Página 1 dos resultados de 812 itens digitais encontrados em 0.018 segundos

Capacitação em comunicação não-verbal: um caminho para ações de cuidado efetivo/afetivo ao idoso; Qualification for nonverbal communication: a way for taking effective/affectionate care of elderly people

Prochet, Teresa Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.28%
As dificuldades dos profissionais em lidar com o idoso tem sido motivo de preocupação no meio técnico e social; isto se dá pela falta de difusão do conhecimento gerontológico e sobre a comunicação humana. Com a justificativa de contribuir na reversão desta problemática e no favorecimento do vínculo entre o binômio idoso-profissional foi proposto e aplicado um programa de capacitação, baseado no referencial teórico da comunicação interpessoal; da codificação não-verbal, valorizando os aspectos próprios do envelhecimento e os princípios educacionais da aprendizagem significativa. Os objetivos foram identificar o conhecimento sobre a comunicação no contexto da gerontologia, verificar o índice de assimilação do conteúdo aplicado nos momentos imediato e mediato, bem como, relacionar a satisfação frente ao programa. Tratou-se de estudo de campo quantitativo-descritivo e exploratório desenvolvido após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos em dois centros hospitalares do interior paulista. A duração da capacitação foi de doze horas, dividida em três encontros de quatro horas cada, aplicada para 117 pessoas divididas em cinco turmas distintas. Os resultados revelaram que o índice de assimilação do conteúdo contido no programa imediatamente após a aplicação da capacitação foi muito satisfatório e satisfatório nos aspectos de: conceito de envelhecimento (68...

Comunicação não-verbal e depressão: uso de indicadores não-verbais para avaliação de gravidade, melhora clínica e prognóstico; Nonverbal communication and depression: the use of non-verbal indicators for assessment of severity, clinical improvement and prognosis

Fiquer, Juliana Teixeira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.3%
Depressão é um transtorno de humor de alta prevalência e repercussões negativas para o indivíduo do ponto de vista físico, psicológico e social. Entre os múltiplos aspectos da doença ainda pouco investigados está o comportamento expressivo não-verbal que pode indicar emoções, pensamentos e intenções automáticos que ocasionam problemas interpessoais e piora da depressão. O objetivo desta tese foi investigar o papel da comunicação não-verbal como parâmetro para avaliar características diagnósticas, prognósticas e de melhora clínica da depressão. Para tanto, foram usadas técnicas etológicas para observação de: 1) indicadores não-verbais de pacientes deprimidos (em associação com medidas clínicas e neuropsicológicas); e 2) fatores comportamentais de envolvimento não-verbal de pacientes e do entrevistador. A tese foi dividida em duas partes. Na Parte I apresentam-se estudos que enfocam o comportamento de pacientes deprimidos (n=40) submetidos a três diferentes condições de tratamento com Estimulação Elétrica Transcraniana de Corrente Contínua (ETCC). Pacientes foram avaliados no pré (T0) e pós-tratamento (T1) por meio de escalas para mensuração de sintomas depressivos (medidas clínicas); bateria de testes neuropsicológicos; e entrevistas filmadas. A análise das filmagens foi feita com catálogo de registro de frequência de comportamentos nãoverbais de pacientes (etograma)...

A conscientização da comunicação não verbal na educação universitaria

Brandão, Sonia de Miranda
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.25%
Trabalho experimental, CUJO objetivo e provar ser possivel uma aprendizagem de ma10r sensibilização da comunicação não-verbal, atraves de um curso ção de Comunicações não-verbais. ~ precedido de de interaabordagem teórica mostrando a importância da comunicação não-verbale_ de como a Educação precisa se ocupar desta area. Apresenta,. em seguida, sugestoes para a aplicação dos resultados na formação de professores e propoe futuras pesqu1sas a tir da ora realizada.; This is an experimental work for testing the possibility of improving the training of non-verbal Communication, through a special Interactive course on the subjetc. The experimental research ~s preced by a theoretical approach showing the social importance of nonverbal Communication and how relevant it ~s Education, to lay stress on this area. for general At the part of this dissertation suggestions are apresented for the aplication of the research on the matter, based on this first ones.

