Página 1 dos resultados de 97 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Fragmentos da cena cibercultural: transdisciplinaridade

CORRÊA, Elizabeth Saad
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Este artigo procura construir um panorama não extensivo do tema cibercultura. Passa pela conceituação de cibercultura mais utilizada; recupera a correlação. ciber/contra/cultura; correlaciona a cena cibercultural às possibilidades de criação e disseminação da cultura, da informação e do conhecimento em geral por meio das redes informacionais; e discute o seu papel na construção das competências comunicativas na sociedade contemporânea; This paper seeks to build up an abridged panorama of cyberculture. It goes over the most used conceptual framework of cyberculture, and shows how it is related to counterculture. It relates the cyberculture scene to the possibilities of creating and disseminating culture, information and general knowledge through digital information networks; and discusses its role in the development of communication skills in contemporary society.

Vivendo a sociedade alternativa: Raul Seixas no panorama da contracultura jovem; Living in an alternative society: Raul Seixas in the young counterculture context

Boscato, Luiz Alberto de Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.74%
Esta tese trata da Contracultura: conjunto de movimentos de rebelião juvenil das décadas de 1960 e 1970, mas cujas raízes são anteriores, tendo como eixo temático a obra de Raul Seixas, no que se refere ao projeto de construção de uma Sociedade Alternativa. A Sociedade Alternativa é considerada por mim como o enorme leque de lutas libertárias de toda uma geração jovem que ousou discordar das "verdades prontas e acabadas" que nos são oferecidas pelo mundo capitalista.; This thesis deals with counterculture: the whole of movements of juvenile rebellion of the decades of 1960 and 1970, having as thematic axle the musical composition of Raul Seixas, as for the project of the construction of an Alternative Society. The Alternative Society is considered by me as the enormous fan of libertarian fights of all a young generation that dared to disagree with the "ready and finished truths" that in is offered by the capitalist world.

O discurso da contracultura no Brasil: o underground através de Luiz Carlos Maciel (c. 1970); The Counterculture in Brazil: the underground discussed by Luiz Carlos Maciel (c. 1970)

Capellari, Marcos Alexandre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.74%
Dos Estados Unidos da América, o movimento denominado "contracultura" se propagou, nos anos sessenta do século XX, para diversos países, entre os quais o Brasil. Em meio à repressão imposta pelo regime militar, sobretudo a partir do AI-5, de dezembro de 1968, o ideário libertário da contracultura foi discutido por Luiz Carlos Maciel na coluna Underground de O Pasquim. Este trabalho analisa as motivações do movimento contracultural internacional e sua introdução no Brasil em um período marcado por fortes rivalidades políticas e ideológicas. Questiona, com base no discurso do autor acima citado, se a concepção de liberdade proposta pelo movimento é, como defende a crítica, mera expressão de escapismo hedonista ou efetivamente revolucionária. Investiga as origens históricas desse ideário, o qual é identificado como uma resposta à emergência do capitalismo e do cientificismo.; In the 1960s, a movement named counterculture spread out from the United States of America over many other countries in the world, including Brazil. Along with the repression imposed by the Brazilian military regime - mainly just after AI-5 - the set of libertarian doctrines of the counterculture started being discussed by Luiz Carlos Maciel in his column called "Underground" in the weekly newspaper O Pasquim. This study goes through the motivations of the international countercultural movement and its introduction into Brazil in a period distinguished by severe political and ideological rivalries. Furthermore...

Por um jornalismo contracultural: linhas de fuga no new journalism; Por um jornalismo contracultural: linhas de fuga no new journalism

Demetrio, Silvio Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.22%
A argumentação da presente tese parte do New Journalism como plataforma para discussões sobre a linguagem jornalística. A Contracultura enquanto fenômeno político serve de enquadramento histórico sobre o qual se trabalha a noção de uma política antidisciplinar como recurso de enfrentamento às inscrições da imprensa sobre o plano da reprodução das ideologias hegemônicas.; The following thesis is an argumentation about the New Journalism as a plataform for the discutions envolving the ordinary journalistic language. The Counterculture is taken as a politic event featuring the historic plan wich is discussed by the anti-disciplinary protest. This notion is taken as a estrategy to resist against the passive hegemonic ideological reproduction.

