Página 1 dos resultados de 2119 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

As relações entre a cultura científica e a cultura local na fala dos professores: um estudo das representações sobre o ensino de ciências em um contexto teuto-brasileiro.; The relationship between scientific culture and local culture in the teachers' speech: a study of the representations on the science teaching in a German-Brazilian context.

Strieder, Dulce Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.26%
O presente trabalho busca contribuir para a compreensão dos vínculos entre elementos culturais locais e a cultura científica na escola, investigando, junto a professores de ciências de um contexto teuto-brasileiro, como a cultura local e a cultura científica se fazem presentes e se relacionam em suas representações sobre os processos de ensino e aprendizagem em ciências. O texto traz uma apresentação de nuances históricas da colonização teuto-brasileira católica no Estado do Rio Grande do Sul, abordando especialmente a relação do colonizador com a escola, a igreja e o convívio em comunidade. A cultura científica também é alvo de discussão, a partir de uma reflexão acerca do amplo leque de elementos que abarca e do complexo quadro que enfrenta para sua difusão no Brasil. Na pesquisa de campo, é investigado o cotidiano da educação, em especial, o ensino de ciências, no município de Salvador das Missões, RS, anteriormente integrante da Colônia Sêrro Azul, colonizada desde 1902. Os resultados apontam para características de uma comunidade em transformação, revelando, ao mesmo tempo, a intenção de manutenção dos elementos de identificação cultural local, historicamente constituídos e transformados...

Cultura escolar e cultura científica: aproximações, distanciamentos e hibridações por meio da análise de argumentos no ensino de biologia e na biologia; School culture and scientific culture: drawing closer, distancing and hybridizations by means of arguments analysis in Biology Education and in Biology

Scarpa, Daniela Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.27%
A tese que aqui se apresenta pretende sugerir que a cultura escolar regula as modalidades de acesso dos indivíduos aos objetos da cultura científica, em contraposição à idéia de enculturação como objetivo do ensino de ciências. Para tanto, parte de uma longa discussão teórica em que o conceito de cultura, campo ou esfera é discutido. De mão desses conceitos, parte-se para definição do que seria cultura escolar uma relação pedagógica submetida a tempos, lugares e objetos específicos e cultura científica atividade humana com métodos e padrões historicamente contingentes que são avaliados em relação à sua meta e ao grau de sucesso obtido, na qual está inserida a biologia. Definidos esses campos, foi necessário, então, entender como se dá o diálogo entre essas esferas, para tanto se fez uso do conceito de hidridação, zona de encontro entre as linguagens típicas de cada um desses campos sociais. Com os conceitos construídos, escolheu-se a abordagem metodológica: tomar como objeto de análise dois textos de cientistas e dez textos de alunos sobre a mesma temática, a noção de que o DNA é a molécula portadora das informações hereditárias. Usou-se o padrão de Toulmin (1958/2006) e as marcas lingüísticas de Koch (2000) para identificar elementos dos argumentos e suas relações. A análise dos textos mostrou que os alunos fazem uso...

Práticas docentes e cultura científica: o caso da biologia; Teachers practice and scientific culture: the case of biology

Chernicharo, Paula de Souza Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.29%
Este trabalho tem como objetivo auxiliar a produção de conhecimento sobre as práticas docentes que contribuem para a aproximação dos alunos com a cultura científica em sala de aula. Entendemos a ciência como cultura e a educação científica como um processo de aproximação dos estudantes às práticas características da cultura científica. Chamamos esse processo de enculturação científica e seu objetivo maior seria o de construir junto aos alunos conhecimentos válidos para sua vida em comunidade, dandolhes suporte para atuar frente a decisões técnico-científicas na sociedade. Nesse processo o aluno entra em contato com atividades de experimentação, formulação de hipóteses e produção e leitura dos diversos gêneros da linguagem científica como equações matemáticas, produção de argumentos cientificamente sustentáveis e modelos e imagens ilustrativo-representativas. Frente a esse quadro da educação científica questionamos que tipo de prática docente deve ser estimulada para que possamos alcançar os objetivos da enculturação científica. Consideramos que a Biologia possui características diferenciadas das outras disciplinas de referência pra a disciplina escolar ciências, principalmente relacionadas com o objeto de estudo. Analisamos uma seqüência didática de experimentação aberta em aulas de Biologia do primeiro ano do ensino médio da Escola de Aplicação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). Os alunos montaram experimentos para responder à questão: qual a influência da luz no desenvolvimento dos vegetais?. Questionamos...

