Página 1 dos resultados de 777 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Sistemas locais de apropriação dos recursos e suas implicações para projetos de manejo comunitário: um estudo de caso numa comunidade tradicional da floresta nacional do Tapajós - PA.; Local resource use e tenure system and their implication to community management projects: a case study in traditional community in the tapajós national forest.

Freire, Renata Mauro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.32%
O objetivo desta dissertação é analisar, a partir de um estudo de caso em uma comunidade tradicional da FLONA do Tapajós, os sistemas locais de apropriação e uso dos recursos e suas implicações para os projetos de manejo comunitário. Foram utilizados métodos convencionais e participativos, com ênfase no mapeamento comunitário. Em geral, os projetos de manejo comunitário assumem que as populações rurais, sob regime de propriedade comum, manejam de forma coletiva todos os recursos. Entretanto, existe um gradiente de apropriação e uso dos recursos, que vai desde o acesso aberto, uso comum até o uso individual. Também concebem as comunidades rurais como unidades sociais indiferenciadas, sem diversidade de interesses e necessidades. Partindo desses pressupostos, os projetos tendem a idealizar a alocação dos recursos como sendo coletivistas, ou seja, todos os moradores de uma mesma comunidade teriam capacidades iguais de poder e recursos. Seguindo essa lógica, muitas intervenções são planejadas visando o uso coletivo dos recursos, quando na realidade existem regras locais e variáveis sociais como: origem das famílias, parentesco, etnicidade, religião, idade e relações de gênero; que definem a apropriação dos recursos e a organização do trabalho nestas comunidades. No caso de Piquiatuba...

De bairro rural a território quilombola: um estudo da comunidade do Mandira; From rural disctrict into quilombola territory: a study of the quilombola community Mandira

Rangel, Kátia Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.49%
Este trabalho analisa a problemática da reprodução do modo de vida tradicional da comunidade quilombola do Mandira em seu bairro rural, partindo da recuperação do histórico de formação da comunidade e transformações no seu modo de vida após a sobreposição do bairro rural pelo Parque Estadual Jacupiranga (decreto-lei nº 145, de 08 de agosto de 1969), culminando na definição do bairro como reserva extrativista e território quilombola, sendo estas as alternativas encontradas pela comunidade para a conquista da propriedade coletiva de suas terras e da autonomia de reprodução econômico-social. As restrições ambientais à reprodução do modo de vida foram implantadas no contexto da adoção do modelo preservacionista de proteção dos remanescentes florestais pelo governo militar brasileiro que, a partir da década de 1960, criou unidades de conservação de proteção integral sobre terras devolutas reconhecidas como desabitadas, expropriando as populações tradicionais dos bairros rurais historicamente ocupados, impelindo-as a organizarem-se politicamente em torno do setor ambientalista conservacionista, que defende o conhecimento tradicional como fundamento da conservação, influenciando a política ambiental brasileira no desenvolvimento de instrumentos políticos próprios que compatibilizam conservação e reprodução do modo de vida tradicional...

Reflexões sobre a eficácia do registro do fandango caiçara como forma de expressão do patrimônio cultural do Brasil; Reflections on the Effectiveness of the Registration of the Fandango Caiçara as Form of Expression of the Cultural Heritage of Brazil

Coelho, Daniele Maia Teixeira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.32%
A presente Dissertação de Mestrado pretende avaliar a eficácia da proteção do patrimônio cultural imaterial no Brasil por meio do registro previsto no Decreto nº 3.551/2000, que regulamentou em parte o artigo 216 da Constituição Federal de 1988, e foi concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Para tanto, baseia-se em um estudo de caso envolvendo o gênero musical-coreográfico-poético e festivo denominado Fandango Caiçara, que é transmitido oralmente de geração a geração, no seio da comunidade tradicional caiçara localizada nos municípios de Iguape e Cananéia, no litoral sul do Estado de São Paulo, e nos municípios de Morretes, Paranaguá e Guaraqueçaba, no litoral norte do Estado do Paraná e cujo registro como Patrimônio Cultural do Brasil junto ao IPHAN ocorreu em 29 de novembro de 2012 no Livro das Formas de Expressão. Nossa análise também procura levar em consideração os aspectos socioambientais envolvidos, bem como os desafios que, em nossa opinião, devem ser enfrentados pela comunidade tradicional caiçara diante da obtenção do referido registro.; This Masters Dissertation intends to evaluate the effectiveness of the cultural heritage of immaterial natures protection in Brazil by means of the registration provided by Decree n. 3.551/2000...

