Página 1 dos resultados de 30 itens digitais encontrados em 0.047 segundos

"Prevalência de cárie dentaria na dentição decídua de crianças da comunidade indígena Kaiowá-Guarani do Mato Grosso do Sul e associação com fatoresde risco" ; Prevalence of dental caries in primary teeth among Kaiowá-Guarani Brazilian Indian children, from Mato Grosso do Sul and association with risk factors.

Parizotto, Symonne Pimentel Castro de Oliveira Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
86.22%
Esta pesquisa teve como objetivo verificar a prevalência de cárie dentária em crianças de 0 a 5 anos de idade da população indígena Kaiowá/Guarani de Mato Grosso do Sul e sua associação com o tempo de aleitamento, dieta cariogênica e hábitos de higiene bucal. A amostragem constou de 190 crianças, residentes na aldeia indígena de Caarapó / Mato Grosso do Sul, as quais foram submetidas a um exame clínico realizado por um examinador treinado e calibrado e os índices utilizados foram ceo-d, ceo-s e avaliação de presença de mancha branca separadamente, somente como indicador de atividade de cárie. Previamente ao exame físico das crianças, os responsáveis responderam a um questionário, sob forma de entrevista, com perguntas a respeito do tipo e tempo de aleitamento oferecido às crianças; hábitos alimentares cariogênicos, dentre os quais, foi avaliada a ingestão de açúcar e derivados, em relação`a quantidade e freqüência e o uso de alimentação noturna e, também, avaliação da realização de hábitos de higiene bucal (freqüência, dispositivo utilizado e uso de dentifrício). Os resultados demonstraram que os índices ceo-d e ceo-s dependem das variáveis: idade, tempo de aleitamento, adição de açúcar no leite...

Corpos, culturas e alteridade em fronteiras: educação escolar e prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e da Aids entre indígenas da Reserva Kadiwéu, Mato Grosso do Sul - Brasil; Bodies, cultures and otherness in frontiers: school education and prevention of Aids and sexually transmitted diseases among Indians from Reserva Kadiwéu, Mato Grosso do Sul Brasil

Maciel, Léia Teixeira Lacerda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
96.29%
A presente pesquisa tem por finalidade apresentar uma análise acerca dos pressupostos filosóficos, educacionais, psicológicos e históricos contidos no projeto "Viver nas aldeias com saúde: conhecer e prevenir Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e Aids". Essa iniciativa foi realizada com os discentes do Curso de Formação de Professores Kadiwéu e Kinikinau de Mato Grosso do Sul, no período de novembro de 2003 a fevereiro de 2004, na Reserva Indígena Kadiwéu oferecido pela Escola Municipal Indígena "Ejiwajegi" Pólo e Extensões, vinculada à Prefeitura Municipal de Porto Murtinho. A participação nesse projeto, bem como as reflexões dele decorrentes, possibilitou-me conhecer as concepções dessas sociedades indígenas a respeito de corpo e sexualidade; saúde e doença; prevenção, tratamento e comunidade; contribuindo, dessa forma, para o aprimoramento das políticas públicas destinadas a essa população. Para aprofundar as bases do projeto mencionado, tive de retornar ao início do século XX, pois foi a partir da criação do Serviço de Proteção aos Índios e Localização de Trabalhadores Nacionais (SPILTN, posteriormente Serviço de Proteção aos Índios SPI), em 1910, que se iniciaram as experiências sistemáticas de escolarização dos grupos indígenas do país. Nesse exercício de sistematização...

