Página 1 dos resultados de 3216 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Grau e fatores de satisfação / insatisfação, stress e estratégias de coping de trabalhadores da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental da Sertã

Silva, Maria João Vitória Negrão da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.89%
Numa sociedade cada vez mais globalizada que exige uma vida mais justa e igualitária, surgiu a necessidade de criar uma instituição que preparasse e apoiasse as pessoas com deficiência intelectual, facilitando a inclusão das mesmas na sociedade, emergindo, assim, um novo grupo profissional que presta cuidados a pessoas nessas circunstâncias. Como tal, o presente estudo pretende conhecer o grau e os fatores de satisfação/insatisfação, stress e estratégias de coping em funcionários de uma instituição que contempla pessoas com deficiência intelectual. A satisfação/insatisfação no trabalho refere-se à reação afetiva que um profissional faz em relação ao seu trabalho, tendo em conta dimensões intrínsecas e extrínsecas. Na sociedade atual verifica-se um aumento significativo do ritmo de vida, uma vez que as atividades laborais consomem a maioria do tempo das pessoas, bem como o cumprimento de horários rígidos, entre outras situações comuns ao dia-a-dia do ser humano, que contribuem de forma gradual para o aumento dos níveis de ansiedade. Um indivíduo sente-se em stress quando considera que não tem recursos para superar a exigência que determinada situação lhe impõe. Quando se fala em stress torna-se inevitável referir o coping...

Corpo deficiente e individuação: um olhar sobre pessoas com deficiência física adquirida a partir da psicoterapia breve de orientação junguiana; Deficient body and individuation: a look on people whith acquired physical deficiency through brief psychoterapy of junguian orientation

Rodrigues, Sandra Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
O conceito de individuação, proposto por Carl G. Jung, estabelece que o indivíduo, como um ser continuum, em conexão com seu Self é guiado a uma jornada rumo à sua plenitude. Assim, esse processo é interminável e ocorre na vida de todas as pessoas, desde seu nascimento. Quando uma pessoa sofre algum dano que interfere nesse caminho, a oportunidade de mudanças em vários âmbitos se presentifica, sendo importante que o ego integre essa experiência, ocorrendo uma simbolização psíquica. Neste estudo, busco avaliar como o processo de individuação pode ocorrer de forma criativa em pessoas que adquiriram uma deficiência física motora, podendo ser esta propiciadora de modificações necessárias para a promoção de ampliação da consciência. Para isso, utilizo como recurso metodológico narrativas de intervenções psicoterápicas de três pacientes por mim atendidos em psicoterapia breve em centros de reabilitação para pessoas com deficiência física. As causas e os diagnósticos das deficiências são distintos, sendo uma mulher vítima de acidente vascular cerebral, um homem tetraplégico e uma paciente com amputação transfemural. A partir dos meus relatos das intervenções, busquei refletir sobre alguns elementos que se evidenciaram durante o acompanhamento e que me auxiliaram no embasamento de uma psicoterapia breve de abordagem junguiana. Os eixos visualizados durante o processo psicoterápico referemse a: apropriação da persona do deficiente físico e integração criativa dos aspectos sombrios que caracterizam a perda física; corpo deficiente como símbolo da maneira de se relacionar com o mundo e consigo mesmo; análise do destino que vinha se configurando em contraposição às alterações propiciadas pela deficiência e retomada do caminho engendrado pelo Self...

Reforma de residências para deficiente físico em cadeira de rodas; Adapting homes for physically handicapped in a wheelchair

Gonçalves, José Luiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Trata-se de um estudo de alternativas de reforma de residências para deficiente físico em cadeira de rodas, propondo-as como micro-fator de reinserção social, considerado, como macro-fator, o circular na cidade para uma participação efetiva do deficiente físico na vida da comunidade. As barreiras arquitetônicas, entendidas como uma estrutura do meio ambiente edificado que se opõe à independência parcial ou total das pessoas de mobilidade reduzida, são amplamente estudadas, pois subsidiam as reformas. Estas procuram otimizar o binômio espaço habitado/qualidade de vida, através da racionalização e adequação do espaço às exigências dimensionais do usuário deficiente e da cadeira de rodas, seu meio locomotor, bem como possibilitando o acesso a todo ambiente da residência e o uso dos seus equipamentos. Um estudo sumário sobre o alcance do deficiente físico quando em cadeira de rodas, bem como sobre as exigências dimensionais para a circulação desse seu veículo é mostrado na segunda parte da tese, composta, aliás, de três grandes capítulos. Não é um trabalho inédito quanto a temática. Contudo, enquanto resenha bibliográfica e estatística dimensional de espaços e suas instalações, pode servir de ponto de partida e marco referencial para estudos de normatização e definição de padrões condizentes com a escala e realidade brasileira que começa a demandar soluções para a problemática.; The subject study refers to alternatives to be used in homes of physically handicapped people in wheeling chairs...

