Página 1 dos resultados de 2261 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Comportamento do consumidor na compra e repetição de compra de medicamentos não sujeitos a receita médica

Mendes, Silvério António da Cunha Branco de Pais Borges de Sousa
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
No contexto da presente dissertação, definiu-se como objectivo primordial, entender os determinantes da atitude, percepção e comportamento do consumidor, face à aquisição de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica. A este objectivo, encontra-se subjacente um duplo interesse: saber quais as variáveis que influenciam a intenção de compra de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica, por um lado, e de que forma a intenção de compra se reflecte no comportamento do consumidor, em relação à compra de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica, ou não, por outro. Com base em anteriores estudos de autores foi desenvolvido um modelo que permitiu explicar, tanto a atitude como o comportamento do consumidor, face à compra de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica. Os Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica são umas das principais componentes da Automedicação que é uma prática em crescimento no ramo da Saúde. Desta forma, esta dissertação traz importantes conclusões para as empresas da Indústria Farmacêutica, nomeadamente, ao nível do comportamento de compra dos consumidores e das características diferenciadas nas suas preferências, contribuindo, assim, para uma definição mais eficaz da estratégia de marketing a seguirem. A investigação empírica foi posta em prática através de disponibilização / preenchimento de inquérito online. Os dados foram analisados através de análise estatística univariada e multivariada...

O impacto da cultura no comportamento do consumidor : uma abordagem geral

Marques, Pedro Joel Neto
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.62%
Há quem defenda que o estudo do comportamento do consumidor está demasiado focado na fase de aquisição, deixando para segundo plano a compreensão da origem do desejo do consumidor (Pham, 2013). A cultura influencia a forma como o ser humano vive e se relaciona (Salomon et al., 2013). A literatura já há muito reconheceu que o comportamento do consumidor varia entre culturas. Porém os mecanismos por trás desta variação continuam pouco claros (Parker & Tavassoli, 2000). Esta dissertação pretende aclarar alguns desses mecanismos. O objetivo principal desta dissertação é estudar o impacto da cultura no comportamento do consumidor de uma forma geral. A cultura será avaliada tendo por base a teoria das dimensões culturais de Hofstede (Hofstede, 2003), através da CVSCALE – Individual Cultural Value Scale (Yoo, Donthu, & Lenartowicz, 2010). Os consumidores são parte de uma cultura e a cultura é o sistema global em que todos os outros sistemas estão organizados (Salomon et al., 2013). Relativamente ao comportamento do consumidor pretende-se ter uma visão geral, pelo que serão avaliadas áreas do comportamento do consumidor, já descritas na literatura como sendo influenciadas pela cultura: a compra por impulso (Kacen & Lee...

O comportamento socialmente indesejável do consumidor: proposição de uma escala de mensuração; Dysfunctional consumer behavior: a scale proposition

Oliveira, Marília Lara Marcondes Machado de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.47%
Essa pesquisa tem como tema o comportamento socialmente indesejável do consumidor. Tal comportamento pode impactar significativamente no resultado das organizações, uma vez que esse tipo de consumidor pode trazer prejuízos tanto financeiros, quanto à marca ou até mesmo a outros consumidores. A finalidade da pesquisa é desenvolver uma escala que seja capaz de discernir, indiretamente, o consumidor que possui tendências de agir de forma socialmente inadequada daquele que não possui tal tendência. Para tanto lançou-se mão de uma metodologia híbrida de desenvolvimento de escalas, a proposta por Churchill (1979) e a metodologia C-OAR-SE. A coleta de dados foi feita através do MTurk®, que coleta respondentes de várias regiões do mundo pela Internet. As técnicas estatísticas utilizadas na pesquisa foram as análises de agrupamento e discriminante. Os resultados mostraram evidências de que é possível discriminar os consumidores através de uma função discriminante. Contudo, ao contrário do que se esperava teoricamente, os indivíduos com maior índice de insatisfação não foram aqueles que apresentaram maior tendência de agirem de forma socialmente inadequada. As demais hipóteses (influência dos aspectos de personalidade e de terceiros) foram aceitas pela pesquisa. Ao final chegou-se a uma sugestão de escala para separar os dois tipos de consumidores - podendo essa ser utilizada para novas pesquisas acadêmicas...

