Página 1 dos resultados de 1040 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Atitude da Comunidade Escolar Face a Deficiência: Atitude dos Professores de Educação Física Face à Deficiência Visual

Rozario, Flávia da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
A Vida social é um factor de grande importância para o Ser Humano. Por considerarmos as dificuldades trazidas pela deficiência visual um obstáculo neste aspecto, pretendemos alcançar com este estudo os seguintes objectivos, de cariz mais geral: verificar a atitude da comunidade escolar face a deficiência; e de cariz mais específico: identificar até que ponto algumas variáveis nos podem dar respostas sobre a atitude dos professores de Educação Física face a deficiência visual tais como a experiência e a formação que apresentam nesta área. A amostra foi constituída por professores de Educação Física, que leccionam no 1º , 2º, 3º Ciclos e Secundário, nas escolas de Ensino Regular da região centro (Coimbra, Leiria, Aveiro). Este estudo baseou-se numa amostra de 254 indivíduos dos quais 164 são do género masculino e 90 do género feminino, com idades compreendidas entre os 21 e os 58 anos (M= 36,64 e DP= 8,943). Relativamente ao tempo de serviço, este varia entre 0 e 36 anos (M= 11,74 e DP= 8,856). No total da amostra, 12 elementos são bacharéis, 193 são licenciados e 34 têm o mestrado. Inicialmente foi aplicado um questionário a todos os elementos da amostra, PEATID III (Folson-Meek e Rizzo, 1993), de seguida foram analisados os dados e tratados. Ao analisarmos os resultados...

Quando os olhos não vêem…: Qualidade de vida familiar, satisfação com a vida e apoio social percebido na deficiência visual

Grilo, Inês Marina Simões
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
Quando os olhos não vêem… Qualidade de vida Nas últimas décadas, em Portugal, têm sido realizados estudos para compreender o impacto da deficiência visual no indivíduo, ainda que sejam insuficientes os estudos sobre o seu impacto na vida familiar. O objetivo da presente investigação consistiu na análise da qualidade de vida familiar, da satisfação com a vida e do apoio social percebido na deficiência visual em dois estudos. O primeiro pretendeu comparar estes construtos numa amostra de sujeitos adultos com deficiência visual (n = 52) e de população normovisual (n = 52); no segundo procedeu-se à comparação dos mesmos aspetos numa amostra de sujeitos portadores de deficiência visual (n = 21) e de familiares (n = 21), recorrendo-se ao Qualidade de Vida (QOL; Versão NUSIAF-SISTÉMICA; Adaptado, 2007; Validado, 2008), Escala de Satisfação com a Vida (SWLS; Simões, 1992), e Escala de Provisões Sociais (EPS; Moreira & Canaipa, 2007). Os resultados obtidos no primeiro bloco de estudos indicam uma boa consistência interna dos itens do QOL, SWLS e EPS na amostra de sujeitos com deficiência visual. Verificam-se diferenças estatisticamente significativas nos fatores Tempo, Emprego (resultado superior no grupo com deficiência visual)...

Processos de estabelecimento da atenção conjunta em um bebê vidente e em outro com deficiência visual severa; Establishment of joint attention in a seer baby and in a severe visual impairment baby

Colus, Katia Miguel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.6%
A atenção conjunta é considerada, na literatura específica, como sendo uma habilidade fundamental do bebê para que este possa, a partir dela, estabelecer um conjunto de dimensões básicas no seu desenvolvimento cognitivo, social e afetivo. A atenção conjunta se refere a comportamentos como olhar na direção do olhar do outro, observar a face, a intenção e os interesses do outro, mostrar e compartilhar interativamente objetos com outros. Episódios de atenção conjunta, portanto, podem quase ser denominados de episódios de atenção visual conjunta. Esta capacidade, como dado eminentemente visual, tem sido considerada como crucialmente importante para o desenvolvimento da capacidade interativa do bebê, sendo indispensável para que este se socialize. Entretanto, ao se pensar estes processos em crianças cegas ou com deficiência visual severa, depara-se com a pouca quantidade de informação disponível em dados de pesquisas. Assim, a meta desta pesquisa foi investigar se ocorreu e como ocorreu a construção, o estabelecimento e a manutenção do processo de atenção conjunta em um bebê vidente e um bebê com deficiência visual severa, ambos em interação com os parceiros em seu entorno. Para tal, partiu-se da verificação de quais pistas sensoriais o bebê ou os parceiros circundantes se utilizam nas interações (se pistas visuais...