Educação escolar indígena na terra indígena Apiaká-kayabi em Juara – MT : resistências e desafios; Indigenous school education in Apiaká-Kayabi indigenous land in Juara-MT : resistance and challenges

Ferreira, Waldinéia Antunes de Alcântara
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
A Educação Escolar Indígena na atualidade das Comunidades Mayrob, Apiaká e Kayabi tem vivenciado uma constante ressignificação no intuito de se tornar diferenciada, específica e bilíngue. A mesma vem se constituindo num processo de negociações que ocorrem com as instituições do Estado: a Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), na formação de professores indígenas; o Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (CEFAPRO), na formação continuada; e diálogos entre os saberes indígenas e os da academia, na perspectiva da interculturalidade crítica. Há na constituição da mesma o esforço da afirmação étnica de cada povo que ocorre pelas práticas educativas pedagógicas na valorização da cultura. Uma educação construtora de um currículo articulado à vida, à interculturalidade, à sobrevivência da memória, da cultura e da língua materna num mundo globalizado e diverso, um currículo negociado com tensões e protagonismo. Em outras palavras, uma educação própria, diferenciada, intercultural, feita pela Pedagogia Cosmo- Antropológica. Na construção dessa pedagogia, o professor/a indígena é uma liderança que tem responsabilidades definidas, dentre elas, e, talvez a maior...

O forte do Iguatemi : atalaia do imperio colonial e trincheira da memoria dos indios Kaiowa da Paraguassu

Ana Maria do Perpetuo Socorro dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2002 PT
Relevância na Pesquisa
85.95%
Os Guarani-Kaiowá de Mato Grosso do .Sul. em seu involuntário relacionamento com a sociedade nacional, passaram por diferentes situações históricas. Do início da conquista européia até o século XX esta população indígena esteve sempre em situações de conflito com as potências européias, Jesuítas, Bandeirantes, Guerra do Paraguai, Cia. Mate Laranjeira e nos dias de hoje enfrentam novas frentes de expansão capitalista. A sociedade Kaiowá enquanto sociedade que procura sobreviver mesmo em desvantagem em relação à sociedade nacional extrai de seu imaginário social a força que necessitam para continuar existindo e projetando seu futuro. Para tanto, pretendemos levantar questões sobre a história vivida (memória coletiva) sobre o Forte do Iguatemi pela comunidade Kaiowá da aldeia Paraguassu e relacioná-Ia com a história construída (produção historiográfica). A lembrança do Forte é um elemento integrador da identidade étnica e adquire um significado político uma vez que atesta a imemorialidade na ocupação do território por este grupo, referendando a letimidade atual da ocupação da terra. A lembrança do Forte toma-se uma representação coletiva deste grupo; The Guarani-Kaiowá group from Mato Grosso do Sul in their relationship with white society went through different historical processes. From the period of conquest they have been leading with conflicting situations. Nowadays they have to deal with capitalistic interests as far as their land is concerned. This community has tried to survive in their daily experiences with white society...

Prevalência de fatores de risco cardiometabólicos em comunidade indígena no Brasil central : um estudo transversal de base populacional

Oliveira, Geraldo Ferreira de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
75.92%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2014.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulos 4 e 5 (os Artigos 2 e 3).; Introdução: Obesidade, hipertensão arterial e diabetes melito são fatores de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares. As mudanças de hábitos, a desintegração do ambiente sociocultural e a crise de identidade podem contribuir para o aumento da prevalência dessas doenças crônicas entre os indígenas brasileiros. Objetivo: Avaliar as prevalências de hipertensão arterial, diabetes melito, tolerância à glicose diminuída, obesidade e sobrepeso e os fatores associados na população indígena adulta da aldeia Jaguapiru (MS). Métodos: Estudo transversal de base censitária realizado de janeiro de 2009 a julho de 2012, na população adulta da aldeia Jaguapiru. Foi aferida a pressão arterial por duas vezes e calculada a média. Peso, altura, circunferência abdominal e glicemia capilar de jejum foram medidas. O teste oral de tolerância à glicose foi realizado quando necessário. Mulheres grávidas e não indígenas e seus descendentes que residem na aldeia foram excluídos. As variáveis independentes sociodemográficas e clínicas foram avaliadas por análises uni e multivariadas. Resultados: Foram incluídos 1.608 indígenas totalizando 82% da população elegível para a pesquisa. As prevalências de diabetes melito foram 5...

