Página 1 dos resultados de 7825 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Contribuição para o desenvolvimento de um modelo de competitividade financeira de empresas; Contribution to the development of a financial competitiveness model of firms

Maschieto, Alexandre José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Este trabalho revê e sintetiza os conceitos para definição de competitividade. Identifica os modelos usados para avaliação da competitividade de empresas e países, como também as fontes de competitividade associadas a cada modelo. Traça-se a evolução do conceito de competitividade, incorporando os avanços do conhecimento de diferentes campos do conhecimento e, mais especificamente, áreas da administração ao longo do tempo, que integrados, contribuem para desenvolvimento de abordagens iterdisciplinares mais completas e coerentes para avaliação da competitividade. Um vasto número de variáveis, estruturais, organizacionais e gerenciais vem sendo usado para explicar e avaliar a competitividade das empresas. Dentre essas variáveis, encontram-se os aspectos financeiros das empresas. Observa-se que há uma necessidade de se desenvolver modelos e teorias que combinem as diferentes abordagens de forma que se obtenha uma posição mais completa, e prática, da competitividade das empresas. Este trabalho não ignora, portanto, a necessidade de uma abordagem iterdisciplinar para avaliação de competitividade. Mas concentra-se no estudo de aspectos financeiros e sua inter-relação com outros aspectos da competitividade empresarial e dos países. Busca-se aqui compreender e avaliar a contribuição da teoria de finanças para abordagens mais completas sobre o tema competitividade. O trabalho propõe uma contribuição para o desenvolvimento de um modelo de competitividade financeira de empresas. Essa contribuição preliminar busca uma definição para a competitividade financeira e a identificação de fatores externos (país) e internos a empresa que contribuem para sua competitividade...

Competitividade de destinos turísticos: fatores de demanda e desempenho

Oliveira, Carlyle Tadeu Falcão de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Esta tese defende que os modelos de mensuração da competitividade de destinos turísticos estão estruturados essencialmente com base em fatores da oferta e foram concebidos fundamentalmente pelos estudiosos e profissionais do turismo. Assim, o objetivo foi traduzir a experiência do turista em termos de competitividade do destino. Ou seja, significa incorporar aos estudos sobre o tema o fator da demanda. Para alcançar esse propósito, discutiram-se as principais teorias que explicam o fenômeno da competitividade e os modelos utilizados para mensurar o fenômeno competitivo. Foram identificadas as abordagens principais, os elementos-chave que influenciam a competitividade e as lacunas teóricas dos modelos. Discutiu-se um método para captar a experiência turística em destinos que foi testado com diferentes tipos de turistas por meio de uma pesquisa qualitativa. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e à luz do modelo brasileiro de competitividade. Os resultados mostraram que a competitividade de destinos é analisada essencialmente por fatores de oferta e consegue captar apenas parcialmente a avaliação realizada pela demanda turística. Falta, portanto, incorporar o fator da demanda aos estudos de competitividade para proporcionar aos gestores do destino mais precisão e segurança nas suas ações.; This thesis argues that the models for measuring the competitiveness of tourist destinations are structured essentially based on factors of supply and are designed primarily by experts and tourism professionals. So...

A produção mais limpa como geradora de inovação e competitividade : o caso da fazenda Cerro do Tigre

