Página 1 dos resultados de 442 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A arterapia com criança hospitalizada: uma análise compreensiva de suas produções; Art therapy with hospitalized child: a comprehensive analysis of their productions

Valladares, Ana Cláudia Afonso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
A hospitalização pode desencadear na vida da criança adversidades e estresse no curso do seu desenvolvimento natural. Diante da preocupação com a saúde mental da criança hospitalizada e na busca de atendimento às suas necessidades vitais, vê-se a possibilidade da inserção da Arteterapia, com suas atividades lúdicas, no ambiente hospitalar pediátrico, tendo em vista que favorece o desenvolvimento da expressão e criação infantil, bem como o crescimento global da criança, motivo pelo qual deve fazer parte da vida delas, especialmente daquelas hospitalizadas. Este estudo objetivou realizar uma análise compreensiva das produções plásticas de uma criança hospitalizada, a partir da Psicologia Analítica, buscando apreender as transformações das representações plásticas que ocorreram ao longo do processo arteterapêutico. Escolheu-se como percurso metodológico a pesquisa qualitativa, que privilegiou analisar o conteúdo e a evolução das produções plásticas da criança hospitalizada. Compôs o estudo o corpus das produções plásticas de uma criança de oito anos de idade, com diagnóstico de meningite, internada em um hospital público de Goiânia/GO, a qual passou por intervenções breves de Arteterapia. A análise de dados evidenciou que...

Participação da família no processo de cuidado da criança hospitalizada : vivências das enfermeiras

Zarth, Silvana Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
67%
Este estudo busca compreender qual é o significado da participação da família no processo de cuidado da criança hospitalizada para os enfermeiros, segundo o Referencial do Cuidado Humano. É uma pesquisa qualitativa, do tipo exploratória, desenvolvida nas Unidades de Internação Pediátrica do Serviço de Pediatria de um Hospital Universitário da cidade de Porto Alegre, RS, e os participantes são treze enfermeiras1. Para a coleta das informações utiliza a entrevista semi-estruturada proposta por Trivinõs (1987) que dá liberdade de ação gradual e intencional em direção ao tema; e a observação livre proposta pelo mesmo autor. A análise das informações adota a proposta de Bardin (1977), utilizando-se a Análise de Conteúdo, do tipo temática para compreender os significados que emergem das comunicações. Deste estudo, surgem três temas: "Cuidando a criança hospitalizada e sua família:a filosofia"; Significado da participação da família no processo de cuidado"; e, o último, "Processo de cuidar a criança e família". Os resultados deste estudo oferecem subsídios para a compreensão de fatores que emanam das relações entre os cuidadores da criança hospitalizada, desvelam a importância de se ampliar o conhecimento sobre as famílias e o entrelaçamento da tríade família...

Interagindo com a criança hospitalizada: utilização de técnicas e medidas terapêuticas

Sadala, Maria Lúcia Araújo; Antônio, Ana Luiza de Oliveira
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 93-106
POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
O presente trabalho procura descrever a experiência vivenciada por aluna de graduação ao cuidar de criança hospitalizada numa unidade pediátrica. Utilizando-se das técnicas de comunicação terapêutica e medidas terapêuticas de enfermagem, a aluna desenvolveu relacionamento de ajuda com a criança, o que lhe permitiu prestar assistência de enfermagem de forma integral, envolvendo-se com ela e compartilhando experiências benéficas para ambas.; El presente trabajo procura describir la experiencia vivida por una alumna del pregrado de enfermería al cuidar de una niña hospitalizada en una unidad pediátrica. Valiéndose de las técnicas de comunicación terapéutica y medidas terapéuticas de enfermería, la alumna desarrolló reracionamiento de ayuda con la niña, lo que le permitió prestar asistencia de enfermería en forma integral, involucrándose con ella y compartiendo experiencias benéficas para las dos.; The aim of this study is to describe an experience of a nursing student caring for a child in a pediatric unit. Using therapeutic communication techniques and therapeutic nursing measures, the student developed a help relationship with the child, which enabled the implementation of a thorough nursing process, where the student got fully involved with the patient sharing beneficial experiences for both.

