Página 1 dos resultados de 13 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Caracterização das comunidades de microorganismos associados ao mesêntero de Diatraea saccharalis e Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Crambidae e Noctuidae); Characterization of the midgut bacterial communities of Diatraea saccharalis and Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Crambidae e Noctuidae)

Saldarriaga Ausique, John Jairo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.16%
O primeiro passo para entender as funções da microbiota do trato digestivo na biologia dos insetos consiste na identificação dos membros destas comunidades. Neste trabalho, as bactérias presentes no mesêntero de lagartas da broca da cana-de-açúcar, Diatraea saccharalis e da lagarta-do-cartucho-do-milho, Spodoptera frugiperda, provenientes de diferentes localidades, espécies ou variedades de plantas hospedeiras, foram identificadas por isolamentos em meio de cultura TSA (Triptona de Soja Agar) e por técnicas moleculares que independem do cultivo dos microrganismos. As lagartas de D. saccharalis foram coletadas em nove variedades de cana-deaçúcar nos municípios paulistas de Bocaina, Tanabi e Luís Antônio. S. frugiperda foram coletadas diretamente no campo em milho em Piracicaba-SP e populações de campo e de laboratório foram também alimentadas com dieta artificial, milho, algodão, sorgo e arroz. Foram utilizadas 90 lagartas de D. saccharalis e 40 de S. frugiperda sendo a microbiota de cada lagarta avaliada individualmente. As bactérias isoladas foram testadas quanto à capacidade de degradação de celulose, hemicelulose, lignina e bagaço de cana. A caracterização molecular foi realizada por DGGE (Gel de eletroforese em gradiente desnaturante) usando-se a região 16S do RNA ribossômico amplificado de DNA metagenômico extraído do mesêntero de 57 lagartas de D. saccharalis e 26 de S. frugiperda. Posteriormente...

Microbiota intestinal e assinatura isotópica de adultos de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) como marcadores para a identificação da fonte alimentar de imaturos; Spodoptera frugiperda adult gut microbiota and isotopic signature (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) use as molecular markers to identify larvae food source

Rolim, Adrian Augusto Sosa Gómez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.79%
A correta adoção de medidas de manejo de resistência de insetos-pragas é motivo de preocupação constante, inclusive para as novas tecnologias disponíveis, como as plantas geneticamente modificadas para a expressão de toxinas da bactéria Bacillus thuringiensis (Bt). Portanto, para manter a eficiência das plantas-Bt comercialmente disponíveis, é preconizada a manutenção de áreas de refúgio (livres de plantas Bt) para evitar a rápida seleção de insetos resistentes. No caso de insetos polífagos, a determinação das áreas de refúgio pode levar em consideração a contribuição que fontes não-comerciais e/ou não-transgênicas têm na produção de adultos colonizadores que não sofreram seleção para o evento de transgenia de interesse. A identificação da fonte alimentar pode determinar a procedência de insetos e tornar mais eficiente e segura a implementação de zonas de refúgio e a determinação dos riscos de desenvolvimento de resistência pelo inseto-praga alvo. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar o potencial de dois marcadores biológicos, a assinatura isotópica e a microbiota intestinal, para a identificação da fonte de alimento do imaturo pela análise de adultos de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera...

A comunidade de licenídeos de uma área de cerrado: especificidade de dieta, interações ecológicas e seleção de plantas hospedeiras; Community of lycaenid caterpillars in a Brazilian Savanna area: diet specificity, ecological interactions and host plants selection