Cultura científica: um estudo da relação entre cientistas

Chicarino, Angélica da Graça Gonçalves Palmeira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 166 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
Pós-graduação em Educação para a Ciência - FC; Muitos questionamentos relativos ao conhecimento científico e tecnológico e sua pertinência social tem sido gerados em decorrência tanto do seu desenvolvimento quanto da especialização da ciência e da forma como ela se dividiu em setores e áreas do conhecimento. Este trabalho de constituição de significados culturais, visto pela perspectiva discursiva, busca, por meio de análise sistemática, identificar formações discursivas e, portanto, ideológicas, que constituem significações e correspondem, na prática, a pontos de vista, valores, escolhas e posições adotadas pelos cientistas, que são expressão de seus habitus, ao falarem à sociedade, abordando questões de ensino. Logo, o objetivo desta investigação é apreender, nos discursos de cientistas da pesquisa de base brasaileiros, aqui analisados, perspectivas relativas ao ensino de ciências que podem estar contribuindo para a formação de um imaginário da ciência desfavorável à perspectiva cultural proposta pela pesquisa em ensino e educação, bem como divisar possíveis pontos de sustentação da separação entre cientistas da pesquisa de base e os da aplicada, particularmente os estudiosos do ensino de ciências...

O trabalho prático no 1º ciclo e cultura científica dos alunos

Teles, Mafalda Sofia Rodrigues Leão
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.06%
A presente dissertação de mestrado teve o seu enfoque no Trabalho Prático (T.P.) de Ciências no 1.º Ciclo do Ensino Básico (1.º CEB). Este estudo surgiu da necessidade de gerar mudanças nas práticas lectivas tendo em vista a sua melhoria e capaz de permitir, também, uma mais adequada compreensão dessas mesmas práticas lectivas. Pretendeu-se que esta mudança se reflectisse no desenvolvimento de actividades práticas capazes de desenvolver a Cultura Científica (C.C.) dos alunos. As questões a que se pretenderam dar resposta estavam directamente direccionadas com a problemática referida: Será o Trabalho Prático (T.P.) um instrumento capaz de desenvolver a C.C. dos alunos? O desenvolvimento de actividades práticas baseadas numa perspectiva de Ensino Por Pesquisa (E.P.P) em contexto CTS contribui para a C.C. dos alunos? O seu principal objectivo é o de estudar que actividades incrementar de forma a desenvolver uma C.C. que desejamos que comece, desde logo no 1.º Ciclo. Este estudo realizou-se na escola Eb1/JI de Cabanelas, concelho de Matosinhos, distrito do Porto, envolvendo 23 alunos dos 1º e 4º anos de escolaridade e duas professoras colaboradoras. O trabalho dividiu-se em duas partes intimamente ligadas: uma que diz respeito ao desenvolvimento profissional das professoras e a outra que diz respeito à aprendizagem dos alunos...

O ensino jesuítico e a cultura científica na Universidade de Évora

Fialho Conde, Antónia
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
66.06%
Várias têm sido as abordagens acerca do ensino jesuítico e da sua contribuição para o atraso da cultura científica em Portugal, atraso, segundo alguns autores, apenas ultrapassado com a reforma pombalina do ensino, dando a conhecer obras e autores que há muito circulavam na Europa, enquanto em Portugal se prolongara a influência da filosofia escolástica. Essa reforma significaria a introdução da Química e da Física Experimental no ensino universitário, ao lado da História Natural, nos currículos, paralelamente à importância ganha pelas matemáticas. Nalguns desses estudos prova-se, porém, que, na Universidade de Évora, a par de outras instituições jesuíticas, o ensino das ciências físico-matemáticas não era tão descurado como se pensava, nem essas matérias tão desconhecidas, pretendendo o presente artigo contribuir para o debate desta questão.

