Página 1 dos resultados de 622 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Efeitos da exposição a estímulos aversivos e apetitivos incontroláveis sobre o comportamento verbal em contingências de reforço positivo; Effects of exposure to uncontrollable, aversive and appetitive stimuli on verbal behavior under positive reinforcement contingencies

PORTO, Tatiany Honório; CARMO, Maria Beatriz Barreto do; AGUIAR, Reginaldo do Carmo; PENNA-GONÇALVES, Vanessa; TOMANARI, Gerson Yukio
Fonte: PPG em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: PPG em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.31%
Foram analisados efeitos de diferentes histórias de incontrolabilidade por perda ou ganho de pontos sobre o desempenho posterior de participantes humanos na construção de frases. Inicialmente, os participantes podiam ganhar ou perder pontos independentemente de qualquer característica da frase construída. Posteriormente, recebiam pontos por construir frases iniciadas apenas pelo pronome "ele". Os resultados mostram que a exposição à incontrolabilidade pode dificultar condições posteriores de novas aprendizagens sob reforçamento positivo. Interessantemente, essas dificuldades foram menos acentuadas e, em certos casos, até mesmo superadas, no caso de uma história de exposição a ganhos incontroláveis de pontos. Em contrapartida, no caso de uma história de perdas incontroláveis de pontos, aprendizagens subsequentes sob reforço positivo tenderam a ser prejudicadas. Esses resultados contribuem para os estudos de incontrolabilidade e desamparo aprendido, em particular por apresentar alternativas metodológicas passíveis de aplicação a respostas verbais em humanos.; Human participants were exposed to a task in which, by constructing sentences, the effects of different stories of uncontrollability were assessed through the loss or acquisition of points in a subsequent exposure to a new learning condition. Initially...

Análise da aquisição de comportamento verbal em uma criança dos dezoito meses aos dois anos de idade

Cruvinel, Adriana Cunha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.48%
A proposta do presente estudo é investigar a aquisição de comportamento verbal em uma pesquisa longitudinal com uma criança de desenvolvimento típico dos dezoito meses aos dois anos de idade, adotando como unidade de análise os operantes verbais propostos por Skinner (1957). O objetivo do trabalho é analisar as respostas verbais emitidas pela criança e pelo acompanhante em situações naturais em termos de operantes verbais e tentar identificar relações entre a emissão de operantes do acompanhante e da criança, de maneira a investigar possíveis padrões de interação na aquisição de comportamento verbal. Foram registradas e transcritas trinta e quatro sessões com duração média de quinze minutos por semana. Os dados foram analisados baseados em categorias criadas a partir dos operantes verbais propostos por Skinner (1957). Os resultados apontam um aumento abrupto na frequência acumulada da emissão das categorias de tatos, mandos, ecóicos e intraverbais da criança a partir dos vinte meses de idade. Esse aumento também ocorre simultaneamente na frequência acumulada da emissão das mesmas categorias do acompanhante. A categoria mais emitida pela criança foi a de tatos, enquanto que a categoria com mais emitida pelos acompanhantes foi a de mandos; The purpose of the present study is to investigate the acquisition of verbal behavior in a longitudinal research with a typical development child from eighteen months of age until two years old...