Musicoterapia aplicada à avaliação da comunicação não verbal de crianças com transtornos do espectro autista : revisão sistemática e estudo de validação

Gattino, Gustavo Schulz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
Introdução: os transtornos do espectro autista (TEA) representam uma desordem comportamental complexa, com etiologias múltiplas e diferentes níveis de severidade. Indivíduos com TEA compreendem e expressam melhor a comunicação não verbal na presença da música. A musicoterapia improvisacional é uma das principais abordagens nesse campo para avaliar as habilidades de comunicação não verbal. Justificativa: a música se torna uma ferramenta relevante para avaliar a comunicação não verbal em pessoas com TEA, principalmente relacionada à musicoterapia improvisacional. No entanto, não há instrumentos de avaliação da musicoterapia improvisacional validados para esse fim. Objetivos: verificar os efeitos da improvisação musical em desfechos oriundos de ensaios controlados randomizados (ECRs) através de uma revisão sistemática. Ainda, traduzir e validar para uso no Brasil um instrumento específico de musicoterapia que avalia a comunicação de crianças com autismo: o Category System for Music Therapy (KAMUTHE). Metodologia: na revisão sistemática, foram analisados ECRs entre os anos de 1989 e 2011 a partir da busca em 13 bases de dados. A tradução e validação da KAMTUHE foi realizada através de um estudo transversal e analisou as propriedades psicométricas de validade de conteúdo...

Gestos que muito dizem : a comunicação não-verbal entre professores e alunos no processo de ensino-aprendizagem de Língua Estrangeira (inglês)

Rodrigues, Vânia Maria de Albuquerque
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, 2010.; O presente estudo objetiva investigar a comunicação não-verbal que acontece entre professores e alunos em salas de aula de Língua Estrangeira (inglês), assim como verificar a percepção dos participantes desta comunicação como elemento facilitador no processo de ensino-aprendizagem de Língua Estrangeira (inglês). Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico. Os instrumentos utilizados para a coleta e análise de dados foram questionários escritos, observações registradas em notas de campo, entrevistas semi-estruturadas, fotografias e gravações das aulas em áudio e vídeo. Os dados foram coletados em uma instituição particular de ensino de línguas (inglês). Três turmas compostas de alunos de níveis iniciantes no estudo da língua inglesa com idade entre oito e treze anos, fizeram parte deste estudo. Ao realçar a importância da comunicação não-verbal no processo de ensino-aprendizagem de Língua Estrangeira (inglês), os resultados desta pesquisa parecem indicar que alunos e professores fazem uma boa leitura da comunicação não-verbal entre eles, pois os gestos...

Comunicação Não-verbal de Instrutores de Atividades de Grupo de Fitness - Estudo da comunicação cinésica e proxémica de instrutores com diferentes níveis de experiência profissional e em diferentes atividades de grupo

Alves, Susana
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 13/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.31%
Tese apresentada com vista à obtenção do grau de Doutor em Ciências do Desporto nos termos de Decreto-Lei nº 216/92 de 13 de Outubro, sob orientação do Professor Doutor José Jesus Fernandes Rodrigues (ESDRM) e co-orientação da Professora Doutora Susana Carla Alves Franco (ESDRM).; Esta investigação centra-se na análise da comunicação não-verbal cinésica e proxémica dos instrutores fitness em contexto real de ensino de atividades de grupo. Para tal, primeiramente é abordada a problemática subjacente a esta investigação e definidos os objetivos do trabalho a ser realizado. Seguidamente é feito um enquadramento teórico onde se clarificam os principais conceitos abordados, e descritas as principais opções metodológicas inerentes a esta investigação. A componente experimental foi organizada em 5 estudos: estudo 1 - desenvolvido e validado um sistema de observação da comunicação proxémica do instrutor de fitness (SOPROX-Fitness) e sua a aplicação piloto; estudo 2 - a análise descritiva e comparativa entre instrutores experientes e estagiários ao nível da sua comunicação cinésica; estudo 3 - análise descritiva e comparativa entre instrutores experientes e estagiários ao nível da sua comunicação proxémica; estudo 4 - deteção de padrões temporais de comunicação cinésica e proxémica em instrutores de Localizada experientes e estagiários; estudo 5 - deteção de padrões temporais de comunicação cinésica e proxémica em instrutores de fitness de diferentes atividades de grupo. Os resultados obtidos nos diferentes estudos indicam a validade e fiabilidade do SOPROX-Fitness...

