Página 1 dos resultados de 15 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

Soroprevalência da rubéola na população urbana e rural de Guaratinguetá; Seroprevalence of rubella in urban and rural populations, Guaratinguetá

FIGUEIREDO, Cristina A.; AFONSO, Ana M.S.; CURTI, Suely P; OLIVEIRA, Maria I; SOUZA, Luisa T.M.; SATO, Helena Keico; AZEVEDO, Raymundo S.
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
25.81%
OBJETIVO: Determinar a prevalência de anticorpos para a rubéola na população de 15 a 39 anos no município de Guaratinguetá, São Paulo, SP. MÉTODOS: Neste estudo, 996 amostras foram colhidas após consentimento informado e esclarecido entre homens e mulheres na faixa etária de 15 a 39 anos. Os anticorpos da classe IgG foram detectados por ELISA usando kit comercial Rubenostika IgGII (Organon Teknika AS, Holland). As faixas etárias foram estratificadas em três categorias: 15-19 anos; 20-29 anos e 30-39 anos. As análises estatísticas foram realizadas pelo software MINITAB versão 14.0 (Minitab Inc, EUA). RESULTADOS: A proporção de soros reagentes para anticorpos da classe IgG nas faixas etárias estudadas foram: 92,7% positivos de 15-19 anos; 82,4% de 20 a 29 anos e 90,7% de 30-39 anos com diferença significativa na proporção de soropositivos pela faixa etária ( p < 0,001 ). A variação de intensidade da resposta anticórpica foi calculada e os resultados mostram que há diferença significativa (p = 0,002) entre as médias das três faixas etárias estudadas. Em relação à área rural e urbana, a média da relação DO/CO para cada faixa etária, observa-se que há uma tendência significativa de médias menores na zona rural. O mesmo ocorre quando são calculadas as proporções de soropositivos. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos mostraram que o percentual e indivíduos com anticorpos da classe IgG contra a rubéola na faixa etária de 20-29 anos foi abaixo aquela observada em faixas etárias inferiores ou superiores. Além disso...

Mulheres negras e não negras vivendo com HIV/AIDS no Estado de São Paulo - um estudo sobre suas vulnerabilidades ; Black and non-Black women living with HIV/AIDS in São Paulo State: a study on their vulnerabilities.

Lopes, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.07%
Objetivo. A vulnerabilidade individual é estabelecida num espaço de relações entre sujeitos, nesse sentido o estudo buscou compreender a vulnerabilidade de mulheres negras e não negras que vivem com HIV/AIDS à reinfecção e ao adoecimento, em três serviços públicos de referência para o tratamento de DST/AIDS do Estado de São Paulo. Métodos. A pesquisa foi realizada com 1.068 mulheres maiores de 18 anos (526 não negras e 542 negras), voluntárias, atendidas em três serviços públicos de referência para o tratamento de DST/AIDS do Estado de São Paulo, de setembro de 1999 a fevereiro de 2000. As mulheres souberam da pesquisa após contato com a equipe de recepção das instituições, na sala de espera, e aquelas que aceitaram participar assinaram o termo de consentimento pós-informado. O termo de consentimento e o protocolo de estudo foram aprovados pelos Comitês de Ética de cada uma das instituições participantes. As entrevistas realizaram-se em ambiente privado e foram conduzidas por profissionais do sexo feminino, de nível superior. O instrumento para coleta de dados foi um questionário semi-estruturado que possibilitava à entrevistada falar sobre suas experiências e impressões em diferentes momentos da vida...