DESEMPENHO VERBAL DE PRE-ESCOLARES EM SITUACAO DE TESTE E DE BRINQUEDO

Rocha, Nadia Maria Dourado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/1979 PT
Relevância na Pesquisa
46.59%
Este trabalho compreende três estudos, tendo por objetivo mais geral analisar o comportamento verbal de pré-escolares em situação de teste e de brinquedo. o primeiro estudo teve por objetivo verificar se a ordem de apresentação de uma gravura e de três séries de pranchas influenciava o comportamento verbal. Foram testadas 48 crianças, de quatro, cinco e seis anos, 50% de cada sexo, sendo todas de classe alta. A metade dos sujeitos foi apresentada inicialmente a gravura e sem seguida as pranchas, e vice-versa. A análise do material coletado não permitiu localizar diferenças entre os sujeitos que foram submetidos às duas sequências. Além disso, não foi encontrada correlação do desempenho nas duas situações. o segundo estudo teve por objetivo estudar o desempenho de 72 crianças das três faixas etárias já referidas, e de nível sócio econômico médio-alto (GA) e baixo (GB e GC} 11 'ao descrever' uma gravura e em seguida rotular três séries de pranchas. Quanto as os resultados indicam que: a) houve um maior número de correlações significantes entre cada uma das séries e o total do que nas séries entre si: b) a análise de acertos por Item mostrou que a frequência de palavras com mais de 75% de acerto foi igual à das palavras com menos de 25% de acerto; c) o GA apresentou a maior frequência de palavras com alto e baixo percentual de acertos; d) O GB apresentou a maior frequência de desconhecimento manifesto das pranchas apresentadas; e) a análise focalizando as variáveis faixa etária...

Efeitos do comportamento verbal modelado e instruído sobre a escolha de modalidades esportivas em um jogo de videogame; Effects of shaped and instructed verbal behavior upon choices of the sports modalities in a videogame

Amato Neto, Augusto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.64%
Experimentos que investigam relações empíricas entre comportamento verbal e não verbal têm, em geral, manipulado tanto as descrições de contingências e observado seus efeitos sobre a resposta na contingência em vigor, como manipulado as contingências em vigor e observado os efeitos sobre as descrições das contingências. Estas pesquisas comparam os procedimentos de modelagem e instrução verbal, discutindo suas respectivas eficácias em serem acompanhados pelo comportamento não verbal correspondente. Uma forma alternativa de manipulação de antecedentes verbais, recentemente empregada com sucesso, é a modelagem de descrições de uma contingência que opera sobre o comportamento (frase qualificadora da atividade alvo) em vez da modelagem da descrição do comportamento alvo. O presente estudo testou a generalidade dos procedimentos de modelagem de frases qualificadoras e de instruções sobre a escolha de modalidades esportivas em um jogo de videogame. Quatro modalidades esportivas estavam disponíveis em sessões de livre escolha de jogo e de fotografias, dispostas antes da modelagem da escolha de frases. A modalidade menos escolhida, nas sessões de jogo em linha de base, definiu o critério da modelagem verbal para cada participante...

O efeito de variáveis verbais e não verbais sobre o comportamento de escolha de alimentos em crianças; The effect of verbal and nonverbal variables on children's foodchoice behavior

Baptistussi, Maira Cantarelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
Salzinger (1998) define o comportamento verbal como um operante sujeito às conseqüências e discute que o comportamento verbal é parte de uma cadeia de respostas verbais e não verbais, públicas e encobertas, estando intimamente envolvido no manejo de outros comportamentos às vezes como causa, agindo como estímulo discriminativo e outras vezes apresentando o papel de efeito. Nesta encadeamento verbal, é fundamental estudar o papel das regras como estímulos verbais que descrevem contingências de reforçamento de forma completa ou parcial e conseqüências, e controlam a probabilidade de uma resposta. O presente estudo teve como objetivo investigar o efeito de variáveis verbais antecedentes com e sem autoclíticos, conseqüentes com autoclíticos e conseqüentes não verbais, para a instalação e manutenção do comportamento de escolha de alimentos variados para o café da manhã, considerando os diferentes grupos alimentares. Para isto, vinte crianças com faixa etária entre 10 e 12 anos foram organizadas igualmente em cinco Experimentos com arranjos diferentes quanto ao uso de variáveis verbais e não verbais. Na mesa de escolha de alimentos, havia quatro alimentos representantes dos carboidratos, dois das gorduras e quatro das proteínas e era considerada como escolha variada a resposta de escolher ao menos dois representantes dos carboidratos e proteínas e um das gorduras. Foram testadas ao todo dez diferentes variáveis nesse estudo...