Avaliação do conceito de pessoa deficiente mental adulta mediante depoimento de profissionais atuantes em instituições especializadas na região de Campinas-SP

Marta Fuentes Rojas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/01/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O presente estudo tem como objetivo avaliar a concepção de pessoa deficiente mental adulta, por meio dos depoimentos de profissionais que trabalham nas instituições de Educação Especial. Para tanto, foram entrevistados setenta e nove profissionais, pertencentes a nove instituições localizadas na região de Campinas -SP. Referendamo-nos teoricamente em trabalhos e estudos de diversos pesquisadores do Brasil e do exterior. Abordamos nosso objeto de conhecimento valendo-nos de uma metodologia de pesquisa qualitativa descritiva e utilizamos como instrumento de coleta de dados a entrevista semi-aberta com a finalidade de obter o maior número de informações sobre a prática dos profissionais que atuam com a pessoa deficiente mental adulta. As temáticas deste estudo referem-se às características cronológicas, físico-biológicas, psicológicas e sociais, comportamentos típicos do deficiente mental e concepções sobre sua condição de adulto, à sua formação escolar e profissional. Foram igualmente incluídas nesta a avaliação das instituições especializadas e a pessoa deficiente mental, segundo teorias da vida adulta. Abstração: The objetive of the present study is to evaluate the concept of the mentally disabled adult individual through the testimony of professionals who work at institutions of special education. For such...

Técnicas histopatológicas no diagnóstico de criptococose por Cryptococcus deficiente de cápsula: relato de caso

Gazzoni,Alexandra Flávia; Pegas,Karla Lais; Severo,Luiz Carlos
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
Caso de criptococose por Cryptococcus deficiente de cápsula, no qual cultivo do espécime clínico e pesquisa do antígeno capsular no líquor e soro foram negativos. As técnicas histopatológicas foram: Hematoxilina-eosina, Grocott, Mucicarmim de Mayer e Fontana-Masson. Confirmou-se o diagnóstico do Cryptococcus deficiente de cápsula pela técnica de Fontana-Masson e pela imunofluorescência direta. É discutida a potencialidade das técnicas histoquímicas.

Denominações da infância: do anormal ao deficiente

Plaisance,Eric
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
Que lugar pode ocupar o estudo da deficiência no quadro da sociologia da infância? Tal é a contribuição que gostaríamos de apresentar, analisando, ao mesmo tempo, a história da infância dita "deficiente" e as evoluções recentes, a partir de 1975, em matéria de escolarização. Ao mesmo tempo que damos descrições detalhadas dessas evoluções, procuramos pôr à prova duas hipóteses complementares: 1) A representação da criança portadora de "deficiência" é dominada pela representação da deficiência, mais do que pela representação da criança como criança, com suas particularidades eventuais? 2) A alteridade "comum" da criança com relação ao adulto é redobrada no caso da criança deficiente e torna ainda mais ambíguas a enunciação e a aplicação, a seu respeito, da ideologia moderna dos direitos da criança.

A dramatização como estratégia de aprendizagem da linguagem escrita para o deficiente auditivo

