Página 1 dos resultados de 949 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Comunicação, educação e saúde: a ação da Pastoral da Criança para a cidadania na Arquidiocese de São Paulo; Comunicação, educação e saúde: a ação da Pastoral da Criança para a cidadania na Arquidiocese de São Paulo

Reimberg, Cristiane Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.4%
Esse estudo retrata a ação da Pastoral da Criança na Arquidiocese de São Paulo, analisando como funciona na prática o processo educativo e comunicativo idealizado pela organização. Autores que trabalham a relação entre comunicação, cidadania, jornalismo, educação popular e saúde da criança estão presentes no campo teórico. Na pesquisa de campo, ouvimos 61 pessoas que atuam na entidade sobre as ações que realizam, o uso que fazem do Jornal Pastoral da Criança e como veem ou vivem a questão da cidadania. Ainda entrevistamos outras dez pessoas ligadas à Coordenação Nacional ou programas específicos, das quais destacamos a fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, e a jornalista responsável pelo jornal, Sonia Prati. Paralelamente às entrevistas, optamos por uma pesquisa participante, com o intuito de aprofundar nosso conhecimento sobre as práticas estabelecidas no cotidiano do voluntariado. Também analisamos a acessibilidade do texto do Jornal Pastoral da Criança, além de relacionar as respostas de leitoras e leitores com o conteúdo apresentado nas matérias, buscando ver se havia uma contribuição efetiva para a construção da cidadania. Nesse percurso, pudemos perceber as políticas comunicativas da Pastoral da Criança e seus efeitos nas comunidades. Realiza-se uma comunicação popular ao mesmo tempo em que se preocupa com a imagem da organização na mídia. O diálogo é a base do processo educativo e da comunicação estabelecida pela Pastoral da Criança...

Da comunicação popular

Justino, Lucília José
Fonte: Agência de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa Publicador: Agência de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.38%
As manifestações públicas de cultura popular têm sido abordadas por diferentes áreas do conhecimento (antropologia, sociologia, história, etnografia e outras), mas as ciências da comunicação têm-lhes dado relativamente menos atenção. Do estudo de festas populares, sobretudo na investigação literária da sua matriz religiosa, passamos à investigação e à análise dos processos comunicacionais destas manifestações. O encontro com uma nova área das ciências da comunicação, a folkcomunicação, foi decisivo para a opção por paradigmas e instrumentos de análise que nos têm apoiado na investigação em curso sobre comunicação popular. Este texto tem como principal objectivo apresentar a origem e a evolução desta teoria comunicacional, Folkcomunicação, teoria inspirada na Escola de Chicago. Trata-se de um artigo teórico/conceptual, resultado de pesquisa bibliográfica e análise do Estado da Arte em relação à cultura popular e à folkcomunicação.; Public demonstrations of popular culture have been addressed by different fields of knowledge (anthropology, sociology, history, ethnography and others), but communication sciences seldom reflect upon them. From the study of popular festivals, especially in literary research of its religious matrix...

Da comunicação popular

Justino, Lucília José
Fonte: Escola Superior de Comunicação Social Publicador: Escola Superior de Comunicação Social
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.4%
As manifestações públicas de cultura popular têm sido abordadas por diferentes áreas do conhecimento (antropologia, sociologia, história, etnografia e outras), mas as ciências da comunicação têm-lhes dado relativamente menos atenção. Do estudo de festas populares, sobretudo na investigação literária da sua matriz religiosa, passámos à investigação e à análise dos processos comunicacionais destas manifestações. O encontro com uma nova área das ciências da comunicação, a folkcomunicação, foi decisivo para a opção por paradigmas e instrumentos de análise que nos têm apoiado na investigação em curso sobre comunicação popular. Este texto tem como principal objectivo apresentar a origem e a evolução desta teoria comunicacional, Folkcomunicação, teoria inspirada na Escola de Chicago. Trata-se de um artigo teórico/conceptual, resultado de pesquisa bibliográfica e análise do Estado da Arte em relação à cultura popular e à folkcomunicação.; Public demonstrations of popular culture have been addressed by different fields of knowledge (anthropology, sociology, history, ethnography and others), but communication sciences seldom reflect upon them. From the study of popular festivals, especially in literary research of its religious matrix...