Efeitos de comportamento verbal metafórico sobre respostas verbais subsequentes; Effects of metaphorical verbal behavior upon subsequent verbal responses

Rolim, Sidinei Fernando Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
A presente dissertação apresenta um estudo experimental do comportamento verbal metafórico, verificando os efeitos deste fenômeno sobre respostas verbais subsequentes de vinte e cinco participantes universitários de uma universidade pública do Estado de São Paulo. Por meio de situações problemas, foi proposta uma investigação do controle de estímulos presente em tatos metafóricos (fera e vírus) como antecedentes verbais descritos pelo experimentador. Houve distintas condições experimentais para cada tato metafórico que exigiu a emissão de respostas verbais subsequentes de cada participante, após a leitura de um texto informativo. As respostas verbais subsequentes envolveram indicar entre alternativas a melhor para a resolução de problemas fictícios entre medidas preventivas e corretivas e informar a uma pessoa desconhecida sobre o texto informativo lido. O experimento foi arranjado, sob a hipótese de que os participantes tenderiam para medidas preventivas, se lessem o texto informativo com o tato metafórico da violência comparada a um vírus, ou para medidas corretivas, se lessem o texto informativo com o tato metafórico da violência comparada a uma fera. Os participantes, individualmente, foram convidados a realizar o mesmo protocolo de tarefas solicitadas na Linha de Base e na Condição Experimental. Este protocolo envolveu quatro tarefas...

Efeitos de modelagem do comportamento verbal e de instruções sobre o comportamento de encaixar peças

Cavalcante, Maria Regina; Carrara, Mariana Pinotti
Fonte: Universidade de Brasília (UnB), Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de Brasília (UnB), Instituto de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 229-238
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Pesquisas têm demonstrado diferenças nos efeitos dos comportamentos verbais modelado e instruído sobre o comportamento verbal e não-verbal. Este estudo investigou efeitos da modelagem do comportamento verbal e das instruções sobre o comportamento verbal (falar sobre encaixar peças) e o não-verbal (encaixar peças azuis e vermelhas, grandes e pequenas e quadradas e circulares) de 10 crianças, entre 8 e 9 anos de idade. A coleta de dados foi realizada em duas condições com cinco participantes. Condição 1: modelagem do comportamento verbal. Condição 2: apresentação de instruções para o comportamento não-verbal. Quando ocorreu a modelagem do comportamento verbal foram observadas mudanças correspondentes no comportamento não-verbal. As instruções produziram imediata adesão do comportamento não-verbal e, na seqüência, o desempenho foi alterado. Esses dados reafirmam a importância de ampliar o conhecimento dos efeitos da modelagem do comportamento verbal e das instruções sobre o comportamento de crianças em jogos como o utilizado nesta pesquisa.; Research has been shown differences in effects of shaped and instructed verbal behaviors on verbal and nonverbal behavior. This study investigated the effects of verbal behavior shaping and of the instructions about verbal behavior (to talk about setting pieces) and the nonverbal behavior (to set blue and red...

Uma avaliação das críticas de Chomsky ao Verbal Behavior à luz das réplicas behavioristas

Justi,Francis Ricardo dos Reis; Araujo,Saulo de Freitas
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.27%
Os cognitivistas têm assumido que as críticas de Chomsky ao Verbal Behavior refutaram definitivamente a proposta skinneriana. No entanto, mesmo com mais de dez anos de atraso, as réplicas behavioristas à resenha de Chomsky começaram a aparecer. O presente trabalho faz uma revisão desse debate tendo como foco o possível caráter definitivo das críticas de Chomsky. A partir deste ponto de vista, conclui-se que nenhuma das críticas de Chomsky ao tratamento skinneriano do comportamento verbal é definitiva. Porém, algumas observações de Chomsky ainda podem oferecer desafios, como a questão da tautologia na lei do condicionamento operante e a crítica ao abandono do conceito de referência.

