Página 1 dos resultados de 792 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

O marketing relacional no consumo infantil

Pinho, Ana Regina Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 09/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Dissertação de Mestrado em Marketing Relacional apresentada à ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria.; As crianças são hoje um mercado muito valioso e são elas os futuros consumidores adultos de amanhã. As empresas devem estar atentas às necessidades, aos desejos e às aquisições realizadas pelas crianças ou por elas influenciadas para poderem estabelecer relações comerciais fortes, baseadas numa dinâmica relacional e assentes na lealdade às marcas. Para o efeito, e partindo do princípio que o processo de consumo das crianças resulta do processo de socialização, importa conhecer a influência dos fatores de socialização, na formação de valores materialistas, na consciência da marca e na lealdade à marca por parte das crianças durante o seu processo de consumo, assim como a relação existente entre estas variáveis. Assim, com base na informação recolhida através de questionário numa amostra de 242 crianças com idades entre os 8 e os 12 anos, estudantes que frequentam entre o 3º e o 6º ano de escolaridade do concelho de Leiria, efetuou-se o estudo quantitativo, transversal e de natureza exploratória. Os resultados evidenciaram que os fatores de socialização...

Os estilos parentais e a influência relativa dos adolescentes nas decisões de consumo familiar

Mirapalheta, Rosana Fernandes
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
46.09%
Esta tese desenvolveu um modelo conceitual acerca dos fatores que afetam a influência relativa das crianças nas decisões de consumo familiar. O modelo desenvolvido relacionou diversas variáveis de influência, tais como as características individuais das crianças, características familiares e a interdependência entre pais e filhos. Adicionalmente, foram relacionadas variáveis moderadoras do processo de socialização do consumo infantil, como o tipo de produto, os estágios do processo decisório e as subdecisões de compra. O modelo desenvolvido foi parcialmente testado por meio de um estudo empírico. Especificamente, foram testadas as relações entre estilos parentais e os níveis relativos de influência das crianças. Uma pesquisa de campo foi aplicada para a coleta de dados dos pais e seus respectivos filhos. A análise estatística demonstrou a existência de diferenças significativas nos níveis de influência no consumo familiar entre os grupos de adolescentes que descreveram seus pais como competentes, autoritários, negligentes ou indulgentes. Os filhos de pais com estilo parental competente demonstraram exercer maior influência relativa no consumo familiar do que os demais adolescentes com pais classificados em outros estilos parentais.

Lazer, consumo e auto-regulamentação publicitária : contribuição ao estudo da proteção do consumidor infantil

Castilhos, Silmara de Fátima
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
56.41%
A questão do consumo infantil tornou-se foco de atenção mundial. Várias publicações descrevem e buscam explicar situações em que a criança é capturada em seu momento de lazer através de estratégias de marketing. A bibliografia mostra que a criança tem pouca clareza sobre as intenções persuasivas da publicidade, que é vista por ela como informação e entretenimento. E esta característica da criança acaba sendo utilizada como forma de induzi-la ao consumo através de uma série de apelos. Assim, o presente estudo busca saber até que ponto a criança brasileira está protegida em relação a estes apelos e como se dá esta proteção. Através da pesquisa da evolução da publicidade infantil e dos mecanismos de proteção em relação a ela nos Estados Unidos, buscou-se o entendimento desta questão já que foi naquele pais que tal problemática primeiro surgiu. Em seguida, o mesmo foi feito em relação ao Brasil, percebendo-se que a preocupação aqui é ainda muito recente em comparação com aquele pais; o corpo de leis sobre o tema é pouco especifico e, na prática, o controle dos limites da publicidade é feito pelo setor privado. Porém evidencia-se a ação de forças tentando mudar este quadro. Tomando como ponto de partida o desenvolvimento no Brasil de novas regras de auto-regulamentação para a publicidade infantil...