Estudo de caso de facilitadores para o uso da tecnologia de informação assistiva para pessoas com deficiência visual

Nascimento, Alexsandro do
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Este trabalho apresenta um estudo de caso de facilitadores para uso da tecnologia de informação assistiva para pessoas com deficiência visual. A realização deste trabalho está alicerçada no pressuposto de relevância da identificação dos fatores que podem ser considerados facilitadores para o uso da tecnologia de informação assistiva para pessoas com deficiência visual. Foi produzida uma pesquisa contemplando o método de estudo de caso único, numa empresa do setor de serviços, a qual é considerada referência na empregabilidade de pessoas com deficiência, contemplando quatro profissionais com deficiência visual de áreas distintas da organização. Como resultados foram identificados três fatores considerados facilitadores para o uso da tecnologia de informação assistiva para pessoas com deficiência visual (idioma, facilidade de uso percebida e treinamento recebido por instrutor com deficiência visual). Estes fatores podem servir de parâmetros para outras empresas que empregam ou planejam contratar pessoas com deficiência visual.

Produções identitárias das pessoas com deficiência visual no Orkut

Mianes, Felipe Leão
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.62%
Esta dissertação tem como objetivo analisar, através da perspectiva dos Estudos Culturais em Educação, os processos de produção de identidade das pessoas com deficiência visual no site de relacionamentos Orkut. Sendo assim, analiso os processos históricos e de representação referente às pessoas com deficiência visual. Apresento outras possibilidades de representações sobre as pessoas com deficiência visual, Essa perspectiva, diante das recentes politicas de inclusão educacional, permite que problematizemos as questões relativas à deficiência visual não apernas vinculadas a concepções clínico-médicas, ou da aprendizagem através de recursos pedagógicos, mas também, compreender essas representações que permeiam os processos educacionais, sejam no âmbito escolar ou não. Em seguida, debato sobre os conceitos de diferença e deficiência, e suas implicações no que tange aos processos educacionais e de escolarização das pessoas com deficiência visual, e as diferentes implicações desses significados para a educação. Articulo estas, com os pontos de convergência entre pessoas com deficiência e sujeitos surdos. E para analisar esses processos, utilizo como exemplo os sujeitos surdos com baixa visão. Por fim...

Lesões esportivas em atletas com deficiencia visual; Sport injuries in athletes with visual disability

Marilia Passos Magno e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.57%
Estudos na área de lesões esportivas em atletas com deficiência apresentam em sua maioria um desenho de pesquisa que agrega dados de diferentes deficiências (físicas e sensoriais) e modalidades esportivas, criando dificuldades na interpretação dos resultados. Já que diferentes deficiências e modalidades esportivas podem causar diferentes tipos de lesão. Este estudo teve como objetivo principal analisar a frequência das lesões esportivas em atletas com deficiência visual. Além de identificar as áreas corporais mais lesionadas; o mecanismo das lesões esportivas; as principais lesões esportivas que acometem os atletas com deficiência visual; traçar as características lesionais pertinente a cada modalidade; verificar se o grau de deficiência visual apresenta relação com a frequência de lesões esportivas. Fizeram parte do estudo atletas com deficiência visual, de ambos os gêneros, integrantes da seleção brasileira nas modalidades de atletismo, futebol de 5, goalball, judô e natação, em competições internacionais, entre os anos de 2004 a 2008. A coleta de dados se deu através de uma ficha utilizada pela Confederação Brasileira de Desporto para Cegos e pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro, contendo as seguintes informações: nome...

