Página 1 dos resultados de 796 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

O diário juvenil: identidade(s) e globalização

Teixeira, Carlos
Fonte: Universidade do Minho, Instituto de Educação Publicador: Universidade do Minho, Instituto de Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
Esta comunicação coloca como objecto central de trabalho a produção diarística portuguesa que, editada nas últimas décadas, se destina preferencialmente a um público adolescente ou jovem, comparando-a (sempre que possível) com produções estrangeiras que têm chegado ao mercado nacional. Procuramos, por um lado, definir as especificidades genológicas que individualizam o diário destinado a esse público e, por outro, problematizar o jogo de identidade(s) que essas produções diarísticas manipulam e colocam em acção – se “identidade para um indivíduo é a definição de si mesmo” (Lourenço, 2003: 88)1, a produção diarística para jovens coloca interessantes reflexões sobre o sujeito e a sua auto-referencialidade, nomeadamente no âmbito da (im)possível identidade entre autor e narrador/personagem. Dentro deste domínio, ganham relevância os conceitos de “identidade” e “alteridade”, cuja problematização nos levará a reflectir sobre a leitura deste tipo de textos como “veículos” de modelos globalizados/globalizantes de cultura (juvenil). 1 Lourenço, E. (2003): Civilizações e conflito de identidades”. In: Globalização: ciência, cultura e religiões. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e Publicações Dom Quixote: 85-90.

Ateliê de vídeo e cultura juvenil: um estudo de caso sobre aprendizagem e socialização de jovens urbanos de segmentos populares através das tecnologias do vídeo digital; Video atelier and youth culture: a case study on the learning and socialization of urban young people from poor social segments through digital video technologies

Rosatelli, Luiz Andre Carrieri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.34%
O objetivo deste estudo é investigar como as tecnologias do vídeo podem ser mediadoras de novas formas de aprendizagem e socialização. A pergunta central que procura responder é como e por que razões o ateliê de vídeo, utilizando-se de estratégias de criação e produção, contribui para a formação de jovens de segmentos populares, moradores de bairros periféricos da Grande São Paulo. Neste processo de investigação procuramos: a) verificar a importância do audiovisual no contexto sócio-cultural juvenil e identificar tendências, temas e processos educativos; b) verificar em que medida a mediação através das práticas e procedimentos da produção de vídeo é um ato educativo. Convivemos durante 10 meses com 18 jovens inscritos em um programa de formação de uma organização não governamental, cujo objetivo era desenvolver conhecimentos sobre as tecnologias do vídeo digital para apoiar a ação coletiva e fortalecer a expressão juvenil. Realizamos uma pesquisa qualitativa, pois é um estudo de caso sobre um grupo de contornos bem definidos. As técnicas de cunho etnográfico nos aproximaram do contexto social e cultural que nos interessava observar e nos auxiliaram na tradução da linguagem do sujeito na sua forma mais espontânea ao explicitar o seu universo cultural durante um percurso de aprendizagem. Concentramos a análise da pesquisa nas falas dos jovens em três momentos específicos: nas redações do processo seletivo ao entrar no projeto; nos espaços de reflexão durante as atividades de criação; e...

Cultura corporal juvenil da periferia paulistana: subsídios para construção de um currículo de educação física.; Youth corporal culture of the suburbs of the city of São Paulo: references for the construction of a Physical Education curriculum.

Chaim Junior, Cyro Irany
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
A juventude tem representado, e carrega implicitamente, uma expectativa e sentimentos de renovação. É a partir do olhar individualista e das grandes mudanças históricas e sociais engatilhadas pela modernidade que as atenções se voltaram para as gerações mais novas atribuindo-lhes tanto o significado de fase preparatória quanto de continuidade da vida. Esta idéia de "vir-a-ser" projeta sua função para o futuro e estabelece as culturas de um determinado mundo adulto como dignas de alcance. Desta forma, as culturas juvenis, que em alguma medida buscam espaços de expressão própria, por isso mesmo, têm sido caracterizadas como rebeldes e transgressoras. Tais adjetivações comumente fundamentam-se em explicações biológicas e deterministas. Atualmente, por conta da nova configuração global que organiza a sociedade, a aproximação de culturas diferentes tornou-se inevitável, criando assim espaços de lutas entre a cultura hegemônica e a cultura até então alheia aos espaços e instituições de domínio público, das quais se destaca a escola. Assim, o foco deste estudo recaiu no reconhecimento dos saberes dos diversos grupos sociais que recentemente adentraram à escola e que, historicamente, têm assistido a negligência curricular do seu patrimônio cultural corporal...

