Página 1 dos resultados de 372 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Cálculos de estrutura electrónica de fosfitos quirais e seus complexos metálicos: Avaliação na reacção de hidrogenação catalítica

Neves, Ângela Cristina Barrôco
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.78%
O trabalho descrito nesta dissertação orientou-se no sentido de recorrer à utilização de métodos computacionais para determinar a estrutura de mais baixa energia de fosfitos, derivados do BINOL e de alguns dos seus complexos metálicos, de forma a racionalizar/interpretar dados experimentais obtidos na reacção de hidrogenação catalítica assimétrica de olefinas. Os estudos efectuados têm um cariz pluridisciplinar, envolvendo a síntese de um monofosfito quiral, do tipo P(OR)3 derivado do BINOL, cálculos de estrutura electrónica de ligandos e seus complexos metálicos pelos métodos semi-empírico PM6 e DFT e ainda, a sua avaliação como catalisadores de ródio em reacções de hidrogenação catalítica assimétrica. Assim, numa primeira fase, procedeu-se à optimização da estrutura electrónica dos ligandos do tipo monofosfito de simetria C3, com quiralidade helicoidal, o tris[(S)-2’-adamantanoato de 1,1’-binafto- 2-ilo] fosfito, e o tris[(S)-2’-benziloxi-1,1’-binafto-2-ilo] fosfito, a nível PM6 e DFT. Destes resultados foi possível observar uma boa correlação entre os resultados obtidos pelos dois métodos, principalmente para o ligando com menor liberdade conformacional, imposta pelo grupo substituinte na posição 2’ do BINOL...

Estudo de propriedades estruturais e hiperfinas em complexos metálicos; Study of structural and hyperfine properties of metal complexes

Nascimento, Rafael Rodrigues do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.78%
O estudo computacional da interação de biomoléculas com metais de transição é bastante desafiador. Sendo assim, investigamos computacionalmente diferentes propriedades eletrônicas, estruturais e hiperfinas de complexos metálicos, a saber: a) o gradiente do campo elétrico de Crown thioethers coordenados à Ag e ao Cd e comparado com as medidas da técnica espectroscópica Time Differential Perturbed Angular Correlation durante o decaimento nuclear 111Ag -> 111Cd ; b) o acoplamento hiperfino no metal coordenado à bases de Schiff e comparado com as medidas de ressonância eletrônica paramagnética durante o equilíbrio ceto-enol; c) a interação termodinâmica entre o complexo [Cu(isaenim)]2+ e o sulco menor do DNA, por meio da dissociação do complexo supramolecular [Cu(isaenim)]2+-DNA, comparada com a energia livre experimental fornecida pela constante de equilíbrio de formação deste sistema; e d) por meio do cálculo do acoplamento hiperfino realizamos alguns passos na direção da caracterização teórica do complexo supramolecular no estado ligado. Utilizamos a teoria do funcional da densidade no esquema de Kohn-Sham para obter as propriedades hiperfinas eletrônicas e magnéticas dos complexos metálicos. No estudo do equilíbrio ceto-enol utilizamos simulações de dinâmica molecular clássica e híbrida QMMM para estimar as distancias Cu-Oágua. No caso do complexo supramolecular [Cu(isaenim)]2+-DNA...

Processos oxidativos com hidroperóxidos, persulfatos ou perácidos, catalisados por espécies de cobre e de ferro com potencial aplicação em química ambiental; Oxidation processes with hydroperoxides, persulphates or peracids catalyzed by copper and iron species with potential application in environmental chemistry

