Página 1 dos resultados de 954 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

O ensino de criminologia na formação policial

Paula, Giovani de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vi, 114 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.42%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito; Esta dissertação trata do ensino da disciplina Criminologia na Formação dos Policiais Militares, com destaque para os Soldados que atuam em Santa Catarina. Fez-se uma breve análise histórica sobre a questão da violência, do crime e da criminalidade, com destaque para os estudos que culminaram no surgimento da Criminologia como disciplina autônoma e seus paradigmas, chegando-se à chamada Criminologia Crítica e sua importância no processo formativo dos policiais militares e como um dos fundamentos para as atividades de segurança pública. O ensino e a formação dos policiais militares vem seguindo uma concepção que insiste em pautar-se numa lógica belicista e que tem encontrado esteio na chamada doutrina de segurança nacional, o que se contradiz com o papel da polícia e com um Estado assecuratório dos direitos e garantias fundamentais, notadamente os que dizem respeito ao exercício da cidadania. Sustenta-se nesta pesquisa que é possível processos de mudança em que os valores policiais militares possam ser revistos com o respaldo e sustentação nos novos saberes criminológicos. As bases e as matrizes curriculares para formação em Segurança Pública aplicadas na formação do policial militar em Santa Catarina urgem de uma revisão...

O controle social punitivo antigrogas sob a perspectiva da criminologia crítica

Silva, Marco Aurélio Souza da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 165 p.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2012; A presente dissertação investiga a possível relação funcional existente entre capitalismo neoliberal, sistema penal e criminalização das drogas no controle social punitivo e de que forma esse controle se materializa nas estatísticas criminais e nas decisões judiciais no Estado de Santa Catarina. A compreensão do controle social punitivo antidrogas implica conhecer como as sociedades se transformaram a partir do poder de controle exercido pelo capital, sua lógica de comportamento, as consequências sociais decorrentes de sua reprodução e expansão, bem como do poder exercido pelo sistema penal. Considerando que todo sistema de produção engendra formas punitivas específicas correspondentes às suas relações de produção, analisa-se o sistema capitalista do modelo agrário ao pós-fordista e a passagem do paradigma etiológico da Criminologia de corte positivista, que enfoca a violência individual, para o paradigma da reação social da Criminologia crítica, focalizando a violência institucional e estrutural. A pesquisa lança um olhar sobre a criminalização dos excluídos...

A criminologia no ensino jurídico no Brasil

Garcia, Mariana Dutra de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2014.; A presente dissertação, realizada junto à linha de pesquisa Direito, Estado e Sociedade, do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina, pretendeu compreender como ocorre o ensino da disciplina de criminologia nas faculdades de direito do Brasil, tendo como referencial teórico a criminologia crítica. Partimos da hipótese central de que o ensino desta matéria nas faculdades de direito possui caráter decisivo com relação à forma de aplicação e interpretação do controle jurídico penal, de modo que uma das tarefas da criminologia crítica é tornar um pouco mais transparente o processo de ensino e de aprendizado da disciplina de criminologia. Para tanto, escolhemos como fonte de pesquisa os currículos e os planos de ensino das disciplinas de criminologia ministradas nas faculdades de direito das universidades públicas das capitais do Brasil, justificando tal recorte a partir da ideia de hierarquização dos cursos jurídicos e da demonstração de que nessas faculdades é formada a elite jurídica. A partir dos currículos foi possível perceber o espaço ocupado pela criminologia no ensino jurídico; nos planos de ensino foi possível encontrar discursos sobre o tema...

