Página 1 dos resultados de 653 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Sinalização entre os sistemas radiculares e caulinares em genótipos contrastantes de Lycopersicon sob estresse por deficiência hídrica.; Root-shoot communication in contrasting Lycopersicon genotypes under stress caused by water deficit.

Bermudez Zambrano, Oscar Dario
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Como organismos multicelulares complexos, as plantas requerem um extraordinário nível de coordenação entre as células para que se desenvolvam ordenadamente. Para a coordenação dessas atividades, as células devem freqüentemente ser aptas a se comunicar umas com as outras a certas distâncias. Os principais meios de comunicação intercelular são os hormônios e mensageiros químicos que carreiam as informações entre as células e assim coordenam seu crescimento e desenvolvimento. O ácido abscísico (ABA) é o hormônio envolvido nos processos fisiológicos quando as plantas são expostas a alguns tipos de estresse, como deficiência hídrica. Relativamente grandes quantidades de ABA são rapidamente sintetizadas em folhas em resposta ao estresse hídrico, onde o principal papel parece ser a regulação da abertura e fechamento estomático. No início do estresse hídrico, o ABA carreado pelo fluxo xilemático é sintetizado nas raízes que estão em contato direto com o solo seco. Devido a esse transporte poder ocorrer antes que o baixo potencial de água no solo cause qualquer mudança mensurável no estado hídrico das folhas, acredita-se que o ABA seja um sinal das raízes que ajuda a reduzir a taxa de transpiração nas folhas pelo fechamento estomático. O principal objetivo do trabalho foi determinar se o ABA sintetizado nas raízes de Lycopersicon esculentum é crucial na regulação do comportamento estomático ou se o ABA produzido pelas folhas poderia agir como sinal hormonal que permitisse a sobrevivência da planta em condições de deficiência hídrica. De forma similar...

Avaliação da capacidade de genes de Eucaliptus grandis em conferir tolerância à deficiência hídrica

Korbes, Ana Paula
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Uma cuidadosa revisão bibliográfica, seguida por uma pesquisa in silico no banco de dados de expressed sequence tags (ESTs) do projeto GENOLYPTUS – Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma de Eucalyptus, foram realizadas visando identificar classes de genes potencialmente relacionadas com a resposta vegetal à deficiência hídrica em Eucalyptus grandis. Os principais clones de cDNA selecionados potencialmente codificam proteínas relacionadas com a síntese de osmólitos como prolina, sacarose, osmotina, poliaminas, desidrinas, fatores de transcrição, e genes de uma importante cascata de sinalização vegetal à deficiência hídrica. Duas classes de seqüências foram estudadas mais detalhadamente. A Sadenosil- metionina-descarboxilase (SAMDC) é uma enzima-chave na rota de síntese das poliaminas, aminas catiônicas envolvidas em vários processos celulares, inclusive na proteção das estruturas da célula em respostas a diferentes tipos de estresses. Dois grupos de ESTs foram inicialmente identificados por homologia a seqüências conhecidas de SAMDC e duas seqüências potencialmente completas de cada grupo foram selecionadas e denominadas EgrSAMDC1 e EgrSAMDC2. As seqüências deduzidas de aminoácidos de ambos os cDNAs apresentaram os dois principais domínios da enzima e uma estrutura conservada em relação a outras SAMDCs de plantas. Além da região de leitura aberta (ORF...

Fotossíntese, condutância estomática e transpiração em pupunheira sob deficiência hídrica