Comunicação não-verbal de instrutores de atividades de grupo de fitness: estudo da comunicação cinésica e proxémica de instrutores com diferentes níveis de experiência profissional e em diferentes atividades de grupo

Alves, Susana Mendes
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.31%
Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto; Esta investigação centra-se na análise da comunicação não-verbal cinésica e proxémica dos instrutores fitness em contexto real de ensino de atividades de grupo. Para tal, primeiramente é abordada a problemática subjacente a esta investigação e definidos os objetivos do trabalho a ser realizado. Seguidamente é feito um enquadramento teórico onde se clarificam os principais conceitos abordados, e descritas as principais opções metodológicas inerentes a esta investigação. A componente experimental foi organizada em 5 estudos: estudo 1 - desenvolvido e validado um sistema de observação da comunicação proxémica do instrutor de fitness (SOPROX-Fitness) e sua a aplicação piloto; estudo 2 - a análise descritiva e comparativa entre instrutores experientes e estagiários ao nível da sua comunicação cinésica; estudo 3 - análise descritiva e comparativa entre instrutores experientes e estagiários ao nível da sua comunicação proxémica; estudo 4 - deteção de padrões temporais de comunicação cinésica e proxémica em instrutores de Localizada experientes e estagiários; estudo 5 - deteção de padrões temporais de comunicação cinésica e proxémica em instrutores de fitness de diferentes atividades de grupo. Os resultados obtidos nos diferentes estudos indicam a validade e fiabilidade do SOPROX-Fitness...

Contributos de um programa baseado na dançoterapia - movimento expressivo no desenvolvimento da comunicação não verbal em crianças e jovens com perturbação do espectro do autismo

Oliveira, Isabel Moreira
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Mestrado em Educação Especial; As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são Perturbações Globais do Desenvolvimento que afectam três grandes áreas: A Comunicação, a Interacção Social e o Jogo Simbólico e Repertório de Interesses. Dadas as particularidades desta patologia muitas vezes torna-se extremamente difícil o trabalho de intervenção a realizar. Neste sentido, cada vez se torna mais pertinente apostar em novas estratégias que se possam utilizar para que estas crianças e jovens possam evoluir no sentido do seu pleno desenvolvimento e da sua inclusão nas escolas e na sociedade de forma a aumentar a sua qualidade de vida e das suas famílias. Estas deverão de ser cada vez mais lúdicas e criativas e tendo sempre como objectivo principal a intervenção sobre as grandes limitações provocadas pela patologia. A grande maioria das crianças com Autismo não consegue atingir nunca a linguagem verbal. Assim, este trabalho baseia-se na realização de um programa de intervenção que tem como principal objectivo o aumento de algumas dimensões da Comunicação Não - Verbal (Expressão Corporal, Expressão Facial, Cinésia e Proxémia) num grupo de 11 crianças/jovens com PEA através da Dança e do Movimento Expressivo. A Comunicação é sem dúvida uma das maiores conquistas do ser humano e esta segue um padrão de desenvolvimento hierárquico que se inicia na Comunicação – Não – Verbal e culmina na Comunicação Verbal. É através destes dois meios que interagimos com o outro e com o meio que nos rodeia. Quando se comunica usa-se muito mais do que as palavras. O nosso corpo...

