Página 1 dos resultados de 165 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Vivendo a sociedade alternativa: Raul Seixas no panorama da contracultura jovem; Living in an alternative society: Raul Seixas in the young counterculture context

Boscato, Luiz Alberto de Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Esta tese trata da Contracultura: conjunto de movimentos de rebelião juvenil das décadas de 1960 e 1970, mas cujas raízes são anteriores, tendo como eixo temático a obra de Raul Seixas, no que se refere ao projeto de construção de uma Sociedade Alternativa. A Sociedade Alternativa é considerada por mim como o enorme leque de lutas libertárias de toda uma geração jovem que ousou discordar das "verdades prontas e acabadas" que nos são oferecidas pelo mundo capitalista.; This thesis deals with counterculture: the whole of movements of juvenile rebellion of the decades of 1960 and 1970, having as thematic axle the musical composition of Raul Seixas, as for the project of the construction of an Alternative Society. The Alternative Society is considered by me as the enormous fan of libertarian fights of all a young generation that dared to disagree with the "ready and finished truths" that in is offered by the capitalist world.

O discurso da contracultura no Brasil: o underground através de Luiz Carlos Maciel (c. 1970); The Counterculture in Brazil: the underground discussed by Luiz Carlos Maciel (c. 1970)

Capellari, Marcos Alexandre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
Dos Estados Unidos da América, o movimento denominado "contracultura" se propagou, nos anos sessenta do século XX, para diversos países, entre os quais o Brasil. Em meio à repressão imposta pelo regime militar, sobretudo a partir do AI-5, de dezembro de 1968, o ideário libertário da contracultura foi discutido por Luiz Carlos Maciel na coluna Underground de O Pasquim. Este trabalho analisa as motivações do movimento contracultural internacional e sua introdução no Brasil em um período marcado por fortes rivalidades políticas e ideológicas. Questiona, com base no discurso do autor acima citado, se a concepção de liberdade proposta pelo movimento é, como defende a crítica, mera expressão de escapismo hedonista ou efetivamente revolucionária. Investiga as origens históricas desse ideário, o qual é identificado como uma resposta à emergência do capitalismo e do cientificismo.; In the 1960s, a movement named counterculture spread out from the United States of America over many other countries in the world, including Brazil. Along with the repression imposed by the Brazilian military regime - mainly just after AI-5 - the set of libertarian doctrines of the counterculture started being discussed by Luiz Carlos Maciel in his column called "Underground" in the weekly newspaper O Pasquim. This study goes through the motivations of the international countercultural movement and its introduction into Brazil in a period distinguished by severe political and ideological rivalries. Furthermore...

Arquitetura alternativa: 1956-1979; Alternative Architecture:1956-1979

Carranza, Edite Galote Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.42%
Esta tese trata de uma parcela minoritária da arquitetura paulista que foi partícipe da Contracultura brasileira, no período de 1956-1979. O trabalho teve como eixo temático a trajetória dos arquitetos Lina Bo, Sérgio Ferro, Rodrigo Lefèvre, Flávio Império, Eduardo Longo, Vitor Lotufo e Pitanga do Amparo; constatou a singularidade de suas produções em relação ao contexto hegemônico; analisou obras exemplares dessas produções através do re-desenho e levantamentos in loco; identificou correspondências entre tendências contemporâneas internacionais e o debate de ideias e ideais com a cena cultural ampliada às áreas de música, teatro, jornalismo, literatura, artes plásticas e cinema. A autonomia teórica e crítica e o comportamento diferenciado dos arquitetos elencados, constituiu-se num questionamento ao status quo sóciocultural, à linha hegemônica da Escola Paulista Brutalista e ao Estilo Internacional. Os projetos, da denominada Arquitetura Alternativa, se distinguiram pelas soluções plásticas, uso de materiais e técnicas construtivas vernaculares ou adotando novas abordagens, repúdio à serialização ou industrialização e busca de fontes de legitimação mediante interfaces multidisciplinares. A Arquitetura Alternativa...

