Página 1 dos resultados de 424 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Avaliação de fusões no grupo crédito agrícola

Pires, Adérito; Ribeiro, Humberto
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
O objectivo deste artigo é o de avaliar em que medida os processos de fusão dentro do grupo Crédito Agrícola (CA) são considerados proveitosos quer para a organização quer para os seus colaboradores. A forma de aferir essa avaliação foi efectuar um inquérito dirigido a todos os colaboradores questionando-os sobre a sua percepção do processo e as suas perspectivas para o futuro, em comparação com o que seria caso não tivesse ocorrido a fusão. Os resultados do inquérito podem ser considerados positivos quer ao nível da adesão verificada quer ao nível dos resultados. Sobre os mesmos podemos concluir que os colaboradores do CA aprovam por larga maioria os processos de fusão que lhes possam permitir no futuro melhores resultados quer individuais quer empresariais. No entanto não há consensualidade sobre esta matéria, existindo uma faixa significativa de colaboradores alheados do processo de integração, situação que pode acarretar consequências negativas futuras.; The Mergers & Acquisitions (M&A) topic has been subject to numerous research studies over time, resulting in a wide variety of findings. The purpose of this paper is to evaluate to which extent mergers in Crédito Agrícola group are considered as beneficial for both the organization and their employees. The way to assess such evaluation was by preparing and sending a survey questionnaire to every CA employee...

Análise de Insolvência das cooperativas de crédito agrícola em Portugal

Cabo, Paula; Rebelo, João
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, CIMO Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, CIMO
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
O acesso ao crédito agrícola tem particular relevância no presente contexto do país, especialmente, dada a elevada dependência nacional de produtos alimentares importados e a atual crise da dívida soberana. Pela sua natureza e abordagem de negócio, as cooperativas de crédito agrícola (Caixas Agrícolas) são uma força poderosa para a recuperação económica nacional, funcionando como fator de estabilização do sector bancário e impulsionador do desenvolvimento local, particularmente das regiões em que a agricultura é a base da economia local. A melhoria do seu desempenho é, assim, uma necessidade estratégica para a recuperação económica das regiões em que se inserem. Esta investigação visa determinar os fatores explicativos da insolvência das Caixas Agrícolas, através da identificação das Caixas "problemáticas" e avaliação do seu risco de insolvência em função de indicadores financeiros, fornecendo aos stakeholders das Caixas, um conjunto de ferramentas preditivo da sua potencial futura insolvência. Como resultado foram criados 2 modelos de previsão de insolvência, obtendo um grau de previsão correta global superior a 80%.

Análise de insolvência das cooperativas de crédito agrícola em Portugal

Cabo, Paula; Rebelo, João
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
O acesso ao crédito agrícola tem particular relevância no presente contexto do país, especialmente, dada a elevada dependência nacional de produtos alimentares importados e a atual crise da dívida soberana. Pela sua natureza e abordagem de negócio, as cooperativas de crédito agrícola (Caixas Agrícolas) são uma força poderosa para a recuperação económica nacional, funcionando como fator de estabilização do sector bancário e impulsionador do desenvolvimento local, particularmente das regiões em que a agricultura é a base da economia local. A melhoria do seu desempenho é, assim, uma necessidade estratégica para a recuperação económica das regiões em que se inserem. Esta investigação visa determinar os fatores explicativos da insolvência das Caixas Agrícolas, através da identificação das Caixas "problemáticas" e avaliação do seu risco de insolvência em função de indicadores financeiros, fornecendo aos stakeholders das Caixas, um conjunto de ferramentas preditivo da sua potencial futura insolvência. Como resultado foram criados 2 modelos de previsão de insolvência, obtendo um grau de previsão correta global superior a 80%.

