Página 1 dos resultados de 9 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

A antropologia como itinerário para a felicidade no De consolatione philosophiae de Boécio

Coelho, Cleber Duarte
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
87.11%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2009; Esta tese objetiva demonstrar o itinerário percorrido por Boécio no De Consolatione Philosophiae rumo à consolação e à vida feliz. Defendemos que, na referida obra, a antropologia se apresenta como conditio sine qua non para os fundamentos da ética, para a possibilidade da vida feliz. Analisa-se a definição antropológica e a definição de felicidade estabelecida por Boécio, bem como a relação do homem com os bens da fortuna. O modo como o homem pode conduzir-se à vida feliz, tendo como base os pressupostos antropológicos para se alcançar essa felicidade. Investiga-se, também, a definição boeciana no que se refere ao problema do mal, fazendo um breve paralelo com o referido problema na teoria de Santo Agostinho. Por fim, relacionamos o pensamento de Boécio com o estoicismo romano de Sêneca, visando demonstrar a influência estóica no pensamento do sábio romano. Esta tese, no entanto, não tem a pretensão de comparar Boécio com Agostinho ou Sêneca, muito menos expor e/ou exaurir as diversas influências encontradas no De Consolatione Philosophiae. Visa-se...

Os conceitos de Felicidade e Beatitude em De Consolatione Philosophiae de Severino Boécio

Silveira, Daniela Maria Sousa
Fonte: Porto : [Edição de Autor] Publicador: Porto : [Edição de Autor]
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.26%

A conquista da felicidade via filosofia: o exemplo de Boécio

Sangalli,Idalgo José
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.27%
A análise visa a uma reflexão sobre ética e educação na obra De consolatione philosophiae, de Boécio. A partir da posição e atitude filosófica e de uma breve exposição geral do trabalho, procura-se compreender o processo boeciano de busca da felicidade, exposto no Livro III. No diálogo entre a Filosofia e Boécio, é retomada a ideia de que todos os homens desejam alcançar o bem final identificado como felicidade. Perdidos na multiplicidade fragmentada dos bens exteriores das paixões, os homens devem procurar, pelo caminho da filosofia e sem apelo à religião, o bem único e verdadeiro: Deus. A reflexão mostra o itinerário da vida humana e a necessidade de cada pessoa em "aprender a viver" uma vida ética, libertando-se das paixões do corpo que adoecem a alma.

Número, som e beleza

Bergonso, Melissa Carla Chornobay
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.73%
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo apresentar a estética musical em Boécio (480-524 d.C.), analisando quatro pontos: a noção de beleza, a noção de harmonia, a música sonora propriamente dita e a forma como ela influencia nos afetos humanos. Para isto, a pesquisa divide-se em dois capítulos distintos. No primeiro capítulo são apresentados os principais conceitos acerca da noção de belo em Boécio através de suas obras Topicorum Aristotelis Interpretatio e De Consolatione Philosophiae; e também os principais conceitos relacionados às harmonias (músicas) cósmica, humana e instrumental, também propostas por ele, utilizando-se, para isto, as obras De Institutione Musica e também De Consolatione Philosophiae. No segundo capítulo aborda-se a questão da música sonora propriamente dita e, tendo-se por base o livro De Institutione Musica, aponta-se os principais conceitos acerca das consonâncias e dissonâncias musicais; e também o modo como a música influencia o caráter e as disposições da alma humana. Os resultados indicam que o pensamento estético-musical de Boécio está fundamentado, em um primeiro plano, no número, na proporção e na ordem dos elementos, e, em um segundo plano, na apreensão sensível e racional dos sons. Observa-se que...

Opera. (In Isagogen Porphyrii. In categorias Aristotelis. In De interpretatione. De divisionibus. De definitionibus. In Topica Ciceronis. De differentiis topicis. De syllogismo categorico. De syllogismo hypothetico. De Trinitate. De hebdomahebdo. De unitate et uno. De duabus naturis et una persona Christi. (I). De arithmetica. De musica. De geometria. [Sign . g7v-h7r]. Euclides: Elementa geometricae. Lib. I-IV (latine), a Pseudo-Boetio translati. (II). De consolatione philosophiae, cum commentaris Pseudo-Thomae de Aquino (= Thomae Walleys). Seudo-Boecio: De disciplina scholarium, cum commentariis Pseudo-Thomae de Aquino (= Thomae Walleys). Seudo-Boecio: De disciplina scholarium, cum commentariis Pseudo-Thomae de Aquino (Thomae Walleys). (III)

Boecio, Anicio Manlio Torcuato Severino; Tom??s de Aquino, Santo, 1227-1274
Fonte: Impressis Venetiis : per Johann?? de Forliuio et Gregori?? fratres Publicador: Impressis Venetiis : per Johann?? de Forliuio et Gregori?? fratres
Tipo: Livro
LAT
Relevância na Pesquisa
66.28%
Pie de imp. tomados del colof??n; Pie de imp. en IBE: "Venetiis, Johannes et Gregorius de Gregoriis"; Inic. grab.; Enc. Perg.; Sign.: a-k8, l-m6

