Página 1 dos resultados de 139 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Avaliação comparativa da cooperação internacional descentralizada e centralizada: o projeto de polícia comunitária - sistema KOBAN no município de São Paulo; Comparative Evaluation of the Centralized and Decentralized International Cooperation: the Community Policy Project - System KOBAN in the city of Sao Paulo

Alves, Bárbara Beatriz Maia Pinto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
O fenômeno da globalização acelerou e intensificou a inserção de novos atores no Sistema internacional, especialmente durante as duas últimas décadas. Este trabalho propõe-se a revisar os principais aportes teóricos feitos sobre o tema, utilizando como análise prática um projeto de cooperação internacional de um ente subnacional brasileiro com outro de atuação internacional. Desde teorias consolidadas das Relações Internacionais como a Interdependência Complexa, ou o Construtivismo, passando pela discussão do papel do Estado no Sistema Internacional, novas teorias surgem para consolidar a inserção destes novos atores no Sistema e seus impactos no aumento do desenvolvimento sócio econômico global. Neste trabalho, iremos retomar não só as perspectivas clássicas, mas também novas contribuições teóricas a respeito do papel do ente subnacional como ator internacional. Focalizaremos nosso estudo em um projeto de cooperação internacional entre dois atores distintos, verificando a importância desta parceria através de indicadores (relevância, eficácia, efetividade, impactos e sustentabilidade) para demonstrar se o processo de descentralização da cooperação internacional impactou ou não sobre os resultados obtidos. Para tanto...

Os jogos olímpicos, a cooperação descentralizada e a aplicação de políticas públicas: o modelo de Barcelona 92 para o Rio de Janeiro 2016; The olympic games, decentralized cooperation and public policies: the model of Barcelone 92 to Rio de Janeiro 2016

Carvalho, Jonathas Miranda de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.68%
A cooperação descentralizada, protagonizada por atores subnacionais, no âmbito da preparação e da realização dos Jogos Olímpicos e no que diz respeito à aplicação de políticas públicas, pode ser fonte de uma série de benefícios à cidade-sede do megaevento esportivo. Este breve policy paper, a partir de um estudo de caso baseado na experiência da cidade de Barcelona em 1992, busca revelar a problematização do caso da capital catalã para termos elementos que nos mostrem como o Rio de Janeiro e o Brasil, em certa medida, podem beneficiar-se de um grande evento como as Olimpíadas, considerando as diferenças sociais, políticas, econômicas e culturais entre as cidades analisadas. Teceremos um breve estudo da cooperação descentralizada e seus efeitos para Barcelona e para a Espanha, atentando à coordenação entre o poder local e o poder central na aplicação de políticas públicas. Finalmente, faremos considerações que podem nos proporcionar possíveis alternativas de bons resultados em vários âmbitos quanto à organização do Rio 2016.; The decentralized cooperation, carried out by subnational actors in the scope of the preparation and coming together of the Olympic Games and with regard to the implementation of public policies...

A noção de cooperação : análise da gênese do conceito

Camargo, Liseane Silveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.37%
A tese tem como propósito investigar como as crianças pensam a cooperação. A pesquisa está inserida em um projeto da linha de pesquisa Psicopedagogia, Sistema de Ensino/Aprendizagem e Educação em Saúde, dentro da temática Epistemologia e Práticas Escolares, coordenado pela Profª Drª Maria Luiza R. Becker. A pesquisa traz como questão principal: “Como se manifesta a noção de cooperação das crianças sobre as relações interpessoais em um trabalho em conjunto?”. Através do juízo das crianças e adolescentes, analisa-se o desenvolvimento da noção de cooperação, com fundamentação na Epistemologia Genética. O termo “noção” é utilizado para caracterizar o percurso do entendimento da cooperação pelas crianças. O desenvolvimento da capacidade de cooperar relaciona aspectos do desenvolvimento moral (envolvendo a superação da moral heterônoma e das relações de coação pela moral autônoma e as relações de cooperação propriamente ditas) e aspectos cognitivos (envolvendo descentração de pensamento e substituição e coordenação de pontos de vista). O juízo é investigado e analisado de acordo com o Método Clínico piagetiano. A entrevista clínica desta pesquisa parte de uma situação fictícia apresentada às crianças em que parceiros atuam em um mesmo jogo – um quebra-cabeça. Dezoito sujeitos foram entrevistados: crianças de 8 e 10 anos e adolescentes de 12. A partir da análise de cada sujeito...