O valor da marca Crédito Agrícola na região de Bragança e Alto Douro

Pires, Daniela Cláudia Parreira
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.77%
O valor da marca tem atualmente destaque fundamental na gestão das empresas fazendo parte de um dos seus ativos principais, assim como um papel de relevo para os marketers na análise do comportamento dos consumidores. Deste modo, o presente trabalho tem como objetivo analisar o valor da marca do Crédito Agrícola na Caixa da Região de Bragança e Alto Douro na mente do consumidor. Pretende-se assim, compreender o valor que os clientes atribuem a esta marca considerando os fatores explicativos do valor da marca: a qualidade percebida, a notoriedade, a lealdade, as associações à marca e à avaliação global da marca, tendo para o efeito sido aplicado o modelo concetual de Aaker (1991). Seguindo esta linha de raciocínio este estudo foi realizado, através da aplicação de um inquérito por questionário aos clientes pertencentes a esta caixa distribuídos pelos 20 balcões que a constituem. A amostra encontrada para aferir sobre a população foi de 250 clientes selecionados proporcionalmente de acordo com o número de clientes por balcão. De referir que para tal se assumiu um erro de precisão de 6% e um nível de significância de 5%. Procurou-se obter a perceção e a importância atribuída ao valor da marca permitindo com os principais resultados concluir que os clientes manifestaram uma atitude positiva em relação ao valor total da marca Crédito Agrícola. Da investigação desenvolvida é possível concluir que o fator que mais influencia o valor da marca é a lealdade...

O comportamento das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo no sistema bancário português, com especial atenção à crise financeira de 2009

Teixeira, José Miguel Dinis
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
A proliferação da crise financeira de 2009 teve impactos nefastos nos balanços das instituições financeiras mundiais que acabaram por se refletir na deterioração da economia. Neste contexto, este trabalho procura refletir sobre a bibliografia dos efeitos da crise nas principais atividades dos bancos no sistema bancário internacional e, tendo em conta o exemplo do Crédito Agrícola, caraterizar as instituições especializadas no setor rural e o papel do crédito no apoio à agricultura. O presente relatório visa também descrever o período de estágio curricular realizado no departamento comercial da sede administrativa da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo Douro, Corgo e Tâmega. Começa por apresentar a entidade de acolhimento, seguido do enquadramento do estágio e da enumeração das principais tarefas desenvolvidas. Por fim, é efetuado o estudo de caso como forma de análise do comportamento das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo nos últimos anos. Estas entidades, ao contrário da maior parte dos bancos portugueses, detinham à entrada da crise um elevado montante de recursos próprios, provenientes da política vigente de captação de depósitos. Apesar destas características, a dinâmica na concessão de crédito não foi suficiente para evitar a contração dos empréstimos durante o período de crise.; Relatório de estágio do mestrado em Economia (Economia Industrial)...

Os Bancos de Custeio Rural e o crédito agrícola em São Paulo (1906-1914); The Bancos de Custeio Rural and the agricultural credit in São Paulo (1906-1914)

Corrêa, Fábio Rogério Cassimiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
O sistema de financiamento da cafeicultura evoluiu no processo da transição do trabalho escravo para o livre, ocasionando o aumento da demanda do crédito para o custeio anual da safra sobre os empréstimos de longo prazo exigidos durante o regime escravista. Por outro lado, a crise dos preços do café ocorrida entre 1896 e 1906 evidenciou as limitações do sistema de financiamento existente que estava baseado nos adiantamentos fornecidos por comerciantes. As novas necessidades de crédito e o crescente clima de descontentamento com os mecanismos comerciais de financiamento acabariam por suscitar propostas de intervenção do Estado com políticas de crédito agrícola a serem organizadas ou subsidiadas pelo governo do Estado de São Paulo e que viriam a ser concretizadas na esteira do programa de valorização do café, adotado em 1906. Tais intervenções incluiriam a criação de bancos agrícolas e o incentivo às cooperativas rurais de crédito, das quais os chamados Bancos de Custeio Rural são os primeiros experimentos desse tipo no estado e constituem nosso objeto de estudo. Os Bancos de Custeio Rural formaram uma rede de cooperativas de crédito, que atuou entre 1906 e 1914 no interior do estado de São Paulo. Esses bancos emprestavam apenas aos fazendeiros associados o valor demandado no financiamento anual da lavoura. Tendo surgido no contexto da crise cafeeira de 1896-1906...