Comunidades sustentáveis: um estudo de percepção, interpretação e valoração da paisagem mediante o conhecimento tradicional

Antonio, Davi Gutierrez
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 247 f. : il., tabs. + 1 Mapa
POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Pós-graduação em Geografia - IGCE; Este estudo visou compreender as dinâmicas comunitárias pela análise do quilombo Pedro Cubas (Eldoroado/SP), e de que forma ocorre a valoração da paisagem mediante o conhecimento tradicional, possibilitando a busca pelo desenvolvimento territorial sustentável da comunidade. Este trabalho almejou contribuir para essa reflexão, por meio de proposições que contribuíram de forma aplicada para não só elevar a qualidade ambiental, mas também propiciar meios para a construção de uma comunidade que garantisse sua sustentabilidade, mediante aspectos concernentes à sua resiliência cultural e socioecológica, diante de processos acelerados de transformação da paisagem e criação de territorialidades objetivas e subjetivas. O tema proposto apresenta uma complexidade inerente à análise da paisagem, concomitantemente com estudo de comunidades tradicionais, assim, estabelecemos procedimentos capazes de fornecer as respostas necessárias, cujo eixo norteador da pesquisa priorizou uma visão sistêmica e complexa, subdividida em duas matrizes teóricas: o Interacionismo Simbólico, a partir da pesquisa qualitativa, e a Análise da Paisagem. O principal objetivo foi verificar a aplicabilidade do conhecimento ecológico tradicional na sua inter-relação com o conhecimento cientifico...

Perfil sócio-econômico, histórico e cultural da comunidade da Costa da Lagoa, Ilha de Santa Catarina, Florianópolis, SC

Dias, Eduardo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: [viii], [140] f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.21%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental; Por sua formação histórica, o povoado da Costa da Lagoa é um dos últimos redutos com ricos elementos da cultura açoriana na Ilha de Santa Catarina. Sendo assim, este trabalho traça um perfil histórico sócio-ambiental da Costa da Lagoa. A partir de questionários aplicados a comunidade, constatou-se que a qualidade de vida dos moradores da Costa da Lagoa melhorou consideravelmente nas últimas décadas. Os informantes atentam para as mudanças ocorridas na localidade (luz elétrica, posto de saúde, melhoria do caminho, etc.), além do aumento da escolaridade. Os resultados demostraram que a comunidade da Costa da Lagoa, pode ser considerada uma comunidade tradicional, resultante da integração cultural, em uma condição histórico-social própria. Na área econômica, o maior acesso à informação (educação), refletiu na melhoria da qualidade de vida desta comunidade, através da exploração sustentada dos espaços e recursos naturais de suas áreas. A pesca está deixando de ser a atividade principal, dando lugar ao turismo, esta atitude difere de outras comunidades pelo fato do turismo ser gerado por iniciativa dos moradores e não por investimentos externos...

Atenção à saúde em uma comunidade tradicional de terreiro

Alves,Miriam Cristiane; Seminotti,Nedio
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
OBJETIVO: Compreender a concepção de saúde e a origem do sofrimento psíquico por adeptos de uma comunidade tradicional de terreiro. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo de caso qualitativo realizado em uma comunidade tradicional de terreiro na cidade de Porto Alegre (RS), entre 2007 e 2008. Foram participantes o sacerdote/Babalorixá e seis adeptos do terreiro. Para a coleta dos dados e construção do corpus de análise, foram realizadas entrevistas abertas, gravadas e transcritas. A categorização dos depoimentos, a partir do enfoque sistêmico complexo, possibilitou a construção de dois eixos temáticos: 1) terreiro e concepção de saúde e 2) origem do sofrimento psíquico e identidade cultural. ANÁLISE DOS RESULTADOS: Na comunidade de terreiro, as terapêuticas tradicionais em saúde, como o uso de ervas, banhos, dietas e/ou ritos de iniciação foram associados a terapêuticas convencionais propostas pelo Sistema Único de Saúde. Consideram em sua concepção etiológica do sofrimento psíquico e em sua concepção de saúde os vínculos e a pertença a um território, as relações entre os sujeitos e a relação entre suas dimensões física, psíquica e espiritual. CONCLUSÕES: O modo de compreender e agir no mundo...

