Página 1 dos resultados de 13 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Caracterização molecular dos componentes C1q, C4 e C2 do sistema complemento em pacientes pediátricos com lúpus eritematoso sistêmico; Molecular characterization of complement components C1q, C4, and C2 in pediatric patients with Systemic Lupus Erythematosus

Umetsu Sobrinho, Natália
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Objetivo: Realizar a caracterização molecular dos genes C1q, C4 e C2 em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESJ). Métodos: Quatro pacientes com LESJ e deficiências de C1q,C4 e/ou C2 foram selecionados. O paciente P1 apresentava níveis séricos indetectáveis de C1q e níveis normais de C3 e C4; paciente P2 níveis baixos de C2 e C4 no soro; P3 apresentava níveis baixos de C2 e normais de C3 e C4 e P4 constantes níveis baixos de C4 e níveis normais de C1q, C2 e C3 no soro. Foram sequenciados os genes C1q e C2. Células mononucleares dos pacientes P1, P3 e P4 e de três indivíduos saudáveis foram cultivadas, estimuladas com interferon gama e incubadas por 36 horas e PCR quantitativo (qRTPCR) foi realizado para verificar a expressão de mRNA. Resultados: A caracterização molecular do gene C1q (P1) mostrou trocas heterozigotas na cadeia A (c.276 A>G Gly) e na cadeia C (c.126 C>T Pro). Foram observadas também duas trocas de base em homozigose na região 5'UTR (c. -159 T>G) e na região 3'UTR (c*78 A>G) da cadeia B. O qRT-PCR mostrou que a expressão de mRNA de C1qA no paciente P1 sem estimulo estava 1,3 vezes mais baixo e com estímulo de interferon gama estava 1,6 vezes mais expresso se comparado aos indivíduos saudáveis. A expressão de mRNA de C1qB sem estímulo foi 2...

Interação da proteína de superfície LcpA de Leptospira com Fator H, principal regulador solúvel da via alternativa do sistema complemento humano; Interaction of the surface protein LcpA from Leptospira with Factor H, the main soluble regulator of the alternative pathway of human complement system

Silva, Ludmila Bezerra da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.21%
A leptospirose é uma zoonose de distribuição mundial, com maior incidência nas regiões tropicais. As bactérias que causam a doença pertencem ao gênero Leptospira, família Leptospiracea e ordem Spirochaetales. A leptospirose é mantida na natureza pela colonização persistente dos túbulos renais proximais dos animais portadores. Uma estratégia adotada por estas espiroquetas para sobreviver à ação do sistema imune inato do hospedeiro é a capacidade que possuem de interagir com os reguladores do sistema complemento Fator H (FH) e proteína de ligação a C4b (C4BP). O sistema complemento é um componente vital da imunidade inata, uma vez que desempenha um papel crucial na defesa do hospedeiro, particularmente contra bactérias Gram-negativas. Dados recentes gerados por nosso grupo mostraram que C4BP interage com a proteína de superfície LcpA de Leptospira. Com cerca de 20 kDa, essa proteína é capaz de se ligar a C4BP purificado ou solúvel no soro de maneira dose-dependente. Uma vez ligado à proteína, C4BP permanece funcional agindo como cofator de Fator I na clivagem de C4b. O presente estudo teve como principal objetivo avaliar a interação da proteína LcpA com FH humano, principal regulador solúvel da via alternativa do sistema complemento. A proteína LcpA e suas porções N-Terminal...

Mecanismos de evasão do sistema complemento por Leptospira ssp.: interação com inibidor de C1 esterase e C4BP.; Immune evasion mechanisms by Leptospiras spp.: interaction with C1 esterase inhibitor and C4b-binding protein.