Lemos, Angela Denise da Cunha
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Entende-se que no modo de produção atual - tanto primária como industrial - existem pelo menos duas características comuns a ambos. Elas são o desperdício de matérias-primas e de energia. O desejo de minimizar ou eliminar as causas e os efeitos desta situação são os principais objetivos da Produção Mais Limpa (PML). Com a adoção da Produção Mais Limpa ainda podem ocorrer impactos ao meio ambiente. Contudo, estes impactos começam a ser revistos, de forma a serem minimizados ou eliminados. O tema desta pesquisa refere-se à Produção Mais Limpa como geradora de inovação e competitividade, sob a ótica da gestão da tecnologia e tendo em vista as questões ambientais. O problema de pesquisa foi dado pelo seguinte questionamento: Como a adoção da Produção Mais Limpa (PML) pode gerar inovação e competitividade para a empresa que a adota? O objetivo geral da pesquisa foi identificar como a adoção da Produção Mais Limpa (PML) pode gerar inovação e competitividade para a empresa que a adota. Os objetivos específicos buscaram (1) identificar por que a Produção Mais Limpa está sendo adotada; (2) descrever como a Produção Mais Limpa está sendo implementada; (3) identificar os resultados, tangíveis e intangíveis...

O GED - Gerenciamento Eletrônico de Documentos como fator de produtividade e competitividade nas empresas

Almeida, Roseli Rodrigues de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 94 f.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O objetivo deste trabalho é verificar, através de pesquisa bibliográfica e pesquisa documental, a contribuição do Gerenciamento Eletrônico de Documentos - GED para a produtividade e competitividade organizacional, buscando: (a) identificar, na literatura, fatores relacionados aos documentos que contribuem para a produtividade e competitividade das organizações; (b) identificar, na literatura, os níveis organizacionais em que o arquivo, se bem gerenciado, contribui para a produtividade e competitividade das organizações; (c) identificar, na literatura, características do Gerenciamento Eletrônico de Documentos - GED que contribuem para a produtividade e competitividade das organizações; (d) verificar, através de pesquisa documental, na Empresa pesquisada, a validade do levantado em literatura. A pesquisa bibliográfica indicou que: (a) a adequada gestão documental contribui para a produtividade e competitividade das organizações; (b) a contribuição da adequada gestão documental para a produtividade e competitividade das organizações pode contemplar os níveis operacionais...

Empreendedorismo académico e competitividade regional : estudo do impacto do empreendedorismo académico na competitividade de três regiões portuguesas

Leite, Lara Isabel Fernandes
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Dissertação de mestrado em Economia Industrial e da Empresa; A competitividade regional é fomentada por vários elementos, nomeadamente do ambiente empresarial e das estruturas industrial, tecnológica e institucional das regiões. Vários modelos para a análise da competitividade regional têm vindo a ser implementados com base em indicadores objetivos, como a Formação Bruta de Capital Fixo e o número de patentes registadas por empresas regionais. No entanto, aparentemente, o papel das instituições de ensino superior não são considerados. Da mesma forma, pouco se conhece sobre o impacto das atividades desenvolvidas pelas universidades no aumento da competitividade de clusters regionais. De facto o papel da universidade contribui para o desenvolvimento económico regional de várias formas, através da pesquisa, da criação de capital humano por meio de ensino, do desenvolvimento e transferência de tecnologia, e até na criação de um meio inovador na região. Neste estudo pretende-se investigar a vantagem competitiva que as instituições universitárias incrementam a determinadas regiões. Em particular, analisa-se o papel das instituições de ensino superior na criação de novos negócios, assim como na cooperação com o setor de Tecnologias e Sistemas de Informação...

Competitividade da construção; Competitiveness of construction

Silva, José Miguel Félix Soares Torres da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Dissertação de mestrado integrado em Engenharia Civil; Em Portugal, na sequência da crise financeira internacional, o setor da construção foi dos mais afetados, de modo que, tanto o valor produzido como o peso do mesmo na economia nacional têm decrescido. O ano de 2013 foi o décimo segundo ano consecutivo de redução de atividade das empresas do setor da construção. Esta queda de procura do mercado interno, levou empresas a captarem negócios num mercado externo e a adotarem estratégias de sobrevivência da sua atividade. Perante este cenário, surgiu a necessidade cada vez maior de uma empresa de construção nacional se mostrar competitiva, vencer a concorrência e conseguir negócios quer seja para crescer ou manter a sua atividade. Para se estudar o que torna uma empresa de construção competitiva surgiu o tema “Competitividade da Construção”. Tal tema, desenvolveu-se segundo o estudo e divulgação de fatores que determinam a competitividade das empresas de construção em Portugal, e tornouse o objetivo principal desta dissertação. Para isso, foram identificados e analisados os fatores de competitividade da construção, seguido da sugestão de boas práticas e anunciação de exemplos que visaram tanto comprovar a influência dos fatores enunciados como também apresentar estratégias e ações para o aumento de competitividade das empresas. Uma pesquisa bibliográfica e documental e execução de estudos de caso...