Efeitos de modelagem do comportamento verbal e de instruções sobre o comportamento de encaixar peças

Cavalcante,Maria Regina; Carrara,Mariana Pinotti
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.66%
Pesquisas têm demonstrado diferenças nos efeitos dos comportamentos verbais modelado e instruído sobre o comportamento verbal e não-verbal. Este estudo investigou efeitos da modelagem do comportamento verbal e das instruções sobre o comportamento verbal (falar sobre encaixar peças) e o não-verbal (encaixar peças azuis e vermelhas, grandes e pequenas e quadradas e circulares) de 10 crianças, entre 8 e 9 anos de idade. A coleta de dados foi realizada em duas condições com cinco participantes. Condição 1: modelagem do comportamento verbal. Condição 2: apresentação de instruções para o comportamento não-verbal. Quando ocorreu a modelagem do comportamento verbal foram observadas mudanças correspondentes no comportamento não-verbal. As instruções produziram imediata adesão do comportamento não-verbal e, na seqüência, o desempenho foi alterado. Esses dados reafirmam a importância de ampliar o conhecimento dos efeitos da modelagem do comportamento verbal e das instruções sobre o comportamento de crianças em jogos como o utilizado nesta pesquisa.

O estudo do comportamento verbal no Brasil

Fidalgo,Adriana Pineiro; Banaco,Roberto Alves
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
O presente trabalho realizou uma revisão histórica de dissertações de mestrado e teses de doutorado brasileiras sobre comportamento verbal, com base na proposta Skinneriana (1957/1992), produzidas entre 1968 e 2012. Foram investigados: a) tipo de trabalho (dissertação ou tese), b) universidades em que os trabalhos foram defendidos, c) orientadores, d) linha de pesquisa (básica, aplicada ou histórico-conceitual), e) metodologia (descritiva ou experimental), e f) temas de investigação. No total, 177 dissertações e 53 teses sobre comportamento verbal foram identificadas. Os resultados indicam que o estudo do comportamento verbal, no Brasil, estabeleceu-se como programa de pesquisa e cresceu ao longo dos anos.

Leitura compartilhada em um hospital pediátrico: análise do comportamento verbal dos contadores

Flores,Eileen Pfeiffer; Santos,Gabriela Fiúza de Almeida; Amadeu,Luíza Ferreira da Motta; Dias,Adriana de Rezende
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.48%
Este estudo analisou as ações verbais de doze voluntários leitores de histórias (contadores) em um hospital pediátrico. A observação e análise funcional de 72 episódios de leitura compartilhada resultaram em 30 categorias. O índice de concordância na categorização de três avaliadores foi de 84,2%. As categorias que descrevem o comportamento verbal específico ao momento da leitura compartilhada foram agrupadas em quatro eixos: (a) Tatos, textuais e/ou intraverbais acerca do texto e/ou das ilustrações; (b) Prompts para comportamento verbal; (c) Consequências para tatos, textuais ou intraverbais; (d) Consequências ou prompts para comportamento não verbal. Os resultados foram discutidos à luz das contingências específicas ao trabalho do contador no contexto hospitalar e do potencial de suas intervenções para a aprendizagem verbal do ouvinte.

Pesquisando ao ensinar: prática no laboratório didático analisa o comportamento verbal sob contingências de reforçamento positivo e negativo