Almeida Filho, Saulo Afonso de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
Neste trabalho, foram sintetizados complexos de cobre e ferro, com ligantes imínicos, obtidos a partir de 2-acetilpiridina e 2-(2-aminoetilpiridina) (apyepy), ou 2-acetilpiridina e 2-(aminometil)benzimidazol (apyambi), e com ligantes comerciais (ácido nitrilotriacético ou picolínico), capazes de catalisar a oxidação de poluentes, como benzeno, tolueno, etilbenzeno e xilenos (BTEX). Foi utilizado o tolueno como composto-modelo destes poluentes, que foi degradado com o uso de peróxido de hidrogênio, persulfato de sódio, ácido peracético ou peróxidos de metais alcalinos como agentes oxidantes. Os ligantes imínicos foram obtidos a partir de precursores carbonílicos e amínicos adequados, através de reações de condensação, e os correspondentes complexos metálicos de cobre(II), ferro(II) ou ferro(III) foram isolados utilizando métodos usuais de nosso laboratório. A caracterização dos compostos foi feita através de diversas técnicas analíticas e espectroscópicas: UV/Vis, infravermelho (IV) e de ressonância paramagnética eletrônica (EPR). Posteriormente, foi feita a inserção desses complexos de ferro e de cobre sintetizados em matrizes inorgânicas de niobatos e a verificação de sua reatividade em comparação com as mesmas espécies em solução. Monitorou-se a degradação do tolueno pelo peróxido de hidrogênio por cromatografia gasosa e os resultados obtidos indicaram boa atividade catalítica dos complexos...

Relação estrutura-propriedades da amilopectina presente na solução do amido do tipo amidex 40003 e seus complexos metálicos

Peres, Gisele Louro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.99%
O presente trabalho de tese desenvolveu uma metodologia analítica na obtenção e na produção de uma solução de amilopectina extraída da solubilização do Amidex 40003, amido geneticamente modificado contendo majoritariamente amilopectina, dissolvido na mistura dimetilsulfóxido (DMSO)/H2O (90/10% v/v), respectivamente. O objetivo foi produzir e caracterizar nanocomplexos de amilopectina com íons metálicos Cr3+, Fe3+, Cu2+, Ni2+, Co2+ e Pb2+ nas formas de sais de acetato, cloreto e nitrato, assim como, compreender as propriedades inorgânicas e físico-químicas (relação estrutura/propriedades) dos complexos formados, para futuras aplicações cosméticas. Foi realizado o monitoramento das características moleculares da solução de amilopectina durante a sua preparação sob ultrassom, em diferentes tempos e amplitudes, bem como em alguns complexos, através das técnicas de espectroscópia de espalhamento de luz (LS), viscosimetria, dentre outras. A redução da massa molecular da solução polimérica através do uso do ultrassom demonstrou que a metodologia desenvolvida é adequada para a redução e controle de tamanho da cadeia polimérica. O planejamento fatorial completo 23 foi realizado para a otimização das reações de complexação mostrando que o tempo de reação e a concentração são variáveis significativas. Além disso...

Síntese, caracterização e estudo das atividades antibacterianas de complexos de Au(I), Ag(I) e Pd(II) com rimantadina; Syinthesis, characterization and study of antibacterial activities of metal complexes of Au(I), Ag(I) and Pd(II) with rimantadine

Suelen Ferreira Sucena
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.85%
A rimantadina (C12H21N - rtd) ´e um agente antiviral, que inibe especificamente a replicacão do vírus influenza tipo A. A presença do grupo -NH2 confere a ela uma habilidade em se coordenar a diferentes íons metálicos. Neste trabalho foram sintetizado 3 novos complexos metálicos de Au(I), Ag(I) e Pd(II) com rimantadina. Os complexos foram preparados pela reacão de solucões aquosas ou alcoólicas da rimantadina com os respectivos sais de Au(I), Ag(I) e Pd(II). Os compostos foram caracterizados por um conjunto de análises químicas e espectroscópicas, bem como através de cálculos de Density Functional Theory (DFT). Os espectros no infravermelho (IV) e de ressonância magnética nuclear (RMN) da rtd livre e dos complexos indicaram a coordenação da rtd aos íons metálicos através do átomo de nitrogênio do grupo NH2. Os compostos foram analisados quanto as suas atividades biológicas antibacteriana sobre cepas de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. Os resultados mostraram que os complexos de Au(I) e Ag(I) são ativos sobre cepas de Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli.; Rimantadine (C12H21N - rtd) is a antiviral agent which inhibit specifically the replication of the virus influenza A. The presence of group -NH2 confers the ability to coordinate with different metal ions. In this work 3 novel metal complexes of Au(I)...