O aluno com deficiência visual nas aulas de educação física : análise do processo inclusivo = The student with visual impairments : analysis of inclusive process; The student with visual impairments : analysis of inclusive process

Maria Luiza Tanure Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
A inclusão deve ser compreendida como uma experiência subjetiva, dependente das crenças, valores, percepções e experiências da pessoa com deficiência. A inclusão está relacionada com a estruturação de um senso de pertencimento, valor e importância dentro do grupo. No âmbito educacional, a inclusão exige a reestruturação da escola e capacitação profissional continuada para o atendimento das necessidades educacionais visando à aprendizagem e interação social do aluno com deficiência. Este tipo de compreensão exige o estudo da inclusão a partir da perspectiva do aluno com deficiência. O presente estudo objetivou investigar a inclusão a partir da perspectiva do aluno com deficiência, buscando a sua concepção e percepção de inclusão nas aulas de educação física. A concepção de inclusão está associada com a ideia ou a crença de como a inclusão deve ocorrer nas aulas de educação física, e a percepção consiste na forma como o aluno com deficiência realmente vivencia a inclusão nas aulas de educação física. O estudo pode ser caracterizado como qualitativo, com natureza exploratória, descritiva e analítica. Os participantes do estudo foram selecionados da Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual - Laramara...

Modelos de projetos de natação para pessoas com deficiência visual; Swimming project models for people with visual disabilities

Bruna Bredariol
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
Atualmente a natação, diante de suas possibilidades de prática em relação às diferentes formas de manifestação (da iniciação ao alto rendimento), é considerada como um dos esportes mais difundidos e praticados no mundo todo. No entanto, nota-se que este fenômeno não se estende com intensidade à população com deficiência, mesmo considerando o atual crescimento do esporte adaptado, devido, essencialmente, à sua divulgação através de eventos internacionais, como os Jogos Paralímpicos. Temos constatado que a natação ainda não pode ser considerada uma realidade efetiva para a população com deficiência visual em nosso país, embora seja possível elucidarmos que possuímos: 1- informações sobre os benefícios da prática de atividades aquáticas; 2- conhecimento sobre o desenvolvimento dos processos pedagógicos; 3- uma legalização que prevê o direito ao acesso a essas práticas pedagógicas e esportivas. Este trabalho tem como objetivo descrever o desenvolvimento e a estrutura de dois projetos regionais representativos na área e que se destacam e possuem repercussão nacional, voltados para a natação para as pessoas com deficiência. É preciso divulgar sobre a importância e a possibilidade de iniciativas esportivas que comtemplem as pessoas com deficiência visual na prática da natação...

Avaliação das condições de acessibilidade para pessoas com deficiência visual em edificações em Brasília : estudo de casos

Mendes, Andrezza Barbosa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2009.; Esta dissertação apresenta um estudo teórico e empírico sobre a qualidade da acessibilidade para pessoas com deficiência visual em edificações de uso público em Brasília. Esta pesquisa avalia as condições de acessibilidade espacial para as pessoas com deficiência visual, com base nas normas técnicas brasileiras, por meio de inspeção de edificações de uso público em Brasília, como: edifícios turísticos, agências bancárias e estações de metrô. Este estudo contempla os seguintes objetivos específicos: informar sobre as necessidades locomotivas e de reconhecimento do espaço construído dos deficientes visuais; verificar o cumprimento de normas técnicas que garantem a acessibilidade da pessoa com deficiência visual; apresentar as principais falhas em projeto arquitetônico e barreiras físicas de alguns edifícios públicos em Brasília; e indicar como tornar o ambiente mais acessível para o deficiente visual considerando a análise feita em algumas edificações em Brasília. A metodologia adotada neste trabalho possui as seguintes etapas: seleção das edificações, ficha de avaliação da edificação e percepção dos usuários com deficiência visual por meio de entrevista e passeio acompanhado. Neste estudo verificou-se que as condições de acessibilidade para pessoas com deficiência visual nas edificações de uso público em Brasília são as mínimas possíveis. As edificações avaliadas registraram um Índice de Acessibilidade baixo...

