Página 1 dos resultados de 129 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A importância do contrato psicológico para o elevado desempenho : estudo de caso num hospital universitário português

Nave, Marta Filipa Neves.
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
A Importância do Contrato Psicológico para o Elevado Desempenho: Estudo de Caso num Hospital Universitário Português. v RESUMO Num contexto em que os cortes orçamentais são uma realidade e num quadro de pedido de ajuda externa, a Gestão do Desempenho é inevitável em organizações complexas, em particular as de serviços, como hospitais universitários. A capacidade de atracção e retenção dos profissionais de excelência com elevado desempenho organizacional e bem-estar psicológico é facilitada e garantida, pelo uso de um instrumento progressista de gestão, como o Contrato Psicológico. No entanto, muito ainda está por compreender sobre a sua influência para o alto desempenho organizacional, nomeadamente, no que se refere à prioridade das políticas e procedimentos de gestão do potencial humano. Este trabalho, adoptando uma abordagem sócio-psicológica, procura melhor compreender a importância e significado do Contrato Psicológico do ponto de vista dos profissionais de saúde enquanto gestores. Com base em entrevistas semi-estruturadas a 10 directores de serviço de um grande hospital universitário e fazendo uso de um código de análise dos discursos produzidos concluímos que a vertende Eudomónica do bem-estar psicológico...

O contrato psicológico e o comprometimento organizacional de servidores públicos de agências reguladoras brasileiras

Pantaleão, Berenice Vallota
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.83%
Este estudo versa sobre contrato psicológico e comprometimento organizacional, no contexto das agências reguladoras, autarquias da administração pública brasileira. Os contratos psicológicos são as expectativas e crenças dos indivíduos a respeito das obrigações recíprocas entre eles e suas organizações. O contrato psicológico é criado de forma espontânea e não faz parte do acordo formal entre empregado e empregador. O comprometimento organizacional refere-se à forma como cada pessoa percebe a motivação de seu vínculo com a organização, que pode ser de cunho afetivo, que reflete um desejo, instrumental, que reflete uma necessidade ou normativo, que reflete uma obrigação. A pesquisa realizada objetivou identificar se existe alguma relação e qual seria esta relação, entre os quatros tipos de contrato psicológico: relacional, equilibrado, transacional e transitório, com os três tipos de comprometimento organizacional, dos servidores públicos de agências reguladoras, que têm direito à estabilidade funcional, o que significa direito de manter o emprego permanentemente. O resultado da pesquisa demonstrou as relações existentes entre as variações de contrato psicológico e comprometimento organizacional dos servidores...

Contrato psicológico e comportamentos de cidadania organizacional : análise da relação num contexto de mudanças no setor da saúde

Vieira, Márcia Andreia Marques
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
Dissertação de mestrado em Gestão de Unidades de Saúde; O presente estudo procurou conhecer a relação entre a natureza do contrato psicológico e os comportamentos de cidadania organizacional (CCO), bem como os efeitos do incumprimento do contrato psicológico na disposição para realizar comportamentos de cidadania organizacional no global, e por fim o seu efeito nas dimensões que constituem os comportamentos de cidadania (CCO dirigidos à instituição/superior hierárquico, CCO dirigidos aos colegas e/outros profissionais, CCO dirigidos a doentes/familiares). Para o efeito, estudou-se uma amostra de enfermeiros a trabalhar num hospital público, em Portugal, com recurso à metodologia quantitativa. Os resultados sugerem que os contratos de tipo psicológico relacional e equilibrado têm uma associação significativa com os CCO, contudo o mesmo não acontece com o contrato psicológico transacional. No que diz respeito ao incumprimento do contrato psicológico não foi possível encontrar relação com os CCO global nem especificamente com as dimensões.; This study aims to understand the relationship between the nature of the psychological contract and of the organizational citizenship behaviors (OCB), and the effects of the psychological contract breach on the availability to display organizational citizenship behavior overall...

