uma imersão nestas Fronteiras, que ficam veladas nas ações que são vivenciadas pelos surdos. Assim, através destas narrativas, trago reflexões acerca da educação de surdos, e as marcas do Pós-colonialismo, imersos nas falas de quem participa de um processo, sem muito interagir ou participar das decisões ouvintistas que ainda permeiam um trabalho educacional.

O filosofar na arte da criança surda : construções e saberes

Caldas, Ana Luiza Paganelli
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Esta dissertação analisou como se deu o filosofar na arte das crianças surdas e na busca por práticas estéticas visuais no processo da construção deste filosofar. Para isto, foram realizadas entrevistas (individuais e coletivas) com 10 sujeitos surdos de uma escola municipal de surdos de Gravataí no Estado do Rio Grande do Sul, onde foram apresentadas algumas pinturas dos artistas Da Vinci, Picasso, Portinari e Baird (artista surdo). O objetivo foi o de provocar uma reflexão destes sujeitos, a partir de experiências estéticas, no sentido de que cada um pudesse expressar seus saberes, praticar a vivência do olhar, trazendo suas hipóteses e compreensões sobre as pinturas, observando como estas experiências podiam colaborar para a construção dos filosofares na arte dos sujeitos surdos. Os principais pressupostos teóricos foram os estudos de Michael J. Parsons sobre os níveis estéticos de compreensão da arte, que foram tabulados e sistematizados para uma melhor análise qualitativa dos dados, proposta metodológica optada para a pesquisa. Marly Meira e Walter Kohan perpassam a pesquisa como os alicerces da criação filosófica e o pensar sobre o pensar. Destaco também os estudos de Duarte para a educação do sensível e de Pillar na educação para o olhar. Pôde-se constatar que houve uma notável relação entre as experiências estéticas e os diálogos com a possibilidade de novas compreensões sobre arte e com a criação de novos pensares filosóficos.; This study analyzed the development of the capacity of philosophize in the deaf children art and in search for visual aesthetics practice in the process of constructing this capacity. For this...

O cinema e a flutuação das representações surdas : "Que drama se desenrola neste filme? Depende da perspectiva ..."

Thoma, Adriana da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.92%
Este estudo aborda o jogo da flutuação das representações e dos discursos em textos cinematográficos e em textos surdos: num primeiro momento, investigo como a alteridade surda é narrada/produzida/inventada/incluída e excluída em filmes que focalizam a surdez e os/as surdos/as e, num segundo, analiso como ocorrem as interpelações dos filmes em um grupo de sujeitos surdos universitários. O alicerce teórico e as ferramentas metodológicas estão nos Estudos Culturais e no pensamento de Michel Foucault, a partir dos quais utilizo os entendimentos de discurso, representação, cultura, pedagogia cultural, interpelação, produção de significados, entre outros. A perspectiva analítica dos Estudos Culturais toma a cultura e os artefatos culturais como práticas de significação, não fazendo distinção entre alta-cultura e baixa-cultura. Michel Foucault oferece ferramentas teóricas e metodológicas com as quais podemos analisar o discurso como prática. O resultado das análises dos textos cinematográficos é apresentado através de um conjunto de lições, as quais foram organizadas pela recorrência das representações e dos discursos que compõem os filmes. Não se trata de verificar o que está “por trás” do que é dito...

Marcadores culturais na literatura surda : constituição de significados em produções editoriais surdas

Müller, Janete Inês
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.94%
Nesta dissertação apresento uma investigação acerca dos marcadores culturais em produções editoriais de surdos, considerando obras que circulam em português escrito, destinadas ao público juvenil e adulto. Vinculada aos Estudos Culturais em Educação, discuto o problema de pesquisa: como as produções culturais surdas, que circulam em português escrito no mercado editorial brasileiro, possibilitam a construção de marcadores culturais? Assim, objetivo: mapear e investigar as produções culturais de surdos publicadas em português escrito; b) discutir marcadores culturais surdos, considerando posições identitárias, de comunidades e de usos das línguas; c) problematizar a constituição de representações surdas que circulam nas obras analisadas. Após a leitura de dez livros produzidos por surdos, a narrativa da experiência de si e a identidade surda como uma diferença sobressaem-se como marcas culturais das produções editoriais surdas. A produção da identidade/diferença surda se dá principalmente pela experiência do olhar, uso das línguas de sinais, tradução cultural através da escrita em línguas orais e a participação em comunidades e lutas, que marcam a(s) cultura(s) surda(s). Além disso, essa produção identitária se processa através de representações que circulam nas obras...