Preocupação ecológica do consumidor e nível socio-econômico : examinando um grupo de universitários

Urdan, André Torres
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
46.38%
Trata das relações entre preocupação ecológica do consumidor e nível sócio-eonômico individual. Identifica escalas para esses dois construtos. Verifica a realidade, no tocante ao tema, para um grupo de universitários da Universidade Federal de Rondônia. Examina as diferenças de preocupação ecológica entre consumidores de uma amostra norte-americana e a brasileira referida. Procura explorar a magnitude e as características do segmento de consumidores com preocupação ecológica

A propensão do consumidor a recompensar ou punir empresas segundo sua conduta ética

Vicari, Márcia Regina
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
46.55%
A temática da ética empresarial vem despertando bastante interesse no meio acadêmico e também na sociedade em geral. Entre os que defendem o valor da ética empresarial, há aqueles que o fazem por uma questão de correção moral. Contudo, assoma na literatura de negócios uma visão mais instrumental da ética empresarial, identificando-a como fator de diferenciação de marcas, fidelidade do consumidor e conseqüente estabilidade dos fluxos financeiros. Aqui se empreendeu uma investigação empírica em cinco capitais brasileiras com o objetivo de relacionar a “Importância Atribuída pelo Consumidor ao Comportamento Ético Empresarial” e as “Expectativas do Consumidor acerca do Comportamento Ético Empresarial”, por um lado, e a “Propensão do Consumidor a Recompensar o Comportamento Ético Empresarial” e a “Propensão do Consumidor a Punir o Comportamento Antiético Empresarial”, por outro. Para tanto, adotaram-se as escalas propostas por CREYER e ROSS Jr. (1997). Concluiu-se: a) pela necessidade de revê- las, tornando-as mais adequadas ao cenário brasileiro; b) pela falta de relação causal entre os construtos do modelo proposto.

A confusão no processo de escolha do consumidor.

Afonso, Carla Winter
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.42%
Dentro da literatura de Comportamento do Consumidor e Teoria da Decisão existe considerável corpo teórico que analisa sentimentos negativos e reações adversas no processo decisório de compras de produtos de alto e baixo envolvimento. Vários fenômenos são identificados como negativos no processo, principalmente a Confusão do Consumidor, que compreende três dimensões: i) muitas informações similares sobre produtos, ii) muitas informações sobre diferentes produtos e iii) informações falsas e ambíguas. Tal fenômeno, no entanto, parece ser moderado por um conjunto de variáveis, como o Envolvimento, a Experiência e a Restrição de Tempo (moderadoras da relação entre Confusão do Consumidor e Intenção de Compra). Este fato foi identificado através de entrevistas em profundidade. Os resultados das entrevistas permitiram identificar as variáveis moderadoras, assim como a existência do fenômeno e sua relação com a decisão final de compra. Na segunda fase da pesquisa, supõe-se que indivíduos com baixo Envolvimento e Restrição de Tempo possuam uma propensão maior à confusão. No Estudo 2 foram utilizados como moderadores o Envolvimento e a Restrição de Tempo, ambos manipulados por instrução...

A relação entre nacionalidade, valores pessoais e o comportamento do consumidor em shopping centers regionais de Eugene (Estados Unidos), Montevidéu (Uruguai) e Porto Alegre (Brasil)

Lengler, Jorge Francisco Bertinetti
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
A globalização e o surgimento dos mercados internacionais têm trazido no bojo de sua evolução o interesse pela compreensão da relação entre a nacionalidade e o comportamento do consumidor ao redor do mundo. Embora a globalização seja um tema em evidência na literatura de marketing (Hadjimarcou, 1998), poucos são os estudos que analisam o comportamento trans -cultural do consumidor em ambientes de varejo na América do Sul. Verifica-se, nesta área, um franco predomínio da produção científica norte-americana, que se restringe a investigar a dinâmica do comportamento do consumidor entre as diversas “nações” existentes nos Estados Unidos (Czinkota e Ronkainen, 2001). Diante do desafio de se compreender a dinâmica existente entre a nacionalidade e o comportamento do consumidor em ambientes de varejo no contexto internacional, elegeu-se como cenário de pesquisa três países que guardam entre si similaridades e distinções marcantes: Brasil, Uruguai e Estados Unidos. Na busca de se colaborar com a consolidação do tema no escopo da área de marketing, este estudo investigou a relação entre a nacionalidade e o comportamento do consumidor nos shopping centers regionais em contextos internacionais. Brasileiros e uruguaios encontram-se imersos num caldo étnico e econômico que se confunde com a própria formação sócio-cultural dos dois países. Os resultados alcançados neste estudo revelam que a proximidade que eiva a relação histórica comum de Brasil e Uruguai manifestam-se valores pessoais e na forma como brasileiros e uruguaios se comportam nos shopping centers. Empregando-se a técnica de modelagem de equações estruturais...