Baixa prevalência de discromatopsia, pela 4ª edição do teste pseudoisocromático HRR (Hardy, Rand e Rittler), da população indígena de etnia terena da aldeia lalima na região de Miranda: Mato Grosso do Sul

Piccinin,Marcos Rogério Mistro; Cunha,Juliana Ferrari; Almeida,Herbert Paulo de; Bach,Cleiton Cassio; Dossa,Andréa Cristina Grubits Gonçalves de Oliveira; Silva,Reinaldo Ferreira da; Pessoa,Valdir Filgueiras
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.9%
OBJETIVO: Avaliar a freqüência de discromatopsias através da 4ª edição do teste pseudoisocromático HRR (Hardy, Rand and Rittler) entre a população indígena masculina da aldeia Lalima, etnia Terena, na região de Miranda-MS. MÉTODOS: Foram realizadas viagens à aldeia Lalima em Miranda-MS, nos meses de janeiro e fevereiro de 2005. As viagens para realizar os exames só foram iniciadas após o projeto ter sido avaliado e aprovado pelos Comitê de Ética e Pesquisa da UFMS, Comitê Nacional de Ética e Pesquisa, Fundação Nacional do Índio e do cacique da aldeia Lalima. O teste HRR foi aplicado em 226 índios após terem sido submetidos a exame oftalmológico para detecção de anormalidades que pudessem comprometer a aplicabilidade do teste. O teste foi realizado sob luz natural, em dias ensolarados, sem incidência direta de sol. O teste foi aplicado e interpretado pelo mesmo examinador em todos os índios. RESULTADOS: Realizaram-se 226 exames (60,1%) de uma população de 376 homens entre 10 e 45 anos de idade, que vivem na Aldeia Lalima. Não foi encontrado nenhum caso de discromatopsia na população examinada com o teste HRR. CONCLUSÃO: O resultado do presente estudo mostra a baixa prevalência de discromatopsia nesta população indígena de etnia Terena...

Nutrição e saúde infantil em uma comunidade indígena Teréna, Mato Grosso do Sul, Brasil

Ribas,Dulce Lopes Barboza; Sganzerla,Alfredo; Zorzatto,José Roberto; Philippi,Sonia Tucunduva
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
95.99%
O trabalho descreve as condições de saúde e nutrição de crianças indígenas Teréna, caracterizando o estado nutricional infantil, o consumo de alimentos, as condições sócio-econômicas e ambientais. Foi estudada uma amostra de 100 crianças de 0 a 59 meses, residentes na Aldeia Córrego do Meio, Mato Grosso do Sul, Brasil. As prevalências de déficits nutricionais determinadas foram de 8,0% para o índice peso-para-idade, de 16% para o índice estatura-para-idade e, para obesidade, de 5%. A proporção de retardo do crescimento observada é superior à encontrada na população brasileira como um todo, provavelmente por refletir as precárias condições sócio-econômicas, ambientais e de saúde em que vive esta comunidade Teréna. A análise da adequação percentual média dos nutrientes que compõem a dieta infantil indicou o não atendimento às recomendações nutricionais nas diferentes faixas etárias. Novos estudos de caráter multidisciplinar e longitudinal são necessários para melhor entendimento dos processos identificados.

Perfil demográfico da população indígena Xavánte de Sangradouro-Volta Grande, Mato Grosso (1993-1997), Brasil

Souza,Luciene Guimarães de; Santos,Ricardo Ventura
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
55.98%
Neste artigo, analisa-se o perfil demográfico da população Xavánte da Terra Indígena Sangradouro-Volta Grande, Mato Grosso, Brasil, no período 1993-97. O levantamento demográfico incluiu censos anuais e registros de eventos vitais da população de sete aldeias Xavánte. O contato permanente com a sociedade nacional, estabelecido nas décadas de 1940 e 50, deu origem à depopulação por epidemias e confrontos. Em 1995, existiam 825 indivíduos na comunidade. Verificaram-se taxas brutas de natalidade (57,7/1.000) e de mortalidade (9,1/1.000) superiores às médias nacionais. Na população, predominam (56%) os menores de 15 anos de idade (mediana: 13 anos) e há elevada taxa de mortalidade infantil (87,1 por mil), decorrente provavelmente das precárias condições sanitárias das aldeias. Outros resultados: persistência da poliginia; baixos níveis de migração; dinâmica de cisão e formação de aldeias; padrões tradicionais de residência mantidos nas aldeias antigas e abandonado nas novas. Há semelhança entre a recente recuperação demográfica do conjunto de dados populacionais de Sangradouro-Volta Grande e a da comunidade Pimentel Barbosa. Destaca-se a importância da coleta e da análise sistemáticas de dados demográficos para as populações indígenas.