A criminologia, o direito penal e a política criminal na revista de direito penal e criminologia (1971 - 1983)

Martins, Fernanda
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 229 p.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2014; Esta dissertação tem por objeto a investigação do saber (re)produzidona Revista de Direito Penal e Criminologia (1971 a 1983), tomada como fonte primária de análise, e por objetivo central demonstrar qual foi o universo e o sentido da crítica que ingressou no Brasil neste momento histórico, através da referida Revista. A hipótese desenvolvida é a de que o universo do saber produzido se estende da Criminologia, passando pelo Direito Penal e culminando na Política Criminal. O universo alicerçou-se, pois, no tripé Criminologia, Direito Penal e Política criminal, nos moldes, então revisitados, do clássico "modelo integrado de Ciências Penais". Tal é o tripé que estrutura a própria apresentação desta dissertação. Desta forma, não obstante o acervo pesquisado não constituir um corpus discursivo monolítico ou homogêneo (eis que atravessado pela permanência de teorias ou conceitos herdados tanto do paradigma etiológico de Criminologia e da Criminologia Liberal quanto do paradigma dogmático ou político criminal positivistas), verificou-se uma convergência de sentido na argumentação da deslegitimação do sistema penal...

Identidade, Significado e Imagem do Desvio: uma (re)leitura do fenômeno das Torcidas Organizadas a partir da Criminologia Cultural

Rosa, Mateus Vieira da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 123 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.29%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Jurídicas. Direito.; Esta pesquisa se propõe a analisar o fenômeno das torcidas organizadas no contexto social brasileiro, assim como o envolvimento de tais grupos em episódios de violência e a resposta social, das autoridades públicas de do corpo midiático a tais eventos na construção de uma política de segurança pública. Para tanto, será utilizada uma abordagem a partir do paradigma da criminologia cultural. Esta se notabiliza pela presença de relevante dimensão cultural na observação do crime e seu controle. Desenvolve-se no contexto da modernidade recente, marcada pela fragmentação social e um contínuo processo de exclusão, os quais originam um profundo sentimento de insegurança ontológica. O crime é observado em sua fenomenologia, com a compreensão das sensações e emoções que fazem a experiência criminosa tão atrativa a seus praticantes. Do mesmo modo, a criminologia cultural trabalha a categoria do edgework, como meio de transcendência, e verifica a presença de uma situação paradigmática de tédio na estrutura das sociedades contemporâneas. Essa vertente criminológica, outrossim, procura problematizar a representação do crime pela mídia...

(Re) pensando a criminologia : reflexões sobre um novo paradigma desde a epistemologia feminista

Mendes, Soraia da Rosa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2012.; A mola propulsora desta investigação científica é a constatação de que a maioria dos trabalhos encontrados no Brasil sobre a condição feminina, seja como autora de crimes, seja como vítima, encontra-se referenciada em paradigmas criminológicos conformadores de categorias totalizantes. Paradigmas estes que, muito pouco, ou nada, se aproximam do que já produziu a teoria feminista. Assim, o problema está em saber qual a condição de possibilidade de existência de um referencial criminológico feminista autônomo. A hipótese formulada é a de que se faz necessário um giro epistemológico e a adoção de um novo paradigma oferecido pela teoria crítica feminista. O objetivo principal desta tese é, em consequência, a construção deste referencial epistemológico que, sem abrir mão da crítica ao direito penal, compreenda os processos de criminalização e vitimização das mulheres sob a perspectiva de gênero. Para chegar a tal nível de construção teórica, busca-se na análise bibliográfica no campo da história, da sociologia, da filosofia, do direito e, claro, da teoria feminista, o material necessário para o trabalho artesanal de coser elementos para uma criminologia feminista. Trata-se neste trabalho...

Relatório do estágio profissional realizado no ISCPSI: Retroversão do conteúdo da página Web do ISCPSI à data de 20/10/2009: Tradução do estudo comparado El agente infiltrado en España y Portugal de Adám Carrizo Gonzalez-Castell: Tradução dos três primeiros capítulos do livro Introducción a la criminología de Alfonso Serrano Maíllo