Bächtold, Alexandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66%
Borboletas neotropicais, como os licenídeos, são conhecidas pela notável diversidade, entretanto aspectos ecológicos fundamentais desse grupo taxonômico, particularmente dos imaturos, como informações sobre suas plantas hospedeiras e interações mirmecófilas são praticamente desconhecidos para a maioria das comunidades neotropicais. Além do que, o conhecimento limitado da história natural desses insetos, impede uma melhor compreensão do seu papel ecológico-evolutivo. Com isso, a presente tese teve como objetivo inicial caracterizar a comunidade de imaturos de licenídeos florívoros em uma área de cerrado descrevendo o padrão de sazonalidade, identificando as plantas hospedeiras, a amplitude de dieta e interações com formigas e inimigos naturais. A partir dessa base de informações, o objetivo seguinte foi avaliar a ocorrência de licenídeos florívoros no cerrado de acordo com fatores ligados à disponibilidade de alimento nas plantas e à presença de formigas. Adicionalmente, foram estudados diferentes sistemas de interação licenídeos-plantas-formigas com o intuito de inferir o papel da formiga sobre a seleção de plantas hospedeiras. Em suma...

Engenheiros dos ecossistemas em plantas: modificações arquiteturais de folhas por largatas de Lepidoptera influenciam a estrutura de comunidades de artrópodes

Vieira, Camila
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 85 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
46.23%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Biologia Animal - IBILCE; Engenharia dos ecossistemas é um processo em que organismos modificam a distribuição de recursos (i.e, disponibilizando novos habitats) para outras espécies via interação não trófica. Lagartas de Lepidoptera enroladoras de folhas podem atuar como engenheiros dos ecossistemas florestais, uma vez que são capazes de modular interações entre comunidade artrópode – planta fornecendo aos colonizadores secundários diversos tipos de benefícios. Essas lagartas quando engenheiras influenciam o padrão de distribuição e abundância de outras espécies facilitando indiretamente a ocorrência de novas espécies, bem como aumentam a diversidade de artrópodes sobre planta. Apesar de estudos terem demonstrado que lagartas engenheiras ampliam a diversidade de artrópodes sobre folhas (efeito local), apenas um estudo avaliou o efeito na planta por inteiro (efeito regional), mas apenas para guildas específicas (i.e., herbívoros); nenhum estudo até agora avaliou como comunidades diversificadas, de regiões tropicais, respondem aos impactos de lagartas engenheiras. Nesse estudo reportamos a influência das lagartas enroladoras sobre comunidades de artrópodes em grande escala espacial (i.e....

Nectarios extraflorais de Ouratea spectabilis (Ochnaceae) e a comunidade de formigas associadas : um estudo em vegetação de cerrado, no sudeste do Brasil

Sirayama de Oliveira Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/1993 PT
Relevância na Pesquisa
55.79%
Ouratea spectabilis (Ochnaceae) é uma espécie típica de cerrado que possui nectários extraflorais (NEFs) na base das estípulas e na região basal dos pedicelos, onde formigas de várias espécies são o observadas visitando e coletando néctar. A interação entre formigas e os NEFs de Ouratea spectabilis foi estudada em uma área de cerrado em Mogi-Guaçu, SP. A fauna de Formigas visitantes aos NEFs deOuratea spectabilis é constituída de 26 espécies (12 g~neros), com predomínio do gênero Camponotus, tanto em número de espécies como de indivíduos. A fauna de formigas apresentou uma nítida segregação temporal. As espécies de formigas mais comuns durante o dia foram Camponotus crassus, Zacryptocerus pusillus, Pseudomyrmex sp.1, Camponotus sp.1 e Camponotus sp.2, enquanto que as espécies Camponotus pallescens, Camponotus renggeri, Pheidole sp.2, Camponotus abdominalis, Ectatomma edentatum e Camponotus lespesi foram as mais comuns à noite. Indivíduos de Ouratea spectabilis tiveram mais espécies de formigas atacando cupins que plantas vizinhas sem NEFs. o forrageamento diferencial das formigas sobre O. spectabilis resultou em um número significativamente maior de ataques à cupins em botões e folhas novas do que em folhas maduras. Este forrageamento diferencial leva a uma maior atividade das formigas em O. spectabilis nos meses com o maior número de NEFs ativos. Os herbívoros mais abundantes em O. spectabilij foram em ordem decrescente: homópteros...