Competitividade e défice externo da economia portuguesa

Ferreira, José Manuel da Rocha
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.94%
A actual crise económica que Portugal enfrenta é o resultado do acumular de excessos públicos e privados financiados até então com dívida, essencialmente, externa. Este nível de endividamento assume maior representatividade pelo facto de não ter sido compensado por um crescimento económico igualmente proporcional. Portanto, é vital fomentar o crescimento económico futuro, não só para reduzir o peso da dívida, mas também para uma maior sustentabilidade financeira. Assim, a primeira questão que se coloca é: como que se potencia o crescimento económico? Uma das formas de o conseguir é seguramente através do aumento da competitividade. A competitividade, num âmbito geral, é essencial não só para o aumento das exportações e crescimento das empresas, mas também para a atractividade de investimento, para a criação de emprego, e para um maior bem-estar social de um país. Desta forma, a principal motivação desta dissertação foi analisar e identificar que factores contribuíram para a deterioração da competitividade e condicionaram o progresso da economia portuguesa nos últimos 15 anos. Para tal, efectuou-se uma análise evolutiva de variáveis sustentadas pela literatura como determinantes da competitividade externa. Posteriormente...

Inovação, competitividade e demografia empresarial: o caso da raia Central Ibérica

Natário, Maria Manuela dos Santos
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.94%
A preocupação com a competitividade tornou-se omnipresente. Esta questão ocupa hoje um lugar de destaque ao nível empresarial, nacional e ao nível internacional. Com a crescente globalização, internacionalização, mundialização e integração das economias, o tema competitividade, em particular a competitividade dos territórios, assume importância crescente nas políticas de desenvolvimento nacional mas também regional e local. Efectivamente, a globalização coloca os territórios locais/regionais em competição directa entre eles e não apenas entre nações e entre empresas. Assim, as economias regionais e locais têm de saber explorar as suas vantagens competitivas e a sua eficácia produtiva para poderem subsistir. Neste contexto, um importante factor de competitividade é a inovação, que assume um papel central nas dinâmicas territoriais de inovação e de competitividade. A performance competitiva dos territórios depende da sua dinâmica territorial de inovação e requer um forte envolvimento de diversos actores (públicos e privados) na promoção da inovação. Deste modo, a presente investigação tem como preocupação o estudo e reflexão do processo de inovação e da competitividade num contexto territorial...

A Equidade Interna e a Competitividade no Mercado como Factores Determinantes da Política Retributiva – Estudo de Caso: Banco Itaú Europa

Marujo, Tiago
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Ao longo das últimas décadas temos vindo a assistir a constantes mudanças nos mais diversos mercados, facto esse que tem obrigado as empresas a adaptarem-se a novas realidades e desafios impostos pela competitividade, inovação constante e contexto global. Nesta óptica de abordagem, tem-se verificado uma tendência para a adopção de modelos de gestão que privilegiam e reforçam a importância do capital humano das empresas. É indiscutível que nos dias de hoje, em que vivemos numa sociedade de informação e alta tecnologia acessíveis, são os colaboradores de uma empresa que, com as suas competências e capacidade de inovar, fazem a diferença e contribuem decisivamente para o sucesso. A política de remuneração de uma empresa é uma componente de gestão estratégica extremamente importante, uma vez que possibilita direccionar e focar a actividade dos seus colaboradores para determinados objectivos corporativos de uma forma flexível, remunerando o conteúdo funcional e retribuindo ou partilhando o valor acrescentado que esse conteúdo funcional agrega para a empresa como um todo. Assim como a empresa necessita de manter os seus clientes e satisfazer as suas necessidades com a mais alta qualidade, também ao nível dos recursos humanos torna-se necessário reter os melhores talentos...