Os museus e a promoção da cultura científica em Portugal

Delicado, Ana
Fonte: CIES - ISCTE / CELTA Publicador: CIES - ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Este artigo analisa a inclusão dos museus e centros de ciência nas políticas de promoção da cultura científica em Portugal. Integra o caso português nos processos de constituição de museus dedicados às ciências no contexto europeu desde o século XIX mas salientando a sua especificidade. É dado destaque à mobilização do conceito de cultura científica como justificativo para a criação e desenvolvimento de instituições museais e ao papel desempenhado por diversos agentes e organizações nestes processos.; This paper examines how museums and science centres are included in policies to promote a scientific culture in Portugal. It sets the Portuguese case against the backdrop of the establishment of scientific museums in Europe since the nineteenth century, while highlighting its specific characteristics. It pays particular attention to the use of the concept of scientific culture as a justification for setting up or developing museums, as well as to the role played by different agents and organizations in these processes.; Cet article analyse la place des musées et des centres de sciences dans les politiques de promotion de la culture scientifique. Le cas portugais est resitué dans les processus de création de musées scientifiques en Europe depuis le 19ème siècle...

Ciência, cultura e sociedade. Algumas reflexões em torno da noção de cultura científica

Rodrigues, Eduardo Alexandre
Fonte: CIES – ISCTE Publicador: CIES – ISCTE
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.19%
Usualmente, a utilização que é feita da noção de cultura científica não permite definir com o rigor desejável os parâmetros analíticos que a enquadram. Afinal de que falamos quando mobilizamos essa expressão? Que relações existem entre ela e a noção mais lata de cultura? Que potencialidades operatórias e de problematização nos oferece, tendo em vista a investigação acerca das relações que os indivíduos estabelecem com o saber científico? Em sentido mais lato, o que é que isso permite descortinar acerca das relações contemporâneas das pessoas com o conhecimento? São estas as interrogações que estão na base do texto aqui apresentado, interrogações que apenas poderão ser abordadas de forma muito selectiva e provisória. Para além da identificação de autores e perspectivas, tentou-se também esboçar um exercício na medida do possível integrador e capaz de apresentar uma reflexão breve em torno do centro analítico eleito: a noção de cultura científica. A partir desse exercício são abertas algumas interrogações e são identificados trilhos analíticos passíveis (e merecedores) de serem explorados.; Usually, the notion of scientific culture is used with a relatively shallow degree of conceptual precision...

Promoção de cultura científica: experiências da sociologia

Conceição, Cristina Palma; Gomes, Maria do Carmo; Pereira, Inês; Abrantes, Pedro; Costa, António Firmino da
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Nos últimos anos, tem-se vindo a assistir no país a uma considerável proliferação de actividades de promoção da cultura científica. Estas são, tipicamente, actividades de relação da ciência com a sociedade. Porém, têm sido muito mais desenvolvidas pelas ciências naturais do que pelas ciências sociais. Perante este paradoxo,um conjunto de investigadores do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-ISCTE) procurou, no quadro do programa Ciência Viva, ensaiar actividades de divulgação científica da sociologia, baseadas na participação experimentalista dos públicos em actividades de pesquisa, em contacto directo com os investigadores e os contextos de investigação. Neste artigo analisam-se essas actividades, os seus actores e processos, e as suas repercussões, ao longo dos primeiros anos em que se realizaram. Discutem-se também os fundamentos teóricos deste tipo de promoção da cultura científica, procurando-se ultrapassar as limitações tanto do chamado “modelo do défice” como das “críticas standard ao modelo do défice”, a favor de uma análise da divulgação científica tal como ela se faz.; In recent years, this country has seen the extensive proliferation of activities promoting scientific culture. These are...

Promoção de cultura científica: análise teórica e estudo de caso do Programa Ciência Viva

Conceição, Cristina Palma
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.17%
Doutoramento em Sociologia; Tendo como enquadramento genérico as relações entre ciência e sociedade, esta dissertação baseia-se numa análise sociológica das acções de promoção de cultura científica dirigidas a públicos não especializados, tomando por referência, em particular, os princípios e objectivos que lhes estão subjacentes, os actores sociais nelas envolvidos e as suas formas de operacionalização. Num primeiro momento apresentam-se, de modo sucinto, diversas considerações teóricas acerca das dinâmicas de desenvolvimento científico e suas implicações nos processos de mudança social e de relacionamento dos cidadãos com as instituições da ciência. Segue-se uma análise pormenorizada das principais propostas teóricas e operacionais produzidas, a nível internacional, no campo da educação científica e da comunicação pública da ciência. Por fim, o programa Ciência Viva, implementado em Portugal desde 1996, é objecto de estudo de caso nas suas diversas vertentes, com recurso a metodologias de carácter quantitativo-extensivo e qualitativo-intensivo. Estes vários exercícios confluem no objectivo de identificar e analisar diferentes concepções e modalidades de promoção de cultura científica. Este trabalho culmina com a proposta de uma grelha de análise para este tipo de actividades – atenta à diversidade e complementaridade dos seus possíveis modos e contextos de concretização – e com a ilustração da sua aplicação na caracterização das principais iniciativas da Agência Ciência Viva.; Taking the relationship between science and society as a general framework...