Breda, Leandro Carvalho Dantas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.47%
O sistema complemento (SC) é um importante componente da imunidade inata na eliminação de patógenos. Suas proteínas reguladoras são necessárias para controlar a excessiva ativação sobre células próprias. Porém, alguns patógenos ligam a estas proteínas reguladoras para escapar do SC. A Leptospira spp. - agente etiológico do leptospirose - interage com Fator H e C4BP permitindo a evasão ao SC. As regiões SCR 7 e 8 da C4BP são responsáveis pela interação com proteínas LcpA e LigBC, e os SCRs 4, 7 e 8 são responsáveis pela interação com LigAC e L. interrogans íntegra. Estas interaçôes são dependentes de forças iônicas e inibidas por heparina. Outro importante regulador da via clássica e das lectinas é o inibidor de C1 esterase. Observamos sua a interação com leptospira atenuada, patogênica e não patogênica. Ensaios de sobrevivência de leptospira sugerem sua importância na sobrevida de leptospira atenuada, podendo ser utilizado como mecanismo de escape à via clássica e das lectinas do SC, sendo o primeiro mecanismo deste tipo, investigado em leptospiras.; Leptospirosis is a zoonosis caused by bacteria Leptospira. The Complement System plays a crucial role in the immune response against Leptospira. Non-pathogenic leptospira is eliminated by complement while pathogenic is able to avoid complement activation by the acquisition of host complement inhibitors Factor H and C4BP. We verified that SCR 7 and 8 of C4BP alpha chain are responsible to interaction with outer membrane proteins of L. interrogans LcpA and LigBC while SCR 4...

Identificação de proteases de Leptospira envolvidas com mecanismos de escape do sistema complemento humano.; Identification of leptospiral proteases involved in immune evasion mechanisms from the human complement system.

Fraga, Tatiana Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
A leptospirose é uma zoonose causada por leptospiras patogênicas. Para estabelecer a infecção, estas bactérias desenvolveram estratégias de escape ao sistema complemento. Neste trabalho demonstramos que o sobrenadante de cultura de leptospiras patogênicas é capaz de inibir as três vias do complemento. Observamos que esse sobrenadante possui atividade proteolítica sobre C3, C3b e iC3b, além do FB (via alternativa), C2 e C4b (via clássica e das lectinas). As proteínas C3, C4, C2 e FB também foram clivadas quando soro humano normal (SHN) foi utilizado como fonte de complemento. Demonstramos que as proteases atuam em conjunto com os reguladores do hospedeiro Fator I e Fator H na clivagem de C3b. As clivagens foram inibidas pela 1,10-fenantrolina, sugerindo a participação de metaloproteases. Metaloproteases de leptospira da família das termolisinas foram produzidas como proteínas recombinantes e clivaram C3 no SHN. Concluímos que proteases de leptospiras patogênicas podem desativar moléculas do complemento e são potencias alvos para novas terapias em leptospirose.; Leptospirosis is a zoonotic disease caused by pathogenic Leptospira. To establish the infection, these bacteria have developed strategies to escape the complement system. In this work...

Interação de proteínas de membrana de Leptospira com os reguladores Fator H e C4BP do sistema complemento humano.; Interaction of Leptospira membrane proteins with human complement regulators Factor H and C4BP.

Valencia, Mónica Marcela Castiblanco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Diferentes mecanismos têm sido mostrados por estar envolvidos na evasão à morte mediada por complemento. Neste estudo, demonstramos que a aquisição do FH pela Leptospira é crucial para a sobrevivência das bactérias no soro e que estas espiroquetas interagem com FH, FHL-1, FHR-1 e C4BP. Nós também demonstramos que a ligação à estes reguladores é mediada pelas proteínas leptospiral immunoglobulin-like (Lig). FH se liga as proteínas Lig via short consensus repeat (SCR) principalmente pelos domínios 5 e 20. Ensaios de competição sugerem que FH e C4BP têm sítios de ligação diferentes nas proteínas Lig. Além disso, FH e C4BP ligados nas proteínas Lig mantêm a atividade de cofator, mediando a degradação de C3b e C4b pelo FI. Nós demonstramos que a aquisição de FH e C4BP pela L. biflexa transgênica para LigA e LigB exercem um papel de proteção na sobrevida destas bactérias. Análise por citometria de fluxo também confirmaram a capacidade das leptospiras transgênicas para controlar a deposição de C3, C4 e MAC. As proteínas Lig também foram capazes de ligar plasminogênio, o qual foi ativado em plasmina e esta enzima foi capaz de degradar fibrinogénio, C3b e C5. Estas clivagens inativam C3b e C5, evitando a progressão da cascata...