O papel dos personagens licenciados no consumo infantil : explorando o mundo de meninas de 7-8 anos

Mattei, Fernanda Nicolao
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.31%
A presente monografia tem como objetivo estudar as relações de consumo estabelecidas entre o público infantil e os produtos licenciados de personagens, passando por sua percepção dos mesmos quando inseridos em anúncios publicitários. Em um primeiro momento, através de pesquisa bibliográfica, contextualiza-se as fases da infância conforme a psicologia; em seguida, são apresentadas as ideias de diversos autores a respeito de consumo, marketing e publicidade, sempre salientando suas aplicações específicas às crianças. Posteriormente, é realizada uma pesquisa empírica exploratória e qualitativa por meio de entrevistas individuais com 10 meninas (sete e oito anos). A análise dos dados mostra que produtos associados a personagens chamam a atenção e despertam o desejo de consumo das crianças, porém não são o único fator relevante na hora da escolha. Além disso, percebe-se que a publicidade tem o papel de impulsionadora de moda e tendências de produtos, sendo bastante lembrada pelo público infantil, porém não podendo ser considerada definitiva no momento da compra.

A influencia do público infantil no comportamento de compra de seus pais

Rosa, Luisa Leyser da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 69 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.37%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; O presente trabalho tem como objetivo investigar se há influência do público infantil sobre o comportamento de compras de seus pais. Várias pesquisas indicam que uma significativa parcela de pais e mães é fortemente influenciada pelas escolhas de seus filhos. Há vários fatores que podem estar associados esse fenômeno, entre os quais a crescente participação da mulher no mercado de trabalho. Os filhos ficam menos tempo em presença dos pais e estes tentam compensar a falta cedendo a todos os desejos dos filhos, principalmente no que diz respeito ao consumo. Outro fator 6 a radical mudança que a instituição família vem sofrendo, desde o começo dos anos 80. A transformação inclui a diminuição do seu tamanho, um aumento da participação das mulheres no campo de trabalho e a proliferação de pais solteiros. Outro aspecto é a constatação de que a principal influência no comportamento de consumo dos membros de uma mesma família é a própria família. Assim, as crianças aprendem a fazer compras no ato de compras com seus pais. Contudo, a sociedade parece ainda não estar consciente do fato de que as crianças são diferentes dos adultos em muitos aspectos...

O impacto da Publicidade televisiva no consumo infantil (O caso do McDonald´s em Portugal)

Rodrigues, Sara Catarina Cardoso
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 03/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
Dissertação, Mestrado, Marketing, Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, 2014; Nesta Dissertação são apresentados os resultados de uma investigação sobre o impacto que a Publicidade televisiva tem no consumo infantil de Fast Food, reportando-nos especificamente ao caso do McDonald´s em Portugal. Ou seja, pretende-se perceber efetivamente se uma variável tem influência direta sobre a outra, e se esse nível de influência é ou não relevante. Trata-se de um projecto de pesquisa qualitativo e quantitativo, cujo principal objetivo é identificar a forma como as crianças absorvem e percecionam as mensagens publicitárias sobre a comida Fast Food e, por outro lado, perceber também de que forma a Publicidade exerce influência sobre as crianças e molda os seus gostos. A ideia desta temática surge associada ao facto de a obesidade ser um tema cada vez mais polémico e alvo de debates constantes e associada também à importância de ter uma alimentação saudável. No seguimento desta temática verifica-se a necessidade de ter uma visão concreta a este nível, nomeadamente no que diz respeito ao caso português, ou seja, perceber em que medida a Publicidade em Portugal influencia o consumo infantil de Fast Food...

Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo

Aquino,Rita de Cássia de; Philippi,Sonia Tucunduva
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.4%
OBJETIVO: Descrever o consumo infantil de alimentos industrializados e a relação com a renda familiar per capita, com base em inquérito domiciliar. MÉTODOS: O consumo alimentar de uma amostra probabilística da população infantil residente na cidade de São Paulo, entre zero e 59 meses de idade (n=718), foi estudado em 1995/1996 por meio de inquérito recordatório de 24h. Analisou-se a relação entre o consumo de 24 alimentos industrializados e a renda familiar per capita, distribuída em quartis. RESULTADOS: O consumo de açúcar foi maior entre as crianças de menor renda, enquanto achocolatados, chocolates, iogurte, leite em pó modificado e refrigerantes foram mais consumidos por crianças de maior renda familiar per capita (p<0,05). CONCLUSÕES: Concluiu-se que a renda familiar per capita influencia o consumo de alguns alimentos industrializados.