Reabilitação auditiva em crianças com surdez neurossensorial severa-profunda

Moreira, Ilda da Piedade Almeida
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
Introdução: A surdez neurossensorial, em crianças, de grau severo/ profundo limita o desenvolvimento social, psicológico e cognitivo da criança. A reabilitação auditiva apresenta-se assim de grande importância. Os três primeiros anos de vida são os mais importantes para a aquisição da linguagem oral. Assim a criança deverá ser sujeita a estímulos actuantes que lhe permita adquirir uma discriminação auditiva no tempo. Após os três anos este processo é substancialmente mais difícil. Defende-se por isso o diagnóstico de surdez neurossensorial até aos 3 meses, intervenção terapêutica até aos 6 meses de idade, o que justifica a necessidade de rastreio. O diagnóstico de surdez é feito com base em testes psicoacústicos, acústicos/fisiológicos e electrofisiológicos. A reabilitação auditiva pode ser feita com o uso de prótese auditiva ou de implante cóclear, de acordo com os critérios de selecção individuais de cada criança. A idade mínima para colocação de um implante cóclear é actualmente de 12 meses. Para as crianças com mais de 4 anos de idade, o implante depende da estimulação anterior da via auditiva, uma vez que a plasticidade neuronal diminui para além desta idade. A técnica cirúrgica usada mais frequentemente é a via transmastóidea com timpanotomia posterior. Dependendo da etiologia da surdez poder-se-ão usar técnicas cirúrgicas diferentes melhorando desta forma...

Avaliação dos benefícios proporcionados pelo AASI em crianças e jovens da faixa etária de 7 a 14 anos

Boscolo,Cibele Cristina; Costa,Maria da Piedade Rezende da; Domingos,Camila Maria Pereira; Perez,Fabrícia Cristina
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.21%
A presença de perda auditiva pode acarretar sérias conseqüências no desenvolvimento de fala e aprendizagem. Um recurso importante para a reabilitação do deficiente auditivo é o AASI. Para estar bem adaptado, o AASI deve fornecer benefícios para os usuários. A avaliação do benefício proporcionado pelo AASI, por meio de questionários de auto-avaliação, é fundamental. O presente estudo procurou verificar os benefícios proporcionados pelo AASI por meio de um questionário aplicado às crianças e adolescentes usuários de AASI, na faixa etária de 7 a 14 anos. Foram avaliados 19 deficientes auditivos, de ambos os sexos. Verificamos que em relação ao uso do AASI, 12 (63%) deficientes auditivos utilizam o AASI em todos os lugares que vão, retirando-os apenas para tomar banho e dormir, 5 (23%) referem utilizar o AASI somente em casa e na terapia fonoaudiológica Em relação ao benefício proporcionado pelo AASI na rotina caseira, 14 (73%) ouvem melhor a televisão, 15 (78%) ouvem melhor o telefone ou campainha, 12 (63%) ouvem melhor os pais chamarem pelo nome. No ambiente escolar, verificou-se que o AASI promove uma melhor recepção da fala do professor estando ele próximo ao aluno. Em situações sociais, 15 sujeitos (78%) relataram que com o AASI brincam melhor com seus amigos...

