Página 1 dos resultados de 1749 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Ocorrências da defesa civil paulistana : um modelo para compreender o número de atendimentos por subprefeituras

Harnik, Simone Harnik
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.33%
O objetivo deste artigo é analisar o banco de dados de atendimentos da Defesa Civil paulistana, descrever as ocorrências por subprefeituras e propor um modelo normal de regressão linear múltipla que possa explicar o total de atendimentos segundo variáveis socioeconômicas, demográficas e de infraestrutura habitacional. Entende-se que a defesa civil é uma política pública que visa à proteção dos habitantes da cidade e conta com ações tanto preventivas quanto recuperativas e assistenciais. Assim, a qualificação de bancos de dados de atendimentos e chamados pode fornecer subsídios para o planejamento embasado da política e para a determinação de prioridades para a atuação preventiva, com possíveis impactos na redução do número de atendimentos.

Dependência de trajetória na defesa civil do município de São Paulo

Cassiane, Jaroszewski
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.4%
O objetivo desse trabalho é discutir as concepções de dependência de trajetória (path dependence) formuladas por Paul Pierson e Jörg Sydow tendo como objeto de estudo a defesa civil do município de São Paulo. Com base no modelos analíticos definidos por esses autores será possível demonstrar como as escolhas iniciais condicionaram a atuação da defesa civil paulistana influenciando no modo como essa organização desenvolve suas atividades atualmente.

Defesa civil do município de São Paulo : desafios à articulação e relações institucionais

Jaroszewski, Cassiane Rocha; Baltazar, Cristina Gomes; Harnik, Simone Bega
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.48%
O objetivo desse trabalho é analisar o arranjo institucional vigente na Defesa Civil do município de São Paulo, no qual os responsáveis pela formulação e pela execução dessa complexa política pública pertencem a secretarias municipais distintas (SMSU e SMSP). A partir de revisão da literatura, de entrevistas e de visitas de campo, procurou-se mostrar como o arranjo institucional é percebido pelos profissionais envolvidos na defesa civil paulistana. Além do diagnóstico da situação atual, essa dissertação pretende discutir arranjos institucionais alternativos para a organização da política pública de defesa civil. Por fim, tem a intenção de propor medidas para melhorias incrementais na defesa civil na capital paulista, a fim de que ela exerça de modo pleno as atribuições de atendimento a emergências e de planejamento e gestão de riscos de desastres.

Uma análise endógena do sistema de defesa civil do estado do Rio de Janeiro no bilênio 2012-2014 sobre a ótica das relações político administrativo

Borges, Alex de Almeida
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.48%
The increase in the number of natural disasters, as well as their social and economic effects, in recent years, has raised a larger collection, by the media, population and control organs, in the members of the Civil Defense system on the reduction of their effects on society, given that the same has been increasingly overwhelming. To this end, the research analyzes the screen because of the Civil Defense system, historically, have focused their actions, programs and public policies on disaster management, i.e. in the response and recovery at the expense of disaster risk management, i.e. on prevention, preparedness and mitigation of the same, given that the same cannot be avoided, but its effects Yes decreased.This arrangement is studied from the literature review, interviews and field visits. Thus, it was found that the resposabilização ratio and Reduction of risk of disasters that the higher the enforcement and accountability greater and consistent are the number of actions, programmes and public policies aimed at prevention, preparedness and mitigation, i.e. for disaster risk reduction management.; O aumento do número de desastres naturais, bem como dos seus efeitos sociais e econômicos, nos últimos anos, tem ocasionado uma cobrança maior...

Águas de novembro : estudo antropológico sobre memória e vitimização de grupos sociais citadinos e ação da Defesa Civil na experiência de calamidade pública por desastre ambiental (Blumenau, Brasil)

Silva, Roberto Antonio Capiotti da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Este estudo antropológico trata de questões relacionadas ao enfrentamento do desastre que atingiu a cidade de Blumenau, Santa Catarina, Brasil, em novembro de 2008, resultado de um anticiclone que gerou enormes danos físicos, materiais e a ruptura das rotinas e dos laços afetivos e de parentesco de seus habitantes. A análise se pauta nas narrativas da experiência de vitimização, vulnerabilidade e de sofrimento conformadas na memória dos habitantes atingidos que configuram diferentes formas de interpretação, superação do desastre e reorganização da vida familiar e comunitária. Tais narrativas e práticas revelam relações com distintas dimensões éticas engendradas nos discursos e ações produzidas pelas entidades políticas e científicas, que abordam a relação entre indivíduo, sociedade e ambiente. O exame das políticas de Defesa Civil e de prevenção de desastres revelam o encontro entre as noções, práticas e valores da população com a racionalidade científica, burocrática e tecnicista do Estado e outros órgãos, encontro este que delineia diversas formas de resistência, na invisibilidade do cotidiano, em face das situações de vulnerabilidade.; This anthropological study is about issues related to the confrontation with the disaster that struck the city of Blumenau...