Necessidades em recursos físicos e humanos : perspectiva dos pais da criança hospitalizada

Sampaio, Maria Clara Borges
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
67%
Actualmente, cuidar em pediatria significa envolver nos cuidados a criança e a pessoa significativa para ela. Sendo os pais os principais cuidadores das crianças, a presença destes durante a hospitalização é reconhecida como benéfica para ambos. Compreender as necessidades dos pais nomeadamente as relacionadas com os recursos físicos e humanos neste período, é importante para o desenvolvimento de estratégias promotoras do envolvimento destes nos cuidados de saúde ao filho. A abordagem do estudo vai no sentido de perceber as expectativas dos pais no que diz respeito à importância, satisfação e independência sentidas por estes, em relação às necessidades supracitadas. Desenvolvemos um estudo exploratório, descritivo, correlacional de cariz essencialmente quantitativo com uma amostra de 184 pais de crianças hospitalizadas, envolvendo quatro hospitais. Para a colheita de dados foi utilizado o “Needs of Parents Questionnaire” desenvolvido por Gudrún Kristjànsdóttir e validado para a cultura portuguesa pelo Centro de Estudos e Investigação em Saúde da Universidade de Coimbra, e um questionário para caracterização da amostra. Os resultados obtidos no estudo, mostram que pais/pessoa significativa quando acompanham a criança hospitalizada...

Dimensão cuidadora da enfermagem e da família na assistência à criança hospitalizada: concepções da enfermagem

Pimenta,Erika Acioli Gomes; Collet,Neusa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
A dimensão e o modo de participação da família, no cuidado à criança hospitalizada, tem sido tema de estudo da enfermagem. O objetivo desta pesquisa foi analisar como está delineada a dimensão cuidadora da enfermagem e da família na assistência à criança hospitalizada. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com a equipe de enfermagem de um hospital-escola, por meio de entrevista semiestruturada. A organização dos dados pautou-se na análise temática. Os resultados apontam que o trabalho realizado pela enfermagem está centrado em procedimentos; que a interação com a criança e sua família é tangencial no processo de cuidar; e que a família tem dividido cuidados com a equipe mas não tem sido compreendida como co-participante, tampouco incluída na perspectiva do cuidado. Defende-se que a criação de vínculo pode promover uma lógica do processo de trabalho, na perspectiva da integralidade e resgate da dimensão cuidadora da enfermagem.

Autonomia da criança hospitalizada frente aos procedimentos: crenças da enfermeira pediatra

Coa,Thatiana Fernanda; Pettengill,Myriam Aparecida Mandetta
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.95%
OBJETIVO: conhecer as crenças e ações da enfermeira pediatra em relação à autonomia da criança hospitalizada durante a realização de procedimentos terapêuticos. MÉTODOS: estudo de abordagem qualitativa, em que foram realizadas observações e entrevistas com sete enfermeiras de um hospital público de São Paulo. RESULTADOS: foram evidenciados dois temas que revelam as crenças de enfermeira e que fundamentam suas ações em relação à autonomia da criança hospitalizada: acreditando no potencial da criança para exercer a autonomia e considerando a criança incapaz de exercer a autonomia. CONSIDERAÇÕES FINAIS: tem sido dada pouca oportunidade à criança para desenvolver sua autonomia. Como regra, em situações de conflito, o profissional não permite a participação da criança, permanecendo uma distância entre seu discurso e a prática.

Típico da ação do profissional de enfermagem quanto ao cuidado familial da criança hospitalizada

Rossi,Cassiana Silva; Rodrigues,Benedita Maria Rêgo Deusdará
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
OBJETIVOS: Analisar a dinâmica do cuidado nas unidades de internação pediátricas na perspectiva dos profissionais de enfermagem e apreender o típico da ação do profissional de enfermagem quanto ao cuidado familial da criança hospitalizada. MÉTODOS: O estudo descritivo qualitativo, foi baseado na Fenomenologia Sociológica de Alfred Schutz. Os sujeitos foram 15 profissionais de enfermagem das unidades de internação de um hospital do Município do Rio de Janeiro - Brasil. RESULTADOS: A entrevista fenomenológica possibilitou apreender que o profissional tem como "motivo para": fazer e dar o melhor de si enfrentando a dificuldade do relacionamento com a família, cuidar com diálogo e brincadeira para contribuir com a recuperação da criança e treinar a família na perspectiva profissional. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Concluímos que o cuidado familial da criança hospitalizada ainda é uma realidade distante da Enfermagem Pediátrica.