Caracterização molecular da deficiencia de proteina S

Luciana Pugliese da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/1998 PT
Relevância na Pesquisa
16.75%
A proteína S humana é uma glicoproteína plasmática vitamina K-dependente que age como cofator não enzimático da proteína C ativada na Via Anticoagulante da Proteína C. Além disso, a proteína S desempenha um papel independente da proteína C ativada inativando os fatores V e X ativados. A concentração plasmática da Proteína S é regulada por uma proteína de ligação que atua na Via Clássica do Complemento, a C4b. A proteína C4b forma complexos inativos com aproximadamente 60% da proteína S total, e somente a proteína S na sua forma livre pode exercer sua atividade de cofator da proteína C ativada. A deficiência hereditária de proteína S é uma causa comum de trombose venosa recorrente, e ocorre pela diminuição da atividade anticoagulante da proteína S. É uma doença relativamente rara e tem padrão de herança autossômico dominante o gene que controla a produção- da proteína S (PROS1) está localizado no cromossomo 3, próximo à região do centrômero, na posição 3p11.1 - 3q11.2. É constituído por 15 exons e 14 introns, abrangendo uma região de mais de 80 kb, que origina um mRNA de 3,5 a 4,0 kb. Nesta mesma região do cromossomo 3 há um pseudogene (PROS2) que possui 97% de homologia com a região codificadora do gene ativo. De acordo com um "database" de mutações no gene da proteína S...

Specificity and Sensitivity of Screening for Anti-HLA Antibodies in Kidney Allograft Dysfunction

Viana, H; Nolasco, F; Santos, MC; Carvalho, F; Galvão, MJ; Santos, AR; Bordalo, J; Ribeiro Santos, J
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 ENG
Relevância na Pesquisa
26.26%
BACKGROUND: Prospective testing for posttransplant circulating anti-HLA antibodies seems to be a critical noninvasive tool, but confirmatory data are lacking. MATERIALS AND METHODS: Over the last 3 years, peritubular capillary (PTC) C4d deposition was prospectively sought by an immunofluorescence technique applied to frozen tissue in biopsies obtained for allograft dysfunction. Screening for circulating anti-HLA class I/II alloantibodies (AlloAb) by the flow cytometric test was performed simultaneously. RESULTS: We evaluated 132 sets of biopsies and simultaneous serum samples. PTC C4d deposition was demonstrated in 15.9% (21/132) of biopsies. Circulating anti-HLA I/II AlloAb were detected in 25% (33/132) of serum samples. Employing receiver-operator characteristic (ROC) curves for all C4d-positive biopsies, screening for AlloAb showed a global specificity of 82% and sensitivity of 61.9%. When this analysis was restricted to biopsies obtained in the first month posttransplantation, the sensitivity increased to 81.8%, but the specificity decreased to 76.9%. After the first month posttransplantation, we observed sensitivity of 40.0% and a specificity of 86.4%. In the first month posttransplantation, all patients with a diagnosis of acute antibody-mediated rejection displayed circulating anti-HLA class I/II...

Specificity and Sensitivity of Screening for Anti-HLA Antibodies in Kidney Allograft Dysfunction

Viana, H; Nolasco, F; Santos, MC; Carvalho, F; Galvão, MJ; Santos, AR; Bordalo, J; Ribeiro Santos, J
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 ENG
Relevância na Pesquisa
26.26%
BACKGROUND: Prospective testing for posttransplant circulating anti-HLA antibodies seems to be a critical noninvasive tool, but confirmatory data are lacking. MATERIALS AND METHODS: Over the last 3 years, peritubular capillary (PTC) C4d deposition was prospectively sought by an immunofluorescence technique applied to frozen tissue in biopsies obtained for allograft dysfunction. Screening for circulating anti-HLA class I/II alloantibodies (AlloAb) by the flow cytometric test was performed simultaneously. RESULTS: We evaluated 132 sets of biopsies and simultaneous serum samples. PTC C4d deposition was demonstrated in 15.9% (21/132) of biopsies. Circulating anti-HLA I/II AlloAb were detected in 25% (33/132) of serum samples. Employing receiver-operator characteristic (ROC) curves for all C4d-positive biopsies, screening for AlloAb showed a global specificity of 82% and sensitivity of 61.9%. When this analysis was restricted to biopsies obtained in the first month posttransplantation, the sensitivity increased to 81.8%, but the specificity decreased to 76.9%. After the first month posttransplantation, we observed sensitivity of 40.0% and a specificity of 86.4%. In the first month posttransplantation, all patients with a diagnosis of acute antibody-mediated rejection displayed circulating anti-HLA class I/II...