Garcia, Ilicínio António Afonso
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Relatório de estágio de mestrado, Tradução, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011; O relatório de estágio realizado no âmbito do Mestrado em Tradução teve como objectivo pôr em prática os conhecimentos, experiências e práticas de tradução. Com este estágio profissional pretendeu-se ampliar as competências adquiridas aquando da Licenciatura em Línguas Literaturas e Culturas Modernas e 1ºano do Mestrado em Tradução, propondo-se a efectuar a retroversão do conteúdo da página Web Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (ISCPSI), de português para espanhol, a tradução do estudo comparado El agente infiltrado en España y Portugal de Adán Carrizo González-Castell e ainda os dois primeiros capítulos do livro Introducción a la Criminologia, de Alfonso Serrano Maíllo. Estes trabalhos são variados e com destinatários distintos: o primeiro trabalho, a retroversão do sítio do (ISCPSI), destina-se a estudantes de países hispânicos, de escolas congéneres, que queiram participar no programa Erasmus; o segundo, dado ser um estudo comparado, destina-se a estudantes e especialistas na área do Direito Penal falantes do português; e o terceiro e último trabalho destina-se a estudantes e especialistas na área da Criminologia falantes do português. O presente relatório realizado no âmbito do estágio profissional do Mestrado em Tradução teve por finalidade...

La función de la criminología penitenciaria en la ley de ejecución de penas del estado de Jalisco

Barba Álvarez, Rogelio; Crivelli Stefanoni, José Gerardo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
ES
Relevância na Pesquisa
37.29%
Aborda, sob a ótica da interdisciplinaridade, a função da criminologia na nova lei de execução penal para o Estado de Jalisco, México. Demonstra a articulação do direito penitenciário com a criminologia, baseada no princípio interdisciplinar que rege esta última e como pode ser uma ciência complementar das ciências penais para prevenir o delito e dar resposta à criminalidade. Apresenta estudo comparado sobre o tratamento dado à criminologia no direito do México, Alemanha, França, Estados Unidos, Áustria, Itália.

A contribuição de Alessandro Baratta para a criminologia crítica

Lopes, Luciano Santos
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Trata-se de uma resenha de um ensaio maior, “A criminologia crítica: uma tentativa de intervenção (re)legitimadora no sistema penal”.; Apresenta a contribuição do professor e criminólogo, Alessandro Baratta, para a (re)construção dos estudos criminológicos a partir da mudança de paradigma trazida pela criminologia crítica. Aborda a relação entre a criminologia, a política criminal e o direito penal, e valendo-se das idéias marxistas, trabalha a idéia do desvio social, os processos de criminalização e os mecanismos de rotulação de criminosos.

Reflexiones críticas sobre la futura licenciatura en criminología

Medina, Juanjo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
ES
Relevância na Pesquisa
37.29%
Apresenta reflexões críticas sobre a futura licenciatura em criminologia na Espanha. Analisa a situação da docência de criminologia no país, além de comentar e sugerir alternativas sobre temas como a habilitação dos estudantes de criminologia e a autonomia acadêmica da disciplina.

Por uma criminologia do encontro: um ensaio

Laitano, Grégori Elias
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.29%
O presente ensaio consiste na tentativa de releitura da articulação entre “crime” e “logos” – presente no conceito “criminologia” – através do modelo de racionalidade específico da ética da alteridade como concebido por Emmanuel Levinas. Partimos da hipótese de que os discursos criminológicos correntes, de um modo geral, perderam sua motivação original, ao serem dispostos em uma estrutura lógico-conceitual de discurso, proveniente de uma racionalidade hegemônica capaz de inofensibilizá-la. Deste modo, o compromisso expresso da criminologia em explicar esta articulação entre crime e logos em conformidade com sua referência ética de base restou impossibilitada. Resgatando categorias filosóficas centrais do pensamento de Levinas, pelas quais a racionalidade ética se desdobra, propomos um diálogo com o criminólogo Louk Hulsman, com o intuito de preparar e, no momento posterior, desenvolver a tese central do ensaio: por uma criminologia do encontro. Esta representa para os discursos criminológicos um elemento de tensão que os obriga a fazerem-se responsáveis pela diferença no próprio âmbito de seu discurso enquanto linguagem viva dirigida ao Outro homem.; This essay attempts to reread the articulation between “crime” and “logos” – found on the concept of “criminology” – through the rationality model of Emmanuel Levinas‟ ethics of alterity. It starts from the hypothesis that current criminological discourses have lost their original motivation by being adapted to a logical-conceptual discourse structure...