O locutor, o desenhista e a poetisa: memórias do uso da comunicação no processo de ocupação do Nova Esperança

Silva, Luiz Eduardo Rosa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
56.09%
O movimento de ocupação do setor Nova Esperança, em Goiânia/GO, trabalhou a comunicação para a organização interna do grupo e da articulação com outros sujeitos, instituições e grupos para travar a luta da ocupação e junto a este a batalha simbólica da luta pela moradia. A prática e concepção dessa comunicação utilizada entre os movimentos sociais fazem surgir uma epistemologia que se reúne às epistemologias emergentes que surgem em meio à colonialidade do saber. As memórias de todo esse acontecimento surgido do final da década de 70 descrevem os rumos dos usos dos meios de comunicação em meio ao movimento de luta pela moradia. Três personagens que eram ocupantes e que participaram das atividades de comunicação no grupo: Joda, Edmar e Maria de Jesus apresentam suas experiências ao longo das ações de comunicação do grupo. O resultado dessas experiências apontam uma concepção de fazer comunicação que é dinâmica em suas relações de produção, organizada coletivamente e emancipadora no ponto de vista da resistência da luta pela moradia.

O percurso da aids na mídia análise da cobertura da aids no jornal “O POPULAR” de 1983 a 2007

Almeida, Marília de Almeida e
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
46.15%
O Jornalismo é capaz de interferir diretamente na forma como a população reagirá diante dos fatos por ele noticiados. As estratégias lingüísticas e o discurso persuasivo fazem com que a população creia na veracidade e imparcialidade plena dos textos jornalísticos e, portanto, os considerem como reflexos da realidade. A imprensa influencia as decisões políticas do Estado, a opinião pública e a inteligibilidade de certos temas, como por exemplo, a Aids. Nesta pesquisa, buscou-se refazer o percurso da Aids pela mídia, analisando de forma específica a cobertura sobre o tema feito pelo jornal “O Popular, principal jornal do Estado de Goiás. Foram coletados um total de 68 textos do gênero informativo, sendo 48 do período 1983-1997 e 20 do ano de 2007. As matérias coletadas foram analisadas quanto à sua abordagem e ao aprofundamento dado ao tema. Utilizou-se também entrevistas com profissionais da comunicação e com um representante do Grupo Pela Valorização, Integração e Dignidade do Doente de Aids (Grupo pela Vidda). Constatou-se que “O Popular” cometeu diversos erros no início de sua cobertura sobre a Aids, até o início dos anos 90, o que condiz com o comportamento da imprensa nacional diante do tema. No entanto...

Reforma agrária do ar: a comunicação popular do mst um estudo sobre a rádio Terra Livre fm

Ferreira, Pedro Rafael Vilela
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
76.37%
O presente trabalho tem como objetivo compreender e refletir teoricamente as estratégias de comunicação adotadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a partir do estudo de caso de uma experiência de rádio livre no assentamento 25 de Maio – SC, identificando elementos que possam caracterizar a iniciativa como um processo de comunicação popular. A pesquisa apresenta fundamentos básicos deste tipo de comunicação e como, ao longo da história, grupos e movimentos sociais se organizaram na luta pela democratização dos meios. Em uma análise bibliográfica, foram traçadas algumas diferenças entre o modelo de comunicação empresarial, fundado em duas modalidades básicas – a informação e o entretenimento – e o modelo que se quer popular, que tem na participação coletiva e na conquista da cidadania, os seus pilares mais importantes. O estudo relaciona, também, aspectos dos veículos de comunicação do MST que apontam um outro olhar sobre a própria comunicação. Para isso, foi necessário acessar alguns documentos básicos de atuação do movimento no setor, assim como suas linhas e diretrizes políticas e ideológicas. Ao final do processo de pesquisa, percebeu-se que o MST, ao estimular o surgimento de canais próprios de comunicação...