Pinotti,Kele Jaqueline; Boscolo,Cibele Cristina
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.98%
O deficiente auditivo tem como conseqüência de sua privação auditiva um atraso de aquisição e desenvolvimento de fala e linguagem oral. A linguagem determina o desenvolvimento lingüístico-cognitivo do indivíduo e desempenha papel imprescindível na aprendizagem, ou seja, a aprendizagem é um produto da exposição sistemática da linguagem. A aprendizagem da linguagem escrita se dá através da linguagem oral, especificamente o deficiente auditivo, terá como conseqüência um atraso tanto da leitura como da escrita, pois são produções consideradas abstratas para ele. O presente estudo teve o objetivo de verificar a possibilidade da arte de dramatizar ser um instrumento terapêutico que facilite o desenvolvimento da interpretação e compreensão de textos pelos deficientes auditivos. O trabalho foi desenvolvido com quatro deficientes auditivos, com idades de 9 a 15 anos, pacientes da Clínica do Curso de Fonoaudiologia - UNIARA. Os indivíduos foram trabalhados em três etapas: leitura do texto e resolução de um questionário individualmente, dramatização e nova resolução do questionário individualmente. Os participantes melhoraram a compreensão do texto em 100%, demonstrando ser capazes de compreender e expressar essa compreensão mesmo que com dificuldades gramaticais e sintáticas. A dramatização possibilitou ao deficiente auditivo experienciar de maneira concreta o texto...

O discurso da legislação sobre o sujeito deficiente

Marquezan,Reinoldo
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
O estudo interroga os efeitos de sentido que são produzidos no discurso da legislação brasileira considerando as estruturas lingüísticas e discursivas nas formas de nomeação do sujeito deficiente. O corpus discursivo retido para análise foi construído a partir das Constituições e das Leis de diretrizes da educação. O dispositivo teórico está filiado à Análise de Discurso de linha francesa iniciada por Michel Pêcheux nos anos 60. A Análise de Discurso trabalha com a concepção de sujeito constituído por um processo de assujeitamento pela língua e pela ideologia e não com o sujeito psicológico. A noção de repetição/renovação é empregada a nível discursivo porque considera as condições sócio-históricas e ideológicas de produção dos discursos. Os efeitos de sentido dessa noção estão relacionados com o interdiscurso da formação discursiva. A repetição/renovação se organiza no nível interdiscursivo, mas não se limita ao nível interdiscursivo, pode produzir a renovação discursiva ou retornar ao mesmo. Os discursos que produzem sentidos para/pelos locutores não são discursos originais, são discursos fundadores replicados. Dessa forma, o sujeito que os pronuncia não é o seu autor e, aquela não é única ou a melhor maneira de pronunciá-los...

Concepções maternas sobre o desenvolvimento da criança deficiente visual

Medeiros,Carolina Silva de; Salomão,Nádia Maria Ribeiro
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
este estudo teve por objetivo apreender as concepções maternas sobre o desenvolvimento de crianças deficientes visuais (cegueira e baixa visão severa), na faixa etária dos dois aos sete anos de idade. Participaram dez mães, com idades entre 22 e 39 anos e com nível educacional igual ou superior ao ensino fundamental completo. Foram realizadas entrevistas estruturadas com uso de um gravador digital e de um roteiro de perguntas com questões sobre o desenvolvimento da criança bem como sobre a percepção materna a respeito do momento do diagnóstico e suas implicações. As entrevistas foram transcritas integralmente e analisadas à luz da análise de conteúdo categorial temática, com categorias que foram definidas a partir do objetivo do estudo e dos discursos maternos. Quatro categorias foram elaboradas: detecção da deficiência visual; reações frente à descoberta da deficiência visual; avaliação das características da criança, a partir das subcategorias: motor, linguística e das relações sociais e a percepção do desenvolvimento atual da criança deficiente visual. As verbalizações maternas evidenciaram que o atendimento especializado desde cedo é importante para lidar com as possíveis expectativas em relação ao desenvolvimento infantil. Considera-se...

A proteção jurídica do deficiente físico e mental

Benjamin, Antonio Herman de Vasconcellos e
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Aborda a história da tutela do deficiente, que sem dúvida é fenômeno do século XX. Comenta que o Ministério Público é o tutor natural dos interesses dos deficientes físicos, mentais e emocionais. Ressalta que embora a Constituição atual garanta os direitos mínimos dos deficientes, não há no Brasil um corpo legal adequado a resguardar tais direitos. Enfatiza que o Ministério Público deve criar, sempre que as condições materiais o permitam, Coordenadorias de Proteção ao Deficiente. Por fim, ressalta a necessidade da promulgação de uma Lei de Proteção ao Deficiente, que ampare o portador de deficiência contra discriminação de qualquer forma, com educação gratuita e especializada, com acesso aos edifícios e serviços públicos e que confira a Associações de Deficientes, Sindicatos e ao Ministério Público legitimidade para propositura de ação civil pública.