A Cooperação Internacional Descentralizada à luz da gestão social : estudo de caso do projeto Purefood no âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS/PGDR

Cordeiro, Marcelo de Moraes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.68%
Este trabalho tem por objetivo analisar o processo de gestão, participação e compartilhamento de saberes no projeto de Cooperação Internacional Descentralizada (CID) Purefood (Urban, peri-urban and regional food dynamics: toward an integrated and territorial approach to food) a partir dos pressupostos da Gestão Social. O projeto em questão é financiado pela União Europeia, através do fundo Marie Curie, e desenvolvido por um consórcio de sete universidades, cinco europeias, uma de Uganda e uma brasileira, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por meio do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR), objeto central da análise. Como pilares teóricos e epistemológicos, o estudo toma como pressuposto: (a) a existência de sistema-mundo (WALLERSTEIN, 2001) na dinâmica das relações e da cooperação internacional; (b) o entendimento da diversidade de modelos de desenvolvimento (MILANDO, 2005); (c) a pluralidade, compartilhamento e articulação dos saberes (SANTOS, 2004, 2009) e (d) a compreensão de que a Gestão Social (CARRION, 2009, 2012) pode oferecer alternativas ao modelo de gestão de projetos de Cooperação Internacional Descentralizada. A pesquisa se caracteriza como exploratória e qualitativa...

Cooperação intermunicipal de Portugal e a província de Benguela (Angola) : estudo de caso das geminaçãoes celebradas entre as câmaras municipais de Portugal com as suas congéneres em Benguela (Angola)

Afonso, Lurdes Francisca
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; Cooperação intermunicipal, é parte integrante da Cooperação Descentralizada que se consubstancia nas relações que se estabelecem entre dois ou mais municípios ou entidades equiparadas, de acordo ao sistema organizativo de cada país podendo assumir diversas formas, tais como, geminação, acordos de cooperação, protocolos e redes. A actual legislação portuguesa, lei 159/99 sobre a cooperação intermunicipal permite e dá autonomia aos municípios portugueses de cooperarem com vários municípios da União Europeia e, também, com os seus congéneres dos países da CPLP, bem como as instituições que promovem a cooperação. Por outro lado, em relação à Angola, desde que o país alcançou a independência, produziram-se várias iniciativas legislativas no sentido de autonomizar cada vez mais os municípios, e de estabelecerem cooperação com outros municípios. Ora a lei mais recente, que regula a cooperação, é a Lei 4/11 (Lei sobre os Tratados internacionais) de Janeiro de 2011. Esta lei é supervisionada pelo Ministério da Administração do Território, MAT que, por sua vez, em coordenação com o Ministério das Relações Exteriores homologam todos os acordos rubricados ao nível local. Fizemos uma resenha das câmaras portuguesas que têm acordos com os municípios da faixa litoral da província de Benguela...

O papel das autarquias na luta contra a pobreza em Cabo Verde: o caso da Ilha do Maio

Ribeiro, Hermínia Susana Henriques Gamito
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Mestrado em Desenvolvimento, Diversidades Locais e Desafios Mundiais; A presente dissertação tem como objectivo saber se o “Projecto de Desenvolvimento Sustentado da Ilha do Maio” contribuiu para o desenvolvimento local, como forma de analisar o papel das autarquias na Luta contra a Pobreza em Cabo Verde. A dissertação pretende ainda demonstrar o papel descentralização na luta contra a pobreza e o impacto da cooperação descentralizada no desenvolvimento local. Apresenta-se uma caracterização de Cabo Verde e da Ilha do Maio, assim como do processo de descentralização em Cabo Verde e do Plano Nacional de Luta Contra a Pobreza por forma a contextualizar o projecto desenvolvido. O “Projecto de Desenvolvimento Sustentado da Ilha do Maio” foi elaborado com base do Plano Municipal de Luta contra a Pobreza e contribui para a sua prossecução. Para melhor analisar o projecto, é apresentado o Plano Municipal, sendo feita a análise da sua elaboração e o impacto do projecto na sua prossecução. Ao longo da dissertação é feita uma caracterização dos diversos actores e parceiros da implementação do projecto, definidas as metodologias utilizadas, as actividades desenvolvidas, os principais obstáculos e constrangimentos...