Relação entre identificação consumidor-empresa, experiência com o serviço e o comportamento de recomendação do consumidor

Zylbersztejn, Vivian Suslik
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
A comunicação boca a boca está fortalecendo-se e popularizando-se, principalmente a partir do advento das mídias sociais. A cultura da população em buscar informações referentes a produtos e serviços está cada vez mais forte, uma vez que a dose de incerteza na compra é grande, em especial em serviços ou serviços aplicados a produtos, por sua intangibilidade. Dessa forma, a comunicação boca a boca tradicional ou via mídias sociais tem se intensificado, tanto na busca quanto na emissão de opiniões. Neste contexto de mercado, uma das formas de uma empresa se tornar competitiva no mercado é criando um relacionamento a longo prazo com seus clientes, facilitando a existência de uma identificação do consumidor com a empresa. Partindo do cenário de serviços, este estudo tem o objetivo de avaliar as relações simultâneas entre três conceitos: experiência do consumidor com o serviço, identificação do consumidor com a empresa e o comportamento de recomendação deste consumidor. Este estudo teve por propósito avaliar estas relações, e, para isso, validou escalas para mensuração destes conceitos no contexto brasileiro. Foi aplicado um questionário online com 500 respondentes, sendo que o pré-requisito era que o respondente escolhesse um estabelecimento (bar ou restaurante) com o qual se identificasse. A análise de dados incluiu uma análise fatorial exploratória e uma confirmatória...

Análise do comportamento dos clientes do mercado imobiliário com ênfase na mobilidade, escolha e satisfação residenciais

Brandstetter, Maria Carolina Gomes de Oliveira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvi, 349 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Este trabalho busca discutir os principais aspectos que norteiam o comportamento do consumidor do mercado imobiliário, revisando o tema sob três óticas literárias distintas, porém complementares. Tais estudos baseiam-se na definição do termo comportamento do consumidor proveniente da literatura de marketing. Em seguida a fundamentação teórica enfoca a literatura da geografia sócio-demográfica, apresentando os principais trabalhos sobre o comportamento do consumidor envolvendo desde a decisão da mudança de moradia, a seleção final do imóvel a ser comprado e o processo de formação da satisfação residencial. O comportamento do consumidor é posteriormente analisado sob a ótica da literatura proveniente da arquitetura, em especial dos textos que tratam da relação ambiente-comportamento. O trabalho também busca apresentar uma proposta metodológica mediante o conhecimento aprofundado do comportamento do consumidor e a caracterização de sua carreira habitacional. O método de pesquisa proposto é o estudo de caso múltiplo para obtenção das informações pertinentes à demanda. O segmento de enfoque do trabalho é constituído pelas classes medianas de renda. A investigação salienta a importância dos aspectos comportamentais dos diversos arranjos familiares sobre o processo de formação da satisfação residencial e os motivos que provocam a mobilidade entre moradias ao longo da carreira habitacional.

Determinantes do comportamento de compra verde em Portugal

Ferreira, Rodrigo César Parreira
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.14%
Apesar do avanço tecnológico, uma grande maioria dos consumidores contínua a utilizar excessivamente os recursos naturais não renováveis do planeta, resultado de um consumo exagerado e inconsciente. Atualmente, os consumidores possuem mais informação sobre as questões ambientais e, alguns, refletem esse conhecimento nas suas decisões de compra. Com a crescente preocupação e atenção, quer por parte da população, quer por parte das organizações governamentais e empresas, para com o meio ambiente e a sua preservação, as questões ecológicas têm cada vez mais importância nas estratégias das empresas. Na presente investigação é analisado o comportamento de compra verde com a utilização das variáveis sociodemográficas (género, idade, número de filhos, rendimento e habilitações literárias) e psicográficas (conhecimento ecológico, coletivismo e individualismo), indo ao encontro do objetivo geral de investigação que visa compreender qual a relevância destas variáveis face ao comportamento de compra verde. O estudo desenvolvido é operacionalizado por via de um método quantitativo, através da utilização de um inquérito por questionário com base nas escalas do conhecimento ecológico (Laroche et al....