Tomanari,Gerson Yukio; Carvalho,Anamélia Araújo de; Góes,Zorilda Santos; Lira,Sidnei Barbosa de; Viana,Anderson Cesar Veloso
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.24%
No contexto de ensino da análise experimental do comportamento, 53 graduandos foram expostos à tarefa informatizada de construir frases. Iniciou-se o experimento com linha de base, na ausência de contingência experimental. A seguir, os participantes, em dois diferentes grupos, podiam ganhar (vs. manter) ou manter (vs. perder) pontos, segundo contingências programadas de reforçamento positivo ou negativo, respectivamente, aplicadas ao uso de um pronome previamente selecionado, "nós" ou "ele(a)". Os resultados revelaram que, durante a linha de base, todos os seis pronomes foram utilizados em freqüências próximas ao acaso. Na condição experimental, houve um aumento acentuado no uso do pronome selecionado para reforçamento. Esse aumento foi gradual e sistemático para os sujeitos de ambos os grupos e, interessantemente, em freqüência média mais elevada sob reforçamento negativo do que positivo. Tais dados sugerem diferentes efeitos dessas duas contingências sobre o comportamento humano, avaliados em situações eticamente aceitáveis e no contexto didático que visa à formação de atitudes científicas.

Consciência e Comportamento Verbal

Machado,Lígia Maria de Castro Marcondes
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 PT
Relevância na Pesquisa
56.38%
Examina-se aqui a consciência na perspectiva do Behaviorismo Radical. Pode-se entender a consciência como a capacidade de descrever o que se está fazendo, de forma verbal, manifesta ou encoberta. A consciência também tem a ver com o controle do comportamento por regras. Seguir regras é ser consciente, no sentido de que quem se comporta "sabe o que está fazendo". O Behaviorismo Radical considera o operante verbal e a consciência como aspectos distinguidores do homem; ambos são produto da seleção pela conseqüência: o operante verbal ao nível do condi-cionamento operante; e a consciência ao nível da seleção de culturas.

An?lise de conte?do verbal na solu??o de dificuldades de portadores de transtornos ansiosos

MOREIRA, Sandra Bernadete da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.66%
O entendimento do comportamento verbal ? crucial para a an?lise de comportamentos disfuncionais tratados em terapia de base anal?tico-comportamental. Pesquisas com comportamento verbal no contexto cl?nico, t?m apontado a efic?cia da utiliza??o do comportamento verbal e gerado procedimentos de interven??o na solu??o de problemas. O refor?amento de auto-relatos, como fun??o de um arranjo de conting?ncias de refor?amento, tem mostrado que o relato verbal ? um meio v?lido para alterar comportamento n?o verbal fora da situa??o terap?utica. O objetivo do presente estudo ? demonstrar a utilidade de um procedimento de arranjo de conting?ncias verbais pelo terapeuta por meio da sistematiza??o de conte?do verbal do cliente e sua reapresenta??o por escrito, para a solu??o de dificuldades de indiv?duos que apresentam transtorno ansioso em situa??o de intera??o terap?utica. Sendo expostas ao seu pr?prio comportamento verbal, sistematizado na forma de categorias por conte?do de verbaliza??o, foi poss?vel a duas participantes deste estudo caracterizarem suas dificuldades, identificando e descrevendo conting?ncias ambientais relacionadas com seu comportamento indesejado e conseq?entemente a descreverem propostas de solu??o dessas dificuldades. Discutiu-se como a exposi??o ao conte?do sistematizado do seu pr?prio relato verbal alterou o relato verbal e o comportamento-queixa.; ABSTRACT: Verbal behavior comprehension is crucial to the analysis of dysfunctional behaviors attended in behavior analytic therapy. Studies of verbal report studies on clinical context...

Efeitos de uma hist?ria de varia??o comportamental sobre a sensibilidade do comportamento de crian?as a mudan?as nas conting?ncias