A comunicação popular, o debate e o processo constituinte no Brasil (1977 - 1988); The popular communication, discussion and constitutional process in Brazil

BARBOSA, Mariana de Oliveira Lopes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
The period and theme that will be addressed in this dissertations concerns the debate and the constitutional process of formulation of the 1988 Constitution in Brazil, which began in 1977 on the occasion of the beginning of the distension and slow and gradual political opening of the New Republic Military Dictatorship, therefore, defined as the time frame between 1977 and 1988, in other words, the release of the package in April and early discussions on the Constituent Assembly the enactment of the Constitution in October 1988. All these process will be seen through the historical social movements and their role in Popular Communication, which, in contrast to mass media promoted a Constituent politicizing the process.; O período e tema que será abordado nesta dissertação diz respeito ao debate e ao processo constituinte de formulação da Constituição de 1988 no Brasil, que se iniciou em 1977 na ocasião do início da distensão e abertura política lenta e gradual da Ditadura Militar à Nova República, portanto, definimos como recorte temporal o período de 1977 a 1988, em outra palavras, do lançamento do Pacote de Abril e início dos debates sobre a Constituinte à promulgação da Constituição em cinco de outubro de 1988. Todos estes processos históricos serão vistos através dos movimentos sociais e sua atuação na Comunicação Popular...

Participação popular e os valores notícia no telejornalismo: interação e cidadania; Popular participation and values in television journalism news: interaction and citizenship

Moraes, Adriana Teixeira de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
This work constitutes a reflection on citizenship in the media, specifically television. It is based on the principle that the participation of the viewer in the content of television news should set up as a right and hence the guarantee of citizenship. The paper explains how journalists can interfere with the practice of citizenship from the criteria of newsworthiness that shape daily life for these professionals in the production process of news published in TV journalism. The object of the research is the section "I want to see on TV" produced by TV Anhanguera which was created to be a channel of interactivity between viewers and journalists.; Este trabalho se constitui numa reflexão sobre a cidadania nos meios de comunicação, mais especificamente na televisão. Está fundamentado no princípio de que a participação do telespectador no conteúdo do telejornal deve configurar-se como um direito e, portanto, na garantia de cidadania. O trabalho expõe como os jornalistas podem interferir na prática da cidadania a partir dos critérios de noticiabilidade que moldam a rotina desses profissionais no processo de produção da notícia veiculada no telejornalismo. O objeto da pesquisa é o quadro Quero Ver na TV, criado pela Televisão Anhanguera para ser um canal de interatividade entre os telespectadores e os jornalistas.

As novas tecnologias da comunicação e as formas de participação política; New communication technologies and forms of political participation

Tavares, Laura dos Santos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.24%
Increasingly, initial conceptions about political practice are adapting to the new realities in which not only the mass media, as well as new virtual medial play vital role in forming the opinions, values and preferences of individuals. This research aims to analyze the new communication technologies as a new public sphere, where participation and political action can take place directly and contribute to the leveling of power. In times media, the conditions under which they develop the theory and practice of politics undergo abrupt changes as regards the forms of sociability and the streamlining and strengthening of interactions between individuals with the advent of new communication technologies. This dissertation proposes a discussion on the relevance of the aspects and processes of social and political discussions made possible by new communication technologies, especially social networks, and more specifically Twitter. Reflect until this point in the discussion and broadening popular participation in political life contributes for the emergence of a new democratic system where the citizen has a communication channel to interact less complicated and even charge actions of the ruling elite. We sought to examine whether these new forms of mediated interaction...