Avaliação por fMRI do córtex visual, motor e auditivo através de estimulação sensoriomotora e sonora em desportistas invisuais e desportistas sem deficiência visual

Correia, Catarina Andrade Teles de Viterbo
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
Mestrado em Radiações Aplicadas às Tecnologias da Saúde - Ramo de especialização: Imagem por Ressonância Magnética; A Ressonância Magnética funcional (fMRI) é hoje uma ferramenta fundamental na investigação funcional do cérebro humano quer em indivíduos saudáveis quer em doentes com as mais diversas patologias. É um método de diagnóstico complexo que necessita de uma aplicação cuidada e rigorosa e uma compreensão dos mecanismos biofísicos a ele subjacentes, de modo a serem obtidos resultados fiáveis e com melhor aceitação clínica. O efeito dependente do nível de oxigenação do sangue (BOLD) é o método mais utilizado para medir e estudar a actividade cerebral e baseia-se nas alterações das propriedades magnéticas da molécula de hemoglobina do sangue. Esta investigação tem por objectivo principal verificar as diferentes respostas cerebrais, nas áreas da visão, audição e motora, em atletas de judo deficientes visuais e a sua comparação com judocas normovisuais As imagens foram adquiridas com recurso fMRI, realizada com o efeito BOLD, com diferentes paradigmas: sonoro, motor e sensório-motor. Foram estudados 12 atletas de judo, 6 com deficiência visual e 6 normovisuais. As imagens foram processadas com o auxílio do software FSL e mais propriamente com as seguintes ferramentas: MELODIC e FEAT (http://fsl.fmrib.ox.ac.uk/fsl/fslwiki/). Foi observada a activação do córtex visual em ambos os grupos de voluntários (atletas de judo deficientes visuais e normovisuais) quando receberam um estímulo verbal associado a uma acção motora. O que leva a concluir que a perda de visão não leva à permanente inactivação do córtex visual. A cegueira leva...

Vinculação conjugal e estilos parentais em pais de filhos com e sem deficiência visual

Vaz, Andreia Carvalho
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A presente investigação pretende analisar e comparar a vinculação conjugal e os estilos parentais em pais de filhos com e sem deficiência visual. Para isso foram aplicados o questionário Experiências em Relações Próximas (Brennan, Clark & Shaver, 1998; adaptação de Campos, 1998) e o Questionário de Dimensões e Estilos Parentais (Robinson, Mandleco, Olsen & Hart, 2001; adaptação Carapito, Pedro & Ribeiro, 2007) a uma amostra de 44 pais de filhos sem deficiência visual e a 30 pais de filhos com deficiência visual, residentes em Portugal. Os resultados demonstram que existem diferenças estatisticamente significativas em relação à vinculação conjugal e aos estilos parentais entre as mães que têm filhos com deficiência visual e as mães que não têm filhos com deficiência visual. Não se encontraram diferenças estatisticamente significativas em relação aos pais. Verificou-se também, que o estilo de vinculação está positiva e moderadamente relacionado com o estilo parental.; This research aims to analyze and compare marital attachment and parenting styles in parents of children with and without visual impairments. Experiences in Close relationships (Brennan...

Aqui eu sou cego, lá eu sou vidente: modos de ordenar eficiência e deficiência visual

Moraes,Marcia; Arendt,Ronald João Jacques
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.59%
Situando-se no campo dos estudos de ciência, tecnologia e sociedade (CTS), o artigo investiga diferentes modos de ordenar a deficiência visual, isto é, os modos pelos quais a deficiência é feita em diferentes práticas, numa instituição especializada. São analisados documentos relevantes no campo da deficiência visual e alguns casos, o que permite problematizar a concepção de deficiência como deficit. O artigo sublinha que a relação entre corpo e deficiência visual não deve ser resumida a identificação da deficiência visual com a ausência de uma função sensorial. Através dos casos investigados, os autores propõem que se investigue a deficiência visual através de um corpo em ação, que se define por meio das conexões que estabelece com os mais díspares elementos, humanos e não humanos. O trabalho conclui apontando a relevãncia política de multiplicar as versões de eficiência e deficiência visual, de modo a subeverter a concepção de deficiência como deficit.

