Página 1 dos resultados de 146 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Escola de Mães

Bernardo, Ana Carolina Couto
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.73%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio da Intervenção Precoce na Infância; Este estudo centra-se na implementação de uma Escola de Mães, programa de educação parental realizado em seis sessões na freguesia de Calhetas, ilha de S. Miguel, e na avaliação comparativa, anterior e posterior ao programa, das três mães participantes no que se refere ao aumento de competências parentais vigentes na relação com os filhos e no aumento da sua autoestima, além da pertinência desta Escola de Mães como uma mais-valia para as mesmas. As participantes são mães de crianças consideradas em risco grave no desenvolvimento, apoiadas ou não pela Intervenção Precoce, com idades inferiores a seis anos, de um meio sociocultural carenciado. Foi possível verificar que a participação na Escola de Mães foi uma mais-valia, sendo notória a necessidade que as mães manifestaram em aprender e atualizar os seus conhecimentos e nas alterações de comportamento e atitudes perante as interações, comunicação e na promoção emocional dos filhos, competências parentais estas que surgem como consequência da reflexividade promovida durante as sessões do programa. Assim...

Programa de competências parentais para prevenção da negligência

Canedo, Vanessa Carina Ferreira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Projecto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Criminologia; Nos dias que decorrem os maus-tratos e a negligência por parte dos progenitores aos menores que se encontram à sua responsabilidade têm vindo a crescer de um modo quase exponencial. Contudo este é um tema que não é atual, uma vez que já nos nossos antepassados existiram registos de situações de maus-tratos com crianças e situações de escravidão. Tal como sabemos os efeitos dos maus-tratos não são apenas evidências físicas, tais como pisaduras, mordeduras… Estes podem ainda ser afetivos, sociais, comportamentais ou até mesmo cognitivos. O que pode levar a um défice no desenvolvimento integral do indivíduo. De um modo geral, com os questionários que foram sendo administrados, com as visitas domiciliárias e com as sessões de formação de competências parentais foi notório que os progenitores conseguem identificar quais os tipos e sinais dos maus-tratos assim como os comportamentos que são reconhecidos como uma forma maltratante. Com a implementação do programa de competências parentais verificaram-se melhorias nos estilos parentais dos progenitores envolvidos assim como no ambiente familiar e na organização da habitação.; In days to derive the mistreatment and neglect by parents to children who are the responsibility has been growing almost exponentially. This topic is not current...

Contributos para a aferição das (des)vantagens da conceção de um Programa de Competências Parentais a partir de uma CPCJ

Chaves, Flávia Emanuela Pinto
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.73%
Projecto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau Licenciada em Serviço Social; Este projeto surge após o estágio curricular realizado na CPCJ da Maia que teve a duração de um ano letivo. Durante esse tempo fomos identificando diferentes necessidades através do acompanhamento das várias diligências e através da participação nas reuniões da Comissão Restrita. Muitas das problemáticas sinalizadas poderiam ver os seus números reduzidos através da educação e/ou da formação parental. Para tal traçamos como objetivo do presente projeto o estudo da importância da implementação de um Projeto de Treino de Competências Parentais (PTCP) na CPCJ. Para responder a este objetivo optou-se por utilizar uma metodologia qualitativa, com recurso às técnicas da análise documental e à entrevista em profundidade. Ao nível da análise documental começamos por estudar o Relatório Anual de Atividades de 2013 da CPCJ. Seguidamente e com o estudo das problemáticas e da realidade da CPCJ feito realizámos três entrevistas a técnicas de diferentes áreas de forma a termos uma diversidade maior de experiências e diferentes olhares sobre o tema estudado. Entrevistamos uma educadora social...

“Filhos és, pai serás”: memórias infantis dos pais e competências parentais actuais

Monteiro, Joana
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Esta investigação tem como objectivo principal perceber se as memórias parentais na infância influenciam as competências dos pais na parentalidade. Seguindo uma linha de investigação correlacional transversal, de natureza quantitativa, foi desenvolvido um protocolo que permitiu a recolha dos dados necessários à realização do presente estudo. Como tal, foi aplicado um questionário sociodemográfico, bem como três escalas que permitiram recolher informações acerca das memórias infantis parentais, o estilo de vinculação do participante, como também as competências parentais desempenhadas por estes, actualmente, nos filhos. Os resultados desta investigação convergem com os estudos realizados e a literatura encontrada neste âmbito, sugerindo que as memórias de infância relativas aos estilos educativos parentais influenciam o modo como, mais tarde, se estabelecem vínculos relacionais e, em função destes, se aplicam as competências parentais. As relações precoces e, a percepção dada às mesmas, são fundamentais para o processo de desenvolvimento do indivíduo a nível social, psicológico e emocional, sendo considerados os desencadeadores do investimento relacional com os que os rodeiam.; The present study’s main objective is to perceive if the parents’ childhood memories influence their parenthood competences later on. The protocol that enabled the data collection was based on a correlational transversal and quantitative research. A sociodemographic questionnaire was used...