Efeitos da filtragem de leucócitos sobre a resposta inflamatória e a função pulmonar de pacientes submetidos à revascularização miocárdica com circulação extracorpórea; Effects of leukocyte filtering on the inflammatory response and pulmonary function in patients undergoing coronary artery bypass grafting with cardiopulmonary bypass

Amorim, Celio Gomes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
25.85%
INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: A Circulação extracorpórea (CEC) é associada a ativação leucocitária, resposta inflamatória e disfunção pulmonar. Objetivou-se avaliar os efeitos da filtragem leucocitária sobre a resposta inflamatória e a função pulmonar em indivíduos submetidos à revascularização do miocárdio (RM) com CEC. MÉTODO: Após aprovação pelo Comitê de Ética Institucional e obtenção do consentimento informado dos indivíduos, foi realizado estudo prospectivo randomizado, para comparar indivíduos adultos submetidos à RM com CEC, utilizando-se filtragem leucocitária (n=09) ou filtro standard (n=11) durante a CEC. Tomografia computadorizada (CT) de tórax, espirometria, análise da oxigenação e hemograma foram realizados antes da cirurgia. A anestesia foi induzida por via venosa com etomidato (0,3 mg.kg-1), sufentanil (0,3 ug.kg-1), pancurônio (0,08 mg.kg-1) e mantida com isoflurano (0,5 - 1,0 CAM) e sufentanil (0,5 ug.kg-1.h-1). A ventilação mecânica utilizou volume corrente de 8 mL.kg-1, com FiO2 de 0,6 e PEEP de 5 cm H2O, exceto durante a CEC. No grupo Filtragem, durante a CEC, foi inserido um filtro de leucócitos na linha arterial do circuito (LG-6, Pall Biomedical Products) e, no grupo Controle...

Análise da frequência de submissão de um projeto de pesquisa aos comitês de ética e da aplicação do termo de consentimento de um estudo clínico cooperativo de oncologia pediátrica

Gamboa, Maryelle Moreira Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.11%
OBJETIVO: Analisar a frequência da submissão do protocolo de pesquisa aos Comitês de Ética em Pesquisa e da aplicação do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido do projeto intitulado “Protocolo Brasileiro para o Tratamento de Pacientes com Tumores da Família de Sarcoma de Ewing”. MÉTODOS: Trata-se de estudo transversal retrospectivo. Através das fichas clínicas dos pacientes foi realizada uma análise do trâmite regulatório, bem como, do processo de obtenção do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido de 180 pacientes de 16 instituições. RESULTADOS: Dez dos dezesseis centros submeteram o Protocolo ao Comitê de Ética em Pesquisa local. Em relação ao Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, 161 dos 180 pacientes e/ou seus representantes legais consentiram e assinaram o Termo aplicado pelo pesquisador. Destes, 123 assinaram o Termo de Consentimento específico do protocolo e 38 assinaram o Termo de Consentimento institucional. Em relação à data da assinatura do consentimento, 141 dos 161 pacientes assinaram o Termo de Consentimento após receberem as informações referentes ao estudo clínico e antes de iniciar o tratamento. CONCLUSÃO: A maioria das instituições participantes apresenta uma estrutura adaptada ao assistencialismo e não estavam familiarizadas com aspectos éticos...

Obesidade na infância e adolescência : o papel da condição crónica e da sintomatologia psicopatológica na qualidade de vida e rendimento escolar

Almeida, Vera Lúcia Domingues Gonçalves de
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 31/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
25.81%
Na atualidade, observam-se elevadas prevalências de excesso de peso e obesidade em crianças e adolescentes. Estudos demonstram que as crianças e adolescentes com essa condição podem apresentar sintomatologia psicopatológica, menor qualidade de vida (QdV) e menor rendimento escolar. O presente estudo pretendeu avaliar a sintomatologia psicopatológica, QdV geral e rendimento escolar de crianças e adolescentes com excesso de peso e obesidade, por comparação com crianças e adolescentes com peso normal. No estudo quantitativo, correlacional, transversal, com 229 crianças e adolescentes dos 10 aos 18 anos de idade de uma escola da região de Lafões, recolheram-se autorrelatos anónimos através dos questionários SDQ (versão portuguesa), KIDSCREEN-10© e fichas de dados sociodemográficos e clínicos. Os participantes conheceram os objetivos da investigação através de carta de consentimento informado. Os pais dos menores de idade autorizaram a sua participação. Ao rastreio do peso e altura, realizado pelos professores de Educação Física em outubro de 2011, seguiu-se a classificação do estado nutricional através do índice de massa corporal (IMC) percentilado. Foram formados três grupos, o primeiro com 122 crianças e adolescentes com peso normal (percentil de IMC>5 e ≤85)...