Biomassa microbiana do solo em cultivos de adubos verdes, em comunidades indígenas Terena de Mato Grosso do Sul.

SOUZA, P. R. de; ANTONIO, L.; SILVA, R. F. da; MERCANTE, F. M.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 3.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS DE MS, 2., 2010, Corumbá. Construindo um futuro sustentável e solidário: anais. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Corumbá: Embrapa Pantanal; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010. Editado por: Milton Parron Padovan, Ivo de Sá Motta, Hamilton Kikuti, Aurélio V. Borsato, Rogério Ferreira da Silva, Adalgiza Inês Campolim, Alzira Salet Menegat, Alberto Faiden. 1 CD-ROM. Publicador: In: SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 3.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS DE MS, 2., 2010, Corumbá. Construindo um futuro sustentável e solidário: anais. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Corumbá: Embrapa Pantanal; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010. Editado por: Milton Parron Padovan, Ivo de Sá Motta, Hamilton Kikuti, Aurélio V. Borsato, Rogério Ferreira da Silva, Adalgiza Inês Campolim, Alzira Salet Menegat, Alberto Faiden. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
105.92%
2010

A luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá

Brasil. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados. Comissão Externa destinada a acompanhar a luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, para permanecer às margens do Rio Hovy, próximo ao território tradicional Pyelyto Kue/Mba
Fonte: Brasília : Edições Câmara Publicador: Brasília : Edições Câmara
Tipo: livro Formato: 74 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
166.27%
Relatório final da Comissão Externa destinada a acompanhar a luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, para permanecer às margens do Rio Hovy, próximo ao território tradicional Pyelyto Kue/Mbarakay; Coordenador: Deputado Sarney Filho (PV-MA)

A história da educação escolar para o terena: origem e desenvolvimento do ensino médio na Aldeia Limão Verde

Cardoso, Wanderley Dias
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
116.06%
Este trabalho procura analisar do ponto de vista histórico a Escola Indígena de Ensino Médio na comunidade Terena da aldeia Limão Verde, localizada no município de Aquidauana/MS, buscando compreender sua atuação frente à necessidade de formação escolar a uma população etnicamente diferenciada. Ele parte da análise de textos etnográficos que narram comportamento e ações dos Terena, bem como as políticas implantadas nessa comunidade, sobretudo, no campo da educação escolar, apoiado na Pesquisa de Campo, observação etnográfica e análise de documentos oficiais. Mostra a trajetória Terena, como um povo que, onde valha a idéia de ter havido mudanças culturais ao longo de sua história, na assimilação dos valores que estão em torno deste, têm conseguido manter o ethos que o identifica como Terena. Aponta o desafio de construir a educação escolar indígena Terena, apoiado na trajetória desse Povo, na luta pela recuperação e defesa do território tradicional, suas relações atuais com o entorno, destacando o projeto de futuro da juventude.; This paper work has sought to analyze, at the historical standpoint, the High School´s education system of the Terena community of Limão Verde village, located in Aquidauana city of Mato Grosso do Sul Brazilian State...