Síntese e caracterização estrutural de complexos metálicos com ligantes bioativos N,O-doadores e estudo de suas atividades biológicas in vitro; Synthesis and structural characterization of metal complexes with N,O-donor bioactive ligands, and biological study in vitro

Marcos Alberto de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.95%
O uso de metais em medicina, no tratamento de doenças, data desde a antiguidade. Sais de prata são utilizados há séculos como agentes antimicrobianos, enquanto que, mais recentemente, complexos de Au(I) e Pt(II) tem sido pesquisados e utilizados como agentes antiartríticos e antitumorais, respectivamente. Nesta Tese, são apresentados estudos de síntese, caracterização estrutural e ensaios biológicos in vitro de novos complexos metálicos de Pt(II), Pd(II), Ag(I) e Au(III) com diferentes ligantes bioativos: triptofano (Trp), triptamina (tra), ácido mefenâmico (mef) e carnosina (car). Os complexos foram preparados a partir da reação em solução aquosa ou alcoólica dos ligantes e dos respectivos sais metálicos. As composições dos complexos foram determinadas por análise elementar, espectrometria de massas e por análise termogravimétrica. Estudos espectroscópicos e de modelagem molecular permitiram propor os modos de coordenação dos ligantes aos íons metálicos. Os complexos de Ag(I) e Pd(II) com Trp mostraram atividade sobre cepas bacterianas Gram-negativas e Gram-positivas. O complexo de Pd(II) com triptamina não apresentou atividade frente as cepas de Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. O complexo de Pd(II) com ácido mefenâmico e bipiridina mostrou atividade inibitória frente a cepas de S. aureus e não foi ativo sobre E. coli e P. aeruginosa. Estudos de citotoxicidade dos complexos de Ag(I)...

Nucleases sintéticas

Oliveira, Mauricio César Bof de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 128 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.72%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Química; Foi estudada a interação de cinco complexos metálicos de Cu2+ com moléculas de DNA. Foram estudados o complexo macrocíclico Cu2BMXD, o complexo mononuclear CuMFF e os complexos binucleares Cu2L-dtb, Cu2L-H e Cu2L-NO2 (estes diferenciam-se por substituições no anel fenólico terminal do ligante). Os estudos foram feitos pela incubação com o plamídio pBSK-II em diferentes condições e presença de inibidores e ligantes específicos do DNA. A constante de ligação intrínseca dos complexos com o DNA foi determinada por titulação UV-Vis. Todos os complexos foram capazes de causar quebras no DNA. O complexo Cu2BMXD tem uma grande afinidade por DNA, sendo ativo na degradação oxidativa destas moléculas através de um ciclo catalítico que envolve a formação de Cu+ e radicais HO×. O complexo CuMFF possui menor afinidade pelo DNA, mas é capaz de clivar estas moléculas hidroliticamente. Já os complexos Cu2L-X apresentam um mecanismo misto de degradação de DNA, sendo o Cu2L-dtb o mais ativo, seguido do Cu2L-NO2 e Cu2L-H. O complexo Cu2L-dtb é o que apresenta a maior tendência de degradação oxidativa do DNA. Entretanto...

Síntese, caracterização e ensaios cinéticos de novos complexos com o ligante 6-amino-6-metilperhidro-1,4-diazepina (AAZ)

Terra, Geovana Garcia
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 105 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.87%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Química; Ligantes N-doadores capazes de se coordenarem facialmente a íons metálicos divalentes são de interesse na síntese de complexos metálicos que mimetizem o ambiente de coordenação de sítios ativos de enzimas que contém resíduos de aminoácidos N-doadores.O ligante AAZ foi utilizado na preparação e caracterização de complexos mononucleares de CuII, ZnII e MnII, e na investigação preliminar da atividade de hidrolase para um complexo de CuII. Os cinco complexos obtidos foram sintetizados e caracterizados por análise de difratometria de raios X, espectroscopia no infravermelho, espectroscopia eletrônica e por ressonância magnética nuclear de H1, eletroquímica e titulação potenciométrica. Observou-se que o AAZ coordenou-se facialmente aos íons metálicos nos complexos 1, 2, 3 e 4, já no complexo 5 o ligante AAZ está coordenado de forma bidentada. Foi também observado nos complexos 1 e 2 a capacidade do AAZ em estabilizar as duas conformações possíveis do efeito Jahn Teller. O estudo eletroquímico do complexo 4 mostrou que o Mn2+ foi estabilizado de forma mais eficiente quando comparado ao complexo [Mn(tacn)2]2+. O ensaio cinético de hidrólise do BNPP com o complexo 5 mostrou um fator de acelereação da hidrólise de 2...