Arquitetura alternativa: 1956-1979; Alternative Architecture:1956-1979

Carranza, Edite Galote Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.54%
Esta tese trata de uma parcela minoritária da arquitetura paulista que foi partícipe da Contracultura brasileira, no período de 1956-1979. O trabalho teve como eixo temático a trajetória dos arquitetos Lina Bo, Sérgio Ferro, Rodrigo Lefèvre, Flávio Império, Eduardo Longo, Vitor Lotufo e Pitanga do Amparo; constatou a singularidade de suas produções em relação ao contexto hegemônico; analisou obras exemplares dessas produções através do re-desenho e levantamentos in loco; identificou correspondências entre tendências contemporâneas internacionais e o debate de ideias e ideais com a cena cultural ampliada às áreas de música, teatro, jornalismo, literatura, artes plásticas e cinema. A autonomia teórica e crítica e o comportamento diferenciado dos arquitetos elencados, constituiu-se num questionamento ao status quo sóciocultural, à linha hegemônica da Escola Paulista Brutalista e ao Estilo Internacional. Os projetos, da denominada Arquitetura Alternativa, se distinguiram pelas soluções plásticas, uso de materiais e técnicas construtivas vernaculares ou adotando novas abordagens, repúdio à serialização ou industrialização e busca de fontes de legitimação mediante interfaces multidisciplinares. A Arquitetura Alternativa...

Don't be evil: universidade, empresa e contracultura em interação na empresa Google Inc.; Don't be evil: university, company and counterculture in interaction in the company Google Inc.

Gonzalez, Cristiana de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.54%
Esta pesquisa tem por objetivo entender as diferentes dinâmicas estabelecidas entre contracultura, economia e ciência a partir da noção de matriz de entrelaçamento. A empresa Google Inc e o objeto que melhor permite analisar as zonas fronteiriças que entrelaçam esses três elementos, preservando seus referentes e suas fronteiras.Assim este e um trabalho que tenta explorar por meio de quais processos as praticas e valores da contracultura e da produção de conhecimento científico que, ao mesmo tempo em que não eram frontalmente anti-mercado, mas que inicialmente não estavam subordinadas à produção capitalista, acabam muitas vezes se impondo aos objetivos de mercado, à forma de produção de conhecimento do capitalismo flexível, por provarem sua eficiência tecnica e sucesso comercial. Irei me referir a esses três elementos dentro de uma perspectiva dos regimes, que estabelece que cada regime tem sua base histórica, possui sua própria divisão de trabalho, seus próprios modos de produção cognitiva e de artefatos e tem audiências específicas.; This research aims to understand the different dynamics between established counterculture, economics and science from the notion of entanglement matrix. The company Google Inc. is therefore the best subject for an analysis of edge cases that intertwine these three elements...

Ilusão concreta, utopia possível: contraculturas espaciais e permacultura (uma mirada desde o cone sul); Concret illusion, possible utopia: spatial counterculture and permaculture (a glance from the Southern Cone)

Silva, Luis Fernando de Matheus e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.22%
A presente pesquisa visa compreender e analisar criticamente o discurso de sustentabilidade e as práticas constitutivas da permacultura, debatendo tanto o potencial que elas podem oferecer à construção de um utopismo dialético norteado por uma nova práxis ambiental, como as contradições geradas a partir de sua inserção em uma sociedade capitalista, orientada pelo lucro e pela tendência geral em transformar todas as coisas em mercadorias. Pensada originalmente na década de 1970 pelos australianos Bill Mollison e David Holmgren, a permacultura diz respeito à criação de assentamentos humanos sustentáveis e resilientes, feita com base em princípios e técnicas específicos. A partir da década de 1990 paralelamente à ascensão e à globalização do neoliberalismo tem sido verificado um novo boom na eclosão e disseminação de experiências comunitaristas alternativas e sustentáveis, muitas das quais baseadas na permacultura, o que é sintomático do atual estágio da geografia histórica do capitalismo, apontando de um lado para a crise estrutural e multifacetada experimentada nos dias de hoje, e, de outro, para a urgência em se buscar formas distintas de sociabilizar-se e de relacionar-se com a natureza. Sustenta-se que estas experiências configuram a etapa mais recente de um fenômeno cujas origens podem ser rastreadas na segunda metade do século XIX e que aqui se denomina contraculturas espaciais...