Formação e implicação afectiva : o papel mediador do cumprimento do contrato psicológico : o caso dos trabalhadores temporários

Dwarkadas, Urvi Vinodrai
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.75%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Esta investigação estudou a relação entre a formação, como promotor da empregabilidade, e a implicação afectiva nos trabalhadores temporários do sector industrial ( = 393), pretendendo averiguar em que medida a percepção de cumprimento do contrato psicológico (CCP) é uma variável explicativa desta relação, ou seja, se o CCP é um mediador desta relação. Os dados obtidos suportam a ideia de que as teorias de troca social e do contrato psicológico são importantes na explicação da implicação afectiva dos trabalhadores. A formação tem uma relação significativa com a implicação afectiva nos trabalhadores temporários. No entanto, esta relação existe apenas através da percepção do CCP pelos trabalhadores. Só quando estes percepcionam que a organização cumpre com as suas obrigações é que a formação tem influência na implicação afectiva dos trabalhadores temporários, verificando-se, assim, que o CCP medeia totalmente a relação entre a formação e a implicação afectiva dos trabalhadores temporários. Palavras-chave: Formação...

Práticas de recursos humanos, percepção de cumprimento do contrato psicológico e implicação afectiva : estudo exploratório com uma amostra de trabalhadores temporários e trabalhadores permanentes numa empresa do ramo da indústria electrónica

Lopes, Silvia Pereira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Com a crescente utilização do trabalho temporário como forma alternativa de emprego, surge a necessidade de perceber em que medida esta forma de trabalho pode diferir do trabalho permanente em relação a variáveis que têm sido identificadas como importantes para as organizações. No presente estudo de design correlacional, foram estudadas as relações entre as práticas de recursos humanos, a percepção de cumprimento do contrato psicológico e a implicação afectiva com uma amostra de trabalhadores temporários (N=78) e trabalhadores permanentes (N=196) a trabalhar numa mesma organização do ramo da indústria electrónica, em Portugal. Os resultados obtidos permitiram verificar, como previsto, que independentemente do regime de trabalho (temporário ou permanente), a relação entre as práticas de recursos humanos e o cumprimento do contrato psicológico e a relação entre a percepção do cumprimento do contrato psicológico e a implicação afectiva é positiva e significativa. Ao contrário do esperado, os resultados não suportaram a hipótese da percepção de cumprimento do contrato psicológico como possível variável mediadora da relação entre as práticas de recursos humanos e a implicação afectiva tanto para os trabalhadores temporários como para os trabalhadores permanentes. Os resultados deste estudo permitem concluir que embora o trabalho temporário possa ser associado a uma forma menos positiva de emprego...

Leader-member exchange, contrato psicológico e implicação afectiva : estudo exploratório com uma amostra de trabalhadores temporários de call center

Ferreira, Andrea Cristina Évora
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Com o crescimento do trabalho temporário que se tem vindo a verificar no sector de prestação de serviços em Portugal, e devido a elevada taxa de turnover que caracteriza a área dos Call Centers, tornou-se imperativa a necessidade de efectuar mais estudos nesta área de forma a compreender as especificidades deste sector. O presente estudo pretende explorar o efeito da qualidade das trocas estabelecidas com o superior hierárquico directo (LMX- Leader-Member Exchange) e da percepção da natureza das trocas estabelecidas com a organização (conteúdo do contrato psicológico) na implicação afectiva dos trabalhadores temporários de Call Center, tendo como base conceptual a Teoria da Troca Social (Blau, 1964) e a Teoria da Reciprocidade (Gouldner, 1960). Foi utilizada uma amostra portuguesa de 529 trabalhadores temporários de Call Center, a prestar serviços nas instalações da organização cliente. De forma a testar as nossas hipóteses recorreu-se a Análise de Regressão e verificou-se que: 1) O LMX está significativamente correlacionado com a implicação afectiva (H1); 2) O conteúdo do contrato psicológico não se relaciona significativamente com a implicação afectiva (H2); 3) A relação entre o LMX e a implicação afectiva não é mediada pelo conteúdo do contrato psicológico. Sugerimos que para investigações futuras seja analisado o papel do conteúdo do contrato psicológico como moderador da relação entre o LMX e a implicação afectiva...

A influência da qualidade da relação líder-membro e da percepção de cumprimento do contrato psicológico no burnout : um estudo com trabalhadores temporários

Pires, Vanessa Alexandra Soares
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.75%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Considerando a crescente presença dos trabalhadores temporários nas organizações, o presente estudo procurou conhecer os efeitos do cumprimento do contrato psicológico e de uma relação de qualidade líder-membro na exaustão emocional e no cinismo dos trabalhadores, com uma amostra de trabalhadores temporários (N=1111). Como esperado, os resultados obtidos permitiram conferir a relação do cumprimento do contrato psicológico e da LMX com o burnout dos trabalhadores temporários como sendo negativa e significativa. É ainda de realçar que a relação entre o cumprimento do contrato psicológico e o burnout é parcialmente mediada pela LMX. Embora o trabalho temporário esteja relacionado a um trabalho mais precário e menos positivo de perspectiva de crescimento profissional, o presente estudo mostrou que este regime de trabalho obteve resultados favoráveis entre as variáveis estudadas.; Considering the growing presence of temporary workers in organizations, this study sought the effects of the fulfillment of psychological contract and relationship quality leader-member in emotional exhaustion and cynicism of the workers...

