Página 1 dos resultados de 6 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Fatores envolvidos na supressividade a Rhizoctonia solani em alguns solos tropicais brasileiros

Rodrigues,F. A.; Corrêa,G. F.; Santos,M. A. dos; Borges Filho,E. L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
17.77%
O experimento foi realizado em condições de casa de vegetação, na Universidade Federal de Uberlândia, no período de março a agosto de 1995, visando determinar, em sete classes de solo, a supressividade ao fungo Rhizoctonia solani e estudar o possível relacionamento dessa característica com a mineralogia, propriedades físicas e químicas e populações de fungos do solo. Após proceder à inoculação dos solos com R. solani, multiplicada em grãos de sorgo autoclavados, observou-se que o índice de doença em plântulas de soja aumentou em todos eles. Tal índice foi sempre maior na camada de 0-20 cm, associando-se com o maior teor de matéria orgânica, com exceção do Solo Orgânico eutrófico (SOe), o qual apresentou um índice de doença similar nas duas profundidades (0-20 e 20-40 cm). O efeito supressivo a R. solani, observado no material do Plintossolo distrófico (PTd) e no Latossolo Vermelho-Escuro álico (LEa), relacionou-se com a textura muito argilosa, com a alta saturação por alumínio e com a vegetação (fase cerrado), mesmo com a ausência de Trichoderma spp. Os materiais do Solo Orgânico eutrófico (SOe), do Latossolo Roxo distrófico (LRd) e da Terra Roxa Estruturada eutrófica (TRe) apresentaram maior conducividade a R. solani ...

Efeito do silicato de cálcio e da autoclavagem na supressividade e na conducividade de dois solos à Rhizoctonia solani

Rodrigues,Fabrício de Ávila; Corrêa,Gilberto Fernandes; Korndörfer,Gaspar Henrique; Santos,Maria Amelia dos; Datnoff,Lawrence Elliot
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
28.41%
Objetivou-se verificar o efeito da aplicação de silicato de cálcio e da esterilização na supressividade natural de um Latossolo Vermelho-Escuro (LEa) álico textura muito argilosa e na conducividade natural de uma Terra Roxa Estruturada eutrófica (TRe) ao fungo Rhizoctonia solani, em condições de casa de vegetação. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 3 x 2. Os fatores foram: duas classes de solo (LEa e TRe - 0-20 cm); três tratamentos (esterilização ou não por autoclavagem, aplicação de silicato e testemunha) e infestação ou não com R. solani, com três repetições e 16 plântulas de feijoeiro por parcela. A aplicação de silicato foi feita incorporando 0,63 g do produto em 1 kg de cada material de solo, seguido de incubação por 30 dias. Para promover a infestação artificial, foram colocados 800 mg de inóculo em 1 kg de cada material de solo. O silicato de cálcio aumentou os teores de Ca trocável e a soma de bases nos dois solos. Um decréscimo na saturação por Al de 70 para 19% e um aumento na saturação por bases de 9 para 21% alteraram significativamente a supressividade natural do LEa à R. solani. Com relação à TRe, a aplicação de silicato não teve nenhum efeito na sua conducividade...

Caracterização de solos de pernambuco quanto à supressividade a Pectobacterium carotovorum subsp. carotovorum

Alvarado,Indira del C.M.; Michereff,Sami J.; Mariano,Rosa L.R.; Silva,Adriano M.F.; Nascimento,Clístenes W.A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
17.77%
A podridão-mole causada por Pectobacterium carotovorum subsp. carotovorum (Pcc) é fator limitante para o cultivo de olerícolas no estado de Pernambuco. As características do solo e os fatores ambientais podem influenciar a população de Pcc e o desenvolvimento da doença. Este trabalho objetivou avaliar a taxa de extinção da população de Pcc em 24 amostras de solos de Pernambuco e analisar as características físicas, químicas e microbiológicas dos solos associadas com a supressividade ou conducividade ao patógeno. No estudo da influência dos solos na população de Pcc, utilizou-se mutante resistente a rifampicina (Pcc127Rif), sendo calculada a taxa de extinção relativa da população (TERP) que variou de 0,0547 a 0,6327 log (UFC)/dia. Seis solos mostraram-se supressivos a Pcc127Rif enquanto cinco evidenciaram conducividade. Os grupos de solos baseados na TERP de Pcc127Rif não apresentaram relação com os municípios de coleta, tipos de coberturas do solo na época da coleta ou classes texturais dos solos. Considerando-se todos os solos, não foram constatadas correlações significativas (P<0,05) entre a TERP de Pcc127Rif e as características químicas, físicas e microbiológicas dos solos. Nos seis solos mais supressivos...