Marketing verde e o alinhamento empresa-consumidor

Silva, Catarina Estefânia de Albuquerque Morais da
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Mestrado em Ciências Empresariais; O crescente aumento da consciencialização ambiental tem levado consumidores e produtores a mudar o seu comportamento em relação ao ambiente, tendo sido o marketing a área de negócio onde esta mudança teve maior incidência. Uma das principais e actuais preocupações das organizações passa pelo desenvolvimento sustentável dos seus negócios, tendo surgido na área do marketing uma estratégia-chave para o cumprimento desse objectivo – o marketing verde. Nesta investigação pretende-se estudar como estas preocupações ambientais têm vindo a afectar o comportamento do consumidor e a relação do mesmo com as empresas. A pesquisa inicia-se com o estudo do consumidor ecologicamente consciente através de variáveis sociodemográficas (idade, sexo, habilitações escolares e rendimento familiar), passando pela relação entre a intenção e o comportamento efectivo do consumidor e terminando com a análise da relação entre a opinião do consumidor em relação a empresas que praticam marketing verde e o seu comportamento de consumidor ecologicamente consciente. Para o efeito procedeu-se a um estudo maioritariamente quantitativo, tendo-se recorrido a parte da metodologia utilizada por Straughan e Roberts (1999)...

A influência dos fatores que determinam o comportamento do consumidor de medicamentos de marca vs medicamentos genéricos

Charme, Carolina Amélia de Andrade Pereira
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
Mestrado em Gestão e Estratégia Industrial; Este estudo analisa o comportamento de compra do consumidor de medicamentos não sujeitos a receita médica no mercado português. O principal objectivo deste trabalho consiste na explicação da influência dos factores do Modelo “Estímulo-Resposta” desenvolvido por Kotler, no comportamento do consumidor de medicamentos genéricos e no comportamento do consumidor de medicamentos de marca. Na literatura, este tema já foi explorado sob diferentes perspectivas, utilizando os factores referidos na influência dos medicamentos não sujeitos a receita médica. Contudo, este estudo confronta a influência de cada um dos factores nos dois tipos de consumidores (marca e genéricos). O comportamento de compra do consumidor foi estudado quantitativamente através da construção de um inquérito como forma de recolha de dados e caracterização do perfil sócio-demográfico dos diferentes tipos de consumidor. A afectação de cada factor nos dois tipos de consumidor foi avaliada através da elaboração de testes estatísticos. Os resultados indicaram que o factor produto e o factor psicológico influenciam mais o consumidor de medicamentos de marca do que o consumidor de medicamentos genéricos. Com um resultado inverso...

Comportamento de cocriação de valor do consumidor: moderação e consequências

Frio, Ricardo Saraiva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.55%
O debate acerca da cocriação de valor começou a despertar maior interesse entre acadêmicos de marketing a partir da proposição da lógica de serviço dominante. O tema está bastante presente em publicações, entretanto poucos são os trabalhos empíricos. Se percebe, com base na literatura, a necessidade de se identificar antecedentes e consequências desse comportamento. A partir da proposição de Yi e Gong (2013), observa-se o comportamento de cocriação de valor do consumidor como um constructo de terceira ordem composto por oito constructos de primeira ordem: busca de informação, compartilhamento de informação, comportamento responsável e interação pessoal, relacionados com participação, advocacia, feedback, ajuda e tolerância, correspondendo ao comportamento cidadão. Assim o objetivo do presente estudo foi testar o comportamento de cocriação de valor do consumidor como antecedente da satisfação e lealdade. Além disso, buscou-se avaliar o tempo de relacionamento como uma moderadora dos constructos de segunda e terceira ordem. Duas coletas de dados foram realizadas. Em um primeiro momento validou-se a escala de comportamento de cocriação de valor do consumidor, a partir de uma amostra de 515 estudantes. Os resultados mostraram a necessidade de exclusão de cinco variáveis...

A perspectiva do consumidor frente ao comportamento ético empresarial (parte final); Consumer's perspective toward ethical firm behavior - last part

Urdan, André Torres
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Trabalho em Andamento
Relevância na Pesquisa
46.48%
Há uma tendência de mercados mais concorridos, devido à globalização, menores taxas de crescimento econômico e outras causas. Diante desse cenário, o papel desempenhado pelos consumidores influenciando o comportamento das empresas pode elevar-se. Mas várias questões a esse respeito despontam no Brasil. Quais são as principais práticas empresariais éticas e antiéticas para os consumidores? Quais são as empresas mais éticas e antiéticas para os consumidores? A ética empresarial é importante para os consumidores? A ética empresarial é recompensada pelos consumidores? Acerca desta última e crucial questão, tendo-se por base uma série de artigos jornalísticos, a resposta parece ser sim. Todavia, nenhum resultado empírico acadêmico produzido no Brasil foi encontrado contemplando por completo essas questões. Este relatório envolve uma pesquisa empírica sobre tais questões. Antes, no plano teórico, são examinados os temas da crescente relevância da ética nos negócios, do marketing e o papel da ética do consumidor, no exterior e no Brasil. Na parte empírica, dois são os propósitos. O primeiro envolve uma sondagem aberta, sob a ótica do consumidor, das melhores e piores práticas empresariais em termos de ética...