A cooperação descentralizada como ajuda ao desenvolvimento social e participativo da juventude

Silva, Patrícia Sofia Miranda e
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.61%
Mestrado em Desenvolvimento, Diversidades Locais e Desafios Mundiais/ J24, O15; O presente trabalho de projeto tem como objetivo saber se os jovens que participam voluntariamente em projetos de desenvolvimento local, no âmbito da cooperação descentralizada, se tornam mais sensíveis a questões como valores, comportamentos cívicos, assim como se tornam mais participativos face aos desafios atuais da sociedade. Ou seja, saber se o contacto direto com outros jovens de outras nacionalidades, culturas, etnias e principalmente necessidades, faz com que sejam mais conscientes das boas práticas e de uma boa cidadania e participação. Para ajudar esta investigação, foi escolhido o Projeto “Ponte” da Organização Não Governamental para o Desenvolvimento Sol Sem Fronteiras, com o apoio do Movimento Jovens Sem Fronteiras. Trata-se de um projeto de curta duração (um mês), que é realizado todos os anos, durante as férias do verão, com jovens portugueses, fomentando o contacto direto com outros jovens, de países de língua oficial portuguesa. Para um enquadramento teórico deste trabalho, foi essencial desenvolver conceitos como o do Desenvolvimento, Participação, Empowerment, Cidadania, Cooperação...

Decentralized detection in resource-limited sensor network architectures

Tay, Wee Peng
Fonte: Massachusetts Institute of Technology Publicador: Massachusetts Institute of Technology
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 207 leaves
ENG
Relevância na Pesquisa
26.48%
We consider the problem of decentralized binary detection in a network consisting of a large number of nodes arranged as a tree of bounded height. We show that the error probability decays exponentially fast with the number of nodes under both a Neyman-Pearson criterion and a Bayesian criterion, and provide bounds for the optimal error exponent. Furthermore, we show that under the Neyman-Pearson criterion, the optimal error exponent is often the same as that corresponding to a parallel configuration, implying that a large network can be designed to operate efficiently without significantly affecting the detection performance. We provide sufficient, as well as necessary, conditions for this to happen. For those networks satisfying the sufficient conditions, we propose a simple strategy that nearly achieves the optimal error exponent, and in which all non-leaf nodes need only send 1-bit messages. We also investigate the impact of node failures and unreliable communications on the detection performance. Node failures are modeled by a Galton-Watson branching process, and binary symmetric channels are assumed for the case of unreliable communications. We characterize the asymptotically optimal detection performance, develop simple strategies that nearly achieve the optimal performance...

Vertical R&D Sprillovers, Cooperation, Market Structure, and Innovation.

ATALLAH, Gamal
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 281012 bytes; application/pdf
Relevância na Pesquisa
36.47%
This paper studies vertical R&D spillovers between upstream and downstream firms. The model incorporates two vertically related industries, with horizontal spillovers within each industry and vertical spillovers between the two industries. Four types of R&D cooperation are studied : no cooperation, horizontal cooperation, vertical cooperation, and simultaneous horizontal and vertical cooperation. Vertical spillovers always increase R&D and welfare, while horizontal spillovers may increase or decrease them. The comparison of cooperative settings in terms of R&D shows that no setting uniformly dominates the others. Which type of cooperation yields more R&D depends on horizontal and vertical spillovers, and market structure. The ranking of cooperative structures hinges on the signs and magnitudes of three competitive externalities (vertical, horizontal, and diagonal) which capture the effect of the R&D of a firm on the profits of other firms. One of the basic results of the strategic investment literature is that cooperation between competitors increases (decreases) R&D when horizontal spillovers are high (low); the model shows that this result does not necessarily hold when vertical spillovers and vertical cooperation are taken into account. The paper proposes a theory of innovation and market structure...

Flexible cooperation in non-standard application environments

Holtkamp, Bernhard
Fonte: Monterey, California. Naval Postgraduate School Publicador: Monterey, California. Naval Postgraduate School
Tipo: Relatório
ENG
Relevância na Pesquisa
36.24%
The integration of preexisting systems into a single, heterogeneous, distributed non-standard application system in domains like office automation or computer-integrated manufacturing are regarded as cooperating systems. They are characterized through teamwork, distribution and the handling of complex data structures (e.g. multimedia data). Object-oriented database systems, providing for complex object management, represent one approach in support of such applications. They concentrate, however, on data modeling aspects and use more or less conventional transaction concepts, based on a global execution control. Hence, they only partially fulfill application requirements as they do not adequately cope with the autonomy that is often inherent to the system's components. As a consequence, we suggest S-transactions as an appropriate means for describing the cooperation of system components in terms of transactions and beyond. In this paper we outline the modeling of conventional transactions (flat or nested as well as distributed and design transactions) in terms of STDL, the S-transaction definition language. Beyond that we point out how to specify SAGAs and similar concepts. Finally we discuss the specification of non-linear but maybe acyclic or even cyclic cooperation structures; Prepared for: Naval Ocean Systems Center and funded by the Naval Postgraduate School.; http://archive.org/details/flexiblecooperat00holt; O&MN...