Interface entre a política nacional de recursos hídricos e a política nacional de defesa civil, com relação aos desastres hidrológicos

Vendruscolo, Simone
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 128 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.44%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental; Estudos do IPCC apontam para o quadro de mudanças climáticas globais e do conseqüente aumento das freqüências dos eventos hidrológicos críticos. As soluções para mitigarem essas mudanças e suas conseqüências devem ser pactuadas em nível global, mas cada país deve atuar, por meio de suas próprias políticas, no sentido de diminuir suas vulnerabilidades. Partiuse do princípio de que o Brasil possui políticas que agem na redução dos efeitos dos desastres, mas estas atuam de forma desarticulada, o que dispensa recursos públicos em soluções paliativas. O atendimento emergencial afeta os gastos sociais dos governos, pois, além dos danos imediatos a serem reparados, há deslocamento das prioridades e de intervenções públicas para demandas de curto prazo, em detrimento dos investimentos de longo prazo e da adoção de estratégias de desenvolvimento sustentável. O objetivo do presente trabalho foi, portanto, buscar interfaces entre a Política Nacional de Recursos Hídricos e a política Nacional de Defesa Civil, com relação aos desastres hidrológicos, no Brasil. Para a busca das interfaces entre ambas as políticas...

Defesa civil e a comunidade: impactos pós-explosão de fábrica de fogos de artifício na cidade de Santo Antônio de Jesus - BA

Sobral, Edmildo Moreno
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
66.24%
Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão em Defesa Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

Defesa civil na escola

Lima, João Nilo de Abreu
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
66.24%
Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão em Defesa Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2006

A análise do trabalho voluntário no sistema nacional de defesa civil

Braun, Armin Augusto
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
66.24%
Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão em Defesa Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

Análise situacional das ações de defesa civil e proposta de educação continuada.

Santos, Alexandre Daniel Litran dos
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
66.24%
Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão em Defesa Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

As enchentes no município de Rio Branco: a atuação da coordenadoria municipal de defesa civil sob a ótica da gestão de riscos e da administração de desastres

Santos, George Luiz Pereira
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
66.24%
Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão em Defesa Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2006 .

Desastres, ordem social e planejamento em defesa civil: o contexto brasileiro

Valencio,Norma
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
A pesquisa sociológica em desastres tem muitas abordagens voltadas para as instituições e relações de poder. Desastres têm implicações sobre a ordem social, bem como a ordem social pode colaborar para a produção do desastre. As rupturas sociais provenientes de situações de desigualdade têm influência na resposta dos eventos de desastre, incluindo fatores políticos e econômicos que aumentam a vulnerabilidade. Este artigo analisa o discurso institucional e as práticas de defesa civil no contexto brasileiro. Antes de tudo, descreve as principais abordagens da sociologia dos desastres: o consenso mínimo, a polaridade e dicotomia, e mostra uma abordagem sobre a relação entre desenvolvimento desigual, vulnerabilidade e planejamento de defesa civil. A situação atual nas cidades brasileiras é de restrição de acesso a terra e isso resulta em aumento dos desastres. Se não ocorrer mudança no planejamento do Estado, com a adoção de novas estratégias explicitamente formuladas para quebrar o ponto de vista ideológico que submete grupos pobres, os desastres continuarão acontecendo. Na atual dimensão estrutural do planejamento, o sistema brasileiro de defesa civil classifica os grupos vulneráveis sem considerar a complexidade social. Desastres não destroem por completo os sistemas sociais existentes...

Reflexões sobre a emoção do medo e suas implicações nas ações de Defesa Civil

Tavares,Luana Marcia Baptista; Barbosa,Fernando Cordeiro
Fonte: ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade Publicador: ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
Este artigo invoca um tema recorrente nas consequências de desastres, naturais ou causados pelo homem: a emoção do medo. Dificilmente uma catástrofe não deixa sequelas e invariavelmente o medo está entre as mais frequentes. A questão ou problema de pesquisa mais premente é determinar em que medida o medo se torna um aliado nas possíveis ações preventivas da Defesa Civil ou quando refletimos sobre o que ocorre com as vítimas em suas expressividades pós-traumáticas. Objetiva-se um caminho onde essas expressões emocionais, especialmente a emoção do medo, possam contribuir para o fortalecimento das experiências em situações de calamidade. Além da pesquisa bibliográfica, foram realizadas entrevistas com agentes de Defesa Civil envolvidos no processo das ações, no socorro e amparo às vítimas, utilizados na tentativa de compreender a emoção vivenciada, que pode viabilizar possibilidades de prevenção e construção de uma nova realidade.