O Olhar do Observador - Um entendimento escasso na Ciência da Vida. 1 Prisma Sistêmico Ou Estudo Etnobiológico da Comunidade Tradicional Científica

Mine, Kenny Yuzo
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 265
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.79%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; Aula de Vôo O conhecimento caminha lento feito lagarta. Primeiro não sabe que sabe e voraz contenta-se com cotidiano orvalho deixado nas folhas vividas das manhãs. Depois pensa que sabe e se fecha em si mesmo: faz muralhas, cava trincheiras, ergue barricadas. Defendendo o que pensa saber levanta certeza na forma de muro, orgulha-se de seu casulo. Até que maduro explode em vôos rindo do tempo que imagina saber ou guardava preso o que sabia. Voa alto sua ousadia reconhecendo o suor dos séculos no orvalho de cada dia. Mas o vôo mais belo descobre um dia não ser eterno. É tempo de acasalar: voltar à terra com seus ovos à espera de novas e prosaicas lagartas. O conhecimento é assim: ri de si mesmo e de suas certezas É meta de forma metamorfose movimento fluir do tempo que tanto cria como arrasa a nos mostrar que para o vôo é preciso tanto o casulo como a asa. Mauro Iasi Declamado por Cezinha na semana da Espicula (Espaço di Cultura e Arte da biologia)

Fogo, fenologia foliar e a fauna de lagartas em Byrsonima coccolobifolia kunth (malpighiaceae)

Higgins, Barbara Fernandes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.24%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2007.; Apesar da alta riqueza de espécies de Lepidoptera, o conhecimento a respeito da biologia e da interação destas espécies com suas plantas hospedeiras, bem como sobre o efeito de queimas sobre comunidades de lagartas no Cerrado se restringe a poucos estudos. Sendo assim, este trabalho teve como objetivos avaliar o efeito do fogo sobre a fenologia foliar de Byrsonima coccolobifolia Kunth (Malpighiaceae) na freqüência, riqueza e composição de espécies de lagartas de Lepidoptera em duas áreas de Cerrado com queimadas prescritas e comparar esses parâmetros a uma área preservada do fogo. Durante os meses de dezembro de 2005 a agosto de 2006 foram vistoriados 900 indivíduos de B. coccolobifolia não-marcados em cada uma das três áreas de cerrado sensu stricto submetidas a diferentes regimes de fogo na Reserva Ecológica do IBGE (RECOR): uma área protegida há mais de 20 anos (P) e duas com queimas bienais (QI e QII). Para cada área foram anotadas a proporção de folhas novas e o número de lagartas, quando presentes. Todas as lagartas encontradas foram transportadas e criadas no laboratório de ecologia da Universidade de Brasília para posterior identificação dos adultos. A fenologia foliar de B. coccolobifolia diferiu significativamente entre as três áreas...

Larvas de Lepidoptera em duas espécies de Erythroxylum em um cerrado de Brasília, DF : fogo e fenologia foliar

Gonçalves, Cintia Lepesqueur
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.24%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.; Estudos anteriores indicam uma alta riqueza de espécies de lagartas (Lepidoptera) em áreas de Cerrado. Entretanto, essas espécies apresentam baixa abundância e ocupam uma porcentagem baixa dos indivíduos de cada espécie de planta hospedeira. O fogo é um evento comum no Cerrado, afeta a fenologia foliar e, consequentemente, espera-se um efeito na comunidade de lagartas nessas plantas. O presente estudo versa sobre as alterações na dinâmica foliar em duas espécies de plantas, Erythroxylum deciduum e E. tortuosum (Erytroxylaceae), em decorrência da queimada e discute como a fenologia foliar, o fogo e/ou a sazonalidade poderiam influenciar a herbivoria em folhas novas. Além disto, compara a riqueza, a abundância de lagartas e seus parasitóides nessas espécies de plantas e, os possíveis efeitos das estações climáticas, da fenologia foliar e da amplitude de dieta, em duas áreas adjacentes (uma não queimada e outra queimada) de cerrado sensu stricto na Fazenda Água Limpa (15º55’S e 47º55’W), da Universidade de Brasília, Brasília, DF, de setembro/05 a agosto/06. Em ambas as áreas...