A criminologia traumatizada: um ensaio sobre violência e representação desde a crítica dos discursos criminológicos hegemônicos no século XX

Pandolfo, Alexandre Costi
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.29%
Trata-se de uma abordagem acerca dos discursos criminológicos e das suas objetificações. O texto percorre os principais discursos criminológicos do século vinte e empreende uma crítica à criminologia e a sua vinculação à racionalidade instrumental. Aponta nos discursos criminológicos a reprodução da violência na medida em que é a violência o objeto último às criminologias. Utiliza como mote os “objetos” elevados à expressão do pensamento criminológico. Pretende-se expor que as criminologias mantêm a mesma estrutura de compreensão desde a sua fundação e que essa estrutura impede o enfrentamento com uma questão crucial, o sofrimento. Este trabalho desenvolve-se nos encontros com a literatura e a filosofia, e com a intenção de desconstruir a violência que o pensamento criminológico hegemônico tem projetado. Desconstrução que é o tempo da criminologia, como se pretende demonstrar. Trabalha-se em diálogo principal com Theodor Adorno e o que significam “primazia do objeto” e “ensaio como forma” para este filósofo. Opera-se uma crítica de nível epistemológico em nome do particular, em nome do não-idêntico, do sofrimento mesmo que não se resolve à cognição, mas que ainda demanda criminologia que não o despreze.; This essay is an approach about the criminological discourses and their objectifications. The text goes through the main criminological speeches of the twentieth century...

Teoria crítica feminista e crítica à(s) criminologia(s) estudo para uma perspectiva feminista em criminologia no Brasil

Campos, Carmen Hein de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.56%
A criminologia crítica e o feminismo no Brasil têm na luta pelos direitos humanos e redemocratização do país, a partir dos anos sessenta, sua raiz comum. Paradoxalmente, essa proximidade política não se traduziu inicialmente em uma aproximação acadêmica ou teórica, apesar da profícua produção científica desenvolvida tanto pela criminologia quanto pela teoria feminista. A resistência da criminologia de incluir o gênero como um novo paradigma teórico, permitindo a segunda virada criminológica – virada de gênero (ao lado do labelling approach), torna a criminologia quase antifeminista. Essa constatação no Brasil levanta questionamentos sobre a possibilidade de uma criminologia feminista. Por sua vez, os novos sujeitos do feminismo – mulheres faveladas negras, lésbicas – cujas vulnerabilidades específicas determinam violências também especificas – requerem inclusão e reconhecimento. O desenvolvimento de uma criminologia feminista requer a incorporação do gênero no malestream criminológico, e a inclusão dos novos sujeitos do feminismo, isto é, das populações historicamente ‘apagadas da vista’ tanto da criminologia quanto do feminismo, constituindo uma perspectiva de múltiplas dimensões e uma nova estética para uma criminologia feminista no Brasil.; Critical criminology and feminism in Brazil have...

Criminologia:um estudo sob o enfoque vitimológico

FRANÇA, Valeria Antonieta
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.37%
O estudo da criminologia tornou-se um desafio desde o início, uma vez que na doutrina de discute a natureza desse estudo enquanto ciência.Foi preciso uma análise das correntes favoráveis e contrárias, bem como de sua evolução histórica para então estabelecê-la como ciência autônoma.A criminologia é uma ciência ampla que envolve o estudo de todos os fenômenos relacionados ao crime, tais como:(criminoso, a criminalidade, sua prevenção e controle, e mais recentemente o estudo da vitima).Cada um desses fenômenos é estudado por um ramo específico da criminologia, sendo objeto deste trabalho apenas um deles a vitimologia que consiste, em poucas palavras, no estudo do comportamento da vitima dentro do fato criminoso.No estudo da vitimologia também encontramos polêmica na doutrina indagando se a vitimologia é ciência autônoma ou ramo da criminologia.Ultrapassada esta questão, o trabalho apresenta a definição, classificação das vítimas desenvolvimento histórico, e ao final traz uma análise do comportamento da vítima dentro de um estudo de caso real, bem como algumas decisões judiciais envolvendo o comportamento da vítima na aplicação da pena e jurisprudências sobre o tema.