Cuidar do recém-nascido: o enfermeiro como promotor das competências parentais

Silva, Ana Cristina Figueiredo Correia e
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.93%
Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta; Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta; Resumo - As acções de promoção de saúde pertinentes e de qualidade desenvolvidas no contexto dos cuidados de saúde primários, são fundamentais porque visam facultar aos Pais os conhecimentos necessários ao melhor desempenho da sua função parental. Desta forma, torna-se imperioso conhecer as dificuldades dos Pais no cuidar do Recém-Nascido (RN) no período pós-parto, para que se possa promover uma melhor adaptação aos seus novos papéis e desenvolver competências parentais no âmbito da prestação de cuidados ao RN. Actualmente, a maioria dos Pais não possui apoios familiares na prestação de cuidados ao RN, pelo que é essencial que possuam as competências necessárias para o cuidar do seu bebé. Este estudo tem como finalidade conduzir à reflexão sobre a temática, no sentido de instituir mudanças nas práticas de cuidados ao nível do Centro de Saúde, que conduzam a um envolvimento efectivo dos Pais nos cuidados a prestar aos filhos, capacitando-os para cuidarem destes no futuro. Neste contexto, esta investigação insere-se no paradigma quantitativo e qualitativo com uma abordagem exploratória...

Atitudes face à adoção de crianças por casais homossexuais : a visão de estudantes do ensino não regular da região autónoma da Madeira

Delgado, André José Gonçalves
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.73%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia Clínica e da Saúde); Apesar da investigação não apresentar diferenças aos níveis do desenvolvimento da criança e das competências parentais, entre famílias homoparentais e heteroparentais, persistem atitudes negativas para com a homoparentalidade. O presente estudo procura avaliar as atitudes de estudantes de uma escola profissional na Região Autónoma da Madeira acerca das competências parentais e dos resultados desenvolvimentais de crianças em famílias homoparentais. Utilizando uma metodologia semi-experimental, criaram-se seis vinhetas que descrevem um casal (Gay, Hétero e Lésbico vs. Criança de 6 e de 12 anos) em processo de adoção. Os participantes (n = 288), perante uma versão distribuída aleatoriamente, responderam a questões acerca das competências parentais e outcomes desenvolvimentais da criança. Verificou-se uma atitude globalmente positiva em todas as condições experimentais. Quando comparadas, verificaram-se atitudes mais favoráveis aos casais heterossexuais. Os homens revelaram atitudes mais negativas nas situações de homoparentalidade. Nas situações em que a criança tinha 12 anos a antecipação dos resultados desenvolvimentais foi mais positiva. Estudos futuros deverão verificar se existem relações entre as atitudes face à homoparentalidade e atitudes face à institucionalização.; Although no differences on child’s development and parental competences have been found between heterosexual and same-sex parent families in previous studies...

Supervisão em enfermagem neonatal: pais e enfermeiros como parceiros no desenvolvimento de competências

Rodrigues, Sandra Patrícia Faustino
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.76%
Os cuidados de enfermagem neonatais baseiam-se no Modelo de Parceria de Cuidados, em que os pais progressivamente desenvolvem competências cuidativas. Cabe aos enfermeiros a supervisão deste complexo processo, paralelo a uma prática reflexiva que permita o desenvolvimento de competências profissionais. Realizámos um estudo de natureza exploratória e correlacional, com metodologia predominantemente quantitativa e com uma parte qualitativa. O objectivo geral é: correlacionar a auto-avaliação das competências parentais nos cuidados ao recém-nascido de risco com a satisfação dos pais e com a avaliação dos enfermeiros, no âmbito da prática de enfermagem familiar. Foi aplicado um questionário a 101 pais de recém-nascidos internados numa Unidade de Cuidados Intermédios de Neonatologia, próximo do momento da alta, para que realizassem a auto-avaliação de competências nos cuidados ao recém-nascido e avaliassem a satisfação com os cuidados de enfermagem. Incluiu uma escala que desenvolvemos para os pais se auto-avaliarem e uma escala de satisfação que foi por nós traduzida. Os enfermeiros realizaram um questionário para avaliarem as competências parentais e um questionário acerca da prática de enfermagem familiar...