A perspectiva do consumidor frente ao comportamento ético empresarial - 2ª parte; Consmer's perspective toward ethical firm behavior - 2nd Part

Urdan, André Torres
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Trabalho em Andamento
Relevância na Pesquisa
46.48%
Há uma tendência de mercados mais concorridos, devido à globalização, menores taxas de crescimento econômico e outras causas. Diante desse cenário, o papel desempenhado pelos consumidores influenciando o comportamento das empresas pode elevar-se. Mas várias questões a esse respeito despontam no Brasil. Quais são as principais práticas empresariais éticas e antiéticas para os consumidores? Quais são as empresas mais éticas e antiéticas para os consumidores? A ética empresarial é importante para os consumidores? A ética empresarial é recompensada pelos consumidores? Acerca desta última e crucial questão, tendo-se por base uma série de artigos jornalísticos, a resposta parece ser sim. Todavia, nenhum resultado empírico acadêmico produzido no Brasil foi encontrado contemplando por completo essas questões. Este relatório envolve uma pesquisa empírica sobre tais questões. Antes, no plano teórico, são examinados dois temas: a) a crescente relevância da ética nos negócios; b) o marketing e o papel da ética do consumidor, no exterior e no Brasil. Na parte empírica, dois são os propósitos. O primeiro envolve uma sondagem aberta, sob a ótica do consumidor, das melhores e piores práticas empresariais em termos de ética...

A perspectiva do consumidor frente ao comportamento ético empresarial - 1ª Parte; Consmer's perspective toward ethical firm behavior - 1st Part

Urdan, André Torres
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Trabalho em Andamento
Relevância na Pesquisa
46.48%
Há uma tendência de mercados mais concorridos, devido à globalização, menores taxas de crescimento econômico e outras causas. Diante desse cenário, o papel desempenhado pelos consumidores influenciando o comportamento das empresas pode elevar-se. Todavia, várias questões a esse respeito despontam no Brasil. O que significa ética empresarial para os consumidores? Quais são as empresas éticas e antiéticas para os consumidores? A ética empresarial é importante para os consumidores? A ética empresarial é recompensada pelos consumidores? Acerca desta última e crucial questão, tendo-se por base uma série de artigos jornalísticos, a resposta parece ser sim. Todavia, nenhum resultado empírico acadêmico produzido no Brasil foi encontrado contemplando por completo essas questões. Este relatório envolve uma pesquisa teórica-empírica sobre tais questões. No plano teórico, foram examinados dois temas: a) a crescente relevância da ética nos negócios; b) o marketing e o papel da ética do consumidor, no exterior e no Brasil. Na parte empírica, dois foram os propósitos. O primeiro envolveu uma sondagem qualitativa, sob a ótica do consumidor, das melhores e piores práticas empresariais em termos de ética, assim como das empresas mais éticas e mais antiéticas. O segundo abrangeu a mensuração dos construtos Importância Atribuída pelo Consumidor ao Comportamento Ético Empresarial e Propensão do Consumidor a Recompensar o Comportamento Ético Empresarial...

O consumidor verde: perfil e comportamento de compra

Afonso, Ana Carolina Baptista
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.57%
Mestrado em Marketing; Como resultado da crescente preocupação com o ambiente a que se tem assistido, muitos consumidores têm vindo a questionar-se sobre os produtos que compram e a quem compram, levando a uma mudança de atitude e tendências ao nível do marketing. O tema desta investigação incide sobre uma área específica do marketing, denominada de marketing verde, mais concretamente, sobre as implicações que este conceito tem vindo a ter no comportamento do consumidor. Na presente investigação é analisado o perfil e comportamento do consumidor verde com recurso a variáveis socio-demográficas (sexo, idade, rendimento, habilitações literárias) e psicográficas (preocupação ambiental, eficácia percebida, altruísmo, liberalismo). O objectivo é percebermos qual a relevância destas variáveis para explicar o comportamento do consumidor ecologicamente consciente. É também alvo desta investigação o estudo do comportamento de compra do consumidor verde, com enfoque na intenção de compra de produtos verdes e na sua compra efectiva. O estudo desenvolvido é operacionalizado com recurso à aplicação de um questionário com base naquele que foi utilizado na investigação de Straughan e Roberts (1999) e com os tópicos relativos à medição da intenção-comportamento de compra utilizado por Chan (2001). O questionário foi aplicado a uma amostra de conveniência e dá lugar a uma análise quantitativa dos dados recolhidos. Os resultados demonstram que as variáveis psicográficas são mais relevantes do que as socio-demográficas para explicar o comportamento do consumidor ecologicamente consciente...

