Página 1 dos resultados de 242 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Interferência de patógenos nos resultados dos testes de vigor em sementes de feijoeiro

Frigeri, Thaís
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 77 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
47.46%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Agronomia - FCAV; The aim of this research was to verify the influence of Macrophomina phaseolina, Colletotrichum dematium f. truncata and Colletotrichum lindemuthianum in the physiological quality of bean seeds, special in the results of electrical conductivity test. There were used seeds from Carioca and FT Nobre cultivars. The seeds were artificially inoculated with fungi M. phaseolina, C. dematium f. truncata and C. lindemuthianum in BDA medium culture with and without hydric restriction (it was added -1,0 MPa manitol). In the control treatment there was used the same medium culture without the presence of the fungi. For each treatment the seeds were placed on the medium culture for 16 hours for M. phaseolina and 48 hours for C. dematium f. truncata and C. lindemuthianum. After a nature dry, seeds were evaluated, by the blotter test, sand germination and vigor tests: speed of emergence index, seedlings dry weigh, cold, accelerated aging and electrical conductivity tests. Analyses from the imbibition water of the seeds in the electrical conductivity test, were also done a measuring of concentrations of potassium, calcium and magnesium, as well as in the medium culture used with and without the seeds...

Mecanismos de resistência e eficiência de formulações de ulvana no controle da antracnose (Colletotrichum lindemuthianum) do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Freitas, Mateus Brusco de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxii, 81 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
57.08%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-graduação em Recursos Genéticos Vegetais, Florianópolis, 2010; O presente trabalho teve por objetivo avaliar os mecanismos de defesa bioquímicos e histológicos envolvidos na resistência inata do feijoeiro à antracnose, compará-los com aqueles induzidos pela aplicação foliar de ulvana e avaliar o efeito de inertes na armazenabilidade e eficiência da ulvana. Para a avaliação dos mecanismos de defesa, plantas resistentes e suscetíveis de P. vulgaris cv. Uirapuru foram tratadas, 6 e 3 dias antes da inoculação (DAI), com água (testemunha) ou ulvana (10mg/mL) e inoculadas com C. lindemuthianum no estádio fenológico V4. A severidade da antracnose foi avaliada em intervalos de 2 dias. As atividades de peroxidases e glucanases foram determinadas às 12, 24 e 48 horas após a inoculação (HAI) em folíolos do primeiro trifólio. A germinação de conídios, formação de apressórios de C. lindemuhianum e a reação de hipersensibilidade (RH) em plantas de P. vulgaris foram avaliadas às 12, 24 e 48 HAI em discos foliares retirados do primeiro trifólio. Para a avaliação do efeito de diferentes inertes, foram realizados quatro experimentos idênticos durante o período de 1 ano. Para tanto...

Bioprospecção de macroalgas marinhas e plantas aquáticas para o controle da antracnose (Colletotrichum lindemuthianum) do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Abreu, Guilherme Fernandes de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: viii, 71 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
67.4%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-graduação em Recursos Genéticos Vegetais; Realizou-se bioprospecção de espécies de macroalgas marinhas e plantas aquáticas com o objetivo de encontrar pelo menos um extrato eficiente para o controle da antracnose (Colletotrichum lindemuthianum) do feijoeiro. Para tanto, foram coletadas e identificadas 17 espécies de macroalgas marinhas: Acanthophora spicifera, Bostrychia sp., Bryothamnion seaforthii, Bryothamnion triquetrum, Centroceras clavulatum, Cheilosporum sagittatum, Codium isthmocladum, Codium sp., Enteromorpha sp., Enteromorpha lingulata, Gracilaria tepocensis, Hypnea spinella, Lithophyllum sp., Petalonia sp., Sargassum stenophyllum, Ulva lactuca, Ulva fasciata; e duas espécies de plantas aquáticas: Lemna sp. e Spartina juncea. Posteriormente, o material foi seco em estufa e os compostos foram extraídos em etanol e concentrados por evaporação. Os extratos foram testados in vitro, avaliando a influência sobre o índice de velocidade de crescimento micelial (IVCM) em meio de cultura, sobre a germinação de conídios e o padrão de germinação conidial (PGC) de C. lindemuthianum, em lâminas escavadas. Em ambos os testes...