A inclusão escolar de alunos com deficiência visual a partir da percepção de professores de matemática, professores do atendimento educacional especializado e gestores educacionais

Petró, Caroline da Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.65%
Este trabalho teve como objetivo geral compreender o processo de inclusão escolar do aluno com deficiência visual a partir da percepção de professores de matemática, professores do atendimento educacional especializado e gestores educacionais. Para isso buscou-se identificar como os professores de matemática e do atendimento educacional especializado estão desenvolvendo suas funções; identificar os apoios oferecidos pelo atendimento educacional especializado aos alunos com deficiência visual e aos professores de matemática; identificar as relações estabelecidas entre professores do atendimento educacional especializado, professores de matemática e alunos com deficiência visual; analisar como professores de matemática, professores do atendimento educacional especializado e gestores educacionais percebem a inclusão escolar dos alunos com deficiência visual. Foram realizadas entrevistas com treze sujeitos, sendo três professores de matemática, quatro professores do atendimento educacional especializado, dois alunos com deficiência visual do ensino médio, duas gestoras educacionais que atuam em setores relacionados à inclusão escolar, e ainda, duas profissionais que trabalham com capacitação de professores para atuar no atendimento educacional especializado com Tecnologia Assistiva aplicada ao contexto educacional.A pesquisa foi de cunho qualitativo...

Impasses na constituição subjetiva de crianças com deficiência visual congênita; Impasses concerning the subjective constitution of children with congenital blindness

Sieiro, Aline Accioly
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
O movimento social de inclusão ganhou força nos últimos anos. Com foco nos processos inclusivos, realizados a partir de adaptações funcionais de forma pré-estabelecida, a ênfase permanece na deficiência e não no sujeito, cuja deficiência é apenas um fator de análise. Essa rigidez relacional resulta em um discurso social que toma a criança pelos significantes que lhe são dados a partir de sua deficiência, o que dificulta o surgimento de um sujeito de desejo que está para além da deficiência que possui. Desse modo, em função do método e da teoria psicanalítica, em especial daquela articulada por Jacques Lacan, objetivamos por em questão os impasses decorrentes da presença de uma deficiência visual na constituição subjetiva de uma criança. Levando em conta que a assunção subjetiva se dá num processo que se faz apoiado no Outro, retomamos conceitos fundamentais sobre a constituição subjetiva que possam servir de base para articular a tensão sujeito e Outro nesse processo, tendo como objetivo final a problematização de uma possível emergência de um sujeito quando marcado por uma deficiência visual em seu corpo (de linguagem). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; The social movement of Inclusion has become very powerful lately. Having its focus in inclusive processes occurred from functional adaptations in a pre established way...

A formação de professores para o ensino da Matemática no ensino básico a alunos com deficiência visual

Neves, Ana Gracinda
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Resumo: Este estudo surge no âmbito do Mestrado em Reabilitação na Especialidade de Deficiência Visual ministrado em conjunto pelas Faculdades de Ciências Médicas e Motricidade Humana. Na dissertação intitulada Formação de Professores para o Ensino da Matemática no Ensino Básico a Alunos com DV foi desenvolvida uma investigação, incidindo sobre a temática atrás referida. Na primeira parte apresenta-se uma revisão de literatura, onde se exploram vários conceitos relevantes como a deficiência visual, o currículo de matemática no Ensino Básico, as adaptações curriculares dos alunos com DV, as tecnologias de apoio e a Formação dos Professores, entre outros. Na segunda parte apresentam-se as fundamentações teóricas que subjazem à escolha da metodologia de investigação e instrumentação bem como a descrição dos procedimentos de investigação. Participaram neste estudo 52 professores de Matemática dos três ciclos do ensino básico, que tinham alunos cegos ou com baixa visão nas suas turmas. Os dados foram recolhidos através de um questionário aplicados aos professores. Na terceira parte apresentam-se alguns resultados desta pesquisa. Relativamente à Formação de Professores, sendo N= 52...