Interagindo com a criança hospitalizada: utilização de técnicas e medidas terapêuticas

Sadala,Maria Lúcia Araújo; Antônio,Ana Luiza de Oliveira
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/1995 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
O presente trabalho procura descrever a experiência vivenciada por aluna de graduação ao cuidar de criança hospitalizada numa unidade pediátrica. Utilizando-se das técnicas de comunicação terapêutica e medidas terapêuticas de enfermagem, a aluna desenvolveu relacionamento de ajuda com a criança, o que lhe permitiu prestar assistência de enfermagem de forma integral, envolvendo-se com ela e compartilhando experiências benéficas para ambas.

Utilização do brinquedo terapêutico na assistência à criança hospitalizada

Fontes,Cassiana Mendes Bertoncello; Mondini,Cleide Carolina da Silva Demoro; Moraes,Márcia Cristina Almendros Fernandes; Bachega,Maria Irene; Maximino,Natália Patrisi
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
Estudo exploratório e descritivo, parte integrante de um projeto de parceria entre o Serviço de Enfermagem e de Terapia Ocupacional no preparo da criança para as cirurgias eletivas no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo. OBJETIVO: utilizar o brinquedo como recurso terapêutico no alívio das tensões reais e inconscientes da criança em relação à hospitalização. MÉTODO: Foi construído um instrumento de coleta dos dados em forma de roteiro observacional, e aplicado em dois momentos: o primeiro consiste no dia anterior à realização da cirurgia e o segundo momento no dia da cirurgia imediatamente antes de sua realização. Utilizamos a contação de história e a demonstração das intervenções de enfermagem nos brinquedos (bonecos) com equipamentos e materiais comumente utilizados na hospitalização (luvas, aventais cirúrgico, máscara facial e gorro cirúrgico). RESULTADOS: Dentre as 21 variáveis de comportamento observadas, oito obtiveram diferença estatisticamente significativa com teste de McNemar (p>0,05). CONCLUSÃO: brincar interativamente proporciona à criança hospitalizada interagir com o ambiente hospitalar, expressar os seus sentimentos e emoções e provê recursos para a assistência humanizada.

Interação familiar/acompanhante e equipe de enfermagem no cuidado à criança hospitalizada: perspectivas para a enfermagem pediátrica

Souza,Tania Vignuda de; Oliveira,Isabel Cristina dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.86%
O estudo tem como objetivos: descrever os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante e pela equipe de enfermagem à criança durante a internação; analisar as estratégias estabelecidas entre o familiar/acompanhante e a equipe de enfermagem para prestar os cuidados à criança; e discutir a interação do familiar/acompanhante e equipe de enfermagem quanto ao cuidado à criança hospitalizada. É um estudo de caso qualitativo. Os sujeitos são familiares/acompanhantes e equipe de enfermagem. Os dados foram analisados de acordo com a análise temática. Os cuidados prestados pelo familiar/acompanhante são iguais aos desenvolvidos no domicílio, e a equipe de enfermagem presta cuidados de maior complexidade. Os familiares/acompanhantes consideram a equipe de enfermagem atenciosa com seus filhos. Na admissão da criança podem ocorrer interferências como: medo e falta de confiança. Conclui-se que os familiares/acompanhantes que permanecem por mais tempo na instituição ou que reinternam apreendem a cultura hospitalar utilizando a terminologia científica e elaborando estratégias para proteger a criança.