Defesa civil : problemática da ocupação das encostas da Serra do Mar

Milaré, Édis; Ferraz, Antonio Augusto Mello de Camargo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Trata-se de parecer.; Trata-se de parecer acerca dos aspectos jurídicos da ação da Defesa Civil com relação à retirada de moradores invasores das áreas de risco das Encostas da Serra do Mar (SP), refletindo sobre as competências do órgão, o poder de polícia da administração pública, a responsabilidade civil do Estado, a previsibilidade de danos patrimoniais a terceiros, as medidas judiciais e administrativas a serem tomadas para que ocorra a retirada dos moradores resistentes, discorrendo ainda sobre o emprego da força, a responsabilidade por acidente, o direito do invasor solicitar indenização e quem responderá pelo dano.

A atuação do sistema nacional de defesa civil nas enchentes do munícipio de Capivari - SP; The activities of National Civil Defence in case of flooding in the Capivari (SP) city

Orlando Leonardo Berenguel
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.53%
Os chamados desastres naturais, se por um lado são acontecimentos que se associam aos efeitos das mudanças ambientais, por outro, e de forma mais frequente, dizem respeito à administração pública. Resultantes de decisões falhas, insuficientes ou inadequadas, quando da ocorrência desses eventos. Assim sendo, esta pesquisa tem origem na constatação do aumento dos desastres causados pelas enchentes no Brasil e na necessidade de analisar as políticas públicas instituídas para o enfrentamento dessas questões no país. O estudo parte do avanço da urbanização desordenada, característica comum das cidades brasileiras e do aumento das chuvas, que deflagram desastres que acabam por expor o modelo socioespacial segregacionista e excludente do território brasileiro. O Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC configura-se como uma macrodiretriz de abrangência territorial federal que organiza e orienta as ações de defesa civil, as quais devem ser providas pelos estados e municípios brasileiros. Esse Sistema é apresentado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil como um eixo condutor para ações de prevenção, preparo e socorro em situações de emergência. Dentre suas atribuições, destaca-se o trabalho empreendido para o enfrentamento e redução dos impactos das enchentes nos municípios. Esta tese dedicou-se a analisar as relações...

Avaliação do processo de transferência de recursos de defesa civil para obras de reconstrução do sistema nacional de proteção e defesa civil

Deus, Beatriz Ferreira Angelo de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 197 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Florianópolis, 2014.; O número de registros de ocorrência de desastres no Brasil vem aumentando. E quando o município ou o Estado não possui meios próprios para contornar as consequências do evento adverso, ele solicita auxílio ao governo federal. Sendo assim, esta pesquisa teve como objetivo avaliar o processo de transferência de recursos de defesa civil para obras de reconstrução do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (SINPDEC). Para isso, foi realizado um mapeamento do processo com o uso do Diagrama de Atividades, presente na técnica UML, o qual permitiu a avaliação do processo em relação à possibilidade de uniões e exclusões de atividades, alteração do sequenciamento destas e reformulação dos documentos requeridos. Complementarmente, para se compreender melhor o processo, realizaram-se entrevistas com alguns dos agentes envolvidos no processo de transferência de recurso. Através das entrevistas, pôde-se verificar que a celeridade é, ao mesmo tempo, o ponto forte e fraco do processo. Destacou-se a rapidez com que os entes obtêm os recursos, mas criticaram-se as dificuldades encontradas nas fases de acompanhamento e prestação de contas originadas...

No calor da discussão : discursos midialógicos e políticas de defesa civil sobre extremos de altas temperaturas em Campinas (SP), Brasil, de 2001 a 2012; In the heat of discussion : the medialogic discourses and the policies of civil defense regarding high temperature extremes in Campinas (SP), Brazil, from 2001 to 2012

Flávio Renato Nascimento dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Neste trabalho definiram-se ondas de calor para a cidade de Campinas, verificando-se sua frequência. A partir desses dados, empreendeu-se uma investigação sobre como o fenômeno é abordado pela mídia local e pelo poder público, averiguando reportagens e políticas da Defesa Civil, respectivamente. Tendo por pressuposto o fato de que a experiência de morar e circular nas grandes cidades brasileiras conduz à percepção de que os dias de calor intenso têm sido cada vez mais frequentes, justifica-se esta pesquisa no entendimento de que estes eventos, além de extremamente prejudiciais à saúde, podem levar à morte. O quadro ganha novos contornos diante do fato de que estudos realizados em diferentes partes do mundo, advindos de matrizes teórico-metodológicas variadas, corroboram a hipótese de aquecimento global. Além disto, os efeitos de ilha de calor nas áreas urbanas reforçam as altas temperaturas, aumentando o risco de que se configurem desastres, tais como a onda de calor na Europa em 2003, episódio que culminou com a morte de aproximadamente 35.000 pessoas. Assim, após a definição do fenômeno em conformidade com os dados climáticos locais, verificou-se que, entre 2001 a 2012, foram 561 dias quentes (5ºC acima da média máxima esperada)...