Consentimento informado e competência em pediatria: opiniões de uma amostra de médicos romenos em treinamento

Hostiuc,Sorin
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.36%
OBJETIVOS: Analisar o ponto de vista de médicos em treinamento a respeito do consentimento informado como autorização autônoma em pediatria e discutir os efeitos limitantes da norma de competência nesse campo. MÉTODOS: Foi realizado um estudo multi-institucional com 158 residentes de medicina com o intuito de analisar o ponto de vista de médicos em treinamento a respeito do consentimento informado como autorização autônoma em pediatria. A participação no estudo foi voluntária, e os participantes eram provenientes de uma área geográfica limitada (Bucareste e arredores). RESULTADOS: A maioria dos respondentes concordou totalmente que um paciente entre 16 e 18 anos deve tomar decisões médicas informadas sobre qualquer tipo de procedimento (inclusive os referentes a escolhas reprodutivas); enquanto que pacientes entre 14 e 16 anos devem ser autorizados a tomar decisões médicas informadas apenas a respeito de procedimentos menores. A maioria concordou que transplantes de medula óssea devem ser permitidos entre irmãos se aprovados por ambos, enquanto que a maioria não concorda com o transplante de órgãos sólidos. A participação de crianças em estudos clínicos deve ser permitida apenas se a criança concordar. CONCLUSÕES: As respostas obtidas em nosso estudo sobre o consentimento informado aproximam-no mais do sentido de autorização autônoma do que do sentido de autorização efetiva. Portanto...

Soroprevalência da rubéola na população urbana e rural de Guaratinguetá

Figueiredo,Cristina A.; Afonso,Ana M.S.; Curti,Suely P; Oliveira,Maria I; Souza,Luisa T.M.; Sato,Helena Keico; Azevedo,Raymundo S.
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
25.81%
OBJETIVO: Determinar a prevalência de anticorpos para a rubéola na população de 15 a 39 anos no município de Guaratinguetá, São Paulo, SP. MÉTODOS: Neste estudo, 996 amostras foram colhidas após consentimento informado e esclarecido entre homens e mulheres na faixa etária de 15 a 39 anos. Os anticorpos da classe IgG foram detectados por ELISA usando kit comercial Rubenostika IgGII (Organon Teknika AS, Holland). As faixas etárias foram estratificadas em três categorias: 15-19 anos; 20-29 anos e 30-39 anos. As análises estatísticas foram realizadas pelo software MINITAB versão 14.0 (Minitab Inc, EUA). RESULTADOS: A proporção de soros reagentes para anticorpos da classe IgG nas faixas etárias estudadas foram: 92,7% positivos de 15-19 anos; 82,4% de 20 a 29 anos e 90,7% de 30-39 anos com diferença significativa na proporção de soropositivos pela faixa etária ( p < 0,001 ). A variação de intensidade da resposta anticórpica foi calculada e os resultados mostram que há diferença significativa (p = 0,002) entre as médias das três faixas etárias estudadas. Em relação à área rural e urbana, a média da relação DO/CO para cada faixa etária, observa-se que há uma tendência significativa de médias menores na zona rural. O mesmo ocorre quando são calculadas as proporções de soropositivos. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos mostraram que o percentual e indivíduos com anticorpos da classe IgG contra a rubéola na faixa etária de 20-29 anos foi abaixo aquela observada em faixas etárias inferiores ou superiores. Além disso...