Cidadania, entre a regra e a ruptura: o fluido movimento do vídeo popular no Residencial Real Conquista em Goiânia

Melo, Carolina Abbadia
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC); Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
This study problematizes the notion of citizenship from the standpoint of media-centered political activism. This social practice was responsible for setting up a popular video workshop in Residencial Real Conquista, a neighbourhood in the suburbs of Goiânia which derives from the formerly occupied area in Parque Oeste Industrial, known as “Sonho Real” (“Real Dream”) by local homeless people. In view of this social reality, the debate regarding citizenship turns to the symbolic constructions of contemporary oppositional culture in relation to popular culture and to the movement of popular video itself. This debate becomes focused on individuals devoid of political party, face, voice and home, who fight for space in the city and for visibility in communication. Hegemonic notions of citizenhip and disputes over its meaning have provided contents for an analysis of invisible social spaces that overcome the traditional concept of citizenship. The mixed result of the interaction between oppositional culture, popular culture and mass culture was investigated to reveal the limits of the concept involved, in an attempt to think about society based on the new contours of public space projected by media communication.; A pesquisa problematiza o conceito de Cidadania a partir da prática social de ativismo político de mídia que promoveu oficina de vídeo popular no bairro periférico em Goiânia...

Comunicação popular na construção de políticas de acesso à água no Semiárido : a experiência da ASA

Brochardt, Viviane dos Santos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.43%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2013.; A comunicação popular e para mobilização social foram largamente estudadas nas últimas décadas. O que esta pesquisa pretende trazer de inovador é a comunicação popular em diálogo com a comunicação dita massiva, desenvolvidas em rede no território do Semiárido brasileiro, por um coletivo de mais de mil organizações da sociedade civil, denominado Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA). Esta rede inova na proposição e execução de políticas públicas de acesso à água na região conhecida como a mais seca do País. Essas políticas têm como pressuposto a convivência com o Semiárido em contraposição ao combate à seca. Essa quebra de paradigma orienta todas as ações da ASA, inclusive sua política de comunicação, que tem como público prioritário os agricultores e agricultoras familiares do Semiárido. No momento de realização desta pesquisa, as ações de comunicação desenvolvidas pela ASA já haviam alcançado diretamente mais de dois milhões de pessoas beneficiadas pelos programas da ASA: Um Milhão de Cisternas (P1MC) e Uma Terra e Duas Águas (P1+2). As ações de comunicação são realizadas por um coletivo de 46 profissionais da área...

Conceitos de comunicação popular, alternativa e comunitária revisitados. Reelaborações no setor

Krohling Peruzzo, Cicilia M.; Universidade Metodista de São Paulo
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
46.14%
Estudo sobre aspectos teóricos da comunicação popular, alternativa e comunitária enfatizando as reelaborações processadas na atualidade. O objetivo é resgatar seus conceitos no contexto dos movimentos sociais e comunidades, observando suas congruências e distinções.Trata-se de  uma pesquisa bibliográfi ca de abordagem histórico-dialética. Conclui-se que novas práticas atualizam as formas de comunicação dos segmentos subalternos da sociedade. Enquanto a vertente comunitária sobressai, o jornalismo alternativo assume diversas feições possibilitadas pelas novas tecnologias da informação e comunicação.

Raimundo Pereira: em busca de uma comunicação popular / Raimundo Pereira: searching for a popular communication

Nonato, Claudia
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.17%
O jornalista Raimundo Rodrigues Pereira é hoje reconhecido como um gran- de nome da imprensa nacional, devido à sua intensa atuação nos semanários Opinião (1972-1977) e Movimento (1975-1981), dois dos principais periódicos populares políticos que nasceram para combater a ditadura militar. Aos 73 anos de idade, qua- se 50 de profissão, ele continua na ativa, fazendo um jornalismo contra-hegemônico, investigativo e imparcial. No depoimento para Comunicação & Educação, ele fala sobre como é fazer jornalismo hoje, além de mostrar os caminhos percorridos des- de a infância em Exu, em Pernambuco, passando pela militância na juventude, até chegar à revista Retrato do Brasil, um projeto que “busca uma comunicação popular para o Brasil”. 