A contribuição das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem do deficiente visual

Dorneles, Claunice Maria
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
O presente trabalho discute “A Contribuição das Novas Tecnologias no Processo de Ensino e Aprendizagem do Deficiente Visual” e tem como objetivo geral propor uma pesquisa qualitativa, buscando explicitar a análise da contribuição das novas tecnologias computacionais no processo de ensino e aprendizagem do aluno deficiente visual. Mais especificamente, objetiva-se: levantar dados históricos sobre a tecnologia na educação e, em especial, na educação do deficiente visual em Campo Grande no período de 1994 a 2001, analisado através da descrição dos sujeitos pesquisados, incluso no ensino fundamental e médio. A metodologia da pesquisa adota o enfoque qualitativo descritivo, ancorada na concepção fenomenológica, apoiada em pesquisa bibliográfica e empírica. A pesquisa de campo foi realizada em três estabelecimentos educacionais da rede pública estadual, com serviço de apoio ao deficiente visual. Os resultados obtidos nas análises, explicitaram a mediação na construção da aprendizagem, exercida pelos professores e/ou pais e pelos colegas de classe, bem como, o uso dos recursos didáticos e computacionais. Conclui-se que os investimentos em novas tecnologias digitais com interfaces de acesso ao deficiente visual proporcionam ganhos no processo educacional. Deve-se contemplar em instituições de ensino...

O sujeito deficiente mental e os paradoxos do corpo; The mental handicap subject and the paradoxes body

Vera Regina Martins e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
O perfil do sujeito deficiente mental absolutamente corresponde ao modelo social vigente. Diante da não-escuta com que ele se depara, devido à sua fala caracterizada pela indistinção de vozes, rupturas, pelo embaralhamento do discurso do outro ao seu, ele lança mão de outras formas de fazer sentido. Não há como não fazer sentido, o sujeito é instado a (se) significar. Assim, o deficiente mental metaforiza, atravessando toda uma organização social, toda uma civilidade historicamente instaurada, para se subjetivar, para fazer sentido, invadindo o espaço do outro, com seu corpo de movimentos desajeitados, com seu excesso de toque. Convém lembrar, que assim como a língua, o corpo está submetido à gestão social. Não há lugar no mundo para corpos indisciplinados. Discursivamente falando, a falta constitutiva do deficiente mental se manifesta através de duas materialidades distintas: na língua pela fala caracterizada por indistinção e rupturas; no corpo pelo exagero e desordem dos movimentos. Se levarmos em conta que o interdiscurso é do nível da constituição e o intradiscurso é do nível da formulação, esta é que realiza o trabalho de juntar, alinhavar, costurar os sentidos dispersos no interdiscurso. Mas essas etapas são apagadas...

Desafio: assistência de enfermagem ao deficiente auditivo/surdo na unidade hospitalar do pronto socorro do hospital de Ceilândia (HRC)

Holanda, Elaine dos Santos; Costa, Priscila de Almeida
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.1%
Este estudo motiva a discussão sobre como é prestada a assistência ao deficiente auditivo/surdo na área de saúde. Nesta conjunção, o objetivo deste trabalho foi conhecer o perfil dos entrevistados, identificar as dificuldades enfrentadas pelos enfermeiros e técnicos de enfermagem em relação ao atendimento a esses clientes internados no Pronto Socorro e investigar como se estabelece a comunicação entre os profissionais da saúde e o deficiente auditivo/surdo; verificar se os profissionais da saúde conhecem a Língua de Sinais Brasileira (LIBRAS). A pesquisa é quanti-qualitativo de caráter descritivo realizada no Pronto Socorro do Hospital Regional de Ceilândia. Dos 12 enfermeiros entrevistados apenas 5 prestaram algum tipo de assistência ao cliente com deficiência auditiva/surdez. Dos 86 técnicos de enfermagem foram selecionados 12 que já prestaram essa assistência. A amostra constou de 17 profissionais da saúde, sendo 5 enfermeiros e 12 técnicos de enfermagem. Constatou-se que o vínculo só é estabelecido quando os profissionais conseguem comunicar-se com o deficiente auditivo/surdo; a inclusão do surdo nos serviços de saúde evidencia dificuldades de comunicação. Concluiu-se que a falta de comunicação inviabiliza um atendimento humanizado...