Síntese, caracterização e avaliação da atividade antimicrobiana in vitro de complexos formados a partir de metais da primeira série de transição com o ligante 5,6-dioxima-1,10-fenantrolina

Vicente, Juliano
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 75 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.85%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2008; A preparação de ligantes pode ser considerada um dos passos mais importantes no desenvolvimento de compostos de coordenação com propriedades únicas e de reatividade ainda desconhecida. Nos últimos anos, a química de compostos de coordenação tem sido rapidamente desenvolvida em diversas áreas devido à possibilidade de aplicação biológica dos novos compostos obtidos. Neste trabalho, foi abordado o estudo de síntese, caracterização e atividade antibacteriana de complexos de coordenação com metais da primeira série de transição, Fe(II), Co(II), Ni(II), Cu(II) e Zn(II), com o ligante 5,6-dioxima-1,10-fenantrolina. Entre os complexos desta série já estudados, apenas o complexo do íon metálico Mn(II) apresenta-se descrito em trabalhos científicos da área. Tendo em vista a carência de estudos de compostos desta natureza, foi o que nos motivou a desenvolver este trabalho. Com base na literatura, reproduzimos o ligante 5,6-dioxima-1,10-fenantrolina e o caracterizamos através de análises das técnicas de CHN-S, IV, RMN e PF. O ligante 5,6-dioxima-1...

Complexos de vanádio(IV) não oxo

Weiss, Vitor Correa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2009.; A existência de diferentes estados de oxidação é uma característica importante na química dos metais de transição. O potencial de oxirredução de um complexo metálico não depende somente da natureza do íon metálico. A presença de um ligante complexado ao metal altera a densidade eletrônica sobre os centros metálicos e a estabilidade dos mesmos, afetando os potenciais de oxirredução dos íons metálicos. Neste sentido, apresenta-se neste trabalho a síntese e caracterização de quatro novos ligantes H4btben-Br, H4btben-NO2, H4btben e H4btben-CH3, que diferem exclusivamente na presença dos grupos substituintes Br, NO2, H e CH3 nas posições para aos grupos fenolatos, e seus respectivos complexos de vanádio(IV) não-oxo, com o objetivo de estudar a variação no potencial redox do metal devido a presença desses substituintes. Os complexos foram caracterizados pelas técnicas de espectroscopia no infravermelho, UV-Vis e Ressonância Paramagnética Eletrônica (EPR). Os complexos [V(btben-NO2] e [V(btben)] também foram caracterizados através de suas estruturas cristalinas por difração de raios X. Para estudar a influência no potencial redox do íon metálico pelos quatro grupos substituintes Br...

Interação e clivagem de DNA por complexos metálicos de Cu(II) e Tb(III)

Cavalett, Angélica
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 80 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Bioquímica; O ácido desoxirribonucléico (DNA) é alvo constante de estudo nas áreas de bioquímica, biotecnologia e biologia molecular por sua importância biológica, por isso a busca por novas ferramentas para sua manipulação torna-se necessária. Com este objetivo foram estudadas a interação e clivagem de DNA por complexos metálicos de Cu(II), Cu(acac)dppz](ClO4), [Cu(bpma)dppz](ClO4)2.0,67H2O, [Cu(diaza)dpq](ClO4).H2O e Tb(III), [Tb(tdzp)(acac)3]. Para avaliar a capacidade de clivagem dos complexos foram realizados testes com diferentes concentrações destas moléculas e na presença e ausência de luz UV-A. O mecanismo de clivagem foi avaliado pelo aumento de força iônica, adição de sequestradores de radicais livres e ligantes do sulco maior e menor do DNA às reações. Testes na presença e ausência de oxigênio também foram realizados. Os ensaios cinéticos ocorreram no abrigo e na presença de luz UV-A. Os complexos de Cu(II) foram avaliados quanto à sua interação ao CT-DNA, para tanto foram realizadas titulações espectrofotométricas do complexo na presença e ausência de CT-DNA...