Desenvolvimento de competências parentais no puerpério através da Visita Domiciliária de Enfermagem: Revisão Integrativa

Sim-Sim, Margarida; Barros, Maria da Luz; Martins, Maria Antónia
Fonte: Unidade local de Saúde do Baixo-Alentejo. Moura Publicador: Unidade local de Saúde do Baixo-Alentejo. Moura
Tipo: Aula
POR
Relevância na Pesquisa
56.54%
Objetivo: Analisar a perceção de desenvolvimento de competências parentais das puérperas através da visita domiciliária de enfermagem . Desenvolvimento: Revisão de literatura a partir da formulação de uma pergunta de partida que orientou a pesquisa. Foi realizada entre janeiro e fevereiro de 2012, nas bases de dados eletrónicas da Medline, Academic Search Complete, Pub-Med. Critérios de inclusão: estudos publicados na década de 2000 e até á presente data, com evidência científica, de carácter empírico e primário, disponíveis em texto completo, escritos em português, inglês e francês, de acesso livre, cujos sujeitos/participantes são puérperas em ambiente domiciliar, foco no desenvolvimento de competências fruto da visita domiciliária de enfermagem, usando como palavras-chave home visiting, postpartum, puerperium, maternal satisfaction, motherhood satisfaction. Encontraram-se 20 artigos, selecionados 12. Principais Conclusões: da análise dos estudos selecionados, percebeu-se que mulheres de baixa renda beneficiam com o seguimento da visita, mulheres mais visitadas recorrem menos a Serviço de Urgência por problemas com os filhos, problemas de aleitamento materno relacionados com posição e pega inadequada podem ser resolvidos com visitas precoces. A primeira visita domiciliar deve ocorrer na 1ª semana pós-alta hospitalar...

Competências parentais na amamentação : contributos para um modelo de supervisão clínica em enfermagem

Cruz, Laura Maria
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
67.01%
A Supervisão Clínica em Enfermagem tem vindo a afirmar-se como um processo promotor da aprendizagem profissional contínua dos enfermeiros, conferindo suporte para a implementação de práticas clínicas seguras e de qualidade, estimulando a autoavaliação permanente e o desenvolvimento de capacidades analítico-reflexivas. A amamentação constitui um indicador da qualidade de saúde da criança, da mãe e consequentemente dos cuidados de saúde. O desenvolvimento de competências parentais na amamentação, para além de facilitar a adesão e a manutenção deste processo, reflete a excelência dos cuidados de enfermagem. Este estudo pretende avaliar as competências parentais na amamentação, no sentido de propor contributos para um modelo de supervisão clínica, que potencialize a segurança e a qualidade dos cuidados. Com esta investigação pretendeu-se atingir os seguintes objetivos: avaliar as competências parentais relativas à amamentação; identificar as necessidades dos pais, em conhecimentos e habilidades, referentes à amamentação e propor contributos para um modelo de supervisão clínica, que promova as competências parentais na amamentação. Para a sua realização optou-se por uma abordagem quantitativa...

Análise da implementação de um plano de treino de competências parentais em pais com filhos institucionalizados: estudo de caso do centro de acolhimento temporário: casa da Palmeira da Associação Luís Pereira da Mota

Lima, Ana Paula Carvalho de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Economia Social e Solidária / Código Jel: 8H; 9I.; A partir da análise do estudo de caso a um programa de treino de competências parentais, a pais com filhos institucionalizados num centro de acolhimento temporário, pretende-se obter respostas às dificuldades da parentalidade em famílias carenciadas, através da aplicação de programas de competências parentais. Nesta análise do programa desenvolvido no Centro de Acolhimento Temporário Casa da Palmeira da ALPM, no âmbito do plano Sere+, cujo objetivo centra-se na articulação com os pais e na melhoria das suas competências enquanto progenitores. Foi aplicada uma metodologia quantitativa longitudinal e descritiva, na medida em que foi possível a construção do plano de competências parentais, a aplicação e avaliação. Os resultados do programa não são significativamente positivos. Apresentam dificuldades das famílias para a sua restruturação na parentalidade e alguns constrangimentos dos profissionais na aplicação do programa por falta de foco social, por vezes dificuldade na diferenciação do tipo de intervenção a desenvolver, ou seja, falta de clareza na intervenção. Conclui-se que os programas de competências parentais...