Responsabilidade social na atividade bancária : contributo para a definição do papel da Fundação Crédito Agrícola do Noroeste

Ereiras, Lúcia Adriana Malheiro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Dissertação de mestrado em Economia Social; O principal objetivo deste trabalho é expor um estudo realizado numa instituição bancária, o Crédito Agrícola do Noroeste. Esta instituição de cariz cooperativo está a iniciar os primeiros passos na adoção de medidas e de uma postura de responsabilidade social há muito exigida quer pelos valores cooperativos quer pelos valores sociais. Este trabalho de auscultação da instituição e dos clientes foi concretizado com a autorização do Conselho de Administração Executivo. A recolha de informação permitiu dar resposta a algumas interrogações que foram suscitando o interesse, tais como compreender que além da principal atividade do banco ser a comercialização de produtos e serviços financeiros, promovem a realização de ações de responsabilidade social. Perceber quais as atividades que fariam com que os clientes participassem em projetos sociais para melhorar a comunidade local no âmbito das atividades da Fundação Crédito Agrícola do Noroeste. Entender a disponibilidade / vontade dos clientes para apoiar projetos de responsabilidade social promovidos pela Fundação Crédito Agrícola do Noroeste. O conceito de responsabilidade social ainda está a ser consensualizado. Deste modo...

Crédito Agrícola

Guimarães, Paulo Eduardo
Fonte: Assembleia da República Publicador: Assembleia da República
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
A institucionalização das caixas de crédito agrícola, a par do ensino agrícola, foi considerada uma das medidas mais importantes do período republicano por aqueles que pugnavam pelo desenvolvimento da agricultura portuguesa. Nesta nota apresenta-se a criação e o alcance desta instituição em Portugal continental, nas ilhas adjacentes e nas suas antigas colónias. = The creation of "Caixas de Crédito Agrícola", the agricultural banking system supported by the republicans, was considered one of the most important initiatives of the republican government to promote the agricultural development in the country. In this historical note, we describe the creation and the evolution and the achievements of this institution in Portugal and in his former colonies.

Criação de valor, gestão de risco e as medidas de performance ajustadas ao risco: aplicação do RAROC - Risk Adjustment Return on Capital - ao grupo crédito agrícola

Mósca, Maria de Fátima Mota
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Mestrado em Contabilidade e Gestão das Instituições Financeiras; Até à década de 80, as empresas eram avaliadas, tendo em conta critérios contabilísticos e indicadores financeiros. Tais critérios mostraram-se insuficientes no que diz respeito à percepção se as empresas estariam ou não a criar valor para os seus accionistas. É neste momento que se começa a implementar sistemas de gestão baseados no valor e surgem novas métricas de avaliação da performance empresarial baseadas no valor, em contraposição com estes indicadores mais tradicionais. Tendo a noção de que as instituições financeiras estão expostas a diferentes tipos de riscos, tornou-se essencial o estudo de medidas que avaliassem a sua performance e que estivessem ajustadas aos diferentes riscos. Surgiram, então, as chamadas RAPM - Risk Adjusted Performance Measures. Este trabalho tem como objectivo estudar a métrica RAROC – Risk-Adjusted Return on Capital – no Grupo Crédito Agrícola, para inferir sobre as vantagens e desvantagens da sua utilização. A tomada de decisão no que diz respeito à concessão de crédito deve ser baseada na utilização do RAROC, uma vez que só recorrendo a modelos como este, estar-se-á apto a escolher as operações que irão criar valor para o Grupo Crédito Agrícola. Concluí-se...

Captação de poupanças em meio rural. Estudo de casos na área social da Caixa de Crédito Agricola Mútuo da Costa Azul

Gomes, Ana Maria de Sá Almeida Bragança
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.75%
Mestrado em Engenharia Agronómica - Instituto Superior de Agronomia; Savings were, for a long time, the “forgotten half” of financial markets. Today they are commonly accepted as an important element in the socio-economical development. Ours purpose was to analyze the motivations that lead economical agents to build up savings, and how they think to apply those savings. For that, we retained the experience from centenary institutions – the ‘Caixas de Crédito Agrícola Mútuo’ (Mutual Agricultural Credit Unions) in Portugal, and among them we take, as a case study, the Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) da Costa Azul,. The fieldwork included Interviews with all the branch managers and prospectors of the CCAM Costa Azul and also interviews with customers over the phone. In the framework of the research a review of concept on finance intermediation and rural finance market are presented. There is also a brief review of cooperatives roles in developing countries and of rural credit union evolution in Portugal. Research lead to a typology of savers in rural and urban and semi urban areas. The categories considered, correspond to some diversified behaviour of customers depending, on their location in rural or urban; age and gender; training and employment status. ----RESUMO----Propusemo-nos analisar as motivações que conduzem os agentes económicos a constituir poupança. Para tal retivemos a experiência de instituições centenárias - as Caixas de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) em Portugal...