Publicidade infantil: uma análise de táticas persuasivas na TV aberta

Iglesias,Fabio; Caldas,Lucas Soares; Lemos,Stela Maria Santos de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
Embora haja um forte debate sobre a ética e os efeitos da publicidade veiculada na mídia televisiva, ainda se conhece pouco sobre esses fenômenos em relação ao público infantil. Esta pesquisa teve como objetivo investigar o uso de estratégias persuasivas voltadas para o consumo infantil na mídia, com base na literatura científica de influência em psicologia social. A avaliação de 182 peças publicitárias veiculados nos intervalos comerciais de um programa infantil de elevada audiência da televisão aberta, duas semanas antes do Dia das Crianças, revelou como principais táticas dos anunciantes a definição de um critério de decisão pela criança, simular consenso social, contar história e modelagem social. O trabalho discute as implicações dos resultados para a realidade de consumo infantil no Brasil e para o subsídio de intervenções voltadas para a educação e para a promoção do consumo responsável.

A formação do hábito de consumo infantil: uma análise crítica da Teoria de Consumo de Status aplicada às classes sociais altas e baixas no Brasil

Pasdiora,Maria Alice; Brei,Vinicius Andrade
Fonte: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia Publicador: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
Este trabalho analisa, a partir do enfoque oferecido pela Teoria de Consumo de Status (TCS), como são formados os hábitos de consumo de crianças de classes altas e baixas brasileiras, critica o Global Trickle-down Model (GTDM), e analisa a precisão das recentes mudanças teóricas sugeridas por Üstüner e Holt (2010), quanto às inadequações da TCS aos países em desenvolvimento. Para isso, realizamos uma pesquisa teórico-empírica, por meio de 36 entrevistas em profundidade, com crianças entre 9 e 12 anos incompletos, pertencentes às camadas baixas e altas da população. Após análise de conteúdo, apresentamos e discutimos os resultados através de categorias analíticas que os sintetizam: Agentes de Influência; Relação com o Universo de Possibilidades e Impossibilidades de cada Classe; e Diferenciação Social. Para concluir, comparamos os conceitos apresentados pela TCS com os resultados encontrados no contexto de classes altas e baixas brasileiras, além de avaliarmos a adequação do GTDM a esse contexto. As principais conclusões da pesquisa são que os pares exercem mais influência na formação dos hábitos de consumo das crianças de classes mais altas; a mídia tem impacto diferente de acordo com a posição socioeconômica da criança; e...

A educação informal para o consumo infantil e juvenil na televisão e na mídia

Nunes, Affonso Henriques da Silva Real
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.07%
The consumption has become a major pillar of modern capitalism and at the same time, one of the factors that relate to social inequality. Karl Marx developed the theory of historical materialism which maintains a history of society determined by class struggle and the! exploitation of man by man. Considered to be overtaken by those who believe that Marxism is synonymous with real socialism, the Marxist ideals seem more present than in the Western world which each individual takes the individualization (loss of sense of public and collective) and the alienation by the work. Weassumed we could work on these issues in student education, even in elementary school, through questioning of the consumer society, with the criticism of television and the media, the main promoter of the current sense of consumption, as an initial step that could lead to future autonomy of theindividual. The theory of ideology and ideas of Paulo Freire's liberating education theory permeated the experience that happened as a participant observation of groups in the discipline of sociology in the unit 2 of the Colégio Pedro II in Rio de Janeiro, the state capital, an institution under the direct administration Ministry of Education. Wehave found fertile ground in which the students were able to understand and question the meaning of advertising media; O consumo se tornou um dos principais pilares do capitalismo moderno e...