Perceções de responsabilidade social, contrato psicológico e de apoio organizacional : um estudo correlacional com uma amostra de uma IPSS

Aguiar, Andreia Sofia da Cruz
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013; Partindo do pressuposto que a perceção de Responsabilidade Social influencia positivamente o envolvimento e a identificação com a organização em que os indivíduos se encontram inseridos, não será menos verdade afirmar que a organização influencia a perceção de Contrato Psicológico e de Apoio Organizacional, uma vez que é a partir da perceção da realidade que os indivíduos moldam as suas expetativas, atitudes e comportamentos. Poucos estudos empíricos incidiram sobre a relação entre a perceção das práticas de Responsabilidade Social e as perceções de Contrato Psicológico e Apoio Organizacional. A presente investigação tem, precisamente, como objetivo estudar a relação entre estas variáveis com uma amostra de 72 colaboradores de uma IPSS, tendo-se utilizado como instrumentos de medida o Questionário sobre perceção de Responsabilidade Social, o Questionário sobre perceção de Contrato Psicológico e o Questionário de Perceção de Apoio Organizacional. Os resultados revelam elevados índices de consistência interna, e tendem a responder parcialmente à questão de investigação formulada...

Corte salarial na Função Pública: implicações para o contrato psicológico

Fortuna, Rita Antunes de Matos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Mestrado em Políticas de Desenvolvimento de Recursos Humanos; O presente estudo procurou conhecer como a percepção dos cortes salariais no sector público se relacionava com o contrato psicológico dos trabalhadores e consequentemente no desejo de saída da Função Pública, compromisso afectivo e desejo de saída da Organização. Numa amostra constituída por 212 colaboradores da Função Pública percebeu-se que os trabalhadores têm dois contratos psicológicos - um com o Estado e outro com a Organização, onde exercem diariamente as suas funções. Verificou-se ainda que as percepções dos trabalhadores de razões legítimas para a mudança têm uma relação negativa com a ruptura do contrato psicológico com a Função Publica e após se controlar este efeito verifica-se que o mesmo acontece com a Organização. No que diz respeito às percepções dos trabalhadores acerca de razões não legítimas para a mudança conclui-se que não têm relação significativa com a ruptura do contrato psicológico com a Função Pública ou com a Organização. Por fim constatou-se que a percepção de ruptura do contrato psicológico se relaciona significativamente com o desejo de abandono da Função Pública, bem como da Organização e também com o compromisso afectivo com a Organização.; This study analyzed how the perception of a reduction in the monthly income of Public Service workers related with their psychological contract...

O contrato psicológico em organizações empreendedoras: Perspectivas do empreendedor e da equipa

Leiria, Andreia Carneiro; Palma, Patrícia Jardim Trindade Martins da; Cunha, Miguel Pina e
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Este estudo apresenta como primeiro objectivo, definir o conteúdo do Contrato psicológico segundo as perspectivas dos empreendedores e da sua equipa, e como segundo objectivo identificar os factores responsáveis pela formação do Contrato psicológico numa organização empreendedora. É um estudo de caso exploratório, tendo sido realizado numa organização empreendedora do ramo financeiro. Os dados demonstraram que o Contrato psicológico dos colaboradores se aproxima do pólo relacional, enquanto que o dos empreendedores se aproxima do pólo transaccional, existindo, no entanto, alguma convergência entre ambas as perpectivas no que toca ao conteúdo do mesmo.Emergiram como factores que contribuem para a formação do Contrato psicológico o compromisso estabelecido pela organização, o conhecimento prévio dos colegas, a experiência profissional prévia e a experiência anterior de incumprimento, os quais se parecem enquadrar na literatura vigente. Para além destes emergiu um novo factor, a orientação empreendedora da organização, que demonstra a influência do contexto macro-organizacional no desenvolvimento do Contrato psicológico. Limitações e estudos futuros são igualmente discutidos.