SANTOS, Jos? Guilherme Wady
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
56.42%
Considerando algumas controv?rsias sobre o papel da hist?ria de varia??o comportamental na sensibilidade do seguimento de regras ?s conting?ncias de refor?o programadas, o presente estudo investigou se uma hist?ria de varia??o comportamental gerada por diferentes instru??es gera ou n?o desempenho sens?vel ?s mudan?as nas conting?ncias, quando estas mudan?as s?o sinalizadas. Quatorze crian?as entre oito e nove anos de idade foram expostas a um procedimento de escolha segundo o modelo. Em cada tentativa, um est?mulo modelo e dois de compara??o eram apresentados e em seguida uma luz era acesa. Na presen?a desses est?mulos, o participante deveria tocar um dos est?mulos de compara??o. As repostas corretas e incorretas foram refor?adas diferencialmente. O experimento era constitu?do de duas condi??es e cada condi??o, de tr?s fases. A Fase 1 da Condi??o ?nica Instru??o (UI) era iniciada com a apresenta??o de instru??es correspondentes ?s conting?ncias. Nesta fase eram refor?adas as respostas de escolher o est?mulo de compara??o igual ao modelo na presen?a da luz verde e o diferente do modelo na presen?a da luz vermelha. As conting?ncias em vigor na Fase 1 eram revertidas na Fase 2 e restabelecidas na Fase 3. A Fase 1 da Condi??o M?ltiplas Instru??es (Ml) era constituida de tr?s passos. Cada passo era iniciado com uma instru??o corresponde refor?adas as respostas de escolher o est?mulo igual na presen?a da luz verde e o diferente na presen?a da luz amarela no Passo 1...

A no??o de significado em B. F. Skinner e em M. Sidman

NELSON, Tony
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.62%
Apresentam-se alguns aspectos do debate sobre a rela??o entre a interpreta??o de Skinner para o comportamento verbal e a pesquisa na ?rea de equival?ncia de est?mulos. Fornece-se uma descri??o das no??es de significado veiculadas por Skinner e Sidman em suas tentativas de produzir uma interpreta??o da linguagem de car?ter anal?ticocomportamental. Os modelos explicativos de Skinner e Sidman s?o analisados em termos de seu alcance para a an?lise do comportamento verbal; em seguida, s?o comparadas as no??es de significado como vari?veis controladoras da resposta e como rela??es de equival?ncia entre est?mulos; por ?ltimo, o papel da substitutabilidade na linguagem, sua fun??o e limites, ? examinada. A an?lise de Skinner pretende ser mais abrangente do que a de Sidman, no sentido de tentar abarcar a totalidade do comportamento verbal. Skinner, ao contr?rio de Sidman, busca comparar sua proposta com as teorias da linguagem existentes. As an?lises de Skinner apontam para o significado como as vari?veis explicativas do comportamento, enquanto que, as de Sidman, para o significado como est?mulos equivalentes. A no??o de significado proposta por Sidman fundamenta-se em rela??es entre est?mulos (conting?ncia de quatro termos, ou mais) e sua substitutabilidade (a equival?ncia entre est?mulos). Na sua conceitua??o do comportamento verbal...

Histórias infantis como um contexto para o reforçamento positivo do comportamento verbal vocal de crianças pré-escolares; Children's stories as a context for positive reinforcement of vocal verbal behavior of preschool children

Ávila, Raquel Ramos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006.; Este estudo teve como objetivo investigar se a história infantil "Branca de Neve e os Sete Anões" apresentada em mídia filme poderia ser um contexto para o reforçamento positivo do comportamento verbal vocal de crianças. Quatro meninos e quatro meninas, com idade entre 5 anos e 5 anos e 7 meses, foram distribuídos de acordo com duas condições. As crianças da Condição Controle participaram apenas de sessões de linha de base inicial e final, nas quais assistiram à primeira e à segunda parte do filme, respectivamente, sendo, em seguida, solicitadas a recontá-las individualmente. As crianças da Condição Experimental participaram dessas sessões de linha de base inicial e final, e também participaram de seis sessões individuais de treino, divididas em duas etapas. Na primeira etapa, a criança revia uma das seis cenas curtas selecionadas do filme e depois a discutia com a experimentadora. Na segunda etapa, a criança e a experimentadora descreviam e analisavam um dos seis desenhos impressos, elaborados a partir do tema central da cena à qual correspondia. Ao final da coleta de dados, as crianças da Condição Controle participaram de três sessões de treino...

