Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.101 segundos

A comicidade nas crônicas de Mário de Andrade

Facchin, Michelle Aranda
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 108 f.
POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Pós-graduação em Estudos Literários - FCLAR; O presente trabalho é resultante do estudo da coletânea de crônicas de Mário de Andrade intitulada Os filhos da Candinha (2008). O livro contém 45 crônicas cujas temáticas principais são a cidade de São Paulo e a cultura popular brasileira, apreendida durante as viagens etnográficas do escritor para o nordeste do Brasil. Optamos por trabalhar com 5 crônicas do livro, dentre as mais folclóricas. São elas: “Bom jardim”, “Guaxinim do banhado”, “Macobêba”, “O Diabo” e “Rei Momo”. Todas as crônicas analisadas contêm um teor ideológico de valorização nacional muito forte, que faz parte do projeto de nacionalismo “consciente” defendido por Mário de Andrade. As crônicas selecionadas são fonte de divulgação da cultura brasileira, já que representam um modo de ser brasileiro, seja na língua, nos costumes que nos apresentam, principalmente, na crítica que trazem a respeito das questões de ordem cultural. Além disso, possuem características do conto, por conterem personagens, o aprofundamento do tempo como acontece na narrativa, incluindo nisso um tom crítico, que é configurado por meio da comicidade, presente na coletânea e por nós identificada como uma estratégia do escritor para realizar a crítica...

As crônicas de Bilac nas revistas ilustradas A cigarra (1895) e A Bruxa (1896-1897)

Silvestre, Fernanda Munhão Martins
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 294 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
55.7%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Letras - FCLAS; Assim como a maioria dos escritores nacionais, que participaram efetivamente de periódicos no século XIX, Olavo Bilac estendeu sua trajetória jornalística entre 1890 e 1908 em diferentes periódicos paulistas e cariocas. Dentre essas contribuições jornalísticas desenvolvidas pelo poeta, o estudo faz um recorte enfocando as revistas A Cigarra (1895) e A Bruxa (1896-1897), nas quais Bilac transpõe uma multiplicidade de temas, cumprindo uma proposta moldada de acordo com o que o gênero requer: a leveza e o humor. Em A Cigarra, o cronista destaca-se como redator responsável por um periódico voltado à crítica literária, à política e à vida artística do período. Na revista, que era inspirada na fábula de La Fontaine, as formigas representavam os políticos, os diplomatas, comerciantes e banqueiros do Rio de Janeiro e as cigarras eram os artistas, literatos e jornalistas. Pouco mais de três meses depois de deixar a revista, Bilac transfere-se para A Bruxa, que tinha um estilo gótico de diagramação e era confeccionada em papel especial para encadernação de suas edições em volumes anuais. Esse periódico não se destacava pelo espírito crítico ou pela combatividade de seus idealizadores...

Bilac e a reurbanização do Rio de Janeiro: estudo da crônica dominical da Gazeta de Notícias (1897-1908)

Asperti, Clara Miguel
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 2 v. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
45.58%
Pós-graduação em Letras - FCLAS; A crônica ganhou importância no Brasil a partir da expansão e da modernização da imprensa em meados do século XIX. Este gênero popularizou-se principalmente na então Capital Federal do país, o Rio de Janeiro, concomitantemente à criação de importantes jornais diários, que passaram a permitir a publicação de textos heterogêneos como a crônica. Observando a consolidação deste gênero nos periódicos finisseculares e sua aceitação principalmente entre os leitores da sociedade carioca no limiar do século XX, a presente dissertação tem por objetivo analisar a coluna semanal Crônica publicada pelo poeta e jornalista Olavo Bilac na Gazeta de Notícias, de março de 1897 a novembro de 1908. Através da leitura de toda a colaboração bilaquiana na citada coluna, selecionaram-se sessenta textos representativos em que o jornalista abordou aspectos vários do Rio de Janeiro à época da Regeneração promovida pelo então prefeito Pereira Passos. Os estudos também apontam para uma abordagem, pela apreciação crítica desta produção, da relevância literária da modalidade crônica na literatura nacional da época. Por meio da análise da escrita bilaquiana, procurou-se trazer à luz mecanismos retóricos...