Oliveira, Maria Aparecida José de; Bovi, Marilene Leão Alves; Machado, Eduardo Caruso; Gomes, Mara Menezes de Assis; Habermann, Gustavo; Rodrigues, João Domingos
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 59-63
POR
Relevância na Pesquisa
66.73%
Resultados de pesquisa envolvendo aspectos fisiológicos da pupunheira (Bactris gasipaes Kunth), fruteira nativa da América Tropical, são escassos. Procurando completar essa lacuna, um experimento sob deficiência hídrica foi conduzido em casa de vegetação, durante um período de 13 dias, utilizando plantas de 12 meses de idade. O objetivo principal foi avaliar as respostas da pupunheira à deficiência hídrica. As variáveis observadas foram: taxa de assimilação de CO2, transpiração, condutância estomática e potencial de água das folhas. As coletas dos dados foram realizadas diariamente em laboratório e sob fluxo de 1200 mim-2 s-1. Os resultados foram submetidos à análise de variância e de regressão. Verificou-se decréscimo no potencial de água da folha e nas trocas gasosas quando a irrigação foi interrompida por mais de seis dias. Valores mínimos foram obtidos no décimo dia, com redução de 92% da fotossíntese líquida, 87% da condutância estomática e 70% da transpiração. O menor potencial de água nas folhas (-1,9 MPa) foi também observado nesse período. Houve recuperação total de todas as variáveis dois dias após reirrigação, com exceção da condutância estomática. A diminuição da condutância estomática e a queda mais rápida da taxa de transpiração que a queda na fotossíntese...

Deficiência hídrica no consumo de água de dois cultivares de milho crescidos em solução nutritiva

Machado,Eduardo Caruso; Furlani,Pedro Roberto
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1985 PT
Relevância na Pesquisa
66.92%
Estudaram-se no presente trabalho os efeitos da deficiência hídrica no crescimento e consumo de água de plantas dos cultivares de milho IAC-Maya e IAC-Maya latente crescidos em casa de vegetação e em solução nutritiva em recipientes cilíndricos de PVC (diâmetro = 15cm, altura = 100cm), com capacidade para 15 litros. A solução nutritiva, composta de (mg/litro): Ca (284),N-NO3 (297), N-NH4 (37), K (140), P (6), Mg (41), Fe (7,5), B (0,5), Cu (0,08), Mn (1,0), Mo (0,16) e Zn (0,3), foi renovada a cada 30 dias. Nos estádios vegetativo e de florescimento, as plantas foram submetidas à deficiência hídrica através de a) adição de polietileno glicol e b) suspensão da reposição da água evapotranspirada pelas plantas. O delineamento estatístico foi o de blocos ao acaso com cinco repetições. A deficiência hídrica ocasionou, em ambos os cultivares, redução no consumo de água e na área foliar. Nos tratamentos onde a deficiência hídrica foi induzida pela suspensão da reposição da água evapotranspirada, observou-se aumento das raízes de ambos os cultivares. Os resultados sugerem que a técnica de cultivo por hidroponia associada ao uso de agentes osmóticos e/ou suspensão da reposição da água evapotranspirada...

Deficiência hídrica simulada nos diferentes estádios de desenvolvimento de um cultivar precoce de soja

Nogueira,Sandra dos Santos Seva; Nagai,Violeta
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1988 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
Estudou-se o efeito da deficiência hídrica em diferentes estádios do cultivar precoce de soja Paraná. As plantas foram cultivadas em casa de vegetação, em solução nutritiva de Hoagland. A deficiência hídrica foi simulada pela adição de polietilenoglicol (PEG) 6% na solução nutritiva, nos seguintes estádios: vegetativo, florescimento e enchimento do grão. Os resultados mostraram que: (1) a deficiência hídrica nos três estádios diminuiu a produção e o número de vagens e de grãos em relação à testemunha; (2) no período do enchimento do grão diminuiu o peso do grão e a produção, com relação ao estádio vegetativo. Concluiu-se que a deficiência foi mais prejudicial nos estádios reprodutivos, devido à diminuição da produção de grãos.

Fotossíntese, remobilização de reservas e crescimento de grãos em dois híbridos de milho sob deficiência hídrica na fase de enchimento dos grãos

Machado,Eduardo Caruso; Silveira,Joaquim Albenísio Gomes da; Vitorello,Victor Alexandre; Rodrigues,Jorge Luiz Mazza
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1992 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Foram avaliados, em dois híbridos simples de milho (Zea mays L.), Pioneer 3072 e IAC 701 x B, submetidos à deficiência hídrica, o comportamento da fotossíntese, da remobilização de N e de açúcares durante o período de crescimento dos grãos. As plantas foram cultivadas sob condições naturais, em doze tanques de alvenaria (4 m de comprimento x 0,5 m de largura x 0,6 m de profundidade) contendo terra. A deficiência hídrica foi induzida entre o 5.º e o 15.º dia após a floração, suspendendo-se a irrigação. Sem deficiência hídrica, ambos os híbridos apresentaram comportamento semelhante quanto aos parâmetros avaliados. Sob deficiência hídrica, a remobilização de açúcares e de N, a partir dos órgãos vegetativos para os grãos, foi mais intensa que nas plantas-controle, sem deficiência hídrica, e mais acentuada, tanto em açúcares como em N, no híbrido IAC 701 x B. Sob deficiência hídrica, a taxa de fotossíntese diminuiu em ambos os híbridos, sobretudo no IAC 701 x B.