O impacto das mascotes no consumo infantil de produtos alimentares

Cruz, Ana Patrícia Gonçalves da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.36%
Este documento apresenta os resultados de um estudo do Consumo Infantil, onde foi feita uma análise ao impacto que as mascotes publicitárias exercem na escolha de alguns produtos de consumo. Para validar esta análise, foi elaborada uma pesquisa qualitativa, em forma de entrevista, junto de crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos de idade em escolas do ensino básico da região centro. As crianças foram confrontadas com determinados produtos, alguns com marca de distribuição, outros com marcas conhecidas sem mascote e outros contendo as respetivas mascotes associadas e foi-lhes pedido que optassem por um deles. Resultou daqui uma aferição de até que ponto é que as mascotes utilizadas por algumas das marcas presentes no nosso mercado, potencializam ou não a escolha dos seus produtos por parte das crianças e consequentemente dos potenciais compradores: os progenitores, avós, entre outros. Os resultados obtidos revelam uma influência significativa das mascotes no consumo infantil, embora as justificações dadas para sustentar essa opção, não nos pareçam coerentes. Este estudo revelou ainda uma preocupação crescente das crianças em manter hábitos de alimentação saudável, resultado das muitas campanhas levadas a cabo pelas escolas e/ou educação familiar.; This document aims to shows the results of a study of the Child Consumer...

A publicidade televisiva e o consumidor infantil do ensino fundamental no município de Ijuí/SC

de Musacchio, Cláudio; Oling, Jociane Marchesan
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.16%
Este artigo analisa alguns aspectos da propaganda televisiva e sua relação com o consumo infantil, suas estratégias de recepção, processos de persuasão, hábitos culturais através de uma pesquisa de campo qualitativa com crianças entre oito e dez anos no Município de Ijuí, localizado no Estado do Rio Grande do Sul. O aporte teórico teve a contribuição epistemológica de pensadores e os resultados indicam que a criança adquire a capacidade de filtrar mensagens e influenciar nas decisões familiares para consumir.Palavras-chave: consumo; criança; publicidade; televisão; cultura

Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo; Association of children's consumption of processed foods and family income in the city of São Paulo, Brazil

Aquino, Rita de Cássia de; Philippi, Sonia Tucunduva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/.pdf
Publicado em 01/12/2002 POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
OBJETIVO: Descrever o consumo infantil de alimentos industrializados e a relação com a renda familiar per capita, com base em inquérito domiciliar. MÉTODOS: O consumo alimentar de uma amostra probabilística da população infantil residente na cidade de São Paulo, entre zero e 59 meses de idade (n=718), foi estudado em 1995/1996 por meio de inquérito recordatório de 24h. Analisou-se a relação entre o consumo de 24 alimentos industrializados e a renda familiar per capita, distribuída em quartis. RESULTADOS: O consumo de açúcar foi maior entre as crianças de menor renda, enquanto achocolatados, chocolates, iogurte, leite em pó modificado e refrigerantes foram mais consumidos por crianças de maior renda familiar per capita (p; OBJECTIVE: To describe children's consumption of processed foods and its relationship with per capita family income based on a household survey. METHODS: Food consumption was studied in a statistical sample of 718 children living in the city of São Paulo in the period 1995-1996. A 24-hour dietary recall was used. Data regarding the association of children's consumption of 24 processed foods and per capita family income (arranged in quartiles) was analyzed. RESULTS: Consumption of sugar was higher among children of low income families whereas the consumption of chocolate powder...

Nascidos para comprar: notas sobre o consumismo infantil

Freitas, Ana Augusta Ferreira de; universidade estadual do ceará; Apolônio, Lygia Pessoa Mineiro; Universidade Estadual do Ceará
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa qualitativa; Pesquisa Empírica de Campo; Entrevista Fictional Formato: application/pdf
Publicado em 12/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.32%
http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2015n31p210O objetivo desse trabalho é analisar os fatores que levam o público infantil a buscar, precocemente, serviços estéticos oferecidos em salões de beleza. Uma pesquisa de campo foi conduzida junto a seis díades de mães com suas respectivas filhas. Como estratégia de pesquisa, uma narrativa ficcional foi conduzida com as crianças; enquanto entrevistas foram usadas com as mães. Como resultado, observou-se que vários estímulos levam as crianças a consumirem serviços estéticos. Entre estes, a referência materna, as influências de familiares, amigos da escola e da mídia, através da televisão e internet. De forma secundária, foi registrado que os serviços mais desejados e consumidos pelo público infantil foram os de manicure e cabelereiro. Em termos de papeis, as mães adquirem o serviço, e dividem com suas filhas o papel de decisão, ao determinarem, juntas, como o consumo acontecerá.