Aspectos microscópicos da interação feijoeiro-Colletotrichum lindemuthianum mediados pelo silício

Cruz,Maria Fernanda Antunes; Araujo,Leonardo; Polanco,Leonora Rodriguez; Rodrigues,Fabrício de Ávila
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
67.26%
A antracnose, causada pelo fungo Colletotrichum lindemuthianum, é uma das doenças mais destrutivas que afetam a cultura do feijoeiro. Com o objetivo de encontrar alternativas para o controle dessa doença, o presente trabalho investigou, em nível microscópico, o efeito do silício (Si) na resistência do feijoeiro à infecção por C. lindemuthianum. Plantas de feijoeiro (cv. Pérola) foram cultivadas em solução nutritiva contendo 0 (-Si) ou 2 mM (+Si) de Si e inoculadas no estádio de crescimento V4 com uma suspensão de conídios de C. lindemuthianum. A severidade da antracnose decresceu cerca de 52% nas folhas das plantas supridas com Si (4,4%) em relação às folhas das plantas não supridas (8,5%). Observações de folhas de feijoeiro das plantas não supridas com Si no microscópio eletrônico de varredura revelaram alterações morfológicas nas nervuras em contraste com as folhas de plantas supridas com Si. Utilizando-se a microanálise de raios-X, verificou-se maior concentração dos minerais enxofre, potássio e Si nas folhas das plantas supridas com Si. Em conclusão, o suprimento de Si em plantas de feijoeiro foi importante para reduzir os sintomas da antracnose.

Allelic relationships of anthracnose (Colletotrichum lindemuthianum) resistance in the common bean (Phaseolus vulgaris L.) cultivar Michelite and the proposal of a new anthracnose resistance gene, Co-11

Gonçalves-Vidigal,Maria Celeste; Silva,Claudete Rosa da; Vidigal Filho,Pedro Soares; Gonela,Adriana; Kvitschal,Marcus Vinícius
Fonte: Sociedade Brasileira de Genética Publicador: Sociedade Brasileira de Genética
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 EN
Relevância na Pesquisa
67.11%
The genetic resistance of Phaseolus vulgaris L. cultivar Michelite to races 8 and 64 of Colletotrichum lindemuthianum, causal agent of bean anthracnose, was characterized. Crosses were made between Michelite and Mexico 222 cultivars and the F2 population was inoculated with race 64 in order to study the inheritance of resistance to anthracnose in Michelite. The segregation of F2 population fitted in a ratio of 3R:1S, showing the presence of a dominant gene in Michelite gene conditioning resistance to race 64. Allelism tests were conducted with F2 populations derived from crosses between Michelite and AB 136, AND 277, BAT 93, Cornell 49-242, G 2333, Kaboon, Mexico 222, Michigan Dark Red Kidney (MRDK), Ouro Negro, Perry Marrow, PI 207262, TO, TU, and Widusa. All the cultivars (except Mexico 222) were resistant to race 64. While F2 derived from the Michelite x Mexico 222 was inoculated with race 8. Additionally, allelism tests indicated that the gene present in Michelite is independent from Co-1, Co-2, Co-3, Co-4, Co-5, Co-6, Co-7, Co-9 and Co-10 genes. The monogenic inheritance observed in Michelite and the independence of this gene from those previously characterized allow the authors to propose that the anthracnose resistant gene in Michelite should be named Co-11.

Inheritance of resistance to races 69 and 453 of Colletotrichum lindemuthianum in the common bean