A Cultura Científica de professores da Educação Básica : a experiência de formação a distância na Universidade Aberta do Brasil ¿ UFMG; Teachers' Scientific Culture : the experience of distance learning at the Open University of Brazil - UFMG

Jessica Norberto Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.3%
Para a educação de qualquer pessoa no mundo contemporâneo, é fundamental a noção sobre o que acontece em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), isto é, seus principais resultados, seus métodos, usos, riscos e limitações, bem como os interesses e determinações que governam seus processos e aplicações. Para além da educação formal e da educação científica, a construção de uma Cultura Científica na sociedade também depende de diversos fatores do meio social, que muitas vezes pertencem ao universo do ensino não formal, como o acesso a meios de informação diversos, a centros de ciência e cultura, a espaços de debates cívicos, a opções culturais, como teatro, cinema e feiras, entre outros. A criação do imaginário científico da criança e do jovem é muito influenciada pelo discurso do professor em sala de aula, principalmente pela forma como este relata, aborda e discute temas ligados à CT&I, pelo material didático utilizado e pelo valor que dá às atividades fora da sala de aula, como visitas a museus, jardins botânicos e feiras de ciências, entre outras atividades. Por esse motivo, o presente estudo objetivou identificar e analisar a Cultura Científica de professores e futuros professores da Educação Básica...

Cultura científica en el sistema educativo del departamento de la Guajira, Colombia.

Reynaldo José Arteta Bonivento; ingeniero de sistemas. calle 2 nro 4-28, riohacha, la guajira.
Fonte: Fundación Universidad del Norte Publicador: Fundación Universidad del Norte
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
66.22%
La investigación tuvo como propósito indagar sobre la evolución de la cultura científica al interior de las instituciones educativas de carácter publico y privado en el departamento de La Guajira, en la república de Colombia; empleando para tal efecto, un cuestionario que se aplicó a una muestra de 192 estudiantes pertenecientes a último grado de básica secundaria de varias instituciones educativas, que por su importancia fueron seleccionadas. La investigación fue de tipo descriptiva, no experimental y transeccional. La técnica utilizada fue el cuestionario deafirmaciones con respuesta con cinco alternativas en una escala tipo Lickerty los datos extraídos de éste fueron organizados, tabulados y analizadosutilizando técnicas estadísticas básicas. Los resultados obtenidos, muestran que existe un buen nivel de cultura científica en las instituciones educativas; existen fortalezas en cuanto a la utilización de procesos científicos, en la aplicación de los conceptos científicos y en el manejode los temas de carácter científico; sin embargo, se evidencia una debilidad en aspectos tales como la comunicación de resultados y la escogencia de los temas objeto de investigación. Es importante notar que no es claro elconcepto que tienen los estudiantes acerca de la dimensión contextual de la cultura científica. Por lo anteriormente expuesto...

Actas del IV Congreso sobre Comunicación Social de la Ciencia

Vicepresidencia Adjunta de Organización y Cultura Científica
Fonte: Conselho Superior de Investigações Científicas Publicador: Conselho Superior de Investigações Científicas
Tipo: Libro Formato: 32643974 bytes; application/octet-stream
SPA
Relevância na Pesquisa
66.23%
El documento consiste en un fichero comprimido (zip) que contiene los siguientes archivos: las carpetas correspondientes a las comunicaciones orales, los pósteres y los talleres del Congreso, así como un archivo ejecutable (.exe) que es necesario descargar en el ordenador para tener los archivos ordenados.; El IV Congreso sobre Comunicación Social de la Ciencia, organizado por el Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC) y la Fundación Española para la Ciencia y la Tecnología (FECYT) los días 21, 22 y 23 de noviembre de 2007 en Madrid, constituyó una de las principales iniciativas del Año de la Ciencia en España, celebración que coincidió con el centenario de la Junta para la Ampliación de Estudios e Investigaciones Científicas (1907-2007). Con el lema "Cultura Científica, Cultura Democrática", el IV Congreso recoge el mensaje de las tres ediciones anteriores, basado en la importancia de acercar la Ciencia y la Tecnología a la sociedad, y subraya el valor de la cultura científica como elemento fundamental para la toma democrática de decisiones ante un nuevo marco de problemas globales. El Congreso reunió en la sede central del CSIC de Madrid a más de 560 congresistas, confirmando que existe suficiente masa crítica en este campo del conocimiento. Con más de 40 mesas redonas...