Na trilha juvenil da mídia: dos suplementos teens para as tecnologias digitais

Gobbi, Maria Cristina
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
A autora procura discutir as consequências de a cultura juvenil ser hoje o ingrediente fundamental da comunicação digital, e os efeitos desta cultura sobre o comportamento dos jovens e sobre o próprio conceito de juventude. Ela enfatiza que nas últimas décadas tal conceito passou definir, mais do que uma faixa etária, uma espécie de mercadoria, oferecida, para qualquer interessado, na mídia, em academias de ginástica, casas de shows, shopping centers e nos mais variados espaços urbanos. A pesquisadora analisa o comportamento de várias gerações de jovens, especialmente depois da Segunda Guerra Mundial, a partir da consolidação da TV e de mídias voltadas especificamente para esse público, como os suplementos teen. E mostra que as novas tecnologias digitais - com sua portabilidade, mobilidade e interatividade - estão trazendo novos cenários, novas conformações da vida social, múltiplas configurações de tempo e desenhando espaços antes inimagináveis, ocupados principalmente pelos jovens. Trata-se de uma geração extremamente conectada e rebelde à sua maneira contra os valores tradicionais, que está desenvolvendo um novo estilo e um novo modo de entender o processo comunicativo, com grande dinamismo. No entanto...

Cultura juvenil feminista Riot Grrrl em São Paulo; Youth culture feminist Riot Grrrl in São Paulo

Erica Isabel de Melo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.33%
Esta pesquisa é uma análise sobre a configuração de um feminismo, na cidade de São Paulo, de uma cultura juvenil originalmente vinculada à cultura punk, mas que constituiu características específicas pelas quais podemos analisá-la de forma independente. Trata-se da cultura juvenil feminista riot grrrl. São jovens garotas que, ao associar música e política, questionam, denunciam e desconstroem as relações desiguais de gênero e suas conseqüências, em especial as relativas à juventude, e constroem, a partir de uma linguagem e de práticas, uma identidade feminista; This research is an analysis on the setup of a feminism in the city of São Paulo, a youth culture originally linked to punk culture, but that was specific characteristcs by which we can examine it independently. It is the youth culture feminist riot grrrl. They are young girls that, by linking music and politic, questioning and complain of unequal gender relations and its consequences, in particular those relating to youth, and build from a language and practice, a feminist identity

Os jovens e a cultura das mídias no ambiente escolar : encontros e desencontros

Pereira, Edneide Arruda
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2011.; O presente texto traz o resultado de uma investigação cujo objetivo central é compreender como traços da cultura das mídias vivenciadas por estudantes do Ensino Médio de uma escola pública se expressam no ambiente escolar, identificando encontros e desencontros entre elas, ou seja, a cultura das mídias e a cultura juvenil. Os objetivos específicos caracterizam o jovem e a cultura das mídias no contexto atual; levanta traços da cultura das mídias no repertório dos estudantes e analisa a leitura que esses estudantes, em idade juvenil, fazem da mídia. Os sujeitos pesquisados foram 51 alunos e alunas, com idade de 15 a 18 anos, que residem em 11 localidades do Distrito Federal, com destaque para o Núcleo Bandeirante, localidade ligada à história da construção da capital federal e onde está situada a escola na qual estudam os sujeitos pesquisados jovens, ou seja, em processo de formação pessoal, social, cultural e intelectual. Amparado nas abordagens qualitativa e quantitativa, este estudo utilizou o questionário e a entrevista individual como instrumentos de pesquisa. Os traços da cultura da mídia foram levantados a partir da caracterização dos jovens e da cultura das mídias na sociedade atual...

Os circuitos dos jovens urbanos

Magnani,José Guilherme Cantor
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.11%
Este artigo apresenta os resultados de um trabalho sobre o tema dos jovens e suas práticas culturais e de lazer, redes de sociabilidade e relações de troca (e também de conflito) no contexto urbano da cidade de São Paulo. Após a apresentação e a discussão dos termos "tribos urbanas" e "cultura juvenil", proponho outra denominação, "circuitos de jovens", para a abordagem do tema. Em vez da ênfase na condição de "jovens", que supostamente remete a diversidade de manifestações a um denominador comum, a idéia é privilegiar sua inserção na paisagem urbana por meio da etnografia dos espaços por onde eles circulam e onde se encontram, e das ocasiões de conflito e dos parceiros com quem estabelecem relações de troca. Com isso, busca-se articular dois elementos presentes nessa dinâmica: os comportamentos e os espaços, instituições e equipamentos urbanos. O que se pretende é chamar a atenção (1) para a sociabilidade, e não tanto para pautas de consumo e estilos de expressão ligados à questão geracional, e (2) para as permanências e as regularidades, em vez da fragmentação e do nomadismo.