Don't be evil: universidade, empresa e contracultura em interação na empresa Google Inc.; Don't be evil: university, company and counterculture in interaction in the company Google Inc.

Gonzalez, Cristiana de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.42%
Esta pesquisa tem por objetivo entender as diferentes dinâmicas estabelecidas entre contracultura, economia e ciência a partir da noção de matriz de entrelaçamento. A empresa Google Inc e o objeto que melhor permite analisar as zonas fronteiriças que entrelaçam esses três elementos, preservando seus referentes e suas fronteiras.Assim este e um trabalho que tenta explorar por meio de quais processos as praticas e valores da contracultura e da produção de conhecimento científico que, ao mesmo tempo em que não eram frontalmente anti-mercado, mas que inicialmente não estavam subordinadas à produção capitalista, acabam muitas vezes se impondo aos objetivos de mercado, à forma de produção de conhecimento do capitalismo flexível, por provarem sua eficiência tecnica e sucesso comercial. Irei me referir a esses três elementos dentro de uma perspectiva dos regimes, que estabelece que cada regime tem sua base histórica, possui sua própria divisão de trabalho, seus próprios modos de produção cognitiva e de artefatos e tem audiências específicas.; This research aims to understand the different dynamics between established counterculture, economics and science from the notion of entanglement matrix. The company Google Inc. is therefore the best subject for an analysis of edge cases that intertwine these three elements...

O álbum na indústria fonográfica: contracultura e o Clube da Esquina em 1972

Sberni Júnior, Cleber
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 95 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em História - FCHS; O presente trabalho foi desenvolvido a partir dos questionamentos desdobrados do Álbum duplo Clube da Esquina de 1972, de Milton Nascimento e Lô Borges, que apresenta um forte caráter conceitual enquanto obra. E para entender os rumos da produção musical, privilegiamos o caminho que as técnicas de gravação e reprodução musical impuseram aos intérpretes e performers. Assim, procuramos abordar na idéia de Álbum a constituição de um conceito de obra, desdobrando-se em como foi a recepção dessa idéia de álbum no Brasil, adequando-se à dinâmica do formato e sua relação com o gênero e mercado fonográfico. A partir da década de 1970, podemos observar, nessas obras, inerentes possibilidades de diálogos e trocas culturais, que reproduziam de maneira particular os diálogos e a difusão de mensagens dos movimentos ligados à contracultura, disseminados transnacionalmente. O trabalho vislumbra os mecanismos de incorporação dessas diversas temáticas nas obras que se cruzam e estabelecem diálogos em suas canções no Brasil, a fim de perceber em que medida existe a incorporação desse aparato conceitual nas produções musicais; This paper was developed through questions deployed from the Corner Club 1972 Album and it consists a strong conceptual issue while work produced by Milton Nascimento and Lô Borges. To understand paths towards music production we emphasized the way which recording techniques and music reproduction were imposed to interpreters and performers. In this way...

Tropical ginsberg

Garcez, Matias Corbett
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
27.42%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-graduação em Letras/Inglês e Literatura Correspondente, Florianópolis, 2010; Through a dialogical relation between poems and song lyrics, and the socio-political contexts which surrounded these texts, this research discusses the resonance that North American poet, Allen Ginsberg, had over the Brazilian musical movement, the Tropicália. The corpora are the poems "Howl" (1956), "America" (1956), "Supermarket in California" (1955), "Sunflower Sutra" (1955), "Song" (1954), and "Wild Orphan" (1952), written by Allen Ginsberg, and the songs "Batmacumba" (1968), composed by Caetano Veloso, and Gilberto Gil, "Baby" (1968), composed by Caetano Veloso, "Geléia Geral" (1968), composed by Gilberto Gil and Torquato Neto, "Alegria, Alegria" (1967), composed by Caetano Veloso, and "Domingo no Parque" (1967), composed by Gilberto Gil. The main theoretical and critical parameters of this research include: Mikhail Bakhtin and his reflections on intertextuality; James J. Farrell, who believes that the American counterculture began with the Beats; Claudio Willer, who stresses the importance of Allen Ginsberg to the Beat movement...