Utilização do brinquedo terapêutico na assistência à criança hospitalizada; Using therapeutic toys in care with hospitalized children

FONTES, Cassiana Mendes Bertoncello; MONDINI, Cleide Carolina da Silva Demoro; MORAES, Márcia Cristina Almendros Fernandes; BACHEGA, Maria Irene; MAXIMINO, Natália Patrisi
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
Estudo exploratório e descritivo, parte integrante de um projeto de parceria entre o Serviço de Enfermagem e de Terapia Ocupacional no preparo da criança para as cirurgias eletivas no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo. OBJETIVO: utilizar o brinquedo como recurso terapêutico no alívio das tensões reais e inconscientes da criança em relação à hospitalização. MÉTODO: Foi construído um instrumento de coleta dos dados em forma de roteiro observacional, e aplicado em dois momentos: o primeiro consiste no dia anterior à realização da cirurgia e o segundo momento no dia da cirurgia imediatamente antes de sua realização. Utilizamos a contação de história e a demonstração das intervenções de enfermagem nos brinquedos (bonecos) com equipamentos e materiais comumente utilizados na hospitalização (luvas, aventais cirúrgico, máscara facial e gorro cirúrgico). RESULTADOS: Dentre as 21 variáveis de comportamento observadas, oito obtiveram diferença estatisticamente significativa com teste de McNemar (p>0,05). CONCLUSÃO: brincar interativamente proporciona à criança hospitalizada interagir com o ambiente hospitalar, expressar os seus sentimentos e emoções e provê recursos para a assistência humanizada.; This is an exploratory and descriptive study that was jointly carried out by Nursing Care and Occupational Therapy as part of a Research Project that intended to prepare children for elective surgery at the University of São Paulo's Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais. OBJECTIVE: using toys as a therapeutic resource for relieving the child's real and unconscious tensions concerning hospitalization for surgical treatment at the HRAC - USP. METHOD: 44 children participated in the study. An observation form was used to collect data and it was applied at two separate times: the first time was the day before the surgery was to take place and the second on the day of the surgery just before the event. Twenty one variables were elaborated by the researchers to categorize behaviors regarding hospitalization. The resources used were: storytelling...

Prescrição do dia: infusão de alegria. Utilizando a arte como instrumento na assistência à criança hospitalizada

Françani,Giovana Müler; Zilioli,Daniela; Silva,Patrícia Regina Ferreira; Sant'ana,Roberta Paula de Melo; Lima,Regina Aparecida Garcia de
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
66.86%
O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de um grupo de alunas do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo que utiliza a arte (aspectos do teatro Clown) como recurso auxiliar da enfermagem na assistência à criança hospitalizada. Baseado no trabalho realizado pelo grupo "Doutores da Alegria" e nos conhecimentos teóricos das disciplinas de Psicologia e Enfermagem Pediátrica e Neonatal estas alunas criaram a Companhia do Riso que procura resgatar o riso da criança/família hospitalizada. A partir desta experiência pode-se observar algumas transformações no dia-a-dia: o espaço hospitalar tornou-se mais informal e descontraído, o riso pode ser ouvido com maior freqüência e objetos, sons, movimentos, cores, espaços e personagens podem se tornar brinquedos.

Safety and protection for hospitalized children : literature review; Seguridad y protección para el niño hospitalizado : estudio de revisión; Segurança e proteção à criança hospitalizada : revisão de literatura

Schatkoski, Aline Modelski; Wegner, Wiliam; Algeri, Simone; Pedro, Eva Néri Rubim
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
66.98%
O estudo trata da segurança/proteção da criança hospitalizada que, devido à sua fragilidade, vulnerabilidade e condições peculiares de crescimento e desenvolvimento, necessita de atenção especial dos profissionais de saúde. É uma revisão narrativo-descritiva que objetiva identificar a produção do conhecimento sobre a temática da segurança, proteção e violência à criança hospitalizada, no período de 1997 a 2007. Foram analisados 15 artigos, nacionais e internacionais, utilizando-se as palavras-chave: criança hospitalizada, segurança, violência e enfermagem. A abordagem qualitativa possibilitou a formulação de quatro categorias na análise: ocorrências adversas, erros de medicação, notificação de ocorrências adversas e segurança do paciente pediátrico. Os resultados indicam a necessidade de se desenvolver estratégias que reduzam a probabilidade da ocorrência desses eventos, durante a hospitalização da criança, para que ela não sofra qualquer intercorrência nem violação de seus direitos fundamentais.; El estudio trata de la seguridad y protección del niño hospitalizado que, por su fragilidad, vulnerabilidad y condiciones peculiares de crecimiento y desarrollo, necesita atención especial de los profesionales de la salud. Es una revisión narrativa y descriptiva que tuvo por objetivo identificar la producción de conocimiento sobre el tema de la seguridad y protección del niño hospitalizado...