Prática docente e cultura juvenil: na sinfonia do ensino médio confessional

do Carmo Sousa Motta, Maria; Francisco de Souza, João (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.51%
Este estudo investiga a prática docente no ensino médio no seu encontro / desencontro com a cultura juvenil e situa-se no interior do debate sobre a diversidade cultural e suas implicações sociais, econômicas e pedagógicas na pós-modernidade. Busca-se interpretar e compreender representações e saberes vividos em espaços socioculturais diferentes, que incidem na sala de aula do ensino médio. Insere-se numa concepção crítica progressista da educação e da prática pedagógica escolar que se realiza pela inter-relação entre a instituição escolar, a prática docente, a cultura juvenil e os conhecimentos trabalhados. Ressalta a importância de ampliar a compreensão da cultura para um melhor conhecimento e discernimento da escola como espaço de cruzamento de culturas diferentes, que convivem com tensões, contrastes e conflitos na construção de significados, refletindo uma justaposição de culturas, a dominação de uma cultura sobre outra ou um diálogo entre culturas. Nessa busca, visou a identificar os encontros / desencontros entre a prática docente e a cultura juvenil na sala de aula do ensino médio, configurando as relações que se estabelecem ou podem ser construídas entre a vida escolar e a vida cotidiana dos adolescentes. No contexto da pedagogia crítica...

Cultura juvenil em dance games como forma de lazer em espaços públicos de Brasília

Silva, Cristiano Gabriel da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.37%
Este trabalho busca identificar, analisar e compreender como os videogames de dança fazem parte da cultura juvenil na cidade de Brasília e como esses jovens se relacionam utilizando essa tecnologia para socializarem entre si. Assim, os estudos de Maffesoli sobre a formação de tribos e grupos com interesses em comum, serviram como direcionamento do trabalho, além de autores como Reis, Moita, Alves e Porto, Machado e Perani que auxiliaram na compreensão do universo tecnológico dos videogames. Para isso foi realizado uma pesquisa exploratória para identificar os locais que oferecem a utilização de videogames ao público e onde esses jovens costumam frequentar. Buscou-se identificar os locais que os jovens frequentam, como se encontram, seus costumes, o modo como se relacionam entre si e com os demais frequentadores do local, enfim como formam os grupos que compartilham o mesmo interesse. Verificou-se que na cidade de Brasília há apenas duas lojas dentro de um shopping que oferecem a utilização de videogames e que apenas em uma os jovens costumam frequentar. Esses jovens gostam de frequentar e marcar encontros na loja nos finais de semana e geralmente esses encontros são marcados em redes sociais. A maioria desses jovens se considera Gamers e geralmente estão habituados com os videogames de dança por sempre estarem jogando...

As relações entre cultura juvenil e as práticas de educação física no contexto de um colégio estadual

Primo, Marta de Cássia Luiz da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Educação Física (RG); Educação Física (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
A presente monografia investiga o tema “Cultura juvenil e suas relações com a Educação Física escolar” e tem como objetivo central compreender como a Educação Física pode difundir a cultura juvenil positiva e modificar a cultura juvenil negativa, na escola. Os objetivos específicos visam à definição do termo “cultura juvenil”, identificação das suas variáveis, analise de posturas e comportamentos de alunos, bem como investigar a influência da relação entre a cultura juvenil e Educação Física no âmbito escolar. Para tanto, optou-se por uma pesquisa bibliográfica, que oportunizou perceber que as atividades de Educação Física, quando bem preparadas, apresentam-se como instrumentos eficazes para difundir uma cultura positiva no contexto escolar. Oportunizou também perceber que quando os alunos participam das atividades de Educação Física, eles são forçados “obedecerem a regras estabelecidas sob pena de não participarem”. Além disso, foi possível perceber também, que a Educação Física se torna um desafio e envolve os alunos, o que a torna mais prazerosa e instigante. Esse trabalho monográfico é de natureza bibliográfica e está estruturado em duas partes, embasado teoricamente em livros...