ENTRE PANOS E ARTESANATOS: Contracultura se expondo na Praça XV de novembro Florianópolis - década de 70

Valério, Márcia Regina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 113 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.42%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de História.; O objetivo deste trabalho é analisar a influência do movimento hippie na feira de artesanato da Praça XV de novembro, em Florianópolis, na década de 1970. A emergência dos movimentos de contracultura nos Estados Unidos na década de 60, e no Brasil, em fins dos anos 60, possibilitou novas experiências no campo social, político e cultural. As feiras de artesanato urbano estão entre elas, e juntamente, o artesanato como alternativa de trabalho. Por isso, cabe aqui também, analisar quais os reflexos da presença do artesão, denominado como hippie, para a sociedade e para o poder público em Florianópolis no período.

Lira Pau-Brasília : entre fardas e superquadras : poesia, contracultura e ditadura na Capital (1968-1981)

Santos, Tiago Borges dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.42%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2008.; Tendo como Plano de Observação, a cidade de Brasília,no período compreendido entre os anos de 1968-1981; a dissertação tem como objeto a performance da "lira poética brasiliense" e, como objetivo, rastreá-la pela via do repertório buscado em recortes da obra dos poetas Nicolas Behr, Turiba e Luis Martins da Silva, corpus principal da pesquisa,ao qual se somam fontes documentais plurais:entrevistas, processo judicial,matérias jornalísticas e material iconográfico.O pressuposto de que um corpus assim constituído forneceria a base empírica para uma análise centrada no solo histórico,inspirou a hipótese, bem como as condutas teórico-metodológicas adotadas. Ao abrigo da História Cultural como espaço de trabalho, noções e categorias como representações,discurso,cotidiano,identidade e manifestações culturais do mundo urbano,delineou-se o argumento nortedor: - O balizamento temporal selecionado (1968/1981),marcado pela conjuntura dos governos militares no Brasil e pela efervescência desterritorializada da contracultura, é cenário em Brasília,sede do poder,de manifestações poéticas peculiares.O diálogo destes discursos poéticos...

A contracultura do segundo pós-guerra : um estudo comparativo entre a poesia marginal de Jack Kerouac e Nicolas Behr

Santos, Maria Clara Dunck
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2012; O advento da Segunda Guerra Mundial trouxe consigo grandes mudanças no cenário artístico global. Para a compreensão da literatura produzida nesse período, é necessário tratar da Contracultura, um movimento contestador que faz oposição à cultura dominante. Esta, de caráter conservador e elitista, serve à indústria cultural, como um importante veículo de propagação e manutenção do establishment. Apesar de apoiada por uma minoria, a Contracultura é fundamental para a compreensão da literatura contemporânea, visto que, ao se popularizar, contribuiu para a formação da dominante cultural do século XXI: a pós-modernidade. Este estudo compara duas literaturas contraculturais: uma norte-americana da década de 1950, conhecida como geração beat, e outra brasileira da década de 1970, chamada de geração mimeógrafo. Afirma-se que a brasileira é epígona da norte-americana. E para contrapor tal assertiva, esta pesquisa vale-se da Teoria dos Polissistemas...

A fabricação da loucura: contracultura e antipsiquiatria

Oliveira,William Vaz de
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
A década de 1950 e sobretudo a de 1960 foram marcadas por constantes revisões dos valores e costumes sociais. Foi nesse contexto que os movimentos de juventude ocuparam a cena, sendo a contracultura o maior deles. Os mantenedores do poder, entretanto, classificaram como loucura os comportamentos e as atitudes de seus adeptos. Contra essa forma de fabricação da loucura surgiu uma corrente de pensamento denominada antipsiquiatria, que questionaria a psiquiatria em seu cerne. Este artigo critica os modelos psiquiátricos daquele momento, estabelecendo relação entre os movimentos de contracultura e de antipsiquiatria.