A comunicação popular como ferramenta para a construção da cidadania; The popular communication as a path to the construction of citzenship

Reimberg, Cristiane
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.37%
The popular communication should contribute to the construction of citizenship in the community. According PERUZZO (1991), this is an emergent communication that comes from people or is related to him. It’s from this concept that we reflect about the role of this communication to the knowledge of rights and duties and the practice of citizenship. Also we analyze how this communication, which values the community, can happen in a society of mass, making a relationship with journalism. So we use HELLER (1989) to talk about community and daily practice. In relation to journalism, we based on GENTILLI (2005). The issue of citizenship, in turn, will be portrayed from MANZINI-COVRE (1993), which shows the citizenship as the right to life in the full sense, a right that must be collectively constructed.; A comunicação popular deve contribuir para a construção da cidadania na comunidade. Segundo PERUZZO (1991), essa é uma comunicação emergente que vem do povo ou tem a ver com ele. É a partir desse conceito que refletimos sobre o papel desse tipo de comunicação para o conhecimento de direitos e deveres e para a prática da cidadania. Também analisamos como essa comunicação, que valoriza a comunidade, pode acontecer em uma sociedade de massa...

Comuniação Popular: por uma genealogia do povo;

Yamamoto, Eduardo Yuji
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2007 POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
A partir do método genealógico desenvolvido por Friedrich Nietzsche (Genealogia da Moral) e apropriado por Michel Foucault (Genealogia do poder) em sua análise sobre o saber–poder nas ciências humanas, este artigo desenvolve alguns questionamentos acerca da pertinência de uma genealogia para o campo da Comunicação Popular. Toma-se como pressuposto a dispersão do conceito popular que caracteriza as inúmeras práticas comunicativas, validadas a partir dos modelos teórico metodológicos das tradicionais ciências sociais. Demonstramos como tais modelos tornam-se insuficientes frente à atual configuração sócio-político-cultural, explicitada pela idéia de bios midiática. Como aporte teórico utilizamos o conceito de episteme e saber-poder de Foucault a fim de justificar o procedimento genealógico, além da noção de dialogia de Bakhtin para observar as mutações do popular (enquanto signo refratado em práticas discursivas) no plano virtual da cultura. Por fim, explicitamos o papel da Comunicação Popular como configuradora das práticas comunicativas populares conforme sua delimitação de campo epistemológico legitimado. Ou seja, episteme capaz de responder os fenômenos insurgentes nesse campo.; From the genealogic method developed by Friedrich Nietzsche (Genealogy of the Moral) and appropriated to Michel Foucault (Genealogy of the power) in its analysis on knowing in sciences human beings...

Implantação de rádio comunitária em assentamento do MST como prática de comunicação popular

Medeiros, Eduardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa bibliográfica; pesquisa empiríca; pesquisa de campo; entrevistas Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
Este estudo tem por finalidade demonstrar o processo de implantação de uma rádio comunitária em um assentamento do MST. O trabalho enfoca o processo de implantação de um veículo de comunicação popular, a partir de encontros que proporcionaram momentos de reflexões, onde o facilitador levou até os assentados toda a forma e aprendizado, para a elaboração de seu próprio veículo de comunicação popular e, com eles, aprendeu a construir um projeto de forma democrática. A ideia é criar um veículo em que os assentados possam expressar suas opiniões sobre o que consideram importantes. Possibilitar a eles produzir suas próprias notícias, colocando-as em circulação, trazendo, com isto, respeito e autoestima. Para esta análise foram utilizados revisão bibliográfica, artigos publicados em revistas eletrônicas, notícias de jornais e revistas e outras literaturas relacionadas ao tema e intervenções no local escolhido e entrevistas. Tenta-se mostrar neste estudo que o veículo de comunicação comunitária se constitui em instrumento capaz de fortalecer o sentimento de cidadania, de identidade e de pertencimento social junto à comunidade que o produz. As reuniões realizadas foram fundamentais para suscitar reflexão dos desdobramentos deste tipo de iniciativa na sociedade. O trabalho conclui que é possível desenvolver um projeto de comunicação comunitária com respeito...