Associação do alótipo raro C4A6 do sistema complemento com a doença cardíaca reumática

Messias-Reason,Iara Jose de; Cavalcanti,Ednéia; Radominski,Sebastião Cézar
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
OBJETIVO: determinar se os alótipos do Fator B (BF), C2 e C4 (C4A e C4B) do sistema complemento poderiam ser marcadores para a doença cardíaca reumática (DCR) na população brasileira. MÉTODOS: foram estudados 49 pacientes com DCR crônica. Os controles incluíram 65 indivíduos saudáveis, não aparentados, pareados com a amostra dos pacientes de acordo com o sexo, idade e grupo racial. Os alótipos de BF, C2, C4A e C4B foram determinados por técnicas-padrão, incluindo Western blot para a determinação das variantes de C2 e C4, utilizando-se anticorpos monoclonais e policlonais. RESULTADOS: este estudo demonstrou um significante aumento do alelo raro C4A*6 (p=0,003 RR=11,85) e diminuição de C4A*3 nos pacientes, quando comparados com os controles. Além disso, alelos nulos de C4 e raros de C4 e BF foram observados com maior freqüência nos pacientes. CCONCLUSÕES: considerando-se que foram avaliados somente pacientes com DCR, mais estudos serão necessários para que se possa esclarecer se o alelo C4A6 pode ser um marcador da forma cardíaca ou da própria doença.

Proteômica baseada em espectrometria de massas na descoberta de candidatos à biomarcadores em câncer e na identificação de novos alvos de ADAM17; Using mass spectrometry-based proteomics to discover cancer candidate biomarkers and to identify novel ADAM17 substrates

Rebeca Kawahara
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.53%
A espectrometria de massas aplicada à análise proteômica permite a caracterização e quantificação em larga-escala de proteínas expressas em uma determinada condição ou sistema biológico. Na presente tese, mostramos por meio de diferentes abordagens a utilidade da espectrometria de massas (1) no estudo de proteínas secretadas ou clivadas da superfície (secretoma) por células tumorigênicas como fonte de biomarcadores em câncer (2) na validação de candidatos biomarcadores em saliva humana de pacientes com câncer oral e (3) no estudo de alvos de uma metaloprotease envolvida na progressão de câncer, a ADAM17 (A disintegrin and metalloproteinase 17). Os resultados gerados pela espectrometria de massas juntamente com ferramentas estatísticas e de bioinformática para visualização de dados em agrupamento, heatmaps, rede de interação proteína-proteína, enriquecimento de vias e processos biológicos indicaram proteínas específicas direcionadas à hipótese que puderam ser validadas por métodos complementares quantitativos e funcionais. No contexto de biomarcadores em câncer, um painel de marcadores foi indicado a partir da análise do secretoma de células de carcinoma, melanoma e não cancerosas. Dentre os candidatos em carcinoma...