Enfoque integral del consumo y administración de drogas en edad pediátrica en la población mexicana

Jasso-Gutiérrez,Luis
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 ES
Relevância na Pesquisa
46.04%
Introducción. En ausencia de un análisis integral de la edad pediátrica, se propone una clasificación que analiza el uso o administración de drogas en tres etapas para la población mexicana: 1) intrauterina, 2) neonatal hasta escolar y 3) adolescencia. Métodos. La información se investigó en: Medline, Pub-Med, Embase, INBIOMED, LILACS, ARTEMISA. Resultados. En la etapa 1 se describen los efectos del consumo de drogas por la madre en el feto, como muerte fetal, síndrome de abstinencia, prematurez y trastornos del aprendizaje. En la etapa 2 se refieren los daños de la administración de medicamentos de venta libre por los padres, como opiáceos, dextrometorfano o psicoestimulantes. En la etapa 3 se destaca que el consumo de drogas se incrementa en adolescentes respecto a años previos, que se acentúa conforme se tiene más edad (en el año 2008 fue del 5.7%) y que predominan la mariguana, la cocaína, los inhalables y la heroína. Conclusiones. Se propone realizar una encuesta nacional en México que incluya las tres etapas, ampliando la investigación de la etapa 3, desde los 7 hasta los 21 años. Simultáneamente, se debe instaurar un programa de educación y de difusión nacional, inteligente y permanente, que permita impactar a la población como un todo.

Importancia de la transición nutricia en la población materno-infantil: Parte I. Experiencias en México

Vásquez-Garibay,Edgar M.; Álvarez-Treviño,Lucía; Romero-Velarde,Enrique; Larrosa-Haro,Alfredo
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 ES
Relevância na Pesquisa
46.08%
La transición nutricia en el niño mexicano se entiende mejor a través del síndrome de mala nutrición, en donde coinciden, interactúan o se condicionan las deficiencias de nutrimentos específicos (v. g. hierro, cinc, vitamina A, calcio, ácido fólico, etc.), la desnutrición proteínico-energética, el sobrepeso y la obesidad, el consumo de dietas potencialmente lesivas (grasas saturadas trans, hormonas, insecticidas, fertilizantes, conservadores, etc.) y un grupo de entidades cada vez más frecuentes, sobre todo en la adolescencia, los trastornos de conducta alimentaria (anorexia nerviosa, bulimia, trastornos no especificados). Estas entidades patológicas pueden coexistir, presentarse simultáneamente, o bien, un sujeto que padecióalguna de ellas (desnutrición crónica) puede presentar otras en etapas ulteriores de su vida (obesidad, trastornos de conducta alimentaria, etc.). La población materno-infantil es muy importante desde el punto de vista de la transición nutricia porque en su seno ocurren la mayoría de las co-morbilidades o las secuelas que acompañarán al individuo que las padece por el resto de su vida. Debido a que la transición nutricia ocurre en todos los estados del país, se tomaron algunos datos nacionales y otros obtenidos a través de diferentes estudios de campo en el estado de Jalisco con el propósito de comprender mejor este fenómeno.

Importancia de la transición nutricia en la población materno-infantil: Parte II. Experiencias en América Latina y otras regiones

Vásquez-Garibay,Edgar M.; Álvarez-Treviño,Lucía; Romero-Velarde,Enrique; Larrosa-Haro,Alfredo
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 ES
Relevância na Pesquisa
46.28%
En América Latina la situación nutricia ha evolucionado hacia diferentes estadios de transición, expresándose diferencias en la prevalencia de trastornos nutricios. Destacan los siguientes aspectos: a) aumento en la ingestión energética en la mayoría de los países latinoamericanos; b) aumento en la proporción de grasas en el consumo energético; c) incremento del sedentarismo por el uso de tecnologías que lo favorecen; d) disminución en la inseguridad alimentaria debido a un descenso en la población que vive en condiciones de pobreza e indigencia; y e) persistencia de las desigualdades sociales en muchos países. Los cambios dietéticos mayores incluyen: incremento en el consumo de grasas y azúcares, marcado incremento en el consumo de productos alimenticios de origen animal y caída en el consumo de cereales y fibra. Esto refleja un cambio a una dieta occidental elevada en grasa, que llega a representar más de 30% de la ingestión de energía. Las evidencias apuntan hacia una situación, donde la velocidad de cambio en la estructura de la dieta y la actividad son tales que la doble carga de una dieta con elevada densidad energética y una baja actividad física estarán presentes, sobre todo entre la población de bajos recursos.