Prevalência e fatores associados à ocorrência de anemia entre menores de seis anos de idade em Pelotas, RS

Santos,Iná dos; César,Juraci Almeida; Minten,Gicele; Valle,Neiva; Neumann,Nelson Arns; Cercato,Eduardo
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
35.95%
OBJETIVOS: Determinar a prevalência e investigar fatores associados à ocorrência de anemia entre menores de seis anos de idade atendidos pela Pastoral da Criança em Pelotas, RS. MÉTODOS: Na fase de rastreamento de uma intervenção nutricional, as crianças foram avaliadas através de estudo transversal. No domicílio, após consentimento informado, a mãe foi entrevistada, sendo coletadas informações sobre características demográficas e socioeconômicas da família, saúde da criança, características ao nascer, amamentação e freqüência semanal de consumo de alimentos. As crianças foram pesadas e medidas. Foi coletada uma amostra de sangue capilar da polpa digital em microcuveta e a leitura da concentração de hemoglobina foi feita em fotômetro portátil (Hemocue). Considerou-se como tendo anemia quando a concentração de hemoglobina era inferior a 11 g/dl. Por se tratar de desfecho freqüente, a associação com as variáveis independentes foi analisada por regressão de Poisson. A análise obedeceu a modelo hierárquico previamente definido. RESULTADOS: Foram identificadas 362 crianças menores de seis anos, sendo a hemoglobina dosada em 304 (84,0%) delas. A prevalência de anemia foi de 53,0% (IC95% 47,2% - 58...

Estudos sobre o controle de qualidade de unidades transfusionais eritrocitárias

Tomczak, Ana Carolina Ternes Quadrado
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
25.84%
Resumo: O sistema de hemoterapia no Brasil esta estruturado em Hemocentros Estaduais e Regionais ligados ou nao ao SUS, que realizam diversos procedimentos preconizados pelo Ministerio da Saude (MS) para a garantia da qualidade, envolvendo as diversas etapas do processo, como selecao e cuidados com os doadores, producao e preservacao de hemocomponentes, analises laboratoriais e testes para garantir a destinacao adequada aos receptores. As Unidades Transfusionais Eritrocitarias (UTE) devem ser avaliadas, ao longo de sua preservacao, quanto aos parametros relacionados a funcionalidade dos eritrocitos apos transfusao. Esse trabalho visou estudar a metodologia empregada para o controle de qualidade de UTE e propor a inclusao de metodos que contribuam para a garantia da qualidade. Foram estudadas 19 UTE mantidas em bolsas contendo salina, adenina, glicose e manitol (SAGM), preparadas a partir da coleta de Unidades de Sangue Total apos consentimento informado, incluidas na rotina do Setor de Controle de Qualidade do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Parana (HEMEPAR), por monitoramento no tempo zero e apos 2, 4 e 6 semanas de preservacao entre 2 e 6 ‹C. Foram realizadas as determinacoes laboratoriais rotineiras no HEMEPAR: volume...

Contributo para o estudo do impacto económico do acompanhamento farmacoterapêutico

Condinho, Mónica Sofia Leal
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
25.88%
O Acompanhamento Farmacoterapêutico permite ao Farmacêutico otimizar a efetividade e segurança da terapêutica instituída ao doente e, com isso, contribuir ativamente para a redução da morbi-mortalidade associada e seus custos. Para que seja reconhecido como tal, em particular pelos dirigentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), este serviço necessita de se justificar economicamente. Estimar o impacto económico e clínico do Acompanhamento Farmacoterapêutico, bem como o seu contributo para a qualidade de vida do doente constituíram os objetivos principais deste estudo. Para tal, implementou-se e desenvolveu-se um programa de Acompanhamento Farmacoterapêutico numa Unidade de Saúde Familiar (USF). Selecionou-se, aleatoriamente, um grupo de utentes do ficheiro global da USF, grupo de intervenção, o qual, foi convidado telefonicamente e, mediante consentimento informado, foi sujeito ao serviço. O grupo de controlo, não sujeito ao serviço, foi selecionado pela metodologia de caso-controlo e identificado apenas no final do estudo. As consultas de Acompanhamento Farmacoterapêutico decorreram de forma independente do médico. O perfil farmaco-terapêutico de todos os doentes foi continuamente avaliado. Todos os resultados clínicos negativos da farmacoterapia foram registados e...