Fotossíntese, condutância estomática e transpiração em pupunheira sob deficiência hídrica

Oliveira,Maria Aparecida José de; Bovi,Marilene Leão Alves; Machado,Eduardo Caruso; Gomes,Mara Menezes de Assis; Habermann,Gustavo; Rodrigues,João Domingos
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.73%
Resultados de pesquisa envolvendo aspectos fisiológicos da pupunheira (Bactris gasipaes Kunth), fruteira nativa da América Tropical, são escassos. Procurando completar essa lacuna, um experimento sob deficiência hídrica foi conduzido em casa de vegetação, durante um período de 13 dias, utilizando plantas de 12 meses de idade. O objetivo principal foi avaliar as respostas da pupunheira à deficiência hídrica. As variáveis observadas foram: taxa de assimilação de CO2, transpiração, condutância estomática e potencial de água das folhas. As coletas dos dados foram realizadas diariamente em laboratório e sob fluxo de 1200 mim-2 s-1. Os resultados foram submetidos à análise de variância e de regressão. Verificou-se decréscimo no potencial de água da folha e nas trocas gasosas quando a irrigação foi interrompida por mais de seis dias. Valores mínimos foram obtidos no décimo dia, com redução de 92% da fotossíntese líquida, 87% da condutância estomática e 70% da transpiração. O menor potencial de água nas folhas (-1,9 MPa) foi também observado nesse período. Houve recuperação total de todas as variáveis dois dias após reirrigação, com exceção da condutância estomática. A diminuição da condutância estomática e a queda mais rápida da taxa de transpiração que a queda na fotossíntese...

Genótipos de feijoeiro comum sob deficiência hídrica

Guimarães,Cleber M.; Stone,Luís F.; Del Peloso,Maria J.; Oliveira,Jaison P. de
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Objetivou-se com este trabalho estudar a adaptação de genótipos de fejoeiro comum à deficiência hídrica. Avaliaram-se 49 genótipos no delineamento de blocos ao acaso, com três repetições, em experimentos com e sem deficiência hídrica, na Estação Experimental da SEAGRO, em Porangatu, GO, em 2006 e 2007. Aplicou-se a análise multivariada através do método de Ward e se classificaram os genótipos em quatro grupos, considerando-se os valores médios das produtividades observadas em cada ambiente hídrico, nos dois anos de condução dos experimentos. Verificou-se que as produtividades médias dos grupos diferiram significativamente entre si tanto no ambiente com como naquele sem deficiência hídrica. Os genótipos BRA 130583 CIAT G 6490 e FT 84 - 292 foram classificados como mais produtivos tanto na ausência como na presença de deficiência hídrica enquanto os genótipos BRA 283983 CIAT G 6492, BRA 129721 CIAT G 6896 e G 983 foram classificados como produtivos na ausência de deficiência hídrica porém foram mais sensíveis a esse estresse. Verificou-se, dentre os componentes primários da produção do feijoeiro comum, que o número de vagens por planta foi o componente agronômico mais sensível à deficiência hídrica.