Conhecimento ecológico tradicional sobre fruteiras para pesca na Comunidade de Estirão Comprido, Barão de Melgaço - Pantanal Matogrossense

Morais,Fernando Ferreira de; Silva,Carolina Joana da
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Esta pesquisa aborda o conhecimento ecológico tradicional de fruteiras na comunidade de Estirão Comprido, localizada às margens do Rio Cuiabá, Barão de Melgaço, Pantanal Matogrossense. Foram entrevistados 20 pescadores, utilizando-se a técnica de listagem livre, a qual foi analisada pelo índice de saliência de Smith e análise de consenso cultural, com o programa ANTHROPAC 4.0. Os resultados mostraram que o conhecimento ecológico tradicional sobre fruteiras foi de 30 espécies distribuídas em 21 famílias de plantas. A análise de índice de saliência de Smith mostrou quatro rupturas quanto à ordenação e frequência de respostas, sendo que a primeira contemplou uma espécie, a segunda oito espécies, a terceira quatro espécies e a quarta ruptura 17 espécies. O consenso cultural dos pescadores sobre o conhecimento ecológico tradicional concentrou-se em nove espécies de fruteiras: parada, coquinho, marmelada, roncador, sardinha, timbó, acaiá, jenipava e taiuiá, verificado pela relação entre fatores, onde o primeiro fator foi aproximadamente nove vezes maior que o segundo fator com probabilidade = 0,951. O estudo evidenciou que esta comunidade pantaneira apresenta um conhecimento sobre as fruteiras que são a base da cadeia alimentar das espécies de peixes de valor comercial.

Conhecimento ecológico tradicional sobre plantas cultivadas pelos pescadores da comunidade Estirão Comprido, Pantanal matogrossense, Brasil

Morais,Fernando Ferreira de; Morais,Rodrigo Ferreira de; Silva,Carolina Joana da
Fonte: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi Publicador: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.32%
Esta pesquisa situa-se no campo da etnoecologia e aborda o conhecimento ecológico tradicional (CET) sobre plantas cultivadas na comunidade de Estirão Comprido, rio Cuiabá, Barão de Melgaço, Pantanal matogrossense. Foram entrevistados 22 pescadores para a elaboração da lista livre de plantas. Para a análise da lista, foram utilizados: índice de saliência de Smith, análise de consenso cultural, similaridade e dissimilaridade com escalonamento multidimensional e técnica de empilhamento. O programa ANTHROPAC 4.0 foi utilizado para o tratamento estatístico dos dados. Por meio do índice de saliência de Smith, foram identificadas seis rupturas no domínio cultural sobre plantas cultivadas, concentrando-se em 116 etnoespécies. Laranja e milho foram citados com maior frequência e em primeiro lugar na lista, portanto, encontram-se na primeira ruptura da lista livre com índices de Smith 0,728 e 0,711, respectivamente. A análise de consenso cultural mostrou que o CET sobre plantas cultivadas caracteriza um consenso, concentrando-se em 18 etnoespécies. A análise de empilhamento evidenciou que o conhecimento sobre plantas está relacionado aos diferentes tipos de uso. Neste contexto, as possibilidades de uso e manejo aqui evidenciadas podem contribuir para a elaboração de políticas públicas destinadas à conservação da biodiversidade ecológica e cultural.

Capacitação em agroecologia na comunidade quilombola do Varzeão, Dr. Ulysses, Vale do Ribeira, PR.