Interação e civlagem DNA e proteína por novos complexos metálicos

Castilho, Nathalia Aparecida Santos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 110 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.82%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2015.; Nucleases e proteases são enzimas que possuem a capacidade de degradar hidroliticamente ligações fosfodiéster e peptídicas, respectivamente. Neste sentido, nas ultimas décadas diversos modelos de nucleases e proteases sintéticas vêm sendo desenvolvidos a fim de mimetizar a função dessas proteínas. Dessa forma, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a atividade catalítica de complexos metálicos como modelo de hidrolases frente à clivagem de DNA ou proteína. Os complexos testados na clivagem de DNA foram os seguintes: complexo mononuclear de lantânio (III) [La(L1)(NO3)2].0,25H2O (1) e sua forma imobilizada em sílica 3-aminopropil (APS-1) e o complexo mononuclear de Cu(II) [Cu(LPurina)Cl] (CuLPu). Já na BSA foram testados dois complexos de Cu(II): [Cu(Shyd)(byp)] e [Cu(Shyd)(phen)]. Quando se comparou a atividade catalítica de 1 com sua forma imobilizada (APS-1) foi possível observar que ambas possuem a capacidade de clivar o DNA, sendo esta mais branda com o complexo imobilizado. Através de experimentos com sequestradores de espécies reativas de oxigênio é possível sugerir que estes atuam por uma via hidrolítica...

Encapsulação de complexos metálicos em Ciclodextrinas : síntese e análise estrutural

Fernandes, José Alberto Pires
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
56.64%
Neste trabalho prepararam-se vários complexos de európio contendo ligandos 1-naftoil-3,3,3-trifluoro-acetonato e ligandos quelantes. Foi possível determinar a estrutura cristalina dos complexos com 1,10-fenantrolina, 2,2’-bipiridina e 2,2’-bipirimidina. As propriedades de fotoluminescência destes compostos foram medidas, evidenciando uma boa sensibilização do metal pelos ligandos. Os complexos com 1,4-di-(x-tolil)-1,4-diazabutadienos (x=orto, para) também foram preparados, mas os rendimentos de luminescência foram muito baixos, devido à extinção da luminescência provocada pela existência de uma banda de transferência de carga muito forte. Foi feita a inclusão do complexo com água em ciclodextrina-g permetilada e do complexo com 2,2’-bipiridina em ciclodextrina-b, de modo a estudar a influência do tipo de ciclodextrina usada nas propriedades de fotoluminescência. Para facilitar o estudo do comportamento de luminescência dos compostos anteriores, os compostos de gadolínio correspondentes também foram preparados e caracterizados. A estrutura dos oligómeros de ferrocenildimetilsilano, nomeadamente diferrocenil-dimetilsilano (dímero) e de 1,1’-bis(ferrocenil-dimetilsilil)ferroceno (trímero), foi simulada computacionalmente. Os compostos de inclusão destes oligómeros em ciclodextrina-b e g foram preparados e caracterizados por técnicas de estado sólido. Para efeitos de comparação...

Heterogeneização de complexos metálicos com actividade catalítica ou fotoquímica em diversos suportes

Gago, Sandra Maria Nunes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
66.71%
O presente trabalho aborda a imobilização de vários complexos metálicos em dois tipos de suportes: hidróxidos duplos lamelares e MCM-41. Numa primeira fase, descreve-se a síntese e as propriedades de vários hidróxidos duplos lamelares, contendo no domínio interlamelar aniões ferrocenocarboxilato, tereftalato, bifenil-4,4’-dicarboxilato e 2,2’-bipiridina-5,5’-dicarboxilato. O material contendo o anião 2,2’-bipiridina-5,5’-dicarboxilato foi utilizado como ligando sólido para a imobilização de um oxocomplexo demolibdénio(VI) e de iões európio(III) e gadolínio(III). O híbrido contendo espécies oxomolibdénio foi testado na epoxidação de várias olefinas,revelando-se um catalisador heterogéneo selectivo, activo e reciclável. Foramestudadas ainda as propriedades fotoluminescentes do material com os iõeslantanídeos. Numa segunda fase, preparou-se o material MCM-41 funcionalizado com o ligando pirazolilpiridina, o qual foi utilizado como suporte de complexos tris-β-dicetonatos de európio(III) e de gadolínio(III), nitrilo mangânes(II) e metiltrioxorrénio(VII). Obtiveram-se, deste modo, três novos híbridos, cujas propriedades são descritas.; The present work concerns the immobilization of several metallo-organic complexes in different supports: layered double hydroxides and MCM-41. Firstly...