Fósforo como possível mitigador dos efeitos da deficiência hídrica sobre o crescimento e as trocas gasosas de Brachiaria brizantha cv. MG-5 Vitória

Kuwahara,Frank Akiyoshi; Souza,Gustavo Maia
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
A deficiência é um dos principais fatores limitantes da agricultura restringindo as taxas fotossintéticas das plantas e seu crescimento. Pela importância econômica das pastagens tropicais, que também sofrem com o problema de períodos de deficiência hídrica, este estudo teve como objetivo verificar os efeitos de diferentes doses de fósforo (24, 50, 100 e 150 mg P dm-3) combinadas com dois regimes de irrigação (com e sem déficit hídrico) sobre as trocas gasosas foliares e o crescimento de B. brizantha cv. MG-5 Vitória. O experimento foi realizado em casa-de-vegetação, com quatro repetições por tratamento, e a deficiência hídrica foi imposta por suspensão da irrigação em plantas com 50 dias de idade após a germinação. Um tratamento-controle foi mantido com plantas irrigadas, diariamente, com as mesmas concentrações de P. O fósforo influenciou positivamente o crescimento das plantas, sobretudo o número de novos perfilhos e área foliar. A deficiência hídrica causou reduções significativas da condutância estomática e assimilação líquida de CO2 em todos os tratamentos. Entretanto, os resultados das trocas gasosas indicaram que, efetivamente, a suplementação de P na adubação de B. brizantha cv. MG-5 pode levar à recuperação mais eficiente da fotossíntese das plantas após um período de deficiência hídrica.

Efeito da deficiência hídrica no desenvolvimento e rendimento de quatro cultivares de arroz de terras altas.

HEINEMANN, A. B.; STONE, L. F.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n. 2, p. 134-139, abr./jun. 2009. Publicador: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n. 2, p. 134-139, abr./jun. 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.73%
A cultura de arroz de terras altas está sujeita a múltiplos estresses abióticos. Dentre eles, destaca-se a deficiência hídrica, ocasionada por períodos sem precipitação, ou com precipitações abaixo da demanda da cultura. Este estresse é um dos principais responsáveis pela variação, ano a ano, no rendimento da cultura do arroz de terras altas. Assim, este estudo teve como objetivo analisar os efeitos da deficiência hídrica no desenvolvimento e componentes do rendimento, de quatro cultivares de arroz de terras altas, sendo duas de ciclo curto, Guarani e Soberana, e duas de ciclo médio, Curinga e Primavera.; 2009

Melhoramento do feijoeiro comum para tolerância à deficiência hídrica.

GUIMARÃES, C. M.; DEL PELOSO, M. J.; MELO, L. C.; PEREIRA, H. S.; STONE, L. F.; MORAIS JÚNIOR, O. P.; LIMA, G. de B. e.
Fonte: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Posteres. Brasília, DF: Embrapa, 2010. Publicador: In: SIMPÓSIO SOBRE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE CIENTÍFICA NA EMBRAPA, 2., 2010, Brasília, DF. Posteres. Brasília, DF: Embrapa, 2010.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.73%
O presente trabalho objetiva caracterizar os principais fatores responsáveis pela tolerância à deficiência hídrica, conduzir populações segregantes e selecionar linhagens mais produtivas em condições de deficiência hídrica.; 2010

Genótipos de feijoeiro comum sob deficiência hídrica.

GUIMARÃES, C. M.; STONE, L. F.; DEL PELOSO, M. J.; OLIVEIRA, J. P. de.
Fonte: Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 15, n. 7, p. 649-656, jul. 2011. Publicador: Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 15, n. 7, p. 649-656, jul. 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.96%
Objetivou-se com este trabalho estudar a adaptação de genótipos de feijoeiro comum à deficiência hídrica. Avaliaram-se 49 genótipos no delineamento de blocos ao acaso, com três repetições, em experimentos com e sem deficiência hídrica, na Estação Experimental da SEAGRO, em Porangatu, GO, em 2006 e 2007. Aplicou-se a análise multivariada através do método de Ward e se classificaram os genótipos em quatro grupos, considerando-se os valores médios das produtividades observadas em cada ambiente hídrico, nos dois anos de condução dos experimentos. Verificou-se que as produtividades médias dos grupos diferiram significativamente entre si tanto no ambiente com como naquele sem deficiência hídrica. Os genótipos BRA 130583 CIAT G 6490 e FT 84 - 292 foram classificados como mais produtivos tanto na ausência como na presença de deficiência hídrica enquanto os genótipos BRA 283983 CIAT G 6492, BRA 129721 CIAT G 6896 e G 983 foram classificados como produtivos na ausência de deficiência hídrica porém foram mais sensíveis a esse estresse. Verificou-se, dentre os componentes primários da produção do feijoeiro comum, que o número de vagens por planta foi o componente agronômico mais sensível à deficiência hídrica.; 2011

Sistema radicular do arroz de terras altas sob deficiência hídrica.