O papel da comunicação não verbal na liderança : bases para um modelo prático

Rodrigues, Paulo José Farias
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.26%
Dissertação de Mestrado em Comunicação Social; Uma boa liderança requer modelos de comunicação eficazes e persuasivos. Este projeto pretende analisar modelos de liderança e comunicação de empresas do setor privado enquanto potencial base de inspiração para os agentes soc iais e políticos, na sua atividade de governança. É vasta a literatura publicada sobre comunicação, persuasão e liderança. Porém, um estudo que integre estas dimensões e que constitua a base para um modelo prático poderá oferecer vantagens acrescidas à inv estigação já desenvolvida. A pergunta de partida que suscitou esta investigação é ”qual a influência da comunicação não verbal no processo de persuasão de um líder?” Este projeto tem por objetivos: determinar qual a importância atribuída pelos líderes à C NV; compreender como os líderes utilizam a CNV e estudar o impacto da CNV na relação profissional. Realizou - se uma investigação aplicada, recorrendo ao método qualitativo e envolvendo três técnicas de investigação: entrevistas exploratórias a investigadore s da temática deste estudo, entrevistas individuais em profundidade semiestruturadas a líderes de empresas selecionados de acordo com os critérios amostrais e análise de conteúdo. Os resultados alcançados dão resposta aos objetivos formulados ab initio e i ndicam que a CNV é entendida como um fator muito importante...

A influência da comunicação não verbal no cuidado de enfermagem

Santos,Carla Cristina Viana; Shiratori,Kaneji
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
96.28%
Este estudo é vinculado ao Núcleo de Pesquisa e Experimentação em Enfermagem da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto UNIRIO, e que teve origem durante o desenvolvimento de um trabalho monográfico. O objeto constitui-se no significado da comunicação não-verbal sob a ótica dos graduandos de enfermagem. Apresenta como objetivos: Identificar o significado da comunicação não verbal para os acadêmicos de enfermagem e Analisar a influência da mesma no cuidado de enfermagem. A abordagem metodológica utilizada foi à qualitativa aplicando-se como estratégia a dinâmica de sensibilidade para a coleta de dados. Observa-se que os alunos da graduação identificam a importância e a influência da comunicação não verbal durante a assistência, entretanto, há a necessidade em se ampliar o conhecimento do processo de comunicação não verbal para implementação do cuidado de enfermagem.

Comunicação não-verbal durante cuidados prestados aos filhos por mães com Vírus da Imunodeficiência Humana

Paiva,Simone de Souza; Galvão,Marli Teresinha Gimeniz; Pagliuca,Lorita Marlena Freitag; Almeida,Paulo César de
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.25%
OBJETIVO: Analisar a comunicação não verbal durante os cuidados prestados a filhos menores de seis meses por mães portadoras do vírus da imunodeficiência humana (HIV). MÉTODOS: Estudo desenvolvido em ambiente experimental com cinco mães HIV+, no segundo semestre de 2007. Utilizou-se como recurso de coleta de dados a filmagem de cuidados maternos (banho, troca de roupas, mamadeira, brincar e ninar) dispensados ao filho. As cenas foram analisadas em face dos aspectos da comunicação não-verbal. RESULTADOS: Analise estatística indica diferença entre os cuidados em todas as manifestações da comunicação. Entre os cuidados, a troca de roupas e o banho foram os cuidados mais instrumentais. A comunicação não-verbal é utilizada pela mãe para demonstrar apego ao filho e para perceber anormalidades. CONCLUSÃO: Os resultados demonstram necessidade de incentivar a mãe a interagir com seu filho durante todos os cuidados, promovendo estímulos para o desenvolvimento infantil.

A importância da comunicação não-verbal do professor universitário no exercício de sua atividade profissional

Sousa,Luisa de Fátima Lucena de; Leal,Ana Lúcia; Sena,Ester Feijó Correia de
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
96.25%
OBJETIVO: verificar a importância da comunicação não-verbal do professor no exercício de sua atividade profissional. MÉTODOS: a presente pesquisa foi realizada no período de março a maio de 2008. A população de estudo foi composta por alunos de dois cursos de graduação (Ciências Biológicas e de Fonoaudiologia). Foram escolhidos, aleatoriamente, alunos de cada turma, independente de sexo ou idade, compondo um total de 63 alunos. RESULTADOS: os dados obtidos mostraram que, independente da sua formação (se fonoaudiólogo ou não), todos consideraram que a comunicação não-verbal do professor é um importante fator na transmissão das mensagens. CONCLUSÃO: a pesquisa mostrou que os entrevistados avaliaram a comunicação não-verbal como importante para a efetividade da interação, podendo interferir no desempenho do docente em sala de aula.