HOELLER, S. C.; FIDELIS, L. DE. M.; BORSATO, A. V.; BIESEK, M.; PEREIRA, J. B.
Fonte: SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 3.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS DE MS, 2010, Corumbá, MS. Construindo um futuro sustentável: anais. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Corumbá: Embrapa Pantanal; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010. Publicador: SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 3.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS DE MS, 2010, Corumbá, MS. Construindo um futuro sustentável: anais. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Corumbá: Embrapa Pantanal; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-Rom.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.2%
O projeto "Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER - e Capacitação em Agroecologia na Comunidade Quilombola do Varzeão, Dr. Ulysses, Vale do Ribeira" atua desde 2007 e procura, através da Agroecologia e dos seus princípios, contribuir com a organização das comunidades, estimulando o redesenho dos agroecossistemas. Os Quilombolas têm uma produção moldada através de métodos tradicionais e estão próximos dos princípios da Agroecologia. A comunidade remanescente de Quilombo do Varzeão se localiza em Dr. Ulysses e conta hoje com 19 famílias com um total de 56 pessoas com diversos problemas no que tange à sua situação social. O projeto surgiu por meio de contatos com as diversas organizações que atuam no Vale do Ribeira, isso desembocou em uma aproximação com a comunidade do Varzeão. Dessa forma, discutiu-se com a comunidade as demandas para um projeto de extensão, o que culminou na aprovação do projeto junto a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Ensino Superior (SETI) - Universidade Sem Fronteiras e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).; 2010; Disponível também em: Cadernos de Agroecologia, V. 5, n.1, 2010.

Comunidade remanescente de quilombo do Engenho Siqueira : conhecimento tradicional e potencialidade da agroecologia na zona da mata pernambucana

Gondim de Araújo, Marli; Augusto Amorim Maciel, Caio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.42%
comunidade negra rural camponesa do Engenho Siqueira, em Rio Formoso, Pernambuco, reconhecida como Remanescente de Quilombo, pratica modos de produção agrícola e pesqueira que podem ter sido herdados de seus antepassados. Este trabalho busca explicitar as compatibilidades culturais, técnicas e econômicas entre os atuais modos de produção, e o que tem sido desenvolvido em termos da agroecologia. A agricultura tradicional, aqui focada nas práticas da população negra rural remanescente de quilombo, constitui uma das referências das práticas no manejo sustentável dos ecossistemas desta região litorânea. Vários autores vêm demonstrando a importância do conhecimento tradicional e do estudo dos modos de produção das populações tradicionais para a compreensão das atuais formas de produção e comercialização da produção camponesa, um modelo de produção ecológico e sustentável em contraponto ao modelo agroindustrial, monocultor e agroexportador. As categorias de análise utilizadas como suporte teórico para este estudo exploratório foram etnoecologia, brecha camponesa e sistema de morada, que vistas em conjunto contribuem para a compreensão da reprodução cultural e social dessa população. Recorreu-se a um Estudo de Caso...

A luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá

Brasil. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados. Comissão Externa destinada a acompanhar a luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, para permanecer às margens do Rio Hovy, próximo ao território tradicional Pyelyto Kue/Mba
Fonte: Brasília : Edições Câmara Publicador: Brasília : Edições Câmara
Tipo: livro Formato: 74 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.28%
Relatório final da Comissão Externa destinada a acompanhar a luta da comunidade indígena Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, para permanecer às margens do Rio Hovy, próximo ao território tradicional Pyelyto Kue/Mbarakay; Coordenador: Deputado Sarney Filho (PV-MA)

Comunidade tradicional de pescadores e pescadoras artesanais da Vila do Superagüi - PR na disputa pela vida

Solá Pérez, Mercedes
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.23%
Resumo: A pesquisa trata sobre os conflitos e as resistências que geram a aplicação de políticas públicas de desenvolvimento na vida dos pescadores e pescadoras artesanais da Vila do Superagüi. As políticas de desenvolvimento analisadas são de desenvolvimento sustentável - a instalação do Parque Nacional do Superagüi - e modernização da pesca e da aquicultura. Para a análise se prioriza o olhar dos sujeitos afetados - os pescadores e pescadoras artesanais -, a partir dos diálogos estabelecidos nas saídas de campo, nas diversas atividades do MOPEAR e no acompanhamento do mapeamento da nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais, seguindo a metodologia da pesquisa participante. Estes pescadores artesanais, antes da instalação do Parque Nacional em seu território, tinham atividades com uma relação estreita entre natureza e cultura, um modo específico de reproduzir a vida baseado na caça, pesca, agricultura itinerante e coleta de plantas medicinais, lenha, cipó, etc.. A política de desenvolvimento sustentável, através do Parque Nacional, implica em proibições de uso da natureza não permitindo mais a caça, a agricultura, nem a coleta. Assim, os pescadores e pescadoras artesanais passam a se especializar na pesca. Essa política inserida no paradigma da sustentabilidade consiste em uma política de conservação que significa a privação de uso por parte dos pescadores artesanais e a mercantilização da natureza. Por outra parte...