O processo de inclusão de crianças com deficiência auditiva na escola regular: vivências de professores

Rios,Noemi Vieira de Freitas; Novaes,Beatriz Cavalcanti de A. Caiuby
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.22%
O objetivo do presente estudo foi descrever e discutir, a partir da vivência de professores, o processo de inclusão de crianças com deficiência auditiva em escola regular. Foram selecionadas três crianças entre 05 e 08 anos de idade, e seus respectivos professores. Por meio de entrevistas com as professoras das crianças, foi selecionado o material que permitiu caracterizar o processo de inclusão de cada criança do estudo. Os relatos das professoras sobre suas experiências com as crianças deficientes auditivas deste estudo parecem indicar que, ainda hoje, apesar da evolução das práticas inclusivas, prevalecem nas escolas muito mais os pressupostos da integração do que da inclusão. As professoras foram unânimes em admitir que não vêm sendo suficientemente preparadas para receber deficientes auditivos e pouco sabem sobre o desenvolvimento da audição, da linguagem e sobre como esses aspectos influenciam e determinam formas particulares de apreensão de conteúdos. Prevalece a idéia de que é a criança com necessidades educacionais especiais quem deve se adaptar ao ambiente, empenhar-se para ser nele integrada; ou então, as professoras buscam estratégias individuais de aproximação, sem que essa questão seja problematizada junto ao corpo técnico da escola...

Análise das estratégias utilizadas em um grupo terapêutico pedagógico para auxiliar o desenvolvimento da linguagem escrita em crianças com deficiência auditiva

Duarte,Janaína Luciane; Brazorotto,Joseli Soares
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.09%
O presente estudo teve como objetivos avaliar e acompanhar o desenvolvimento da linguagem escrita e analisar as estratégias utilizadas durante 01 ano de intervenção pedagógica em grupo para o desenvolvimento da linguagem escrita de quatro crianças com deficiência auditiva, usuárias de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) e/ou Implante Coclear (IC) com idades entre 05 e 07 anos, atendidas no Centro Educacional do Deficiente Auditivo do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, em Bauru-SP. Para a consecução dos objetivos foram realizados os seguintes procedimentos: submissão do projeto de pesquisa ao Comitê de Ética em Pesquisa da instituição, revisão da literatura, análise das estratégias para a intervenção, categorização das habilidades de audição e de linguagem oral de cada criança após avaliações da percepção auditiva da fala e de linguagem oral realizadas por um fonoaudiólogo, bem como avaliação da linguagem escrita de acordo com protocolos específicos, no pré e pós-intervenção. As estratégias foram aplicadas na situação de grupo, mediadas pela pedagoga-pesquisadora e registradas com câmera fixa, instalada em tripé. Realizada a análise das estratégias por meio de transcrição e categorização das mesmas bem como a análise quantitativa e qualitativa das avaliações de cada criança...

Principais características da produção vocal do deficiente auditivo

Prado,Aline do Carmo
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.3%
OBJETIVO: descrever as principais características da produção vocal do deficiente auditivo, analisando quais os parâmetros da qualidade vocal são alterados pela deficiência da audição. MÉTODOS: foi realizado um levantamento bibliográfico em Bibliotecas de Universidades e pesquisa em periódicos indexados na Base de dados Lilacs e Medline, dando ênfase aos estudos referentes ao tema desde 1971 até os estudos mais recentes. RESULTADOS: os achados foram divididos em seis parâmetros: Características da Fala; Ressonância; Respiração; Parâmetros Acústicos; Aspectos Fonéticos e Tratamento Fonoaudiológico. CONCLUSÃO: com a revisão da literatura, foi possível identificar as principais características da produção vocal do deficiente auditivo. A discriminação e a realimentação auditivas são essenciais na produção da voz, e, no caso dos deficientes auditivos, como não desenvolvem o feedback auditivo, não conseguem ter controle sobre sua voz: (ressonância, intensidade, freqüência, articulação e respiração). A relevância da contribuição da Fonoaudiologia fica clara graças à garantia de melhora nas condições de comunicação desses indivíduos.

