Página 1 dos resultados de 6632 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Comitê de auditoria: uma análise baseada na divulgação das informações de empresas brasileiras; Audit committee: an analysis based on the disclosure information of Brazilian companies

Santos, Aldomar Guimarães dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
Em virtude de sucessivas crises e fraudes envolvendo grandes empresas ocorridas nos últimos anos, a sociedade e os governos passaram a buscar novas formas de controle, além de revitalizar antigas formas que haviam sido deixadas de lado. Sendo o Comitê de Auditoria (CA) uma das fontes mais importantes de controle dentro das atuais necessidades das organizações, o presente trabalho tem como objetivo identificar e analisar os aspectos mais relevantes que o caracterizam. Diversos regulamentos e orientações para regular este órgão (CA), tal como a lei Sarbanes-Oxley, foram criados tanto no Brasil como no exterior e uma comparação entre os normativos e orientações das autoridades e organismos brasileiros com os normativos internacionais foi efetuada. Como contribuição ao conhecimento sobre o tema, uma pesquisa documental foi desenvolvida em 112 empresas de grande porte no Brasil, identificando as principais informações sobre o comitê de auditoria, evidenciadas por essas organizações, utilizando o canal de comunicação da internet. Um índice para efetuar comparações entre as empresas foi criado: o Índice de Disclosure do Comitê de Auditoria (IDCA). Os resultados mostraram que a maioria das empresas componentes da amostra não apresentou um grau de evidenciação sobre o Comitê de Auditoria que permita uma visualização efetiva sobre esse organismo nas organizações pesquisadas.; Successive crises and frauds involving large companies in recent years have driven the society and the governments to seek new forms of control and to revive old forms previously set aside. Since the Audit Committee (AC) is one of the most important sources of control within present needs of the organizations...

Comitê gestor da internet no Brasil (CGI.br): uma evolução do sistema de informação nacional moldada socialmente; The Brazilian Internet Steering Committee (CGI.br): A Socially Molded Evolution of the National Information System

Adachi, Tomi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
A Internet é um fenômeno importante para o desenvolvimento da sociedade da informação em diversos aspectos: social, econômico, cultural e político, além de suas dimensões técnicas e de infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação. Este estudo se propõe a somar ao arcabouço de conhecimento da Internet, por meio da análise dos atores, agentes e estruturas que construíram a rede que suporta a governança da Internet nacional, indicando a importância do seu papel na evolução do Sistema de Informação e Comunicação brasileiro. Para tanto, utiliza o estudo de caso do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) como base para a narrativa elaborada com os critérios das teorias Ator-Rede, de Latour, Law e Callon e Estruturação, de Giddens, inserida em um contexto panorâmico, baseada no contextualismo de Pettigrew, auxiliando a compreensão de alguns fatos e eventos no tempo e espaço. A teoria Ator-Rede propicia elementos conceituais para se construir a rede que articulou a criação da infraestrutura da Internet, da sua fase acadêmica até culminar na criação do Comitê Gestor, permitindo a inserção de atores não humanos, como os backbones acadêmicos. A Teoria da Estruturação é utilizada para demonstrar a dualidade da rotina de interação entre os membros do Comitê Gestor e os recursos e políticas públicas do Sistema de Informação e Comunicação nacional...

Análise do processo participativo na gestão dos recursos hídricos no Estado de São Paulo: um estudo de caso do Comitê da Bacia Hidrográfica do Tietê - Jacaré; Analise of the partipative process in the water resources management in the São Paulo State: a case study of Tiete Jacare Watershed Commitee