Produção de fanzine e circulação de informação no movimento Anarcopunk no Brasil nos anos 1990: um estudo do Favo de Fel

Ferreira, Glauber West
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Este estudo busca contribuir para o diálogo interdisciplinar entre os campos da Comunicação e da Informação. Através da investigação de processos e artefatos de trocas simbólicas, busca compreender a relação entre comunicação e movimentos sociais, caracterizando as particularidades que se manifestam nesse contexto. Para isso, explora o universo dos fanzines no movimento anarcopunk, uma das manifestações da contracultura no Brasil. A partir da análise do fanzine Favo de Fel, propõe a identificação de algumas categorias comunicativas e informacionais significativas para o entendimento do fanzine no contexto dos movimentos sociais. Levanta, através da técnica de análise de conteúdo, os dados necessários para compor um conjunto de características representativas das estratégias comunicacionais e de performance informacional na composição, publicação e distribuição de fanzines. Reflexões sobre o impacto deste tipo de publicação no seio dos movimentos sociais são experimentadas. Prepara, igualmente, um terreno temático introdutório para outras investigações de caráter mais aprofundado no campo da motivação na aquisição de conhecimento, sobre procedimentos não convencionais de troca de informação e sobre autodidatismo. Conclui que os procedimentos levados a cabo pelos autores e leitores de fanzines desconstroem o modus operandi conservados pelos veículos convencionais de comunicação e nas instituições legitimadoras do aprendizado. Ao mesmo tempo...

Musas e moscas na produção poética de Lucy Brandão : contracultura, tensão dissonante e hibridismo cultural.; Muses and flies in the poetry of Lucy Brandao: counterculture, dissonant tension and cultural hybridity.

Xavier, Antônio José Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
ABSTRACT Lucy Brandão s poetry, produced among the 70s, 80s and 90s of the 20th century, is characterized as a happening of the modern Alagoana Literature, by its expansionist, emancipative, renewable and democratic movement, in Néstor Garcia Canclini s sense (2003). Her poetry is borne on a negative and dissonant lyricism that has been already studied by Hugo Friedrich (1978). She performed her urban repentes and produced hybrid objects of art by mixing several languages and using a dense relation with ethics and aesthetics of existence, rare in her time. By the way, she joined the big refusal called counterculture in the occidental world, in a vanguard behaviour with the forefront of the post-60 maceioense artists that nourished themselves with the utopian reserves from the 19th century and the beginning of the 20th century. Her voice registers, in the urban maceioense country, a singular aesthetic happening that promoted a transcultural trance in the traditional and the beat generation up-todating.; A poesia de Lucy Brandão, produzida entre as décadas de 70, 80 e 90, caracteriza-se como evento da modernidade alagoana, por seu movimento expansionista, emancipador, renovador e democratizador, na acepção de Néstor Garcia Canclini (2003). Portadora de uma negatividade lírica dissonante...

Vers une scène commune : rapports croisés entre poésie et chanson chez Raoul Duguay (1966-1970)

Beaudry, Jennifer
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
27.54%
Ce mémoire porte sur les deux premiers recueils de Raoul Duguay (ruts et or le cycle du sang dure donc). Il cherche à examiner les liens étroits qu’entretient la poésie de Duguay avec la production parallèle du poète, qui s’oriente dès la fin des années 1960 vers la chanson. Le mémoire s’attachera d’abord, dans le premier chapitre, à présenter l’histoire des liens entre les poètes et la chanson au Québec afin de relever les points de contact significatifs au cours des années 1960 et de poser le cadre théorique de la chanson comme objet d’étude. Dans un deuxième temps, l’analyse des deux premiers recueils de poèmes de Duguay nous mènera à une réflexion sur la présence de la métaphore du chant, puis de la parole poétique en poésie québécoise, qui annonce un changement de paradigme dans l’approche du lyrisme et du sujet lyrique. Enfin, le troisième chapitre se penchera sur le contexte contre-culturel québécois, pour examiner le discours et le contre-discours sur la poésie, pour expliquer le phénomène de décloisonnement des genres qui conduit Raoul Duguay à investir le champ de la culture populaire de sa poésie. Il y sera aussi question du sujet « dans le langage », de l’expérience de la langue et de la subjectivité de la voix.; This thesis addresses the early works of Raoul Duguay. Our study focuses on the first two collections of poem (ruts [1966] and or le cycle du sang dure donc [1967])...