O deficiente físico e sua inclusão no mercado de trabalho

Barbosa, Cristiane
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.05%
A Deficiência física é um fenômeno que não escolhe cor, raça, credo ou classe social. e o trato com o deficiente físico teve ao longo da Historia diferentes posturas , ora calcado na fé, ora calcado no sistema de governo adotado ora baseado em políticas públicas. Atualmente, o tratamento dispensado ao deficiente físico pode ser resumido em uma única palavra: preconceito. O preconceito que com o advento da Constituição Federal de 1988 o Brasil se propõe a exterminar, e é em razão desse preconceito que a inclusão do deficiente físico no mercado de trabalho permanece comprometida. Ainda nos dias atuais, o Deficiente físico é considerado inferior apesar de todo aparato legal que se constrói no intuito de integrá-lo à sociedade. Do ponto de vista legal, foram dados alguns passos importantes, como a referida Constituição de 1988, mas ainda assim exclusão permanece. Trata-se de uma pesquisa que tem o intuito de abordar o tema ao longo da História até os nossos dias.; Direito

Isenção de ICMS para deficiente físico na compra de veículo automotor.

Leôncio, Albano Gabriel Marques
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.75%
O presente trabalho trata da isenção do ICMS na compra de veículo automotor adaptado por deficiente físico, faz considerações a respeito do tema, apresentando idéias, opiniões, e problemas relacionados, foi delimitado o assunto a análise da questão a luz do princípio constitucional da igualdade, teve a intenção de dar informação, para um entendimento maior, gerando assim a discussão do tema, para quem sabe uma solução do problema.; Direito

Processo de inclus??o do deficiente visual - limites e avan??os

Oliveira, Renata Cruz de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.75%
O presente trabalho prop??e uma reflex??o sobre o atendimento nas escolas dentro do processo de inclus??o. Nesse aspecto, pretendeu- se perceber se os professores est??o qualificados para a inclus??o escolar do deficiente visuais; quais as condi????es apresentadas em seu ambiente escolar; o trabalho desenvolvido pelos professores; e sua adapta????o nas s??ries iniciais. Teve como metodologia um estudo de caso a pesquisa qualitativa que tem o ambiente natural como fonte dos dados e o pesquisador como instrumento. Os participantes foram tr??s professoras do ensino fundamental de uma escola p??blica do Plano Piloto e o instrumento utilizado foi a entrevista. As especifica????es das categorias escolhidas foram: inclus??o escolar: adequa????o das instala????es: o trabalho desenvolvido: dificuldades encontradas: resultados positivos encontrados: forma????o dos professores; e sugest??es apresentadas. Desse modo, podemos concluir depois do acima exposto, que a luta pelo respeito ??s diferen??as se faz presente, ainda que n??o do jeito pretendido, ou seja, de modo que haja o completo respeito pelas singularidades. De toda sorte, podemos notar que essa luta e empreendimento por uma educa????o mais justa e com igualdade de oportunidades se faz presente e em cont??nuo avan??o.

Processo de inclus??o do deficiente visual - limites e avan??os

Oliveira, Renata Cruz de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.75%
O presente trabalho prop??e uma reflex??o sobre o atendimento nas escolas dentro do processo de inclus??o. Nesse aspecto, pretendeu- se perceber se os professores est??o qualificados para a inclus??o escolar do deficiente visuais; quais as condi????es apresentadas em seu ambiente escolar; o trabalho desenvolvido pelos professores; e sua adapta????o nas s??ries iniciais. Teve como metodologia um estudo de caso a pesquisa qualitativa que tem o ambiente natural como fonte dos dados e o pesquisador como instrumento. Os participantes foram tr??s professoras do ensino fundamental de uma escola p??blica do Plano Piloto e o instrumento utilizado foi a entrevista. As especifica????es das categorias escolhidas foram: inclus??o escolar: adequa????o das instala????es: o trabalho desenvolvido: dificuldades encontradas: resultados positivos encontrados: forma????o dos professores; e sugest??es apresentadas. Desse modo, podemos concluir depois do acima exposto, que a luta pelo respeito ??s diferen??as se faz presente, ainda que n??o do jeito pretendido, ou seja, de modo que haja o completo respeito pelas singularidades. De toda sorte, podemos notar que essa luta e empreendimento por uma educa????o mais justa e com igualdade de oportunidades se faz presente e em cont??nuo avan??o.