Desde dentro: processos de produção de saúde em uma comunidade tradicional de terreiro de matriz africana

Alves, Míriam Cristiane
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.41%
Esta tese tem como referenciais teórico-paradigmáticos o pensamento sistêmico complexo e a filosofia tradicional africana. Nesta perspectiva, propõe a reflexão sobre a relação entre mýthos e lógos no pensamento tradicional africano, bem como sobre o diálogo entre pensamento mítico e pensamento científico. Tem como principal objetivo compreender os processos de produção de saúde em uma comunidade tradicional de terreiro de matriz africana, problematizando a dialógica entre o paradigma civilizatório ocidental e o paradigma civilizatório negro-africano. Trata-se de um estudo qualitativo que buscou o diálogo entre o que convencionamos chamar de “método recursivo” e a etnografia. Foram participantes vinte vivenciadores de uma comunidade tradicional de terreiro de Batuque de tradição Jeje-Nàgô, da cidade de Porto Alegre, RS, fundada há mais de 81 anos e com cerca de 150 adeptos. No processo de produção de informações, construímos um corpus de pesquisa a partir da observação participante, de anotações em diário de campo, de entrevistas abertas, de um grupo de discussão e de uma produção fotográfica.A compreensão do material empírico partiu das reflexões teóricas sobre alguns organizadores civilizatórios invariantes negro-africanos das comunidades tradicionais de terreiros de matriz africana...

TV aberta no Maraj?: usos e apropria??es pelos moradores da comunidade S?o Pedro em Breves-Par?-Amaz?nia

RODRIGUES, Ronaldo de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.15%
O foco desta pesquisa foi investigar o papel dos meios massivos e suas produ??es nos processos comunicacionais, a partir da an?lise dos usos e apropria??es dos conte?dos da TV aberta pelos moradores da comunidade S?o Pedro, em Breves-Maraj?-Par?. A partir de estudo de recep??o realizado durante tr?s meses, al?m de visitas anteriores ? data oficial das atividades em campo, foi constitu?do o corpus de an?lise, que re?ne um conjunto de depoimentos dos moradores da comunidade, em que o registro foi feito ora explorando as ?deixas simb?licas? a partir da t?cnica da observa??o etnogr?fica da comunica??o, ora considerando t?cnicas como hist?ria oral ou grupo focal. Elegeram-se tr?s grupos ? crian?as, adolescentes e adultos ? para que se pudesse comparar e problematizar os resultados da pesquisa no que se refere aos usos e apropria??es dos conte?dos dos programas televisivos. Identificou-se que a televis?o assume import?ncia religiosa em uma comunidade tradicional cat?lica, mesmo considerando a forte presen?a de outras media??es. Al?m disso, os g?neros e formatos televisivos configuram, de forma determinante, os processos comunicacionais de cada grupo investigado. Verificou-se ainda que a telenovela ? a programa??o que atua como elemento comunicacional aglutinador da fam?lia...