Práticas de gestão de recursos humanos e compromisso afectivo: O efeito mediador do contrato psicológico

Ferreira, Inês Vilarinho Pacheco
Fonte: ISPA - Instituto Universitário das Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: ISPA - Instituto Universitário das Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; O presente estudo pretende explorar a relação entre práticas de gestão de recursos humanos (recrutamento e integração, formação, desempenho, carreira, remunerações, comunicação interna e celebração e reconhecimento) e o compromisso afectivo dos colaboradores (N=142) de uma empresa da área da distribuição alimentar, pretendendo averiguar em que medida a percepção de cumprimento do contrato psicológico é uma variável explicativa desta relação, ou seja, se o cumprimento do contrato psicológico é um mediador desta relação. Os dados obtidos suportam a ideia de que as teorias de troca social e do contrato psicológico são importantes na explicação da relação entre práticas de gestão de recursos humanos e compromisso afectivo dos colaboradores. As práticas de gestão de recursos humanos têm uma relação significativa com o compromisso afectivo dos colaboradores. Existe uma influência no compromisso afectivo dos colaboradores quando estes percepcionam que a organização cumpre com as suas obrigações, verificando-se, assim, que o cumprimento do contrato psicológico medeia totalmente a relação entre as práticas de gestão de recursos humanos e o compromisso afectivo dos colaboradores. ------ The current study aims to explore the relation between human resources management practices (recruitment and integration...

Contrato psicológico: dinâmica das expetativas dos colaboradores de uma organização de saúde

Lambelho, Samuel Tiago Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Nas últimas décadas, as organizações encontram-se em mudanças de natureza social e económica, tendo consequências significativas ao nível das relações laborais entre trabalhador e organização, surgindo assim o contrato psicológico como um instrumento de compreensão nessas mudanças. O presente estudo pretende explorar a relação entre a perceção de Cumprimento do Contrato Psicológico, a perceção de Suporte/Apoio Organizacional e duas atitudes comportamentais presentes no local de trabalho (Compromisso/Comprometimento e Satisfação no Trabalho) com variáveis sociodemográficas, dando um maior aprofundamento a questões geracionais. O estudo decorreu numa organização de saúde em Portugal, especificamente em áreas administrativas, obtendo-se uma amostra de 63 participantes. Os resultados obtidos apontam para diferenças significativas ao nível da perceção do cumprimento do contrato psicológico e do suporte/apoio organizacional por parte de trabalhadores com diferentes características como os Anos na instituição, Habilitações literárias); para uma relação entre o cumprimento do Contrato Psicológico e a perceção de Suporte/Apoio organizacional, e entre o cumprimento do Contrato Psicológico e as dimensões Compromisso face ao local de trabalho e Satisfação no Trabalho.

Transformação do contrato psicológico no contexto da privatização: estudo de casos

Wetzel,Ursula
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.77%
Este estudo descreve a transformação do contrato psicológico no caso de duas empresas brasileiras, do setor de serviços, privatizadas no biênio 1997-1998. Os dados foram coletados por meio de 42 entrevistas em profundidade, realizadas em dois Estados da Região Sul e em um Estado da Região Sudeste. As entrevistas foram realizadas entre os diversos níveis hierárquicos das empresas e incluíram 2 diretores de recursos humanos, 17 gerentes de nível médio e 23 funcionários de nível administrativo e operacional. A análise utilizou o modelo proposto por Rousseau (1996), que identifica quatro estágios na transformação do contrato psicológico: (1) ameaça ao contrato antigo; (2) preparação para a mudança; (3) criação de novo contrato; e (4) vivência no novo contrato. De acordo com a pesquisa, contratos psicológicos, ao serem renegociados, requerem o entendimento não apenas dos aspectos relativos às promessas - implícitas ou explícitas - percebidas pelos funcionários, mas também de outros pontos externos ao contrato, como a confiança preexistente na relação empregador-empregado, a mudança do ambiente externo (concorrência, mercado de trabalho) e a mudança do ambiente interno (cultura organizacional, tecnologia adotada).