Disabled person, lawsuit, and the courts’ jurisdiction: a study about the right of access to justice; Pessoa deficiente, demanda judicial, e competência judicial: um estudo sobre o direito de acesso à justiça

Zveibil, Daniel Guimarães
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.89%
The present study debates a common problem in the field of access to justice, which becomes much more serious in relation to disabled person: the court with jurisdiction to a lawsuit is far from the home of the disabled person who is party. The study faces this difficulty question about access to justice’s right, and tries to provide an answer: or at least provokes a discussion about this important theme.; O presente estudo discute um problema comum no campo do acesso à justiça, o qual se torna muito mais grave em relação à pessoa deficiente: o órgão jurisdicional competente para uma ação ser distante do domicílio da pessoa deficiente que é parte. O estudo enfrenta esta difícil questão de acesso à justiça e tenta fornecer uma resposta: ou ao menos provoca uma discussão sobre este importante tema.

O acesso à informação pelo deficiente visual e suas implicações para a promoção da saúde.

Caran, Gustavo Miranda
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Insitituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia; Brasil; Ciência da Informação; Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação; UFRJ/ECO - IBICT Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Insitituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia; Brasil; Ciência da Informação; Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação; UFRJ/ECO - IBICT
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.1%
The following study aims to analyse the factors that enable and hinder the information access by visually impaired individuals, which affect their quality of life. Initially, by means of a narrative literature review, this research brings a theoretical discussion about this work’s core concepts (Visually Impaired Individual, Access to Information, Promotion of Health) and also the supporting factors in the access to information by the visually impaired (Cognitive Support, Social Support, Technological Support). During a second phase, by means of a Systematic Review of Literature (SRL) and also Metha-Etnography evidence regarding enabling and hindering factors was gathered. The data was then arranged in eight categories, according to the responsibility attributed to these factors. The third phase had the specific goal of evaluating the potential of social networks to be a support for visually impaired individuals. In order to do so, a quantitative exploratory case study of the Facebook group Low Vision was carried out, by means of the Social Network Analysis technique (SNA). The overall results of the research point to a diverse combination of multidisciplinary, juxtaposed, interrelated factors, which interfere in the information access. According to systematic review...

Biblioteca Louis Braille do Instituto Benjamin Constant: assegurando ao deficiente visual acesso ao conhecimentoThe library Louis Braille at the Institute Benjamin Constant: make sure knowledge access to visual deficients p.282-290

Ferreira, Ana Fátima Berquó Carneiro
Fonte: Associação Catarinense de Bibliotecários Publicador: Associação Catarinense de Bibliotecários
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Descritiva Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Resumo:A Biblioteca Louis Braille, situada no Instituto Benjamin Constant, Centro de Referência Nacional na área da deficiência visual, conta com o serviço de Ledores Voluntários, até hoje um dos grandes dinamizadores de informação dentro da Biblioteca. Disponibiliza materiais especializados e tecnologia assistiva por meio de softwares com sintetizadores de voz que possibilitam a leitura imediata da tela do computador, assegurando ao deficiente visual acessibilidade e inclusão, visando sua eqüidade social. Esta tecnologia caracteriza-se por ser mais amigável e confortável no campo da comunicação, diminuindo inúmeras barreiras. O objetivo deste trabalho é apresentar os serviços e materiais que estão à disposição da comunidade em geral e dos deficientes visuais em particular, e mais, compreender o que significa acessibilidade digital para o indivíduo deficiente visual. Mostrar o quanto é possível e necessário oferecer a esse público a independência, de forma que o deficiente possa ir, vir, possuir, sentir, falar e pensar, facilitando seu relacionamento no meio social. Os materiais, equipamentos e serviços visam, primordialmente, atender e satisfazer aquele que utiliza a Biblioteca Louis Braille e estão disponíveis e acessíveis a qualquer pessoa que se interesse em conhecer o Instituto Benjamin Constant. O trabalho realizado pela Biblioteca Louis Braille visa fomentar a prática da leitura por parte do deficiente visual. AbstractThe Library Louis Braille...