Mosaicos da memória: estudo da crônica humorística de Luís Fernando Veríssimo

Antonio, Andréia Simoni Luiz
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 387 f.
POR
Relevância na Pesquisa
35.75%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Estudos Literários - FCLAR; This study intends to present an analyses of Luís Fernando Veríssimo s chronicles. The chronicles are published on 80s and 90s and they can be find on the books: O popular, 1973; A grande mulher nua, 1975; Amor brasileiro, 1977; O rei do rock, 1978; Sexo na cabeça, 1980; O analista de Bagé, 1981; Outras do analista de Bagé, 1982; A velhinha de Taubaté, 1983; A mulher do Silva, 1984 e A mãe do Freud, 1985. The general mains of this study are: to study the origin and the development of the chronicle in Brazil and to understand, on Luís Fernando Veríssimo s productions, the relations among his literature, the History and the newspaper. First of all, this work situates the representative moments of the chronicles s story, its origin, the influence of the newspaper (since times of the folhetim). After this, the study searches for the corpus s analyse, specifically, for the study of the relations between humour and chronicle and about the comic resources used in Luís Fernando Veríssimo s chronicles. The methodology used in this analyses results in the models. These models show the main thematic and structural characteristic of the corpus...

Um estudo das crônicas de Vivina de Assis Viana publicadas no Estado de Minas de 1990 a 1999

Hernandes, Andréia Nogueira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 246 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
45.74%
Pós-graduação em Letras - FCLAS; O presente trabalho destina-se a classificar e analisar uma amostragem das crônicas de Vivina de Assis Viana, publicadas no jornal Estado de Minas, de 1990 a 1999. Separadas por aspectos temáticos, as crônicas foram categorizadas de forma que constituíram cinco diferentes grandes grupos: urbanas; memorialísticas; de homenagem; sobre política e economia; e de reflexões acerca de livros, leitura e escrita. Amparada pela teoria de Candido (1992 e 1972), Bender e Laurito (2003), Roncari (1992), Neves (1992), Coutinho (1987), François (2005), Perrot (1998), Viana (1995), Duarte (2003), discutiu- se sobre a teoria da crônica, sua origem, suas peculiaridades temáticas e no âmbito da linguagem, bem como se lançou o olhar sobre o surgimento da literatura de autoria feminina. Dessa forma, a análise de cinquenta crônicas de Vivina de Assis Viana pretende atestar a importância desse conjunto de textos, bem como evidenciar o fato de que tais narrativas merecem ser publicadas em um suporte que, diferente do jornalístico, confira a elas perpetuidade; The present paper aims to classify and analyze a sampling of chronicles written by Vivina de Assis Viana, published from 1990 to 1999 on the newspaper Estado de Minas. The chronicles were categorized in five groups...

Crônicas de Graciliano Ramos em Cultura política (1941- 1944): estudo crítico

Faria, Patricia Aparecida Gonçalves de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 150 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
45.73%
Pós-graduação em Letras - FCLAS; The alagoano writer Graciliano Ramos (1892-1953) has always been known and honored by the criticism and the public as a great writer of novels and memoirs. After being politically arrested during the time of the Estado Novo, he decided, after leaving th prison and achieving recognition among the publishers and known intellectuals, to live in Rio de Janeiro. However, he faced up serious financial problems in the capital, along with his wife and kids, and he noticed that living only of literature wouldn’t be so easy. Joining the practice of writing novels and short stories the to the press of the time, he collaborated from the years of 1941 to 1944 in Cultura Política: revista mensal de estudos brasileiros – monthly magazine of Brazilian studies - (1941-1944), the main publication of the Press and Advertising Department (PAD), controlled by the Estado Novo, which was responsible to send him to prision in 1936, without, at least, a formal accusation. Thus, considering the intellectual and literary path of the writer of Vidas Secas, this research aims, from the analysis of some chronicles published in Cultura Política and later chosen to be part of the posthumous publication of Viventes das Alagoas (1962) and Linhas Tortas (1962)...

Referenciação e construção do ponto de vista

Suzana Leite Cortez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
45.58%
Esta pesquisa investiga a construção do ponto de vista por meio das expressões nominais no discurso de ficção. A argumentação é aqui tratada pela encenação de um jogo de vozes, do qual a referenciação é um indício. O modo de apresentação do referente pelas expressões nominais, uma das estratégias de referenciação, é testemunho de um centro de perspectiva, a partir do qual se orienta a construção de sentido. A preocupação, portanto, não é apenas com a introdução, articulação e desenvolvimento dos objetos-de-discurso para coesão e condução tópica, conforme os estudos de referenciação; mas também com o modo de apresentação do referente, que é indicador de uma instância narratorial, de um ponto de vista que, na combinação com outros pontos de vista, orienta a interpretação e possibilita a encenação de uma crítica; In this dissertation we investigate the point of view construction especially through the use of nominal groups in fictionist discourse. The argumentation is viewed as a dramatization of different voices, indicated (among other things) by referentiation processo The mode of referent presentation by nominal groups attests a specific perspective, which guides meaning construction. Our most important concem...