La Cooperación Universitaria para el fomento de la cultura científica

Sebastián, Jesús
Fonte: Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura Publicador: Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura
Tipo: Artículo Formato: 97370 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
76.23%
En la actualidad no existe un consenso sobre el significado del concepto de cultura científica. La pluralidad de sus contenidos y las diferentes visiones e interpretaciones de la misma condicionan y dificultan una definición clara y universalmente aceptada. La cultura científica ocupa un espacio con fronteras difusas puesto que se ubica en la interfase entre el ámbito científico y tecnológico y la sociedad. La cultura científica se fundamenta en los conocimientos sobre la naturaleza, los seres humanos y la sociedad obtenidos a través de la observación y la investigación, constituyendo el acervo de la ciencia y la tecnología. Se incorpora a través de diferentes medios en los individuos y en el cuerpo social, dando lugar a diversidad de expresiones, que inciden en el propio desarrollo científico, en la apropiación social del conocimiento y en las innovaciones sociales.; Peer reviewed

Uma discussão teórica sobre a cultura científica da biotecnologia: as relações da academia com a ciência industrial e o governo; Una discusión teórica sobre la cultura científica de la biotecnología: las relaciones de la academia con la ciencia industrial y el gobierno; A theoretical discussion on the biotechnological scientific culture: academic relations with industrial science and the government

Ipiranga, Ana Sílvia Rocha
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
O presente ensaio, ao considerar que a razão contemporânea é uma ação no mundo, pretende articular uma discussão sobre a realidade dos estudos científicos tendo como base os conceitos de "referências circulantes e operações de translação", a partir do esquema analítico dos diferentes circuitos, para reconstruir a circulação em rede dos fatos científicos, segundo Latour (2001). Considera ainda o conceito de "prática científica", segundo Rabinow (1999), e a descrição da tríade - técnica, conceito e sistema experimental - que está implicada nas descobertas científicas. Com base nesses conceitos e esquemas, descreve a cultura científica da biotecnologia, destacando a interação dos três principais participantes do Sistema de Inovação - universidade, governo e empresa - na formação do milieu biotecnológico. Conclui que um passo fundamental para a compreensão da cultura científica da biotecnologia seria a inserção etnográfica nos "lugares científicos", que possibilitaria a pesquisa de como estas novas formas/eventos catalisam atores, coisas, temporalidades/espacialidades para uma nova montagem, produzindo novas competências. Destaca ainda as implicações dessa discussão para a área da Administração da Ciência & Tecnologia e Inovação.; El presente ensayo...

Una cultura sin cultura: Reflexiones críticas sobre la "cultura científica"

Lévy-Leblond,Jean-Marc
Fonte: Revista iberoamericana de ciencia tecnología y sociedad Publicador: Revista iberoamericana de ciencia tecnología y sociedad
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2003 ES
Relevância na Pesquisa
66.21%
El actual panorama de decepción y descrédito en torno de la ciencia, que socava tanto su apoyo político y económico como su reputación intelectual y cultural, da lugar a una serie de quejas por parte de los científicos. Éstos lanzan sus reclamos tanto contra los dirigentes políticos como contra el público de legos, que habrían sido ganados por una ola anticientífica e irracionalista. La idea subyacente es que si la ciencia no es apoyada es porque no se la comprende, y en este sentido se demanda a los medios, el sistema educativo y los propios investigadores que se esfuercen por difundir los conocimientos hacia el público. Este artículo sostiene que, sin embargo, debe abandonarse la concepción de que existen por un lado los legos y por el otro los poseedores del saber: los conocimientos de los científicos son limitados y su validez está estrechamente circunscripta. Esto da lugar a que no exista realmente una cultura científica. Para subsanar esta situación es necesario reinsertar la ciencia en la cultura, a través de una modificación profunda de la actividad científica y de la formación de sus profesionales, que incluya para ambos casos los elementos para la comprensión de la historia de las ciencias y sus aspectos filosóficos...