Prota, Mariza Guimarães
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
O modelo atual de gestão dos recursos hídricos no Brasil é descentralizado, participativo e integrado, e tem como unidade de planejamento a bacia hidrográfica. Baseia-se na atuação de comitês de bacia, sendo que cada comitê possui composição e regras de funcionamento próprias, regidas por seu estatuto. Os princípios básicos desta gestão foram ditados pela Constituição Brasileira de 1988 e detalhados pela Política Nacional de Recursos Hídricos, instituída por meio da Lei Federal nº 9433/97. Porém, já em 1991, São Paulo promulgou sua Política Estadual de Recursos Hídricos, através da Lei Estadual nº 7663/91, que também prevê a implementação de instrumentos de gestão. Atualmente, decorridos quase 20 anos da promulgação da lei estadual, críticas são feitas a este modelo de gestão. Esta pesquisa analisou o processo de participação nos comitês de bacia do Estado de São Paulo por meio de um estudo de caso no Comitê da Bacia Hidrográfica do Tietê Jacaré, adotando como metodologia a aplicação de questionários aos seus membros da gestão 2009 - 2011. Os resultados encontrados, além de apontar para a necessidade de revisão do estatuto deste comitê, evidenciaram as distorções causadas pelas divergências entre a legislação estadual e a federal...

Comitê de Mortalidade Materna do Estado de São Paulo: trajetória e vicissitudes; São Paulo State Comittee for Maternal Mortality:trajectory and vicissitudes

Silva, Ana Veronica Rodrigues da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Objetivo. O valor da mortalidade materna como tema relevante para a Saúde Pública mobilizou esforços de governos e organizações, nacionais e internacionais, para a proposição de programas de prevenção e de redução da mortalidade materna. Os Comitês de Estudos de Morte Materna têm sido considerados como um dos instrumentos importantes no combate à mortalidade materna em todo o mundo. O primeiro Comitê de Estudos de Morte Materna criado no Brasil foi o do estado de São Paulo, em 1988. Este estudo teve como objetivo recuperar e caracterizar a trajetória da criação e implantação desse Comitê e os fatores intervenientes no seu percurso evolutivo. Métodos. Os dados que constituíram a base empírica do estudo foram entrevistas com integrantes, ex-integrantes e fundadores do Comitê do Estado de São Paulo e documentos como: atos oficiais, relatórios técnicos, atas de reuniões, normas operacionais, entre outros. Resultados. A análise dos dados mostrou uma trajetória oscilante, marcada por períodos de atividade e de refluxo tendo sido alteradas, ao longo do tempo, a sua composição e estrutura organizacional, mantendo-se, porém, seus objetivos e funções. Considerações finais. Os dados examinados revelaram que a criação do Comitê representou um avanço para a saúde materna. Mostraram também uma expressiva influência...

As novas tecnologias reprodutivas conceptivas no Comitê de Bioética do Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS

Kalsing, Vera Simone Schaefer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Neste estudo, foi analisado o processo de discussão de casos envolvendo as novas tecnologias reprodutivas conceptivas no Comitê de Bioética do Hospital de Clínicas de Porto Alegre/RS, buscando investigar: se casos referentes à aplicação dessas tecnologias são/foram levados para discussão no Comitê e como são/foram tratados; qual é o papel de um comitê de bioética clínica nos casos discutidos sobre NTRc; como a categoria gênero está presente nas discussões sobre as NTRc no Comitê; como as questões éticas suscitadas pelo desenvolvimento e aplicação das NTRc são abordadas pelos membros do Comitê, principalmente no que se refere à conduta médica na aplicação dessas tecnologias. Buscou-se identificar os atores envolvidos; verificar a composição, por sexo, do Comitê; mapear as posições dos diferentes atores em relação às NTRc; investigar os posicionamentos de homens e mulheres no que se refere às questões éticas e de gênero implicadas na aplicação dessas tecnologias. Como suporte teórico da pesquisa, adotou-se os conceitos de gênero, direitos reprodutivos, direitos sexuais, ética do discurso e a perspectiva da bioética feminista. A metodologia consistiu em pesquisa documental e entrevistas semi-estruturadas com os membros do Comitê. Constatou-se que a temática das NTRc não é debatida com frequência. No início do atendimento de RA no hospital...