Terra dos Pássaros: a permanência de elementos da contracultura na produção de Toninho Horta nos anos de 1970

Nicodemo,Thaís Lima; Santos,Rafael dos
Fonte: Escola de Música da UFMG Publicador: Escola de Música da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Esse artigo apresenta uma análise da produção do compositor e instrumentista Toninho Horta, com enfoque em sua atuação ao longo dos anos 1970 e no processo de elaboração de seu disco inaugural, Terra dos Pássaros, lançado de forma independente, em 1979. Tendo como ponto de partida a MPB e os festivais da canção, em fins dos anos 1960, em um contexto marcado pelo regime autoritário e pela consolidação da indústria cultural, procuramos discutir a permanência de elementos ligados à contracultura na produção de Toninho Horta, perceptíveis em seu discurso, em seu processo criativo e no conteúdo de suas canções, durante os anos 1970. Levamos em consideração a correspondência entre sua concepção musical, ligada a uma dimensão lúdica e "informal", com outras produções, como a do chamado Clube da Esquina e do coletivo de poesia Nuvem Cigana, com os quais Toninho Horta estabeleceu relações. O estudo dessas produções pode contribuir para a compreensão de transformações da canção popular brasileira, durante os anos 1970.

O caso do Som Imaginário: contracultura, experimentação e indústria fonográfica entre as décadas de 1960 e 1970

Moreira,Maria Beatriz Cyrino; Santos,Rafael dos
Fonte: Escola de Música da UFMG Publicador: Escola de Música da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
A banda Som Imaginário surgiu no ano de 1969 com o intuito de acompanhar o músico Milton Nascimento em sua turnê na qual promovia seu álbum Milton (1970). Nos anos seguintes, o grupo pôde alçar vôos independentes que resultaram em três discos gravados pela Odeon em 1970, 1971 e 1973. Neste artigo, pretendemos articular a produção musical do grupo com o contexto da MPB no começo da década de 70, marcado principalmente pela ditadura em seu momento mais repressivo e pela consolidação da indústria fonográfica no país. No que se refere aos dois primeiros álbuns, ambos homônimos, nos deteremos nas letras das canções, que revelam os posicionamentos políticos e os valores culturais daquela geração dos anos de 1970, que sofria os efeitos da repressão ditatorial ao mesmo tempo em que recebia tardiamente as informações estrangeiras da contracultura e do movimento hippie. Musicalmente, consideraremos o álbum Matança do porco de 1973, totalmente instrumental, como um importante exemplo daquele momento histórico. Através da análise de sua produção e de sua estruturação composicional tentaremos levantar algumas questões, sobretudo aquelas que envolvem os conflitos e as acomodações dos elementos do nacional-popular e internacional - popular na sua criação e as condições da indústria fonográfica naquele período.

Musas e moscas na produção poética de Lucy Brandão : contracultura, tensão dissonante e hibridismo cultural.; Muses and flies in the poetry of Lucy Brandao: counterculture, dissonant tension and cultural hybridity.

Xavier, Antônio José Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.42%
ABSTRACT Lucy Brandão s poetry, produced among the 70s, 80s and 90s of the 20th century, is characterized as a happening of the modern Alagoana Literature, by its expansionist, emancipative, renewable and democratic movement, in Néstor Garcia Canclini s sense (2003). Her poetry is borne on a negative and dissonant lyricism that has been already studied by Hugo Friedrich (1978). She performed her urban repentes and produced hybrid objects of art by mixing several languages and using a dense relation with ethics and aesthetics of existence, rare in her time. By the way, she joined the big refusal called counterculture in the occidental world, in a vanguard behaviour with the forefront of the post-60 maceioense artists that nourished themselves with the utopian reserves from the 19th century and the beginning of the 20th century. Her voice registers, in the urban maceioense country, a singular aesthetic happening that promoted a transcultural trance in the traditional and the beat generation up-todating.; A poesia de Lucy Brandão, produzida entre as décadas de 70, 80 e 90, caracteriza-se como evento da modernidade alagoana, por seu movimento expansionista, emancipador, renovador e democratizador, na acepção de Néstor Garcia Canclini (2003). Portadora de uma negatividade lírica dissonante...