Ruthenium(II)-trithiacyclononane complexes as potential antitumourals; Complexos de Ru(II)-tritiaciclononano com potencial anticancerígeno

Marques, Joana Teixeira Albuquerque Gomes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
56.94%
Os únicos complexos metálicos presentemente utilizados em quimioterapia compreendem exclusivamente compostos de platina, com as desvantagens de apresentarem um leque de acção restrito e de provocarem sérios efeitos secundários. Na constante procura por novos fármacos antineoplásicos metálicos, os complexos de ruténio têm sido apresentados como uma alternativa adequada e existem já dois complexos de Ru(III) em ensaios clínicos. Estes são descritos como pró-fármacos, postulando-se que o seu mecanismo de acção envolva redução in vivo para originar complexos de Ru(II) activos. Assim, o actual desenvolvimento de fármacos antitumorais baseados em ruténio passará por criar novos complexos de Ru(II). O trabalho aqui descrito enquadra-se neste objectivo, tendo sido sintetizados complexos de ruténio(II)-tritiaciclononano com ligandos biologicamente activos, e avaliada a sua actividade antitumoral in vitro. Os ligandos utilizados compreendem um hidroxifenilpirazole, aminoácidos e derivados, flavonóides e quinonas. No primeiro capítulo do trabalho são apresentados os actuais desafios no desenvolvimento de complexos metálicos para quimioterapia e é ilustrada a importância dos complexos de Ru(II) aqui descritos no panorama actual de investigação. No capítulo dois...

Desenvolvimento de metodologias para síntese de fármacos metálicos e não-metálicos

Rocha, Ângelo Miguel Rodrigues
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Tese de mestrado, Química Farmacêutica e Terapêutica, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2013; No decorrer desta tese abordaram-se dois temas distintos, sendo ambos relevantes no contexto da indústria farmacêutica. O primeiro tópico de investigação, resolução enzimática cinética de álcoois secundários, resulta da necessidade cada vez maior de compostos quirais opticamente puros. Das várias metodologias existentes, a resolução enzimática cinética é uma estratégia comum na Indústria para a preparação de enantiómeros puros. No sentido de resolver algumas limitações intrínsecas, tem-se procurado a sua conjugação com líquidos iónicos, contudo, nos últimos anos têm surgido inúmeras questões em torno da toxicidade e biodegradabilidade da maioria destes compostos. Com tal em mente, neste trabalho procurou-se sintetizar novos líquidos iónicos baseados em materiais benignos e estudar a sua aplicação em protocolos de resolução por transesterificação ou hidrólise. Os líquidos iónicos assentam no catião biocompatível colina e em monoésteres de ácidos dicarboxílicos como contra-ião. No caso da resolução por transesterificação, usaram-se monoésteres metílicos ou etílicos de ácido succínico...

Complexos metálicos de cobalto, níquel e cobre com a Pirazina-2-carboxamida e 4- hidrazida ácida piridincarboxílica: síntese e caracterização

Carvalho, Genickson Borges de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
This work involved the synthesis, characterization and proposing the molecular structure of coordination compounds involving ligands pyrazine-2-carboxamide (PZA) and 4- hydrazide acidic pyridine carboxylic (INH) and metals of the first transition series (M = Co2+, Ni2+ and Cu2+). For the characterization of the compounds used were analytical techniques such as infrared absorption spectroscopy average (FT-IR) molar conductivity measurements, CHN elemental analysis, EDTA Complexometric, measurement of melting point, X-ray diffraction by powder method, Thermogravimetry (TG) and Differential Thermal Analysis (DTA) and Simultaneous Differential Scanning Calorimetry (DSC). The absorption spectra in the infrared region suggested that the ligand coordination to the metal center occurs through the carbonyl oxygen atom and nitrogen alpha pyrazine ring to those complexes formed with PZA. For INH complexes with metal-ligand coordination is through the carbonyl oxygen and nitrogen of the terminal hydrazide grouping. The conductivity measurements of the complexes in aqueous solution they suggest to all behavior of the type 1:2 electrolytes, and conduct of non-electrolytes in acetonitrile. The results obtained by CHN elemental analysis and EDTA Complexometric allowed to infer the stoichiometry of the compounds synthesized. For all of the complexes obtained was possible to record the melting points...