A comunicação entre os profissionais de pediatria e a criança hospitalizada; The communication between pediatrics professionals and the hospitalized child

Armelin, Cláudia Batagin; Wallau, Rodrigo Ambros; Sarti, Cynthia Andersen; Pereira, Sonia Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.84%
O estudo trata das dificuldades de comunicação entre profissionais de saúde e pacientes pediátricos em situação de hospitalização. Considerando que uma comunicação efetiva implica o reconhecimento mútuo, buscamos o ponto de vista tanto dos pacientes e seus familiares quanto dos profissionais, para entender como se dá a comunicação entre um e outro e como se estabelecem as relações entre ambos. Dado o problema da pesquisa, a metodologia é qualitativa e o método, o estudo de caso. O trabalho de campo foi desenvolvido em um hospital público universitário na cidade de São Paulo. Foram selecionadas para estudo duas crianças em idade escolar e que permanecessem internadas por um período maior do que uma semana. Foi feito um acompanhamento sistemático de cada uma das crianças, por meio da técnica de observação, e foram entrevistados seus acompanhantes e os profissionais envolvidos em seu cuidado e tratamento, englobando parte significativa do universo de comunicação interpessoal da criança hospitalizada. Verificamos que a comunicação se estabelece preferencialmente entre o profissional e o acompanhante, em função da criança, mas nem sempre com a participação desta, deixando a criança em um plano secundário no campo das relações.; The research deals with difficulties in the communication between health professionals and pediatrics patients...

CUIDANDO DA FAMILIA DA CRIANÇA HOSPITALIZADA; TAKING CARE OF THE HOSPITALIZED CHILD’S FAMILY

Andraus, Lourdes M. S.; Minamisava, Ruth; Munari, Denise B.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2004 POR
Relevância na Pesquisa
66.92%
This work aims to contribute to the discussion concerning the assistance provided to the family of the hospitalized child through a theoretical reflection based on our experience in the arca. Our aim was to understand the family perspective in cases of child hospitalization, as well as the challenges posed to the nursing staff in learning how to approach the family in the hospitalization context. It was verified that the expectations and necessities of the family are different from those of the professionals involved who, in turn, encounter difficulties in giving support and guidance to the families. The absence of technical, scientific and operationalconditions for providing appropriate assistance is one of the limiting factors. In order to implement an ideal model of assistance which takes into consideration the necessities of boththe child and the family, it is necessary to invest in infrastructure and in the specific training of the professionals involved, thus changing the current reality of the assistance provided forhospitalized children.; Este trabalho tem como objetivo contribuir para a discussão acerca da assistência à família da criança hospitalizada por meio de uma reflexão teórica articulada à nossa experiência na área. Buscou-se compreender a situação da família diante da hospitalização da criança e os desafios para a equipe de enfermagem no aprendizado da abordagem da família no contexto da internação. Verificou-se que os familiares possuem expectativas e necessidades distintas dos profissionais...