GUIMARÃES, C. M.; STONE, L. F.; OLIVEIRA, J. P. de; RANGEL, P. H. N.; RODRIGUES, C. A. P.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 41, n. 1, p. 126-134, jan./mar. 2011. Publicador: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 41, n. 1, p. 126-134, jan./mar. 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.99%
A morfologia do sistema radicular é uma das características importantes na tolerância de plantas à deficiência hídrica. Assim, objetivou-se verificar aspectos morfológicos de importância, quanto à tolerância à deficiência hídrica do sistema radicular de cultivares de arroz de terras altas, cultivadas sob deficiência hídrica, em condições de casa-de-vegetação, para discriminar linhagens para regiões com distribuição irregular de chuvas. Para tanto, foram semeadas 37 cultivares com ampla variabilidade genética, em tubos de PVC (25 cm de diâmetro e 80 cm de altura) com solo, submetidas, após a emissão das panículas, a dois regimes hídricos: sem e com deficiência hídrica (reposição de, aproximadamente, 50% da água evapotranspirada). A densidade radicular foi avaliada na colheita dos grãos (de 20 cm em 20 cm), da superfície até 80 cm de profundidade, tendo as cultivares diferido quanto a esta característica. As cultivares Muruim Branco, Cano Roxo, Amarelão/Douradão e Arroz Agulhinha apresentaram alta densidade radicular, tanto sob deficiência como sob adequada disponibilidade hídrica. A densidade radicular de cultivares de arroz de terras altas, avaliada em colunas de solo, se relacionou, positivamente...

Avaliação da tolerância à deficiência hídrica na Embrapa Arroz e Feijão.

GUIMARÃES, C. M.; STONE, L. F.
Fonte: In: SIMPÓSIO SOBRE TOLERÂNCIA À DEFICIÊNCIA HÍDRICA EM PLANTAS: ADAPTANDO AS CULTURAS AO CLIMA DO FUTURO, 2010, Goiânia. Trabalhos apresentados... Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO SOBRE TOLERÂNCIA À DEFICIÊNCIA HÍDRICA EM PLANTAS: ADAPTANDO AS CULTURAS AO CLIMA DO FUTURO, 2010, Goiânia. Trabalhos apresentados... Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 55-61.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.73%
Introdução. Objetivos da avaliação da tolerância à deficiência hídrica. Sítios de avaliação. Protocolos de avaliação. Avaliações realizadas. Resultados preliminares com a cultura do arroz. Resultados preliminares com a cultura do feijoeiro.; 2011

Fenotipagem para tolerância à deficiência hídrica da população de mapeamento de QTL (BRS Primavera x BRS Douradão).

GUIMARÃES, C. M.; CASTRO, A. P. de; COLOMBARI FILHO, J. M.; MORAIS JÚNIOR, O. P. de; SILVA, A. C. de L.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.73%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a população de mapeamento de QTL proveniente do cruzamento BRS Primavera x BRS Douradão, sob irrigação adequada e deficiência hídrica. Foi avaliada durante a estação seca do ano de 2010, em condições de campo, com e sem deficiência hídrica. Os genótipos foram influenciados diferentemente pelos níveis hídricos, pois as interações níveis hídricos x genótipo foram significativas para todos os componentes agronômicos analisadas, exceto para massa de 100 grãos.; 2011

Avaliação da coleção nuclear de arroz de terras altas para tolerância à deficiência hídrica.

GUIMARÃES, C. M.; SILVA, A. C. de L.; COLOMBARI FILHO, J. M.; CASTRO, A. P. de; MORAIS JÚNIOR, O. P. de; BORGES, L. L.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.73%
A Coleção Nuclear de Arroz da Embrapa (CNAE) é composta de 550 acessos, representando a maior parte da variabilidade genética do arroz cultivado no Brasil. A CNAE inclui 284 acessos adaptados ao ambiente de terras altas, onde a probabilidade de detecção de genes de tolerância à deficiência hídrica é maior. Com o objetivo de identificar materiais superiores com melhor potencial produtivo em condições de deficiência hídrica, desenvolveu-se o presente trabalho no sítio de fenotipagem da Embrapa Arroz e Feijão, na Estação Experimental da Emater, em Porangatu - GO, na estação seca do ano de 2010.; 2011

Avaliação de famílias de mapeamento em F2:4 para tolerância à deficiência hídrica.