Influência do diâmetro pupilar no rendimento visual e ótico das lentes de contacto multifocais

Isla-Paradelo, Leticia
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 29/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.03%
Tese de doutoramento em Ciências (área de especialização em Física); Se llevó a cabo un estudio prospectivo, aleatorio, doble ciego con diferentes diseños de LCM de visión simultanea en el Laboratorio de Investigación en Optometría Clínica y Experimental (CEORLab) del Centro de Física de la Universidade do Minho (Braga, Portugal) durante tres períodos de evaluación, de dos semanas cada uno, durante los cuales el paciente utilizó cada una de las LC a estudio. Las evaluaciones fueron realizadas en el momento inicial, después de una semana de uso y a los quince días, manteniendo una semana de descanso, sin LC, entre la utilización de cada una de las lentes. Los pacientes fueron evaluados con el sistema Functional Visual Analyzer (Stereooptical, USA) para obtener la AV, FSC y las curvas de desenfoque con intervalos de media dioptría aplicando lentes desde +1,00 a -3,00 D. El grupo de 19 pacientes a estudio fué una población de entre 40 y 55 años, con un error refractivo esférico de +2,00 a -5,00 D y una potencia astigmática inferior o igual a 0.75 D. La ADD para VP era de +1,00 a +2,50 D. Una vez adaptadas las LC, se pretende hacer la medición de la calidad visual y óptica con tres LCM a través de diferentes diafragmas de 2...

Percepção de mães sobre técnicas de condução do comportamento de crianças em atendimento odontológico e sua randomização; Perception of mothers on thechnical driving behavior of children in your dental care and its randomization

Carvalho, Adriana Assis
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
25.98%
The young child is able to cooperate with dental treatment when it does not involve invasive procedures, otherwise, it becomes necessary to apply a behavioral intervention. Advanced methods of behavior management, such as passive restraint, sedation and general anesthesia, have been proposed for this attendance. In literature, the effectiveness of these techniques is similar, but the acceptance of each of the methods by parents is varied, being necessary to obtain written consent before the application of this technique indicated. Based on these observations, this study aimed to understand the mothers' perceptions about the advanced techniques of behavior management used in pediatric dentistry and how mothers behave before the randomization process when it comes to the method of driving behavior to be applied to your child's dental rehabilitation. This qualitative research, we interviewed mothers of children under three years of age who would receive dental treatment under one of the techniques, using a semi-structured and voice recording. After interviews, they were transcribed in Microsoft Word file. We conducted its analysis by content analysis, after carefully reading the files. Among concerns of mothers were created four technical thematic categories: "prior knowledge of protective stabilization...

Pequeno para a idade gestacional : neurodesenvolvimento no primeiro ano de vida; Small-for-gestational age : neurodevelopment in the first year of age