Chemically based interactions and nutritional ecology of Labidus praedator (Formicidae: Ecitoninae) in an agroecosystem adjacent to a gallery forest; Interações de origem química e ecologia nutricional de Labidus praedator (Formicidae: Ecitoninae) em um agroecossistema adjacente a uma mata de galeria

Monteiro, André Fábio Medeiros; Sujii, Edison Ryoiti; Morais, Helena Castanheira de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
55.79%
ABSTRACT: New World army ants species have an important role in structuring invertebrate communities. Labidus praedator (Fr. Smith, 1858) is a generalist top predator that can reduce pest densities in agroecosystems. The aim of this study was to describe behavioral attributes, diet composition and interspecific interactions of the ant L. praedator. We searched for army ant raids using standardized trail-walk surveys and plotted army ants raids positions on an aerial image. We photographed events at swarm raids of L. praedator and recorded its diet items in basal columns near bivouacs. Six species from four Ecitoninae genera - Labidus (Jurine, 1807), Nomamyrmex (Borgmeier, 1936), Neivamyrmex (Borgmeier, 1940) and Eciton (Latreille, 1804) - were recorded. Caterpillars dominated the composition of the diet of L. praedator. Flowers and diaspores of weeds and aril and flesh of fruits were also transported to bivouacs. One colony stopped foraging after intense rainfall and discrete groups of hundreds of L. praedator ants were separated under patches covered by shrubs. Groups of Crotophaginae birds, Sarcophaginae flies and Polistinae wasps followed L. praedator swarm raids. We discuss the importance of landscape structure for agroecosystem colonization by Ecitoninae and the existence of chemical opportunism between army ants species through the reuse of unoccupied trails. _______________________________________________________________________________ RESUMO; Algumas formigas neotropicais de correição têm um importante papel na estruturação da comunidade de invertebrados. Labidus praedator (Fr. Smith...

Insetos associados a botões florais de plantas do Cerrado

Carregaro, Juliano Bonfim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2011.; Em ecologia terrestre, um dos principais temas abordados é a interação entre insetos herbívoros e suas plantas hospedeiras, buscando o entendimento dos fatores que moldam esta interação e possíveis explicações para os padrões de ocorrência encontrados. O Cerrado possui rica flora e fauna de lepidópteros e existe muita informação para a ocorrência de lagartas folívoras, mas não sobre insetos que atacam inflorescências nesta vegetação. O presente trabalho apresenta um levantamento de insetos associados a inflorescências de diferentes plantas hospedeiras em área de cerrado no Distrito Federal, com ênfase em lagartas de Lepidoptera, e a comparação desta comunidade com a comunidade de lagartas folívoras conhecida para a região. No período de 2009 foram realizadas coletas de inflorescências em 30 espécies de plantas comuns em cerrados da Fazenda Água Limpa – DF, sendo todas transportadas ao laboratório para a manutenção e posterior obtenção de insetos adultos. Foram obtidos 4850 insetos adultos: 1795 Hymenoptera, 1619 Lepidoptera, 875 Diptera e 561 Coleoptera. Os himenópteros encontrados atuam como parasitóides dos lepidópteros. A proporção de ataque às inflorescências apresentou relação positiva com a biomassa seca deste recurso...

Redes tróficas de lagartas de lepidoptera e plantas hospedeiras no cerrado do Distrito Federal