O perfil do consumidor verde e a sua intenção de uso de energias renováveis

Encarnação, Adriana Filipa Viegas da
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Mestrado em Marketing; Actualmente temas como o Ambientalismo têm vindo a assumir uma importância crescente, verificando-se também uma grande aposta na produção e consumo de Energias Renováveis em detrimento dos combustíveis fósseis. Esta investigação incide sobre o Marketing Verde, que pretende descrever as estratégias desenvolvidas pelos marketers para atingir o consumidor verde.O objectivo desta dissertação é identificar o perfil do consumidor verde e determinar o seu comportamento ecologicamente consciente, e analisar a relação entre o comportamento ecologicamente consciente e as variáveis conhecimento, atitude perante o uso, disponibilidade de pagar mais e intenção de uso de Energias Renováveis. A nível académico, este estudo irá contribuir para melhor caracterizar o consumidor verde, e compreender melhor qual a percepção dos consumidores ecologicamente conscientes portugueses acerca do possível uso de energias renováveis. A nível empresarial, irá permitir desenvolver novas estratégias de marketing mais criativas de modo a atingir este novo segmento e mostrar que ao utilizar energias renováveis estarão a poupar o ambiente, deixando para segundo plano as questões monetárias. Os resultados demonstram que os inquiridos apresentam em média um comportamento ecologicamente consciente médio elevado...

Marketing alimentar: a influência da embalagem nas escolhas alimentares do consumidor infantil

Lima, Ângela
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
A temática do Marketing Alimentar, direcionado ao consumidor infantil, tem-se assumido como um tema bastante vasto e complexo. Sendo a indústria alimentar caracterizada pelo uso das mais variadas técnicas de marketing direcionadas essencialmente ao consumidor infantil, são ainda poucos os estudos que identificam, de forma assertiva, o objetivo primacial desta investigação: a influência da embalagem nas escolhas alimentares destes “pequenos consumidores”. Desta forma, a presente investigação pretende estudar o impacto da embalagem no consumo alimentar infantil. A revisão de literatura inicia‐se com a descrição da evolução, e do estado atual do Marketing Alimentar, seguido da descrição e desenvolvimento da criança como consumidora. Após a abordagem teórica, pretendeu‐se responder aos objetivos propostos, através de uma metodologia qualitativa, exploratória e apoiada no método grounded theory, através da técnica focus group. Como tal, foram efetuados quatro focus groups com 24 crianças entre os 5 e 9 anos de idade, de forma a entender a diferença do impacto da embalagem entre crianças alfabetizadas e não alfabetizadas. Os resultados obtidos permitiram perceber que as crianças efetuam os pedidos aos pais de forma consciente...

CONSUMIDOR DE TECNOLOGIAS MÓVEIS

Washington Romão dos Santos; Universidade Federal do Espírito Santo
Fonte: Revista de Administração e Negócios da Amazônia Publicador: Revista de Administração e Negócios da Amazônia
Tipo: Artigo Avaliado por Pares; Pesquisa empírica de campo Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.34%
Este trabalho apresenta um estudo sobre adoção e aceitação de produtos baseados em tecnologias móveis, por consumidores que decidem pelas características convergentes desses aparelhos. O objetivo deste artigo é analisar o comportamento do consumidor de tecnologia, especificamente de mídias móveis, para fins de uso pessoal, profissional e recreativo. Para o desenvolvimento da pesquisa os dados foram coletados por meio de um survey para entender a aceitação dos consumidores frente a determinados produtos e a propensão por adoção destes. Foram analisados 350 questionários de respondentes com idades de 17 a 60 anos que possuíam ou não alguma tecnologia móvel (smartphone, tablet, ultrabook e/ou leitor de e-book). Os resultados indicam que alguns aparelhos apresentam maior aceitação que outros, em face da popularização desses no mercado brasileiro. Outros apresentam grande potencial de consumo nos próximos meses, que vai depender das inclinações quanto os benefícios e vantagens percebidas.