Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Aspectos do comportamento sintetico dos modais dever e poder

Zoe Beatriz de Almeida Gomes Miranda
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1975 PT
Relevância na Pesquisa
17.17%
o presente trabalho tem por objetivo examinar o fundamento formal da categorização dos modais dever e poder, dentro dalinha teórica da Gramática Gerativa. Na primeira parte do trabalho sao examinadas e testadas em relação aos fatos do português, as duas propostas básicas existentes na Gramática Gerativa para o tratamento dos modais, a saber, a de Chpmsky (1957), que os trata como auxiliares e a de Ross (1967.b), que os considera verbos principais. Vários argumentos são dados para mostrar que nenhuma destas duas hipóteses ê adequada ã descrição dos fatos considerados. Tendo em vista a inadequação dessas análises, é a presentada uma proposta alternativa, em que dever, enquanto modal, é considerado um verbo exclusivamente auxiliar e poder, enquanto modal, é analisado como verbo auxiliar e verbo principal intransitivo, ocorrendo com sujeito sentencial. Essa proposta permite dar uma explicação natural para as semelhanças e diferenças de comportamento sintático observadas entre esses elementos.; Not informed.

Narratividade e senso comum : nas rimas dos versos de cordel; Narrativity and common sense : in the rhymes of the verses of cordel literature

Fernanda Moraes D'Olivo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
17.17%
Como se dá o funcionamento do efeito do senso comum nos cordéis que narram fatos que impactaram a grande mídia? Esta é a pergunta que orienta as reflexões e análises desta tese. Para respondê-la, foi necessário traçar um percurso que me permitisse entender a discursividade do senso comum no modo como o cordel, em sua materialidade, produz sentidos, ou seja, compreender o senso comum como efeito de sentido resultante do funcionamento da ideologia. Nesse percurso, foi importante a noção de narratividade (MARIANI, 1996), concebida como um processo simbólico que mobiliza a memória discursiva. O corpus deste trabalho é composto pelos cordéis Dilma Rousseff já é presidenta da nação e A invasão do Alemão, os quais foram escolhidos porque apresentam questões que marcam o social no que diz respeito à política e à violência. A partir da análise desses folhetos, compreendi que o senso comum, enquanto efeito de sustentação, tal como definido por Pêcheux (1975) funciona no modo da implicatura, o que marca a argumentação e a progressão narrativa configuradas nos folhetos, com um efeito de assertividade e de constatação. O efeito do senso comum produz um imaginário de generalização, apagando o confronto entre as diferentes formações discursivas e...