Avaliação e prevenção da fraude: Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila Franca de Xira

Gil, Margarida
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
Mestrado em Gestão; As instituições bancárias, pelo tipo de actividade, em termos simplistas, trata-se de instituições de crédito caracterizadas pela captação de fundos, são frequentemente alvo de fraude e de tentativas de fraude. O elevado número de clientes que se desloca aos balcões da vasta rede de agências bancárias aumenta o risco de exposição das instituições, sendo que, no entanto, o risco pode também surgir a nível interno, quando os próprios funcionários são os protagonistas no que diz respeito à ocorrência de fraude. O presente Projecto incide precisamente na avaliação e na prevenção da fraude na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila Franca de Xira, nomeadamente, registada ao nível das agências. Pretende-se numa primeira fase de diagnóstico, através da implementação de uma entrevista, proceder ao levantamento das situações de risco de fraude, sinais de alarme e identificar normas e procedimentos de prevenção da fraude afectos às diferentes situações. A fase relativa à intervenção visa compreender o risco de fraude afecto a cada situação de risco e especificar e sugerir sinais de alarme e procedimentos e normas de prevenção para cada situação. A implementação, que finaliza o Projecto...

Do mutualismo ao mercado. A banca mutualista em Portugal. Estudo de caso: o Crédito Agrícola Mútuo

Santos, Dina Maria Serrano
Fonte: Faculdade de Ciêncais Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciêncais Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sociologia, na especialidade de Sociologia Económica e das Organizações; Num mercado onde dominam os grandes grupos financeiros e onde existem estratégias agressivas de concorrência, o Crédito Agrícola, enquanto sistema cooperativo e mutualista bancário criado em 1911, tem conseguido não só sobreviver como obter sucesso. Este trabalho descreve o percurso do Crédito Agrícola desde a sua génese como projecto político, claramente alternativo à banca comercial, e a criação da legislação que o concebe de forma institucional até aos nossos dias, e procura compreender o seu crescimento e a sua readequação ao mercado e às instituições envolventes, também elas a sofrer uma enorme evolução. O capital social concretizado na sua origem, as alterações tecnológicas e organizacionais, a contenção e gestão do risco, a formação dos colaboradores e a standardização de procedimentos, são os principais factores analisados ao longo deste trabalho. As conclusões revelam a coalescência de círculos sociais diversos e de organizações de interesse na sua origem e em momentos chave de transformação institucional; um processo recente de isomorfismo institucional...

Relações contratuais de crédito agrícola e o papel dos agentes financeiros privados: teoria e evidências dos EUA

Chaddad,Fabio R; Lazzarini,Sérgio G
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.69%
Este trabalho analisa a questão do financiamento da produção agrícola sob uma ótica sistêmica, considerando o papel dos agentes privados no fornecimento de crédito rural. Desenvolve-se a idéia de que o volume e o custo de recursos financeiros disponibilizados para a produção agrícola são afetados por "fricções" em diversas transações sequenciais interligando emprestadores e tomadores de crédito. O objetivo do trabalho é analisar as vantagens comparativas dos diversos agentes que atuam no mercado de crédito, enfocando o potencial de cada agente em reduzir as tais fricções. Esta análise comparativa baseia-se na leitura do funcionamento do mercado de crédito agrícola dos Estados Unidos e pode ser aplicada nara o desenvolvimento de novos arranjos contratuais no mercado brasileiro.

Políticas trabalhista, fundiária e de crédito agrícola no Brasil

Rezende,Gervásio Castro de
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.66%
Este artigo discute as causas do padrão concentrador do desenvolvimento agrícola brasileiro recente, expresso no predomínio da produção em grande escala, elevado índice de mecanização e baixa absorção de mão de obra não qualificada. Cita, inicialmente, a existência de duas posições antagônicas que procuram explicar esse fato: uma, que culpa a herança latifundiária de nossa agricultura, e a outra, que vê nisso um determinismo tecnológico, não havendo, assim, possibilidade de atuar sobre esse problema sem incorrer numa perda em termos de eficiência econômica. Este trabalho, contudo, atribui às políticas trabalhista agrícola, fundiária e de crédito agrícola, instituídas na década de 1960, a responsabilidade maior por esse problema. Conforme a análise apresentada, essas políticas inviabilizaram o mercado de trabalho agrícola temporário e a agricultura familiar, ao mesmo tempo em que fomentaram a mecanização agrícola e o predomínio da produção em grande escala. O trabalho termina propondo uma desregulamentação dos mercados de trabalho e de terra na agricultura brasileira, assim como uma redução drástica do subsídio ao crédito rural.