Scherrer, Scheila
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2013.; As comunidades biológicas possuem estrutura complexa e difícil de ser avaliada. Entretanto, uma forma comumente usada na caracterização de uma comunidade é estudar a diversidade por índices, que incorporam tanto a riqueza de espécies quanto o padrão de abundância ou biomassa. Entretanto, a manutenção da diversidade depende das múltiplas interações entre espécies e indivíduos. As interações existentes entre organismos consumidores e seus recursos são denominadas redes ecológicas tróficas. As cadeias alimentares inseto-planta em ambientes tropicais são particularmente difíceis de amostrar porque há grande riqueza de espécies raras participando de um grande número de interações. Para este trabalho realizado com redes tróficas de interações entre lagartas e plantas hospedeiras, foram realizadas 275 parcelas temporárias de 10m de diâmetro em seis diferentes áreas de cerrado sensu stricto no Distrito Federal, no período de março de 2010 a março de 2011. Para cada parcela, foi anotada a data da vistoria e as coordenadas geográficas; foram identificadas e contadas todas as espécies de plantas presentes; todas as lagartas encontradas foram criadas no laboratório em potes individuais e os adultos que emergiram no laboratório foram identificados. Os objetivos foram: comparar os métodos usuais de estudar a diversidade da comunidade com as métricas utilizadas nos estudos de redes de interações para lagartas e plantas hospedeiras do cerrado sensu stricto do Distrito Federal; avaliar a contribuição da abundância relativa...

Insetos herbívoros em botões florais de Caryocar brasiliense camb (caryocaraceae) : comparação entre duas áreas de cerrado de Brasília, DF

Carregaro, Juliano Bonfim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.79%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.; Insetos herbívoros estão entre os principais grupos representantes da grande biodiversidade encontrada em regiões neotropicais. Mesmo que exista um acúmulo de informações sobre a ocorrência de lagartas folívoras de lepidópteros em plantas hospedeiras do Cerrado, pouco se sabe sobre os insetos herbívoros em estruturas reprodutivas destas plantas. O presente trabalho encontra-se divido em dois capítulos. O primeiro apresenta um primeiro levantamento das espécies de insetos herbívoros associadas às inflorescências de Caryocar brasiliense em duas áreas de cerrado do Distrito Federal, além de comparar a fauna de insetos herbívoros obtida, entre as áreas. Já o segundo capítulo concentra-se nas variações entre as semanas e/ou entre as áreas de estudo das populações de insetos herbívoros obtidas, e também apresenta as correlações entre estes grupos de insetos. De junho de 2005 a novembro de 2005, na Fazenda Água Limpa (FAL) e em alguns fragmentos não preservados pertencentes ao campus da Universidade de Brasília (UnB), indivíduos de Caryocar brasiliense foram examinados...

Repovoamento da caatinga com mudas de imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda).

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G. M. de
Fonte: In: SIMPÓSIO NACIONAL E CONGRESSO LATINO-AMERICANO [SOBRE] RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 6., 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: SOBRADE, 2005. Publicador: In: SIMPÓSIO NACIONAL E CONGRESSO LATINO-AMERICANO [SOBRE] RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 6., 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: SOBRADE, 2005.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 570.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Este trabalho teve como objetivo avaliar o desenvolvimento e a sobrevivência de plantas de imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) na recuperação de áreas de caatinga degradadas. O ensaio foi realizado de janeiro de 2000 a dezembro de 2002. Foram plantadas 500 mudas de imbuzeiro em uma área de caatinga degradada da comunidade de Alto do Angico e 500 mudas em uma área de caatinga nativa na Estação Experimental da Caatinga, pertencente a Embrapa Semi-Árido no município de Petrolina - PE. Para realização do trabalho, foram selecionados aleatoriamente 10 hectares de caatinga, sendo 5 na área da comunidade e 5 na Estação Experimental. Em cada hectare foram abertas trilhas de 1 m de largura com 100 metros de comprimento, espaçadas a cada 10 metros entre o plantio das mudas. Em cada hectare foram plantadas 100 mudas no espaçamento de 10 metros entre plantas. Foi instalado um pluviômetro na área do experimento para obtenção dos valores de precipitação ocorrida durante o período de avaliação. Os resultados obtidos demonstraram que os danos causados pelos caprinos às plantas de imbuzeiro na área de caatinga degradada são responsáveis pela redução na taxa de sobrevivência e no lento desenvolvimento das plantas jovens de imbuzeiro. O volume da precipitação contribuiu significativamente para um maior ou menor índice de sobrevivência de plantas de imbuzeiro na caatinga. As lagartas e outros insetos cortadores de ramos e folhas causam danos significativos no desenvolvimento da copa do imbuzeiro.; 2005