Coesão familiar, competências parentais e factores de risco em mães imigrantes e portuguesas

Sousa, Cátia Marina Reis
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.9%
Dissertação de mest., Psicologia Clínica e da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2011; A coesão e adaptação familiar, bem como as competências parentais percebidas são dimensões associadas a uma parentalidade adequada e podem influenciar o desenvolvimento das crianças. No entanto, no nosso país ainda são escassos os estudos sobre este tema, sobretudo com a população imigrante. Foram entrevistadas 39 mães, 19 de nacionalidade portuguesa e 20 imigrantes, todas residentes no concelho de Albufeira. Utilizámos várias escalas de modo a recolher informação sobre as características sócio-demográficas a coesão e adaptação familiar, as competências parentais percebidas e os acontecimentos de vida negativos. Os resultados sugerem que as mães expostas a mais acontecimentos de vida stressantes e de risco sentem-se menos satisfeitas com o seu papel de mãe. Por outro lado, as mães com uma maior coesão familiar e adaptação familiar são as que se percebem com mais competências parentais. Observamos também que as mães imigrantes estão expostas a mais factores de risco, percebem-se com piores competências parentais do que as mães portuguesas. No entanto, estas diferenças não foram estatisticamente significativas. Verificou-se uma tendência para existir uma influência entre os factores de risco e a satisfação parental...

Vinculação aos pais, psicopatologia e perceção de competências parentais em mães de crianças utentes da consulta de Psicologia

Pinto, Ana Sofia
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.88%
Dissertação de mest., Psicologia Clínica e da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2012; O presente estudo tem como objetivos principais: estudar a relação existente entre os sintomas psicopatológicos e o estilo de vinculação às figuras parentais no passado; estudar a relação existente entre a psicopatologia as competências parentais percebidas pelas mães; estudar a relação entre o estilo de vinculação materna atual e as competências parentais percebidas enquanto mãe. Para avaliação das variáveis utilizaram-se as seguintes escalas: Questionário de Dados Sociodemográficos; BSI – Inventário de Sintomas Psicológicos; PSOC – Escala de Percepção de Competência Parental; EVA – Escala de Vinculação do Adulto; EMBU – Escala sobre Lembranças de Práticas Parentais. De acordo com os objetivos da investigação e de acordo com os resultados obtidos, não encontrámos associações significativas entre a presença de sintomas psicopatológicos e as memórias de infância (BSI e EMBU). Relativamente ao segundo objetivo, também não se encontraram relações significativas entre as escalas PSOC e BSI. Por último, atendendo ao terceiro objetivo, verifica-se a existência de uma relação significativa entre a eficácia e o estilo seguro...

Apoio social, factores de risco e competências parentais percebidas em famílias multiproblemáticas no concelho de Silves

Pires, Sónia Maria Rosa
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
A família é caracterizada como o espaço de vivência de relações afetivas profundas: a filiação, a fraternidade, o amor, a sexualidade, numa trama de emoções e afetos positivos e negativos que, na sua elaboração, vão dando corpo ao sentimento de sermos quem somos e de pertencermos àquela e não a outra qualquer família. No contexto das Famílias “Multiproblemáticas” o principal desafio com que os técnicos se deparam é a relação que se estabelece entre profissionais e estas famílias, que enquadrados no modelo Ecossistémico, conceptualizou-se o desenvolvimento dos guiões de avaliação do profissional que implicam uma interrelação recursiva dos contextos dos quais faz parte. O presente trabalho pretende compreender as implicações de variáveis pessoais (experiência parental, bem-estar psicológico, satisfação com a vida familiar, satisfação com o apoio institucional entre outras). Concluiu-se que a família, desempenha um papel preponderante na eficácia das competências parentais. Assim, sugere-se o desenvolvimento de programas de intervenção junto destes familiares de forma a prevenir e minimizar os fatores de risco.