Régionalisation et renouvellement des politiques territoriales dans un contexte de mondialisation : le cas de la coopération décentralisée et transfrontalière en Méditerranée entre 2000 et 2011

Bakhos, Walid
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
46.62%
Notre thèse a pour objectif de déterminer la nature des liens entre la multiplication des processus de macro-régionalisation, dans un contexte de mondialisation, et le renouvellement des politiques d’aménagement du territoire à travers la mise en place de nouvelles formes de coopération décentralisée entre villes et territoires. Notre projet de recherche cherche ainsi à établir comment la régionalisation permet la mise en place d’une gouvernance à niveaux multiples mettant en relation des acteurs territoriaux, à différents échelons de décision (supranational, national et infranational) dans le but de faire face à la complexité grandissante des problèmes actuels à l’échelle mondiale. Parmi ces projets régionaux qui émergent dans plusieurs parties du monde, nous avons choisi le Partenariat euro-méditerranéen comme cas d'étude en s'intéressant de manière particulière aux projets et programmes de coopération décentralisée et transfrontalière qui se mettent en place autour de la Méditerranée et qui mettent en relation plusieurs villes et régions riveraines. Afin de répondre à ces questions, nous avons décliné notre argumentation en plusieurs axes de réflexion. Un premier axe de réflexion tourne autour de la nature du projet régional euro-méditerranéen et de son implication au niveau des stratégies territoriales principales. Un deuxième axe concerne le contenu et les processus de mise en œuvre des programmes et projets de coopération décentralisée et transfrontalière et leur pertinence au niveau du développement local des territoires du Sud. Un troisième axe s’intéresse au rôle de l’État central en face du développement de ces initiatives qui le contourne. Enfin...

Rela??es internacionais em cidades amaz?nicas: atua??o e inser??o internacional de Bel?m e Manaus (1997-2012)

ROCHA, William Monteiro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.5%
No decorrer das ?ltimas d?cadas, o estudo das Rela??es Internacionais diversificou sua an?lise, deixando de ter um enfoque direcionado sobre a atua??o dos Estados nacionais e passando a analisar mais atentamente a din?mica e ascens?o de novos atores no cen?rio internacional, como as entidades subnacionais, incluindo as cidades e os governos locais, gerando um novo foco de an?lise, principalmente no contexto da coopera??o internacional. A presente disserta??o analisa por quais raz?es e de que maneira ocorre a inser??o e atua??o internacional das cidades amaz?nicas de Bel?m e Manaus, tendo como cen?rio um Mundo globalizado e interdependente. No conjunto desse novo cen?rio, favor?vel ?s rela??es internacionais, a Coopera??o Internacional passa a ser um instrumento latente para o desenvolvimento n?o somente dos pa?ses, mas tamb?m das cidades, atrav?s da Coopera??o Descentralizada; fen?meno pol?tico-econ?mico relativamente recente e que vem adentrando cada vez mais as agendas de desenvolvimento local. As cidades cada vez mais passam a adotar as rela??es internacionais, tal como estrat?gias de coopera??o descentralizada como uma agenda propulsora e paralela de desenvolvimento, seja na capta??o de recursos externos,seja no fortalecimento da identidade local...

Cooperação descentralizada Príncipe - Portugal: eficiência da existência de redes de cooperação

Barreira, Ana Maria Luciano
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.84%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; A Cooperação Descentralizada surge num contexto em que existe um conjunto vasto de novos actores que participam e contribuem activamente para a Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, a par da acção dos Estados e Organismos Internacionais. A Cooperação Intermunicipal é uma forma de Cooperação Descentralizada, que pressupõe o estabelecimento de relações entre duas ou mais comunidades, em que os actores determinantes nestas relações são, geralmente, os Municípios. A Cooperação Intermunicipal pode assumir várias formas: geminações, protocolos/acordos de colaboração/cooperação e redes. Num contexto de Globalização, as relações que se estabelecem entre os vários actores são cada vez mais complexas e criam formas inovadoras de Cooperação Descentralizada, numa perspectiva de parceria e desenvolvimento integrado. Tendo em conta estes novos relacionamentos a uma escala intercontinental e global, que dão origem, cada vez mais, a uma Sociedade em Rede, os actores tendem a ligar-se em Redes de Cooperação. A Região Autónoma do Príncipe está geminada com seis autarquias portuguesas desde 1988. No entanto, apesar destes 21 anos de Cooperação Intermunicipal...