Poletine,Juliana P.; Gonçalves-Vidigal,M.C.; Vidigal Filho,Pedro S.; Scapim,Carlos Alberto; Silvério,Lucas; Thomazella,Cláudia
Fonte: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Publicador: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 EN
Relevância na Pesquisa
67.2%
The cultivars, AB 136 and G 2333 both resistant to Colletotrichum lindemuthianum races 69 and 453, were crossed with the cultivars Michelite and Perry Marrow (susceptible to both races), with Dark Red Kidney and Cornell 49242 (resistant to both races) and F1 and F2 generations were obtained. Plants were inoculated using a spore suspension at 1.2 x 10(6) concentration. The reaction of F1 and F2 populations showed that Dark Red Kidney, Cornell 49242 and AB 136 cultivars had the dominant genes A (Co-1), Are (Co-2) and Co-6, respectively, was conferring resistance to races 69 and 453. The segregation data obtained from F2 populations indicated that G 2333 carried two dominant resistance genes Co-5 gene and another one Co-7 for 69 and 453 races. The dominant genes in G 2333 and its resistance to C. lindemuthianum race could be transferred to provide anthracnose resistance to susceptible cultivars relatively easy.

Vegetative compatibility and heterokaryon formation between different isolates of Colletotrichum lindemuthianum by using the nit mutant system

Carvalho,Camila Rodrigues de; Mendes-Costa,Maria Cristina
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 EN
Relevância na Pesquisa
67.26%
Colletotrichum lindemuthianum, the causative agent of bean anthracnose, is one of the most common pathogens leading to expressive damage to plants beyond presenting noticeable variability. The knowledge on vegetative compatibility groups (VCGs) is of particular interest in asexual fungi as they subdivide the population in groups that can exchange genetic information via heterokaryosis and the parasexual cycle. Among the techniques used in studies about vegetative compatibility groups, the obtainment of nit mutants is apparent. This paper is aimed at obtaining heterokaryons between different isolates of C. lindemuthianum, grouping them in VCGs and evaluating their genetic variability by using the nit mutants system. Nit mutants were obtained from 20 single spore isolates. The mutants were phenotypically classified and paired for complementation and formation of heterokaryons so as to group them in VCGs. Seventeen mutants from the different phenotypic-rates were recovered: nit1, nit2, nit3 and nitM. At the same time, 10 mutants were selected for pairing and division of the anastomosis groups. Nine heterokaryons were obtained and the isolates were divided into 9 vegetative compatibility groups. In the combinations for the formation of anastomosis...

Photosynthetic gas exchange and antioxidative system in common bean plants infected by Colletotrichum lindemuthianum and supplied with silicon

Polanco,Leonora R.; Rodrigues,Fabrício A.; Nascimento,Kelly J. T.; Cruz,Maria F. A.; Curvelo,Carmen R. S.; DaMatta,Fábio M.; Vale,Francisco X. R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 EN
Relevância na Pesquisa
67.11%
This study investigated the effects of silicon (Si) on the resistance of common bean plants to anthracnose caused by Colletotrichum lindemuthianum. The plants were grown in a nutrient solution containing 0 (control) or 2 mM Si (+Si) and both photosynthesis and antioxidative metabolism levels were evaluated. The Si concentrations in the leaf tissues of +Si plants increased by 33% in comparison to those of control plants. Anthracnose severity was reduced by 34% in +Si plants in comparison to control plants. The net carbon assimilation rate, stomatal conductance to water vapor and transpiration rate values were significantly higher in +Si plants than in control plants. The activities of superoxide dismutase (SOD), ascorbate peroxidase (APX) and glutathione reductase (GR) tended to be higher in +Si plants than in control plants. The hydrogen peroxide concentration was significantly lower in +Si plants than in control plants. In conclusion, the Si supply was associated with lower anthracnose severity and up-regulation of antioxidant enzymes, which in turn might be associated with better gas exchange in +Si plants. The impaired photosynthetic performance in +Si plants was associated with stomatal limitations, whereas in control plants those impairments likely reflected dysfunctions at the level of biochemical reactions involved in CO2 fixation.

Sensibilidade "in vitro" de isolados de Colletotrichum lindemuthianum a fungicidas.