Enfermidades infecciosas em comunidade indígena Terena de Mato Grosso do Sul; Infectious dieases in Terena community in the state of Mato Grosso do Sul

AGUIAR, José Ivan Albuquerque
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Medicina Tropical; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Medicina Tropical; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.13%
The health conditions of Brazilian indigenous population are few recognized with limited information available. A survey was carried out among indians Terena, people that inhabit on the municipalities of Sidrolândia and Dois Irmãos do Buriti, Estado de Mato Grosso do Sul, Brazil. Was studied the prevalence of infection by intestinal parasites, infection markers for viral Hepatitis A, B and C, and for antibody against the viral diseases; Poliomyelitis 1, 2 and 3, Measles, Yellow Fever and Hepatitis B. The results were stratified by age and revealed that the parasitic infection affects 73.5% of the population studied, with high prevalence of the Blastocystis hominis. In the population above 10 years, more than 90% showed reactivity to the anti-HAV, absence of infection markers for Hepatitis B and C, respectively HBsAg and anti-HCV, and a rate of 16.7% (95% CI 12.6-21.3) for the anti-HBs. The prevalence of neutralizing antibodies against the measles virus and yellow fever virus was 96.7% (95% CI 93.9-98.3) and 91.4% (95% CI 88.0-94.7) respectively. The polio results showed that 62.2% (95% CI 56.5-67.6) 71.7% (95% CI 66.2-76.6) and 63.5% (95% CI 56.5-69.6) had antibodies against the types 1, 2 and 3, respectively, showing vulnerability to B Hepatitis...

Nutrição e saúde infantil em uma comunidade indígena Teréna, Mato Grosso do Sul, Brasil

Ribas, Dulce Lopes Barboza; Sganzerla, Alfredo; Zorzatto, José Roberto; Philippi, Sonia Tucunduva
Fonte: Cadernos de Saúde Pública Publicador: Cadernos de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
96.07%
Abstract This paper describes the health and nutritional situation of South American Indian children from a Teréna community, characterizing their nutritional status, food consumption, and socioeconomic and environmental conditions. The sample included 100 children, ranging from 0 to 59 months of age and living in Aldeia Córrego do Meio, Mato Grosso do Sul. Prevailing nutritional deficits were: 8.0% for the weight-for-age index, 16.0% for height-for-age, and 5.0% for weight-for-height. The growth deficit rate was higher than that of the Brazilian population as a whole, probably reflecting the precarious socioeconomic, environmental, and health conditions in this Teréna community. Analysis of the average nutrient sufficiency in the infant diet showed that nutritional recommendations for the different groups were not complied with. New studies, characterized as transdisciplinary and longitudinal, are necessary to better understand this process.; O trabalho descreve as condições de saúde e nutrição de crianças indígenas Teréna, caracterizando o estado nutricional infantil, o consumo de alimentos, as condições sócio-econômicas e ambientais. Foi estudada uma amostra de 100 crianças de 0 a 59 meses, residentes na Aldeia Córrego do Meio...

A formação dos professores indígenas Suruí, no estado de Rondônia

Rios, Mirivan Carneiro
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Essa dissertação versa sobre a formação de professores índios no Estado de Rondônia, da comunidade Suruí de Cacoal uma formação intimamente ligada tanto a uma herança cultural do povo a que pertencem quanto a uma legislação emanada do governo federal. O método usado foi uma pesquisa descritiva com dados coletados de fontes bibliográficas e documentais e etnólogos. Os resultados mostraram que a cultura indígena fruto da relação entre o homem e a natureza, herança que ainda não foi necessariamente compreendida e aceita por uma legislação que, apesar de primar pela diversidade cultural, ainda é incipiente e omissa, pretendendo resgatar os valores indígenas em vez de preservá-los. Também encontramos a imposição de modelos pedagógicos que, muito embora destinados a uma formação de professores, não considera as diferentes realidades e necessidades das comunidades indígenas. Assim, massifica-se e generaliza-se não só a formação, como também, a educação escolar como um todo. Ora, a formação de professores indígenas passou a ser uma condição da educação intercultural de qualidade. É o professor indígena quem responde perante outros representantes políticos, pela mediação e interlocução de sua comunidade com o mundo de fora da aldeia. Portanto...