Rede de Bibliotecas da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro

Almeida, Sónia; Câmara Municipal de Anadia - Biblioteca Municipal de Anadia Coordenação da RBCIRA
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.12%
O Projeto Rede de Bibliotecas da CIM Região de Aveiro, criado em 2012, assume-se como um novo paradigma de trabalho, resultado de um processo gradualmente evolutivo, exponenciado pela reorganização geográfica e administrativa do território (constituição das CIM’s) que veio desafiar a forma como as Bibliotecas Públicas gerem e disponibilizam o acesso aos seus recursos e serviços.Abraçar este novo arquétipo que derruba os limites que enquadram a tradicional definição de Biblioteca Pública é o desígnio deste projeto. Aspetos como a propriedade e a tangibilidade da coleção e dos serviços diluem-se neste contexto para darem palco ao acesso. Os constrangimentos económicos e as dificuldades sociais e profissionais que as Bibliotecas Públicas enfrentam reforçam a debilidade em que as coloca o trabalho isolado.Este Projeto pretende aferir o nível de integração e cooperação possível entre as Bibliotecas Públicas desta Região, procurando demonstrar as suas implicações na gestão dos serviços prestados, relacionando-as com o valor percebido pela comunidade. A gestão partilhada e concertada revela-se uma nova solução para antigos problemas.Reposicionar as Bibliotecas Públicas perante as oportunidades decorrentes do trabalho desenvolvido pelas CIM’s é um percurso necessário...

Conhecimento ecológico tradicional sobre fruteiras para pesca na Comunidade de Estirão Comprido, Barão de Melgaço - Pantanal Matogrossense

Morais, Fernando Ferreira de; Silva, Carolina Joana da
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade (BIOTA/FAPESP) Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade (BIOTA/FAPESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 197-203
POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Esta pesquisa aborda o conhecimento ecológico tradicional de fruteiras na comunidade de Estirão Comprido, localizada às margens do Rio Cuiabá, Barão de Melgaço, Pantanal Matogrossense. Foram entrevistados 20 pescadores, utilizando-se a técnica de listagem livre, a qual foi analisada pelo índice de saliência de Smith e análise de consenso cultural, com o programa ANTHROPAC 4.0. Os resultados mostraram que o conhecimento ecológico tradicional sobre fruteiras foi de 30 espécies distribuídas em 21 famílias de plantas. A análise de índice de saliência de Smith mostrou quatro rupturas quanto à ordenação e frequência de respostas, sendo que a primeira contemplou uma espécie, a segunda oito espécies, a terceira quatro espécies e a quarta ruptura 17 espécies. O consenso cultural dos pescadores sobre o conhecimento ecológico tradicional concentrou-se em nove espécies de fruteiras: parada, coquinho, marmelada, roncador, sardinha, timbó, acaiá, jenipava e taiuiá, verificado pela relação entre fatores, onde o primeiro fator foi aproximadamente nove vezes maior que o segundo fator com probabilidade = 0,951. O estudo evidenciou que esta comunidade pantaneira apresenta um conhecimento sobre as fruteiras que são a base da cadeia alimentar das espécies de peixes de valor comercial.; This study deals with traditional ecological knowledge on fruit trees at Estirão Comprido community...

Agricultura tradicional e agroecologia na comunidade quilombola João Surá no município de Adrianópolis-PR; Traditional agriculture and agroecology in João Surá quilombola community in Adrianópolis city-PR

Lourival de Moraes Fidelis
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
A degradação dos processos que acontecem na Agricultura Tradicional, presentes nas comunidades Remanescentes de Quilombos, sua cultura e ritos etnicamente referenciados são, por si só, temas que merecem atenção. A prática desta Agricultura Tradicional sofre com a imposição da pecuária e de monoculturas que não se prestam à alimentação das comunidades locais e desalojam os Quilombolas de seus territórios ancestrais. Esta realidade não é diferente em Adrianópolis - PR, município onde dois terços da população, é composta por negros e pardos. Estão localizadas em Adrianópolis nove comunidades Quilombolas e quatro comunidades negras rurais. Estas comunidades correm o risco de desaparecer como sujeitos históricos de seu desenvolvimento, devido a perda dos seus saberes tradicionais. Nas condições em que se encontram, os Quilombos do Vale do Ribeira paranaense, sua reprodução e existência, em sentido amplo, estão ameaçadas. A Agroecologia é considerada uma ciência em construção que busca novas formas de manejo dos agroecossistemas, com a contribuição de outras disciplinas científicas, bem como dos saberes, conhecimentos e experiências dos próprios agricultores. Neste sentido, a hipótese deste trabalho é que...