Historia y concepto de la criminología crítica: genealogía de una teoría entre muertes, resurrecciones y transformaciones

Panarello, Giulia
Fonte: Universidade Carlos III de Madrid Publicador: Universidade Carlos III de Madrid
Tipo: Dissertação de Mestrado
SPA
Relevância na Pesquisa
37.56%
El objeto de estudio de la Criminología Crítica ha sido desde siempre destinatario de muchas sospechas. A lo largo de su historia, el concepto y el significado Criminología Crítica han sido protagonistas de transformaciones, críticas y desplazamientos tanto teóricos, como geográficos. Recién nacida, la Criminología Crítica entró en crisis y, rápidamente como había aparecido, desapareció del debate criminológico. El presente trabajo se propone analizar críticamente el concepto de Criminología Crítica. La finalidad de la investigación es la de trazar un mapa genealógico de la Criminología Crítica, identificando tanto sus antepasados teóricos, como sus potenciales herederos en el debate criminológico contemporáneo. A través de la observación crítica de su árbol genealógico, se tratará de comprender y analizar por un lado qué es la Criminología Crítica y, por el otro, qué es lo que no ha funcionado, esto es, las razones, tanto evidentes como escondidas, de su crisis y del consecuente abandono del uso del término Criminología Crítica en el debate criminológico contemporáneo.

O mal estar e a sociedade punitiva: ensaiando um modelo libertário em criminologia psicanalítica; The punitive society and its discontents: rehearsing a libertarian modelo f psychoanalytic criminology

Shimizu, Bruno
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
A presente tese pretende elaborar um modelo libertário em criminologia psicanalítica, buscando uma articulação entre a criminologia psicanalítica e o paradigma criminológico da reação social. Assim, pretende-se construir uma criminologia psicanalítica que, em vez de questionar-se sobre o que leva a pessoa a cometer o crime, associando criminalidade e psicopatologia, coloque seu ferramental teórico a serviço da desconstrução e deslegitimação do sistema punitivo. Ademais, a tese aborda aspectos propriamente clínicos, traçando encaminhamentos para a constituição de uma clínica psicanalítica da vulnerabilidade, tendente a propiciar o fortalecimento do indivíduo perante o sistema punitivo. Para tanto, a tese realiza uma revisão bibliográfica sobre as obras de Sigmund Freud e seus discípulos imediatos, a fim de demonstrar que o modelo criminológico legitimante da punição não se coaduna com a psicanálise freudiana. A partir dessa constatação e da colocação dos desafios consubstanciados no advento do paradigma da reação social, a tese traça encaminhamentos para a instrumentalização da psicanálise em direção à crítica das práticas punitivas institucionais.; This thesis aims to develop a libertarian model in psychoanalytic criminology...

Considerações acerca do crime a partir da criminologia crítica e do texto freudiano mal-estar na civilização

Silva, Lorena Vieira e
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Este estudo é uma proposta qualitativa que aborda a temática da criminologia crítica e da psicanálise em relação ao crime e aos aspectos históricos relacionados na produção de criminalidade. A Criminologia Crítica se apresenta como possibilidade de leitura das condições sociais desconsideradas diante da legislação penal no momento da aplicação da pena, ao ver o crime como resultado das desigualdades e estigmas. A psicanálise é uma ferramenta de releitura do caos social em que os crimes têm crescido e levado ao enrijecimento da legislação quando considera a subjetividade humana desde a entrada da Lei na infância. O crime nesse sentido pode ser o resultado do mal-estar sentido a partir da repressão que a vida na civilização impõe. A justificativa psicanalítica será feita com base nos principais aspectos do texto Mal-Estar na Civilização. O estudo teórico permite identificar as construções ideológicas no processo de definição do criminoso a partir das teorias biológicas defendidas pela criminologia positivista, e rever os conteúdos racionais acerca das escolhas humanas defendido pela criminologia clássica, e que apesar de ultrapassados ainda são base para discursos jurídicos dogmáticos. Verificou-se que o crime pode ser uma resposta humana ao deparar com a realidade social que não oferece condições de realização a todos.; Psicologia