Descrição fonológica da língua Terena (Aruak)

Silva, Denise
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.16%
Neste trabalho, desenvolvemos um estudo sobre o inventário fonológico do Terena, língua indígena da família lingüística Aruak, tendo como objetivo descrever aspectos fonológicos da língua, com base em dados levantados na comunidade indígena de Cachoeirinha-MS. Dados do Instituto Socioambiental (ISA) apontam que os Terena perfazem hoje uma população aproximada de dezesseis mil pessoas, vivendo em comunidades indígenas localizadas no estado de Mato Grosso do Sul, nos municípios de Campo Grande, Nioaque, Dois Irmãos do Buriti, Sidrolândia, Anastácio, Aquidauna e Miranda, além de famílias Terena vivendo na comunidade dos índios Kadiwéu, no município de Porto Murtinho, e na dos Guarani-Kaiowá, no município de Dourados. No estado de São Paulo, outras famílias Terena vivem junto aos Kaingang na comunidade Aribá, região de Bauru. A metodologia seguida no trabalho envolveu procedimentos de campo, para coleta de dados, e a descrição dos dados com base em pesquisa bibliográfica. Para a descrição dos segmentos da língua foram aplicadas as orientações do modelo de análise fonológica tradicional sugeridas nos trabalhos de Kindell (1981) e Cagliari (2002). Além do levantamento e descrição dos fones e fonemas identificados...

Estratégias de referenciação em textos escritos em língua portuguesa por alunos indígenas da Comunidade Terena de Miranda – MS

Silva, Jose Amorim da
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
Este trabalho visou discutir, sob o aporte da Linguística Textual, questões sobre processos de referenciação utilizados em textos escritos em língua portuguesa (L2) por alunos de 8º e 9º anos (ensino fundamental) e também do ensino médio da comunidade terena de Miranda (MS), especificamente sobre estratégias de substituição do referente por elementos gramaticais e lexicais, por meio de processos linguísticos de coerência e coesão textuais, articulados especialmente por Koch (2002; 2004; 2009), Marcuschi (2008), Antunes (2005), Adam (2008), Neves (2000; 2010), Koch e Elias (2009; 2010). Também articulamos autores da Sociolinguística e da Antropologia para esclarecer aspectos do percurso dos terena na região de Miranda localizados no Estado de MS, relevantes por discutirem fatores culturais desses povos, entre eles a sua língua. No que diz respeito à coleta de dados, foram elaborados questionários para que os alunos pudessem escrever textos a partir do conhecimento linguístico e cultural adquirido no contexto social. Foram coletados 97 textos, dos quais foram selecionados 10 para análise dos dados. A escolha dos textos teve como critério as maiores ocorrências de anáfora pronominal e expressões nominais, para que pudéssemos aferir e expor razões pelas quais os alunos usavam tais procedimentos na produção de textos escritos em língua portuguesa (L2)...

Escrit(ur)a de si e alteridade do professor Terena no espaço papel-tela

Gargioni, Ana Alice dos Passos
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
136.16%
Esta pesquisa tem por objetivo problematizar como a produção das identidades de professores indígenas Terena com formação em nível superior, da região de Miranda, em Mato Grosso do Sul, se manifesta no processo de escrita de si, confrontando-se com a constituição identitária do outro branco. Buscamos examinar o processo identitário instaurado a partir de questionários respondidos por professores da etnia Terena e textos retirados do blog Terena Digital (http://terenadigital.blogspot.com.br), sustentado também por professores Terena com ensino superior, de modo a identificar as múltiplas vozes, as formações discursivas, as marcas de subjetividade que compõem a memória discursiva e identificar os efeitos de sentido produzidos do/no dizer dos sujeitos. Os recortes/enunciados foram organizados obedecendo ao critério numérico de categorização dos sujeitos (S1, S2, S3, S4, S5 e S6) e foram problematizados com fulcro no método arqueogenealógico de Foucault (2007b), por acreditarmos na onipresença do poder, no discurso como local de manifestação das relações de poder-saber, assim como pelas demais teorias de perspectiva discursiva, culturalista e psicanalítica de análise, segundo Pêcheux (1988), Foucault (2007a)...