La contribución al desarrollo local de los gobiernos territoriales a través de iniciativas de cooperación internacional descentralizada. Estudio de caso: Cooperación del País Vasco a Florencia, Caquetá (2010-2012) proyecto Embera Chamí- TEA (Tierra, Educación y Artesanía)

Perilla Martínez, Iris Lisette
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
36.54%
La cooperación internacional para el desarrollo es una herramienta de gran importancia en el actual contexto internacional. Desde su aparición, la Ayuda Oficial al Desarrollo ha sido la modalidad más recurrente y la más ampliamente estudiada. No obstante, las transformaciones de las últimas décadas han llevado al surgimiento de nuevas modalidades, las cuales toman cada vez más fuerza y requieren de una especial atención. Es el caso de la cooperación descentralizada, instrumento de ayuda exterior y de visibilización internacional de las entidades territoriales. A manera de aproximación a este mecanismo de cooperación, se estudiará la contribución del País Vasco al desarrollo humano sostenible de la comunidad indígena Emberá Chamí y al fortalecimiento de la acción exterior de esta comunidad autónoma española a partir de sus iniciativas de cooperación internacional descentralizada.; International cooperation for development is an important tool in the current international context. Since its appearance, the Official Aid to Development, ODA, has been the most recurrent form and the most widely studied. However, the changes of recent decades have led to emergence of new modalities which, by time, have become more important and require special attention. This is the case of decentralized cooperation...

Análisis de la implementación del Programa ART-REDES Colombia, estrategia territorial de cooperación internacional para la paz, el desarrollo y la reconciliación, del Programa de Naciones Unidas para el Desarrollo PNUD, para el afianzamiento de la Cooperación Descentralizada en Colombia. Departamento de Nariño, Periodo 2008-2010

Díaz Díaz, Lissett Natalia
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
36.15%
El alcance de esta Investigación Diagnóstica es analizar la implementación del programa ART-REDES del Programa de Naciones Unidas para el Desarrollo (PNUD) para Colombia, durante el periodo 2008 - 2010, con el fin de generar propuestas de ajuste para el desarrollo de iniciativas de cooperación descentralizada en el país.; The aproach of these diagnosis research, let us analized the implementation of the program ART-REDES of United Nations Development Program (UNDP)for Colombia,in the period between 2008 - 2010, the importance of these investigation consist in generate new adjustment propose for the development and decentralizated cooperation in these country.

La cooperación descentralizada sur-sur como herramienta para el fortalecimiento de la gobernabilidad local en Colombia. Un análisis de Caldono, Pasto y Medellín

Roa Lozano, Diana Carolina
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
36.35%
La cooperación internacional está redefiniendo una vez más su arquitectura como herramienta de ayuda al desarrollo. Sus procesos y políticas atraviesan un álgido momento de cambio, caracterizado por dos escenarios determinantes: los suscitados debates sobre la eficacia y la calidad de la ayuda y la crisis económica europea, que comienza a evidenciar una reducción fuerte en los recursos destinados a este mismo fin. En este contexto los países en vías de desarrollo como Colombia, comienzan a ser protagonistas de su propio desarrollo, buscando dar a sus territorios condiciones de gobernabilidad deseadas, a través de mecanismos donde el desarrollo humano es un vector importante y encuentra en la participación ciudadana una estrategia vital para instalar capacidades, promover el intercambio de conocimiento y empoderar a los ciudadanos alrededor de las decisiones de lo público. La cooperación descentralizada Sur-Sur se presenta entonces como una herramienta con oportunidades interesante, aunque es un proceso aún incipiente, enfatiza en la necesidad de abrir el paso a prácticas novedosas de asociación y cooperación que permitan aprovechar los recursos disponibles para la promoción del desarrollo. En el caso específico de este trabajo monográfico...