Estratégias da família para garantir a independência da criança portadora de deficiência visual: subsídios para atuação da enfermagem

Pintanel, Aline Campelo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2011.; A limitação visual na infância exige, tanto da família quanto da criança portadora de Deficiência Visual, a construção e o desenvolvimento de novas habilidades no sentido de promover sua independência. Este estudo teve por objetivo compreender as estratégias utilizadas pela família para promover a independência da criança portadora de Deficiência Visual. A pesquisa foi desenvolvida, através de uma abordagem qualitativa, na qual participaram dez mães, cujas crianças são portadoras de Deficiência Visual e estão matriculadas no Centro de Educação Complementar para Deficientes Visuais José Alvarez de Azevedo. Os dados foram obtidos através de uma entrevista semiestruturada única com cada mãe operacionalizada através de um questionário com perguntas acerca do cuidado familiar à criança portadora de Deficiência Visual e das estratégias utilizadas por estas para promover sua independência. A análise dos dados norteou-se pela Análise Temática operacionalizada através da Pré-análise, da Exploração do Material e, posteriormente, do Tratamento dos resultados obtidos. No desenvolvimento deste estudo foram geradas quatro categorias: Caracterização da população do Estudo...

Melhoramento da comunicação visual para portadores de deficiência visual

Silva, Juliana Duarte
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.62%
O presente trabalho tem como objetivo propor o melhoramento da Comunicação Visual para portadores de Deficiência Visual, levando em consideração a preocupação voltada para a inclusão social dessas pessoas e meios que facilitem a compreensão e descrição da imagem. Neste sentido, aborda-se a formação da imagem, doenças relativas a baixa visão e cegueira total, processo de percepção da imagem, legislação referente à defesa dos portadores de deficiência visual e proposta de melhoramento da comunicação visual a partir de estudo feito por meio de grupo focal e entrevista com deficientes visuais. O referencial teórico está baseado em pesquisas nas áreas de inclusão social, comunicação visual, deficiência visual, acessibilidade, civilização da imagem, simulacro da imagem. São abordadas, primeiramente, questões à respeito da deficiência visual e da inclusão social das pessoas com deficiência visual, relacionando com o contexto da comunicação visual. As referências bibliográficas utilizadas para a discussão das questões supracitadas são fundamentadas em textos de autoria de Norval Baitello Jr., Roland Barthes, Philippe Dubios, Erving Goffman, o manual de Orientação e Mobilidade: Conhecimentos básicos para a inclusão de pessoas com deficiência visual do Ministério da Educação. É utilizado como exemplo de melhoramento da Comunicação Visual a Exposição de Arte em 3D da Pinacoteca de São Paulo. Conclui-se a necessidade de ter o melhoramento da Comunicação Visual para maior inclusão social dos portadores de Deficiência Visual.

A vivência da sexualidade por adolescentes portadoras de deficiência visual; La vivencia de la sexualidad por adolescentes portadores de deficiencia visual; The experience of sexuality by visually impaired adolescents

Bezerra, Camilla Pontes; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.6%
Devido às transformações ocorridas na adolescência, as indefinições que a acompanham, somadas à deficiência visual, justifica-se um estudo sobre a vivência da sexualidade das adolescentes portadoras de deficiência visual inseridas na sociedade e na comunidade escolar. Foram entrevistadas cinco adolescentes em um Centro de Apoio Pedagógico, com questões que buscaram o conhecimento e a compreensão sobre as causa da sua deficiência visual, composição e orientações familiares, experiência afetivo-sexual e o nível de conhecimento acerca de assuntos relacionados à sexualidade, dentre eles métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis. Os resultados mostram que estas adolescentes apresentam as mesmas características de desenvolvimento da sexualidade da sua faixa etária, embora possuam características individuais. Percebeu-se o desconhecimento sobre métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis com informações superficiais. Torna-se imprescindível que o conhecimento se faça de forma acessível para esta população.; En razón de las transformaciones sufridas durante la adolescencia, las indefiniciones que a acompañan, sumándose la deficiencia visual, se justifica un estudio sobre la experiencia de la sexualidad de las adolescentes afectadas por deficiencia visual insertas en la sociedad y en la comunidad escolar. Fueron entrevistadas cinco adolescentes en un Centro de Apoyo Pedagógico con preguntas que buscaron el conocimiento y comprensión de la causa de su deficiencia visual...