A comunicação não-verbal na área da saúde

Ramos,Ana Paula; Bortagarai,Francine Manara
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.33%
TEMA: a comunicação é a base fundamental das relações interpessoais, podendo ser verbal ou não verbal. A comunicação não-verbal completa, contradiz ou substitui a comunicação verbal. OBJETIVO: realizar uma revisão bibliográfica do uso e do conhecimento da comunicação não-verbal pelos profissionais da saúde. CONCLUSÃO: embora os artigos enfatizem a relevância do conhecimento da comunicação não-verbal para melhorar a percepção do paciente como sujeito e humanizar os atendimentos de saúde, diversos profissionais da saúde e estudantes dessa área demonstraram pouco conhecimento acadêmico e profissional sobre essa forma de comunicação.

Comunicación no verbal: su importancia en los cuidados de enfermería.; Comunicaçao nao verbal: importância no cudado de enfermegem

Santos, C.C.V.; Shiratori, K.
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
96.33%
Este estudio está vinculado al Núcleo de Investigación y Experimentación en Enfermería de la Escuela de Enfermería Alfredo Pinto – UNIRIO, y que tuvo origen durante el desarrollo de un trabajo de monografía. El objeto se constituye en el significado de la comunicación noverbal según la visión de los estudiantes de graduación en enfermería. Presenta como objetivos: Identificar el significado de la comunicación no-verbal para los académicos de enfermería, y Analizar la influencia de la misma en el cuidado de enfermería. El enfoque metodológico utilizado fue el cualitativo, y se aplicó la dinámica de sensibilidad como estrategia para la recopilación de datos. Resultados: Las categorías de análisis que emergieron fueron: HABILIDAD Y PERFECCIONAMIENTO PROFESIONAL y APROXIMACIÓN ENFERMERO–CLIENTE. Se observa que los alumnos del curso de graduación identifican la importancia y la influencia de la comunicación no-verbal durante la asistencia, sin embargo, existe la necesidad de ampliar el conocimiento del proceso de comunicación no-verbal para la implementación del cuidado de enfermería.; Estudo cujo objeto é o significado da comunicação não verbal sob a ótica dos graduandos de enfermagem. Objetivos: Identificar o significado da comunicação não verbal para os acadêmicos de enfermagem e Analisar a influência da mesma no cuidado de enfermagem. A abordagem metodológica utilizada foi à qualitativa aplicando-se como estratégia a dinâmica de sensibilidade para a coleta de dados. Resultados: Observa-se que os alunos da graduação identificam a importância e a influência da comunicação não verbal durante a assistência...

Caracterização da Comunicação Não-verbal dos Oficiais de Cavalaria e o seu impacto nos subordinados para a obtenção de desempenhos superiores: Estudo de Caso dos Oficiais Subalternos

Fernandes, Gilberto
Fonte: Academia Militar. Direção de Ensino Publicador: Academia Militar. Direção de Ensino
Tipo: Outros
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.35%
A liderança é um processo de influência. Exige a um líder o desenvolvimento das relações interpessoais com os seus seguidores, com vista a promover os comportamentos necessários, para alcançar as metas e os objetivos de uma organização. Uma das competências mais importantes da liderança, com o intuito de influenciar os seguidores é a comunicação tanto verbal, como não-verbal. Neste contexto tem esta investigação como objetivo identificar quais as dimensões da comunicação não-verbal dos líderes militares e qual o impacto no desempenho superior dos seus subordinados. Para este estudo aplicámos um questionário com as dimensões da comunicação não-verbal, juntamente com dois fatores critério do desempenho superior: o esforço extraordinário e a satisfação. A amostra é composta por 142 indivíduos militares, divididos em duas categorias de Postos: 21 Sargentos e 121 Praças, subordinados de Oficiais Subalternos de Cavalaria. Confirmam os resultados a previsão de que as dimensões da comunicação não-verbal evidenciadas pelos Oficiais Subalternos de Cavalaria estão relacionadas com o esforço extraordinário e a satisfação dos seus subordinados e a forma como estes percecionam os seus comandantes. Os resultados mostram...