Antropolog??a y comunicaci??n: gen.O. Miseria espectacular y cambio generacional en la era digital

Brisset Mart??n, Demetrio E.
Fonte: Pedro G??mez Publicador: Pedro G??mez
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
46.11%
Los cambios tecnol??gicos, pol??tico-econ??micos y sociales de finales del siglo XX han repercutido en nuevas formas de cultura juvenil. A partir de la cr??tica de los situacionistas (y en especial Debord) a la sociedad del espect??culo, desde la antropolog??a de la comunicaci??n aqu?? se examinan los que parecen ser rasgos definitorios de la aparici??n de una generaci??n transformadora: la gen.0, primera de la era digital y sucesora de la del 68.; The technological, political and social changes at the end of the 20th century have affected new models of culture among young people. We will study distinctive features of a new transforming generation, starting from the Anthropology of communication, considering the criticism of the society of spectacle offered by the situationists (particularly Debord). Concretely, we will analyse the gen.0, which is the first of the digital age and the heir of the 68th generation.

Los valores y la cultura juvenil : V Jornadas de educación en valores

Juárez José Francisco - Coordinador
Fonte: Caracas; Venezuela; Konrad Adenauer Stiftung Publicador: Caracas; Venezuela; Konrad Adenauer Stiftung
Tipo: Libro
ES
Relevância na Pesquisa
46.34%
Presentación; Palabras de apertura. Educación en valores 2008; Palabras de apertura. Los Valores y la cultura juvenil: realidades, mitos y retos.; Jovenes y sociedad.; Juventud, Valores y autoestima en la posmodenidad.; Padre Alberto Hurtado, s.j.: Vigencia de su pensamiento en el volutariado social universitario. Lectur critica de su articulo: "Reformas de las estructuras sociales" (1950).; La educación en valores y el humanismo; La autodeterminación y autocomunicación como procesos que sustenta la enseñaza del valor de la libertad.; Valores, Juventud, sociedad y futuro.; Valores en la Juventud ucabista.; La necesidad de un compromiso.; La Acción colectiva Juvenil como expresiónj de ciudadanía.; Tecnologia, Globalización y eduación en valores.; La educación: Los Valores y su evaluación.; Clínica Jurídica: Un compromiso con la sociedad.; La cultura juvenil y la educación en nuestro tiempo; El Mundo de los jovenes desafía la educación

El ansia de identidad juvenil y la educación. Del individualismo mediático contemporáneo y las estrategias educativas

Pérez Tornero, José Manuel
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2000 SPA
Relevância na Pesquisa
46.11%
En este artículo se analiza la interacción que se observa entre la cultura juvenil de masas y el hecho de que las culturas mediáticas adopten los valores adolescentes que son funcionales para una sociedad consumista. En el seno de dicha interacción se presenta, por una parte el proceso de construcción de una identidad individualista, y, por otra, unas dinámicas sociales incluyentes o excluyentes. Se reflexiona sobre cómo el sistema mediático genera modelos tribales que se ofrecen a los jóvenes en un supermecado del consumo. Ante esta situación en la perspectiva de la intervención social y psicosocial para promover una comunicación social satisfactoria entre generaciones, se apuntan cinco líneas necesarias de actuación: potenciar una conciencia mediática adecuada, aumentar la participación comunicativa, promover el sosiego identitario, mejorar la comunicación generacional y fortalecer la autoconstrucción del yo

Para entenderlos hay que crearlos: jóvenes, cultura y comunicación; Para compreendê-los, temos que criá-los: jovens, cultura e comunicação

Rincón, Omar
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 15/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
Nesta coletânea de ensaios, pesquisadores dos campos da Comunicação e das Ciências Sociais analisam diferentes aspectos que compõem o complexo e multiforme universo das culturas juvenis contemporâneas. Na primeira parte, são examinados eixos temáticos recorrentes na caracterização do que seriam os “retratos da nova geração” difundidos pelas indústrias culturais, além de percepções dos próprios jovens a respeito dessas imagens estereotipadas. A segunda parte apresenta análises sistemáticas de variados aspectos do circuito de produção e de apropriação cultural juvenil, privilegiando, em geral, a (net)etnografia como ferramenta metodológica.; No hay nada más fascinante y aterrador a la vez que los jóvenes. Atraen y producen miedo porque cuando los queremos comprender/explicar, siempre están en otra parte. Seducen por su magia de ser inaprensibles. Y es que los jóvenes son el valor máximo del mercado: todos debemos/queremos/deseamos ser jóvenes. Y eso se puede lograr en el consumo masivo/mediático/cultural. Pero también son el miedo público más ético: los jóvenes han devenido masas sin conciencia ni futuro, puro problema y pérdida de nuestros ideales sociales. Mucho estilo, poca ideología. Fascinan y aterran porque no los podemos conocer/controlar/domesticar.