SARTORATO, A.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 3, p. 211-213, set./dez. 2006. Publicador: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 3, p. 211-213, set./dez. 2006.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.2%
Avaliou-se a sensibilidade "in vitro" de isolados do fungo Colletotrichum lindemuthianum aos fungicidas tiofanato metílico + clorotalonil, tiofanato metílico, fluazinam, clorotalonil, trifloxystrobin + propiconazole, piraclostrobin, difenoconazole e fentin hidróxido. Os diâmetros das colônias, sob os diferentes princípios ativos avaliados, diferiram significativamente da testemunha. Os isolados de C. lindemuthianum apresentaram alta sensibilidade aos princípios ativos difenoconazole, piraclostrobin, trifloxistrobin + propiconazole e fluazinam. A maioria dos isolados apresentou baixa sensibilidade ao tiofanato metílico, o que pode indicar a ocorrência de resistência do fungo C. lindemuthinaum a esse princípio ativo.; 2006; Comunicação científica.

Analysis of the pathogenic variability of Colletotrichum lindemuthianum in Brazil.

ALZATE-MARIN, A. L.; SARTORATO, A.
Fonte: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 47, p. 241-242, Mar. 2004. Publicador: Annual Report of the Bean Improvement Cooperative, East Lansing, v. 47, p. 241-242, Mar. 2004.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
67.11%
The main goal of this work was to identify, among the Colletotrichum lindemuthianum differential cultivars, those with most ample resistance spectra for this pathogen in Brazil.; 2004

Introgressão da resistência do cultivar g2333 ao patótipo 2047 de Colletotrichum lindemuthianum na linhagem cNFC 9563.

COSTA, J. G. C. da; RAVA, C. A.
Fonte: Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 56, n. 5, p. 591-594, set./out. 2009. Publicador: Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 56, n. 5, p. 591-594, set./out. 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.11%
A resistência genética é considerada importante alternativa para a obtenção de cultivares de feijoeiro comum resistentes à antracnose. Utilizando o método de retrocruzamento, foi transferida a resistência do cultivar de feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris) G2333 (Colorado de Teopisca), genitor doador, para a linhagem CNFC 9563, genitor recorrente. Foram obtidas as linhagens LM 204300037, LM 204300041 e LM 204300042 com tipo de grão carioca, ótimas características agronômicas e resistentes ao patótipo 2047 de Colletotrichum lindemuthianum.; 2009

Eficiência de formulações de ulvana em induzir resistência em Phaseolus vulgaris contra Colletotrichum lindemuthianum.

FREITAS, M. B.; MEDUGNO, C. C.; SCHONS, R. F.; STADNIK, M. J.
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, n. 1, p. 45-49, 2011. Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, n. 1, p. 45-49, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.2%
O presente trabalho objetivou avaliar a eficácia da ulvana, um polissacarídeo proveniente de alga, em induzir resistência em Phaseolus vulgaris contra Colletotrichum lindemuthianum, quando formulada sozinha ou com caulinita, sílica amorfa ou atapulgita e armazenada por 0, 4, 8 ou 12 meses. Após cada período de armazenamento, as formulações e água (controle) foram aplicadas à folhagem de plantas de feijão (cv. Uirapuru, estádio fenológico V4) aos 6 e 3 dias antes da inoculação com C. lindemuthianum. A severidade da antracnose foi estimada em intervalos de 2 dias, com o aparecimento dos primeiros sintomas até 13 dias após a inoculação. A partir dos dados de severidade calculou-se a Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD). A aplicação de ulvana (controle) ou de suas formulações com sílica amorfa ou caulinita, promoveu uma redução de cerca de 45% na severidade da antracnose. A eficiência da ulvana em controlar a antracnose foi mantida nas formulações com sílica amorfa ou caulinita, mas não naquela contendo atapulgita, durante o período de 12 meses.; 2011

Frequência de patótipos de Colletotrichum lindemuthianum nos estados brasileiros produtores de feijoeiro comum.

ABUD, R. de O. G.; WENDLAND, A.; PEREIRA, R. J.; MELO, L. C.; PEREIRA, H. S.; COSTA, J. G. C. da.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.27%
Devido à ampla variabilidade patogênica do fungo Colletotrichum lindemuthianum causador da antracnose e distribuição geográfica em regiões produtoras no Brasil, a doença vêm causando sérios problemas a produtores e melhoristas de feijoeiro comum. Portanto, o objetivo deste trabalho foi realizar um estudo da distribuição de coletas, e conseqüentemente um levantamento da freqüência de patótipos/raças de Colletotrichum lindemuthianum provenientes de cultivos de feijoeiro comum em vários estados brasileiros. Após a coleta das vagens em campo com sintomas de antracnose e a desinfestação superficial da lesão típica em laboratório, com álcool 70%, solução de hipoclorito de sódio, e água destilada, respectivamente, a lesão foi macerada e transferida para uma placa de Petri com BDA mais antibiótico, que foram incubadas até o desenvolvimento micelial do patógeno.; 2011

Reação de genótipos da coleção nuclear de feijoeiro comum (CONFE) à inoculação conjunta de cinco patótipos de Colletotrichum lindemuthianum.