Jogos Olímpicos de Inverno de Lillehammer (1994) - Medalha comemorativa à 102ª Reunião do Comitê Olímpico Internacional

Comitê Olímpico Internacional
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Documento Formato: 4 centímetros de diâmetro; image/jpeg
POR
Relevância na Pesquisa
46.71%
Medalha distribuida aos participantes da 102ª reunião do Comitê Olímpico Internacional realizada durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 1994 na cidade de Lillekammer (Noruega). Recebida pelo médico Eduardo Henrique de Rose. A peça integra o acervo doado por Henrique Licht.; Metal branco com estanho e esmalte azul marinho. Fitas vermelhas e brancas em seda. Estojo original.

Jogos Olímpicos de Inverno de Lillehammer (1994) - Medalha comemorativa à 102ª Reunião do Comitê Olímpico Internacional

Comitê Olímpico Internacional
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Documento Formato: 4 centímetros de diâmetro; image/jpeg
POR
Relevância na Pesquisa
46.71%
Medalha distribuida aos participantes da 102ª reunião do Comitê Olímpico Internacional realizada durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 1994 na cidade de Lillekammer (Noruega). Recebida pelo médico Eduardo Henrique de Rose. A peça integra o acervo doado por Henrique Licht.; Metal branco com estanho e esmalte azul marinho. Fitas vermelhas e brancas em seda. Estojo original.

Convite para cerimônia de abertura da 105ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional

Comitê Olímpico Internacional; The Atlanta Committee for the Olympic Games
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Formato: 4f.; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.71%
Contém informações detalhadas sobre o sobre o evento, organizadores e programação da sessão de abertura da reunião. Endereçado ao médico Eduardo Henrique de Rose.; Convite para cerimônia de abertura da 105ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional realizada no dia 14 de julho de 1996, em Atlanta (EUA) durante os Jogos Olímpicos. O documento integra o acervo doado por Henrique Licht.

Convite para cerimônia de abertura da 105ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional

Comitê Olímpico Internacional; The Atlanta Committee for the Olympic Games
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Formato: 4f.; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.71%
Contém informações detalhadas sobre o sobre o evento, organizadores e programação da sessão de abertura da reunião. Endereçado ao médico Eduardo Henrique de Rose.; Convite para cerimônia de abertura da 105ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional realizada no dia 14 de julho de 1996, em Atlanta (EUA) durante os Jogos Olímpicos. O documento integra o acervo doado por Henrique Licht.

O comitê gestor da internet no Brasil: gestão, segurança e comunicação

Chama, Débora Corrêa
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 135 f. : il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Comunicação - FAAC; O Comitê Gestor da Internet no Brasil é o tema desta pesquisa, que tem por objetivo analisá-lo nas dimensões: gestão, através do modelo de governança eletrônica, adotado no Brasil e segundo os padrões da governança mundial da Internet; comunicação, através da análise das atividades desenvolvidas por este Comitê, no que diz respeito à produção de indicadores de caráter estratégico sobre a Internet brasileira; e segurança quanto à sua utilização, destacando os aspectos de confidencialidade, integridade, ética e disponibilidade da informação, aspecto também destacado no trabalho de gestão empreendido pela entidade aqui analisada. A Internet é um meio de comunicação capaz de sediar modelos de compartilhamento de informações que vêm transformando rapidamente as relações interpessoais de maneira significativa. Neste sentido, é um veículo que traz questões importantes para reflexão de pesquisadores da área de comunicação, no tocante a seus efeitos em diversos aspectos da vida social, cultural e política na sociedade da informação. Há uma expansão constante do número de internautas no mundo e no Brasil. Dados do Comitê Gestor da Internet apontam o total de usuários da rede no país em 2007: são aproximadamente 45 milhões de indivíduos incluídos digitalmente...