Factores ou determinantes da competitividade das agências bancárias ao nível dos recursos, capacidades e competências

Azevedo, Carlos Ferreira de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
Face a importância crescente do estudo da competitividade das empresas, ainda se verifica a existência de algumas lacunas na investigação orientada para estudos de âmbito científico, com rigor metodológico, na área do levantamento dos factores ou determinantes da competitividade, ao nível dos recursos, capacidades e competências, nomeadamente na forma como as empresas aplicam modelos, instrumentos, técnicas e práticas de modo a serem competitivas e ganharem vantagem competitiva. O objectivo desta investigação, centra-se no levantamento dos factores ou determinantes da competitividade e das variáveis que afectam a competitividade das agências bancárias, considerando a profunda transformação no nível competitivo que o sector bancário português vem atravessando nos últimos tempos. A informação necessária para o desenvolvimento desta investigação, foi recolhida através do envio de 327 questionários a todas as agências bancárias da Caixa Geral de Depósitos dos Distritos de Castelo Branco e Guarda (40 agências bancárias). Deste modo, constatou-se na análise dos dados obtidos com o estudo, relativamente às hipóteses testadas, que existe nos colaboradores das agências bancárias uma percepção...

Proposta de uma estrutura de análise combinada da competitividade e sustentabilidade de cidades

Soares, Eduardo Codevilla
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.98%
Em razão da globalização e do aumento da competitividade, as cidades têm buscado identificar e avaliar os fatores relacionados a sua performance e o impacto destes sobre o seu desenvolvimento. Por serem muitos os fatores de competitividade que afetam a performance das cidades, as quais hoje competem globalmente, é de extrema importância que a análise da competitividade seja tratada de forma sistêmica, sendo possível desta forma demostrar a influência de variáveis econômicas, sociais e ambientais em sua competitividade. O presente estudo teve como objetivo analisar conjuntamente os principais fatores de competitividade e sustentabilidade em âmbito das cidades, considerando a percepção de atores sociais e especialistas. Com base na literatura, onde foram identificados diferentes conceitos e abordagens de competitividade e sustentabilidade, foi elaborada uma proposta de estrutura de análise das categorias de competitividade que contemplasse elementos de sustentabilidade. Tal proposta posteriormente foi utilizada como instrumento de pesquisa, visando verificar a aplicabilidade da mesma na percepção dos atores sociais e especialistas. Foram realizadas entrevistas e desenvolvidos mapas cognitivos junto a doze especialistas e atores sociais de nove cidades diferentes. Por fim...

Análise da competitividade em empresas de desenvolvimento de software instaladas no TECNOPUC no Rio Grande do Sul

Dorneles, Daniela Vianna Raffo
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.96%
Em razão da globalização e do aumento da competitividade, as organizações têm buscado identificar e avaliar os fatores relacionados ao seu desempenho e o impacto destes na busca pela vantagem competitiva. Por serem muitos os fatores de competitividade que afetam o desempenho das organizações que atuam em mercados globais, é de extrema importância que a análise da competitividade seja tratada de forma sistêmica, sendo possível desta forma mostrar a influência de variáveis externas e internas ao ambiente da empresa na sua competitividade. Neste contexto dinâmico está inserido o setor de desenvolvimento de software que, em função do impacto de diferentes variáveis tem procurado formas de se manter competitivo no mercado em que atua. O presente trabalho teve como objetivo analisar os principais fatores de competitividade em empresas de desenvolvimento de software instaladas no TECNOPUC no Rio Grande do Sul, considerando a percepção dos gestores das mesmas. Com base na literatura, onde foram identificados diferentes conceitos e abordagens de competitividade, assim como vários modelos apresentados por autores sobre análise da competitividade, foi elaborada uma proposta de estrutura de análise dos fatores de competitividade que posteriormente foi utilizada como instrumento de pesquisa...