Dimensão cuidadora da enfermagem e da família na assistência à criança hospitalizada: concepções da enfermagem; Dimensión cuidadora de la enfermería y de la familia en la asistencia al niño hospitalizado: concepciones de la enfermería; Dimension of nursing and family care to hospitalized children: conceptions of nursing

Pimenta, Erika Acioli Gomes; Collet, Neusa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.9%
A dimensão e o modo de participação da família, no cuidado à criança hospitalizada, tem sido tema de estudo da enfermagem. O objetivo desta pesquisa foi analisar como está delineada a dimensão cuidadora da enfermagem e da família na assistência à criança hospitalizada. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com a equipe de enfermagem de um hospital-escola, por meio de entrevista semiestruturada. A organização dos dados pautou-se na análise temática. Os resultados apontam que o trabalho realizado pela enfermagem está centrado em procedimentos; que a interação com a criança e sua família é tangencial no processo de cuidar; e que a família tem dividido cuidados com a equipe mas não tem sido compreendida como co-participante, tampouco incluída na perspectiva do cuidado. Defende-se que a criação de vínculo pode promover uma lógica do processo de trabalho, na perspectiva da integralidade e resgate da dimensão cuidadora da enfermagem.; A dimensión y el modo de participación de la familia, en el cuidado al niño hospitalizado, ha sido tema de estudios de la enfermería. El objetivo de esta investigación fue analizar como está delineada la dimensión cuidadora de la enfermería y de la familia en la asistencia al niño hospitalizado. Se trata de una investigación cualitativa...

Segurança e proteção à criança hospitalizada: revisão de literatura; Seguridad y protección para el niño hospitalizado: estudio de revisión; Safety and protection for hospitalized children: literature review

Schatkoski, Aline Modelski; Wegner, Wiliam; Algeri, Simone; Pedro, Eva Neri Rubim
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2009 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
66.98%
O estudo trata da segurança/proteção da criança hospitalizada que, devido à sua fragilidade, vulnerabilidade e condições peculiares de crescimento e desenvolvimento, necessita de atenção especial dos profissionais de saúde. É uma revisão narrativo-descritiva que objetiva identificar a produção do conhecimento sobre a temática da segurança, proteção e violência à criança hospitalizada, no período de 1997 a 2007. Foram analisados 15 artigos, nacionais e internacionais, utilizando-se as palavras-chave: criança hospitalizada, segurança, violência e enfermagem. A abordagem qualitativa possibilitou a formulação de quatro categorias na análise: ocorrências adversas, erros de medicação, notificação de ocorrências adversas e segurança do paciente pediátrico. Os resultados indicam a necessidade de se desenvolver estratégias que reduzam a probabilidade da ocorrência desses eventos, durante a hospitalização da criança, para que ela não sofra qualquer intercorrência nem violação de seus direitos fundamentais.; El estudio trata de la seguridad y protección del niño hospitalizado que, por su fragilidad, vulnerabilidad y condiciones peculiares de crecimiento y desarrollo, necesita atención especial de los profesionales de la salud. Es una revisión narrativa y descriptiva que tuvo por objetivo identificar la producción de conocimiento sobre el tema de la seguridad y protección del niño hospitalizado...

Interagindo com a criança hospitalizada: utilização de técnicas e medidas terapêuticas; Interactuando con un niño hospitalizado: utilización de técnicas y medidas terapéuticas; Interacting with children in the hospital: utilization of therapeutic techniques and measures

Sadala, Maria Lúcia Araújo; Antônio, Ana Luiza de Oliveira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/1995 POR
Relevância na Pesquisa
66.95%
The aim of this study is to describe an experience of a nursing student caring for a child in a pediatric unit. Using therapeutic communication techniques and therapeutic nursing measures, the student developed a help relationship with the child, which enabled the implementation of a thorough nursing process, where the student got fully involved with the patient sharing beneficial experiences for both.; O presente trabalho procura descrever a experiência vivenciada por aluna de graduação ao cuidar de criança hospitalizada numa unidade pediátrica. Utilizando-se das técnicas de comunicação terapêutica e medidas terapêuticas de enfermagem, a aluna desenvolveu relacionamento de ajuda com a criança, o que lhe permitiu prestar assistência de enfermagem de forma integral, envolvendo-se com ela e compartilhando experiências benéficas para ambas.; El presente trabajo procura describir la experiencia vivida por una alumna del pregrado de enfermería al cuidar de una niña hospitalizada en una unidad pediátrica. Valiéndose de las técnicas de comunicación terapéutica y medidas terapéuticas de enfermería, la alumna desarrolló reracionamiento de ayuda con la niña, lo que le permitió prestar asistencia de enfermería en forma integral...