Bagatelas em perspectiva : Lima Barreto - crônicas anotadas; A look at bagatelas : Lima Barreto - annotated tales

Ana Helena Cobra Fernandes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
45.79%
Esta Dissertação de Mestrado, composta por dois volumes com naturezas diversas de pesquisa, tem como foco de análise a produção literário/jornalística de Lima Barreto (1881-1922), sintetizado, numa leitura anotada das crônicas do volume Bagatelas, trabalho este, inédito em relação a esse corpus da obra do escritor. Nesse caso, entende-se por inédito, um trabalho sem precedentes, original, em relação às crônicas de Lima Barreto, preparado em edição anotada do volume publicado em 192 do livro Bagatelas, por meio de pesquisa acadêmica, bibliográfica e em arquivos públicos. No Volume I, são apresentados os critérios teórico/metodológicos que onduziram as pesquisas e os resultados de dois outros estudos - um cronológico do percurso editorial do escritor, desde seus folhetins na imprensa até a publicação de suas Obras Completas entre as décadas de 1940 a 196; e outro, também cronológico, da construção da fortuna crítica sobre a sua obra literária na imprensa e em livro entre 1907 e 1949, ambos, necessários para avaliar o trânsito de Lima Barreto e a recepção da sua obra no circuito intelectual das primeiras décadas do século XX. Estão incluídos, também no Volume I, anexos com tabelas em ordem cronológica...

Cronicar: histórias de momentos e lugares

Baltar, Marcos; Gomes, Elizabete Terezinha; Grants, Andréa Figueiredo Leão; Bem, Roberta Moraes de
Fonte: Biblioteca Universitária Publicador: Biblioteca Universitária
Tipo: Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.64%
Publicação eletrônica em formato de e-book.; http://dx.doi.org/10.5007/9788565044004; Este E-Book foi produzido pela turma 01/2011 do curso de Leitura Crítica e Produção Textual oferecido pelo Programa de Capacitação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por intermédio da Divisão de Capacitação e Afastamento para Formação, do Departamento de Desenvolvimento de Potencialização de Pessoas, da Pró–Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social (DCAF/DDPP/PRDHS/UFSC), entre aulas presenciais e virtuais, oportunizando exercitar o servidor da UFSC na leitura crítica e na produção escrita de diversos gêneros discursivos. Partiu-se do pressuposto de que a comunicação oral e escrita, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal, faz parte do dia a dia de todos e, por isso, é importantíssima, pois é por meio dessa competência que conseguimos nos comunicar, fazer negócios, trabalhar, viver... e conviver. Cronicar é um livro que foi escrito num momento em que o conceito de capacitação na UFSC começa a ser reengendrado, o espaço desterritorializado, o tempo flexibilizado, e o servidor um sujeito autoconfiante, autorreflexivo e atuante, que perpassa por um nível de reflexão conceitual no qual lhe é permitido criatividade...

A espessura da existência humana

Budde, Leani
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
35.7%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Literatura; O estudo enfoca a obra de Lya Luft, especialmente Perdas & Ganhos que causou controvérsias no meio literário por sua dificuldade de classificação. É mapeada a trajetória da escritora desde os seus primeiros escritos na década de 1970. Observa-se que a escritora retoma nos últimos anos os textos curtos # crônicas e ensaios - que também foram o começo de sua vida literária. As crônicas publicadas em revista semanal e as comunidades de fãs do sítio de relacionamentos da internet Orkut também são abordadas. Autores contemporâneos das áreas de literatura e ciências humanas subsidiam teoricamente o estudo para entender como o sucesso dos temas recorrentes e dos livros da escritora são parte do modus vivendi no atual estágio da sociedade capitalista. Com Perdas e Ganhos, Lya Luft deixou de ser reconhecida apenas pelo meio literário, para ser também referência do grande público no Brasil e até no exterior. A despeito disso, no entanto, a crítica que a havia consagrado pelos romances da década de 1980, passou a adotar uma postura de ressalva em relação a escritora...