Atenção à saúde em uma comunidade tradicional de terreiro; Atención a la salud en una comunidad tradicional de religión afro-americana; Health care in a community of followers of traditional African-Brazilian religions

Alves, Miriam Cristiane; Seminotti, Nedio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.54%
OBJETIVO: Compreender a concepção de saúde e a origem do sofrimento psíquico por adeptos de uma comunidade tradicional de terreiro. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo de caso qualitativo realizado em uma comunidade tradicional de terreiro na cidade de Porto Alegre (RS), entre 2007 e 2008. Foram participantes o sacerdote/Babalorixá e seis adeptos do terreiro. Para a coleta dos dados e construção do corpus de análise, foram realizadas entrevistas abertas, gravadas e transcritas. A categorização dos depoimentos, a partir do enfoque sistêmico complexo, possibilitou a construção de dois eixos temáticos: 1) terreiro e concepção de saúde e 2) origem do sofrimento psíquico e identidade cultural. ANÁLISE DOS RESULTADOS: Na comunidade de terreiro, as terapêuticas tradicionais em saúde, como o uso de ervas, banhos, dietas e/ou ritos de iniciação foram associados a terapêuticas convencionais propostas pelo Sistema Único de Saúde. Consideram em sua concepção etiológica do sofrimento psíquico e em sua concepção de saúde os vínculos e a pertença a um território, as relações entre os sujeitos e a relação entre suas dimensões física, psíquica e espiritual. CONCLUSÕES: O modo de compreender e agir no mundo...

PRODUÇÃO ASSOCIADA: NÓS SONHAMOS E CONCRETIZAMOS O SONHO

Lirian Keli dos Santos; Instituto Federal de Rondônia; William Kennedy Amaral Souza; IFRO; Edson Caetano; Universidade Federal de Mato Grosso
Fonte: EDUFRO Publicador: EDUFRO
Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
A presente pesquisa tem como ponto de partida a reflexão sobre a produção associada na Comunidade Tradicional Imbê-MT. Buscamos compreender o processo da produção associada como uma estratégia que questiona a lógica capitalista, apesar de estar inserida na mesma. Para o desenvolvimento da análise nos utilizamos do materialismo histórico e partimos da categoria “Trabalho”, baseada no arcabouço teórico de Marx. A pesquisa demonstrou que é mediante o trabalho que homens e mulheres constroem/produzem as suas vidas concretamente. Neste estudo optamos pela metodologia de pesquisa qualitativa. Os dados foram coletados por meio da observação direta das práticas cotidianas dos indivíduos envolvidos na comunidade. Utilizamo-nos de entrevistas (semiestruturadas) individuais gravadas, procurando destacar questões relacionadas às histórias de vida dos trabalhadores e das trabalhadoras da comunidade Imbê. A análise mostrou que o trabalho associado não surgiu unicamente como meio de criar postos de trabalho, mas sim um meio de viver dignamente na terra em que escolheram. No entanto...

Atenção à saúde em uma comunidade tradicional de terreiro

Alves,Miriam Cristiane; Seminotti,Nedio
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
OBJETIVO: Compreender a concepção de saúde e a origem do sofrimento psíquico por adeptos de uma comunidade tradicional de terreiro. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo de caso qualitativo realizado em uma comunidade tradicional de terreiro na cidade de Porto Alegre (RS), entre 2007 e 2008. Foram participantes o sacerdote/Babalorixá e seis adeptos do terreiro. Para a coleta dos dados e construção do corpus de análise, foram realizadas entrevistas abertas, gravadas e transcritas. A categorização dos depoimentos, a partir do enfoque sistêmico complexo, possibilitou a construção de dois eixos temáticos: 1) terreiro e concepção de saúde e 2) origem do sofrimento psíquico e identidade cultural. ANÁLISE DOS RESULTADOS: Na comunidade de terreiro, as terapêuticas tradicionais em saúde, como o uso de ervas, banhos, dietas e/ou ritos de iniciação foram associados a terapêuticas convencionais propostas pelo Sistema Único de Saúde. Consideram em sua concepção etiológica do sofrimento psíquico e em sua concepção de saúde os vínculos e a pertença a um território, as relações entre os sujeitos e a relação entre suas dimensões física, psíquica e espiritual. CONCLUSÕES: O modo de compreender e agir no mundo...