Competências parentais percebidas e satisfação marital em famílias com menores em risco

Mendes, Mélody
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.73%
As famílias com menores em risco psicossocial têm que enfrentar várias adversidades que comprometem a sua capacidade para exercer uma parentalidade adequada e frequentemente adotam práticas com efeitos negativos para o desenvolvimento dos seus filhos. As competências parentais percebidas e a capacidade dos cônjuges para comunicar, colaborar e resolver desacordos desempenham um papel crucial para exercer uma parentalidade eficaz. No presente estudo analisamos as relações entre a satisfação marital e as competências parentais percebidas. A amostra é constituída por 112 pais (80 mães e 32 pais), com uma idade média de 36,18 anos, residentes no Algarve. Foram aplicados, através de uma entrevista individual, o Parental Sense of Competence (Johnston & Mash, 1989), a ENRICH Marital Satisfaction Scale (Fowers & Olson, 1993) e um questionário de dados sócio-demográficos e familiares (Nunes, Lemos, Costa, Nunes, & Almeida, 2011). A maioria dos participantes são casados ou vivem em união de facto, integram lares biparentais e estáveis, possuem um baixo nível educativo, estão desempregados e vivem na pobreza. Estas três últimas condições são preocupantes, uma vez que podem comprometer não só o seu bem-estar psicológico...

Avaliação da eficácia de um Programa de Promoção de Práticas Educativas Parentais implementado na Clínica Pedagógica de Psicologia da Universidade Fernando Pessoa

Villas-Boas, Sónia Ferreira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.75%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde; A formação parental apresenta-se como uma prática que pretende aumentar a consciência dos pais para a utilização das suas competências parentais, através de ações educativas de sensibilização, aprendizagem ou esclarecimento relativo a atitudes e praticas educativas parentais (Olivares, Mendez & Ros, 2005). A criação e a promoção de intervenções parentais ajudam no desenvolvimento da qualidade das interações, entre pais e filhos e no desenvolvimento de competências parentais e pessoais. Os programas de Práticas Educativas Parentais têm como objetivo a promoção da autoestima, do autoconceito, da comunicação entre pais e filhos e do treino de estratégias para modificar determinados comportamentos dos filhos. A colaboração das famílias nas intervenções familiares contribui para a promoção do desenvolvimento da criança, reduzindo fatores de risco (Mestre & Corassa, 2002; Silvares, 1995). Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo construir, implementar e avaliar a eficácia de um programa de Promoção de Práticas Educativas Parentais. Participaram 10 sujeitos adultos (5 pertencentes ao Grupo Experimental e 5 pertencentes ao Grupo de Controle) com idades compreendidas entre os 30 e os 52 anos (M =40...

A percepção materna das competências parentais e do ambiente familiar : possíveis influências da depressão pós-parto, satisfação conjugal e suporte social

Torcato, Sónia Margarida Gomes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.88%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015; Objetivos: O objetivo deste estudo é investigar a influência da depressão pós-parto na perceção materna das competências parentais e do ambiente familiar. Em particular, pretende-se investigar se a depressão pós-parto, a satisfação conjugal e a existência de suporte social têm influência no modo como as mães percecionam as suas competências parentais e o seu ambiente familiar. Amostra: A amostra é constituída por 40 mulheres, que foram mães no último ano (idades entre os 19 e os 42). As participantes da investigação foram todas recrutadas na Consulta de Saúde Infantil, do Centro de Saúde de Caldas da Rainha. Instrumentos: Foi entregue a Folha de Informação à Participante, após a sua leitura obteve-se o Consentimento Informado. Depois deste procedimento a investigadora realizou, com a participante, o preenchimento do Questionário Sociodemográfico e Clínico. Individualmente, as mães, preencheram os seguintes questionários: Escala da Depressão Pós-parto (EPDS); Escala de Sentimento de Competência Parental (ESCP); Escala de Ambiente Familiar (FES); Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC) e...

Programa de promoção de competências parentais destinado a pais de bebés prematuros

Blanc, Rita Maria Borges Coutinho de Faria
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.66%
Os Programas de Promoção de Competências Parentais (PPCP) surgem como um dos métodos de Intervenção Precoce (IP) direccionado para as famílias, tendo como objectivo promover as suas competências, como forma de lhes facilitar o desempenho da função parental. Tendo como população-alvo as famílias de bebés prematuros, criámos, desenvolvemos e avaliámos um programa no Hospital de Santa Maria. Após uma breve caracterização da IP centrada na família, dos fundamentos subjacentes aos PPCP e dos bebés prematuros e suas famílias, descrevemos pormenorizadamente todo o programa, cada sessão que o compôs e as famílias que participaram. No sentido de enriquecer a caracterização das famílias e de avaliar os resultados do programa, aplicámos a Escala de Auto-estima Materna e o Questionário da Percepção Parental de Competência. Os principais resultados mostraram-nos que as mães cujos bebés apresentaram maiores complicações durante a gravidez, parto e internamento e possuem actualmente dificuldades ao nível do desenvolvimento psicomotor, obtiveram os valores mais baixos de Auto-estima Materna no pré-teste e viram os seus valores aumentar após a sua participação no programa. No final, as mães avaliaram de forma positiva o programa...