Grau de satisfação e fidelização dos clientes da Caixa de Crédito Agrícola de Valpaços

Teixeira, Lurdes Morais Tender
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
O presente trabalho tem como objetivo principal avaliar o grau de satisfação e fidelização dos clientes do Crédito Agrícola de Valpaços. Para tal, utilizou-se como instrumento de recolha de dados um inquérito por questionário, desenvolvido pelos autores Silva e Gomes (2008). Foram aplicados a 250 clientes da CCAV de forma aleatória, de um total de 2396 clientes, tendo-se assumindo um erro amostral de 5,87% e um nível de significância de 5%. Dos resultados obtidos pode concluir-se que 94,8% dos clientes inquiridos encontram-se positivamente fidelizados e globalmente satisfeitos (100%). Ainda, 98% dos clientes inquiridos, recomendam a CCAV a familiares e amigos, esta resposta é extremamente favorável para a CCAV, uma vez que o marketing boca a boca é gratuito e tem uma grande eficácia. Tendo por base ainda o modelo RFM e analisando a segmentação que o mesmo gerou, verificou-se de um total de 242 clientes, 97,5% (236 clientes) posicionaram-se numa frequência de 3 pontos e atendendo à segmentação do valor monetário médio observou-se que os clientes encontram-se posicionados na recência igual a 3 e frequência igual a 5, sendo que os clientes que compram várias vezes gastam em média 200.000€. Deste modo, a CCAV pode implementar estratégias que permitam ir de encontro às necessidades de cada segmento de clientes e como agir...

Relatório de Estágio Curricular - Crédito Agrícola (CA), Delegação Terras de Sousa, Ave, Basto e Tâmega (Guimarães)

Costa, Nanci
Fonte: Instituto Politecnico da Guarda Publicador: Instituto Politecnico da Guarda
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
O presente relatório de estágio, tal como o nome indica, reporta-se à descrição de um estágio curricular, cuja duração foi de 400 horas, realizado numa instituição bancária: o Crédito Agrícola de Guimarães. O estágio decorreu no período de 19 de Julho a 14 de Outubro de 2011, sob a orientação na instituição da Dra. Isabel Abreu. O referido estágio curricular teve como objectivo dotar a discente do Curso de Gestão da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda de uma componente prática do curso. Assim, neste relatório será apresentado o Crédito Agrícola e todas as actividades realizadas pela estagiária ao longo do estágio, desde as actividades de Front Office (Actividades de atendimento geral aos clientes) às do Back Office (Actividades de atendimento mais personalizado).

Avaliação dos efeitos da crise financeira nas actividades das caixas de crédito agrícola

Coelho, Maria Leonor Soares
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.78%
Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais; A crise Subprime tem afectado variados sectores económicos e financeiros, sendo o seu impacto particularmente significativo no sector das instituições de crédito, quer nacionais quer estrangeiras. Este trabalho tem como objectivo avaliar em termos gerais qual o impacto da crise Subprime na actividade do sector bancário português e determinar o real comportamento das Caixas de Crédito Agrícola em contraponto com as restantes instituições financeiras do País, uma vez que, ao contrário das suas congéneres espanholas, Caixa de Aforro, estas não apresentavam sinais de terem sido fortemente afectadas pela crise Subprime. Para tal, procede-se a um estudo do sector bancário português, começando-se por apresentar uma breve caracterização deste sector durante o século XX, seguida de uma aferição ao enquadramento macroeconómico adverso, das medidas tomadas pelo Governo Português para conter e resolver a crise financeira e às principais propostas de Basileia III. Foi igualmente analisado o aumento da procura por produtos financeiros de estrutura complexa, a ausência de liquidez nas Caixas de Aforro espanholas e as reestruturações feitas ao sistema financeiro espanhol...