Prescrição do dia: infusão de alegria. Utilizando a arte como instrumento na assistência à criança hospitalizada; Prescripción del día: infusión de alegría, utilizando el arte como instrumento, en la asistencia al niño hospitalizado; Prescription for the day: infusion of joy. Using art as an instrument for the care of hospitalized children

Françani, Giovana Müler; Zilioli, Daniela; Silva, Patrícia Regina Ferreira; Sant'ana, Roberta Paula de Melo; Lima, Regina Aparecida Garcia de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1998 POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de um grupo de alunas do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo que utiliza a arte (aspectos do teatro Clown) como recurso auxiliar da enfermagem na assistência à criança hospitalizada. Baseado no trabalho realizado pelo grupo "Doutores da Alegria" e nos conhecimentos teóricos das disciplinas de Psicologia e Enfermagem Pediátrica e Neonatal estas alunas criaram a Companhia do Riso que procura resgatar o riso da criança/família hospitalizada. A partir desta experiência pode-se observar algumas transformações no dia-a-dia: o espaço hospitalar tornou-se mais informal e descontraído, o riso pode ser ouvido com maior freqüência e objetos, sons, movimentos, cores, espaços e personagens podem se tornar brinquedos.; El objetivo de este trabajo es relatar la experiencia de un grupo de alumnos de curso de pregrado de Enfermería de la Escuela de Enfermería de Ribeirão Preto de la Universidad de San Pablo, que utiliza el arte (aspectos del teatro Clon), como recurso auxiliar de Enfermería en la asistencia al niño hospitalizado. Basado en el trabajo realizado por el grupo "Doctores de la alegría" y en los conocimientos teóricos de las disciplinas de Sicología y Enfermería Pediátrica y Neonatal...

INFORMACIONES VALORADAS POR LAS MADRES/ACOMPAÑANTES DELANTE DE LOS CUIDADOS DEL NIÑO HOSPITALIZADO; INFORMATION APPRECIATED BY MOTHERS/ COMPANIONS REGARDING CARE OF HOSPITALIZED CHILDREN; INFORMAÇOES VALORIZADAS PELAS MÃES/ACOMPANHANTES FRENTE AOS CUIDADOS DA CRIANÇA HOSPITALIZADA

Valério, Paloma Nascimento; Oliveira, Aline Silva da Fonte Santa Rosa; Morais, Rita de Cássia Melão; Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Souza, Tania Vignuda; Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Pesquisa qualitativa; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 28/06/2015 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
66.92%
O objetivo deste estudo foi de analisar as informações valorizadas pelas mães/acompanhantesfrente aos cuidados à criança hospitalizada. Esse estudo tem abordagem qualitativa e foi desenvolvido em umainstituição pública pediátrica, localizada no estado do Rio de Janeiro, no ano de 2012. Foram entrevistadas onzemães/acompanhantes de criança hospitalizada. A análise dos dados foi temática e emergiu as seguintes unidadestemáticas: lavagem das mãos; manipulação dos dispositivos tecnológicos e cuidados habituais modificados. Osresultados evidenciaram que as mães/acompanhantes valorizavam as informações para a prevenção e controledas infecções hospitalares, por meio da lavagem das mãos; da manipulação dos dispositivos tecnológicosutilizados pela criança com vistas à alta hospitalar; e dos cuidados habituais modificados, tendo em vista ouso de dispositivos tecnológicos. Conclui-se que as mães acompanhantes se preocupam com as informaçõesfornecidas pela equipe de saúde, para proteger a criança e a evitar complicações durante a hospitalização.; El objetivo de este estudio fue analizar lasinformaciones valoradas por las madres/acompañantes acercade los cuidados al niño hospitalizado. El estudio tiene abordajecualitativo y fue desarrollado en una institución públicapediátrica...