Avaliação da comunicação não-verbal em pacientes com doença de parkinson : reconhecimento da emoção de faces, gestos e prosódia

Silva, Mariana Feller Gonçalves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.25%
O reconhecimento do estado emocional das pessoas é elemento básico para o funcionamento emocional e fundamental para o comportamento social. Na DP, esta função está prejudicada e é pouco comentada. Pesquisas sobre o assunto, na DP, descrevem somente alterações no reconhecimento de expressões faciais e prosódia. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o reconhecimento da prosódia emocional e de expressões faciais e corporais, com e sem a influência de diferentes níveis da comunicação não-verbal (gestos corporais, entonação de voz e expressões faciais) na DP. Para estes fins, trinta e três pacientes com DP e quarenta controles sem complicações neurológicas foram estudados. O reconhecimento da prosódia emocional foi testada com 10 gravações em audio, com conteúdo afetivo neutro, que foram lidas com fortes expressões afetivas (alegria, tristeza, raiva e nojo). O reconhecimento de face e corpo foi testado com 20 fotos (10 homens e 10 mulheres) e 10 vídeos, respectivamente. Nesta primeira parte da testagem, deveriam ser reconhecidas cinco emoções: alegria, tristeza, raiva, medo e nojo. Para avaliar o efeito da interferência de diferentes formas da comunicação não-verbal na percepção de emoções, apresentamos faces e corpos mistos...

Aspectos gerais da construção de um programa sobre comunicação não verbal para enfermeiros; Aspectos generales de la construcción de un programa sobre la comunicación no verbal para enfermeros; General aspects of the construction of a program about nonverbal communication to nurses

Silva, Maria Júlia Paes da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/1996 POR
Relevância na Pesquisa
96.29%
This study shows a program about nonverbal communication and is the continuation of a study of the failures in the perception of nonverbal communication in nurses who assist patients in nursing consultation. This study is one of the first to discuss the theme and describes the theoretical frameworks that legitimate its existence: LUFT & INGHAM (1961); BIRDWHISTELL (1970); HALL (1976); STEINBERG (1988); SILVA (1989) and GAGNÉ (1980).; Este trabajo presenta un programa sobre comunicación no verbal y es continuación de un estudio donde se verificaron fallas en la percepción de ese tipo de comunicación en los enfermeros que atendían pacientes en consultas de enfermería. Es uno de los primeros estudios que discute la temática de enseñaza de la comunicación no verbal en enfermería y justifica su montaje, describiendo rápidamente el referencial teórico que fundamentó su montaje: LUFT; INGHAM (1961) BIRDWHISTELL (1970); HALL (1976); STEINBERG (1988); SILVA (1989) y GAGNÉ (1980).; Este trabalho apresenta um programa sobre comunicação não verbal e é continuação de um estudo onde se verificaram falhas na percepção desse tipo de comunicação nos enfermeiros que atendiam pacientes em consultas de enfermagem. É um dos primeiros estudos que discute a temática do ensino da comunicação não verbal na enfermagem e justifica sua montagem descrevendo rapidamente o referencial teórico que embasou sua montagem: LUFT & INCHAM (1961); BIRDWHISTELL (1970); HALL (1986); STEINBERG (1988); SILVA (1989) e CAGNÉ (1980).