Comitê de Auditoria versus Conselho Fiscal Adaptado: a visão dos analistas de mercado e dos executivos das empresas que possuem ADRs

Furuta,Fernanda; Santos,Ariovaldo dos
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este estudo tem como objetivo obter a opinião dos executivos das empresas que operam no Brasil e negociam seus títulos no mercado norte-americano e dos analistas de mercado sobre a formação do Comitê de Auditoria ou do Conselho Fiscal adaptado. Para isso, foram aplicados questionários e realizadas entrevistas. A maioria dos executivos das empresas que formaram o Comitê de Auditoria apontaram que o nível de governança corporativa foi um dos fatores que mais influenciou na decisão de se formar um ou outro órgão. Por outro lado, a maioria dos executivos das empresas que formaram o Conselho Fiscal adaptado indicaram, além do nível de governança corporativa, o fato de ser auditada por uma das Big4 e a classificação da empresa conforme o valor agregado de mercado como fatores que influenciaram nas suas decisões. Não houve consenso de opiniões quanto ao Conselho Fiscal ser mais adaptável que o Comitê de Auditoria ao ambiente de negócios brasileiros, se as funções dos dois órgãos são distintas e se os custos associados à formação do Comitê de Auditoria são ou não relevantes. Assim, pode-se concluir que, em alguns aspectos, as percepções dos analistas de mercado e dos executivos das empresas são bastante diferentes.

Formación en ética para el ejercicio de la enseñanza y la práctica del profesional de enfermería. Comité Local de Ética. ACOFAEN 2010; Revista Colombiana de Enfermería

Sepúlveda Carrillo, Gloria Judith; Niño Cardos, Carmen Lucía
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Formato: 93-101
Relevância na Pesquisa
36.86%
Vol. 5, no. 5; El Comité Local de Ética de ACOFAEN es un programa que busca el fortalecimiento de la ética y la bioética en la docencia, la asistencia y la investigación en Enfermería, con el propósito de contribuir al desarrollo de la profesión en todas las dimensiones de cuidado. La presente investigación tuvo por objetivo: identificar los aportes éticos para la enseñanza y práctica de los profesionales de Enfermería que participan en el Comité Local de Ética de ACOFAEN, así como describir los aspectos éticos de los temas tratados en las reuniones del Comité Local de Ética de ACOFAEN y su utilidad para la enseñanza y la práctica de los profesionales de Enfermería. Se realizó un estudio cualitativo con análisis de contenido a partir de las encuestas aplicadas a los participantes en las diferentes sesiones del Comité Local de Ética. Se establecieron categorías de análisis para cada sesión y para cada pregunta de la encuesta. Los participantes del estudio consideran, que es imprescindible para el ejercicio profesional el abordaje del cuidado con calidad y coherencia entre los conocimientos teóricos y la práctica instrumental; además de la importancia de revisar los perfiles de los egresados de tal manera que respondan a las necesidades sentidas de la sociedad y en particular a las necesidades de las personas que requieren del cuidado de enfermería.; The Ethics Committee of ACOFAEN is a program that seeks to strengthen ethics and bioethics in teaching...

Comentarios a la ley d einvestigación biomédica y al comité de bioética de España

Cambrón Infante, Ascensión
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
36.86%
[Resumen] En este trabajo se describen los contenidos de la Ley de Investigación Biomédica y se analizan críticamente los órganos encargados de autorizar y hacer el seguimiento ético de las investigaciones, como son los Comités de Investigaciones, la Comisión de Garantías para la Donación y Utilización de Células y Tejidos Humanos y el Comité de Bioética de España. Respecto a este último se explicitan los criterios doctrinales que son exigidos a este tipo de institución en nuestro ámbito cultural; rasgos que si faltan nos auto- rizan a calificarlo como un comité de expertos, antes que un comité nacional de bioética.; [Abstract] This paper contains a description of the Spanish Biomedical Research Law as well as a critical analysis of the responsible agencies that consent and follow the ethi- cal procedures of researching. These agencies are the following: the Comittee of Researches (Comités de Investigaciones), the Comission of Guarantee for the Donation an Usage of Human Cells and Tissue (Comisión de Garantías para la Donación y Utilización de Células y Tejidos Humanos) and the Bioethics Comittee of Spain (Comité de Bioética de España). In respect to this, doctrinal criterion demanded to this kind of institution in our cultural context are specified. The nature of these criterion allow us to describe this Comitte as a group of experts more than as a bioethics natio- nal comittee.