Surf aces resurfaced: The Beach Boys and the greening of the American counterculture, 1963-­1973

Carter, Dale
Fonte: Universidad de Alcalá Publicador: Universidad de Alcalá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
37.74%
The rise of the American counterculture between the early-­‐ to mid-­‐1960s and early-­‐ to mid-­‐1970s was closely associated with the growth of environmentalism. This article explores how both informed popular music, which during these years became not only a prominent form of entertainment but also a forum for cultural and social criticism. In particular, through contextual and lyrical analyses of recordings by The Beach Boys, the article identifies patterns of change and continuity in the articulation of countercultural, ecological, and related sensibilities. During late 1966 and early 1967, the group’s leader Brian Wilson and lyricist Van Dyke Parks collaborated on a collection of songs embodying such progressive thinking, even though the music of The Beach Boys had previously shown no such ambitions. In the short term, their efforts floundered as the risk-­‐ averse logic of the commercial music industry prompted group members to resist perceived threats to their established profile. Yet in the long term (and ironically in the name of commercial survival)...

A dança marginal de Maria Esther Stockler : um dançar imagético; The marginal dance of Maria Esther Stockler : an imagery dance

Julia Corrêa Giannetti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
27.22%
O trabalho traz à tona a vida e obra da artista da dança brasileira Maria Esther Stockler. Em parceria com José Agrippino de Paula - autor e diretor influente do tropicalismo - concentraram suas produção cênicas inovadoras nos anos de 1967 a 1970. Posterior a isso, o foco de suas pesquisas começa, cada vez mais, a ser conduzido para as experiências antropológicas em diferentes lugares que morou e viajou, como África, Arembepe-BA no Brasil, Peru e Bali. Maria Esther imprime essas experiências nas formas do seu corpo em movimento e apoiada no dispositivo criativo do vídeo, ambos realizam uma das primeiras produções experimentais unindo cinema e dança no Brasil. Representantes da contracultura, buscaram a construção de uma estética própria, mas muito sintonizados com aspectos presentes na arte de vanguarda do Ocidente. O trabalho situa a artista no contexto histórico e artístico da época, que mesmo à margem da produção das artes da cena, principalmente da dança, e com uma atuação teatral em um curto espaço de tempo, exerceu um papel de referência nos modos de produzir de uma geração de artistas desse período. Desse modo, a pesquisa segue os vestígios de uma figura peculiar da história da dança brasileira...

Different shades of green: a dark green counterculture in Ted Hughes's "Crow"

Lidström, Susanna
Fonte: Universidad de Alcalá Publicador: Universidad de Alcalá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
27.54%
This essay argues that Crow, a collection of poems by Ted Hughes published in 1970, forms part of a countercultural ovement that began to emerge in the 1960s and that continues to find new forms in the current century. In the form it takes in Crow, this movement protests against a relationship between humans and nature based on a primarily Christian world view combined with what it considers an exaggerated belief in science and technology. This combination and its relation to environmental crisis was first addressed by Lynn White in his classical article from 1967, “The Historical Roots of our Ecologic Crisis”. This analysis attempts to demonstrate that the Crow poems, written in the years immediately following the publication of White’s article, express a similar set of ideas in poetic form. Hughes goes a step further than White, and envisions an alternative, spiritual rather than religious, framework for the nature-­‐human relationship. This alternative is characterised as part of a counterculture described by Bron Taylor in Dark Green Religion. According to Taylor, dark green religion defines a variant of environmentalism based on a spiritual view of nature (similar but not identical to deep ecology). This essay suggests that Hughes’s Crow is a version of this counterculture.; Este ensayo argumenta que Crow...

“Blown away like apples by the fickle wind of the twentieth century”: counterculture resistance and the wilderness condition in Richard Brautigan's "Trout fishing in America"

Anderson, Jill E.
Fonte: Universidad de Alcalá Publicador: Universidad de Alcalá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
27.54%
Many critics consider Richard Brautigan’s 1967 novel Trout Fishing in America a coming-of-age account of a wayward, outsider narrator discovering that the pastoral mode is no longer viable in midcentury America. However, these readings often ignore Brautigan’s explicit political affinity and his conscious engagement with a specific setting—southern California in the mid- to late-60s. This paper explores Brautigan’s Counterculture ethic, which critiques the mindless prevalence of mainstream, middle-class America’s habit of consumption, production, and destruction of the natural world. Linking the lack of individual free will with the postwar technology boom, Brautigan engages with the natural landscape and in communities of one’s own making. As a result, the novel is peopled with alienated drop-outs, the victims of America’s technocracy. The “trout fishing in America” refrain, with its many incarnations, is one of the modes through which these characters’ operate within Counterculture principles, namely through their self-imposed poverty and criticism of the way America uses and abuses its citizens and the natural world.; Muchos críticos consideran la novela de Richard Brautigan Trout Fishing in America (1967) un relato iniciático de un narrador forastero y obstinado que descubre que el modo pastoril ya no es viable en los Estados Unidos de mediados de siglo. Sin embargo...