Maura Mikie Fukujima Goto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
25.94%
A desnutrição intra-uterina tem sido associada à morbidade neurológica em longo prazo, sendo o lactente nascido pequeno para a idade gestacional um modelo de estudo para essa situação. O presente estudo teve por objetivo avaliar e comparar os indicadores do neurodesenvolvimento segundo as Escalas Bayley do Desenvolvimento Infantil, no primeiro ano de vida, entre lactentes nascidos a termo pequenos para a idade gestacional e lactentes nascidos com peso adequado. Foram selecionados 125 neonatos no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da UNICAMP, obedecendo aos critérios de inclusão: neonatos cujos pais ou responsáveis legais que assinaram o Termo de Consentimento Informado; que não necessitaram de cuidados especiais; com idade gestacional entre 37 e 41 semanas; com avaliação no 1º, 2º, 3º e 6º, 9º e 12º meses. Foram excluídos neonatos com infecção congênita, malformações diagnosticadas no período neonatal e aqueles resultantes de gestação múltipla. A casuística, composta por 95 lactentes que compareceram para pelo menos uma avaliação programada no 1º ano de vida, foi dividida em dois grupos de acordo com a adequação peso/idade gestacional: grupo PIG, constituído por 33 lactentes com peso ao nascimento abaixo do percentil 10 e grupo AIG por 62 lactentes com peso entre o percentil 10 e 90 da curva de crescimento fetal de Battaglia e Lubchenco (1967). Foram utilizadas as Escalas Bayley de Desenvolvimento Infantil II (1993)...

A consulta médica no contexto do programa saúde da família e direito da criança; Medical visits in the context of the family health program and children's right

Lima, Isabel Maria Sampaio Oliveira; Alves, Vânia Sampaio; Franco, Anamélia Lins e Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
25.81%
OBJETIVO: Analisar a compreensão do médico de saúde da família em relação ao direito à saúde da criança. MÉTODO: Observaram-se 50 consultas médicas com crianças menores de seis anos de idade, conduzidas por dez médicos de saúde da família com atuação em três municípios baianos. As consultas foram registradas em áudio e, posteriormente, transcritas na íntegra, mediante consentimento informado dos médicos e dos responsáveis pelas crianças. A análise das consultas obedeceu a duas etapas consecutivas e complementares em relação aos objetivos pretendidos: a descrição da condução das consultas e a análise interpretativa do processo interacional e comunicacional entre os médicos e as famílias das crianças assistidas. RESULTADOS: A investigação aponta ser a consulta médica orientada pelas linhas de cuidado de atenção integral à saúde da criança. Contudo, entre os médicos predomina uma concepção restrita de saúde. Esta, ao circunscrever a queixa aos sintomas e à atenção estritamente medicamentosa, compromete a apreensão de seus determinantes, desvinculando-a da realidade das famílias e da comunidade. A consulta deixa de constituir uma oportunidade de afirmação do direito à saúde da criança. CONCLUSÕES: A investigação conclui que...

Prevalência e fatores associados à ocorrência de anemia entre menores de seis anos de idade em Pelotas, RS

Santos,Iná dos; César,Juraci Almeida; Minten,Gicele; Valle,Neiva; Neumann,Nelson Arns; Cercato,Eduardo
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
35.95%
OBJETIVOS: Determinar a prevalência e investigar fatores associados à ocorrência de anemia entre menores de seis anos de idade atendidos pela Pastoral da Criança em Pelotas, RS. MÉTODOS: Na fase de rastreamento de uma intervenção nutricional, as crianças foram avaliadas através de estudo transversal. No domicílio, após consentimento informado, a mãe foi entrevistada, sendo coletadas informações sobre características demográficas e socioeconômicas da família, saúde da criança, características ao nascer, amamentação e freqüência semanal de consumo de alimentos. As crianças foram pesadas e medidas. Foi coletada uma amostra de sangue capilar da polpa digital em microcuveta e a leitura da concentração de hemoglobina foi feita em fotômetro portátil (Hemocue). Considerou-se como tendo anemia quando a concentração de hemoglobina era inferior a 11 g/dl. Por se tratar de desfecho freqüente, a associação com as variáveis independentes foi analisada por regressão de Poisson. A análise obedeceu a modelo hierárquico previamente definido. RESULTADOS: Foram identificadas 362 crianças menores de seis anos, sendo a hemoglobina dosada em 304 (84,0%) delas. A prevalência de anemia foi de 53,0% (IC95% 47,2% - 58...