Consciousness and Verbal Behavior.; Consciência e Comportamento Verbal

Machado, Lígia Maria de Castro Marcondes
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1997 POR
Relevância na Pesquisa
56.46%
Examina-se aqui a consciência na perspectiva do Behaviorismo Radical. Pode-se entender a consciência como a capacidade de descrever o que se está fazendo, de forma verbal, manifesta ou encoberta. A consciência também tem a ver com o controle do comportamento por regras. Seguir regras é ser consciente, no sentido de que quem se comporta “sabe o que está fazendo ’’ O Behaviorismo Radical considera o operante verbal e a consciência como aspectos distinguidores do homem; ambos são produto da seleção pela conseqüência: o operante verbal ao nível do condicionamento operante; e a consciência ao nível da seleção de culturas.; Consciousness is here examined from point of view of Radical Behaviorism. Consciousness can be taken as the ability to describe verbally, in overt or implicit way, what one is doing. Consciousness also has to do with the control of behavior by rules. To follow a rule is to be conscious, in the sense of “knowing what one is doing” Radical Behaviorism considers verbal operants and consciousness as distinguishing features of human beings; both are a product of selection by consequences: verbal operants at the level of operant conditioning and consciouness at the level of the selection of cultures.

Superstitious Behavior in Multiple Schedules: a Study About Interaction Among Verbal Behavior and Behavior Maintained by Accidental Relationship with Reinforcement; Comportamento supersticioso em esquemas múltiplos: estudo sobre a interação do comportamento verbal com o comportamento mantido por relação acidental com reforço

Benvenuti, Marcelo; PUC-SP; Panetta, Paulo; da Hora, Cássia; Ferrari, Silvia
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.62%
The interaction between “superstitious” behavior and verbal behavior was evaluated in three experiments. The participants received different instructions suggesting that responses could score points. In experimental sessions, a rectangle’s color on the computer screen indicated a situation of point presentarion regardless of the participant’s responses or another situation in which the points could not be presented (mult VT 8 s EXT). At the end of each session, participants had to describe what they were doing. In three experiments, only a few participants developed “superstitious” behavior, regardless of the kind of instruction presented at the beginning of the session. At the end of the sessions, participants described their own behavior. The results indicate that the non verbal performance of the participants controlled their self-assessment and that the very contingencies of multiple schemes were responsible for the “superstitious” behavior, more than self-assessment or instructions.   Keywords:  "superstitious" behavior; contiguity; instructions; verbal behavior.  ; A interação do comportamento “supersticioso” com o comportamento verbal foi avaliada em três experimentos. Os participantes receberam diferentes instruções sugerindo que responder poderia produzir pontos. Nas sessões experimentais...

Comportamento verbal: uma análise da abordagem skinneriana e das extensões explicativas de Stemmer, Hayes e Sidman; Verbal behavior: analysis of the skinnerian perspective and the explaining extensions of Stemmer, Hayes and Sidman

Brino, Ana Leda de Faria; de Souza, Carlos B. A.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.59%
Skinner defines verbal behavior as an operant shaped and maintained by consequences mediated by others. Therefore, it could be explained through the description of organism-environment functional relations. However, in his categorization of verbal operants Skinner didn’t treat satisfactorily with behaviors of relational type, probably due to the difficulty to determine the controlling variables. This work analyzed Skinnerian approach to verbal behavior and three proposals that aim to extend it (Stemmer, Hayes and Sidman). Stemmer extends the scope of Skinnerian explanation describing relational and syntactic-grammatical learning processes in terms of the establishment of discriminations and generalizations, emphasizing the listening role as a necessary condition to the learning of speaking. Hayes and Sidman present, respectively, the description of a new kind of operant and a new behavioral process underlying relational learning. Although Hayes and Sidman’s proposals are reaching interesting results in teaching relational repertoires, there is not a consensus about what mechanisms and biobehavioral processes are necessary to the language acquisition and development. This work points to the need of a standardization of concepts related to the notions of relational learning...