Análise das estratégias utilizadas em um grupo terapêutico pedagógico para auxiliar o desenvolvimento da linguagem escrita em crianças com deficiência auditiva; Analyses of strategies used in a pedagogic therapeutic group to enhance the development of writing in hearing impaired children

DUARTE, Janaína Luciane; BRAZOROTTO, Joseli Soares
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.09%
O presente estudo teve como objetivos avaliar e acompanhar o desenvolvimento da linguagem escrita e analisar as estratégias utilizadas durante 01 ano de intervenção pedagógica em grupo para o desenvolvimento da linguagem escrita de quatro crianças com deficiência auditiva, usuárias de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) e/ou Implante Coclear (IC) com idades entre 05 e 07 anos, atendidas no Centro Educacional do Deficiente Auditivo do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, em Bauru-SP. Para a consecução dos objetivos foram realizados os seguintes procedimentos: submissão do projeto de pesquisa ao Comitê de Ética em Pesquisa da instituição, revisão da literatura, análise das estratégias para a intervenção, categorização das habilidades de audição e de linguagem oral de cada criança após avaliações da percepção auditiva da fala e de linguagem oral realizadas por um fonoaudiólogo, bem como avaliação da linguagem escrita de acordo com protocolos específicos, no pré e pós-intervenção. As estratégias foram aplicadas na situação de grupo, mediadas pela pedagoga-pesquisadora e registradas com câmera fixa, instalada em tripé. Realizada a análise das estratégias por meio de transcrição e categorização das mesmas bem como a análise quantitativa e qualitativa das avaliações de cada criança...

Reabilitação auditiva em crianças com surdez neurossensorial severa-profunda

Moreira, Ilda da Piedade Almeida
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
Introdução: A surdez neurossensorial, em crianças, de grau severo/ profundo limita o desenvolvimento social, psicológico e cognitivo da criança. A reabilitação auditiva apresenta-se assim de grande importância. Os três primeiros anos de vida são os mais importantes para a aquisição da linguagem oral. Assim a criança deverá ser sujeita a estímulos actuantes que lhe permita adquirir uma discriminação auditiva no tempo. Após os três anos este processo é substancialmente mais difícil. Defende-se por isso o diagnóstico de surdez neurossensorial até aos 3 meses, intervenção terapêutica até aos 6 meses de idade, o que justifica a necessidade de rastreio. O diagnóstico de surdez é feito com base em testes psicoacústicos, acústicos/fisiológicos e electrofisiológicos. A reabilitação auditiva pode ser feita com o uso de prótese auditiva ou de implante cóclear, de acordo com os critérios de selecção individuais de cada criança. A idade mínima para colocação de um implante cóclear é actualmente de 12 meses. Para as crianças com mais de 4 anos de idade, o implante depende da estimulação anterior da via auditiva, uma vez que a plasticidade neuronal diminui para além desta idade. A técnica cirúrgica usada mais frequentemente é a via transmastóidea com timpanotomia posterior. Dependendo da etiologia da surdez poder-se-ão usar técnicas cirúrgicas diferentes melhorando desta forma...

Imaginário social e educação do surdo institucionalizado

Thoma, Adriana da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Busco entender o imaginário social construído sobre o surdo abrigado na FEBEM e o papel da escola e da institucionalização em suas vidas. Por se tratar de um grupo duplamente marginalizado (são surdos ... e são da FEBEM), parto do pressuposto de que a imagem presente no âmbito social o condiciona sob a ótica da improdutividade e do conseqüente fracasso social. Em uma sociedade capitalista-moderna que, com suas nonnas de comportamento e seus padrões de perfeição e beleza, prima pela valorização corpórea enquanto força produtiva, que lugar ocupa esse sujeito? A investigação é de cunho qualitativo e a criação se faz presente, apresentando um caráter não-ortodoxo. A pesquisa é descritiva/analítica e os dados coletados aparecem no texto de forma a serem entendidos segundo os conceitos teóricos utilizados. Como fonte de informação, foram realizadas entrevistas com os funcionários da Escola de Surdos onde estudam os sujeitos da pesquisa e com os funcionários da Instituição onde moram, cujas falas utilizei na análise do que tento desvendar. Na análise dos dados, utilizo alguns conceitos de autores que falam sobre a questão do imaginário, do estigma e da formação da identidade. Na perspectiva da surdez...