A comunicação não-verbal nas interações enfermeiro-usuário em atendimentos de saúde mental; La comunicación no-verbal en las interacciones enfermero-usuario en la atención a la salud mental; A comunicação não-verbal nas interações enfermeiro-usuário em atendimentos de saúde mental

Castro, Rosiani B. R. de; Silva, Maria Júlia Paes da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
On this exploratory-description study, we analyzed the nurse's nonverbal communication during 11 interactions in mental illness attendance. We came to the conclusion that among nonverbal sins observed, a greater number used to the feelings demonstration, the codified especially, as interest, attention, quietness/relaxing, tension/fear, indifference, anxiety and irritation. We identified also the nonverbal contradicting the verbal, alerting us that the contradictory of sending messages can give a double or distorted understanding of the message sent. In our perception, most of the nurses researched are not enough attentive to realize consciously how much the nonverbal way of communicating can influence on assistance and humanization of attendance.; En este estudio exploratorio descriptivo, analizamos la comunicación no-verbal del enfermero en 11 interacciones durante la atención en salud mental. Dentro de las señales no verbales observados, mayor número fue utilizado para la demostración de sentimientos, decodificados principalmente como, interés, atención, tranquilidad/descontracción, tensión/miedo, indiferencia, ansiedad e irritación. Identificamos también lo no-verbal contradiciendo lo verbal. Lo anterior llama la atención para el hecho de que...

Comunicação não-verbal: uma contribuição para o aconselhamento em amamentação; Comunicación no verbal: una contribución para la consejería en lactancia materna; Non verbal communication: a contribution to breastfeeding counseling

Leite, Adriana Moraes; Silva, Isília Aparecida; Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 POR
Relevância na Pesquisa
96.3%
O "Curso de Aconselhamento em Amamentação", idealizado e implantado pela United Nation's Children's Emergency Fund -UNICEF, em parceria com a Organização Mundial da Saúde - OMS, representa uma das importantes iniciativas no sentido de valorizar a mulher enquanto agente da amamentação. Visando a compreensão e facilitação da aplicação das habilidades de comunicação não-verbal, que esse curso se propõe a desenvolver nos profissionais, este trabalho tem como objetivo organizar pressupostos teóricos que dêem suporte para o ensino das Habilidades de Ouvir e Aprender 1- "Use comunicação não-verbal útil", fundamentado a partir de conceitos da comunicação humana, extraídos de diversos autores sobre o tema. Percebemos que as habilidades discorridas no curso centram-se em técnicas somente voltadas para as atitudes dos profissionais, porém, é fundamental estarmos atentos aos sinais não-verbais da mulher, pois esses retratam suas emoções. Tais sinais podem ser indicadores das dificuldades que a mulher enfrenta, das interpretações que ela está fazendo acerca de elementos interacionais em seu contexto e que, muitas vezes, são os indicativos do curso que ela poderá imprimir ao processo de amamentação.; El "Curso de consejería en lactancia materna"...

Comunicação não-verbal mãe/filho na vigência do HIV materno em ambiente experimental; Comunicación no verbal madre/hijo em la existencia del HIV materna en ambiente experimental; Non-verbal mother-child communication in conditions of maternal HIV in an experimental environment

Paiva, Simone de Sousa; Galvão, Marli Teresinha Gimeniz; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag; Almeida, Paulo César de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2010 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
96.35%
A comunicação não-verbal é predominante na relação entre mãe/filho. Objetivou-se verificar a comunicação não-verbal mãe/filho na vigência do HIV materno. Em ambiente experimental, foram avaliadas cinco mães HIV+, no exercício de cuidados com seus filhos de até seis meses de vida. Filmagens dos cuidados foram analisadas por peritos, sendo observados os aspectos da comunicação não-verbal, como: a paralinguagem, cinestésica, distância, contato visual, tom de voz, comportamento tátil materno e infantil. Obteve-se 344 cenas que, após análise estatística, possibilitou inferir que a comunicação não-verbal é utilizada pela mãe para demonstrar seu íntimo apego aos filhos e para perceber possíveis anormalidades. Sugere-se que a infecção materna pode ser fator determinante para a formação de forte apego materno ao seu bebê após o nascimento.; La comunicación no verbal es predominante en la relación entre madre/hijo. Se tuvo por objetivo verificar la comunicación no verbal madre/hijo en la existencia del HIV materno. En ambiente experimental, fueron evaluadas cinco madres HIV+, que cuidaban de sus hijos de hasta seis meses de vida. Las filmaciones de los cuidados fueron analizadas por peritos, siendo observados los aspectos de la comunicación no verbal...