Fatores intervenientes na competitividade dos portos brasileiros: um estudo de caso no Nordeste; Intervenient factors on brazilian port competitiveness: a study of case at the Northeast region

Medeiros, Aristófanes Dantas de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.94%
A competitividade portuária intensificou-se a partir dos anos 1980/90, influenciada pelo aumento no comércio internacional e pelas reformas portuárias que se seguiram. Entre os fatores que a determinam, há alguns que estão acima do poder de atuação de um dado porto, como a concessão de subsídios governamentais em portos de países ou estados concorrentes. Consideram-se três áreas em que um porto pode atuar para modificar sua posição competitiva: infra-estrutura, operações e facilitação ao comércio através do porto. Foi realizada uma pesquisa sobre trinta e oito fatores intervenientes na competitividade dos portos, agrupados em seis conjuntos, relacionados dois a dois às três áreas mencionadas. A pesquisa examinou a relevância dos trinta e oito fatores para a competitividade portuária através de questionários apresentados a sessenta usuários de portos nordestinos com vinculação passada, presente ou potencial pelo porto de Natal. Complementarmente pesquisou a opinião desses usuários sobre a competitividade dos cinco portos inseridos no estudo de caso: Fortaleza (CE), Natal (RN), Pecém (CE), Salvador (BA) e Suape (PE). Os resultados obtidos destacaram a importância conferida pelos usuários à agilidade na liberação aduaneira...

Competitividade de destinos turísticos e o imperativo sustentável: avaliação de dimensões e atributos condicionantes no Pólo Costa das Dunas, RN, Brasil; Competitiveness of tourist destinations and the sustainable imperative: an evaluation of dimensions and attributes constraints on Polo Costa das Dunas, RN, Brazil

Cerqueira, Liz Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Turismo; Turismo e Desenvolvimento Regional e Gestão em Turismo Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Turismo; Turismo e Desenvolvimento Regional e Gestão em Turismo
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Being available as a tourist destination is a necessary condition but not enough for the expansion and success of tourism activity. To be successful, tourism requires investment, inputs, appropriate planning and management, like any other economic activity. A fundamental goal of the destination management is to understand how the competitiveness of a tourist destination can be improved and sustained. Competitive position of tourism can be measured and assessed by various models. Evaluating the indicators of competitiveness of a tourist destination involves a multivariate analysis, ranging from issues directly related to tourism activity itself to the indirect factors. These are elements that are interrelated and that together will point out the competitive condition of this destination. From the definition and characterization of competitiveness, sustainability and management in the context of tourist destinations, understood as the main concepts of this study, we present the main theoretical and methodological models of assessment of competitiveness of tourist destinations in the literature and represent the state of the issue in the scientific treatment of the subject. These models, designed by researchers from several countries and applied in different tourist destinations...

Determinantes de competitividade de destinos turísticos aplicados aos roteiros regionais: uma avaliação do roteiro Seridó/RN; Determinants of competitiveness of tourist destinations applied to regional routes: an evaluation script Seridó / RN