El consejero exiliado : el papel de la «Consolatio Philosophiae» de Boecio en las cortes de Carlomagno y Luis el Piadoso

Tischler, Matthias Martin
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.99%
Coneixem avui suficientment el context biogràfic i intel·lectual de l’obra principal de l’«últim filòsof romà», és a dir, de la Consolatio philosophiae de Boeci (480/485-524/526), i també el seu lloc a la història del pensament filosòfic entre l’antiguitat tardana i l’edat mitjana. El que falta, malgrat uns estudis importants sobre la història de la recepció literària i filosòfica de l’obra i sobre la transmissió dels seus nombrosos manuscrits medievals, és la contextualització dels còdexs individuals en el ja conegut perfil receptiu de l’obra, per redescobrir els interessos sociopolítics darrere de la lectura medieval. Dos nous fragments carolingis del text clàssic permeten fer una nova posada al punt de la recerca sobre la seva molt primerenca producció i recepció en els ambients de les corts carolíngies de Carlemany i Lluís el Pietós. La nostra contribució demostra que l’obra boeciana era una pauta de conducta central en els debats sobre les relacions entre poder i saviesa, i pot, així, treure a la llum noves facetes de la postura d’uns pensadors centrals en les seves lluites d’influència i audiència a les corts carolíngies.; We currently know quite a lot about the biographical and intellectual context of the last Roman philosopher’s main work...

Interpolated lyric in medieval narrative poetry

Butterfield, Ardis Ruth Teasdale
Fonte: University of Cambridge; Trinity College; Faculty of English Publicador: University of Cambridge; Trinity College; Faculty of English
Tipo: Thesis; doctoral; PhD
EN
Relevância na Pesquisa
36.26%
My doctoral research concerns the use of song within narrative works in the Middle Ages. I have concentrated first on the substantial tradition in Old French of incorporating songs in this manner; and second, on the importance of this tradition to Chaucer, a poet who includes songs in nearly all his narrative poetry, and who was deeply familiar with many of the late thirteenth- and early fourteenth-century French works of this type. In order to demonstrate the connection between this very large range of French narratives and Chaucer, it has been necessary first to define the French tradition on its own terms, since even by French scholars it has rarely been treated collectively, and some of the works have barely been explored. This assessment of the French material has involved a fresh attempt to define the lyric interpolations themselves, when (as in the majority of thirteenth-century works) they take the form of brief snatches of song known as refrains. Since the nature of these refrains has been a source of controversy among French scholars, my study begins by analysing them both as texts and as melodies, in order to assess their status and function within the narratives. I then go on to discuss works ranging from Jean Renart's Guillaume de Dole to Adam de la Halle's Le Jeu de Robin et Marion...

The Longest Transference: Self-Consolation and Politics in Latin Philosophical Literature

Robinson, Clifford Allen
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Dissertação
Publicado em //2014
Relevância na Pesquisa
36.49%

This dissertation identifies Cicero's Consolatio, Seneca's Ad Polybium de consolatione, and Boethius' De consolatione Philosophiae as self-consolations, in which these Roman authors employ philosophical argument and literary art, in order to provide a therapy for their own crippling experience of grief. This therapeutic discourse unfolds between two contradictory conditions, though, since the philosophers must possess the self-mastery and self-possession that qualifies the consoler to perform his task felicitously, and they must lack those very same qualifications, insofar as their experience of loss has exposed their dependence upon others and they thus require consolation. Foucault's theoretical treatment of ancient philosophical discourse is supplemented by Lacanian critical theory and the political theology of Giorgio Agamben to perform analyses of the consolatory texts and their political context. These analyses reveal that self-consolation overcomes the contradictory conditions that found this discourse through literary and rhetorical artifice. But this resolution then places the apparent completeness of the philosophical argument in doubt, as the consoled authors in each case finally call for a decisive action that would join philosophical reflection to the merely human world that philosophy would have these consolers leave behind. Each author's self-consolation therefore demonstrates a split allegiance to the Roman political community and to a Socratic philosophical heritage that advocates for withdrawal from politics.

; Dissertation

Religião, identidade e prática política no reinado de Alfred de Wessex (871-899)

Nascimento Pereira, Monah; UFPR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
A partir da análise da versão anglo-saxônica da De Consolatione Philosophiae, produzida entre os séculos IX e X no reino de Wessex e atribuída ao rei Alfred, procuraremos compreender o modo como se deu a criação de um ideal de identidade calcado na religião e na tradição latino cristã. Este ideal, em última instância, fortalece um novo modelo de prática real, apontando para um processo de unificação do reino, defesa ante aos invasores Vikings e integração de outras populações de acordo com interesses e necessidades reais. Observaremos a forma como a virtude cristã da sabedoria é recorrentemente retomada no texto, de modo a configurar uma busca por legitimação política a partir de um discurso de poder calcado na religiosidade cristã e seus preceitos.