O contrato psicológico no empreendedorismo : o contrato como fonte de inovação

Rego, João Miguel Martins
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.78%
Mestrado em Gestão e Empreendedorismo; A elevada competitividade dos mercados têm influenciado cada vez mais as organizações nas decisões relativas a reestruturações. Tais reestruturações têm impacto na relação entre empregado e empregador, sobretudo com atualmente existir menor segurança de emprego e menor lealdade, o que faz com que as perceções dos deveres do empregado para com a organização e vice-versa estejam em causa. As perceções de tais deveres, ou obrigações percecionadas, são a fonte na adoção e utilização comportamentos relacionados com a motivação e a inovação. A literatura sobre a inovação tem demonstrado cada vez mais importância na partilha de conhecimento e na gestão de capital intelectual, proveniente na gestão dos recursos humanos. Contudo, existe influência de fatores relacionados com o bem-estar e disposição na partilha de conhecimento. A literatura sobre contrato psicológico demonstra que a sua evolução está correlacionada com Fatores organizacionais, como as práticas de gestão de recursos humanos e valores transmitidos. Este estudo tem o principal objetivo de contribuir para um melhor entendimento do impacto do contrato psicológico na inovação, demonstrando os impactos da sua existência e eventual quebra. Para tal...

Cumprimento do contrato psicológico e atitudes : o papel moderador da segurança de emprego e da empregabilidade

Silva, João Ricardo Pinheiro da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia de Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação; O presente estudo procurou conhecer os efeitos do cumprimento do contrato psicológico relacional e balanceado nas atitudes dos empregados, especificamente, na satisfação e implicação organizacional. Adicionalmente, analisou-se o papel moderador da percepção de segurança de emprego e de empregabilidade nesta relação. Numa amostra constituída por 128 empregados do escritório de Lisboa de uma multinacional, o cumprimento dos dois tipos de contratos psicológicos teve um efeito positivo na satisfação e implicação dos empregados. A percepção de segurança de emprego amplificou significativamente a relação entre o cumprimento do contrato psicológico relacional e a implicação organizacional, não tendo o mesmo efeito na satisfação. Adicionalmente, a percepção de empregabilidade não teve um efeito significativo na relação entre o cumprimento do contrato psicológico balanceado e a satisfação e implicação. Este último resultado sugere que, para o contrato psicológico balanceado, a empregabilidade percepcionada pelos empregados pode ter duas consequências opostas: ser um factor base para a continuidade deste tipo de relação e ao mesmo tempo ser um factor que favorece a saída dos empregados por estes adquirirem competências com valia no mercado de trabalho.; The present study aimed to understand the effects of the relational and balanced psychological contract fulfillment on employee's attitudes...

Branding interno e contrato psicológico numa empresa de prestação de serviços informáticos

Torres, Pedro Gustavo Martins
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Mestrado em Gestão de Sistemas de Informação; Vivemos uma época de grande competitividade e luta pela sobrevivência das instituições. O desemprego, a exclusão, a xenofobia, a pobreza e o desrespeito, pela natureza e pelo semelhante, estão a atingir proporções insuportáveis para a humanidade. A situação do mundo actual desafia-nos a avivarmos valores universais, sem distinção de culturas, religiões e formas de pensar. Só assim poderemos contribuir para uma sociedade mais humanizada e um mundo melhor. A empresa pode contribuir para o bem-estar, empenho, realização pessoal e profissional dos seus trabalhadores. Neste contexto, surgiu a ideia do presente trabalho, que incidiu sobre o estudo do Employee Turnover e em que medida este é afectado pelo Branding interno e o Contrato Psicológico. A investigação empírica realizada focalizou-se numa empresa de prestação de serviços informáticos. Incidimos, essencialmente, sobre a organização da empresa e dos seus recursos humanos. Realizámos um questionário com o objectivo de medir os índices do Branding interno e do Contrato Psicológico dos colaboradores da empresa. Obtivemos sessenta e uma respostas, que tratámos através de análises factoriais em componentes principais...

Contrato psicológico: dinâmica das expetativas dos colaboradores de uma organização de saúde

Lambelho, Samuel Tiago Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Nas últimas décadas, as organizações encontram-se em mudanças de natureza social e económica, tendo consequências significativas ao nível das relações laborais entre trabalhador e organização, surgindo assim o contrato psicológico como um instrumento de compreensão nessas mudanças. O presente estudo pretende explorar a relação entre a perceção de Cumprimento do Contrato Psicológico, a perceção de Suporte/Apoio Organizacional e duas atitudes comportamentais presentes no local de trabalho (Compromisso/Comprometimento e Satisfação no Trabalho) com variáveis sociodemográficas, dando um maior aprofundamento a questões geracionais. O estudo decorreu numa organização de saúde em Portugal, especificamente em áreas administrativas, obtendo-se uma amostra de 63 participantes. Os resultados obtidos apontam para diferenças significativas ao nível da perceção do cumprimento do contrato psicológico e do suporte/apoio organizacional por parte de trabalhadores com diferentes características como os Anos na instituição, Habilitações literárias); para uma relação entre o cumprimento do Contrato Psicológico e a perceção de Suporte/Apoio organizacional, e entre o cumprimento do Contrato Psicológico e as dimensões Compromisso face ao local de trabalho e Satisfação no Trabalho.