The Emergence of the cosplay scene in youth cultures; A Emergência da cena cosplay nas culturas juvenis

Nunes, Mônica Rebecca Ferrari
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.21%
Based on the Semiotics theory of Culture, by Tartu-Moscow School, and on consumption theories, this paper analyses the cosplay scene configuration and the aspects of the semiosphere in the emergence of this scenario, considered as a cultural practice, a practice of significance and sociability, where youth people dress and act as characters of media narratives. This paper shows partial results of a field research carried out in 2012 and 2013 in events of pop culture. It focuses the relationship between cosplayer-cosplay.; Com base na teoria semiótica da cultura de Tártu-Moscou e em estudos sobre consumo, este paper analisa a cena cosplay e os aspectos da semiosfera na emergência desta cena, considerando-a  como prática cultural, de significação e sociabilidade em que jovens se vestem e atuam como personagens de narrativas midiáticas. O artigo traz os resultados parciais da pesquisa de campo, em eventos de cultura pop, entre 2012 e 2013, investigando as relações cosplay-cosplayer.Palavras-chaveCena cosplay, semiosfera, consumo, cultura juvenil.

Prejudice and discrimination beyond the classroom: sociability and Youth culture in the school environment; Preconceito e discriminação para além das salas de aula: sociabilidades e cultura juvenil no ambiente escolar

Coelho, Wilma de Nazaré Baía; Coelho, Mauro Cezar
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.37%
This article analyzes the engendered and lived youth sociabilities in the school environment. Through them, we question the way in which youth culture is related to the school and also how they deal with prejudice and discrimination. We argue that the school is an important space for sociability in youth culture. It is where significant part of social relations takes place. Nevertheless, this important dimension of the formation process is not an object of pedagogical intervention. The perceived sociabilities incorporate a meaningful discriminatory constituent based on color, race, gender and religious affiliation prejudice. Practiced in classrooms, hallways, courtyards and school courts, they are not object of educational action but in borderline cases, subject to punishment.; O presente artigo analisa as sociabilidades juvenis engendradas e vividas no ambiente escolar. Por meio delas, problematizamos o modo pelo qual a cultura juvenil se relaciona com a Escola e, também, como elas lidam com o preconceito e a discriminação. Argumentamos, nesse sentido, que a Escola constitui um importante espaço de sociabilidade na cultura juvenil. É nela que parte significativa das relações sociais se efetiva. Não obstante, essa dimensão importantíssima do processo de formação não é objeto de intervenção pedagógica. As sociabilidades observadas incorporam um significativo componente discriminatório...

Os circuitos dos jovens urbanos; Youngsters and their routes in town

Magnani, José Guilherme Cantor
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.11%
Este artigo apresenta os resultados de um trabalho sobre o tema dos jovens e suas práticas culturais e de lazer, redes de sociabilidade e relações de troca (e também de conflito) no contexto urbano da cidade de São Paulo. Após a apresentação e a discussão dos termos "tribos urbanas" e "cultura juvenil", proponho outra denominação, "circuitos de jovens", para a abordagem do tema. Em vez da ênfase na condição de "jovens", que supostamente remete a diversidade de manifestações a um denominador comum, a idéia é privilegiar sua inserção na paisagem urbana por meio da etnografia dos espaços por onde eles circulam e onde se encontram, e das ocasiões de conflito e dos parceiros com quem estabelecem relações de troca. Com isso, busca-se articular dois elementos presentes nessa dinâmica: os comportamentos e os espaços, instituições e equipamentos urbanos. O que se pretende é chamar a atenção (1) para a sociabilidade, e não tanto para pautas de consumo e estilos de expressão ligados à questão geracional, e (2) para as permanências e as regularidades, em vez da fragmentação e do nomadismo.; This article presents the results of a research on youth and their cultural and leisure practices, sociability networks and exchange relations (as well as those of conflict) in the context of urban São Paulo. After introducing and discussing the terms "urban tribes and juvenile culture"...