O papel do comitê de pessoas do conselho de administração nas empresas internacionalizadas do novo mercado da BM&FBOVESPA

ZUCCO, Alba
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.97%
Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Administração - Doutorado da Universidade Municipal de São Caetano do Sul; Esta pesquisa objetivou analisar o papel e a configuração do Comitê de Pessoas do Conselho de Administração de empresas internacionalizadas de capital aberto. O referencial conceitual alicerça-se nos autores Silveira (2010), Silva (2010), Oliva e Albuquerque (2006) que tratam de Governança Corporativa, Conselho de Administração e Comitê de Pessoas, bem como em discussões em artigos nacionais e internacionais, demonstrando ser um assunto em expansão nas organizações e pouco explorado nos meios acadêmicos. Quanto à metodologia, trata-se de pesquisa de abordagem qualitativa, de caráter exploratório e descritivo, cuja coleta de dados foi empregada a técnica de entrevista semiestruturada com conselheiros e membros que integram o Comitê de Pessoas em quatro empresas brasileiras internacionalizadas que estão listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA.A análise dos dados foi com base na técnica de análise de categorias. Os resultados apontam que todas as empresas têm como fator principal da criação do Comitê de Pessoas, o estabelecimento de estratégias para a implementação de ações voltadas às pessoas...

Comitê de Auditoria versus Conselho Fiscal Adaptado: a visão dos analistas de mercado e dos executivos das empresas que possuem ADRs; Audit Committee versus Adapted Fiscal Council: the point of view of market analysts and executives of companies with ADRs

FURUTA, Fernanda; SANTOS, Ariovaldo dos
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este estudo tem como objetivo obter a opinião dos executivos das empresas que operam no Brasil e negociam seus títulos no mercado norte-americano e dos analistas de mercado sobre a formação do Comitê de Auditoria ou do Conselho Fiscal adaptado. Para isso, foram aplicados questionários e realizadas entrevistas. A maioria dos executivos das empresas que formaram o Comitê de Auditoria apontaram que o nível de governança corporativa foi um dos fatores que mais influenciou na decisão de se formar um ou outro órgão. Por outro lado, a maioria dos executivos das empresas que formaram o Conselho Fiscal adaptado indicaram, além do nível de governança corporativa, o fato de ser auditada por uma das Big4 e a classificação da empresa conforme o valor agregado de mercado como fatores que influenciaram nas suas decisões. Não houve consenso de opiniões quanto ao Conselho Fiscal ser mais adaptável que o Comitê de Auditoria ao ambiente de negócios brasileiros, se as funções dos dois órgãos são distintas e se os custos associados à formação do Comitê de Auditoria são ou não relevantes. Assim, pode-se concluir que, em alguns aspectos, as percepções dos analistas de mercado e dos executivos das empresas são bastante diferentes.; The aim of this study was to obtain the opinion of executives working in companies that companies that operate in Brazil and negotiate their titles in the North-American market and the opinion of market analysts. For that...

Análise do processo de implementação de um comitê de melhorias das condições de trabalho em uma instituição pública de saúde.; Analysis of the implementation of a permanent committee for improvement of working conditions in a public health institution.