Batista, Saulo Gomes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Turismo; Turismo e Desenvolvimento Regional e Gestão em Turismo Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Turismo; Turismo e Desenvolvimento Regional e Gestão em Turismo
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
The tourism industry is gaining representation by move and stimulate the economy, especially by allowing the generation of employment and income, thus allowing growth opportunities for localities where tourism develops. Therefore, the present study entitled determinants of competitiveness of tourist destinations applied to regional routes: an evaluation of the Route of Seridó/RN, discusses the issue of competitiveness in tourism and tries to understand the scenery of this Route. The main objective of the study is to assess the conditions of competitiveness in the Route of Seridó/RN according to benchmarks and global determinants of competitiveness for tourist destinations. The study has also as specifics objectives: define dimensions of the reference model for use in evaluating the competitiveness of the Route of Seridó/RN; identify levels of governance and competitiveness in the municipalities that make up the sample set above the Route, and analyze to what extent the competitiveness of the Route correspond to the global reference of competitiveness of tourism destinations. Regarding the methodology, it is a search for an exploratory- descriptive and used a combination of quantitative and qualitative research method as expected and required in the implementation of the evaluation tool called Compet&enible Model. For data collection...

Ovinocultura de corte em Goiás: uma análise da competitividade da cadeia produtiva; Sheep cutting in Goiás: an analysis of the competitiveness of the supply chain

Souza, Kleber Rodovalho de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronegocio (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronegocio (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
(Sem resumo em outra língua); Este estudo apresenta uma análise da competitividade da cadeia produtiva da ovinocultura de corte em Goiás. Como objetivos específicos, buscou-se caracterizar a cadeia produtiva da ovinocultura de corte no estado; identificar qual o modo de governança prevalecente na cadeia produtiva; caracterizar a oferta e a demanda por carne ovina e derivados no mercado brasileiro; analisar as potencialidades, fragilidades, ameaças e oportunidades na cadeia produtiva; e realizar um diagnóstico da competitividade da cadeia. A metodologia deste estudo foi estruturada quanto aos fins e quanto aos meios. Quanto aos fins a pesquisa foi exploratória e descritiva. Quanto aos meios contempla pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa de campo. A amostra englobou 78 respondentes entre produtores e técnicos em ovinocultura espacialmente distribuídos em 4 microrregiões do estado de Goiás e 3 agroindústrias concentradas no entorno de Brasília. Os dados foram obtidos quali-quantitativamente. A pesquisa permitiurealizar um diagnóstico da competitividade da cadeia estudada, norteada pelos fatores determinantes de competitividade propostos em Coutinho e Ferraz (2002). O foco da análise foi o elo produção dentro das fazendas e agroindústrias. Outros elos foram analisados a partir de dados secundários. Como resultados...

Processos em redes interorganizacionais : a dinâmica das relações de cooperação e contribuição da firma pela competitividade sistêmica

Braga, Bruno da Rocha
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2015.; A competitividade é definida como os níveis de habilidade e desempenho de firmas, de setores da indústria, ou regiões político-administrativas para a exploração de fatores de produção e o suprimento de bens e serviços ao mercado. Um fenômeno socioeconômico que depende de fatores além das condições estruturais e das fronteiras organizacionais, a competitividade é o resultado também da colaboração, da ação coletiva entre empresas e instituições de apoio à indústria, governo e sociedade civil. Neste contexto, processos interorganizacionais de rotina e de mudança emergem de transações entre atores que são legal e financeiramente independentes, mas também organizacional e economicamente interdependentes, constituindo relacionamentos de cooperação que são determinantes do desempenho no longo prazo. A partir da revisão da literatura sobre a competitividade baseada na cooperação interorganizacional, com um foco nas perspectivas teóricas dos recursos, relacional e sistêmica, este estudo inquiriu duas lacunas teórico-empíricas: (1) a abordagem multidimensional e sistêmica para o desempenho competitivo da firma...

Uma avaliação da contribuição das cooperações universidade-empresa e inter-empresas para a competitividade das empresas industriais do pólo tecnológico de São Carlos.; An estimation of university-enterprise and interfirm cooperation to the competitiveness of industrial enterprises of the technopolis of São Carlos.