Vivências em retalhos

Cunha, Cecília Maria
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
35.72%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2011; Esta tese tem por objetivo o estudo da crônica de Rachel de Queiroz (1910-2003) publicada na revista O Cruzeiro no decênio de 50. Proponho uma avaliação ensaística da sua contribuição para o gênero e tento detectar a relevância de sua escrita para a crítica e a historiografia literárias. Com um amplo repertório de crônicas, publicadas por cerca de 77 anos, Rachel de Queiroz escreveu sobre os mais diferentes temas e estratégias discursivas na imprensa brasileira. Perpassado por leituras multidisciplinares, este estudo está dividido em cinco partes: anotações sobre o campo biográfico e um breve perfil do periódico; breves percursos teórico e histórico sobre a crônica; levantamento das crônicas que tematizam questões ligadas às mulheres e à literatura de autoria feminina, e, por último, crônicas que tratam de algumas facetas do artesanato da escrita.A análise da crônica de Rachel de Queiroz, portanto, é uma oportunidade de ampliação e (re) configuração do seu repertório literário na cena brasileira do século XX.; This thesis aims at studying the chronicle production of Rachel de Queiroz (1910-2003) published in the #O Cruzeiro# magazine in the 1950s. I propose an essay evaluation of her contribution to the genre and try to detect the relevance of her writings to literary critics and historians. With a vast repertoire of chronicles...

Apontamentos para uma revisão conceitual da crônica contemporânea : o espírito dos anos 70 nas crônicas de Carlos Drummond de Andrade, Paulo Mendes Campos e Fernando Sabino

Ramírez Barreto, Francismar
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.83%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2007.; Como modelo de escrita, a crônica sempre suscitou discussões, especialmente pela hibridez que a caracteriza. O objetivo deste trabalho é retomar as convenções que a convertem num gênero, num modelo discursivo historicamente [des]caracterizado pela impureza. Essas páginas propiciam o questionamento do cânon e das instâncias que consagram a arte literária. O tom ensaístico nos permitirá a articulação equilibrada entre intuição e consistência, por se tratar de forma natural da crítica. Estudar as transformações do gênero, observadas por alguns pensadores no nosso continente, pensar a crônica como gênero fundacional das Américas, discutir a camisa de força do “gênero menor” e esboçar possíveis diferenças entre crônica e conto, serão algumas das questões problemáticas do capítulo inicial, Radiografia de um gênero imprudente. O interesse na década de 70 responde à fratura que a ditadura produziu. Em decorrência, buscamos entender a subjetividade desse decênio, as expressões misturadas que surgiram, os modos como a censura adquiriu cada vez mais espaço ao ponto de se formalizar como instituição e o que aconteceu na ficção mas não no jornalismo. Dedicaremo-nos a isso no segundo capítulo...

Bagatelas e marginalia : cultura intelectual e revide ao poder nas crônicas de Lima Barreto

Loyolla, Dirlenvalder do Nascimento
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
45.73%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Área de concentração: Literatura e Práticas Sociais, Linha de pesquisa: Literatura e Outras Áreas do Conhecimento, 2014.; As obras Bagatelas e Marginália são dois volumes que reúnem crônicas e artigos produzidos pelo escritor carioca Lima Barreto (1881-1922) entre 1911 e o ano de sua morte. O que difere esses dois livros de outras coletâneas importantes de Barreto, como Feiras e mafuás, Vida urbana e Impressões de Leitura está no fato de que ambas são as únicas que foram concebidas, organizadas e entregues aos respectivos editores pelo próprio escritor. Bagatelas (publicado em 1923) e Marginália (1953), desse modo, são volumes mais autorais que merecem atenção devido ao caráter de projeto que subjaz à sua estrutura. Importante notar que a maioria das crônicas integrantes das obras em questão foi publicada, originalmente, em periódicos modestos, de pouca circulação; sendo assim, o autor intentou reunir nesses dois livros alguns de seus melhores textos jornalísticos visando potencializar a divulgação de suas ideias e reflexões. Intelectual pobre...

José do Telhado e António Silvino: a construção do herói ambivalente

Andrade, Silvana Bento
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
35.59%
Tese de Doutoramento em Estudos Literários; O trabalho - José do Telhado e Antonio Silvino: a construção do herói ambivalente - apresenta, como propósito de investigação, a análise dos heróis populares, representados pelas personagens históricas do salteador português José do Telhado (1818 – 1875) e do cangaceiro brasileiro Antônio Silvino (1875 – 1944). Cotejam-se as obras literárias que tematizam as vidas e as façanhas bélicas das citadas personagens, direta ou indiretamente, como folhetos de cordel, romances, crônicas e memórias. Verificada a indiscutível permanência do tema do herói-bandido, no imaginário popular, como uma espécie de justiceiro do povo, à sombra da lenda inglesa de Robin Hood, procura-se verificar como o discurso literário reforça e realimenta a construção e a divulgação de tais personagens. Interessa-nos ainda trazer à cena as definições de herói discutidas no âmbito da teoria literária, com o propósito de verificar o (des)ajustamento de tais acepções nas personagens classificadas como heróis populares, desvelando possíveis ambiguidades e imprecisões. Depreendese desse enfoque que, apesar de a crítica ter preconizado a “demolição do herói”, verifica-se a permanência ativa e constante da fantasia heroica...