Neiva, Andréa Geiger
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.94%
Nesta dissertação analisa-se, através da metodologia de pesquisa-ação, a implantação, entre os anos de 2007 e 2010, de um comitê de melhorias das condições de trabalho e saúde dos trabalhadores, ancorado na ergonomia da atividade e que tinha por objetivo modificar políticas e processos de um hospital escola público do Estado de São Paulo. Os objetivos deste estudo são de identificar que fatores facilitam e quais dificultam a implementação de um comitê permanente de melhorias das condições de trabalho ancorado na abordagem da ergonomia da atividade em uma instituição pública de saúde e quais elementos são necessários para sua permanência. Para alcançar estes objetivos, o presente estudo foi desenvolvido com base no referencial teórico da ergonomia da atividade, da vigilância epidemiológica e de pesquisas realizadas sobre a implantação de comitês de ergonomia. Os resultados obtidos são então comparados com os encontrados por outros estudos descritos na literatura e demonstra-se a importância de previamente definir claramente os objetivos e o papel do comitê e também suas relações com outras instâncias da instituição. Mostra-se ainda, a necessidade de que o comitê disponha de autoridade para tomar decisões e que seja composto por executivos de níveis hierárquicos elevados e também por funcionários do nível operacional para o desenvolvimento de novos processos e políticas que leve em consideração as atividades reais de trabalho. Neste sentido...

The contribution of the Committee for the Upper Tietê river to the management of the metropolitan basin between 1994 and 2002; A contribuição do Comitê do Alto Tietê à gestão da bacia metropolitanaentre 1994 e 2002; La contribución del Comité del Alto Tietê a la gestión de la cuenca metropolitana entre 1994 y 2002

Alvim, Angélica Tanus Benatti
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
A contribuição do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (CBH-AT) à gestão da bacia metropolitana entre 1994 e 2002, verificada pelas possibilidades de articulações entre as políticas hídricas e as territoriais implementadas pelo organismo gestor das águas. A gestão integrada de bacias hidrográficas como referência teórica adotada: as políticas hídricas devem articular-se às demais políticas que atuam no território da bacia, como importante condição para o desenvolvimento sustentável. A avaliação qualitativa das ações de gestão do CBH-AT: o somatório de alguns indicadores selecionados na pesquisa realizada, com ênfase naqueles voltados à articulação entre políticas hídricas e territoriais, avalia o fenômeno articulação. No amplo espectro de atividades desse organismo ressaltam-se as ações consideradas relevantes para a gestão integrada nessa bacia. Limitações e futuros desafios à efetiva contribuição do CBH-AT para a gestão do território metropolitano, principalmente em função da ausência de um órgão de gestão metropolitana.; La contribución del Comité de la Cuenca Hidrográfica del Alto Tietê (CBH - AT) a la gestión de la cuenca metropolitana entre 1994 y 2002, verificada a través de las posibilidades de articulaciones entre las políticas hídricas y las territoriales implementadas por el organismo gestor de las águas. La gestión integrada de cuencas hidrográficas como referencia teórica adoptada: las políticas hídricas deben articularse a las otras políticas que actúan en el territorio de la cuenca...

Audit Committee versus Adapted Fiscal Council: the point of view of market analysts and executives of companies with ADRs; Comitê de Auditoria versus Conselho Fiscal Adaptado: a visão dos analistas de mercado e dos executivos das empresas que possuem ADRs

Furuta, Fernanda; Santos, Ariovaldo dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Este estudo tem como objetivo obter a opinião dos executivos das empresas que operam no Brasil e negociam seus títulos no mercado norte-americano e dos analistas de mercado sobre a formação do Comitê de Auditoria ou do Conselho Fiscal adaptado. Para isso, foram aplicados questionários e realizadas entrevistas. A maioria dos executivos das empresas que formaram o Comitê de Auditoria apontaram que o nível de governança corporativa foi um dos fatores que mais influenciou na decisão de se formar um ou outro órgão. Por outro lado, a maioria dos executivos das empresas que formaram o Conselho Fiscal adaptado indicaram, além do nível de governança corporativa, o fato de ser auditada por uma das Big4 e a classificação da empresa conforme o valor agregado de mercado como fatores que influenciaram nas suas decisões. Não houve consenso de opiniões quanto ao Conselho Fiscal ser mais adaptável que o Comitê de Auditoria ao ambiente de negócios brasileiros, se as funções dos dois órgãos são distintas e se os custos associados à formação do Comitê de Auditoria são ou não relevantes. Assim, pode-se concluir que, em alguns aspectos, as percepções dos analistas de mercado e dos executivos das empresas são bastante diferentes.; The aim of this study was to obtain the opinion of executives working in companies that companies that operate in Brazil and negotiate their titles in the North-American market and the opinion of market analysts. For that...