Labor, land and agricultural credit policies and their adverse impacts on poverty in Brazil; Discussion Paper 169 : Labor, land and agricultural credit policies and their adverse impacts on poverty in Brazil; Políticas trabalhista, fundiária e de crédito agrícola e seus impactos adversos sobre a pobreza no Brasil

Rezende, Gervásio Castro de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Discussion Paper
EN-US
Relevância na Pesquisa
66.61%
Este trabalho procura discutir a questão do padrão concentrador do desenvolvimento agrícola brasileiro recente, expresso no predomínio da produção em grande escala, no elevado índice de mecanização e na baixa absorção de mão-de-obra não-qualificada. Propõe-se, inicialmente, a existência de duas posições antagônicas que procuram explicar esse fato: uma, que culpa a herança latifundiária de nossa agricultura, com a implicação de que a solução requereria uma reforma agrária radical; e a outra, que vê nisso um determinismo tecnológico, não havendo, assim, possibilidade de atuar sobre esse problema sem incorrer em uma perda em termos de eficiência econômica. Discordando radicalmente dessas duas posições, este trabalho atribui às políticas trabalhista agrícola, fundiária e de crédito agrícola, instituídas na década de 1960, a responsabilidade maior por esse problema. Conforme a análise apresentada, essas políticas inviabilizaram o mercado de trabalho agrícola temporário e a agricultura familiar, ao mesmo tempo em que fomentaram a mecanização agrícola e o predomínio da produção em grande escala. O trabalho termina propondo, de modo consistente com a análise apresentada, que a única maneira de iniciar a desconcentração de nosso crescimento agrícola é através de uma desregulamentação radical dos mercados de trabalho e de aluguél de terra...

Labor, land and agricultural credit policies and their adverse impacts on poverty in Brazil; Texto para Discussão (TD) 1180a: Labor, land and agricultural credit policies and their adverse impacts on poverty in Brazil; Políticas trabalhista, fundiária e de crédito agrícola e seus impactos adversos sobre a pobreza no Brasil

Rezende, Gervásio Castro de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
EN-US
Relevância na Pesquisa
66.61%
Este trabalho procura discutir a questão do padrão concentrador do desenvolvimento agrícola brasileiro recente, expresso no predomínio da produção em grande escala, no elevado índice de mecanização e na baixa absorção de mão-de-obra não-qualificada. Propõe-se, inicialmente, a existência de duas posições antagônicas que procuram explicar esse fato: uma, que culpa a herança latifundiária de nossa agricultura, com a implicação de que a solução requereria uma reforma agrária radical; e a outra, que vê nisso um determinismo tecnológico, não havendo, assim, possibilidade de atuar sobre esse problema sem incorrer em uma perda em termos de eficiência econômica. Discordando radicalmente dessas duas posições, este trabalho atribui às políticas trabalhista agrícola, fundiária e de crédito agrícola, instituídas na década de 1960, a responsabilidade maior por esse problema. Conforme a análise apresentada, essas políticas inviabilizaram o mercado de trabalho agrícola temporário e a agricultura familiar, ao mesmo tempo em que fomentaram a mecanização agrícola e o predomínio da produção em grande escala. O trabalho termina propondo, de modo consistente com a análise apresentada, que a única maneira de iniciar a desconcentração de nosso crescimento agrícola é através de uma desregulamentação radical dos mercados de trabalho e de aluguel de terra...

Retos del crédito agrícola: estudio de caso de la intermediación financiera en el sur de Sonora, México

Camiro Pérez,Mario Alberto; Altamirano Cárdenas,Reyes; Rojas Herrera,Juan José
Fonte: El Colegio de Sonora Publicador: El Colegio de Sonora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 ES
Relevância na Pesquisa
66.6%
En años recientes, la política agrícola oficial ha orientado sus esfuerzos para construir el sistema financiero rural sustentado en un arreglo institucional nuevo. En consecuencia, el Estado mexicano impulsó la creación de la Financiera Rural como banca de desarrollo, y así encaminar sus actividades en torno al crédito agrícola como servicio fundamental del sistema. Asimismo, con el fin de facilitar su transición como banca de segundo piso, se estableció un programa de apoyo a los intermediarios financieros rurales, para mejorar el servicio del crédito agrícola a los productores nacionales. En este contexto, el presente estudio analiza el papel de la Financiera Rural y los retos de la intermediación financiera, con base en un estudio de caso en el valle del Yaqui, Sonora, donde, a pesar de su potencial, las organizaciones de agricultores enfrentan restricciones importantes para acceder a servicios financieros e integrarlos a sus estrategias de desarrollo.