Perussi Filho, Sergio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este trabalho avalia o estado e a contribuição das cooperações universidade-empresa e inter-empresas para a competitividade de empresas industriais do polo tecnológico de São Carlos, sob a ótica do empreendedor. A contextualização teórica é feita através da revisão bibliográfica dos temas referentes a pequenas empresas, pólos tecnológicos, tecnologia, inovação, competitividade e cooperação universidade-empresa e inter-empresas. Para a avaliação da contribuição das cooperações foram utilizadas as dimensões de competitividade da manufatura mais aceitas na literatura. Foi utilizado o método de estudo de caso, com uma amostra de onze empresas do Polo Tecnológico de São Carlos, composta de dez empresas de pequeno porte e uma de médio porte. Foi aplicado um questionário com o objetivo de obter a percepção dos empreendedores acerca da competitividade de suas empresas, a avaliação que fazem das cooperações universidade-empresa e inter-empresas e também a avaliação dos empreendedores sobre a importância do pólo tecnológico de São Carlos na sustentação e incremento da competitividade de suas empresas. O resultado da pesquisa mostrou que os empreendedores têm dificuldades de entendimento sobre o conceito de competitividade e das dimensões que sustentam a competitividade da manufatura. Mostrou também quais são as dimensões da competitividade mais impactadas pelas cooperações e...

Factores ou determinantes da competitividade das agências bancárias ao nível dos recursos, capacidades e competências

Azevedo, Carlos Ferreira de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
Face a importância crescente do estudo da competitividade das empresas, ainda se verifica a existência de algumas lacunas na investigação orientada para estudos de âmbito científico, com rigor metodológico, na área do levantamento dos factores ou determinantes da competitividade, ao nível dos recursos, capacidades e competências, nomeadamente na forma como as empresas aplicam modelos, instrumentos, técnicas e práticas de modo a serem competitivas e ganharem vantagem competitiva. O objectivo desta investigação, centra-se no levantamento dos factores ou determinantes da competitividade e das variáveis que afectam a competitividade das agências bancárias, considerando a profunda transformação no nível competitivo que o sector bancário português vem atravessando nos últimos tempos. A informação necessária para o desenvolvimento desta investigação, foi recolhida através do envio de 327 questionários a todas as agências bancárias da Caixa Geral de Depósitos dos Distritos de Castelo Branco e Guarda (40 agências bancárias). Deste modo, constatou-se na análise dos dados obtidos com o estudo, relativamente às hipóteses testadas, que existe nos colaboradores das agências bancárias uma percepção...

Evolução da competitividade da produção manufatureira no Brasil; Texto para Discussão (TD) 574: Evolução da competitividade da produção manufatureira no Brasil; Increased competitiveness in manufacturing output in Brazil

Bonelli, Regis; Fonseca, Renato
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
36.92%
Este artigo procura analisar a evolução da competitividade da indústria brasileira na década atual, com o objetivo de contribuir para o melhor entendimento da questão e do desempenho comercial brasileiro. Para tal optamos pela utilização de um indicador de competitividade-custo já conhecido, embora relativamente pouco utilizado no Brasil: o custo unitário da mão-de-obra. Ao compararmos a competitividade da indústria brasileira com a de alguns de nossos principais parceiros comerciais, verificamos que na primeira metade da década de 90 a indústria brasileira acumulou perdas significativas de competitividade, com claros reflexos nas nossas exportações de produtos manufaturados. Todavia, a partir de meados de 1996 dá-se início à reversão na tendência crescente do ULC da indústria, que se transformou numa tendência declinante em 1997. Paradoxalmente, essa perda de competitividade da indústria brasileira vinha ocorrendo em concomitância com o crescimento sem precedentes da produtividade da mão-de-obra. Decompondo o ULC, pudemos concluir que o principal determinante da perda de competitividade da indústria brasileira, nesta década, foi o crescimento do salário médio em dólares. Comprovamos também que o aumento do salário em dólares deveu-se menos à valorização cambial que ao crescimento do salário médio em reais. O trabalho contém...