Filosofia no Ensino Médio. Relato de uma Experiência de Pesquisa.

Tomazetti, Elisete Medianeira; Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Marçal, Katiuska I.; Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Ribeiro, Tatiana de Melo; Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Fonte: Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação Publicador: Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
Neste espaço relataremos o desenvolvimento do projeto de pesquisa Filosofia, Cultura Juvenil e Ensino Médio desenvolvido no período de junho de 2004 a junho de 2009, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul. A coordenação foi realizada pela professora Elisete Medianeira Tomazetti, vinculada ao Departamento de Metodologia e Ensino (MEN), do Centro Educação e responsável pelas disciplinas de Didática da Filosofia, Pesquisa para o Ensino de Filosofia e Estágio Curricular Supervisionado, do Curso de Filosofia da UFSM. Desde seu início o projeto contou com vários alunos do Curso de Filosofia da UFSM. Alguns se agregavam ao grupo durante certo período e assim que concluíam seu curso e precisavam buscar emprego, em outras localidades, acabavam deixando o grupo. Outros, devido a bolsas de iniciação científica, oriundas de diferentes editais, permaneceram durante todo o período de desenvolvimento da pesquisa, nas diferentes etapas. O desenvolvimento da pesquisa procurou sempre fomentar o interesse dos alunos em dar continuidade a seus estudos de pós-graduação strictu sensu, seguindo com pesquisas na mesma temática. Muitos trabalhos, a partir desta pesquisa, foram elaborados e apresentados pelos participantes do grupo de pesquisa em eventos da área...

Jóvenes de otros mundos: ¿Tribus urbanas? ¿Culturas juveniles? Aportaciones desde contextos no occidentales

Sánchez García,José
Fonte: Cuadernos de antropología social Publicador: Cuadernos de antropología social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 ES
Relevância na Pesquisa
46.11%
A partir de una experiencia de campo en cuatro barrios de la ciudad de El Cairo, el autor traza una reflexión y hace un replanteamiento de las metodologías tradicionales instituidas para la investigación entre grupos generacionales en contextos occidentales. Aunque se defiende el carácter básicamente urbano de estas asociaciones, se discute la pertinencia de la aplicación de los conceptos de "tribu urbana" y "cultura juvenil" en escenarios culturales como los representados en sociedades que han sufrido una transición rápida a una modernidad impuesta por las redes transnacionales. En este sentido, el objetivo es la afinación de esas herramientas conceptuales ofreciendo una nueva perspectiva de las mismas que tenga en cuenta las peculiaridades históricas y sociales de la construcción de la categoría social "joven" en otros lugares. Por último, el texto intenta reivindicar a la antropología como una disciplina empírica y no apriorística.

Modos de vida de los jóvenes en un espacio rural e indígena de México

Juárez Bolaños,Lorena; Parra Vázquez,Manuel Roberto; Mariaca Méndez,Ramón; Díaz Hernández,Blanca Mayela
Fonte: Centro de Investigación en Alimentación y Desarrollo, A. C. Publicador: Centro de Investigación en Alimentación y Desarrollo, A. C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 ES
Relevância na Pesquisa
46.17%
El artículo presenta los resultados de una investigación realizada en la comunidad de Nuevo Progreso, municipio de Chilón, como parte de un estudio de caso del espacio rural e indígena del estado de Chiapas, México. Su principal objetivo es conocer hacia dónde se están orientando las estrategias de reproducción de los jóvenes ante los cambios del entorno social, cultural y económico actual. El enfoque metodológico utilizado es el de los Modos de Vida Sostenibles (MVS). Los datos fueron recolectados a través de talleres participativos, encuestas, entrevistas, observación participante y revisión bibliográfica. Los resultados fueron interpretados y explicados con base en el marco teórico de estrategias de reproducción y modos de dominación de Pierre Bourdieu (2002). Se concluye que los modos de vida de la generación joven de la comunidad se desarrollan de manera distinta a la de sus padres. Por un lado, la cultura juvenil está arraigada en la cultura tzeltal y el contexto actual impone un cambio cultural, renovando así una matriz cultural. Y, por otro, las estrategias de reproducción de las nuevas generaciones campesinas se orientan a las de tipo agrícola, pluriactiva y laboral.