Paul Chamberland, de Parti pris à la contre-culture

Beauchemin-Lachapelle, Hugo
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
FR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Au tournant des années 70, Paul Chamberland, cofondateur de la revue Parti pris, délaisse le nationalisme québécois pour épouser les idéaux de la contre-culture. Ce mémoire étudie la continuité discursive et poétique de cette conversion en surmontant la tentation de voir là un strict reniement des idéaux politiques de Chamberland. En utilisant la pragmatique littéraire, plus précisément les notions de discours constituant, d’ethos et de scénographie tels que développés par Dominique Maingueneau nous étudierons deux recueils emblématiques des positions politiques que prônait Chamberland au moment de leur rédaction, soit L’afficheur hurle et Éclats de la pierre noire d’où rejaillit ma vie. Nous les mettrons en étroit rapport avec les communautés discursives les ayant façonnés, soit celles constituées par Parti pris et la contre-culture. Nous verrons ainsi que les discours constituants éclairant les positionnements de Chamberland conditionnent son travail poétique en fonction de l’idéal humaniste du progrès humain et du dépassement de toute aliénation. Ainsi, le néonationalisme et la contre-culture, selon ce qu’ils définissent comme étant la cause de cette aliénation, conditionnent étroitement la scénographie présentée par chacun des recueils. Il sera alors possible de voir comment la démystification coloniale sur laquelle repose la rédaction de L’afficheur hurle se prolonge en se radicalisant dans le désir d’échapper à la dictature de la raison instrumentale...

Surrealismo à mineira; A surrealist from Minas

SILVA, Andrea Catropa da
Fonte: UNIV ESTADUAL PAULISTA-UNESP Publicador: UNIV ESTADUAL PAULISTA-UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Marginal poetry (poesia marginal) has motivated several studies concerning features common to some poets in the literary scene of the nineteen seventies. On the part of contemporary criticism, however, the focus has been on specific details of each writer from that period. The poet Afonso Henriques Neto debuted with the book 0 misterioso ladrao de Tenerife (1972), written in partnership with Eudoro Augusto, and has revealed an influence of surrealist procedures in all his works published since then. The largely casual style and everyday themes are present in several of his texts, where they coexist with prolific imagery and unusual elements which point out the central conflict of his poetry: the oscillation between the affirmation of the intrinsic value of literature, and the perception of its crisis in a peculiar historical moment. In this sense, we consider how the appropriation of the surrealist denial of rationalism and common sense by the Beat Generation and the counterculture ""filtered"" the reception of the avant-garde movement, influencing the poet's work.

Geraldo Porto : uma participação na arte contemporânea do Brasil no contexto da contracultura dos anos sententa; Geraldo Porto : a participation in the Brazilian contemporary art in the seventies's counterculture context

Geraldo Nogueira Porto Filho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.54%
Neste trabalho são comentadas as exposições e participações de Geraldo Porto nos Salões oficiais de Arte Contemporânea do Brasil desde 1966, destacando o ano de 1974, quando conquistou o reconhecimento da crítica especializada pela sua obra artística. É privilegiada uma análise de sua atuação no movimento de contracultura e de suas curadorias de "Arte Incomum" com a apresentação dos registros documentais e publicações na imprensa. Geraldo Porto participou e refletiu criticamente sobre a Arte Contemporânea, contribuindo para a História da Arte em Campinas e no Brasil neste período de rupturas e transgressões no Brasil e no mundo. Teve as suas obras selecionadas pelos mais atuantes e destacados críticos de arte da época, como Mário Schemberg, Walter Zanini, Roberto Pontual, Olívio Tavares de Araujo, Márcio Sampaio, José Roberto Teixeira Leite, Frederico de Morais, Aracy Amaral, Wolfgang Pfeiffer, José Geraldo Vieira, Mário Barata, Waldemar Cordeiro e Walmir Ayala, entre outros. A tese apresenta um breve relato do seu trabalho como monge beneditino, pesquisador, curador e professor de arte na Universidade Estadual de Campinas desde 1984.; This work discusses the exhibitions and participating in the Expositions of Contemporary Art in Brazil of Geraldo Porto since 1966...