Discurso e (in/ex)clusão: representações da criança indígena sul-mato-grossense em situação de violência

Favaretto, Priscila Zanardi
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
136.38%
Este trabalho tem por objetivo problematizar discursos jornalísticos, (re)produzidos no ciberespaço, sobre as crianças indígenas do estado do Mato Grosso do Sul, vítimas de violência, a partir do exame das relações de saber/poder que atravessam esses espaços, as quais constroem estereótipos e excluem o outro. Escamotear o outro, quando diferente de si, é uma prática, embora démodé, habitual desde os primórdios da humanidade; no entanto, se outrora a exclusão foi explícita, nos tempos modernos ela é sutil, é discursiva. Ao pensarmos nos sistemas socioculturais, ideológicos e históricos que produzem efeitos no desenvolvimento da identidade social, temos que fazer emergirem efeitos e incidências dos regimes de verdade sobre a subjetivação da criança indígena, mediante reflexão e desenvolvimento de novos olhares sobre a forma de conceber e tratar a infância desses sujeitos. Diante do exposto, o cerne do questionamento deste estudo consiste em perscrutar as representações da criança indígena em situação de violência, geradas a partir do discurso hegemônico que transita na materialidade do ciberespaço. Para tal, objetivamos problematizar relações de poder que perpassam as práticas discursivas, identificar formações discursivas...

Nutrição e saúde infantil em uma comunidade indígena Teréna, Mato Grosso do Sul, Brasil

Ribas,Dulce Lopes Barboza; Sganzerla,Alfredo; Zorzatto,José Roberto; Philippi,Sonia Tucunduva
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
95.99%
O trabalho descreve as condições de saúde e nutrição de crianças indígenas Teréna, caracterizando o estado nutricional infantil, o consumo de alimentos, as condições sócio-econômicas e ambientais. Foi estudada uma amostra de 100 crianças de 0 a 59 meses, residentes na Aldeia Córrego do Meio, Mato Grosso do Sul, Brasil. As prevalências de déficits nutricionais determinadas foram de 8,0% para o índice peso-para-idade, de 16% para o índice estatura-para-idade e, para obesidade, de 5%. A proporção de retardo do crescimento observada é superior à encontrada na população brasileira como um todo, provavelmente por refletir as precárias condições sócio-econômicas, ambientais e de saúde em que vive esta comunidade Teréna. A análise da adequação percentual média dos nutrientes que compõem a dieta infantil indicou o não atendimento às recomendações nutricionais nas diferentes faixas etárias. Novos estudos de caráter multidisciplinar e longitudinal são necessários para melhor entendimento dos processos identificados.

Perfil demográfico da população indígena Xavánte de Sangradouro-Volta Grande, Mato Grosso (1993-1997), Brasil

Souza,Luciene Guimarães de; Santos,Ricardo Ventura
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
55.98%
Neste artigo, analisa-se o perfil demográfico da população Xavánte da Terra Indígena Sangradouro-Volta Grande, Mato Grosso, Brasil, no período 1993-97. O levantamento demográfico incluiu censos anuais e registros de eventos vitais da população de sete aldeias Xavánte. O contato permanente com a sociedade nacional, estabelecido nas décadas de 1940 e 50, deu origem à depopulação por epidemias e confrontos. Em 1995, existiam 825 indivíduos na comunidade. Verificaram-se taxas brutas de natalidade (57,7/1.000) e de mortalidade (9,1/1.000) superiores às médias nacionais. Na população, predominam (56%) os menores de 15 anos de idade (mediana: 13 anos) e há elevada taxa de mortalidade infantil (87,1 por mil), decorrente provavelmente das precárias condições sanitárias das aldeias. Outros resultados: persistência da poliginia; baixos níveis de migração; dinâmica de cisão e formação de aldeias; padrões tradicionais de residência mantidos nas aldeias antigas e abandonado nas novas. Há semelhança entre a recente recuperação demográfica do conjunto de dados populacionais de Sangradouro-Volta Grande e a da comunidade Pimentel Barbosa. Destaca-se a importância da coleta e da análise sistemáticas de dados demográficos para as populações indígenas.