ABUD, R. de O. G.; WENDLAND, A.; PEREIRA, R. J.; COSTA, J. G. C. da; MELO, L. C.; PEREIRA, H. S.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.11%
Este trabalho teve por objetivo avaliar a reação, à Colletotrichum lindemuthianum, de 580 genótipos de feijoeiro comum pertencentes à coleção nuclear de feijoeiro comum da Embrapa Arroz e Feijão (CONFE).; 2011; CONAFE.

Caracterização de genótipos de feijoeiro-comum quanto a resistência à patótipos de Colletotrichum lindemuthianum.

ZINHANI, M. D. R.; WENDLAND, A.; PEREIRA, H. S.; DEL PELOSO, M. J.; MELO, L. C.; FARIA, L. C. de; COSTA, J. G. C. da.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 5., 2009, Guarapari. O melhoramento e os novos cenários da agricultura: anais. Vitória: Incaper, 2009. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 5., 2009, Guarapari. O melhoramento e os novos cenários da agricultura: anais. Vitória: Incaper, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.11%
O objetivo desse trabalho foi determinar a reação de genótipos de feijoeiro comum à patótipos de Colletotrichum lindemuthianum, visando identificar genótipos para utilização como genitores para obtenção de linhagens com resistência a esse patógeno.; 2009

Introgressão da resistência da cultivar G2333 ao patótipo 2047 de Colletotrichum lindemuthianum na linhagem CNFC 9563.

COSTA, J. G. C. da; RAVA, C. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.11%
O objetivo do trabalho foi à transferência da resistência ao patótipo 2047 de Colletotrichum lindemuthianum da cultivar de feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris) G2333 (Colorado de Teopisca, PI 311998), genitor doador, para a linhagem CNFC 9563, genitor recorrente.; 2008

Multilinhas como estratégia para reduzir os danos devido ao Colletotrichum lindemuthianum no feijoeiro.

SILVA, F. B.; ROSA, H. J. A.; RAMALHO, M. A. P.; ABREU, A. de F. B.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.99%
O objetivo do trabalho foi verificar se a mistura de linhagens de feijoeiro de grãos tipo carioca reduz o progresso do fungo C. lindemuthianum, e possíveis danos à produtividade de grãos sob condições de cultivo.; 2008

Host defense responses restricts the growth of the fungus Colletotrichum lindemuthianum in cowpea, TE 97 411-1E resistant genotype.

BARRETO, A. L. H.; ELOY, Y. R. G.; MATOS, T. E. de; MARTINS-MIRANDA, A. S.; FREIRE, F. C. O.; FREIRE FILHO, F. R.; VASCONCELOS, I. M.; OLIVEIRA, J.T. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 1.; REUNIÃO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 6., 2006, Teresina. Tecnologias para o agronegócio: anais. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2006. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 1.; REUNIÃO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 6., 2006, Teresina. Tecnologias para o agronegócio: anais. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2006.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
EN
Relevância na Pesquisa
67.31%
Cowpea is the main subsistence crop in the semiarid North-east of Brazil. However, very few is known concerning to its defense mechanisms against fungi. The objective of this present work was to evaluate the infection strategies of the hemibiotrophic fungi Colletotrichum lindemuthianum and the associated cytological defense responses of two cowpea genotypes, TE 97-411-1E (resistant) and BR 3 Tracuateua (susceptible). The infection process of the fungi in both genotypes occurred preferentially through the leaf epidermal cells by penetration tubes emerged from appressoria. The resistant cowpea genotype, TE 97-411-1E, showed enhanced penetration resistance to C. lindemuthianum associated with higher epidermal H2O2 accumulation, papilla formation, and increase in phenylalanine ammonialyase activity, possibly related to accumulation of phenolic compounds and host cell wall lignification. Macroscopic examination of the primary leaves revealed the presence of shrunken necrotic lesions characteristic of anthracnose in infected BR 3 Tracuateua, whereas in TE 97-411-1E cell death was also observed but only in a reduced percentage of the infection sites. In summary the results obtained in the present study suggested that TE 97-411-1E genotype is more resistant to C. lindemuthianum compared to BR 3 Tracuateua...