Avaliação da expressão de genes de resistência às múltiplas drogas (MDRs) e de metabolização em diferentes linhagens celulares tratadas com complexos metálicos de rutênio; Expression of multiple drug resistance gene (MDR) on different cell lines treated with ruthenium (III) complexes

Costa, Cesar Augusto Sam Tiago Vilanova
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.85%
Não consta resumo em outro idioma.; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; Foi com a descoberta da atividade antimitótica da cisplatina por Rosenberg na década se 1960 e 70, em seu célebre estudo com bactérias Escherichia coli, que surgiu o interesse em sintetizar e entender as bases moleculares responsáveis pelo mecanismo de ação biológica dos compostos metálicos, visto que a própria cisplatina foi inicialmente sintetizada por Peyrone nos idos de 1840. Os primeiros estudos envolvendo o uso de complexos metálicos de rutênio como agentes antitumorais foram realizados por Tochter no final dos anos 1980 (Dale et al., 1992). Àquela época, foi inferido que todos os compostos de rutênio apresentavam como mecanismo de ação, a sua ligação com o DNA, formando adutos e desencadeando processos celulares de natureza deletéria que, por fim, levariam a morte celular. É interessante lembrar que esse é o mesmo mecanismo de ação dos compostos de platina mais aceitos nos dias atuais. Sadler e Dyson (2003) estudando compostos de rutênio que continham cloro em sua estrutura, como o cloreto de cis-(dicloro)tetraaminorutênio(III) [cis-[RuCl2(NH3)4]Cl], observaram que estes compostos apresentavam mecanismos de ação biológica muito parecidos com os apresentados pela cisplatina [Pt(NH3)2Cl2]...

Atividade de complexos metálicos sobre biomoléculas

Fischer, Franciele Luane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xvii, 99 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.94%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-graduação em Química, Florianópolis, 2010; Nucleases e proteases são enzimas da classe das hidrolases. As primeiras são capazes de clivar ligações fosfodiéster na molécula de DNA. As proteases, por sua vez, atuam na hidrólise de ligações peptídicas nas proteínas. Em função disso, essas enzimas têm inúmeras aplicações, principalmente, em processos bioquímicos e biotecnológicos. Nesse sentido, nas últimas décadas têm sido desenvolvidos diversos modelos de nucleases artificiais e, mais recentemente, de proteases artificiais. Estes são basicamente complexos mono, di ou multi metálicos que incluem metais como Fe, Zn, Cu, Co, lantanídeos, entre outros. Muitos destes complexos ajudaram a entender não somente os mecanismos envolvidos em reações catalisadas por enzimas, mas também, demonstraram possuir propriedades como agentes antitumorais, antimicrobianos, além de auxiliarem no seqüenciamento e elucidação de estruturas de proteínas. Neste trabalho, foi avaliada a atividade de novos complexos metálicos na clivagem de DNA plasmidial e de uma proteína, a albumina sérica bovina (BSA). Para tanto...

Síntese, caracterização e ensaios cinéticos de novos complexos com os ligantes TPEN e Htmdp

Coelho, Sara Eulália
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 121 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.9%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2012; A presença de íons metálicos como constituintes naturais das enzimas responsáveis por uma ampla variedade de funções especificas associadas ao processo da vida, tem induzido químicos de coordenação a sintetizar e caracterizar complexos metálicos candidatos a modelos biomiméticos para os sistemas naturais. Com base nas informações disponíveis na literatura a respeito do ambiente de coordenação dos íons metálicos, da reatividade e mecanismos de reações das hidrolases e oxidases, planejamos a síntese de novos compostos bioinspirados. Neste trabalho foram sintetizados e caracterizados quatro novos complexos empregando-se os ligantes N,N,N',N'-Tetrakis(2-piridilmetil)etilenodiamena (TPEN) e 1,5-Bis[bis(2-piridilmetil)amino]-3-pentanol (htmdp). São eles: [Gd(TPEN)(NO3)2]NO3.MeOH (1), [Zn2(Htmdp)(µ-CH3COO)](ClO4)2 (2), [Cu2(Htmdp)(µ-OH)](ClO4)2.H2O (3) e [Gd2(Htmdp)(NO3)5]MeOH (4). Os complexos foram caracterizados por análise elementar de CHN, espectroscopia de infravermelho e espectrometria de massas. Os complexos 1, 3 e 4 também foram caracterizados por titulação potenciométrica. Ainda...