People with Visual Impairment: barriers to leisure tourism; Personas con Discapacidad Visual: barreras al turismo de ocio; Pessoas com Deficiência Visual: barreiras para o lazer turístico

Faria, Marina Dias de; Motta, Paulo César
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.59%
A presente pesquisa teve como objetivo identificar os fatores que mais restringem o consumode serviços de lazer turístico por pessoas com deficiência visual. O turismo inclusivo caminhaa passos lentos no Brasil, a despeito de 24 milhões de brasileiros serem pessoas comdeficiências – das quais 48% apresentam deficiência visual, foco desse estudo. Na presente pesquisa foi elaborado um questionário com o auxílio da revisão de literatura e de entrevistas com oito informantes-chaves. Esse questionário continha 27 assertivas, cobrindo diversos aspectos de restrição ao turismo para pessoas com deficiência visual. O questionário foi enviado por email para pessoas com deficiência visual, obtendo-se 202 respostas válidas. Osresultados da presente pesquisa apontam sete fatores de restrição ao consumo de serviços delazer turístico para pessoas com deficiência visual: Tempo, Recursos Financeiros, Questões Pessoais, Importância da Companhia, Barreiras Atitudinais, Barreiras Arquitetônicas e Atendimento. As maiores médias foram atribuídas aos fatores Atendimento e Importância da Companhia. Diante dos resultados, é possível sugerir que, no setor estudado, faltaminvestimentos em treinamento para que os funcionários de linha de frente estejam capacitados a atender os deficientes visuais de forma adequada. Ao final do artigo são apresentadassugestões para novos esforços de pesquisa.; Esta investigación tuvo como objetivo identificar los factores que restringen elconsumo deservicios de turismo de ocio para personas con impedimentos visuales.El turismoinclusivo caminar a un ritmo lento en Brasil...

O perfil do estilo de saúde e a qualidade de vida do portador de deficiência visual da Grande Florianópolis-SC; The profile of health´s style and life´s quality of the carrier of visual deficiency in great Florianopolis-SC

de Carvalho, Jolmerson; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; "Artigo Não Avaliado por Pares"; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/1999 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.61%
Ao abordar o assunto referente à deficiência visual, considerou-se como tal, qualquer redução das aptidões visuais, segundo a classificação da Associação Internacional de Desportos para Cegos – IBSA (B1 – B2 e B3). Quanto ao estilo de saúde, não se considerou somente a ausência de doenças, mas sim, um somatório de sintomas que englobasse todo o estado de bem estar geral, que incluía aspectos físicos, psicológicos, emocionais, espirituais, sociais e ambientais. Quando avaliou-se o estilo de vida do portador de deficiência visual, procurou-se levar também em consideração o status que possui a aptidão física relacionada à saúde, absenteísmo, produtividade e inclusive uso de serviços médicos. No que se referiu à qualidade de vida, considerou-se esta como um conjunto de parâmetros individuais, socioculturais e ambientais que caracterizassem as condições em que vive o portador de deficiência visual. O objetivo principal deste estudo foi traçar um perfil do estilo de vida e da qualidade de vida do deficiente visual da Grande Florianópolis. Para tanto, foi aplicado um questionário visando obter um levantamento dos hábitos de saúde, prontidão para a prática de exercício físico e estresse, testes de aptidão física (flexibilidade...