Óbitos infantis investigados pelo Comitê de Prevenção da Mortalidade Infantil em região do Estado do Paraná; Muertes de infantes investigadas por el Comité de Prevención en Mortalidad Infantil del estado de Paraná; Infant deaths investigated by the Prevention Committee of Infant Mortality in region of Paraná state

Mathias, Thais Aidar de Freitas; Assunção, Amanda Nolasco de; Silva, Gisele Ferreira da
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.99%
Este estudo teve como objetivo analisar óbitos infantis na 15ª Regional de Saúde do Paraná utilizando o resultado das investigações do Comitê de Prevenção da Mortalidade Infantil. Trata-se de um estudo descritivo exploratório, a partir do Sistema de Investigação de Mortalidade Infantil e Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos no período de 2000 a 2006. O coeficiente de mortalidade infantil diminuiu de 13,2% para 11,6%. Dos 799 óbitos, o Comitê investigou 74,5%; destes, 56,5% no período neonatal precoce. As afecções originadas no período perinatal e as malformações congênitas foram causas principais de óbito. Foram considerados reduzíveis 70,1% dos óbitos. A redutibilidade foi maior para óbitos de mães adolescentes, recém-nascidos ≥ 2500g, parto normal, raça/cor preta, parda e indígena e mães sem consulta de pré-natal. As análises dos óbitos devem ser efetuadas mais próximas das equipes de saúde da família, que conhecem as gestantes para aprimoramento do trabalho e qualidade nas análises do Comitê.; Estudio que tuvo como objetivo analizar las muertes infantiles en la 15ª Región de Salud de Paraná basadas en los resultados de investigaciones del Comité de Prevención en Mortalidad Infantil. Se trata de un estudio descriptivo exploratorio utilizando para ello el Sistema de Investigación de Mortalidad Infantil y el Sistema de Informaciones sobre los Nacidos Vivos durante el período de 2000 a 2006. El coeficiente de mortalidad infantil disminuyó de 13...

CARACTERÍSTICAS DO COMITÊ DE AUDITORIA E O GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: UM ESTUDO NAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA; Audit committee characteristics and earning management: a study in companies listed on the BM&FBOVESPA

Cunha, Paulo Roberto da; Hillesheim, Thifany; Faveri, Dinorá Baldo de; Rodrigues Junior, Moacir Manoel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
O estudo teve como objetivo verificar se características do Comitê de Auditoria refletem no Gerenciamento de Resultados (GR) das empresas brasileiras listadas na BM&FBovespa. Foram analisadas 31 empresas em 2010 e 33 empresas no ano de 2011. A população corresponde as empresas listadas na BM&FBovespa, totalizando 415 empresas. Foram excluídas as instituições financeiras e as empresas que não possuem Comitê de Auditoria, restando um total de 61 empresas. Desse total foram excluídas as empresas que não possuíam as características estudadas, tamanho, expertise e independência, e aquelas que não possuíam informações completas para o cálculo do gerenciamento de resultados pelo modelo Jones modificado, restando à amostra de 31 empresas em 2010 e 33 empresas em 2011. Os resultados apontam que a maior parte dos Comitês de Auditoria são compostos por até três membros e com até dois membros considerados independentes. No que tange a expertise constatou-se igual distribuição de frequência para empresas com um e dois membros formados na área contábil ou em áreas afins da área financeira, o que totaliza aproximadamente 50% das empresas. Na relação do GR e as características do comitê de auditoria, no ano 2010 constatou-se que apenas três variáveis...