Competências parentais percebidas, aliança parental e bem-estar infantil em famílias de risco psicossocial

Ramos, Élia Cristina Puga
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.96%
Dissertação de mestrado, Psicologia Clínica e da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2013; A presente investigação teve por objetivo analisar a relação entre competências parentais percebidas e aliança parental no bem-estar infantil, em contexto familiar de risco psicossocial. Participaram neste estudo 46 mães de crianças com idades entre os 8 e os 18 anos, acompanhadas por entidades que intervêm junto de crianças e jovens em risco e respetivas famílias. Os resultados obtidos sugerem que: (1) a aliança parental e a satisfação das competências parentais percebidas estavam negativamente relacionadas com a acumulação de eventos stressantes vivenciados pelas mães; (2) a eficácia ao nível das competências parentais encontrava-se positivamente associada à autonomia dos filhos e da relação destes com os pais; (3) a satisfação parental percebida associava-se positivamente ao bem-estar psicológico dos filhos e ao relacionamento destes com o grupo de pares; (4) as mulheres que integravam famílias biparentais reportaram maior eficácia ao nível das competências parentais; (5) a aliança parental, as competências parentais percebidas e o bem-estar infantil ficavam comprometidos quando tinham sido vivenciadas situações de maus-tratos...

A Perceção das Competências Parentais por Pais e Filhos: fatores determinantes

Lalanda, Susana Catarina Ribeiro do Espirito Santo
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.82%
O termo parentalidade tem evoluído com os estudos que foram sendo desenvolvidos na área, na sua maioria pretendem compreender como as crianças percecionam as competências parentais dos seus progenitores e qual o comportamento da criança em função do estilo educativo exercido. Para avaliar e analisar a parentalidade é necessário conhecer a comunidade onde se insere a família, sendo já amplamente discutida a influência do meio e contexto no comportamento e na perceção que temos de nós e do outro. O presente estudo propôs-se a entender quais os fatores sociodemográficos e comportamentais que podem condicionar o exercício das competências parentais. Constitui-se como um estudo descritivo-correlacional, com uma amostra não probabilística aleatória por conveniência, com 62 pais de crianças com idade compreendidas entre os 6 e os 11 anos e frequentam o 1º Ciclo do Ensino Básico no Distrito de Leiria. Para responder ao objetivo inicial foram utilizados os seguintes instrumentos: para a perceção das competências parentais recorreu-se às escalas EMBU-P e EMBU-C, para avaliar a ansiedade nos pais foi aplicado o Inventário de Ansiedade de Beck (IAB) e finalmente, o questionário sociodemográfico que pretendia identificar características da amostra (residência...

Competências parentais: construção de um instrumento de avaliação

Cardoso,Alexandrina; Silva,Abel Paiva e; Marín,Heimar
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
Enquadramento: A avaliação das competências parentais é essencial para a definição das terapêuticas de Enfermagem promotoras da transição para a parentalidade. Objetivos: Construir um instrumento orientador da avaliação das competências parentais, desde a gravidez até ao sexto mês de idade e analisar utilidade clínica e propriedades psicométricas. Metodologia: Na primeira fase, identificaram-se as necessidades de aprendizagem, através de entrevistas a 51 mães e pais e uma revisão da literatura e, concebeu-se o modelo do instrumento. Na segunda fase analisaram-se as características clínicas e as propriedades psicométricas do instrumento, com recurso a 630 mães e a 214 pais. Resultados: O Instrumento de Avaliação das Competências Parentais englobou 17 competências parentais e 193 indicadores. Na análise da consistência interna, observou-se KR20=0,94 na versão materna e KR20=0,87 na versão paterna. Na análise das subescalas dos conhecimentos e das habilidades das mães e dos pais foram observados níveis significativos de consistência interna (a=0,86 e a=0,66; a=0,89 e a=0,76, respetivamente) Conclusão: O instrumento revelou ter utilidade clínica e fiabilidade para avaliar as competências parentais.