Psychological contract as a tool for human resource management; El contrato psicológico como herramienta para la gestión de personas; O contrato psicológico como ferramenta para a gestão de pessoas

Menegon, Leticia Fantinato; Casado, Tania
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.94%
This research concentrates in a study about one of the specific instruments used by organizations to manage relationships with its employees - the psychological contracts. Through an exploratory and descriptive research, the study addresses the question if and how psychological violation influences the level of voluntary turnover in a consultant firm in operation in Brazil. By means of a qualitative and quantitative method, the research was carried out in one multinational consulting firm in the referred country. The sample, represented by five senior consultants who left the organization voluntarily, tells that the psychological violation occurs in this firm, and the voluntary turnover is associated to it. Besides these results, it has been identified new categories of psychological contract violation's reactions that have not been mentioned by literature yet.; Este trabajo se dedica al estudio de uno de los instrumentos específicos utilizados por las organizaciones para administrar las relaciones con sus empleados - el contrato psicológico. Por medio de una investigación exploratoria y descriptiva, se procuró responder si y cómo la violación de los contratos psicológicos ejerce influencia sobre los niveles de rotación voluntaria en empresas de consultoría en actividad en Brasil. La muestra para el estudio cualitativo y cuantitativo fue compuesta por cinco consultores seniores...

Strategic personnel management, commitment and psychological contracts: the Vale case; Gestión estratégica de personas, compromiso y contrato psicológico: el caso Vale; Gestão estratégica de pessoas, comprometimento e contrato psicológico: o caso Vale

Leite, Nildes R. Pitombo; Albuquerque, Lindolfo Galvão de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
The main objective of this study was to investigate the features of psychological contracts, in connection with the strategic management of people in four Vale units with organizational structures that are far removed from major urban centers. It is a qualitative and exploratory study analyzed at the organizational level, based on a single case study. A field survey involving directors, managers, HR professionals, supervisors and coordinators was implemented to collect data, through interviews and observations, in the operating areas of the company's units in Paragominas, Itabira, Serra dos Carajás and Canaã dos Carajás. Data were analyzed using content analysis and, secondarily, through document analysis. Results show that the organizational structure of these units helps to maintain a cooperative and interpersonal psychological contract, aimed at developing solidarity and underpinned by values that foster the creation of organizational identity and tending to bring people together under all circumstances.; Neste artigo, tem-se como principal objetivo investigar as peculiaridades do contrato psicológico na gestão estratégica de pessoas em quatro unidades da Vale, com estruturas organizacionais distantes dos grandes centros urbanos. Caracteriza-se como pesquisa qualitativa...

O Contrato psicológico em organizações empreendedoras: Perspectivas do empreendedor e da equipa

Leiria,Andreia Carneiro; Palma,Patrícia Jardim da; Cunha,Miguel Pina e
Fonte: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.85%
Este estudo apresenta como primeiro objectivo, definir o conteúdo do Contrato psicológico segundo as perspectivas dos empreendedores e da sua equipa, e como segundo objectivo identificar os factores responsáveis pela formação do Contrato psicológico numa organização empreendedora. É um estudo de caso exploratório, tendo sido realizado numa organização empreendedora do ramo financeiro. Os dados demonstraram que o Contrato psicológico dos colaboradores se aproxima do pólo relacional, enquanto que o dos empreendedores se aproxima do pólo transaccional, existindo, no entanto, alguma convergência entre ambas as perpectivas no que toca ao conteúdo do mesmo. Emergiram como factores que contribuem para a formação do Contrato psicológico o compromisso estabelecido pela organização, o conhecimento prévio dos colegas, a experiência profissional prévia e a experiência anterior de incumprimento, os quais se parecem enquadrar na literatura vigente. Para além destes emergiu um novo factor, a orientação empreendedora da organização, que demonstra a influência do contexto macro-organizacional no desenvolvimento do Contrato psicológico. Limitações e estudos futuros são igualmente discutidos.