Los actores sociales del campo tucumano según la "cultura científica" del siglo XIX

Fandos,Cecilia
Fonte: Cuadernos de la Facultad de Humanidades y Ciencias Sociales. Universidad Nacional de Jujuy Publicador: Cuadernos de la Facultad de Humanidades y Ciencias Sociales. Universidad Nacional de Jujuy
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2004 ES
Relevância na Pesquisa
66.06%
Granillo, Bousquet y Rodríguez Marquina publicaron importantes obras donde plasmaron sugestivas apreciaciones de un Tucumán convulsionado por las transformaciones de mediados del siglo XIX, que hoy constituyen un cuerpo documental de gran valor. Sus obras se retoman en este trabajo como fuentes de información para detectar a los actores sociales del ámbito rural tucumano y para conocer las condiciones de vida de éstos. Pero también las perspectivas y "puntos de vista" de los tres autores sobre esa realidad social que describen son objeto de análisis en esta oportunidad. En este sentido, considero que en las representaciones de ese mundo captado y reflejado intervino una estructura cognitiva común a los tres: "la cultura científica".

Percepción por los estudiantes de la divulgación científica en la prensa y de su contribución a la cultura científica

Cantabrana,Begoña; Diez,Brezo; Hidalgo,Agustín
Fonte: FEM: Revista de la Fundación Educación Médica Publicador: FEM: Revista de la Fundación Educación Médica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/02/2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.29%
Introducción. Este trabajo presenta y evalúa un ejercicio formativo en relación al papel potencial de la prensa en la divulgación científica y en la apropiación de la ciencia por los ciudadanos. Sujetos y métodos. Participaron 161 alumnos distribuidos en grupos de 5-6 para realizar el trabajo propuesto en forma de seminario. Los alumnos seleccionaron artículos de ciencia y medicina publicados en diarios nacionales o regionales para identificar en ellos términos científicos y médicos y formar opinión para manifestar su acuerdo con la siguiente afirmación: 'la debilidad de la cultura científica española se debe a su escasa divulgación'. Resultados. Los alumnos seleccionaron 103 artículos e identificaron 294 términos, la mayoría relacionados con enfermedades y sólo seis con ciencias naturales. Todos los grupos coincidieron en la baja cultura científica de los españoles; el 61,29% la atribuyó a la escasa divulgación científica, mientras que el 38,71% restante consideró que la divulgación es adecuada, hay información suficiente en los diarios y en un número apreciable de revistas, además de televisión e Internet. Conclusión. Entre los alumnos existe una opinión unánime en que la cultura científica es reducida...

Os museus e a promoção da cultura científica em Portugal

Delicado,Ana
Fonte: Editora Mundos Sociais Publicador: Editora Mundos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.14%
Este artigo analisa a inclusão dos museus e centros de ciência nas políticas de promoção da cultura científica em Portugal. Integra o caso português nos processos de constituição de museus dedicados às ciências no contexto europeu desde o século XIX mas salientando a sua especificidade. É dado destaque à mobilização do conceito de cultura científica como justificativo para a criação e desenvolvimento de instituições museais e ao papel desempenhado por diversos agentes e organizações nestes processos.

Promoção de cultura científica: Experiências da sociologia

Conceição,Cristina Palma; Gomes,Maria do Carmo; Pereira,Inês; Abrantes,Pedro; Costa,António Firmino da
Fonte: Editora Mundos Sociais Publicador: Editora Mundos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.19%
Nos últimos anos, tem-se vindo a assistir no país a uma considerável proliferação de actividades de promoção da cultura científica. Estas são, tipicamente, actividades de relação da ciência com a sociedade. Porém, têm sido muito mais desenvolvidas pelas ciências naturais do que pelas ciências sociais. Perante este paradoxo, um conjunto de investigadores do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-ISCTE) procurou, no quadro do programa Ciência Viva, ensaiar actividades de divulgação científica da sociologia, baseadas na participação experimentalista dos públicos em actividades de pesquisa, em contacto directo com os investigadores e os contextos de investigação. Neste artigo analisam-se essas actividades, os seus actores e processos, e as suas repercussões, ao longo dos primeiros anos em que se realizaram. Discutem-se também os fundamentos teóricos deste tipo de promoção da cultura científica, procurando-se ultrapassar as limitações tanto do chamado “modelo do défice” como das “críticas standard ao modelo do défice”, a favor de uma análise da divulgação científica tal como ela se faz.