Efeito do silicato de calcio e da autoclavagem na supressividade e na conducividade de dois solos a Rhizoctonia solani.

RODRIGUES, F. de A.; CORREA, G.F.; KORNDORFER, G.H.; SANTOS, M.A. dos; DATNOFF, L.E.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, V.34, n.8, p.1367-71, ago. 1999. Publicador: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, V.34, n.8, p.1367-71, ago. 1999.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
28.41%
Objetivou-se verificar o efeito da aplicacao de silicato de calcio e da esterilizacao na supressividade natural de um Latossolo Vermelho-Escuro (LEa) alico textura muito argilosa e na conducividade natural de uma Terra Roxa Estruturada eutrofica (TRe) ao fungo Rhizoctonia solani, em condicoes de casa de vegetacao. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 3 x 2. Os fatores foram: duas classes de solo (LEa e TRe - 0-20 cm); tres tratamentos (esterilizacao ou nao por autoclavagem, aplicacao de silicato e testemunha) e infestacao ou nao com R. solani, com tres repeticoes e 16 plantulas de feijoeiro por parcela. A aplicacao de silicato foi feita incorporando 0,63 g do produto em 1 kg de cada material de solo, seguido de incubacao por 30 dias. Para promover a infestacao artificial, foram colocados 800 mg de inoculo em 1 kg de cada material de solo. O silicato de calcio aumentou os teores de Ca trocavel e a soma de bases nos dois solos. Um decrescimo na saturacao por Al de 70 para 19% e um aumento na saturacao por bases de 9 para 21% alteraram significativamente a supressividade natural do LEa a R. solani. Com relacao a TRe, a aplicacao de silicato nao teve nenhum efeito na sua conducividade, dado ao seu natural carater eutrofico...

Influência do solo e de substratos para produção de escleródios na germinação carpogênica de Sclerotinia sclerotiorum.

COSTA, G. R.; COSTA, J. L. da S.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 2, p. 83-87, maio/ago. 2006. Publicador: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 2, p. 83-87, maio/ago. 2006.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
17.01%
Com objetivo de encontrar um substrato que forneça uma quantidade suficiente de escleródios do fungo Sclerotinia sclerotiorum e um solo que permitia a sua germinação, utilizouse os substratos arroz em casca e cenoura, para produção de escleródios, e amostras de solo, Latossolo Vermelho-Escuro, com dois históricos de cultivo: um cultivado com feijão sob condições de pivô central e outro não cultivado. Observou-se que ambos substratos foram eficientes para produção dos escleródios, entretanto, os escleródios produzidos em substrato à base de arroz em casca originaram maior número de apotécios quando enterrados nos solos. Houve influência do histórico de solo na germinação carpogênica dos escleródios. O solo não cultivado apresentou características supressivas evidenciadas pelo retardamento do aparecimento de estipes e formação mais lenta dos apotécios, além da redução do número de estipes e apotécios formados, em relação ao solo cultivado.; 2006

Avaliação da supressividade do solo a Thielaviopsis sp.; Evaluation to soil suppressiveness to Thielaviopsis sp.

Pereira, Priscilla de Fátima
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia; UFLA; brasil; Departamento de Fitopatologia Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia; UFLA; brasil; Departamento de Fitopatologia
Tipo: Dissertação
Publicado em 16/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
28.41%
The stem-bleeding caused by Thielaviopsis sp. has became cause of extreme concern for farmers, research institutions, technical assistance agencies, and health protection and monitoring agencies. This disease has been spreading and, thus, increasing the quantity of coconut trees and farms affected each year. The search for a sustainable control of this pathogen has become constant over time. In this study, we aimed to evaluate the suppressiveness and / or conduciveness of coconut planting soils of two Brazilian regions, as well as the possible variables responsible for such suppression and / or conduciveness. The influence of soils on Thielaviopsis sp. population was assessed by estimating the percentage of baits of ripe banana colonized by this pathogen on soils. This colonization percentage ranged from 4.61 to 83,08%. Then, based on the Scott Knott means test, samples of five most suppressive soils, and five most conducive soils were collected to estimate their nature, as well as determining factors for suppressiveness and / or conduciveness. Physical, chemical and biological characters were assessed for each sample. The total bacteria parameter was found to be higher in suppressive soils. Fluorescent Pseudomonas was only found in one type of soil. The pH...