A roda dos jornais (e teatros) : Machado de Assis, escritor em formação

Lucia Granja
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1997 PT
Relevância na Pesquisa
45.59%
Escrever a crônica da semana parece ter sido uma tarefa que desafiou alguns de nossos melhores escritores, entre eles Machado de Assis. Desde o início da década de 60, período em questão nesse trabalho, o escritor ocupouse semanalmente com a tarefa de transformar o dia-a-dia em notícia, mas não em notícia produzida simplesmente como informação, no calor da hora e do acontecimento. A crônica da semana, o folhetim-variedades, narrava os recentes fatos passados, tentando apanhá-Ios todos através de um só texto, do qual se esperava ainda, apesar da matéria repetida, que oferecesse leitura de interesse. Assim, se o leitor da crônica recebia em suas mãos as mesmas notícias que o próprio público produzira, as conseqüências disso para o escrito semanal relacionaram-se, em grande parte, à forma desse. Era necessário que se revestisse o acontecimento que já fora notícia, e que era novamente recapitulado pelo texto da crônica, de um interesse particular. A leitura do folhetim deveria, assim, tornar-se aprazível e arejada e, nesse sentido, cada folhetinista cuidou de desenvolver o seu estilo próprio para produzir esses efeitos. No caso de Machado de Assis, muitos são os recursos dos quais se serviu para "dar ao folhetim um tom de gracejo"...

Representações da infância, da adolescência e da juventude nas crônicas e na prosa ficcional de Raul Pompéia; Representations of childhood, adolescence and youth in the chronicles and prose fiction by Raul Pompéia

Danilo de Oliveira Nascimento
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
25.66%
A presente tese de doutorado tem como objetivo geral discutir a presença da criança e da adolescente em vários níveis do texto e do contexto da ficção e da não-ficção de Raul Pompéia (1863-1895). Reconhecido pelos leitores e aclamado pela crítica literária como autor de um único romance, O Ateneu (1888), Raul Pompéia publicou, durante os anos de 1888 a 1895, nas notas de rodapé do Jornal do Comércio, da Gazeta de Notícias, do Diário de Minas, de Juiz de Fora - MG, uma série de crônicas em que se percebe sua reincidente predisposição em discutir problemas sociais e educacionais da infância e da adolescência durante as duas últimas décadas do século XIX no Brasil. Publicou, também, uma série de contos e novelas, em que a presença da criança e da adolescente não se refletia apenas nas personagens, mas se materializava por meio dos mais diversos tipos de comparações, analogias, alusões ou simples citações. Esta tese buscou identificar e discutir esses "meios" e "modos", mediante os quais a infância e a adolescência aparecem e reaparecem na não-ficção e na ficção de Raul Pompéia, visando à análise e à interpretação da representação literária de tais faixas etárias. Dessa busca, constatou-se a presença do cronista adulto...

Clarice Lispector e ditadura militar:representação e subjetividade num contexto de censura

Sander, Isabella Smith
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
45.66%
Quem pensa no que foi escrito em periódicos, durante o regime militar no Brasil, lembra logo dos jornais alternativos, que expunham os problemas da época, em contraposição à grande mídia, que calava. Entretanto, obviamente, o cenário jornalístico não era composto apenas por esses dois opostos: o impacto da situação histórica era percebido com maior ou menor grau em todos os setores do jornalismo, até mesmo na grande mídia. Este trabalho surgiu com o intuito de analisar de que maneira esse período de exceção está representado nas publicações de Clarice Lispector no Jornal do Brasil, que tinha alta circulação nessa época. As crônicas escolhidas foram Daqui a vinte e cinco anos, de 16 de setembro de 1967; Dos palavrões no teatro, de 7 de outubro de 1967; Carta ao Ministro da Educação, de 17 de fevereiro de 1968; Medo da libertação, de 31 de maio de 1969, e Esboço do sonho do líder, também de 31 de maio de 1969. Os conceitos analisados nos textos serão a Crônica, sob a ótica do jornalista José Marques de Melo, e o Estereótipo, a Cultura, o Poder e o Socioleto, a partir da concepção do semiólogo Roland Barthes. A Crônica será vista como um gênero opinativo dos jornais, com estrutura hipótese/conclusão...