Desastres, ordem social e planejamento em defesa civil: o contexto brasileiro; Disasters, social order and civil defense planning: the Brazilian context

Valencio, Norma
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
A pesquisa sociológica em desastres tem muitas abordagens voltadas para as instituições e relações de poder. Desastres têm implicações sobre a ordem social, bem como a ordem social pode colaborar para a produção do desastre. As rupturas sociais provenientes de situações de desigualdade têm influência na resposta dos eventos de desastre, incluindo fatores políticos e econômicos que aumentam a vulnerabilidade. Este artigo analisa o discurso institucional e as práticas de defesa civil no contexto brasileiro. Antes de tudo, descreve as principais abordagens da sociologia dos desastres: o consenso mínimo, a polaridade e dicotomia, e mostra uma abordagem sobre a relação entre desenvolvimento desigual, vulnerabilidade e planejamento de defesa civil. A situação atual nas cidades brasileiras é de restrição de acesso a terra e isso resulta em aumento dos desastres. Se não ocorrer mudança no planejamento do Estado, com a adoção de novas estratégias explicitamente formuladas para quebrar o ponto de vista ideológico que submete grupos pobres, os desastres continuarão acontecendo. Na atual dimensão estrutural do planejamento, o sistema brasileiro de defesa civil classifica os grupos vulneráveis sem considerar a complexidade social. Desastres não destroem por completo os sistemas sociais existentes...

GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS RESPOSTAS A DESASTRES NATURAIS: A EXPERIÊNCIA DA DEFESA CIVIL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Cardoso, Daniel; Santos, Gabriel Sant'Ana Palma; Rezende, Mauricio Seiji Cesar; Bello, Janine da Silva Alves; Franzoni, Ana Maria Bencciveni
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares"; Pesquisa Empírica de campo; Pesquisa Exploratória; Pesquisa Qualitativa, Entrevista Não Estruturada Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.24%
O presente trabalho tem como objetivo apresentar a importância da gestão do conhecimento nas ações de resposta a desastres naturais, uma vez que tais situações normalmente se caracterizam pela necessidade da adoção de medidas emergenciais, ao passo que o acesso a dados ou informações para a tomada de decisões torna-se difícil ou mais restrito. Utiliza-se como metodologia a pesquisa de campo, exploratória, qualitativa, baseada na análise documental e em entrevista não estruturada com representante da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina como técnica de levantamento de dados. Como resultado, tem-se que a gestão do conhecimento é fundamental para garantir o fluxo adequado de conhecimento entre os grupos envolvidos em um desastre natural, de forma a aumentar a eficiência das ações voltadas a apoiar as possíveis vítimas ou minimizar os eventuais impactos naturais. Em suma, verifica-se a relevância de uma adequada preparação e planejamento das autoridades envolvidas em situações de emergência para uma efetiva ação de resposta, e para isso, faz-se necessário prever alternativas e métodos para o acesso a dados e trocas de informações que sejam eficientes para a mitigação dos riscos e controle das consequências geradas pelo desastre.

Educar para prevenir: proteção e defesa civil nas escolas por um currículo escolar vivo

Baeta, Lucilene de Freitas; Morais, Natália Leite de
Fonte: Terrae Didatica Publicador: Terrae Didatica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 23/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.4%
Este trabalho apresenta um projeto da Coordenadoria de Ações Preventivas e Recuperativas, a CAPR, uma subdivisão da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, a Condec, que propõe a integração entre as comunidades situadas em áreas de risco e a Defesa Civil, com o intuito de criar uma cultura de planejamento e execução de ações pre­ventivas tendo a escola como referência. Tomando como piloto a subprefeitura de São Mateus, município de São Paulo, foram aplicados questionários na Diretoria de Ensino que atende a região para se realizar levantamento da percepção dos munícipes em relação a eventos em áreas de risco. Assim, a formação escolar, que iniciaria a introdução de concepções que exaltam a formação de um cidadão consciente, seria o primeiro passo para gerar a apropriação de assuntos que aparecem constantemente no cotidiano de estudantes residentes em localidades propícias a eventos naturais como escorregamentos, enchentes, inundações, deslizamentos etc. Contribuir para a educação criando práticas de conscientização na comunidade requer um esforço de despertar os munícipes que habitam no entorno da escola a participar de ações coletivas em busca de melhorias para o seu bairro. Assim, a integração de atividades da Defesa Civil e escolas do município demonstrará a efi­ciência das políticas públicas que pretendem atender a sociedade...