CULTURA E CONTRACULTURA: FERLINGHETTI; CULTURA E CONTRACULTURA: FERLINGHETTI

Rafael, Raisa Damascena; Ribeiro, Luiz Antonio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.54%
The following article intends to establish a parallel between the concepts of Culture and Subculture, opposed to the idea of Counterculture, as proposed by Luis Britto García. For that, the American beat poetry, movement formed by the 60’s poets who intended to disarticulate the established values, was used as a reference. As a method, the authors studied Lawrence Ferlinghetti and how there is a procedure that focuses in a function of a “Reading”, both in his writing composition and in his methods as a book editor: a Reading of poetry, of the world and of his generation. The reader, then, becomes the utopia of writing and of the genesis of a culture, or counterculture, outside of the institutionalized and established logics.; O presente artigo tem como objetivo traçar um paralelo entre os conceitos de Cultura e Subcultura, em contraponto à ideia de Contracultura, como proposto por Luis Britto García. Para isso, utilizamos como referência a poesia beat americana, movimento formado pela geração de poetas da década de 60 que tinha como proposta uma desarticulação dos valores estabelecidos. Como método, nos aproximamos de um desses poetas, Lawrence Ferlinghetti e observamos que, tanto na composição de sua escrita, quanto no seu papel como editor de livros...

An analysis of transitivity in America as bullring arena by Jim Morrison; ANÁLISE DE TRANSITIVIDADE EM “AMERICA AS BULLRING ARENA”, DE JIM MORRISON

Steil, Juliana; Gama, Maria Elizabeth da Costa
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2006 POR
Relevância na Pesquisa
27.87%
This work explores aspects of ideology, as defined by Fairclough (1992), in a text written by the American poet Jim Morrison. The poet wrote his poems in the pinnacle of counterculture, social movement with libertarian characteristics risen in the sixties. Methodologically, the study is guided by Critical Discourse Analysis. We used Halliday’s Functional Grammar (HALLIDAY, 1985; 2004), a theoretical tool which is very utilized by Linguistics researchers. In the poem “America As Bullring Arena” (MORRISON, 1993), using transitivity, we investigated the ideological relations expressed in its discourse compared to the values of the context in which it was produced (counterculture). The analysis results show that the author’s work is in line with the ideologies of the counterculture movement. “America As Bullring Arena” implies the interests of counterculture.; O trabalho que aqui se apresenta explora aspectos de ideologia, como definido por Fairclough (1992), num texto do estadunidense Jim Morrison. O poeta em questão atuou no auge da contracultura, movimento social de caráter libertário dos anos 60. Metodologicamente, o estudo está pautado na Análise Crítica do Discurso. Fez-se uso da Gramática Funcional de Halliday (1985; 2004)...

Rasga coração, by Vianinha, and Hair: proximity and distance in a counterculture context; Rasga coração, de Vianinha, e Hair: aproximação e distanciamento num contexto de contracultura

Oliveira, Éwerton Silva de; Universidade de São Paulo
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
27.54%
Considering the plays’ formal and content structure, and the political and cultural movements of the 60’s and 70’s youth¾the counterculture among them¾in the North-American context and in the Brazilian historical process (including the dictatorship present in Brazil in these decades), this article aims to analyze how the musical called Hair (1967), by the American actors James Rado and Gerome Ragni, and Rasga coração (1974), a play by the Brazilian playwright Oduvaldo Vianna Filho (Vianinha), represent the presence of the counterculture, with its innovations and contradictions, similarities and differences, in Brazil and in the United States. This representation is made especially by the young characters of these plays, and the different focus Rasga coração and Hair give to this political-cultural movement is also emphasized in the article.; Considerando a estrutura formal e conteudística das obras, e os movimentos políticos e culturais dos jovens dos anos 1960 e 1970 – dentre eles, a contracultura – no contexto norte-americano e no processo histórico brasileiro (este último incluindo a plena vigência de uma ditadura militar), o presente artigo procura analisar como o musical Hair (1967), dos atores norte-americanos James Rado e Gerome Ragni...