O estudo das penas alternativas sob o enfoque da criminologia crítica

Soares, Sulamita Avelina
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.5%
Este trabalho tem como objeto o estudo das penas alternativas sob o enfoque da Criminologia crítica. Os objetivos que se buscou alcançar nesta pesquisa foram: (i) objetivo geral: conhecer e analisar as bases teóricas da Criminologia crítica e das penas e medidas alternativas; (ii) objetivos específicos: desenvolver o estudo da evolução da Criminologia geral, da Criminologia crítica e das penas restritivas de direitos. Para a consecução dos objetivos estabelecidos, procedeu-se à realização de uma análise da produção teórica sobre as duas carategorias-chave, que norteiam a presente pesquisa, a saber: penas alternativas e Criminologia crítica, a fim de construir uma análise teórica entre seus argumentos. A análise do material teórico permitiu concluir que as penas alternativas não são o resultado dos ideais da política criminal alternativa, proposta pela Criminologia crítica, existindo um verdadeiro distanciamento entre as duas teorias, principalmente no que diz respeito à ressocialização.; This work is about Alternative Penalties. The following items are the aims of this reseach: i) general objective: to know and to analyze those teoretics foundation of Critical Criminology and Alternative Penalties; ii) specific objectives: to develop the study of General Criminology‟s evolutions...

Criminologia cultural e ??pera: uma an??lise da obra ???Carmen??? de Georges Bizet

Andrade, Beatriz Lima da Silva
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.42%
O presente trabalho busca apresentar a ??pera como um objeto de estudo da criminologia cultural. A criminologia cultural nasceu na Inglaterra, a partir do estudo de imagens e s??mbolos de viol??ncia que circulavam no ??mbito da m??dia e a rea????o do p??blico comum a estes est??mulos. A criminologia cultural busca entender a constru????o do significado do crime para a socidedade-receptora e para a m??dia-preceptora. Neste contexto, a ??pera pode ser vista, em uma aproxima????o inicial, como uma cultura elitista e n??o uma cultura de massas; mas, no desenrolar deste segmento cultural, o p??blico tem se tornado cada vez mais receptivo e maior em real????o a este tipo de arte. A ??pera pode ent??o ser o objeto de estudo da criminologia cultural por conter em diversas de suas obras cenas de viol??ncia e desvio, que transitam por s??culos na arte mundial. Para confirmar tal hip??tese, analisar-se-?? a ??pera ???Carmen???, de Georges Bizet, afim de comprovar a riqueza de s??mbolos e imagens de desvio e viol??ncia em ??peras famosas.

Vislumbrando la criminología critica en 1950, desde la concepción naturalista del delito de Luis Carlos Pérez

López Cabrera, Ramiro
Fonte: Universidad Sergio Arboleda Publicador: Universidad Sergio Arboleda
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.42%
.; El trabajo hace un estudio sobre las bases del pensamiento criminológico de los años cincuenta en Colombia; al efecto, el autor examina los planteamientos contenidos en el libro “Criminología. La nueva concepción naturalista del delito”, escrito por el criminólogo y gran estudioso del Derecho penal Luis Carlos Pérez quien, en ese momento, sufrió un marcado influjo de la obra de Cesare Lombroso, cultor del positivismo criminológico en Italia, que mucho tuvo que ver en el desarrollo de esa disciplina durante la primera mitad del siglo XX; el expositor nacional, a pesar de su punto de partida positivista, logra echar las bases de lo que luego se conocerá como Criminología crítica.