Tinindo Trincando: contracultura e rock no samba dos Novos Baianos

VARGAS, Herom
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
Artigo é produto da pesquisa "Experimentalismo e inovação na música popular brasileira nos anos 1970", sob o patrocínio da Fapesp. Texto foi apresentado no 34º Congresso da Intercom (Recife-PE).; Este artigo tem o objetivo de discutir aspectos vinculados à contracultura e ao rock na produção musical dos Novos Baianos nos anos 1970. Tendo como pano de fundo o contexto da música popular na década, dois pontos serão discutidos: 1) a leitura particular da contracultura feita pelo grupo, e 2) a experimentação percebida nas misturas do rock com gêneros populares brasileiros. As características contraculturais – segundo Roszak (1972), Muggiatti (1981), Goffman e Joy (2007), Risério (2005), Dunn (2001; 2002) – serão observadas a partir das memórias de um dos líderes do grupo, o letrista Luiz Galvão, no livro "Anos 70: novos e baianos" (1997), e a partir de cenas do filme "Novos Baianos F.C.", de Solano Ribeiro (1973). Sobre a experimentação musical, algumas canções gravadas na década indicam as formas de uso dos elementos estéticos do rock, em especial nos arranjos de guitarra do músico Pepeu Gomes.; Fapesp; sim

Contracultura para vender la publicidad como mecanismo de normalización

Avendaño Herrera, María Alejandra
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Tipo: bachelorThesis; Trabajo de Grado Pregrado Formato: pdf
Relevância na Pesquisa
27.61%
Esta investigación se propone evidenciar las condiciones por las cuales consideramos a la publicidad como mecanismo de normalización. El tratamiento al problema investigativo se conforma a partir de tres fases, en primer lugar expondremos la explicación del nacimiento de la contracultura, el significado de la contracultura y porque el significado que se tiene es erróneo. En segundo lugar, identificaremos los mecanismos que utiliza el sistema capitalista para normalizar la contracultura y una noción de lo que es Resistencia hoy en la actualidad. Por último, expondremos un ejemplo para demostrar como la sociedad actual utiliza instrumentos de normalización, como lo es la publicidad, para armonizar los discursos contraculturales.; This research aims to evidence the conditions in which advertisement becomes a mechanism of standardization. The approach to the research problem is composed by 3 phases, on one hand we will expose the birth of the counter-culture, the meaning and why this meaning is wrong. On the other hand, we´ll identify the mechanisms that the capitalism uses to standardize the culture. And Last but not least, we will expose an example to evidence how the actual society works.

Geraldo Porto : uma participação na arte contemporânea do Brasil no contexto da contracultura dos anos sententa; Geraldo Porto : a participation in the Brazilian contemporary art in the seventies's counterculture context

Geraldo Nogueira Porto Filho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Neste trabalho são comentadas as exposições e participações de Geraldo Porto nos Salões oficiais de Arte Contemporânea do Brasil desde 1966, destacando o ano de 1974, quando conquistou o reconhecimento da crítica especializada pela sua obra artística. É privilegiada uma análise de sua atuação no movimento de contracultura e de suas curadorias de "Arte Incomum" com a apresentação dos registros documentais e publicações na imprensa. Geraldo Porto participou e refletiu criticamente sobre a Arte Contemporânea, contribuindo para a História da Arte em Campinas e no Brasil neste período de rupturas e transgressões no Brasil e no mundo. Teve as suas obras selecionadas pelos mais atuantes e destacados críticos de arte da época, como Mário Schemberg, Walter Zanini, Roberto Pontual, Olívio Tavares de Araujo, Márcio Sampaio, José Roberto Teixeira Leite, Frederico de Morais, Aracy Amaral, Wolfgang Pfeiffer, José Geraldo Vieira, Mário Barata, Waldemar Cordeiro e Walmir Ayala, entre outros. A tese apresenta um breve relato do seu trabalho como monge beneditino, pesquisador, curador e professor de arte na Universidade Estadual de Campinas desde 1984.; This work discusses the exhibitions and participating in the Expositions of Contemporary Art in Brazil of Geraldo Porto since 1966...