Familial C4B deficiency and immune complex glomerulonephritis

Soto, K; Wu, Y; Ortiz, A; Aparício, S; Yu, C
Fonte: Academic Press Publicador: Academic Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 ENG
Relevância na Pesquisa
46.88%
Homozygous complement C4B deficiency is described in a Southern European young female patient with Membranoproliferative Glomerulonephritis (MPGN) type III characterized by renal biopsies with strong complement C4 and IgG deposits. Low C4 levels were independent of clinical evolution or type of immunosuppression and were found in three other family members without renal disease or infections. HLA typing revealed that the patient has homozygous A*02, Cw*06, B*50 at the class I region, and DRB1*08 and DQB1*03 at the class II region. Genotypic and phenotypic studies demonstrated that the patient has homozygous monomodular RCCX in the HLA class III region, with single long C4A genes coding for C4A3 and complete C4B deficiency. Her father, mother, son and niece have heterozygous C4B deficiency. The patient's deceased brother had a history of Henoch-Schönlein Purpura (HSP), an immune complex-mediated proliferative glomerulonephritis. These findings challenge the putative pathophysiological roles of C4A and C4B and underscore the need to perform functional assays, C4 allotyping and genotyping on patients with persistently low serum levels of a classical pathway complement component and glomerulopathy associated with immune deposits.

Estudo do polimorfismo genetico de C4A, C4B, BF e C3 do sistema complemento em artrite reumatoide

Watzko, Wander Luiz
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
27.13%
A Artrite Reumatóide é uma do ença sistêmica de origem descon hecid a que cursa com a participação de fatores genéticos., ambientais e hormonais na sua etiopatogénese. Visando analisar a suscetibilidade genética conferida pelo Complemento na AR em pacientes brasileiros, estudou-se o polimorfismo genético de BF, L o e U4 numa população de G1 pacientes com A.Fí soro-positiva, todos preenchendo os critérios de diagnóstico da A s so c iaçã o America de Reumatologia, e 61 controles normais pareados com os pacientes de acordo com o sexo e a origem étnica. Cinqüenta pacientes com AF! eram do sexo feminino |8 1 ,9%-J e 11 eram do sexo masculino 11 o„1 %\. A variação etária foi de 2U a 75 anos, com uma idade média de 47,3 anos. U in ic io da d o ença en volve u pacientes dos l o aos 65 anos, com uma idade média de J9,Ü4 anos. U tempo de duração da doença foi de 1 a 30 anos, com um tempo médio de o ,21 anos. Dezesseis pacientes 126,23%I apresentavam história familiar de AR. As variantes polimórficas de BF, C3 e C4 foram detectadas através- de eletroforese em gel de agarose, sob alta voltagem e refrigeração co n tin u a . BF e C4 foram visualizados após imunofixação. Os resultados demonstraram uma associação negativa e n volvendo o alótipo BF bF nos pacientes com AFi classe funcional III e IV...

O envolvimento dos alótipos de C4 na patogênese das doenças humanas; Involvement of C4 allotypes in the pathogenesis of human diseases

Samano, Eliana Sueco Tibana; Ribeiro, Lia de Melo; Gorescu, Rosa G.; Rocha, Katya Cristina; Grumach, Anete S.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
27.31%
O sistema complemento constitui um importante sistema de defesa humoral, exercendo papel relevante na resposta contra agentes microbianos, no controle da resposta inflamatória e na depuração de imunocomplexos. A ativação da via clássica é dependente da formação do complexo antígeno-anticorpo. O componente C4 do complemento participa da etapa inicial de ativação desta via e a sua expressão é determinada por dois alótipos : C4A e C4B. A deficiência dos alótipos de C4 tem sido relacionada a várias doenças. O objetivo do presente estudo foi avaliar os dados de literatura que descrevem as deficiências específicas de C4A e C4B com a finalidade de caracterizar seu significado clínico. Foi realizada uma ampla revisão bibliográfica através do MEDLINE e LILACS, avaliando-se os dados de literatura. Excluiu-se estudos com a avaliação de C4 total sem a análise dos alótipos e relatos de caso isolados de deficiência total de C4. Verificou-se que a deficiência dos alótipos de C4 está relacionada com algumas doenças: hanseníase, esclerose sistêmica com anticorpos anti-topoisomerase I, hiperplasia adrenal congênita intermediária com genótipo DR5, diabetes mellitus tipo 1 com genótipo DR3,4 e diabetes mellitus tipo 1 com anticorpos anti-células das ilhotas. Também foram observadas algumas associações entre C4B e doenças auto-imunes como lupus eritematoso sistêmico...