Bases de uma Metodologia para Formação em Comunicação Popular: experiência com jovens de assentamentos rurais do sertão central cearense

Oliveira, Klycia Fontenele
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa laboratorial Formato: application/pdf
Publicado em 07/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.25%
Desenvolvida, de 2003 a 2005, pela organização não-governamental Catavento Comunicação e Educação3, como ação do PDHC, Projeto Dom Hélder Câmara – do Governo Federal, em parceria com Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (Fida/ONU) – foi essa experiência a motivação para a produção deste ensaio. Mais do que narrar fatos, pretendemos explicar a motivação para metodologia e atividades utilizadas. Suscitaremos a reflexão de como a comunicação popular e o radiojornalismo contribuem para o despertar da consciência crítica 

O cinema compartilhado como caminho para uma comunicação solidária e democrática

Costa, Ana Clara Gomes
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.19%
Este trabalho é um estudo analítico sobre o processo de produção compartilhada de documentários, em oposição à forma clássica de se fazer filmes que retratam culturas, povos e comunidades, em que a representação do outro diferente é repleta de estereótipos e de verdades outorgadas pelo cineasta. A análise se inicia com um diagnóstico da estrutura de produção dos documentários clássicos, que se assemelha à estrutura das matérias dos noticiários televisivos e, para contrapor esse modelo clássico do cinema-documentário, dá-se início à discussão sobre a participação popular como preliminar na construção de uma comunicação solidária e identitária expressa pelo cinema, em que o outro deixe de ser objeto e passe a ser sujeito do processo fílmico. O caráter participativo da antropologia compartilhada do antropólogo e cineasta Jean Rouch é relacionado à práxis do diálogo de Paulo Freire, aplicada no campo da comunicação, para o desenvolvimento do cinema compartilhado, adepto de uma comunicação mais solidária.

Em busca de um cinema popular: Cinco vezes favela do CPC e das ONGs

Corrêa Netto, Guilherme Balza
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa descritiva Formato: application/octet-stream
Publicado em 09/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.25%
A  despeito  da  escassez  de  recursos  públicos  destinados  à  produção audiovisual e dos bloqueios na produção e circulação impostos pelo oligopólio do setor, o cinema pode ser visto como instrumento de comunicação com as massas, sobretudo se for  considerado o avanço da reprodutibilidade a partir do  barateamento dos equipamentos de cópia, gravação e reprodução. O alcance comercial – e ideológico – de Tropa de Elite 1 e 2 é prova disso. Entre  todas  as  indústrias  culturais brasileiras, o cinema é, talvez, o que mais retratou a favela - de modos diferentes e controversos, diga-se. Por conta destes dois fatores, alcance e tema, o cinema no Brasil pode ser visto como uma forma de comunicação popular, partindo de uma conceituação ampla para o assunto. O presente artigo fará uma  reflexão sobre dois momentos importantes da história do cinema nacional, ligados pela temática popular e pelas pretensões de ruptura, que são os filmes Cinco vezes favela, de 1962, do Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC da UNE), e 5x favela – Agora por nós mesmos, de 2010, que nasce com a proposta de retomar parcialmente a ideia da produção homóloga, mas agora com jovens cineastas na direção do filme. 

Conceitos de comunicação popular, alternativa e comunitária revisitados e as reelaborações no setor

Peruzzo, Cecília Krohling; Universidade Metodista de São Paulo
Fonte: Revista ECO-Pós Publicador: Revista ECO-Pós
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.14%
Estudo sobre aspectos teóricos da comunicação popular, alternativa e comunitária enfatizando as reelaborações processadas na atualidade. O objetivo é resgatar seus conceitos no contexto dos movimentos sociais e comunidades observando suas congruências e distinções.Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de abordagem histórico-dialética. Conclui-se que novas práticas atualizam as formas de comunicação dos segmentos subalternos da sociedade. Enquanto a vertente comunitária se sobressai, o jornalismo alternativo assume diversas feições possibilitadas pelas novas tecnologias da informação e comunicação.