La incidencia de la percepción de amenaza desarrollada durante la guerra fría en la formación de un proyecto musical dentro de la contracultura hippy a nivel internacional en la década de los años 60

Ospina Bordamalo, Angela María
Fonte: Facultad de Ciencia Política y Gobierno y de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Ciencia Política y Gobierno y de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.42%
Esta monografía busca establecer cómo los eventos históricos que tuvieron lugar entre 1960 y 1970, permitieron la formación de un proyecto musical de protesta a nivel internacional. Teniendo como punto de partida y de análisis la contracultura hippy desde su formación, con los beatniks y el Underground hasta el momento en el cual, miles de jóvenes en el mundo aceptaron como válidos y propios una serie de ideales y principios hippies.

CULTURA E CONTRACULTURA: FERLINGHETTI; CULTURA E CONTRACULTURA: FERLINGHETTI

Rafael, Raisa Damascena; Ribeiro, Luiz Antonio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
The following article intends to establish a parallel between the concepts of Culture and Subculture, opposed to the idea of Counterculture, as proposed by Luis Britto García. For that, the American beat poetry, movement formed by the 60’s poets who intended to disarticulate the established values, was used as a reference. As a method, the authors studied Lawrence Ferlinghetti and how there is a procedure that focuses in a function of a “Reading”, both in his writing composition and in his methods as a book editor: a Reading of poetry, of the world and of his generation. The reader, then, becomes the utopia of writing and of the genesis of a culture, or counterculture, outside of the institutionalized and established logics.; O presente artigo tem como objetivo traçar um paralelo entre os conceitos de Cultura e Subcultura, em contraponto à ideia de Contracultura, como proposto por Luis Britto García. Para isso, utilizamos como referência a poesia beat americana, movimento formado pela geração de poetas da década de 60 que tinha como proposta uma desarticulação dos valores estabelecidos. Como método, nos aproximamos de um desses poetas, Lawrence Ferlinghetti e observamos que, tanto na composição de sua escrita, quanto no seu papel como editor de livros...

An analysis of transitivity in America as bullring arena by Jim Morrison; ANÁLISE DE TRANSITIVIDADE EM “AMERICA AS BULLRING ARENA”, DE JIM MORRISON

Steil, Juliana; Gama, Maria Elizabeth da Costa
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2006 POR
Relevância na Pesquisa
27.73%
This work explores aspects of ideology, as defined by Fairclough (1992), in a text written by the American poet Jim Morrison. The poet wrote his poems in the pinnacle of counterculture, social movement with libertarian characteristics risen in the sixties. Methodologically, the study is guided by Critical Discourse Analysis. We used Halliday’s Functional Grammar (HALLIDAY, 1985; 2004), a theoretical tool which is very utilized by Linguistics researchers. In the poem “America As Bullring Arena” (MORRISON, 1993), using transitivity, we investigated the ideological relations expressed in its discourse compared to the values of the context in which it was produced (counterculture). The analysis results show that the author’s work is in line with the ideologies of the counterculture movement. “America As Bullring Arena” implies the interests of counterculture.; O trabalho que aqui se apresenta explora aspectos de ideologia, como definido por Fairclough (1992), num texto do estadunidense Jim Morrison. O poeta em questão atuou no auge da contracultura, movimento social de caráter libertário dos anos 60. Metodologicamente, o estudo está pautado na Análise Crítica do Discurso. Fez-se uso da Gramática Funcional de Halliday (1985; 2004)...

OS MUTANTES E A CONTRACULTURA: UM CONTRAPONTO

Bay, Eduardo Kolody; Universidade de Brasília
Fonte: Em tempo de histórias Publicador: Em tempo de histórias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Este artigo pretende elucidar alguns aspectos do movimento conhecido comoTropicalismo e sua relação com a contracultura, tomando por enfoque a participação do grupomusical Mutantes. Busca-se encontrar os elementos culturais e musicais que compuseram aintensa hibridação realizada por seus integrantes e as práticas adotadas por eles tanto nagravação dos fonogramas como na concretização das idéias da contracultura que se formavana época, da qual eram formadores e representantes.