Santa Claus contra los Reyes Magos: influencias trasnacionales en el consumo infantil en México (1950-1960)

Sosenski,Susana
Fonte: Escuela Nacional de Antropología e Historia Publicador: Escuela Nacional de Antropología e Historia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 ES
Relevância na Pesquisa
46%
En este artículo se analiza la inserción de la figura de Santa Claus en la sociedad mexicana a mediados del siglo XX. Santa Claus, en un primer momento, fue visto como un "extranjero indeseable", portador de una cultura ajena y una modernidad vinculada estrechamente a la sociedad de consumo. Fue visto como "el otro", tuvo que lidiar con las tradiciones católicas mexicanas y se halló confrontado con las figuras de los Reyes Magos. Las discusiones en torno a su figura se centraron en discutir su inmoralidad, sus afanes modernizadores, su función en la "americanización" de las costumbres mexicanas y su relación con los intentos de crear una "cultura comercial". La celebración del día de Reyes Magos tuvo que coexistir con esta nueva "tradición", importada y divulgada por medios de comunicación, como el cine y la prensa, a través de sus anuncios publicitarios, sus fotos y sus artículos de opinión, así como por las tiendas departamentales. En suma, en este texto se analizan las discusiones que generó el establecimiento de Santa Claus en México en la década de 1950, las diversas estrategias culturales que se utilizaron para promover este personaje y las producciones culturales que se encargaron de promocionarlo.

Evolución de la mortalidad infantil, neonatal y postneonatal en Andalucía, 1975-1998

Ruiz Ramos,Miguel; Nieto García,María Adoración
Fonte: Ministerio de Sanidad y Consumo Publicador: Ministerio de Sanidad y Consumo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 ES
Relevância na Pesquisa
46.16%
Fundamento: La mortalidad infantil, y sus componentes neonatal y postneonatal, son importantes indicadores de salud, lo cual justifica su análisis periódico incluso en países desarrollados donde sus tasas han descendido considerablemente. El objetivo de este estudio es describir las modificaciones registradas en dichas tasas en Andalucía en el último cuarto de siglo. Métodos: Se han calculado las tasas anuales de mortalidad infantil, neonatal precoz y tardía, así como post-neonatal en 1975-1998. Mediante regresión de Poisson se han estimado los porcentajes anuales de cambio de las tasas en los dos intervalos de 1975-1986 y 1987-1998 así como en el periodo completo 1975-1998. Se ha analizado también la mortalidad proporcional por causas infecciosas, respiratorias, congénitas, afecciones originadas en el periodo perinatal y el resto de causas, así como la razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal y para el total de causas, en el quinquenio 1994-98 respecto al quinquenio 1975-79, en los periodos infantil, neonatal (precoz y tardío) y postneonatal. Resultados: Los mayores descensos porcentuales se han producido en la mortalidad neonatal precoz (6,38%) y tardía (4,6%). La razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal entre 1994-98 y 1975-79 es 10 para la mortalidad postneonatal mientras que es inferior a 1 para la mortalidad neonatal tardía (0...

Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo

Aquino,Rita de Cássia de; Philippi,Sonia Tucunduva
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.4%
OBJETIVO: Descrever o consumo infantil de alimentos industrializados e a relação com a renda familiar per capita, com base em inquérito domiciliar. MÉTODOS: O consumo alimentar de uma amostra probabilística da população infantil residente na cidade de São Paulo, entre zero e 59 meses de idade (n=718), foi estudado em 1995/1996 por meio de inquérito recordatório de 24h. Analisou-se a relação entre o consumo de 24 alimentos industrializados e a renda familiar per capita, distribuída em quartis. RESULTADOS: O consumo de açúcar foi maior entre as crianças de menor renda, enquanto achocolatados, chocolates, iogurte, leite em pó modificado e refrigerantes foram mais consumidos por crianças de maior renda familiar per capita (p<0,05). CONCLUSÕES: Concluiu-se que a renda familiar per capita influencia o consumo de alguns alimentos industrializados.