SILVA, A. C. de L.; GUIMARÃES, C. M.; MELO, L. C.; BORGES, L. L.; LIMA, L. B. de; STONE, L. F.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.73%
Com este trabalho, objetivou-se dar suporte à genômica do feijoeiro para estabelecer correlação entre variações fenotípicas obtidas para tolerância à deficiência hídrica com o mapeamento genético, visando o desenvolvimento de conhecimentos e de novas cultivares com tolerância à deficiência hídrica.; 2011; CONAFE.

Fenotipagem para tolerância à deficiência hídrica.

GUIMARÃES, C. M.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.87%
Tem como objetivos: Identificar linhagens promissoras em condições de deficiência hídrica; Caracterizar os principais fatores fisiológicos e morfológicos responsáveis pela tolerância à deficiência hídrica; Conduzir populações segregantes e selecionar linhagens promissoras, em condições de deficiência hídrica; Fenotipar populações de mapeamento; e Avaliar a tolerância à deficiência hídrica das linhagens elites.; 2011; Palestra - CONAFE.

Resposta do arroz de terras altas a diferentes doses de carvão vegetal: desenvolvimento da planta e deficiência hídrica; Resposta do arroz de terras altas a diferentes doses de carvão vegetal: desenvolvimento da planta e deficiência hídrica; Response of upland rice to different doses of charcoal, plant development and water deficit; Response of upland rice to different doses of charcoal, plant development and water deficit

PEREIRA, Rogério Gomes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
The average national rice yield was 11,3 million tones, with a harvested area of about 2,7 million hectares (IBGE 2010). Part of this comes from upland production systems in savannas that have high acidity, low fertility, with low phosphorus and potassium levels, low cation exchange capacity and high aluminum saturation. Upland rice in the Brazilian savannas (Cerrados) experiences multiple abiotic stresses and is characterized by high levels of uncertainty caused by rainfall variability. The increasing consumption of plant biomass to generate energy has produced products and by-products with high potential for agricultural use. Among these products is charcoal, that, due to its physical-chemical and molecular properties, have beneficial effects for the physical, chemical and biological soil characteristics. The objective of this work was to investigate the effect of charcoal on soil chemical properties and on the development of upland rice, and on the transpiration rate response of upland rice as an alternative to decrease the effect of drought on its growth and development. Two pot experiments were carried out using a random split-plot experimental design. The main treatments (plots) were water stress (WS) and no-water stress (NWS) and the sub treatments (subplots) were different biochar doses...

Relação entre adubação fosfatada e deficiência hídrica em soja

Firmano,Rérold Samuel; Kuwahara,Frank Akiyoshi; Souza,Gustavo Maia
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.92%
Este estudo teve como objetivo verificar os efeitos do fósforo sobre a fotossíntese e o crescimento de Glycine max (L.) Merr. da cultivar 'Embrapa 48' sob deficiência hídrica controlada, em condições de casa de vegetação, considerando a hipótese de que suplementações de fósforo poderiam aumentar a tolerância das plantas ao déficit hídrico. Após a formação do primeiro par de folhas totalmente expandidas, foi iniciado o processo de indução de deficiência hídrica, utilizando dois regimes de irrigação, com 100% e 25% de reposição da evapotranspiração. A deficiência hídrica causou reduções significativas no acúmulo de massa seca, no potencial de água foliar, na condutância estomática e na assimilação líquida de CO2 em todos os tratamentos. Os resultados das trocas gasosas indicaram que a suplementação de P, na adubação de G. max da cultivar 'Embrapa 48', resultou em uma redução parcial dos efeitos da deficiência hídrica como suposto inicialmente. Porém, apenas em relação à biomassa do sistema radicular detectou-se algum efeito mitigador do P nas plantas sob deficiência hídrica.