Uso da restrição hídrica na inoculação de Colletotrichum lindemuthianum em sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Carvalho, João Custódio Barbosa de
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Program de Pós-Graduação em Fitotecnia; UFLA; brasil; Departamento de Agricultura Publicador: Universidade Federal de Lavras; Program de Pós-Graduação em Fitotecnia; UFLA; brasil; Departamento de Agricultura
Tipo: Dissertação
Publicado em 15/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
67.5%
The present research was carried out aiming at to develop a more efficient methodology to inoculate Colletotrichum lindemuthianum in bean seeds by using the hidric restriction principie. The research work was conducted in tree steps. In the fist part, the effect ofdifferent hidric restriction leveis on PDA médium amended with PEG 6,000 or mannitol on the seed radicle emission was investigated. In the second step growth of C. lindemuthianum on PDA containing the PEG 6,000 or mannitol was measured. The third part ofthe work consisted ofevaluating the infection levei obtained by keeping the bean seeds in contact with colonies of C. lindemuthianum, 5 days old, developed on PDA médium amended with mannitol at different concentrations. The results showed that incorporation ofmannitol solution at -IMPa into PDA médium with 5 day incubation, proved to be efficient to obtain higher leveis ofbean seeds infected by the anthracnosis fungous. Growth ofC lindemuthianum was not affected by the hidric restriction produced by the addition ofmannitol, at the maximum levei of -1,0 MPa, into PDA médium. Incorporation of solutions of PEG 6,000 at hidric restrictions higher than -0,6 MPa into PDA caused reduction in the development of C .lindemuthianum. Radicle emission of bean seeds was efficiently impeded on PDA médium containing such components...

VARIABILITY OF Colletotrichum lindemuthianum IN COMMON BEAN IN WESTERN PARANÁ; VARIABILIDADE DE Colletotrichum lindemuthianum EM FEIJOEIRO COMUM NO OESTE DO ESTADO DO PARANÁ

BONETT, Lucimar Pereira; UNIPAR; SCHEWE, Ivânia; UNIPAR; SILVA, Luciano Ivano da; UNIPAR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
47.46%
The great pathogen variability of the fungus Colletotrichum lindemuthianum and its widespread distribution across several common bean regions in Brazil, particularly in the southern and southeastern regions, is causing serious problems for producers as well as breeders. The purpose of this paper was the identification of Colletotrichum lindemuthianum races in common bean fields in the western part of Paraná state, one of the leaders in the Brazilian production. Anthracnose-infected pods were collected and the surface disinfected with sodium hypochlorite. Lesion fragments were transferred to PDA medium containing streptomycin and incubated for eight days at 28 ºC. For selection of the isolates the mycelium of the fungus were seeded two or three times on Petri dishes with the same medium. After incubation a spore solution was obtained by the dilution method, adjusted to a concentration of 1.2 x 106 spores mL-1. The suspension was applied on the first trifoliote leaf of the 12 differentiating cultivars. The symptoms were evaluated after 10 days, on a 1 to 9 scale. Among the 61 evaluated isolates, the races 52, 65, 81, 83, 321, and 337 were identified. The races 52, 83 and 337 were observed for the first time in common bean fields in western Paraná that demonstrates increase in the variability of the pathogen in the region and the need of a periodic monitoring.; A grande variabilidade patogênica do fungo Colletotrichum lindemuthianum e a ampla distribuição geográfica em regiões produtoras de feijão no Brasil vêm causando sérios problemas a produtores e melhoristas. Assim...