O papel da cooperação internacional descentralizada de entes subnacionais nas relações internacionais: o caso de Belo Horizonte

Alves, Bárbara Beatriz Maia Pinto
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.54%
O fim da Guerra Fria trouxe mudanças para o Sistema Internacional, o estabelecimento de novos atores, o fim da bipolaridade e a aceleração da globalização foram elementos que contribuíram para o estabelecimento de novos tipos de cooperação. Este trabalho faz uma breve análise do surgimento de um tipo de cooperação específico: a cooperação descentralizada. Este tipo de cooperação é aquela realizada por entes subnacionais (municípios, estados e outras unidades da federação), e para melhor compreender seu funcionamento foi selecionado o município de Belo Horizonte, que possibilitou a verificação da sua inserção internacional, da utilização da cooperação descentralizada pelo município para atender seus interesses e também como forma de política pública e governamental.; The end of the cold war has brought changes to the International System, the establishment of new actors, the end of bipolarity and the acceleration of globalization were contributing factors to the establishment of new forms of cooperation. This work makes a brief analysis of the emergence of a specific form of cooperation: decentralized cooperation. This form of cooperation is that held by subnational entities (Cities, States and other units of the Federation)...

Transmitting important bits and sailing high radio waves: a decentralized cross-layer approach to cooperative video transmission

Mastronarde, Nicholas; Verde, Francesco; Darsena, Donatella; Scaglione, Anna; van der Schaar, Mihaela
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
26.45%
We investigate the impact of cooperative relaying on uplink and downlink multi-user (MU) wireless video transmissions. The objective is to maximize the long-term sum of utilities across the video terminals in a decentralized fashion, by jointly optimizing the packet scheduling, the resource allocation, and the cooperation decisions, under the assumption that some nodes are willing to act as cooperative relays. A pricing-based distributed resource allocation framework is adopted, where the price reflects the expected future congestion in the network. Specifically, we formulate the wireless video transmission problem as an MU Markov decision process (MDP) that explicitly considers the cooperation at the physical layer and the medium access control sublayer, the video users' heterogeneous traffic characteristics, the dynamically varying network conditions, and the coupling among the users' transmission strategies across time due to the shared wireless resource. Although MDPs notoriously suffer from the curse of dimensionality, our study shows that, with appropriate simplications and approximations, the complexity of the MU-MDP can be significantly mitigated. Our simulation results demonstrate that integrating cooperative decisions into the MU-MDP optimization can increase the resource price in networks that only support low transmission rates and can decrease the price in networks that support high transmission rates. Additionally...

Cooperation Alignment for Distributed Interference Management

Ntranos, Vasilis; Maddah-Ali, Mohammad Ali; Caire, Giuseppe
Fonte: Universidade Cornell Publicador: Universidade Cornell
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 05/10/2015
Relevância na Pesquisa
26.42%
We consider a cooperative Gaussian interference channel in which each receiver must decode its intended message locally, with the help of cooperation either at the receivers side or at the transmitter side. In the case of receiver cooperation, the receivers can process and share information through limited capacity backhaul links. In contrast to various previously considered distributed antenna architectures, where processing is utterly performed in a centralized fashion, the model considered in this paper aims to capture the essence of decentralized processing, allowing for a more general class of "interactive" interference management strategies. Focusing on the three-user case, we characterize the fundamental tradeoff between the achievable communication rates and the corresponding backhaul cooperation rate, in terms of degrees of freedom (DoF). Surprisingly, we show that the optimum communication-cooperation tradeoff per user remains the same when we move from two-user to three-user interference channels. In the absence of cooperation, this is due to interference alignment, which keeps the fraction of communication dimensions wasted for interference unchanged. When backhaul cooperation is available, we develop a new idea that we call cooperation alignment...

Democracy on the Commons: Political Competition and Local Cooperation for Natural Resource Management in India

Chhatre, Ashwini
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Dissertação Formato: 1857139 bytes; application/pdf
EN_US
Relevância na Pesquisa
26.5%
This dissertation explores the effects of democratic competition among political parties in India on natural resources and the ability of local communities to cooperate for natural resource management. A significant number of decentralization policies in developing countries depend for their success on local collective action for the provision of public goods. At the same time, democratization generates multiple impulses in society, and understanding its effects on the prospects for local cooperation is important for explaining the variation in success of decentralization policies for natural resource management. I use historical and ethnographic data to understand the influence of political competition on natural resource outcomes and local collective action. The descriptive analysis draws upon theoretical and empirical literatures on political competition, collective action, and property rights, and is used as the basis for generating hypotheses as well as specifying context-specific measurements of the relevant variables for statistical analysis. I test the hypotheses on two sets of dependent variables – local cooperation and forest condition – and three datasets covering community-based irrigation and forest management systems...